17 de agosto de 2018, 14:43

BAHIA Campanha estimula municípios a intensificar vacinação contra a poliomielite e o sarampo neste sábado

Postos de saúde em toda a Bahia abrem as portas neste sábado (18) para o chamado Dia D de Mobilização Nacional contra o sarampo e a poliomielite. Em ação vacinal no município de Lauro de Freitas, às 9h, na Unidade de Saúde Básica (UBS) Cidade Nova, o secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas fará um balanço da campanha de vacinação. A unidade fica localizada na Rua Floriano Peixoto, s/n, loteamento Jardim Cidade Nova, no bairro de Itinga. Todas as crianças com idade entre um ano e menores de 5 anos devem receber as doses, independentemente de sua situação vacinal. A campanha segue até 31 de agosto. Na Bahia, a população-alvo a ser vacinada é de 849.361 crianças, tanto para polio quanto sarampo. A meta é vacinar 95% dessa população nos 417 municípios baianos. De acordo com o secretário, para garantir a alta cobertura vacinal, haverá articulação com escolas e creches para realizar vacinação programada, além do funcionamento das Unidades Básicas de Saúde (UBS) em horários alternativos, bem como a busca ativa, com vacinação em feiras, shoppings, praças e em outros locais de grande circulação. A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) recebeu do Ministério da Saúde 2,1 milhões de doses das duas vacinas. O último caso de poliomielite na Bahia foi no ano de 1989, no município de Irecê. Não há registro de casos de sarampo desde 1999. O último caso importado foi em 2011, de uma criança francesa que esteve em Porto Seguro.

17 de agosto de 2018, 14:28

ECONOMIA Relação etanol/gasolina é a menor na 2ª semana de agosto desde 2010, diz Fipe

Foto: Divulgação

O resultado é o mais baixo para uma segunda semana de agosto desde 2010

A relação entre os preços do etanol caiu abaixo de 60% na segunda semana deste mês na capital paulista, conforme a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). No período, essa equivalência atingiu 58,83% após 60,77% na anterior. O resultado é o mais baixo para uma segunda semana de agosto desde 2010, quando alcançou 57,43%, refletindo a ampla oferta do álcool combustível, observa Moacir Mokem Yabiku, gerente de Pesquisa da Fipe. “Reflete a boa produção.” No Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a taxa de inflação na cidade de São Paulo, os preços do etanol acentuaram o ritmo de queda na segunda quadrissemana de agosto – últimos 30 dias terminados na quarta-feira (15). No período, a queda foi de 6,97% após -6,63% na anterior. Os preços da gasolina também aumentaram a velocidade de declínio para 1,53% depois do recuo de 1,31% na primeira quadrissemana. Com isso, o grupo Transportes fechou a segunda leitura com retração de 0,47%, pouco maior que a queda de 0,43% na primeira medição. Para especialistas, o uso do etanol deixa de ser vantajoso quando o preço do derivado da cana-de-açúcar representa mais de 70% do valor da gasolina. A vantagem é calculada considerando que o poder calorífico do etanol é de 70% do poder do combustível fóssil. Com a relação entre 70% e 70,5%, é considerada indiferente a utilização de gasolina ou etanol.

Estadão Conteúdo

17 de agosto de 2018, 14:13

SALVADOR Prefeitura lança guia que ensina como criar hortas urbanas e escolares

Como planejar a criação de uma horta, os cuidados que se deve ter com o local destinado ao plantio de hortaliças e de que maneira plantar cada espécie. Essas e uma série de outras questões estão no Guia para a Implantação e Gestão de Hortas Urbanas e Escolares desenvolvido pela Prefeitura, através da Secretaria da Cidade Sustentável e Inovação (Secis), lançado nesta sexta-feira (17) em versão digital. Criado com uma linguagem técnica simples e com imagens de ações realizadas em hortas já implantadas na cidade, o guia é uma espécie de passo a passo para quem deseja ter bons resultados ao fazer o mesmo. O documento possuí desde dicas dos cuidados que se deve ter com a escolha do local, como, por exemplo, a drenagem do terreno e da disponibilidade de água para a rega das plantas, até instruções acerca das dimensões dos canteiros onde as mudas serão fixadas, as condições ideais do solo e medidas que ajudam no controle de insetos-praga, ácaros e doenças. Além disso, o tutorial ensina como cultivar 46 vegetais, entre hortaliças e frutas, e dá dicas da época ideal para se plantar em Salvador. Traz ainda um fichário ilustrativo para consulta rápida das caraterísticas de 30 hortaliças, como cebolinha, berinjela, abobora e diversos tipos de alfaces.

17 de agosto de 2018, 13:58

BRASIL Mudança de poder com eleições pode repercutir na Lava Jato, diz Bretas

Foto: Estadão

O juiz da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, Marcelo Bretas

Mudanças de viés ou prioridades dos Ministérios no próximo governo podem afetar os trabalhos das delações da Lava Jato, disse o juiz da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, Marcelo Bretas. Ele afirmou ainda que a mudança de presidente também é relevante, já que o líder do governo tem por atribuição indicar os membros do Supremo Tribunal Federal (STF). “A mudança de poder é importante e a figura do presidente da República é de importância ímpar, já que ele indica os membros do Supremo Tribunal Federal, a composição mais importante no combate a corrupção”, afirmou em conversa com jornalistas paralelamente a evento na Amcham, em São Paulo, sobre Compliance. “A depender do viés que os Ministérios adotem e o que priorizem, deve repercutir nos trabalhos das delações da Lava Jato”, acrescentou. Bretas comentou ainda ser importante que o poder econômico compreenda seu papel e trabalhe de forma legítima com o poder político, dentro de regras de transparência, para que não se repitam erros do passado. O juiz disse durante sua apresentação no evento que várias tentativas de frear as investigações da Lava Jato foram barradas e que, apesar de todos os ataques, o judiciário tem conseguido trabalhar.

Estadão Conteúdo

17 de agosto de 2018, 13:45

BAHIA MP Eleitoral recomenda que emissoras baianas não promovam informações a favor ou contra candidatos e partidos

O Ministério Público (MP) Eleitoral, por meio da Procuradoria Regional Eleitoral (PRE) na Bahia emitiu recomendação, no dia 8 de agosto, a todas as emissoras de rádio e TV do estado da Bahia. O documento recomenda a não veiculação, por parte das emissoras, de programas, propagandas e opiniões favoráveis ou contrárias a candidatos, partidos e coligações durante o período de campanha das eleições 2018. De acordo com o procurador Regional Eleitoral na Bahia, Cláudio Gusmão, esses ilícitos, que têm ocorrido com frequência nas últimas campanhas eleitorais, afetam o equilíbrio na disputa e a legitimidade das eleições. As vedações estão previstas no artigo 45 da Lei nº 9.504, que proíbe, ainda, veicular ou divulgar filmes, novelas, minisséries ou qualquer outro programa com alusão ou crítica a candidato ou partido político, mesmo que dissimuladamente, exceto programas jornalísticos ou debates políticos. Além da não veiculação de informações favoráveis a respeito de candidatos e/ou partidos em suas programações normais e noticiários – se atentando às proibições estabelecidas-, a PRE/BA recomenda ainda que as emissoras mantenham, devidamente arquivados, textos e gravações dos programas transmitidos, de acordo com determinações previstas no Código Brasileiro de Telecomunicações.

17 de agosto de 2018, 13:32

BRASIL Direitos não prejudicam desenvolvimento econômico, diz Cármen Lúcia

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, disse hoje (17) que os direitos previstos na Constituição não prejudicam o desenvolvimento econômico, e que há garantia de princípios, como o da livre iniciativa, capazes de garantir o trabalho e a dignidade de todos. “Ainda na preparação dos trabalhos da Assembleia Constituinte, era criticado o que viria a ser promulgado como Constituição Brasileira em 1988, sob o argumento de que haveria direitos em excesso e a economia brasileira não suportaria tantos direitos”, lembrou a ministra. “Da minha parte, em primeiro lugar, não tenho esse tipo de visão”, afirmou em seguida. A afirmativa foi feita durante a abertura do Seminário Direito e Desenvolvimento, organizado pela Fundação Getulio Vargas (FGV), em Brasília. Ao mencionar o julgamento de ações sobre terceirização de serviços por empresas, iniciado ontem (17) no STF, a ministra Cármen Lúcia afirmou que “o direito no Brasil não impede, e que, pelo contrário, a Constituição assegura condições de um modelo econômico que garanta a livre iniciativa, que é um princípio basilar adotado pelo constituinte”. “Sem deixar de considerar que o Artigo 1º tem como um dos seus fundamentos a dignidade da pessoa humana”, acrescentou. Cármen Lúcia reconheceu que a Constituição e as lei brasileiras podem ter falhas, mas lembrou que há espaço para aperfeiçoamento por meio da interpretação da Justiça e de emendas pelo Legislativo. E voltou a elogiar as leis criadas no país, entre elas a Ficha Limpa e a Maria da Penha. “As críticas feitas as leis brasileiras são feitas a quem não as quer cumprir”, disse.

Agência Brasil

17 de agosto de 2018, 13:15

SALVADOR DIA D de vacinação contra pólio e sarampo acontece neste sábado (18)

A Prefeitura promove neste sábado (18) o Dia D da campanha nacional de vacinação contra a poliomielite e sarampo. No total, 124 pontos de imunização serão disponibilizados para população, entre os postos de saúde fixos e volantes, em locais estratégicos como shoppings, supermercados, escolas e igrejas. O funcionamento será das 8h às 17h. Além da proteção contra a pólio e sarampo, a estratégia tem como objetivo atualizar a caderneta de vacinação das crianças, como a aplicação da segunda dose contra a influenza, que deve ser administrada 30 dias após o recebimento da primeira. A meta da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) é imunizar 95% do grupo prioritário formado pelas crianças com idade entre um e menores de cinco anos, seguindo determinação do Ministério da Saúde. O público estimado para receber as doses no município corresponde a pouco mais de 134 mil crianças. Durante a estratégia iniciada no dia 6 de agosto, e que segue até o dia 31, cerca de 18 mil doses foram aplicadas. Para a poliomielite, as crianças que não tomaram nenhuma dose durante a vida receberão a Vacina Inativada Poliomielite (VIP). Já os menores de cinco anos que já tiverem tomado uma ou mais doses, receberão a Vacina Oral Poliomielite (VOP), a gotinha. Em relação ao sarampo, todas as crianças receberão uma dose da Tríplice Viral, independentemente da situação vacinal, desde que não tenham sido imunizadas nos últimos 30 dias.

17 de agosto de 2018, 13:00

BAHIA Moisés debate com Valmir estratégias para a campanha eleitoral em Salvador

Foto: Divulgação

O deputado federal Valmir Assunção com o vereador Moisés Rocha

O vereador de Salvador Moisés Rocha (PT) se reuniu com o deputado federal e candidato à reeleição Valmir Assunção (PT-BA), na última quinta-feira (16), para traçar ações e estratégias para a campanha eleitoral na capital. Ambos os políticos se reuniram em restaurante no Centro Histórico – Pelourinho – e ampliaram os debates sobre os bairros periféricos, sobre a campanha ‘Lula livre’, pela retomada da democracia, contra os cortes de políticas sociais e agrárias e por direitos trabalhistas. “Temos uma história de vida parecida. Atuamos em sindicatos e em movimentos sociais, sabemos das dificuldades e das ações retrógradas desse governo golpista de Michel Temer – que têm prejudicado os trabalhadores e trabalhadoras de todo o país. Vamos construir atividades por Salvador e seguir com o debate sobre políticas públicas de inclusão social, agrárias e que beneficiem as pessoas pobres da Bahia e do Brasil”, declara Valmir Assunção ao lado do secretário nacional de Movimentos Populares do PT, Ivan Alex. O deputado federal também destaca a luta de Moisés Rocha na Câmara de Vereadores, no movimento negro e no Sindicato dos Petroleiros da Bahia (Sindipetro). “Ele tem uma atuação combativa e voltada para os interesses da cidade e do povo. Moisés sabe a dificuldade que é legislar neste país, entende como funciona as engrenagens da política e é um nome que fortalece as campanhas de Rui Costa para governador e Lula para presidente”, completa.

17 de agosto de 2018, 12:53

BRASIL Juiz Bretas não vê mudanças nas delações em razão de decisão do STF

O juiz Marcelo Bretas, da 7a Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, que atua na Lava Jato, comentou hoje (17) a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de rejeitar denúncia baseada apenas em delação. O magistrado disse que não vê mudança no uso de delações nas investigações de combate à corrupção. Ele participou de evento na Câmara Americana de Comércio (Amcham), na capital paulista. “Eu não vejo mudanças nas delações. Parece que houve decisão de não prestigiar alguns acordos, mas isso tem que ser analisado caso a caso. Eu, por exemplo, não conheço as provas que constam naquele processo, então não poderia comentar”, disse Bretas. Na última quarta-feira (14), o STF rejeitou a denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o senador Ciro Nogueira (PP-PI) e dois acusados por corrupção e lavagem de dinheiro na Operação Lava Jato. No entendimento do Supremo, os delatores não apresentaram comprovações para corroborarem suas citações nos depoimentos de delação contra o senador. “Eu sei dos processos que estão sob a minha responsabilidade, tenho sempre o cuidado de conferir se aquilo que está sendo dito, também está sendo provado. O que a lei restringe é que não deve haver condenação com base exclusivamente no depoimento”, declarou o juiz.

Agência Brasil

17 de agosto de 2018, 12:30

BAHIA MPF pede impugnação da candidatura à reeleição de Caetano

Foto: Divulgação

Deputado federal Luiz Caetano (PT)

O Ministério Público Federal (MPF) pediu, nesta quinta-feira (16), a impugnação da candidatura do deputado federal Luiz Caetano (PT) à reeleição. Por meio da Procuradoria Regional Eleitoral (PRE), o MPF argumentou a solicitação pelo fato de Caetano ser condenado em segunda instância por improbidade administrativa, sendo enquadrado na Lei da Ficha Limpa. O petista foi condenado em 2016 pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), em decisão unânime, por irregularidades na contratação da Fundação Humanidade Amiga (Fhunami) quando era prefeito do município. No primeiro grau, ele foi condenado em 2014 pela 1ª Vara da Fazenda Pública de Camaçari. No pedido de impugnação, o procurador Claudio Alberto Gusmão Cunha, chefe da PRE, ressalta que Caetano foi condenado ao “ressarcimento integral da lesão ao erário, no valor de R$ 304.210,00, aos cofres do Município de Camaçari”. O ex-prefeito também teve os direitos políticos suspensos por cinco anos. “Estamos, pois, diante de cenário que atrai a incidência da causa de inelegibilidade (…). O contexto delineado revela, assim, a presença de todos os elementos fático/normativos que configuram a causa de inelegibilidade suscitada”, ressalta o procurador. Cunha enquadra Caetano no artigo 1º, inciso I, alínea “l” da Lei da Inelegibilidade que proíbe as candidaturas daqueles que “forem condenados à suspensão dos direitos políticos, em decisão transitada em julgado ou proferida por órgão judicial colegiado, por ato doloso de improbidade administrativa que importe lesão ao patrimônio público e enriquecimento ilícito”. “Vale consignar, ademais, que os recursos especial e extraordinário interpostos pelo impugnado foram inadmitidos pela presidência do TJ-BA; não havendo, igualmente, notícia de eventual decisão de instância superior no sentido de afastar os efeitos do acórdão”, pondera o procurador. No primeiro semestre, Caetano teve recursos negados pelo Tribunal, que manteve integralmente a sentença. Ele ainda terá que pagar multa R$ 304 mil, mesmo valor do ressarcimento determinado pela Justiça.

17 de agosto de 2018, 12:15

BRASIL ‘Com o que fazem, Brasil era para ter dado errado há muito tempo’, diz Cármen

Foto: Rosinei Coutinho / STF

Presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, voltou destacar a importância da Lei da Ficha Limpa nesta sexta-feira, 17, durante seminário ‘Direito e Desenvolvimento’ da Escola de Direito da FGV Rio. Segundo ela, o texto é “copiado no mundo todo”. “Nós vivemos durante muito tempo copiando outros povos, não deu certo. E o caso brasileiro, nós somos capazes de fazer ótimas leis, e fizemos”, disse a ministra. “E hoje, para citar apenas leis mais recentes, a lei chamada Lei da Ficha Limpa é copiada no mundo todo”, disse Cármen, lembrando também da notoriedade que ganhou a Lei Maria da Penha mundo afora. A declaração, a segunda vez que Cármen elogia a Lei da Ficha Limpa na mesma semana, ocorre em meio à discussão sobre a validade da candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) à Presidência. Por ter sido condenado em segunda instância por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, Lula já teve o registro de candidatura contestado pela Procuradoria-Geral da República e ao menos por mais seis questionamentos apresentados no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), até o momento. O relator do caso é o ministro Luís Roberto Barroso, vice-presidente da Corte Eleitoral. A ministra ainda destacou o período eleitoral, para que o brasileiro “não esqueça” que é parte da democracia. “O Brasil é cada cidadão, que junto dos outros pode cumprir a Constituição Federal”, disse a ministra, ressaltando que a política deve ser “exercida de acordo com a Constituição”. “O Brasil tem vocação para dar certo. Até porque, com o que fazem com nosso País, era para ter dado errado há muito tempo”, afirmou. No início da semana, às vésperas do registro de candidatura de Lula, Cármen também falou, durante palestra, sobre a Lei da Ficha Limpa, que torna inelegíveis condenados na Justiça por órgão colegiado. “Lei eleitorais, nacionais, da maior importância, são de iniciativa popular. A chamada Lei da Ficha Limpa foi um conjunto de cidadãos que levou ao Congresso Nacional aquilo que lhe parecia próprio. Uma lei considerada pela ONU como uma das melhores que existem”, frisou a presidente da Corte na ocasião.

Estadão

17 de agosto de 2018, 11:58

BRASIL Comitê da ONU pede que Brasil garanta candidatura de Lula

Foto: Hélvio Romero / Estadão

Ex-presidente Lula

O Comitê de Direitos Humanos da ONU emitiu um comunicado “solicitando ao Brasil que tome todas as medidas necessários para que o candidato do PT à Presidência nas eleições 2018, Luiz Inácio Lula da Silva, preso e condenado na Operação Lava Jato, possa desfrutar e exercer seus direitos políticos, enquanto esteja na prisão, como candidato para as eleições presidenciais”. O documento é apenas uma recomendação e o Estado brasileiro não tem obrigação de cumpri-la. Num comunicado emitido em Genebra nesta sexta-feira, o órgão solicita que esse direito “inclua o acesso apropriado à imprensa e membros de seu partido político”. “O Comitê também solicita ao Brasil que não o impeça de concorrer às eleições para presidente em 2018, até que seus recursos diante das cortes tenham sido completados em processos jurídicos justos”, declarou a ONU no comunicado. De acordo com a nota, o pedido se refere a medidas provisórias, concedidas ao candidato. Seu processo na ONU, porém, apenas será tratado em 2019, de acordo com a entidade. “Essa solicitação não significa que o Comitê concluiu ainda que existiam violações – trata-se de medidas urgentes para preservar os direitos de Lula, enquanto o mérito do caso continua em consideração”, explicou. “Isso ocorreria no ano que vem”, disse. Em maio, a ONU havia rejeitado um outro pedido dos advogados de Lula. O Comitê de Direitos Humanos negou sua solicitação para que sua prisão fosse evitada, como parte de medidas cautelares. “O Comitê de Direitos Humanos não concederá medidas cautelares no caso de Lula da Silva”, declarou a porta-voz de Direitos Humanos da ONU, Julia Gronnevet, em maio de 2018. “Baseada na informação que recebeu, o Comitê não pode concluir que existe um risco de um dano irreparável nesse momento”, declarou a ONU em um comunicado naquele momento, que insiste que não avaliou a substância ainda da queixa original da defesa de Lula.

Estadão

17 de agosto de 2018, 11:50

BAHIA Obras de contenção de encostas e urbanização entregues em Salvador somam investimentos de R$34 milhões

Obras em mais de um quilômetro e meio de encostas de Salvador foram entregues, nesta semana, a moradores de áreas de risco e alto risco de deslizamento de terra. Situadas nos bairros de Nova Brasília, Dom Avelar, Fazenda Grande do Retiro, Praia Grande, Boa Vista de São Caetano e Coutos, as intervenções receberam, juntas, investimentos da ordem de R$11 milhões. Ainda foram investidos R$23 milhões em obras de urbanização em São João do Cabrito. Em todas as intervenções, foi usada a técnica do solo grampeado, na qual são inseridos grampos de ferro a uma profundidade que varia de quatro a oito metros. Este método, de acordo com secretário de Desenvolvimento Urbano do Estado, Demir Barbosa, confere à obra um caráter definitivo, que garante sustentabilidade a todo o terreno inclinado que foi coberto, e proteção pelos próximos anos. Demir ressalta que os deslizamentos serão evitados, além da contenção, pela colocação de gramados e canaletas para o escoamento e drenagem pluvial. Escadarias com corrimãos foram construídas em pontos estratégicos das encostas com o intuito de qualificar a mobilidade de quem precisa sair do ponto mais baixo para o cume da encosta. Na segunda-feira (13) foram entregues quatro intervenções. Pela manhã, o trecho com 369 metros de encosta da Travessa São Cipriano, em Nova Brasília, foi entregue aos 1.580 moradores da região. Em seguida, 1.442 residentes na Rua dos Romanos, em Dom Avelar, conferiram a cobertura de concreto colocada nos 288 metros de extensão da área elevada. No primeiro bairro o recurso aplicado foi de aproximadamente R$3 milhões, enquanto que as obras de Dom Avelar receberam um montante de R$935 mil. Durante a tarde, foram entregues as obras para os 4.642 moradores da Rua Bom Juá, em Fazenda Grande do Retiro. No local, foi realizada a contenção em 248 metros de encosta, por meio de R$656 mil em investimentos. Ainda no turno vespertino, foi entregue a 3.763 residentes da Rua Nova Aliança, em Praia Grade, a cobertura de concreto em 231 metros de terreno inclinado. Nesta última intervenção, foram aplicados R$2.9 milhões. Na quarta-feira (15), foi a vez de entregar as obras de contenção de 180 metros de encosta da Rua Angélica Rocha, na Boa Vista de São Caetano, aos 906 moradores do entorno. Nesta intervenção, o investimento foi de R$1,8 milhão. Na quinta-feira (16), aconteceu a última entrega da semana, em Coutos, na Rua das Bananeiras. No bairro do Subúrbio Ferroviário, o trabalho, que atende a 2.300 moradores e reuniu recursos de R$1,6 milhão, contou com particularidades por ter sido feito em diversos trechos da rua, somando uma extensão de terreno de 232 metros. Somando todas as intervenções, chega-se à extensão total de 1.508 quilômetros de encostas cobertas.

17 de agosto de 2018, 11:29

BAHIA Bahia lança ação promocional de incentivo ao Turismo interno

Ação promocional ‘Bahia Descobre a Bahia’ – de divulgação de destinos turísticos – foi lançada, nesta quinta-feira (16), no Shopping da Bahia, com o propósito de incrementar as atividades do setor. Realizado com apoio da Secretaria Estadual do Turismo (Setur), o trabalho atraiu ao estande, instalado no 3º piso, dezenas de lideranças do trade, operadores e agentes de viagens. Segunda cidade onde a ação acontece, a capital baiana permanece como uma das sedes do projeto ‘Bahia Descobre a Bahia’ até o dia 2 de setembro. Já realizado em Ilhéus, este trabalho ainda prosseguirá em Vitória da Conquista (de 24 a 26 de agosto) e Feira de Santana (de 6 a 9 de setembro). No estande, os operadores oferecem diversos pacotes turísticos superatrativos (preços diferenciados, facilidade de pagamento etc.) para que os baianos intensifiquem as viagens, a fim de visitar as belezas naturais de seu próprio estado. “As 13 zonas turísticas também oferecem história, cultura, gastronomia e uma das melhores redes hoteleiras do país”, disse o secretário do Turismo, José Alves. A ação ‘Bahia Descobre a Bahia’ inclui veiculações na mídia eletrônica para divulgação dos atrativos turísticos. “Estamos fortalecendo os elos (destinos, fornecedores, operadores, agentes de viagens) da cadeia produtiva do turismo para intensificar as atividades direta, indireta e induzida”, finalizou o secretário.

17 de agosto de 2018, 11:18

ECONOMIA Mais de 3 milhões de pessoas buscam vaga de emprego há mais de 2 anos

Foto: Divulgação

O levantamento aponta outro recorde: 3,1 milhões de pessoas já estão há mais de dois anos à procura de emprego

Por trás da aparente melhora da taxa de desemprego no segundo trimestre (que caiu para 12,4%), está uma situação alarmante. Pesquisa do IBGE divulgada nesta quinta-feira, 16, mostra que o País atingiu um número recorde de 4,8 milhões de pessoas que desistiram de procurar trabalho. A taxa de desemprego caiu, em grande parte, porque milhares de pessoas que gostariam e estariam disponíveis para trabalhar pararam de buscar uma vaga por acreditar que não conseguiriam uma ocupação – os chamados desalentados. O levantamento aponta outro recorde: 3,1 milhões de pessoas já estão há mais de dois anos à procura de emprego. “Quanto mais tempo a pessoa busca emprego maior a chance de migrar pro desalento”, diz Cimar Azeredo, coordenador de Trabalho e Rendimento do IBGE. Em apenas um trimestre, 202 mil pessoas a mais passaram a essa condição. Em um ano, a precariedade do mercado de trabalho levou ao desalento mais 838 mil indivíduos. “Estamos num momento de elevada incerteza, o que significa que a retomada (da economia) existe, mas fica contida, aquém do que se esperava”, diz José Ronaldo de Castro Souza Júnior, diretor de Estudos e Políticas Macroeconômicas do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). “Isso obviamente segura a retomada, com consequências claras sobre o emprego.” Ao todo, faltou trabalho no Brasil para 27,6 milhões de brasileiros. Além dos inativos com potencial para voltar ao mercado, havia ainda quase 13 milhões de desempregados e outros 6,5 milhões de pessoas trabalhando menos tempo por semana do que gostariam. “A condição extremamente severa do mercado de trabalho deve ser prioridade para o próximo governo, porque tem relação direta com uma série de outras questões, como o bem-estar, a criminalidade. É preciso discutir como fazer a economia crescer e como inserir essas pessoas no emprego”, diz Thiago Xavier, analista da Tendências Consultoria Integrada. “O desafio para o próximo governo vai ser dar confiança aos empresários não só para fazer investimentos, mas também para fazer contratações”, completou Souza Júnior. No segundo trimestre, o desalento atingiu o ápice em 11 estados, entre eles São Paulo, com quase meio milhão de habitantes nessa situação. “A probabilidade de uma pessoa desistir de procurar emprego está muito relacionada ao tempo que ela ficou procurando emprego. E algumas nem para a fila do desemprego vão”, explica Cimar Azeredo. Segundo ele, a dificuldade de outros integrantes da família para conseguir uma vaga ou notícias na mídia sobre o desemprego influenciam a percepção das pessoas sobre a dificuldade de encontrar um trabalho, por isso desistem de procurar. Desde o início da crise, em 2014, o número de pessoas procurando trabalho há pelo menos dois anos cresceu 162%. No segundo trimestre, o País alcançou o ápice de 3,162 milhões de trabalhadores em busca de um emprego há dois anos ou mais. O próximo governo terá de lidar ainda com outras questões negativas no mercado de trabalho. No segundo trimestre, o nível de ocupação, que mostra a proporção de pessoas trabalhando entre aquelas em idade para trabalhar, estava no menor patamar da série histórica em sete Estados brasileiros: Rondônia, Amazonas, Amapá, Maranhão, Alagoas, Bahia e Rio Grande do Sul. Na média nacional, o nível de ocupação ficou em 53,7% no segundo trimestre. “Em nenhum estado do Nordeste a população ocupada chega a 50% da população em idade de trabalhar. É consequência do desenvolvimento econômico local. Isso vai se refletir em pobreza, em desemprego”, observou Azeredo. O total de empregados com carteira assinada no setor privado caiu ao menor nível da série, no segundo trimestre, no Rio e em São Paulo. “O que acontece nesses Estados acontece depois nos outros.”

Estadão