22 de março de 2019, 18:30

SALVADOR Linhas de ônibus terão itinerários modificados no Largo do Bonfim

Devido à interdição da Rua da Imperatriz, no Largo do Bonfim, para continuidade das obras de requalificação na região, a Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob) informa que as linhas de ônibus que operam nesse local terão itinerários modificados a partir desta segunda-feira (25). Com isso, as seguintes linhas, no sentido Centro, seguirão pela Rua Rio São Francisco descendo direto pela Rua Rio Paraguaçu e seguindo daí seus itinerários: Ribeira/Bonfim – Campo Grande (0201); Santa Cruz – Calçada/Bonfim (0713); e Alto do Cabrito (Boa Vista do Lobato) – Ribeiro (1668). Já as linhas Ribeira – Terminal Pituaçu (0203), Ribeira – Pituba (0218), Fazenda Grande do Retiro – Ribeira (0343) e Conjunto Pirajá – Ribeira (1515), também no sentido Centro, subirão a Ladeira do Bonfim, seguindo pela Rua Plínio de Lima, Rua Rio São Francisco, descendo a Rua Rio Paraguaçu. No sentido inverso, sobem a Rua Rio Paraguaçu, Rua Rio São Francisco, Rua Plínio de Lima, seguindo para a Ladeira do Bonfim.

22 de março de 2019, 18:15

BRASIL Temer diz à PF que acusação é ‘rematado absurdo’

Foto: André Dusek/Estadão

O ex-presidente Michel Temer

O ex-presidente Michel Temer pediu que fosse consignado no termo de audiência na Polícia Federal, nesta sexta-feira, 22, que considera a investigação que o prendeu um “rematado absurdo”. Preso na PF do Rio desde quinta-feira, 21, Temer iria depor nesta sexta, 22, mas preferiu ficar em silêncio sob argumento de que não teve acesso às mais de 5 mil páginas dos autos da Operação Descontaminação, desdobramento da Lava Jato que lhe atribui o papel de líder de organização criminosa há mais de 40 anos. Mesmo preferindo ficar calado, o ex-presidente pediu ao delegado para consignar no termo da audiência que “não acha conveniente falar nesse momento até porque a decisão judicial e a manifestação do Ministério Público Federal o colocaram como chefe de quadrilha, inclusive num período em que não exercia função pública”. Temer assinalou que a acusação de que “amealhou R$ 1,8 bilhão é um rematado absurdo”. A procuradora Fabiana Schneider informou nesta tarde que Temer optou por ficar calado em seu depoimento por orientação de seus advogados. João Batista Lima filho, o coronel Lima, que seria o braço direito do ex-presidente na suposta organização criminosa chefiada por ele, tampouco falou com os procuradores. Ele também alegou orientação dos advogados. O ex-ministro e ex-governador Moreira Franco foi o único a prestar depoimento. Segundo Schneider, ele negou o esquema de propinas.

Estadão Conteúdo

22 de março de 2019, 18:00

ECONOMIA Incertezas sobre reforma da Previdência levam dólar a atingir maior valor do ano

Foto: Reuters

O dólar subiu 2,65%, atingindo o maior valor em 2019, cotado a R$ 3,90

A Bolsa fechou o pregão desta sexta-feira, 22, em forte queda, de 3,10%, aos 93.735 pontos e o dólar subiu 2,65%, atingindo o maior valor em 2019, cotado a R$ 3,90. Os ativos domésticos tiveram um dia de forte desvalorização por uma conjunção de ambiente externo negativo e temores sobre o andamento da reforma da previdência no Congresso. Os atritos entre o ministro da Justiça, Sérgio Moro, e um dos filhos do presidente, Carlos Bolsonaro, com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) fizeram com que a cautela entre os investidores aumentasse no último pregão da semana. Com quedas superiores a 4% das ações da Petrobrás e perdas expressivas de papéis do bloco financeiro, o Ibovespa renovou mínimas e perdeu a linha dos 94 mil pontos no final do pregão. No Chile, onde participou da criação do Prosul (Foro para o Progresso da América do Sul), o presidente Jair Bolsonaro disse que não deu motivo para Maia deixar a articulação política para aprovar a reforma da Previdência e que vai conversar com o parlamentar. Bolsonaro também afirmou que, embora lamente o atrito com Maia, não vê nas postagens do filho Carlos motivos para insatisfação por parte do presidente da Câmara. Em uma rede social, Carlos, que é vereador no Rio, publicou que Maia andava “nervoso”, ao comentar o embate entre o parlamentar e Sergio Moro. Ainda nesta sexta-feira, 22, outro filho do presidente, o senador Flávio Bolsonaro (PLS-RJ) tentou esfriar a temperatura da crise ao postar, em rede social, que o presidente da Câmara “é fundamental para aprovar a Nova Presidência e projetos de combate ao crime”. Segundo o senador, Maia “está engajado em fazer o Brasil dar certo!”. O JPMorgan afirma em relatório a clientes que os eventos recentes elevam chance de atraso ou desidratação da reforma da Previdência, com chances de a economia com as mudanças nas aposentadorias ficarem abaixo dos R$ 700 bilhões estimados pelo banco.

Estadão

22 de março de 2019, 18:00

BRASIL Bolsonaro: Maioria de críticas contra mim são fake news, algumas até mereço

Alvo de protestos em Santiago, no Chile, convocados para esta sexta-feira, 22, e sábado, 23, o presidente Jair Bolsonaro declarou que a maioria das críticas contra ele são “fake news”, mas admitiu que tem “algumas falhas” e que até merece algumas críticas. “A grande maioria, sim são fake news. Algumas críticas até mereço, sei que eu tenho minhas falhas”, afirmou. Os presidentes da Câmara e do Senado do Chile recusaram-se a participar de um almoço com Bolsonaro no sábado. Para se defender das acusações de que é machista, misógino, racista e homofóbico, o presidente afirmou que foi eleito no Brasil com muitos votos de minorias. Ele ainda declarou que não deu motivos aos opositores do presidente do Chile, Sebastián Piñera, para terem recusado o convite. Bolsonaro minimizou também os protestos contra ele na capital chilena. “No Brasil, também tem meia dúzia que protesta contra mim o tempo todo. Se tem aqui, é normal.”

Estadão Conteúdo

22 de março de 2019, 17:45

BRASIL PSL escolhe coordenador na CCJ para traçar estratégia pela Previdência

O deputado delegado Marcelo Freitas (MG) foi escolhido pelo PSL para ser o coordenador da bancada na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). A função foi designada a ele para que os integrantes do partido tracem uma estratégia de defesa da reforma da Previdência no colegiado. A desarticulação do governo no Congresso tem minado as expectativas em relação ao andamento da proposta na Câmara. O péssimo ambiente político desta semana colocou em xeque a capacidade do governo de garantir a aprovação da matéria. De acordo com integrantes da comissão, o presidente da CCJ, Felipe Francischini (PSL-PR), também vai atuar diretamente para fazer uma ponte entre o governo e os integrantes do colegiado para afinar o diálogo e convencer os deputados a partir das demandas individuais. A avaliação é de que é preciso dar celeridade política no trato com a base aliada para que haja um realinhamento do governo com a Câmara.

Estadão Conteúdo

22 de março de 2019, 17:45

BRASIL Bahia é destaque em seminário internacional sobre economia criativa

Foto: Divulgação

Seminário internacional sobre economia criativa ocorre em Brasília

Encerra nesta sexta-feira (22), o Seminário Internacional Economia Criativa como Estratégia de Desenvolvimento, que acontece em Brasília-DF. O evento, que visa ampliar a discussão sobre o tema, vinculando-o a soluções para os problemas mais candentes de segurança pública, educação e projeto de desenvolvimento, contou com a presença da deputada federal Lídice da Matta (PSB). Na ocasião, o coordenador do evento e presidente do Instituto Pensar, Domingos Leonelli, citou a Bahia como “um estado que tem a criatividade no seu DNA talvez pela diversidade de sua formação. Talvez pela força da cultura afro-baiana contrabalançando a influência da cultura judaico-crista”. Leonelli ainda afirmou que os baianos “têm o caldeirão criativo na música, na dança, no teatro e nas artes plásticas e acrescentou-se a pesquisa em ciência e tecnologia, onde se destaca por exemplo o Cimatec”. O seminário conta com 12 palestrantes convidados – dez brasileiros, um de Portugal e uma da Colômbia – de áreas como economia, arquitetura, tecnologia e outras que incidem no tema central da Economia Criativa. “Esse seminário, na verdade, é o cumprimento de uma etapa do processo de consolidação da Economia Criativa como estratégia de desenvolvimento, que o PSB adotou no seu último congresso, em março de 2018”, explica Leonelli. Na avaliação do presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, é preciso aproveitar a vocação de cada município e implantar projetos de Economia Criativa. “No Brasil, a indústria tem caído vertiginosamente e faz-se necessário surgir uma nova economia. Devemos implantar projetos-pilotos em cicno municípios e disseminar a Economia Criativa no Brasil”, afirmou. O seminário é uma realização do PSB e da Fundação João Mangabeira, sob a curadoria do Instituto Pensar.

22 de março de 2019, 17:30

BRASIL MPF vai denunciar Temer por peculato, corrupção e lavagem de dinheiro

Foto: Dida Sampaio/Estadão

O ex-presidente Michel Temer

Ministério Público Federal vai denunciar na semana que vem o ex-presidente Michel Temer por peculato, corrupção e lavagem de dinheiro. Segundo a procuradora Fabiana Schneider, o ex-presidente chefiava uma organização criminosa que roubou dos cofres públicos por cerca de 40 anos. Schneider confirmou que conversas telefônicas do ex-presidente foram monitoradas durante um período anterior à prisão. Segundo ela, no entanto, o conteúdo não foi ainda analisado. A procuradora voltou a defender a prisão preventiva, criticada por alguns juristas. “O crime de colarinho branco é diferenciado”, explicou. “Era uma organização criminosa com contratos em andamento, com promessas de pagamento“.

Estadão Conteúdo

22 de março de 2019, 17:22

SALVADOR Projeto da Ponte Salvador-Itaparica precisa ser modificado, afirma Usuport

Foto: Reprodução

Para a associação, traçado não deve ser através da utilização da poligonal da área do porto

Ao participar da audiência pública sobre a Ponte Salvador-Itaparica, realizada pelo governo do Estado da Bahia, nesta quinta-feira (21), em Salvador, o diretor-executivo da Associação de Usuários dos Portos da Bahia – Usuport, Paulo Villa, afirmou que o projeto tem que ser modificado, uma vez que o traçado geométrico restringe as manobras de navios no Porto de Salvador, elevando o grau de risco de acidentes. A Usuport reconhece a necessidade da ponte, mas alerta que o traçado não deve ser através da utilização da poligonal da área do porto, o único no Brasil apto a receber grandes navios dedicados a linhas diretas. Segundo Villa, o vão central de 450 metros é estreito, conforme foi apresentado, e não permitirá a passagem em mão dupla de embarcações, tendo como efeito um gargalo no trânsito marítimo, com perda de eficiência, lembrando que hoje são mais de quatro mil entradas e saídas por ano. O diretor cita, ainda, a pouca altura do vão central, com apenas 85 metros, que inviabilizará a possibilidade de a Bahia abrigar indústrias navais voltadas para óleo e gás, seja de construção e manutenção, que exigem passagem de embarcações com calado aéreo superior a 130 metros. “Como representante de significativa parcela dos setores produtivos, a Usuport tem o dever de afirmar que, com este projeto, a competitividade das empresas exportadoras e importadoras, a cabotagem, as atividades portuárias e de indústrias navais estarão definitivamente comprometidas”, avalia o diretor.

22 de março de 2019, 17:15

SALVADOR Semps divulga projetos para ampliação dos direitos das pessoas com deficiência

Foto: Reginaldo Ipê/CMS

O secretário municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza, Leo Prates

Representantes de entidades ligadas à temática dos direitos das pessoas com deficiência participaram, na manhã desta sexta-feira (22), de reunião no auditório da Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza (Semps). Na oportunidade, foram debatidas estratégias, ações, projetos e novidades, visando a integração da Unidade da Pessoa com Deficiência (UPCD) à Semps, conforme proposta apresentada pela Prefeitura à Câmara Municipal de Salvador. Participaram da reunião o secretário da Semps, Leo Prates, a diretora de Proteção Social Especial da pasta, Juliana Portela, e o diretor financeiro da secretaria, Valdemar Santos. As entidades presentes foram a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Salvador (APAE); Associação Bahiana de Equoterapia (ABAE); Amigos Múltiplos pela Esclerose (AME); Instituto de Organização Neurológica da Bahia (ION); Associação Amigos dos Autistas da Bahia (AMA); e Lar Vida e Lar da Criança. Leo Prates considera que a integração da UPCD à pasta representa um grande passo para fortalecer a luta pelos direitos das pessoas com deficiência em Salvador e, consequente, aproximação com o Fundo Municipal de Assistência Social. Prates destacou que até o fim do primeiro semestre pretende lançar a proposta do Projeto de Benefício Assistencial ao Idoso e à Pessoa com Deficiência nas escolas municipais. “Vamos mapear, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação (Smed), as crianças com deficiência que não estão estudando, para criarmos estratégias aplicáveis, com o objetivo de proporcionarmos o direito básico de acesso à educação em nosso município para todos”, informou Prates. De acordo com o gestor, outra novidade em estudo técnico pela Procuradoria Geral do Município (PGM) é o programa “Sempre Melhor”, que terá investimento de R$25 milhões a R$50 milhões para melhorias físicas em unidades de pessoas com deficiências e abrigos para idosos com necessidades emergenciais nas estruturas. “Nos comprometemos a trabalhar para que todos, sem diferenças, tenham os mesmos direitos sociais e o acesso às assistências em nossa cidade. Não mediremos esforços para alcançarmos o nosso objetivo base”, afirmou o secretário.

22 de março de 2019, 17:00

BRASIL Não dei motivo para Maia sair da articulação da Previdência, diz Bolsonaro

Foto: Dida Sampaio/Estadão

Rodrigo Maia e Jair Bolsonaro

Após o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), ter avisado que deixará a articulação política da reforma da Previdência, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que está aberto para conversar com Maia e que não deu motivo para o parlamentar do Rio de Janeiro tomar essa atitude. “Quero saber o motivo que ele está saindo”, disse Bolsonaro após deixar o Palácio de La Moneda, sede do governo chileno. “Estou sempre aberto ao diálogo. Estou fora do Brasil. Quero saber o motivo, só isso e mais nada. Eu não dei motivo para ele sair [da articulação]”, declarou Bolsonaro. Além disso, o presidente disse que a declaração do filho Carlos Bolsonaro, com críticas a Maia por adiar a tramitação do projeto anticrime, não é motivo para Maia ameaçar sair da articulação política. “Será que esse foi o motivo? Se foi esse o motivo, eu lamento, mas isso não é motivo.” O presidente afirmou saber que todo o Brasil está indignado com a demora na votação do projeto de lei anticrime. Bolsonaro disse ainda que é “só conversando” que será possível trazer Maia de volta ao papel. “Você nunca teve uma namorada e, quando ela quis ir embora, o que você fez? Não pediu para ela voltar? Você não conversou?”, perguntou a um jornalista. Bolsonaro parece ter escalado seu staff próximo para tratar do assunto nesta sexta. Além do presidente, quem tratou publicamente da questão, em tom de afagos e de reconciliação foram o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), o vice-presidente Hamilton Mourão e a líder do governo no Congresso, a deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP). No Twitter, o senador e filho mais velho do presidente afirmou que o presidente da Câmara Rodrigo Maia (DEM-RJ) “é fundamental na articulação para aprovar a Nova Previdência e combates de projeto ao crime”. Ele destacou que Maia “está engajado em fazer o Brasil dar certo!”. Mourão, que com a viagem de Bolsonaro ao Chile atua como presidente da República em Exercício, adotou um tom reconciliador ao dizer que compete ao governo lançar “pontes” e conversar com Maia. O comentário foi feito em entrevista à Rádio Gaúcha, após Mourão ter sido confrontado com a informação de que Maia teria ficado irritado com publicação feita por um dos filhos do presidente da República, vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ). Mourão ressaltou que “rede social não tem a ver com a opinião do Executivo”. “Eu vi a respeito disso (publicação de Carlos) agora cedo, mas não vi o teor completo da mensagem. Mas, se por acaso o presidente Rodrigo ficou incomodado com isso, compete a nós do governo lançarmos as pontes e conversarmos com ele. Lembrar que rede social não tem nada a ver com a opinião que todos nós, do Executivo, temos sobre ele como presidente de uma das casas do Legislativo. Eu considero, particularmente, um apoiador incondicional das principais ideias que nós temos, e conto, assim como todos nós do governo, com o apoio dele”, disse o presidente interino. Já a deputada Joice Hasselmann (PSL-SP), líder do governo no Congresso Nacional, disse que Maia é vítima de uma campanha mentirosa. Segundo ela, o político é alvo de “um movimento nas redes para colar em Rodrigo Maia a pecha de que ele é contra a Nova Previdência”. De acordo com a deputada, Maia é um dos que “mais tem trabalhado” pela aprovação “logo” do “principal plano do governo”, a reforma da Previdência. “Na prática, sem Maia, a coisa não vai e o Brasil empaca. Simples assim”, escreveu a líder do governo.

Estadão Conteúdo

22 de março de 2019, 16:41

BRASIL Maia: ‘Quem tem de formar maioria para a reforma é o governo’

Foto: Fabio Motta/Estadão

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ)

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, afirmou ao BR18- blog de política do Estadão – que cabe ao governo conseguir os votos necessários para a aprovação da reforma da Previdência. O deputado disse que continua sendo um grande defensor da proposta e que vai defender o projeto. Mas que o papel de obter os votos cabe “ao presidente Jair Bolsonaro e aos seus ministros”. “Meu papel institucional é que eu vou pautar quando o presidente entender que tem voto”, diz. “Dentro da casa, continuo um grande defensor e influenciando os deputados e deputadas que me ouvem. Agora, quem tem de formar a maioria é o governo. E esse é o papel do presidente e dos seus ministros”, diz Maia, que vinha exercendo a tarefa de principal articulador da proposta na Câmara, mas se irritou com os ataques que vêm sofrendo de sites bolsonaristas e de aliados do presidente Bolsonaro.

22 de março de 2019, 16:39

BRASIL Tribunal vai julgar habeas corpus de Temer na próxima quarta-feira

Foto: Estadão

O ex-presidente Michel Temer (MDB)

O desembargador do Tribunal Regional Federal da 2ª Região, Antonio Ivan Athié, determinou a inclusão do pedido liminar de liberdade do ex-presidente Michel Temer (MDB) na pauta da quarta-feira, 27. Também pediu ao juiz federal Marcelo Bretas que se manifeste em 24 horas sobre o requerimento da defesa. Ele é relator do habeas corpus dos advogados do emedebista, Eduardo Carnelós e Roberto Soares Garcia, que contestam o decreto de prisão do magistrado da 7ª Vara Federal do Rio, responsável pela Operação Lava Jato. Temer foi preso nesta quinta-feira, 21, em investigação que mira supostas propinas de R$ 1 milhão da Engevix no âmbito da Operação Descontaminação, desdobramento da Lava Jato. Também foram detidos preventivamente o ex-ministro Moreira Franco (MDB) sob suspeita de intermediar as vantagens indevidas ao ex-presidente. Os emedebistas prestam depoimento ainda nesta sexta, 22. Os advogados protocolaram o pedido de liberdade para Temer no final da tarde desta quinta, 21. O pedido foi distribuído para Athié. Os defensores alegam que Temer em liberdade “não coloca em risco a instrução criminal, nem a aplicação da lei penal”. Eles rebatem a decisão do juiz Marcelo Bretas, que mandou prender o emedebista. Em despacho às 14h31 desta sexta, 22, o desembargador decidiu. “Oficie-se imediatamente ao juízo impetrado, solicitando informe em 24 horas se, à vista das alegações contidas na petição deste habeas corpus, mantém a decisão objurgada”. “Inclua-se o feito na pauta de quarta-feira próxima, dia 27/3/2019, a fim ser decidido o pleito liminar”, escreveu.

Estadão

22 de março de 2019, 16:22

BRASIL Em nova visita, Marun diz que Temer está inconformado com prisão

O ex-presidente Michel Temer (MDB-SP) está inconformado com a sua prisão, disse hoje o ex-deputado Carlos Marun (MDB-MS), que esteve pela manhã, na Superintendência da Polícia Federal no Rio de Janeiro. “Temos a mais absoluta convicção de que, em mantido o devido processo legal, o presidente resultará inocentado de todas essas acusações”, afirmou. Para Marun, que foi ministro da Secretaria de Governo de Temer, a prisão do ex-presidente é ilegal e arbitrária. O ex-ministro é advogado e usou essa prerrogativa para fazer as duas visitas à cela do ex-presidente, que foi montada em uma sala com banheiro e janela. Segundo ele, Temer “pode estar sendo vítima de uma disputa entre a Lava Jato e o Supremo Tribunal Federal”. “O presidente talvez tenha ficado como um marisco entre o mar e o rochedo”, afirmou. “O que estamos vendo, e que é evidente, não é novidade, é que existe uma queda de braço entre o STF e a Lava Jato. O que é óbvio. Talvez o presidente esteja sendo uma vítima dessa disputa, onde se busca demonstrar poder ao arrepio da lei e em não conformidade com o Estado de direito”, disse Marun, acrescentando que se trata de um confronto não republicano. Temer está preso preventivamente desde ontem devido às acusações do Ministério Público Federal de que ele chefiava uma quadrilha que cometeu crimes nos últimos 40 anos. A prisão foi decretada pelo juiz Marcelo Bretas, que julga os processos da Lava Jato na 7a Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro.

Agência Brasil

22 de março de 2019, 16:07

BRASIL Flávio Bolsonaro diz que Maia é ‘fundamental para aprovar a Nova Previdência’

Foto: Estadão

O senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ)

O senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) escreveu em seu Twitter que o presidente da Câmara Rodrigo Maia (DEM-RJ) “é fundamental na articulação para aprovar a Nova Previdência e projetos de combate ao crime”. Segundo o senador, que é filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL), Maia “está engajado em fazer o Brasil dar certo!”. A fala do filho mais velho do presidente acontece logo após um estranhamento entre o presidente da Câmara e irmão mais novo de Flávio, o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ). Carlos havia publicado em seu Instagram que Rodrigo Maia andava “nervoso”, em virtude da declaração de Maia de que o ministro da Justiça, Sergio Moro, “conhece pouco de política” e que não é mais que um “funcionário do presidente Bolsonaro”. Maia teria se irritado ao ser cobrado por Moro para acelerar a tramitação do pacote anticrime apresentado ao Congresso pelo ministro. Segundo Maia, a prioridade da Mesa será a proposta de reforma da Previdência, e não as leis anticrime. O tuíte de Flávio Bolsonaro, que não costuma publicar muito nesta rede social, sinaliza para uma tentativa de pacificação entre a família Bolsonaro e o presidente da Câmara. Mais cedo, em entrevista ao Grupo Estado, Maia disse que é papel do presidente e seus ministros conseguir maioria para aprovar a reforma previdenciária.

Estadão

22 de março de 2019, 15:54

BRASIL Prisão de Temer é importante para amadurecimento da democracia, diz Mourão

Foto: Estadão

O general Hamilton Mourão (PRTB)

O presidente interino enquanto Jair Bolsonaro (PSL) cumpre agenda no Chile, o general Hamilton Mourão (PRTB) disse que a prisão do ex-presidente Michel Temer (MDB) “é importante para o amadurecimento da democracia” e que “lei está finalmente se fazendo valer”. A declaração foi dada na manhã desta sexta-feira (22) em pronunciamento à imprensa no Palácio Piratini, em Porto Alegre, após reunião com o governador Eduardo Leite (PSDB). Ele não respondeu perguntas dos jornalistas.
“A lei deve ser aplicada para todos. Apesar de ser muito triste um ex-presidente da República condenado [Lula] e outro ex-presidente preso preventivamente [Temer], o que salta aos olhos de todos brasileiros é que a lei finalmente está se fazendo valer. É importante para o amadurecimento da democracia e para o nosso próprio amadurecimento como cidadãos brasileiros”, disse Mourão. Embora tenha dito que a prisão é importante, o general falou na última quinta-feira (21) que Temer deve ser solto “daqui a pouco” com um habeas corpus de “um ministro qualquer”. Para ganhar liberdade, a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) é responsabilidade do ministro Gilmar Mendes, relator dos casos da Lava Jato. Questionado sobre quando o Brasil “será um país de ordem e progresso”, no momento destinado às perguntas da plateia, Mourão respondeu: “Tem um cidadão que mora lá nos Estados Unidos, o Olavo de Carvalho, todos os dias ele me xinga. Ele é astrólogo, viu. Astrólogo da Virgínia [estado onde vive]. Tenho que passar pra ele essa bolsa de cristal”. Na reunião com o governador, Mourão também discutiu a reforma da Previdência, a duplicação da BR-116 e o Regime de Recuperação Fiscal.

Folhapress