18 de fevereiro de 2008, 17:15

Disputa pela candidatura do PT em Feira longe de acabar

Depois da disputa para as presidências do PT no Estado e em Salvador, o resultado das prévias para a escolha do candidato do partido a prefeito em Feira de Santana é o mais grave foco de divergências hoje na legenda.

Indignados com a escolha do deputado federal Sérgio Carneiro para candidato, partidários do seu concorrente, o deputado estadual Zé Neto, prometem não desistir da briga enquanto não inverterem o resultado das prévias.

O principal argumento é que, enquanto Zé Neto aparece nas pesquisas com 14% das intenções de voto para a Prefeitura, Carneiro registra 2%, o que, na avaliação dos apoiadores do deputado estadual, torna impossível a vitória petista no município.

Por este motivo, os “netistas” se preparam para recorrer à direção estadual contra a decisão do diretório municipal de Feira que, no final de semana, ratificou a candidatura de Carneiro à Prefeitura.

Os recursos alegam que 65 filiados ficaram impossibilitados de votar nas prévias porque seus nomes “não apareceram” nas listas de votação e que Carneiro não poderia ter participado da disputa.

A justificativa é que o deputado federal não transferiu sua filiação de Salvador para Feira em tempo hábil. Mas o ponto que mais irrita os apoiadores do deputado estadual diz respeito aos 65 filiados “excluídos” da votação.

Como as prévias foram definidas por 39 votos, os “netistas” estão convencidos de que a exclusão de 65 militantes da votação tornou o resultado das prévias “inconfiável”.

18 de fevereiro de 2008, 15:46

CNT/Sensus aponta vantagem de Serra na disputa à Presidência

O governador de São Paulo, José Serra (PSDB-SP) lidera a corrida pelo Palácio do Planalto, segundo pesquisa CNT/Sensus, divulgada hoje pela Folha on line. Em pesquisa estimulada – quando os nomes dos candidatos são apresentados pelos pesquisadores -, Serra obteve o apoio de 38,2% dos entrevistados, contra 18,5% do deputado federal Ciro Gomes (PSB-CE).

A ex-senadora Heloísa Helena (PSOL) aparece com 12,8% das intenções de voto, seguida pela ministra da Casa Civil, Dilma Roussef (PT), com 4,5%. No total, 26,1% dos entrevistados não souberam responder ou disseram que votariam em branco/nulo. No cenário em que o nome de Serra é substituído do governador mineiro Aécio Neves (PSDB-MG), Ciro venceria a disputa com 25,8% das intenções de votos.

Heloísa Helena (19,1%) e Aécio (16,6%) estão tecnicamente empatados em segundo lugar, já que a margem de erro da pesquisa é de três pontos percentuais para mais, ou para menos. Dilma Rousseff aparece com 5,4% das intenções de votos nesse cenário. Num eventual segundo turno na corrida pela Presidência da República, Serra venceria com larga vantagem os demais adversários.

Na disputa com Ciro Gomes, o governador de São Paulo seria eleito com 46,5% das intenções de votos contra 25,5% do ex-ministro da Integração Nacional. Já no cenário Serra versus Dilma, o tucano receberia 57,9% das intenções de votos, contra 9,2% da ministra.

18 de fevereiro de 2008, 15:19

EXCLUSIVO: Muda direção de Redação do Correio da Bahia

A Rede Bahia deve emitir nota oficial até o fim do dia comunicando a substituição do jornalista Demóstenes Teixeira no cargo de diretor de Redação do Correio da Bahia pelo jornalista Rodrigo Cavalcanti.

Homem de confiança da família Magalhães, Demóstenes é quem redige a nota de sua substituição. Ele assumirá a assessoria do senador ACM Jr., sócio da Rede, enquanto estrutura a futura Fundação ACM, que deverá presidir.

A substituição do jornalista, cuja proximidade com o ex-senador ACM era conhecida, faz parte dos planos de reestruturação do Correio da Bahia, tocada pela consultoria especializada em jornais Innovation.

Pelo que se comenta, além de ter feito especialização na Universidade de Navarra, na Espanha, Cavalcanti tem livros publicados, passou pela revista Superinteressante e pelo comando de jornais de Maceió (Alagoas).

Postado às 15h15.

18 de fevereiro de 2008, 12:46

PP fecha apoio a João Henrique, mas só anuncia secretário na sexta-feira

Apesar de ter anunciado hoje seu apoio ao governo, o PP só deve indicar o novo secretário de Habitação em outra solenidade, no Palácio Thomé de Souza, marcada para a próxima sexta-feira. Como antecipado por este blog, tudo concorre para ser o empresário Antonio Abreu, embora existam outros três nomes no partido disputando a indicação, segundo informes passados agora há pouco ao Política Livre.

18 de fevereiro de 2008, 10:50

Ministro vai a Irecê na quarta assinar convênio de R$ 24 mi com Wagner

O governador Jaques Wagner, o ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Patrus Ananias, e o secretário do Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza, Valmir Assunção, estarão nesta quarta-feira em Irecê, onde celebrarão convênios da ordem de R$ 24 milhões para a construção de 12.270 cisternas com o objetivo de beneficiar mais de 60 mil pessoas de 115 municípios do semi-árido. A iniciativa faz parte do conjunto de ações do Programa Água Para Todos (PAT), do governo da Bahia.

18 de fevereiro de 2008, 10:46

Sindlimp faz protesto amanhã na frente da Secretaria de Administração

O Sindilimp-BA (Sindicato dos Trabalhadores em Limpeza do Estado da Bahia) promove uma manifestação em favor dos trabalhadores da empresa Organização Bahia amanhã, às 8 horas, em frente à Secretaria de Administração do Estado da Bahia (SAEB), no CAB. Segundo a entidade, o protesto tem como objetivo reivindicar esclarecimentos do governo estadual a respeito de como fica a situação dos funcionários, uma vez que a empresa teve seu contrato rescindido e uma nova assumirá suas atividades. A Organização Bahia pertence ao chamado G8.

18 de fevereiro de 2008, 10:37

“Lula e os cartões corporativos federais” faz sucesso no Youtube

Depois de ter ouvido hoje pela manhã, no jornal da Record, o presidente Lula dizer, na Antártida, que os cartões corporativos foram a melhor coisa criada na gestão do antecessor FHC, este blog decidiu postar o endereço da mais nova sensação do Youtube.  Trata-se do vídeo “Lula e os cartões corporativos federais”,  já visto por 373.089, o que lhe confere a sétima posição no mundo entre os mais visitados em comédia. O endereço: http://www.youtube.com/watch?v=kRiRKKO8HvU

18 de fevereiro de 2008, 10:14

Record abre guerra contra Folha e O Globo

Em sua edição de hoje do Fala Brasil, jornalístico matinal da Rede, a Record veiculou uma extensa reportagem sobre ações judiciais de fiéis da Igreja Universal do Reino de Deus, proprietária da emissora, contra os jornais Folha de S. Paulo e O Globo.

A repórter Elvira Lobato, da Folha de S. Paulo, está sendo processada em várias partes do País, inclusive em Juazeiro, na Bahia, por ter escrito, em reportagem, que “o dinheiro dos fiéis é esquentado (pela Igreja) em paraísos fiscais”.

Já o jornal O Globo, porque classificou a Igreja de “seita”. Na reportagem, fiéis também são ouvidos, acusando os jornais de discriminação. Um dos advogados da Universal sugere que qualquer fiel pode acionar jornais se perceber discriminação contra a Igreja.

18 de fevereiro de 2008, 09:49

Leitores do Política Livre souberam primeiro

Os leitores do Política Livre sabem desde o último dia 13 que o novo secretário de Habitação da Prefeitura é Antonio Abreu, indicado pelo PP. A posse de Abreu ocorrerá logo mais às 11hs, na presença do prefeito João Henrique (PMDB) e do presidente estadual do PP, deputado federal Mário Negromonte, entre outros políticos progressistas.

Primeiro partido atraído para a base de apoio do prefeito pelo PMDB, o PP deve assegurar a João Henrique pelo menos mais três minutos em seu horário de televisão na campanha. Segundo reportagem publicada hoje pelo jornal A TARDE, a posse de Abreu é também um recorde: ele será o 40º membro do primeiro escalão empossado nesta gestão.

17 de fevereiro de 2008, 20:22

Wagner acrescentou defesa dos tribunais de Contas na mensagem lida na Assembléia

Na mensagem que leu na reabertura da Assembléia Legislativa do Estado, na última sexta-feira, o governador Jaques Wagner (PT) acrescentou, de improviso, uma referência à importância dos tribunais de Contas do Estado e Municípios ao se referir ao projeto do governo de criação da Controladoria Geral do Estado (CGE).

Na cópia da mensagem publicada no site da Agecom, Wagner se limita a dizer: “Aprovada, a CGE será um órgão fundamental de acompanhamento, orientação e fiscalização da aplicação do dinheiro público”.  Mas na Assembléia, depois de lê-la, acrescentou: “sem nunca substituir o trabalho dos tribunais de contas do Estado e dos Municípios”.

Para os defensores do TCM, um sinal de que o governador não estaria por trás do projeto de extinção do TCM proposto pelo deputado estadual petista Paulo Rangel na Assembléia Legislativa, conforme os governistas propagam. Presente à solenidade de sexta-feira, o conselheiro Raimundo Moreira, presidente do Tribunal, se sentiu reconfortado.

17 de fevereiro de 2008, 19:04

Policiais Federais custaram R$ 1,3 mi ao Estado em 2007

Teria custado, segundo informes chegados há pouco a este blog, a bagatela de R$ 1,3 mi, em 2007, o convênio que o governo do Estado possui com a Polícia Federal para manter em seu quadro os policiais federais que servem hoje à Secretaria de Segurança Pública. Há quem aponte o custo dos altos salários pagos à turma da Federal em detrimento de policiais da própria SSP como um dos motivos para a insatisfação que corrói as relações internas na Secretaria, com os reflexos já conhecidos pela população.

17 de fevereiro de 2008, 18:21

EXCLUSIVO: Diretório do PT confirma candidatura de Sérgio Carneiro em Feira

Por 24 votos a 5 e seis abstenções, o diretório municipal do PT em Feira de Santana confirmou a decisão da executiva local do partido de considerar intempestivos os recursos contra a realização das prévias em que o deputado federal Sérgio Carneiro foi escolhido candidato da legenda a prefeito. As ações contra a direção do PT haviam sido interpostas pelo candidato derrotado, o deputado estadual Zé Neto, e outros oito militantes petistas. Com a decisão, Sérgio Carneiro foi confirmado candidato do PT no segundo colégio eleitoral da Bahia.

17 de fevereiro de 2008, 14:19

Verba indenizatória: muito estardalhaço por nada

Curiosamente, em meio às escandalosas descobertas sobre o uso dos cartões corporativos para despesas pessoais e familiares do presidente Lula, um petista presidente da Câmara dos Deputados, Arlindo Chinaglia (SP), resolve expor os gastos dos colegas com a verba indenizatória.

Em seguida, uma ONG com ares de “paladina” da moralidade os condena, a imprensa reproduz acriticamente seus comentários e, na Bahia, Alice Portugal, uma comunista com trajetória de árdua batalhadora, é situada entre as “campeãs” de gastos no recesso parlamentar, com direito ao tradicional e irreparável massacre midiático.

Afinal, qual é o problema de se usar a verba indenizatória no recesso parlamentar? Será que a imprensa e a ONG desejam que os deputados aproveitem o período para pegar onda no Havaí ou visitar o Museu do Louvre? Se os parlamentares trabalham no recesso, por que suspender a verba?

Na República petista é assim: quanto mais se misturam alhos com bugalhos, melhor. Porque vira tudo farinha do mesmo saco e a opinião pública toma todos pelo mesmo, numa indiferenciação contínua que em nada contribui para que se fiscalize o que, efetivamente, precisa de controle.

Por falar em ONGs, hoje em seu blog o jornalista Josias de Souza, da Folha, revela que a crise dos cartões está ofuscando a CPI destinada a investigar o sumiço de R$ 32 bi distribuídos pelo governo a 7.670 delas em todo o País de 1999 a 2006.  Ou quer mais?

17 de fevereiro de 2008, 12:16

Sérgio Carneiro nega irritação da família com João Henrique

A propósito de nota publicada aqui ontem sobre irritação da família com o prefeito João Henrique (PMDB) por ter dado publicidade à internação de seu pai ao justificar sua ausência em evento na Assembléia (ver post abaixo), este blog recebeu do deputado federal Sérgio Carneiro (PT) o seguinte esclarecimento:

“Caro Raul, 

Somente hoje (domingo) pude ver uma nota no seu Blog que envolve o meu nome e o do João Henrique. Da minha parte, gostaria de lhe dizer que desconheço qualquer irritação por parte da nossa família com relação a ele. O seu informante usa de momentos distintos para chegar a esta conclusão. De manhã, quando João Durval deu entrada no hospital, seria compreensível a preocupação do João Henrique com o estado de saúde do pai, justificando-se, assim, a sua ausência em qualquer evento, já que não se sabia a gravidade. Na parte da tarde, quando o seu informante captou as minhas declarações sobre João Durval, por volta das 17 hs, numa entrevista que dei num programa de rádio em Feira de Santana, eu já sabia que o exame tinha sido de endoscopia e que o estado de saúde do nosso Senador não era grave, o que João Henrique não poderia adivinhar pela manhã. Assim, peço-lhe retificação da nota veiculada por uma questão de justiça ao Prefeito. Grande abraço do amigo, Sérgio”