10 de maio de 2009, 08:18

Bando assalta ônibus em Feira de Santana

Um grupo de seis bandidos armados saqueou os passageiros de um ônibus, que estava vindo de Jequié para Salvador, na madrugada de ontem. O assalto aconteceu por volta de 4 da manhã, na chegada a Feira de Santana.

Ao prestar queixa no complexo policial, o motorista do ônibus da empresa Camurujipe, de placa JRL-0050 contou que foi disparado um tiro em direção a ele, obrigando-o a parar. O veículo estava na BR-116 Sul, na altura do bairro Pedra do Descanso, na entrada de Feira de Santana.

Depois de entrar no ônibus, os assaltantes mandaram que o motorista acendesse a luz. Leia mais em A Tarde (para assinantes).

10 de maio de 2009, 07:46

IPVA de carros com placa 5 e 6 podem ser pagos com desconto de 5%

O Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) pode ser pago com desconto de 5% até os dias 18 e 19 de maio para os proprietários de veículos com final de placa cinco e seis.

O pagamento pode ser parcelado em até três vezes, sendo que a data de vencimento da primeira cota é a mesma da data de vencimento. Os débitos anteriores também podem ser divididos em três vezes juntamente com o IPVA 2009.

Os boletos podem ser pagos no Banco do Brasil e no Bradesco, através do Licenciamento Integrado, projeto desenvolvido pela Sefaz em parceria com o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e a Companhia de Processamento de Dados do Estado da Bahia (Prodeb). Informações do Correio da Bahia.

10 de maio de 2009, 07:43

Ministro do Meio Ambiente participa da Marcha da Maconha no Rio

O ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, participou na tarde de ontem da Marcha da Maconha no Rio de Janeiro. Milhares de pessoas caminharam pela Avenida Vieira Souto, em Ipanema, na Zona Sul, para pedir a legalização da droga. “Hoje a guerra das drogas mata mais do que a overdose. Só a hipocrisia não vê isso”, gritou o ministro, sendo aplaudido e ovacionado por todos.

Segundo os organizadores, o protesto foi realizado em mais de 250 cidades do mundo, incluindo Berlim, Madri e França. Outras regiões do Brasil também participaram do evento. No Rio, os organizadores esperavam reunir, pelo menos, duas mil pessoas.

“Não é porque eu sou ministro que ia deixar de fazer o que eu acredito. Grande parte da violência que nós sofremos é por causa do tráfico. Usuário não pode ser tratado como criminoso”, completou Minc. Leia mais no Correio da Bahia.

10 de maio de 2009, 07:40

Múcio: ‘Quem mentir mais tem chance’ nas eleições

O ministro José Múcio, coordenador político de Lula, escora-se na impopularidade do Congresso para defender a propalada reforma política. 

“Quando você tem o presidente da República superbem avaliado e o Congresso com uma avaliação lá embaixo, alguma coisa está acontecendo na nossa democracia…” 

“…As pessoas começam a achar que o poder da representatividade torna-se prescindível. Sabemos que não existe democracia sem Legislativo”. 

Múcio desfiou seus argumentos em entrevista à repórter Carolina Bahia. Ela lhe perguntou se não são os parlamentares os culpados pelo desprestígio do Legislativo. 

E Múcio: “Você pode pôr a culpa nos parlamentares e pode pôr a culpa no critério de escolha…” 

“…Quando um candidato a vereador, a deputado, vai pedir voto, ninguém pergunta quantos projetos ele relatou, quantos livros leu…” 

“…Quem mentir mais, quem enganar melhor, tem chance. Muitas vezes homens de bem são substituídos por vendedores de ilusão”. 

Acha mesmo que a reforma política, reduzida ao voto em lista partidária e ao financiamento público, vai resolver a encrenca? 

“O presidente tem o apoio de 14 a 15 partidos. Tem? Não. Dentro dos partidos há facções, interesses diversos. Primeiro a gente precisa fortalecer os partidos…” 

“…Meu partido [PTB] pensa a mesma coisa no Rio Grande do Sul, no Amazonas? Quando crescem, os partidos viram vários segmentos…” 

“…Se o melhor jogador do seu time for embora, você continua com o time. Isso porque ele tem bandeira, torcida…” Leia mais no blog do jornalista Josias de Souza, da Folha.

10 de maio de 2009, 07:36

Dilma e o câncer linfático: ‘Essa é uma luta solitária’

Há dez dias, Dilma Rousseff dissera que não permitiria que seu tratamento contra o câncer linfático se convertesse em “espetáculo midiático”. 

Em entrevista, ela esmiuçou o raciocínio: “Uma coisa é eu comunicar a minha doença, outra coisa é o fato de que alguém queira compartilhar uma luta que é só minha…” 

“…Gostaria que eu pudesse compartilhar com todo mundo, me ajudando, mas não vai ser assim. Essa é uma luta absolutamente privada…” 

“…Acho que isso é uma coisa solitária minha. Essa luta não tem com quem compartilhar, eu tenho que ter tranquilidade”. 

Dilma extraiu, em março, um tumor de 2,5 centímetros que se instalara sob sua axila esquerda. Agora, submete-se a sessões de quimioterapia. Já fez duas. 

Antes, dizia que manteria a rotina de trabalho. Agora, reconhece: “Obviamente, em alguns momentos vai dar uma reduzida”.

Para atenuar os prejuízos funcionais, vai combinar as sessões quimioterápicas com os finais de semana. “Não é necessário parar de trabalhar”.

Dilma contou aos repórteres Ana Dubeux e Daniel Pereira que passou a ser assediada por gestos de solidariedade. É abordada por pessoas desconhecidas: 

“Elas se aproximam e falam o seguinte: ‘Olha, eu tenho um amigo que teve a doença, superou e está muito bem, muito bem’…” 

“…Outra diz o seguinte: ‘Olha, eu tive e estou aqui, faz mais de três anos, quatro anos, cinco anos’. Aí, vão lhe contando”. 

De resto, passou a receber presentes: “Mandam receita, mandam livro, mandam medalhinha, estatuazinha de Nossa Senhora”. 

A ministra disse que Lula, depois de lhe dar “muito conforto”, mantém com ela “uma relação de proteção”.  

O mais difícil foi dar a notícia à mãe e à filha. Tiveram “uma reação de sofrimento, mas muito contida. Elas acham que, se elas sofrerem muito, vão me afetar”. 

Mostra-se confiante quanto às chances de êxito do tratamento: “Olha, eu tenho absoluta certeza que vou [vencer a doença]. Sabe aquela convicção? Essa [vitória] é minha”. 

No dia das mães, Dilma disse que só se arrepende de uma coisa na vida: de não “ter mais filhos. Leia mais no blog do jornalista Josias de Souza, da Folha.

10 de maio de 2009, 07:19

Manchetes do dia

– A Tarde: Chuva desabriga 428 famílias na capital baiana

– Correio da Bahia: Chuva destrói mais 100 casas

– Globo: Artifício faz Petrobras pagar menos imposto

– Folha: Brasil não tem controle sobre milho transgênico

– Estadão: Agricultura se recupera e pode repetir 2008

– JB: Planos de saúde dão calote no governo

– Correio: O dia de todas as mães

– Veja: Gol de ouro

– Época: Existe remédio para ficar mais inteligente?

– IstoÉ: A face de Lula que você não conhece

– IstoÉ Dinheiro: O Brasil pode salvar a GM?

– CartaCapital: O congresso de Lilliput

9 de maio de 2009, 10:41

EXCLUSIVO: PMDB vai entregar documento mostrando divergências administrativas com Wagner

O Política Livre ligou há pouco para o ministro Geddel vieira Lima (Integração Nacional) pedindo uma avaliação dele sobre as declarações do presidente Lula (ver nota abaixo), admitindo possibilidade de confronto entre o PT e o PMDB na Bahia na próxima sucessão e afirmando que a aliança fechada entre os dois partidos em 2006 não incluía as eleições de 2010, tese já defendida pelo político baiano.

Ouviu dele muitos elogios ao presidente Lula. “Isto mostra porque Lula é o político que é. Tem a idéia exata do processo político. A aliança (com o PMDB) foi feita para ganhar as eleições de 2006 e dar sustentabilidade ao governo. Sua renovação depende de uma série de questões, a exemplo do sucesso administrativo da gestão, com a incorporação de propostas e respeito à autonomia dos parceiros”, respondeu o ministro.

Segundo ele, não faz sentido a tese de que os partidos, porque se uniram em 2006, precisam ficar juntos nas próximas disputas como se tivessem feito uma aliança automática, já que não fizeram uma fusão. Embora tenha até aqui falando do plano nacional, muito semelhante ao local em termos da aliança que PT e PMDB montaram para a eleição do governador Jaques Wagner, o ministro também fez uma revelação. Disse que em poucos dias o PMDB entregará um documento ao governador.

Será um texto com “aspectos administrativos” em que o partido pretende, “de forma leal”,  proceder uma avaliação do governo, pontuando quais são suas divergências e o que, na opinião da legenda, não está sendo implantado nem absorvido do ponto de vista da aliança administrativa que levou à aliança vitoriosa de 2006. Hoje, o PMDB tem dois secretários no governo – Batista Neves (Infra-estrutura) e Rafael Amoedo (Indústria e Comércio).

9 de maio de 2009, 10:18

Febraban paga encontro de juízes em resort na Bahia

Um grupo de 42 juízes do trabalho e ministros do Tribunal Superior do Trabalho (TST) teve passagens, hospedagem e refeições pagas pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban) para participar de congresso realizado pela entidade. O “16º Ciclo de Estudos de Direito do Trabalho” da Febraban ocorreu durante o feriado de 21 de abril em um resort cinco estrelas na Praia do Forte, na Bahia. A maioria dos ministros do TST, dos presidentes ou representantes de Tribunais Regionais do Trabalho (TRTs) e dos juízes presentes no congresso viajaram acompanhados por suas esposas ou seus maridos, conforme ocorreu nos anos anteriores.

A Febraban informa que o evento é “autossustentável”, pois as 60 pessoas que se inscreveram pagaram R$ 11 mil para participar dos quatro dias de debates, com direito a acompanhante. Segundo porta-voz da federação, este valor deverá cobrir o custo do evento, que ainda não foi fechado. Ainda de acordo com a Febraban, os juízes estiveram presentes como convidados e não receberam por isso, somente foram pagas as passagens, estadias e refeições. Leia mais na Folha. (para assinantes).

9 de maio de 2009, 10:10

Transmissão da gripe suína já acontece no Brasil

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, confirmou sexta-feira o primeiro caso de transmissão em solo brasileiro da gripe suína, o que faz com que o país seja o sétimo no mundo a registrar manifestação autóctone (transmitida dentro do próprio país) da doença. Agora, já são seis casos confirmados no Brasil, sendo que os dois novos anunciados sexta-feira são no Rio de Janeiro e em Santa Catarina. Um amigo do jovem brasileiro de 21 anos contaminado pela gripe suína em Cancún e que manteve contato com ele após chegar do México foi a primeira vítima a ter contraído a doença sem ter deixado o país. Infomações do Jornal do Brasil.

9 de maio de 2009, 10:05

Ex-dirigente da Infraero dispara contra mudança na estatal

Fundador do PT e sindicalista ligado aos aeronautas, o ex-superintendente da Infraero no Rio de Janeiro Pedro Azambuja, exonerado na onda de demissões que ceifou o poder dos partidos da base do governo, saiu atirando. Numa carta enviada a amigos e companheiros que participavam sexta-feira da reunião do Diretório Nacional do PT, em Brasília, Azambuja criticou a omissão do governo e de seu próprio partido diante da ofensiva militar no controle da empresa e da aviação civil.

Ele afirma, depois de cinco anos e meio atuando no coração da administração aeroportuária, que a Aeronáutica reforçou o serviço de inteligência com “arapongas egressos da comunidade de informações” para assumir o controle total do setor.

Segundo Azambuja, em abril, depois de mudar o estatuto da Infraero – “sob o mais alto segredo” – o presidente da empresa, brigadeiro Cleonilson Nicácio Silva, e os demais conselheiros (“todos eles militares”) retiraram do presidente Lula o direito conferido nas urnas de indicar quatro das seis diretorias, sob o controverso argumento de que estariam privilegiando a carreira. “O que pode parecer aos menos avisados valorização dos funcionários da casa, não passa de fortalecimento do poder dos militares”, afirma. Informações do Jornal do Brasil.

9 de maio de 2009, 10:05

PT tenta segurar candidaturas estaduais para atrair PMDB

O PT vai enquadrar as seções estaduais do partido para impedir o lançamento antecipado de concorrentes petistas aos governos dos estados.

Em mais um movimento para atrair o PMDB em torno da candidatura presidencial da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, o Diretório Nacional do PT decidiu anteontem endurecer e baixou resolução para segurar o ímpeto dos candidatos mais apressados.

No calendário pró-Dilma, a prioridade é construir parcerias para favorecer o apoio à ministra.

Por determinação do comando petista, prévias e encontros convocados para definição de candidaturas estão agora suspensos até fevereiro de 2010, quando o PT completará 30 anos e realizará seu 4º Congresso Nacional, desta vez para aprovar a política de alianças e a plataforma da provável campanha de Dilma. Informações da Agência Estado.

9 de maio de 2009, 09:56

Berzoini prevê governo Dilma à esquerda, PT busca aliados

Um eventual governo do PT a partir de 2011 daria uma guinada mais à esquerda e alinharia a atuação do Banco Central aos interesses do governo, afirmou o presidente do partido, deputado Ricardo Berzoini (SP). O parlamentar garante, entretanto, que uma possível administração da ministra da Casa Civil Dilma Rousseff, pré-candidata à sucessão petista, não faria ‘aventuras’ e manteria os fundamentos econômicos seguidos pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Para Berzoini, o comando do Banco Central na nova gestão precisaria estar alinhado aos desejos do Palácio do Planalto. Informações da Reuters.

9 de maio de 2009, 09:40

Brasil ganha nota máxima em índice dos países mais democráticos

O Brasil obteve nota máxima em um índice para determinar os países com as eleições mais democráticas do mundo, segundo a organização e-Parliament. A América Latina, Central e o Caribe se encontram entre as regiões com as eleições mais democráticas do mundo, com exceção de Cuba, de acordo com o levantamento publicado nesta sexta-feira. O primeiro índice mundial do respeito aos princípios democráticos nas eleições revela, além disso, que alguns Estados europeus estão atrás de certos países africanos.

Em uma escala de 0 a 12 pontos, a maioria dos países latino-americanos e centro-americanos obtém uma nota entre 9 e 12, com exceção da Colômbia e Guatemala, que tiveram com 8 pontos cada um. Brasil, Estados Unidos, Canadá e Argentina conseguem a nota máxima, 12 pontos, e Cuba apenas um ponto, empatando com a China e a Coreia do Norte. A Venezuela de Hugo Chávez teve nota 9, e a Bolívia de Evo Morales, 11.

Líbia, Brunei, Mianmar e Arábia Saudita são alguns dos países que aparecem no fim da tabale, com nota zero. A e-Parliament é uma associação que milita pela democracia parlamentar no mundo. O estudo examinou os critérios de liberdae de candidaturas, condições de registros eleitorais, processos de apuração e liberdade de expressão nas campanhas eleitorais. Informações da AFP.

9 de maio de 2009, 09:29

PT submete candidaturas estaduais a alianças pró-Dilma

O PT decidiu nesta sexta-feira disciplinar a definição de candidaturas nos Estados. O objetivo é evitar anúncios prévios que possam prejudicar alianças visando à candidatura da ministra da Casa Civil Dilma Rousseff à Presidência. A decisão foi tomada na reunião do Diretório Nacional do partido, em Brasília, composta por 84 integrantes. “A tática para as eleições de 2010 será orientada para a vitória na eleição presidencial, submetendo a ela todos os processos estaduais”, informa a resolução divulgada após o encontro. O PT fixou ainda que todas as decisões nos Estados deverão ser submetidas à Executiva Nacional do partido. Nesta semana, o presidente da legenda, deputado Ricardo Berzoini (SP), entrou em confronto verbal com o ministro da Justiça Tarso Genro, que anunciou previamente sua candidatura ao governo do Rio Grande do Sul. Informações da Reuters.