18 de janeiro de 2009, 11:57

Sabe o que o cirurgião de Dilma Roussef falou para ela?

De José Simão hoje na Folha: “(Dilma) tá mais esticada que o mandato do Chávez! Aí ela chegou ao Palácio e todo mundo: “Oi Marta! Oi Marisa!”. Plasticada é tudo igual. Ficam com cara de égua de charrete! E sabe o que o cirurgião dela falou? Fui eu, mas não espalha. Rarará!”

18 de janeiro de 2009, 11:41

Setor que puxava PIB agora lidera cortes

Desde o “setembro negro”, o mundo virou de cabeça para baixo e a indústria no Brasil seguiu a mesma toada: os setores mais dinâmicos que sustentavam o forte crescimento do PIB até então são agora os que mais eliminam postos de trabalho. Antes no rol dos líderes da vigorosa expansão da economia de 6,8% no acumulado até setembro, material de transporte (inclui a indústria automobilística) e metalurgia (siderurgia) estão entre os que mais desempregaram em novembro. Esses ramos perderam, respectivamente, 11,6 mil e 11 mil empregos formais naquele mês, segundo levantamento da LCA Consultores, feito a pedido da Folha com base em dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados). Os números correspondem ao saldo líquido entre admissões e demissões informadas pelas empresas ao Ministério do Trabalho e Emprego. Informações da Folha.

18 de janeiro de 2009, 11:33

Pelo menos 15 brasileiros estudam entrar na Justiça contra esquema Madoff

O suposto esquema fraudulento montado pelo ex-presidente da Bolsa Nasdaq Bernard Madoff provocou perdas de “dezenas de milhões de dólares” a investidores brasileiros. É o que afirma o advogado americano David Rosemberg, que conta ter sido procurado por investidores do país que estudam entrar na Justiça dos EUA para recuperar suas aplicações, segundo a Folha.

Rosemberg afirma que já foi contatado por mais de 15 brasileiros (investidores individuais e assessores financeiros) de “São Paulo, Rio Janeiro e outras cidades” que aplicaram com Madoff – por questões éticas, o advogado diz não poder revelar os nomes. Segundo ele, nenhum dos investidores aplicou diretamente com o gestor, mas por meio de bancos e outras instituições.

18 de janeiro de 2009, 11:01

Em carta a Lula, presidente da Itália reclama de decisão de Tarso

O presidente da Itália, Giorgio Napolitano, enviou uma carta ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva na qual expressa seu “assombro” e sua “amargura” pela decisão do Ministério da Justiça brasileiro de conceder status de refugiado político ao escritor italiano Cesare Battisti, condenado pelo Judiciário italiano à prisão perpétua sob a acusação de ser o responsável por quatro homicídios “com finalidades terroristas” -o que Battisti nega.
Na carta, o presidente italiano diz que é porta-voz da “compreensível reação que teve no país e entre as forças políticas a grave decisão” do ministro Tarso Genro (Justiça). Napolitano chama a atenção do presidente Lula para “as garantias” da Constituição italiana em relação aos “responsáveis por crimes de terrorismo”. Informações da Folha de S. Paulo.

18 de janeiro de 2009, 10:52

Cofre dos Estados começa ano 11% mais magro em relação a 2008

Governadores do Norte e Nordeste já têm na ponta do lápis números para confrontar os apelos do presidente Lula contra corte de gastos diante da crise econômica. Em reunião na próxima semana, eles mostrarão que o caixa dos Estados começou o ano pelo menos 11% mais magro em relação a 2008. Os números constam da previsão de repasses do FPE (Fundo de Participação dos Estados) feita pela Secretaria do Tesouro Nacional. Em janeiro, o montante transferido pela União será de R$ 3,1 bilhões, contra R$ 3,5 bilhões do mesmo mês de 2008 (valores corrigidos). O prejuízo é generalizado, mas a notícia atinge em cheio às regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, que detêm a fatia de 85% do fundo.

18 de janeiro de 2009, 10:16

Trabalhador já pode escolher banco para receber salário

A partir deste mês, o trabalhador da iniciativa privada passa a contar com o benefício da conta-salário. Com isso, os funcionários de empresas que fazem pagamento via depósito bancário podem decidir onde querem receber o seu dinheiro. Anteriormente, para depositar a remuneração mensal na conta bancária que achasse mais conveniente, o trabalhador tinha que fazer uma transferência. Por conta disso, era necessário arcar com taxas relativas à operação. Com a alteração, é possível fazer a transferência sem ônus. De acordo com a Resolução 3.402, de 6.9.2006 Conselho Monetário Nacional (CMN) (alterada pela Resolução 3.424, de 21.12.2006), a conta-salário é isenta de cobrança de tarifas de serviços ou pelo fornecimento de cartão magnético.

18 de janeiro de 2009, 10:08

Desemprego pressiona decisão do Copom

Pela primeira vez, desde que o Copom (Comitê de Política Monetária) foi criado, em 1996, os diretores do Banco Central se reunirão para definir o rumo da taxa de juros pressionados pela ameaça de uma onda de desemprego. Apesar de a esperada decisão de reduzir os juros – depois de quatro altas e três meses de estabilidade – ter pouco ou nenhum impacto direto para reverter esse quadro, a repercussão indireta da medida terá uma abrangência maior para isso do que em outros momentos de queda na economia. Na avaliação de empresários e economistas, a posição do Copom será um sinalizador para o setor produtivo medir a chance de disseminação pela economia da crise iniciada no setor de bens duráveis, como automóveis. Mostrará ainda uma disposição coordenada do governo de combater recessão e desemprego com todas as armas. Informações da Agência Estado.

18 de janeiro de 2009, 10:01

Candidato derrotado a prefeito de Iramaia acusa MST de usar vale-compras para ajudar eleito

O bicho está pegando para o secretário estadual Valmir Assunção (Desenvolvimento Social) em Iramaia, onde a eleição de prefeito foi decidida por 34 votos, petistas se aliaram a ex-pefelistas para derrotar petistas e pipocaram denúncias de uso da máquina pública com distribuição de vales-compras do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) e Coordenação de Defesa Civil (Cordec) para captação de voto e envolvimento na briga de um secretário do governo estadual oriundo dos chamados “movimentos sociais”. É como A Tarde descreve o município, na Chapada Diamantina, após a eleição do prefeito José Rodrigues de Carvalho Júnior (PR), o Zezinho, ex-pefelista que contou com apoio das lideranças locais do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) e de Assunção.

18 de janeiro de 2009, 09:57

Secretário diz que não houve infidelidade

“Não teve infidelidade partidária porque o PT não tinha candidato a prefeito em Iramaia, não ia administrar o município”. Foi assim que o secretário de Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza, Valmir Assunção, justificou o fato de subir no palanque adversário à chapa que tinha uma filiada ao PT como candidata a vice. Sua declaração, no entanto, contradiz o seu próprio discurso feito durante o comício do então candidato Zezinho (PR). Na ocasião, ele revelou ter ciência de que a prática era proibida pelo Estatuto do PT e justificou que estava ali por vontade do governador. Informações do jornal A Tarde.

18 de janeiro de 2009, 09:54

HGE tem legião de “esquecidos”

Reportagem publicada hoje pelo jornal A Tarde traça um comovente quadro sobre pacientes que, sem condições se andar ou se comunicar, permanecem “esquecidos” nos ambulatórios do Hospital Geral do Estado. É gente normalmente muito pobre, de idade variada, que permanece anônima sem conseguir se identificar nem ninguém que reclame sua identificação. Chocante.

18 de janeiro de 2009, 09:46

O secretário de Saúde e seu novo prédio em construção de R$ 10 milhões

O secretário municipal de Saúde, o prestigiado médico José Carlos Britto, caminha para ser o responsável pela primeira grande compra do segundo governo do prefeito João Henrique (PMDB): a de um prédio em construção, no valor de R$ 10 milhões, no Edifício Atlanta Empresarial, no Costa Azul, para reabrigar sua pasta, segundo diz ele hoje ao jornal A Tarde, muito mal servida nas instalações atuais, localizadas no Comércio, sob um custo mensal de aluguel de R$ 55 mil.

De cara, fica claro que dinheiro não é problema para Britto, responsável por uma pasta tradicionalmente problemática cujos índices de aprovação são historicamente baixos na população, principalmente a mais carente. Afinal, o secretário começa o ano com R$ 10 milhões para imobilizar, assim, num prédio. Agora, por que o secretário optou por um empreendimento em construção, no bairro do Costa Azul, e não por outra edificação no mesmo Comércio, cuja revitalização a Prefeitura se esforça para promover?  

18 de janeiro de 2009, 09:14

TJ promove “festão” com dinheiro público para comemorar mesmo o quê?

O jornal A Tarde de hoje informa que o Tribunal de Justiça da Bahia está preparando para março uma “festa de padrão internacional” para marcar a passagem dos seus 400 anos de existência. “As comemorações começam dia 4 e fecharão com chave de ouro dia 7. Presentes, os presidentes das cortes supremas de todos os países americanos, além do presidente Lula, é claro, que já assegurou sua participação”, diz A Tarde. Não fica claro o que a cúpula do TJ pretende mesmo comemorar: por acaso é a sucessão de censuras públicas e contra-determinações do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) contra o Judiciário baiano, que já foi obrigado a suspender até a compra de tapetes persas (ver nota), entre outras futilidades, além de ter sido acusado pelo próprio órgão de controle da magistratura de ser um dos mais lentos do País? O TJ tem a obrigação de informar quanto gastará na promoção do que A Tarde chama de “festão”, porque é exatamente o contribuinte, para o qual o serviço jurisdicional deve se prestado, que bancará a farra e não tem motivo algum para compactuar com qualquer tipo de comemoração dos juízes e desembargadores baianos.

18 de janeiro de 2009, 08:51

Trabalho de baiana integra recomendações para política de saúde de Obama

O número de acidentes de trabalho é três vezes maior com negros que se sentem discriminados por um detalhe: a eles são dadas as tarefas mais perigosas. É o que constata o trabalho ‘Desigualdade racial e acidentes de trabalho’, que a médica Vilma Sousa Santana, baiana de Valença, PhD em epidemiologia pela Universidade de Carolina do Norte e professora do Instituto da Saúde Coletiva da Ufba, ofereceu como contribuição para o ‘Summitt’ (conferência) envolvendo os melhores cientistas do mundo realizado em dezembro, em Washington, que recolheu recomendações para a formatação das políticas de saúde do governo do novo presidente dos EUA, Barak Obama. Informações do jornal A Tarde.