11 de outubro de 2009, 10:12

Planalto isola Ciro e cria tensão entre PT e PSB

Só agora começa a cair a ficha dos socialistas de que Planalto quer isolar Ciro Gomes (crédito: Folha)

Só agora começar a cair a ficha dos socialistas de que Planalto tenta isolar Ciro Gomes (crédito: Folha)

Os próximos meses prometem ser tensos para a relação entre o PT e o presidente Lula com o PSB e o deputado e ex-ministro Ciro Gomes (CE). Os socialistas não escondem mais a contrariedade com a estratégia do Planalto de isolamento da candidatura presidencial de Ciro. Passaram a classificar de terrorismo a pressão para que o deputado retire o seu nome da disputa de 2010. Já os petistas decidiram explicitar que, em hipótese alguma,a candidaturade Ciroteráa presençadeLulano palanque. Pior: nos bastidores, dizem que, se ele insistir na disputa presidencial, será tratado como um dissidente. A expectativa no núcleo do Planalto é que Ciro não suporte a pressão e seja forçado a desistir da disputa. Informações do jornal O Globo.

11 de outubro de 2009, 09:58

Juíza não consegue explicar os milhões a A Tarde

“Nunca tive conta conjunta com meu marido”, defendeu-se a juíza da 81ª Vara de Substituições, Nadja de Carvalho Esteves, durante entrevista concedida por ela, acompanhada dos advogados Hélio Santos Menezes Júnior e Nelma Calmon, na tarde da última sexta-feira.

A magistrada disse que os depósitos registrados “sem a incidência de CPMF” foram feitos por ela mesma, em sua própria conta. E aqueles feitos por pessoas físicas e jurídicas na conta de seu marido, o juiz aposentado Flávio de Castro Esteves, são pagamentos de honorários referentesa serviços advocatícios que ele passou a fazer depois de sua aposentadoria.

Outros depósitos feitos por pessoas jurídicas na conta de seu marido, segundo a juíza, são resultado de outras atividades de Flávio Esteves. “Temos uma fazendade café com 10 mil pés e uma jazida de minério”, citou.

Interrompida Quando questionada sobre sua movimentação financeira de mais de R$ 3,5 milhões em cinco anos (2003-2007), a juíza foi interrompida pela sua advogada – Nelma Calmon –, que passou a fazer críticas à metodologia utilizada pela CGU no relatório de análise da quebra de sigilos bancário e fiscal do casal.

“Fizeram o relatório em quatro meses e nos deram 10 dias para a defesa. São contas de anos atrás”, disse a advogada, informando que nomeará um perito para analisar os dados.  O relatório da CGUé imprestável”, disse o outro advogado, Hélio Santos Menezes Júnior. Informações do jornal A Tarde.

11 de outubro de 2009, 09:52

Juízes fizeram operações em 14 instituições financeiras

A movimentação financeira do casal de magistrados Nadja e Flávio Esteves pode ser aindamaiordo que os 12 milhões revelados pela quebra de sigilos bancário e fiscal, analisados pela CGU. Nadja Esteves fez operações financeiras em sete instituições, enquanto seu marido, Flávio, fez em 14.

No entanto, somente seis bancos prestaram informações. Duas das instituições não identificaram os depositantes, dificultando a investigação. Para confrontarosdados, o MP solicita a cooperação da Corregedoria da Justiça para identificar os processos nos quais o casal atuou, juntos ou em separado. Informações de A Tarde.

11 de outubro de 2009, 09:38

Casal de juízes recebeu quase R$ 900 mil de autores de processos, diz MP

Parecer do Ministério Público enviado ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ), a partir de dados revelados pela quebra de sigilos bancário e fiscal das contas da juíza Nadja de Carvalho Esteves e do juiz aposentado Flávio Esteves, revela que o casal recebeu doações de autores ou partes em processos nos quais os magistrados atuaram.

Os valores dos depósitos, somados, passam de R$ 824 mil. O maior aporte unitário foi feito em 12 de dezembro de 2001, no valor de R$ 157,6 mil. O depositante é José Fernando de Souza, beneficiado por uma determinação do juiz da 9ª Vara Cível, que resultou na liberação de R$ 1 milhão e de uma penhora de R$ 443 mil em seu favor, em um processo movido contra a Petrobras. A decisão é do mesmo dia 12 .

O MP identificou ainda outros depósitos, nos valores de R$ 21,5 mil e R$ 50,6 mil nos dois dias seguintes. “Impõese concluir que a magistrada, ora processada, Dra. Nadja Esteves, tinha plena ciência do proceder ilegal de seu esposo, o advogado Flávio Esteves e, se não funcionou como elo entre este e o juiz da 9ª Vara Cível, prolator da decisão em apreço, certamente se beneficiava dos produtos ilegalmente adquiridos por seu marido”, diz o MP. Informações do jornal A Tarde.

11 de outubro de 2009, 09:27

Fernando Sant´anna comemora 94 anos

O deputado federal Fernando Sant´anna, do extinto partidão, comemorou ontem 94 anos cercado de amigos e familiares, que não são poucos.

11 de outubro de 2009, 09:19

Catu: De olho nos impostos, prefeita quer Ferbasa no município

Depois de perder a curatela do marido, José de Carvalho, para uma neta, a prefeita de Catu, Gilcina Carvalho (PR), anuncia estar preparando novas ações judiciais para reclamar a posse de parte do território hoje em poder de Pojuca, onde fica a Cia. de Ferroligas da Bahia S.A. (Ferbasa), criada por ele e que ela garante pertencer a Catu. A briga se arrasta há mais de 20 anos. Gilcina diz que não vai desistir e tentará responsabilizar judicialmente também os órgãos responsáveis pela demarcação. Pojuca não revela o que recolhe de impostos com a Ferbasa, mas não é pouco.

11 de outubro de 2009, 09:10

Revanche: PP descobre texto comprometedor no site de Paulo Rangel

Acusado de ter aparelhado a BahiaPesca pelo líder do PT na Assembléia Legislativa, Paulo Rangel, o PP veio à forra vasculhando o site do próprio parlamentar. No www.paulorangel.com.br é possível ler: “Mesmo após deixar a Coordenação Geral (da Chesf) para assumir o mandato na Assembleia Legislativa, Rangel continua monitorando todas as etapas do programa (Luz para Todos) e fazendo as intervenções necessárias, com o objetivo de garantir a justa distribuição da energia elétrica para os povoados mais carentes.” Depois dessa, o PP pergunta: Afinal, é o PP que aparelha a BahiaPesca ou Paulo Rangel que usa a Chesf ao seu bel prazer?

11 de outubro de 2009, 08:54

Depois da Sra. Simpsons, a ministra Dilma…

A ministra-candidata agora contabiliza novo feito para seu polêmico currículo

Graças ao chargista Benett, a ministra Dilma Roussef já pode contabilizar novo feito em seu polêmico currículo (crédito: Benett)

O chargista Benett teve a idéia de fazer uma paródia da capa da Playboy americana de novembro com a matriarca da família Simpsons, Marge, usando a ministra Dilma Roussef (Casa Civil), candidata do presidente Lula à sua sucessão. Assim, o currículo da ministra cresce… Mais de Benett clicando aqui.

11 de outubro de 2009, 08:38

Motorista bate de frente em ônibus na Lapinha e fica preso nas ferragens

Um ônibus da empresa Axé, que fazia a linha Marechal Rondon-Barroquinha (placa BUS-5094), se chocou de frente  com um Ford Ka (placa JNS-5647), por volta das 20h deste sábado, 10, no Corredor da Lapinha, próximo à igreja. O motorista do carro, Paulo José Ferreira Maia, ficou preso nas ferragens. O Corpo de bombeiros precisou ser acionado para liberar a vítima, socorrida pelo Samu e levada em estado grave para o Hospital Geral do Estado (HGE). Motorista e passageiros do ônibus não sofreram ferimentos.

O acidente, que deixou o trânsito lento na região,  destruiu toda a frente do veículo. Testemunhas que passavam  pelo local no momento da colisão, afirmaram que o motorista do carro teve as duas pernas fraturadas. Segundo  contaram, já antes da  curva onde ocorreu o acidente, ele  dirigia em  alta velocidade, se chocando com o ônibus quando tentava uma ultrapassagem. Leia mais em A Tarde.

11 de outubro de 2009, 08:36

Mau tempo do Sudeste não interferiu ontem nos horários do Aeroporto

Os atrasos registrados ontem nos voos dos Aeroportos do Sudeste, devido ao mau tempo, não interferiram nos horários do Aeroporto Internacional Luis Eduardo Magalhães, em Salvador. Dos 14 voos previstos entre as 16 e 19h, apenas dois apresentaram atraso de cerca de 1h, segundo informações da Infraero.

11 de outubro de 2009, 08:32

Juíza acusada de venda de sentença omitiu R$ 12 mi da Receita

O casal de juízes Nadja de Carvalho Esteves e Flávio de Castro Esteves movimentou R$ 12 milhões em contas bancárias entre 2003 e 2007. O valor  supera  quatro vezes o  total  declarado por ambos à Receita Federal, revela relatório da Controladoria Geral da União (CGU), obtido com exclusividade por A TARDE.

A magistrada responde a processo administrativo disciplinar (PAD) no Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) por acusações de venda de sentenças, agenciamento de causas  e  improbidade administrativa. Parecer do Ministério Público Estadual (MP-BA) indica que  os  dados da quebra de sigilos bancário e fiscal do casal reforçam a suspeita de que a juíza cometeu infrações funcionais e penais.

O marido aposentou-se da magistratura em 1990. Desde então, atua como advogado. Há denúncias de que ele seria beneficiado por decisões assinadas por Nadja. O advogado  de defesa da juíza, Hélio Santos Menezes Júnior, afirma que a análise do CGU é “imprestável” e que já contratou um perito para rebater as informações do relatório.

Outro fator  que complica a situação da juíza chama-se Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf). Ligado ao Ministério da Fazenda, o órgão  combate a lavagem de dinheiro no País. Um relatório do Coaf chegou às mãos do procurador-geral de Justiça, Lidivaldo Britto: “O que eu posso dizer é que o documento indica movimentação financeira atípica nas contas da juíza”. O chefe do MP-BA disse ter enviado, na última sexta-feira, cópia da documentação ao TJ-BA. Informações do jornal A Tarde.

11 de outubro de 2009, 08:23

Manchetes do dia

– A Tarde: Juíza baiana é investigada por movimentação financeira suspeita

– Correio: Confira o mapa dos concursos em 2010

Globo: MPF investiga contratos do COB sem licitação 

Folha: Grampos revelam ação de filho de Sarney no governo

 – Estadão: Eike Batista negocia fatia na Vale e critica Angelli

 – JB: Vem aí maior rigor no trânsito

 – Correio: Lavagem de dinheiro sob investigação

 – Veja: Enfim, alguém me entende

 – Época: Exclusivo – Acusado conta como o Enem foi roubado

 – IstoÉ: Lula na telona – Cinema Eleitoral (nada) gratuito

 – IstoÉ Dinheiro: Lucors Olímpicos

 – CartaCapital: Um Deus cabo eleitoral

10 de outubro de 2009, 13:21

Wagner e Dilma visitam obras da Via Expressa em Salvador

O governador Jaques Wagner (PT) e a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, visitaram, na manhã deste sábado, os canteiros de obras da Via Expressa Baía de Todos os Santos, na Rótula do Abacaxi e no Acesso Norte (BR 324). No canteiro do Abacaxi, nas imediações de um hipermercado, a ministra viu um painel com toda a extensão da obra, que vai ligar a BR 324 ao Porto de Salvador, e ouviu explicações detalhadas do governador e do presidente da Conder, Milton Vilasboas.

Dilma Rousseff falou à imprensa da animação “com a quantidade de obras entregues e em andamento que estão sendo realizadas na Bahia nos últimos tempos”. No segundo canteiro (Acesso Norte), a ministra viu máquinas em ação e a construção de pilares dos viadutos que vão mudar a paisagem daquela região de Salvador.

Amanhã, o governador Jaques Wagner assiste, às 10h, as finais da Copa Norte-Nordeste de Remo, na Enseada dos Tainheiros (Ribeira). Depois, às 13h, ele vai ao kartodromo de Lauro de Freitas, para prestigiar as baterias finais do torneio de kart.

10 de outubro de 2009, 13:16

Gabrielli comemora aniversário longe da imprensa

Presidente da Petrobras quer curtir festa longe de jornalistas

Presidente da Petrobras quer curtir festa longe de jornalistas

Uma das presenças mais cortejadas no aniversário do presidente da ANP, Haroldo Lima, na última sexta-feira, no Trapiche Adelaide, o presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, que completa 60 anos hoje, mandou avisar, no evento, que sua festa, programada para um cerimonial na Barra, seria totalmente privê, sem acesso à imprensa.

10 de outubro de 2009, 13:04

Deputado Misael Neto esclarece inspiração de projeto

A propósito de nota publicada no site, sob o título “Deputado envia cópia idêntica de projeto do Rio Grande do Sul à Assembléia”, o deputado estadual Misael Aguilar Neto encaminhou o seguinte esclarecimento:

“É notório o avanço do Rio Grande do Sul em questões jurídicas. Naquele Estado surgem importantes jurisprudências do nosso Direito. No entanto, o presente projeto de lei tem como base Lei aprovada no Estado do PARANÁ, tendo essa fonte sido destacada na JUSTIFICATIVA do projeto por mim apresentado: “É com base nos motivos acima elencados que se apresenta o presente Projeto de Lei, conclamando o apoio dos nobres Pares para sua aprovação, uma vez que já vem sendo impleme ntado em outros Estados da Federação, principalmente no Estado do Paraná onde já existe norma semelhante já em vigor desde julho de 2008, sob o nº 15.851. Sala das Sessões, Deputado Misael Neto”.

É natural o parlamentar utilizar leis de outros Estados, principalmente quando são de forte impacto. No caso em tela, o projeto tem forte apelo ambiental, assunto do dia. Um exemplo disso é a lei contra o tabagismo que foi aprovada em São Paulo e em breve deverá ser enfrentada na Assembleia Legislativa da Bahia, sem nenhum demérito para os parlamentares baianos por votarem um projeto já aprovado em outro Estado.

O que não faço é apresentar projetos inúteis, como aqueles mostrados em matéria do Jornal ATARDE do dia 28/09/2009, com o título “Parlamentares criam calendário irrelevante de homenagens”, criando o dia do macarrão, dia do sono, dia da salsa… Sempre me policio quando faço uma indicação, apresento um projeto ou faço um pronunciamento, mas às vezes me passo. Houve sim um erro de digitação, que estarei corrigindo assim que retornarmos do feriado.

Aceitem meus mais afetuosos cumprimentos e o desejo de um bom feriado.

Misael Neto”