15 de abril de 2010, 08:44

Lula volta a defender Belo Monte e diz que projeto foi alterado

Lago da usina foi reduzido para atender exigências ambientais, afirmou Lula (crédito: Chico Bruno)

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a defender nesta quarta-feira (14) a construção da usina hidrelétrica de Belo Monte, no Rio Xingu, no Pará, e afirmou quer o projeto original foi modificado para atender as exigências ambientais. “Nós ficamos praticamente 20 anos proibidos totalmente de fazer estudos para a viabilidade da construção da hidrelétrica de Belo Monte. Não era fazer a hidrelétrica, não. Era a proibição de estudo”, disse. Segundo Lula, o projeto foi alterado para que o governo pudesse dar “todas as garantias ambientais. “Obviamente o projeto que foi feito foi modificado. O lago [da hidrelétrica] é um terço daquilo que estava previsto anteriormente exatamente para que a gente possa dar todas as garantias ambientais e dizer a qualquer habitante do planeta Terra que ninguém tem mais preocupação de cuidar da Amazônia e de nossos índios do que nós”, declarou. Informações do G1.

15 de abril de 2010, 08:35

Chuvas: Quem se dirige ao Litoral Norte deve pegar Via Parafuso

Em função das chuvas que continuam castigando Lauro de Freitas, a estrada do Coco permanece interditada na altura do Rio Joanes, próximo à loja da Insinuante, obrigando quem pretende se deslocar até o Litoral Norte a se dirigir à Via Parafuso.

15 de abril de 2010, 08:25

Dilma quer ser “a Lula” e “não convence a ninguém”, diz Sérgio Guerra

O presidente nacional do PSDB, senador Sérgio Guerra (PSDB-PE), disse em entrevista que a pré-candidata do PT, Dilma Rousseff, fez campanha para o tucano José Serra com suas declarações recentes. Segundo Guerra, a única coisa que Dilma tem a dizer é que ela é “a Lula”.  “Há uma saturação, esse é o fato. Esse pessoal não tem mais o que dizer. Tudo que a Lula… não, que a Dilma, desculpe… tudo que a Dilma pode fazer é dizer que ela é ‘a Lula’. Ela não tem outra coisa para fazer, e não convence a ninguém. A gente, nesses últimos 15 dias não precisou fazer campanha. Ela fez para nós”, disse Guerra. Segundo o senador, a ex-ministra não está preparada para a disputa com José Serra à Presidência. “O volume de equívocos, de desinformação e desconhecimento das coisas e das pessoas, da política, dos problemas, é brutal.   Informações do UOL.

15 de abril de 2010, 08:09

A penúltima do filho de José Sarney: ‘fraude’ no PAC

Fernando Sarney, o filho que cuida dos negócios da família do presidente do Senado, José Sarney, ajudou a fechar acordo clandestino. Pelo acerto, um grupo de empreiteiras fraudou um processo de licitação. Envolve a obra da Ferrovia Norte-Sul.

Trata-se de uma obra do PAC, um dos pilares da campanha oficial de Dilma Rousseff. Está orçada em mais de R$ 1 bilhão. Foi iniciada no governo Sarney.

Detectado pela Polícia Federal e pelo TCU, o malfeito encontra-se sob investigação. Apura-se o desvio de verbas da Viúva.
Deve-se a informação aos repórteres Leonardo Souza e Renata Lo Prete. Em notícia veiculada na Folha, informam que a obra é gerida pela Valec.

Trata-se de uma estatal que pende do organograma do Ministério dos Transportes e que se encontra há anos sob influência direta de José Sarney. Leia mais no blog do jornalista Josias de Souza, da Folha.

15 de abril de 2010, 08:03

Preso segundo envolvido com roubo seguido de morte do advogado no Horto

O segundo criminoso envolvido com o roubo seguido de morte do advogado Lucas Lorenzo Trigo, 27 anos, na noite da última terça-feira, 13, no Horto Florestal (Brotas), foi preso no final da tarde de quarta, 14. Reinaldo da Mata Couto, conhecido como Macum Branco, 33, foi encontrado na Rua Apolinário Santana, Engenho Velho da Federação, em uma ação de policiais civis e militares de quatro unidades (7ª CP, Esquadrão Águia, 26ª e 41ª companhias da PM). Conforme os policiais, Reinaldo admitiu participação no delito, mas apontou César Ferreira Santana, de 13 anos, como o mentor da investida e autor do disparo que tirou a vida de Lucas. Leia mais em A Tarde.

15 de abril de 2010, 08:00

São Francisco do Conde pode ser mais um a decretar emergência

São Francisco do Conde (a 80 km de Salvador) pode ser o 22º município baiano a decretar situação de emergência. As fortes chuvas que começaram a cair na madrugada de quarta-feira, 14, desabrigaram pelo menos 210 famílias, derrubaram cerca de 70 casas e inundaram ruas e avenidas. No Estado, sete decretos já foram homologados e oito se encontram em análise pela esfera nacional da Defesa Civil.

15 de abril de 2010, 07:57

Serra afirma na Bahia que não tem pressa para anunciar nome de vice

Serra fez intenso corpo a corpo na Bahia (crédito: Lunaê Parracho/Ag. A Tarde)

Com discurso regionalista bem treinado, distribuindo abraços e acenos, o pré-candidato do PSDB à Presidência da República, José Serra, começou sua campanha ao Palácio do Planalto com um corpo-a-corpo na tarde desta quarta-feira, 14, na capital baiana, circulando pelas dependências do Hospital Santo Antônio das Obras Sociais de Irmã Dulce e no Mercado Modelo, principal centro de venda de bugigangas de Salvador.

O ex-governador de São Paulo disse ter feito questão de visitar o hospital da religiosa que está com processo de beatificação no Vaticano por considerar o local um modelo de atendimento às pessoas carentes.

Ele seguiu o script de candidato: rezou na capela do hospital, amarrou fitinha de Senhor do Bonfim no pulso, posou para fotos com as pessoas que o festejavam e ganhou presentes, entre os quais um tucano de cerâmica com berimbau de prata e camisas do Palmeiras. Leia mais em A Tarde.

15 de abril de 2010, 07:47

Ao Terra Magazine, Maria Luíza sugere que Geddel se assemelha a ACM

A primeira-dama de Salvador e deputada estadual, Maria Luíza (PSC), que ontem surpreendeu a todos ao anunciar, em pronunciamento, que estava desistindo de sua candidatura à Câmara Federal porque não queria apoiar o deputado federal Geddel Vieira Lima (PMDB) ao governo estadual, voltou a direcionar as suas críticas hoje ao ex-ministro em entrevista concedida ao site Terra Magazine. Mesmo não citando diretamente o nome de Vieira Lima, Maria Luíza criticou uma espécie de “abordagem” de um grupo do PMDB que comparou com o passado, fazendo referência ao ex-senador ACM.

“Não é um processo recente, tá certo? É um desgaste apenas político. São decisões políticas e eu, neste momento, falo pra você em relação a isso: muitas vezes concordamos ou não com ações políticas. Mas já havia, sim, um desgaste. Em outubro, eu consegui me deslocar um pouco, indo pro PSC, mas mesmo assim a coisa foi se mantendo. Existe uma abordagem, uma forma de agir, digamos assim, do grupo do PMDB, que não é muito… Não sou muito simpática. Por conta disso, tomei a decisão de ter a oportunidade de, como parlamentar e cidadã, fazer a escolha por outro candidato e não por ele”, disse.

Perguntada se estava se referindo ao deputado Geddel, Maria Luíza respondeu: “Não quero tecer nenhum comentário, nenhum juízo de valor, não me interessa estar depreciando, julgando as pessoas. Te falo assim do ponto de vista político: posicionamentos políticos que não me agradam. Vivemos por muito tempo aqui na Bahia com uma abordagem semelhante (referência ao senador ACM) e isso é passado: na minha cabeça, o meu raciocínio seguiu essa linha”, disse. Leia a íntegra da entrevista no Terra Magazine.

15 de abril de 2010, 07:45

Manchetes do dia

– A Tarde: Crianças morrem soterradas

– Tribuna: Chuvas causam primeiras mortes

– Correio: Chuva derrubas casas e mata duas crianças

Globo: Senado derruba cobrança de INSS dos aposentados 

Folha: Terremoto mata 589 e fere 10 mil na China 

Estadão: Justiça suspende leilão da hidrelétrica de Belo Monte 

JB: Rio começa sua reconstrução 

Correio: Troca de nome ajudou maníaco a não ser preso 

Valor: Economia cresce e já aponta para PIB recorde em 24 anos 

Jornal do Commercio: Tiroteio e morte no Centro

14 de abril de 2010, 20:58

Em encontro com blogueiros, Dilma lançará site pessoal

Depois de estrear no Twitter, a pré-candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, lançará um site pessoal na próxima segunda-feira, em encontro com blogueiros. Preocupada em não ferir a Lei Eleitoral, que proíbe propaganda antecipada de candidatos na internet, o comando da campanha petista está consultando vários juristas para evitar problemas. Dirigentes do PT afirmam que o site de Dilma terá “características de blog” e, por enquanto, não abrigará conteúdo eleitoral. (Agência Estado)

14 de abril de 2010, 20:53

PMDB critica divisão do PT em Minas Gerais e pede solução rápida

Líderes do PMDB prometem reagir na noite desta quarta-feira à decisão do PT de Minas Gerais de realizar prévias para decidir qual será seu candidato ao governo do Estado. Em um jantar na casa do presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), os peemedebistas vão cobrar pressa do comando da campanha petista na definição do cenário mineiro para as eleições de outubro.

Segundo o líder do PMDB na Câmara, Henrique Eduardo Alves (RN), Minas – que é o segundo maior colégio eleitoral – é a prioridade do partido, especialmente, porque o ex-governador Aécio Neves e o atual Antonio Anastasia estão em pré-campanha. “Minas é a nossa prioridade. Queremos critérios claros para apontar a candidatura e podermos selar a aliança. Não vamos impor nada, mas é preciso que exista uma definição sobre essa divisão o mais rápido possível. O Aécio e o Anastasia estão em pré-campanha”, disse. (Folha)

14 de abril de 2010, 20:51

País não podia mais quando eles governaram, diz Lula sobre slogan tucano

Lula afirmou que o Brasil sempre pôde mais (crédito: Chico Bruno)

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva deixou as ironias de lado e criticou diretamente o slogan da campanha do pré-candidato José Serra à Presidência. “O Brasil pode mais”. Lula disse que o país não podia mais quando era governado pelo PSDB. “O problema é quando eles [os tucanos] governaram, eles não achavam que o Brasil podia mais”, disse ele após visitar uma feira do setor de aço em São Paulo. Questionado se concordava com o slogan, Lula respondeu: “O Brasil sempre pode mais. O Brasil pode tudo, é só a gente acreditar na gente”. (Folha)

14 de abril de 2010, 20:41

Eleitores têm até 5 de maio para regularizar situação com a Justiça Eleitoral

Visando às eleições deste ano, os cidadãos que precisam solicitar, transferir domicílio ou revisar dados eleitorais têm até o dia 5 de maio para fazê-lo. A informação foi divulgada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) baiano. O prazo é o mesmo para quem mora no exterior se cadastrar ou tranferir o domicílio eleitoral. Em Salvador, o atendimento aos eleitores acontece na Central de Atendimento ao Público, no Centro Administrativo da Bahia (CAB) e nos postos da Justiça Eleitoral nos SACs. No interior do Estado, os eleitores também podem se dirigir aos SACs ou aos Cartórios Eleitorais, onde houver. (A Tarde On Line)

14 de abril de 2010, 20:31

Paes não convence governo a liberar mais verbas

Após um dia de peregrinação por gabinetes de Brasília, o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, não conseguiu convencer o governo federal a abrir uma exceção por causa dos estragos das enchentes e a liberar verbas para antigas obras de infraestrutura. Em entrevista no final da tarde, Paes tentou esconder a frustração, agradeceu pelo repasse de recursos para ações emergenciais e atacou, sem dar nomes, os “picaretas” da cidade que estariam dificultando a remoção dos moradores de áreas de risco. Por fim, admitiu que errou no trabalho de prevenção de deslizamentos que resultaram na morte de 66 pessoas nos morros cariocas. Foram 251 mortos em todo o Estado. O governo federal só admitiu a liberação, nos próximos dias, de R$ 90 milhões para obras emergenciais, como limpeza e dragagem e contenção de encostas. Eduardo Paes estima que serão precisos outros R$ 160 milhões para compensar os estragos. Ele ainda entregará à Defesa Civil relatórios para garantir a liberação dos R$ 90 milhões. (Agência Estado)

14 de abril de 2010, 20:28

João Henrique pede a Ministério da Integração Nacional obras em locais afetados por chuvas

O prefeito de Salvador, João Henrique, enviou hoje ao Ministério da Integração Nacional uma solicitação em caráter de emergência para obras em diversos pontos da cidade. “São locais com problemas de infraestrutura que os moradores da cidade enfrentam há mais de 30 anos e se transformam em grandes transtornos para a população em tempos de chuvas fortes”, afirmou. Trata-se de obras na Rua Deputado Paulo Jackson, em Piatã; na comunidade do Talude, localizada na Avenida Luís Eduardo Magalhães; na Bacia do Rio Jaguaribe e no Trobogi. Além de intervenções de macrodrenagem na Avenida San Martin, Nova Divinéia, Calafate e Jardim Eldorado. Ainda integram a relação de ações solicitadas ao governo federal obras de dragagem na Baixa do Bomfim, Boa Viagem e Massaranduba. O ministro João Santana afirmou que se empenhará no auxilio de obras de infraestrutura para Salvador, despachando estas demandas em caráter emergencial com o presidente Luís Inácio Lula da Silva.