8 de maio de 2008, 10:52

Ex-deputado pega 19 anos de cadeia em Rondônia

O Tribunal de Justiça de Rondônia condenou a 19 anos de cadeia, em regime fechado, o ex-presidente da Assembléia Legislativa do Estado, Marcos Antônio Donadon, por peculato e formação de quadrilha. Donadon “celebrizou-se” por desviar R$ 3,4 milhões por meio de funcionários-fantasmas.

8 de maio de 2008, 10:50

Lula encena o PAC na Bahia, diz Cláudio Humberto

O texto é de Cláudio Humberto: “O “lançamento” das obras do PAC, hoje (sic) em Salvador, é pura encenação: nada foi licitado, nem contratado, pelo governo petista da Bahia, muito embora o governo federal tenha assegurado os recursos necessários. Na prática, as obras nem sequer chegaram ao papel. O presidente Lula ficou irritado quando soube que o governo do amigo Jaques Wagner nem sequer conseguiu fazer as licitações, por isso quase cancelou o evento.” Há no mínimo duas saídas para enfrentar a arrasadora nota do jornalista brasiliense: contestá-la ou contestá-la. Mas quem vai fazê-lo? O governo federal ou o estadual?

8 de maio de 2008, 10:14

Vânia Galvão: recursos federais para Salvador não têm padrinho

Não parece nada bom, conforme tem se noticiado, o relacionamento entre o comando do PT e o PMDB. Em pronunciamento ontem na Câmara Municipal, a vereadora Vânia Galvão, presidente do PT na capital, evitou falar no nome do ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima, ao se referir às fontes de verbas dos programas Banho de Luz e Banho de Asfalto, realizados pela Prefeitura de Salvador. “Foram todos financiados com verbas federais”, disse, suscitando comentários de que resolveu fazer o pronunciamento a fim de enfatizar que o dinheiro que tem vindo para a capital baiana, proveniente do governo federal, não tem padrinho.

8 de maio de 2008, 09:50

Vereador desabafa e diz ter vergonha da Câmara

O vereador Beto Gaban (PRP) surpreendeu os colegas durante a sessão de ontem, uma das poucas em que os vereadores se dispuseram a votar projetos, ao fazer um desabafo com críticas à Câmara Municipal que, segundo ele, só aprova projetos de nomes e honrarias. “Essa casa me envergonha. Mesmo depois que mudamos o limite de honrarias para três ao ano por vereador, ainda assim há um festival de medalhas. Isso aqui não é a casa da medalha. Temos que acabar com isso, criar vergonha na cara e seguir a ordem do dia”, reclamou Gaban. Gaban condenou o que chamou de “auto-censura” dos vereadores com os próprios projetos, pois, em sua avaliação, os artigos que são importantes e de interesse da cidade ficam emperrados devido a disputas internas, que impedem o debate de projetos, só havendo acordos entre os colegas para aprovar honrarias e nomeações de ruas. Ele afirma que, na atual legislatura, que começou em 2005, não passam de cinco o número de projetos importantes aprovados na Casa.

8 de maio de 2008, 09:41

Sérgio Carneiro fala sobre “parto anônimo” na Record News

sergio-carneiro.jpgPré-candidato do PT a prefeito de Feira de Santana, o deputado federal Sérgio Carneiro (PT) participa hoje, às 22 horas, ao vivo, do programa Entrevista Record – Brasil em Discussão, da Record News, canal de notícias 24 horas da emissora em tv fechada. O programa é apresentado pela jornalista Adriana Araújo, também apresentadora do Jornal da Record, e entrevista políticos, especialistas e personalidades sobre assuntos de interesse nacional. A edição de hoje abordará a implantação do Parto Anônimo no Brasil, usando como gancho projeto que tramita na Câmara dos Deputados.

8 de maio de 2008, 09:31

Piso de R$ 950 para professores públicos depende de aprovação no Senado e de sanção de Lula

A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara aprovou, nesta quarta-feira, o projeto que fixa em R$ 950 o piso salarial dos professores da rede pública – pré-escola, ensino fundamental e nível médio. A medida vale para todo o País, alcançando os professores federais, estaduais e municipais. A aprovação foi unânime e ocorreu em caráter “terminativo”, o que significa dizer que, a menos que haja recurso, não terá de passar pelo plenário da Câmara. Segue direto para o Senado e, se aprovado ali, vai à sanção de Lula.

8 de maio de 2008, 09:20

Manchetes do dia

- A Tarde: Rodoviários param e volta para a casa vira um inferno

- Correio da Bahia: Leptospirose na Bahia mata mais do que dengue

- JB: Lula vai divulgar seus gastos pessoais no fim do mandato

- Folha: Dilma afirma que dados de FHC não são sigilosos

- Estadão: Brasil volta a lançar títulos no exterior

- Globo: STF e governo reagem à absolvição de fazendeiro

- Gazeta Mercantil: IGP-DI supera dois dígitos pela primeira vez desde 2005

- Correio: Isabella dois crimes, três presos Isabela

- Valor: Mantega sugere mais tolerância com inflação

- Estado de Minas: Juiz manda prender pai e madrasta de Isabella

- Jornal do Commercio: Seqüestro: Fuga dramática

7 de maio de 2008, 20:10

EXCLUSIVO: Pré-campanha faz Lula ser disputado a tapa em visita à Bahia nesta sexta-feira

A presença do presidente Lula na Bahia nesta sexta-feira para assinar obras do PAC está causando o maior rebuliço entre petistas e correligionários que, em tempos pré-eleitorais, querem faturar com sua popularidade e os anúncios programados na capital e interior.

Para desespero da segurança e do cerimonial que acompanham o presidente, todos os pedidos de autoridades municipais, estaduais e nacionais que desejam ficar próximas a Lula estão sendo considerados prioritários e não foram até agora hierarquizados.

“À exceção do governador Jaques Wagner, que tem lugar garantido e de destaque ao lado de Lula, por ser amigo pessoal dele e a figura de maior importância política no Estado, está todo mundo desesperado com esta ida de Lula à Bahia”, admite fonte do governo.

Em Salvador, por exemplo, o presidente será disputado por quatro pré-candidatos a prefeito de seu partido – Walter Pinheiro, Nelson Pelegrino, J. Carlos e Luis Alberto – e um agregado, o prefeito João Henrique (PMDB), cujos aliados defendem que “cole” no presidente.

“Vai ser um salve-se quem puder. Isto, se não tiver briga”, avalia um petista importante, que já se organizou para participar apenas de um provavel jantar que o governador oferecerá ao presidente no Palácio de Ondina, na quinta-feira à noite, dia de sua chegada.

No interior, uma medida do clima de ciúme que se estabeleceu em torno da vinda de Lula foi dada pelas notícias de que o presidente teria mudado sua visita de Itabuna para Ilhéus, por conta de uma disputa ferrenha entre PMDB e PT pela Prefeitura itabunense.

O cerimonial do presidente informou, entretanto, que a mudança foi decorrente do horário de chegada previsto na Ceplac, considerado perigoso para um pouso de helicóptero. As justificativas não contentaram as rádios locais, que se empenharam em divulgar apenas a primeira versão.

7 de maio de 2008, 19:35

Legalização de aborto é rejeitada na Câmara dos Deputados

O projeto legalizando o aborto foi rejeitado, após 11 anos de tramitação, pela Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados. A decisão foi tomada por unanimidade pelos 33 deputados federais presentes na comissão. Os parlamentares seguiram o parecer do relator da matéria, o deputado federal Jorge Tadeu Mudalen (DEM-SP). O projeto agora vai para a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e a tendência, segundo comentários em Brasília, é que seja novamente rejeitado.

7 de maio de 2008, 19:01

Wagner diz que, em 30 anos, seu governo de 18 meses foi o que mais fez na mineração

O governador Jaques Wagner (PT) saiu dos cuidados habituais e fez uma comparação entre os editais abertos na área de mineração pelo seu governo com os dos últimos 30 anos. Segundo Wagner, em um ano e meio de administração foram abertos 23 editais de mineração em várias regiões da Bahia contra apenas 25 nos últimos 30 anos. As afirmações foram feitas, ontem, por ele na Fundação Luis Eduardo Magalhães (Flem), durante solenidade de assinatura de convênio para a implantação de 400 PSFs (Postos de Saúde da Família) no Estado. Antes, naturalmente, Wagner frisou que a mineração é uma das áreas estratégicas e com maior potencial de alavancar parte substancial da economia baiana.

7 de maio de 2008, 18:45

Coordenador de comunicação nega mal-estar em pré-campanha de Varela

O responsável pelo Planejamento de Comunicação do PRB baiano, Marco Gavazza, nega que tenha havido pequeno mal-estar na pré-campanha de Raimundo Varela à Prefeitura, como noticiado por este blog, por conta da escolha do très chic Espaço Unique para a palestra que o vice-presidente da República, José Alencar, fará em Salvador neste sábado pela manhã. “O foco do encontro é a discussão dos problemas inerentes à nossa realidade e o envolvimento da sociedade civil como caminho para resolvê-los. Desta forma, não é uma festa eleitoral, um “comício” voltado para o público de Raimundo Varela. Até porque ele ainda não é oficialmente candidato”, diz Gavazza. Segundo ele, não houve desconforto nem no comando da pré-campanha, que organizou o evento, nem nas bases do PRB, “pois como bons baianos, sabemos ser hospitaleiros e dar aos nossos visitantes o melhor de nossas casas.”

7 de maio de 2008, 18:21

Fórum discutirá situação energética da região Nordeste

Um Fórum, promovido pelo Conselho Regional de Economia do Estado da Bahia (CORECON-BA), e a Federação das Indústrias do Estado da Bahia (FIEB), discutirá as alternativas de oferta de energia para a região nordeste até o ano de 2010. O fórum ocorrerá no dia 13 de maio, no auditório da FIEB. Segundo os organizadores do evento, o fórum servirá para discutir com autoridades do setor elétrico, empresários, economistas e estudiosos da área de energia os problemas relativos à oferta de energia na região e, principalmente, os impactos destes problemas na economia baiana.

7 de maio de 2008, 17:39

Temporão alerta: novo tipo de vírus da dengue pode chegar ao Brasil

Em depoimento à Comissão de Seguridade Social da Câmara, o ministro da saúde, José Gomes Temporão, disse que o Brasil está na iminência de receber um novo vírus da dengue, o tipo 4, ainda mais letal que os tipos já existentes no Brasil. A nova ameaça vem da Venezuela, que já convive com o vírus há algum tempo. Segundo o ministro, o risco está no fato de a população brasileira não ter imunização a este tipo de vírus, o que pode agravar ainda mais a situação da doença no País. Além disto, José Gomes Temporão prometeu criar um grupo gestor interministerial de combate à doença. “Todos os meses, será entregue em cada Estado um quadro especificando a situação da doença. O objetivo é dar maior transparência possível. A população tem de ser informada para poder ajudar no combate e estabelecer uma movimentação permanente contra a doença”, afirmou o ministro.

7 de maio de 2008, 17:37

Aleluia fica indignado com declarações de Dilma Roussef

A passagem da ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) pela Comissão de Infra-Estrutura do Senado está deixando o deputado federal José Carlos Aleluia (DEM) indignado. “Isto só reafirma que ´nunca na história deste país` houve um governo tão cínico como o de Luiz Inácio Lula da Silva”, disse ele há pouco ao blog, ao analisar as declarações da ministra. “Para a senhora Rousseff, a verdade está com ela. Não há dossiê, apenas um banco de dados. A mídia revela inverdades a se considerar o que fala a ministra. Tudo que foi divulgado, segundo a ministra lulista, é invenção. Ora, entre o que foi publicado pela Veja, Folha de S. Paulo, O Globo, O Estado de São Paulo ou pela TV Globo e a palavra da senhora Rousseff, só mesmo um aloprado pode acreditar que a mídia está equivocada”, declarou o baiano.

7 de maio de 2008, 16:29

Presidente Lula deu “susto-bronca” em Paulo Fontana

O superintendente da Sudene, Paulo Fontana, levou um autêntico “susto-bronca” do presidente Lula durante a solenidade de instalação do Conselho Deliberativo do órgão, na semana passada. No que foi considerado uma tentativa de agradar os governadores, Fontana decidiu cobrar em discurso do presidente supostos R$ 5,6 bi que a União não repassou ao órgão a partir de 2001 até a sua extinção, no governo FHC. Ao pegar o microfone, Lula disse que, durante o discurso de Fontana, pensou em demití-lo, ali mesmo, ante a inesperada cobrança, mas concluiu dizendo que ia dar uma chance ao subordinado. Todos riram, mas acharam que ia, ali, um recado ao indicado da dupla Geddel/Wagner.