30 de julho de 2009, 07:40

Wagner reafirma que Bahia não terá horário de Verão

O governador Jaques Wagner reafirmou ontem que a Bahia não vai aderir ao horário de Verão. “Por enquanto, está mantida a decisão de que não haverá horário de Verão na Bahia, como nos demais estados do Nordeste”, garantiu. Wagner disse também que ouviu argumentos de empresários do setor econômico. O Fórum Empresarial da Bahia alega que o estado sofre prejuízo por estar fora da mudança. Os argumentos dos trabalhadores também foram ouvidos pelo governador, sobretudo dos trabalhadores do Polo Petroquímico e domésticos, que precisam acordar cedo e temem pela segurança. Informações do Correio.

30 de julho de 2009, 07:40

Perito criminal é assassinado em abordagem desastrada da PM

Durante uma abordagem desastrosa de uma equipe de policiais do 18º Batalhão da Polícia Militar, realizada por volta das 10 horas de ontem, no Largo do Santo Antônio Além do Carmo, o perito Hilton Martins Rivas, 25 anos, foi baleado e morreu a caminho do Hospital Ernesto Simões.O aspirante da PM Vagner Castro é acusado de ter realizado os três disparos que atingiram a vítima.

Na delegacia da Liberdade não havia a identificação dos três policiais que promoveram a abordagem, mas o nome do aspirante Castro foi ventilado durante toda a tarde. No módulo que fica no mesmo local, poucas informações foram passadas. Uma delas era a de que a operação era de rotina por causa da grande incidência de drogas na área e o perito já teria se envolvido em problemas com a polícia em outras três ocasiões. Leia mais na Tribuna.

30 de julho de 2009, 07:30

EXCLUSIVO: Muniz faz apelo por candidatura de Negromonte em chapa de Wagner e PP deve afastar-se de Geddel

Em festa política realizada ontem no município de Glória, o secretário estadual de Agricultura, Roberto Muniz, indicado pelo PP, anunciou que o partido solicitou ao deputado federal Mário Negromonte, líder da bancada na Câmara, que disponibilize seu nome para compor a chapa com que o governador Jaques Wagner (PT) irá disputar a reeleição.

Segundo Muniz, o partido deseja que Negromonte seja candidato ao Senado ou a vice de Wagner. O secretário também informou que a decisão foi tomada numa reunião com a legenda, em que ficou definido que ele seria o porta-voz do apelo a Negromonte para que o deputado dispute uma vaga na chapa majoritária em 2010.

O anúncio do secretário teve caráter simbólico porque ocorreu num município governado pela mulher de Negromonte, Vilma (PP), com a presença do parlamentar e de seu filho, Mário Jr., que disputará uma cadeira na Assembléia Legislativa no próximo ano.

No mesmo evento, Negromonte anunciou ainda que conseguiu a liberação de cerca de R$ 20 milhões para investimentos em obras estruturantes no município através de emendas ao Orçamento da União. Durante o dia, a secretaria de Agricultura promoveu ainda eventos na vizinha Paulo Afonso, outro reduto eleitoral de Negromonte.

O anúncio de Muniz responderia, segundo comentários no PP, a um pedido do próprio governador para que o partido integre sua chapa. Também indicaria que a legenda, que aliançou-se na eleição municipal de Salvador com o prefeito João Henrique (PMDB), indicando o secretário de Desenvolvimento, Antonio Abreu, deve fazer nova opção política no Estado.

Isto significa que os progressistas devem deixar a Prefeitura para compor-se exclusivamente com Wagner, afastando-se do palanque que o ministro peemedebista Geddel Vieira Lima, da Integração Nacional, monta para disputar a sucessão estadual.

30 de julho de 2009, 07:27

Manchetes do dia

- A Tarde: Gripe A atrasa a volta às aulas de 11 milhões

- Tribuna: Governo lança Território da Paz

- Correio da Bahia: PM metralha perito e revolta policiais civis

- Folha: Câmbio e queda de preço derrubam lucro da Vale

- Estadão: 70% do Conselho de Ética tem ficha com problemas

- Globo: Gripe faz Rio também adiar volta às aulas

- JB: Secretários recuam e Rio adia volta às aulas

- Valor: Comitê quer reduzir vazão mínima do rio S. Francisco

29 de julho de 2009, 19:50

EXCLUSIVO: Muniz faz apelo por candidatura de Negromonte em chapa de Wagner e PP deve afastar-se de Geddel

Em festa política realizada agora há pouco no município de Glória, o secretário estadual de Agricultura, Roberto Muniz, indicado pelo PP, anunciou que o partido solicitou ao deputado federal Mário Negromonte, líder da bancada na Câmara, que disponibilize seu nome para compor a chapa com que o governador Jaques Wagner (PT) irá disputar a reeleição.

Segundo Muniz, o partido deseja que Negromonte seja candidato ao Senado ou a vice de Wagner. O secretário também informou que a decisão foi tomada numa reunião com a legenda, em que ficou definido que ele seria o porta-voz do apelo a Negromonte para que o deputado dispute uma vaga na chapa majoritária em 2010.

O anúncio do secretário teve caráter simbólico porque ocorreu num município governado pela mulher de Negromonte, Vilma (PP), com a presença do parlamentar e de seu filho, Mário Jr., que disputará uma cadeira na Assembléia Legislativa no próximo ano.

No mesmo evento, Negromonte anunciou ainda que conseguiu a liberação de cerca de R$ 20 milhões para investimentos em obras estruturantes no município através de emendas ao Orçamento da União. Durante o dia, a secretaria de Agricultura promoveu ainda eventos na vizinha Paulo Afonso, outro reduto eleitoral de Negromonte.

O anúncio de Muniz responderia, segundo comentários no PP, a um pedido do próprio governador para que o partido integre sua chapa. Também indicaria que a legenda, que aliançou-se na eleição municipal de Salvador com o prefeito João Henrique (PMDB), indicando o secretário de Desenvolvimento, Antonio Abreu, deve fazer nova opção política no Estado.

Isto significa que os progressistas devem deixar a Prefeitura para compor-se exclusivamente com Wagner, afastando-se do palanque que o ministro peemedebista Geddel Vieira Lima, da Integração Nacional, monta para disputar a sucessão estadual.

29 de julho de 2009, 18:50

Jonas Paulo diz que pesquisa do PTB trouxe “sinal de alerta” contra “injunções” e “pirotecnias”

O presidente do PT baiano, Jonas Paulo, disse hoje que a pesquisa encomendada pelo Instituto Getúlio Vargas, do PTB, acende um alerta na disputa para o Senado e ratifica a tese de que a melhor tática, na Bahia, é a vitória no 1º turno.
“Dois turnos só servem aos adversários do projeto, que é um só na Bahia e no Brasil.

A estratégia é reeleger Wagner no 1º turno e conquistar as duas vagas do Senado”, diz o dirigente, para quem “o cenário não é apropriado para injunções e pirotecnias, e sim o de transformar a competitividade das pré-candidaturas de Wagner e Dilma em força para potencializar as nossas candidaturas ao Senado”.

Ele afirmou ainda que os índices, com a margem de erro de 2,5%, trazem um quadro já conhecido no estado: “É a liderança absoluta do governador Jaques Wagner; a força potencial da candidatura presidencial da ministra Dilma Rousseff, que praticamente empata na Bahia com o candidato tucano; e a polarização da disputa nacional interferindo decisivamente no cenário estadual”.

29 de julho de 2009, 18:15

Governo tem pressa e pré-sal terá caráter de urgência no Congresso

O ministro Edison Lobão (Minas e Energia) disse nesta quarta-feira que o governo deve enviar até três projetos com urgência constitucional ao Congresso para discutir a exploração da camada pré-sal. Em caráter de urgência, os projetos tem que ser votados em 90 dias. O ministro negou que essa atitude tenha alguma relação com a possibilidade de os trabalhos da CPI da Petrobras prejudicarem a votação.

“Nós temos que ter pressa no marco regulatório do pré-sal, porque já demoramos muito mesmo. Não tem nada a ver com a CPI. A Constituição faculta ao presidente da República estabelecer um prazo limite para a votação de matérias determinadas. O presidente quase nunca se vale desse instrumento, mas deve fazê-lo. O governo vai fazer isso não é em razão da crise. É porque tem urgência na votação disso. Se não houvesse a crise a que vocês se referem, e eu até nem sei que crise é essa, ainda assim seria por urgência constitucional, 90 dias”, disse o ministro. Informações da Folha de S.Paulo.

29 de julho de 2009, 18:05

Virgílio e Cristovam vão apresentar duas novas denúncias contra Sarney

Os senadores Arthur Virgílio (PSDB-AM) e Cristovam Buarque (PDT-DF) vão apresentar nesta quinta-feira ao Conselho de Ética da Casa duas novas denúncias contra o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP).

Nas denúncias, eles cobram investigações sobre a acusação de que Sarney estaria envolvendo em vendas de terras sem o pagamento de impostos, assim como teria recebido supostas informações privilegiadas da Polícia Federal em inquérito que investigou seu filho, Fernando Sarney. Informações da Folha de S.Paulo

29 de julho de 2009, 17:59

Pesquisa: Arthur Maia diz que Geddel não tem mais como recuar de candidatura ao governo

Em conversa há pouco com o Política Livre, o deputado estadual Arthur Maia (PMDB) disse que o resultado da pesquisa do PTB que deu 15% das intenções de voto ao governo para o ministro peemedebista Geddel Vieira Lima (Integração Nacional) o obriga naturalmente a assumir a candidatura à sucessão estadual.

“Alguém que tem 15% das intenções de voto não pode dizer mais que a candidatura lhe pertence. Ele (Geddel) necessariamente será candidato”, declarou, argumentando que há um ano atrás, quando tanto o governador Jaques Wagner (PT) quanto o ex, Paulo Souto (DEM), tinham mais de 40%, Geddel pontuava com apenas 5%.

“Hoje, ambos (Wagner e Souto) caíram e Geddel cresceu”, completou Maia, criticando ainda as declarações do presidente estadual do PT, Jonas Paulo, condenando a eventualidade de o PMDB montar um segundo palanque na Bahia para a candidatura presidencial de Dilma Roussef, ministra da Casa Civil.

“Eu entendo que o presidente (do PT) não tem nenhuma autoridade para interferir nas relações no plano nacional entre PT e PMDB. Se temos todos os motivos políticos e administrativos para não apoiar a reeleição de Wagner, no âmbito nacional temos todos os motivos políticos e administrativos para apoiar a candidatura apresentada pelo presidente Lula”, disse.

“O apito de Jonas Paulo nesta conversa é um apito surdo”, acrescentou.

29 de julho de 2009, 17:50

Dirceu se alia a Berzoini nas críticas a Mercadante

O ex-ministro da Casa Civil José Dirceu (PT) engrossou o coro dos que rechaçaram a nota do senador Aloizio Mercadante (PT-SP) favorável à licença de José Sarney (PMDB-AP) da presidência do Senado. Em seu blog, o ex-ministro publicou texto em que alega que a saída temporária do peemedebista não é consenso entre a bancada do partido na Casa, mas “sentimento pessoal” do líder petista no Senado. Dirceu ainda endossa no texto palavras do presidente nacional da agremiação, o deputado Ricardo Berzoini (SP), para quem a atitude de Mercadante foi “infantil”. O petista ressaltou que o PT “não assinará representação contra o presidente da Câmara Alta”.

O imbróglio entre o líder da bancada no Senado e outras lideranças do partido teve início quando Mercadante divulgou à imprensa, no começo de julho, uma nota em que a bancada petista na Casa se posicionava favorável ao licenciamento de Sarney do comando do Senado. Repreendido na época pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o líder petista retratou-se diante da imprensa e disse que a bancada do partido se alinhava ao discurso do Planalto. Informações da Folha de S.Paulo.

29 de julho de 2009, 17:42

Buerarema: Novo prefeito deve ser empossado nesta quinta-feira

Com a confirmação da cassação do prefeito Mardes Monteiro (PT), julgada no último dia 14 e confirmada nesta terça-feira, o Tribunal Regional Eleitoral em Buerarema, no sul do estado, tem 24 horas para empossar o prefeito temporário da cidade, Eudes Bonfim (PT). A posse deve ser dada na sede do Tribunal nesta quinta, mas ainda não foi divulgado um anuncio oficial pelo TRE.

O ex-prefeito Mardes Monteiro foi destituído do cargo devido a fraudes em licitações quando foi prefeito de Buerarema anteriormente, entre janeiro e junho de 2005. O novo gestor da cidade será Bonfim, que é vereador e presidente da Câmara, até que a Justiça Eleitoral faça uma nova eleição.

29 de julho de 2009, 17:28

BID libera empréstimo de R$ 391,8 milhões para o governo da Bahia

O governo estadual recebeu nesta quarta-feira, um empréstimo de R$ 391,8 milhões do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) referente à Operação de Crédito Externo para Investimentos (Procofins). A operação é fruto de um contrato de financiamento assinado pelo governo com o BID no valor de US$ 409 milhões.

A verba será aplicada em ações prioritárias de investimentos constantes do Plano Plurianual de Aplicações (PPA), para o período de 2008 a 2011, segundo projeto aprovado na Assembleia Legislativa no começo do ano. Com esta verba no caixa, os fornecedores esperam que o governo cumpra os seus compromissos firmados. A dívida estadual chega hoje a R$ 587,5 milhões, de acordo com os números oficiais do próprio governo.

29 de julho de 2009, 17:01

Aliados de Sarney tentam unificar as nove reclamações contra senador

Aliados do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), se articulam para reunir em uma única representação as nove reclamações apresentadas ao Conselho de Ética da Casa contra o peemedebista.

O grupo pró-Sarney avalia que, reunidas em um só processo, as denúncias podem vir a ser relatadas por um aliado do presidente da Casa –o que abre caminho para um possível arquivamento das acusações. Informações da Folha de S.Paulo

29 de julho de 2009, 16:54

Tribunal de Justiça receberá Povo Indígena do Extremo Sul da Bahia

Amanhã às 10h, a Dra. Silvia Zarif, presidente do Tribunal de Justiça da Bahia receberá, na sede do Tribunal, os Caciques Aruã, Pataxó Corôa Vermelha (Coord. da população indígena do Extremo Sul da Bahia) e o Cacique Nengo, do povoado de Arueira.

O Deputado Estadual Bira Corôa, foi responsável pela convocação dessa audiência. A reunião com os índios vai tratar da resolução de questões relacionadas aos conflitos ocorridos no extremo sul do estado, que tem atingido a população indígena, como por exemplo a exploração sexual que duas crianças da comunidade foram vítimas.

29 de julho de 2009, 16:38

Hospital informa que Alencar ainda não está com intestino totalmente restabelecido

O vice-presidente José Alencar continua internado no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, onde se recupera de cirurgia para tratamento de obstrução intestinal decorrente de tumores. Segundo boletim médico divulgado nesta quarta-feira, o quadro de Alencar evolui bem, mas o trânsito intestinal ainda não foi restabelecido totalmente.

Na última sexta-feira, ele foi submetido a uma colostomia –procedimento no qual se faz uma abertura no abdômen para drenar as fezes. O procedimento já havia sido sugerido em cirurgia anterior, mas Alencar preferiu não fazê-lo. Informações do Estadão.