22 de março de 2017, 12:15

SALVADOR Elevador Lacerda ganha cor roxa pelo dia mundial da epilepsia

Um dos principais pontos turísticos de Salvador, o Elevador Lacerda – que faz a ligação entre a cidade baixa e a alta – ganhou iluminação roxa durante a noite de ontem e assim segue até o próximo domingo (26). O objetivo é chamar a atenção para o Dia Mundial de Conscientização da Epilepsia, 26 de março. O Dia Roxo, mundialmente conhecido como Purple Day, é lembrado anualmente quando as pessoas de todo o mundo são incentivadas a vestirem roupas de tons roxos, pela conscientização da epilepsia. Na capital baiana, entre 30 mil e 60 mil pessoas têm a doença, segundo estimativa da Liga Brasileira de Epilepsia, que calcula cerca de 300 mil em toda a Bahia.Ainda segundo a liga, a doença é causada por uma alteração temporária do funcionamento do cérebro, quando não motivada por febre, drogas ou distúrbios de metabolismo. Uma parte do cérebro passa a emitir sinais incorretos, durante segundos ou minutos, o que pode provocar uma crise parcial ou generalizada a depender da região cerebral. Por causa disso, os sintomas podem ser mais ou menos evidentes nos pacientes. O Dia Roxo foi criado em 2008 por uma criança de nove anos, Cassidy Megan, junto com a Associação de Epilepsia da Nova Escócia. A ideia era conscientizar as pessoas para encorajar os pacientes de epilepsia e mostrar que eles não devem se sentir solitários.

22 de março de 2017, 11:23

SALVADOR Chuva provoca desabamento de cobertura no Odorico Tavares

Foto: Reprodução/Correio*

Parte da estrutura do Colégio Estadual Odorico Tavares, no Corredor da Vitória, desabou após uma manhã de fortes chuvas em Salvador. A cobertura que caiu, nesta quarta-feira (22), foi a da quadra de esportes da unidade. Por conta da paralisação nacional dos professores em protesto contra o projeto de reforma da Previdência, não estava tendo aula na unidade e ninguém se feriu, de acordo com os bombeiros. Segundo um engenheiro da Defesa Civil de Salvador (Codesal), a causa provável é falta de manutenção no prédio, já que existe oxidação em algumas partes do local onde aconteceu o acidente. Uma guarnição do 1º Grupamento de Bombeiros Militar (GBM/Iguatemi) foi deslocada para a escola pela manhã e a Codesal acompanha também a ocorrência, além de técnicos da Secretaria Estadual da Educação (SEC). A pasta informou, em nota, que a área que desabou já havia sido interditada e que ninguém tinha acesso ao local. “O processo de recuperação do espaço já foi aberto, inclusive, já foi realizada a licitação da Ata de Registro de preço para a manutenção de serviços de engenharia. A obra deve ser iniciada ainda no mês de abril”, informou a SEC. Ainda de acordo com a Secretaria, o calendário letivo não será alterado por conta do acidente. A Codesal informou que a quadra ao lado da que desabou também foi interditada preventivamente. “Agora, cabe à Secretaria de Educação trazer os técnicos deles, que são responsáveis, para viabilizarem a demolição da estrutura, pois, há um ricos para o prédio Professor Sabino. Existe uma parede solta”, contou ao CORREIO o técnico da Codesal Expedido Sacramento.

Correio*

22 de março de 2017, 09:10

SALVADOR Carne Fraca: Gbarbosa, Mercantil Rodrigues e Perini recolhem produtos de empresas investigadas

O Grupo Cencosud – formado pelas marcas GBarbosa, Mercantil Rodrigues, Perini, Prezunic e Bretas –, tirou das suas prateleiras os produtos de lotes sob investigação da Polícia Federal (PF) na Operação Carne Fraca, segundo a empresa, “em linha com o compromisso de manter a excelência na qualidade de serviço”.Em nota enviada ao CORREIO, a rede informou que “os produtos cujos códigos do Serviço de Inspeção Federal (SIF) pudessem indicar problemas” foram recolhidos. O Cencosud também exigiu esclarecimento a fabricantes e fornecedores envolvidos nas denúncias e disse estar aguardando um posicionamento dos fornecedores e autoridades competentes. Questionado se a operação da PF influenciou a comercialização de carne na Bahia, o grupo informou que ainda é cedo para ter essa avaliação.Assim como o Cencosud, o Grupo Pão de Açúcar (GPA), que na Bahia está presente nas marcas Extra, Pão de Açúcar e Assaí, disse que ainda é muito cedo para ter um balanço sobre a influência da operação nas comercialização de carne. Por meio de sua assessoria, o GPA disse ainda que “suspendeu a compra das três unidades industriais interditadas durante a operação” e que segue acompanhando o processo de investigação e “cumprindo irrestritamente com as determinações emitidas pelos órgãos fiscalizadores oficiais competentes”.A rede de supermercados Carrefour no Brasil retirou preventivamente das suas lojas os produtos vindos dos frigoríficos citados nas denúncias da operação Carne Fraca da Polícia Federal. Em nota, a rede varejista informou que o critério para retirada foi a planta frigorífica e não a marca dos produtos.O Walmart Brasil, dono das marcas Bompreço e Hiper Bompreço, afirmou que entrou em contato com todos os fornecedores citados, solicitando esclarecimento. Sobre o impacto da Operação Carne Fraca na rede varejista, a empresa afirmou que não comenta resultados de venda.Na avaliação do vice-presidente Federação da Agricultura e Pecuária da Bahia (FAEB), Humberto Miranda, o consumo de carne não deve ser impactado pela operação. “Não terá reflexos significativos no preço da arroba do boi nem no consumo de carne no mercado interno. Já está provado que o número de fraudes que foi descoberto é insignificante em comparação com o total de frigoríficos”. Mesmo não tendo sido apontadas quaisquer irregularidades em frigoríficos na Bahia, a Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia, responsável pela fiscalização e inspeção de produtos de origem animal no âmbito estadual, divulgou nota para reafirmar a qualidade da carne comercializada no estado. “Ressaltamos que o Serviço de Inspeção Estadual (SIE), atende integralmente aos padrões de exigência mais rigorosos”, diz o comunicado.

Correio*

22 de março de 2017, 09:04

SALVADOR Aeroporto de Salvador tem baixa de 16% de passageiros

Foto: Divulgação

Em meio à mais grave crise enfrentada pelo turismo em Salvador nos últimos 20 anos, o setor acumulou ontem um novo resultado negativo. De acordo com balanço consolidado pela Infraero, a movimentação de passageiros no aeroporto da cidade em fevereiro foi 16% menor que a do mesmo período de 2016. Somados os números de embarques e desembarques, foram transportados pelo terminal aproximadamente 590 mil pessoas no mês passado, contra 703 mil do ano anterior. Se comparado com fevereiro de 2015, a queda é de 26%, bem acima da redução registrada em aeroportos com padrão semelhante ao de Salvador, como Porto Alegre, Fortaleza e Curitiba, cuja média ficou em torno de 12%. Em Recife, que vem tomando espaços de Salvador na briga pelo mercado aéreo no Nordeste, o fluxo caiu apenas 3% no comparativo com 2015. A vantagem do aeroporto baiano sobre o pernambucano também está diminuindo gradativamente. Há dois anos, era de 40%. Agora, está em 11%. Caso a curva mantenha a tendência atual, Recife pode ultrapassar Salvador já em 2018.

Jairo Costa Jr./Correio*

21 de março de 2017, 20:44

SALVADOR Neto comemora aprovação de empréstimo US$52,5 bilhões

Foto: Divulgação

O Plenário do Senado aprovou hoje (21) autorização para o município de Salvador contratar operação de crédito externo com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), com a garantia do governo brasileiro, no valor de até US$ 52,5 milhões. Os recursos serão destinados ao Programa Nacional de Desenvolvimento do Turismo em Salvador (Prodetur).Dentre as obras previstas pelo programa, que será operacionalizado pela Secretaria de Cultura e Turismo (Secult), estão o Museu da Música, a requalificação da Avenida Sete de Setembro e dos trechos das orlas de Stela Maris-Flamengo-Ipitanga e Barra-Ondina, além de ações de requalificação e fortalecimento institucional do setor do setor turístico A garantia do Senado representa a metade dos investimentos no programa que, com a contrapartida da Prefeitura de Salvador, alcança o montante de US$ 105 milhões.O prefeito ACM Neto comemorou a aprovação do empréstimo. “Com esses recursos, faremos investimentos importantes na cidade, que irão gerar emprego e renda. Isso mostra que todo o esforço que fizemos para arrumar a casa e organizar as finanças da cidade foi extremamente positivo, pois, sem esse trabalho, não iríamos conseguir contratar empréstimos desse porte. Além disso, conseguimos aprovar, num mesmo dia, na Comissão de Assuntos Econômicos e em Plenário, demonstrando o prestígio que Salvador goza hoje nacionalmente”, afirmou o gestor.Esta será a primeira operação de crédito externa contratada diretamente pela Prefeitura de Salvador com um organismo financeiro internacional. É também a primeira operação do Prodetur contratada por um município. “Estes dois fatos inéditos são o resultado de um trabalho iniciado na primeira gestão do prefeito ACM Neto, com o saneamento das contas públicas, o ajuste fiscal e um planejamento direcionado para programas estruturantes”, avaliou o secretário da Casa Civil, Luiz Carreira. Segundo o senador Fernando Bezerra Coelho, relator do pedido de empréstimo na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado, o município de Salvador apresenta capacidade de pagamento suficiente, em conformidade como os parâmetros estabelecidos pelo Tesouro Nacional, não possui pendências com a União e encontra-se adimplente com as instituições integrantes do Sistema Financeiro Nacional. “O município de Salvador aparece classificado na categoria B+, o que equivale a uma situação fiscal boa e risco de crédito médio”, afirmou o relator no parecer.

21 de março de 2017, 20:15

SALVADOR Marta ironiza nove dias de festa em Salvador: ‘Neto produções e eventos’

A vereadora Marta Rodrigues (PT) criticou a decisão do prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), de realizar um série de ações, entre shows e atividades, em comemoração aos 468 anos da cidade. De acordo com a petista, Salvador ‘até hoje sofre com o problema histórico da desigualdade social’. “ACM Neto produções e eventos, só pode. Ele agora virou promoter? Uma cidade cheia de problemas e ele só pensando em se promover com festa”, ironizou. “Vivemos em uma cidade onde trabalhadores informais são perseguidos, onde mães não tem onde deixar seus filhos, onde pegar ônibus é um transtorno. Mas festa e publicidade tem”, declarou a vereadora. Para Marta, ‘fica cada vez mais claro que a preocupação com a população baiana e soteropolitana parte do governo do Estado’. “São dois tipos de gestores completamente diferentes. Rui mostra preocupação constante. E Neto só gasta com festa”, disse. Ela aponta exemplos: “Rui botou o metrô para andar de verdade. Custeia 100 mil alunos da rede de ensino fundamental, de responsabilidade da prefeitura, que não faz nada por eles”, destacou. “Vai investir cerca de R$ 200 milhões em obras de pelo menos 98 encostas em 106 regiões. Inaugurou o Hospital da Mulher, criou o centro de atenção às pessoas com altismo, um investimento de R$ 7.2 milhões. Criou 161 novos leitos na nova unidade do HGE, o HGE 2. São dois tipos de gestores completamente diferentes. Rui mostra preocupação constante com o povo baiano e soteropolitano”, frisou.

21 de março de 2017, 18:47

SALVADOR Escola Sem Partido e Escola Livre esquentam ‘Super Terça’

Foto: Divulgação/Antonio Queirós

A ‘Super Terça’ da Câmara Municipal de Salvador deu continuidade ao debate sobre os projetos Escola Sem Partido e Escola Livre, na sessão ordinária da tarde desta terça-feira (21), no Plenário Cosme de Farias. Mais uma vez, a discussão das propostas contou com marcante participação da população, que voltou a lotar as galerias para opinar sobre as matérias que tramitam no Legislativo.Propositor do Escola Sem Partido, primeiro projeto de lei apresentado à Câmara em 2017, o vereador Alexandre Aleluia (DEM) reafirmou a defesa do que chamou de “liberdade de consciência” dos estudantes das escolas municipais.“É dever dos professores respeitar as opiniões, crenças e convicções dos alunos, bem como é direito do aluno expressar-se e pensar de modo livre, sem embaraçados ideológicos impostos pelo corpo docente”, argumentou Aleluia, ao citar o Artigo 5º, inciso VI, da Constituição Federal.A carta magna brasileira também foi utilizada pela vereadora Marta Rodrigues (PT) para defender o projeto Escola Livre: “Temos que lutar contra a corrente reacionária que tenta amordaçar e restringir a educação nacional, impedindo a liberdade de manifestações de pensamento. Precisamos garantir os princípios da Constitucional Federal de 1988”.Além dos autores das propostas, o vereador Sidninho (PTN), da bancada da oposição, e Ricardo Almeida (PSC), do governo, foram escalados para continuar a discussão.Presidente da Comissão de Educação, Esporte e Lazer da Câmara, Sidninho parabenizou os dois autores dos projetos pelo debate, mas se posicionou. “As vozes dos professores deveriam ser ouvidas. O Escola Sem Partido só pode partir de quem não conhece e não entende a realidade do ensino público”, disse.Já Ricardo Almeida entende que o Escola Livre tem influência coercitiva sobre os alunos. “Defendo o respeito à família como base da sociedade e que tem o papel de formar o cidadão. Devemos respeitar, também, a escola, que deve produzir conhecimento e não doutrinar de forma político-partidária os alunos”, rebateu.

21 de março de 2017, 18:21

SALVADOR Para Carolino, Escola sem Partido é ‘traição aos professores’

Foto: Divulgação

O vereador Toinho Carolino (PTN) se posicionou contra o projeto do democrata Alexandre Aleluia, Escola Sem Partido, e afirmou que votar a favor da ‘censura à categoria em sala de aula’ seria ‘uma traição com os professores’. Durante a acalorada discussão do projeto na tarde dessa terça (21), na Câmara de Vereadores de Salvador, o petenista disse que a ‘Escola Sem Partido é censura prévia ao Professor, é desconfiar da sua capacidade de ensino e da sua nobre missão de formar cidadãos’.”Não vamos permitir que isso aconteça. A categoria já vem sendo desrespeitada em vários momentos”, frisou.

21 de março de 2017, 18:07

SALVADOR Almoço de liderança com bancada tenta distensionar clima na Câmara

Foto: Divulgação

Líder Carballal, com o presidente da Câmara, Léo Prates, e o vice-prefeito, Bruno Reis

Para quebrar qualquer clima de animosidade e tensão da bancada em relação ao governo municipal, o líder governista na Câmara, vereador Henrique Carballal (PPS), promoveu hoje um almoço no salão nobre da Casa, com o apoio do presidente do Legislativo, vereador Leonardo Prates (DEM), ao qual compareceram o vice-prefeito e secretário de Relações Institucionais, Bruno Reis (PMDB), e o chefe de Gabinete da Prefeitura, João Roma. As lideranças governistas enfatizaram o interesse do governo em atender os pleitos da bancada, justificando eventuais demoras em decorrência do grande número de trocas em secretarias promovido com a mudança de governo. Reservadamente, no entanto, vereadores governistas procuraram o Política Livre para informar que o clima de insatisfação ainda permanece e só será superado no momento em que as promessas feitas no almoço forem cumpridas.

21 de março de 2017, 18:00

SALVADOR Vigilância Sanitária inspeciona açougue na Barra

Fiscais da Vigilância Sanitária de Salvador inspecionaram, nesta terça-feira (21), o açougue Boi Gordo, localizado na Travessa Marquês de Leão, na Barra, com a finalidade de verificar e coletar parte da carne bovina vendida ao consumidor. O órgão, vinculado à Secretaria Municipal de Saúde (SMS), recolheu 500 gramas de carne a vácuo e 300 gramas de carne moída na hora. Todo o material foi embalado e identificado, antes de ser armazenado em um recipiente térmico e enviado para análise, seguindo assim todo o procedimento de coleta de alimentos proposto pela legislação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).Segundo a chefe da Vigilância Sanitária do Distrito Barra/Rio Vermelho, Sara Stolter, a ação é rotineira. Desde o início do ano, aproximadamente 50 açougues foram vistoriados em Salvador. No caso do Boi Gordo, o estabelecimento passou pelo procedimento anual para manutenção do alvará sanitário e, no primeiro parecer, toda a carne comercializada no local tinha procedência confiável. “Nenhuma irregularidade aparente foi encontrada aqui. A carne vem de frigorífico baiano”, revelou Sara.O material recolhido foi encaminhado para análise no Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen), que emitirá laudo num prazo de 15 a 30 dias. No entanto, quando os fiscais fazem esse tipo de ação nos comércios varejistas de carne, os olhos ficam atentos para observar as condições do alimento comercializado. “Constatamos as características organolépticas dos alimentos, se estão alteradas. Ou seja, vemos a olho nu o aspecto, a textura. Também averiguamos as condições de origem e temperatura. Se encontramos irregularidades, encaminhamos o alimento à apreensão e o estabelecimento pode ser interditado”, revela Sara.O consumo de carnes estragadas, contaminadas ou mal cozida pode trazer uma série de riscos à saúde. “Existem várias zoonoses transmitidas dos animais para o seres humanos. Uma carne pode estar contaminada pelo protozoário toxoplasma gondii, nocivo à saúde. Se for ingerido por uma gestante, a criança pode nascer cega, entre outros problemas”, destaca a fiscal e nutricionista Maria das Graças Cacim, que também acompanhou a inspeção realizada nesta terça-feira.No ano passado, segundo a SMS, cerca de 300 açougues passaram por inspeção na capital baiana. As principais inconformidades encontradas em alguns comércios foram: armazenamento de carne em temperatura inadequada, inexistência de alvará de saúde, falta de equipamento de proteção individual de açougueiros e carne previamente moída. As denúncias para inspeção de comércio de alimentos podem ser feitas através do telefone 156.

21 de março de 2017, 17:44

SALVADOR Trindade cobra definição sobre Tia Eron na Semps

Foto: Divulgação

Líder da oposição cobra da Prefeitura definição em relação à secretaria de Ação Social

Líder da oposição na Câmara Municipal, o vereador José Trindade (PSL) cobrou hoje da Prefeitura uma definição com relação ao titular da secretaria municipal de Ação Social. “Veja a preocupação que este governo (do prefeito ACM Neto) tem com a área social em Salvador. Há dois meses, a secretaria de Ação Social está sem titular”, ironizou o líder oposicionista, lembrando que a secretária nomeada, Tia Eron (PRB), voltou para a Câmara Federal, onde é deputada, e nunca mais retornou ao cargo.

21 de março de 2017, 17:15

SALVADOR Baixinha de Santo Antônio ganha aplicação de geomanta

Foto: Divulgação

Investimento é de aproximadamente R$340 mil

A doméstica Fabiana Santos, de 31 anos, era só alegria na manhã desta terça-feira (21). Há quatro anos vivendo na localidade da Baixinha de Santo Antônio, em São Gonçalo do Retiro, ela mora com o esposo e três dos quatro filhos em uma pequena casa no alto de uma encosta, na Rua Santa Georgina. Foi nesse local que o prefeito ACM Neto, acompanhado do diretor-geral da Defesa Civil de Salvador (Codesal), Gustavo Ferraz, e demais secretários e autoridades, entregou a geomanta de 2.165 m de extensão. A ação é parte integrante da programação pelo aniversário de 468 anos de Salvador, a serem completados no próximo dia 29. Antiga reivindicação da comunidade, a cobertura da encosta por meio da geomanta deixou os moradores da localidade mais felizes e seguros, principalmente no período das chuvas. “Era um sofrimento, minha irmã. Isso aqui era cheio de lixo, cachorro morto, tudo o que é tipo de coisa ruim botavam aqui. Com essa obra agora melhorou bastante. Meus filhos agora podem brincar porque, antes, fazia medo. Agora só temos que agradecer e cuidar para ter isso para o resto da vida”, afirmou Fabiana. O prefeito ACM Neto salientou que a aplicação de geomantas nas áreas de risco também é parte integrante da Operação Chuva, promovida na cidade. “Esta é mais uma importante ação de prevenção para que Salvador possa enfrentar o período chuvoso com mais segurança e tranquilidade, principalmente para a população”. Com investimento de aproximadamente R$340 mil, a aplicação da geomanta na encosta da localidade foi coordenada pela Codesal. Utilizada na cidade desde 2016, a tecnologia consiste na proteção das encostas através do revestimento composto de PVC e geotêxtil, com cobertura de proteção mecânica executada em chapisco jateado de cimento, areia e aditivos, para a prevenção de erosão. Além desta, a Prefeitura entregará geomantas em mais 33 localidades da cidade até abril. Dentre os locais beneficiados estão Novo Horizonte, Brongo (IAPI), Arraial do Retiro, Calabetão, Paripe, Boa Vista de São Caetano, Plataforma e Pirajá.

21 de março de 2017, 16:00

SALVADOR Aprovado projeto que insere o assistente social nas Prefeituras-Bairro de Salvador

Foto: Divulgação

O vereador Paulo Magalhães Junior (PV)

A Câmara Municipal de Salvador aprovou o Projeto de Indicação do vereador Paulo Magalhães Junior (PV), solicitando a inserção do profissional em Serviço Social nas Prefeituras-Bairro do município de Salvador. Na visão do edil, o assistente social, profissional que atua formulando e implementando propostas para organizações da sociedade civil e movimentos sociais, é de suma importância para as atividades do dia a dia das Prefeituras-Bairro lotadas na capital baiana. “Nós consideramos que o assistente social, profissional qualificado com competências de nível superior, atua de maneira privilegiada em diversos espaços sócio-ocupacionais, então indispensável nos dias de hoje”, afirmou o vereador. Além de outros campos de atuação, o assistente social também atua na intervenção investigativa, através da pesquisa e análise da realidade social, atuando na formulação, execução e avaliação de serviços, programas e políticas sociais que visam à preservação, defesa e ampliação dos direitos humanos e a justiça social.

21 de março de 2017, 14:30

SALVADOR Sabá solicita nova linha de ônibus para o Alto do Peru

A implantação de uma linha de transporte coletivo ligando os Bairros da Pituba ao Alto do Peru – Fazenda Grande do Retiro, demanda antiga dos moradores da região, pode ser atendida após o vereador Sabá (PV) apresentar o Projeto de Indicação ao prefeito ACM Neto (DEM), objetivando o atendimento da demanda.

No entendimento vereador, a inexistência de uma linha de transporte público urbano que faça a integração entre os bairros citados prejudica o dia a dia de quem mora na localidade e depende do transporte público.

“Creio que o prefeito ACM Neto está atento aos anseios da população que utiliza o transporte público e inevitavelmente vai aceitar a nossa indicação. Realmente é uma demanda antiga e com a implantação da linha, os moradores do bairro ganharão mais uma opção de deslocamento”, pontuou Sabá.

21 de março de 2017, 13:05

SALVADOR Câmara discute situação do Centro de Convenções

Foto: Divulgação

Audiência pública foi proposta pelo vereador Kiki Bispo (PTB)

A Câmara Municipal vai discutir, nesta quarta-feira (22), às 9h, a situação do Centro de Convenções da Bahia. A audiência pública foi proposta pelo vereador Kiki Bispo (PTB) e vai acontecer no Centro de Cultura da Câmara, com a participação da população e de representantes do setor de turismo, evento e hotelaria de Salvador. “Precisamos debater o tema na Casa, discutir com todas as partes envolvidas para que encontremos uma célere solução. A falta de planejamento do Estado está trazendo sérios prejuízos a nossa cidade. Temos que ter a exata compreensão do que representa o Centro de Convenções para Salvador e para a Bahia”, afirmou Kiki Bispo.
Na audiência pública serão discutidas as possibilidades apresentadas pelo governo estadual para o equipamento, em função do desabamento de parte da estrutura em 23 de setembro de 2016. A sugestão do Estado é a demolição do Centro de Convenções e a construção de novo equipamento, em outro local ainda em estudo. À época do desabamento, o Centro de Convenções estava interditado pela Secretaria Municipal de Urbanismo (Sucom) e passava por obras de recuperação desde 2015. A desativação do equipamento já causou o fechamento de 12 hotéis na capital baiana. Atualmente, Salvador dispõe de 39 mil leitos, mas os empresários do setor afirmam que a queda na captação e realização de eventos prejudica a hotelaria da capital. O Centro de Convenções da Bahia, localizado no bairro do Stiep, foi inaugurado em 1979 e mudou profundamente o fluxo turístico no Estado. Até então os eventos na cidade eram sazonais e a atração tinha foco no verão e nas belezas naturais. O equipamento ocupa uma área de 153 mil metros quadrados, dos quais 57 mil metros quadrados de área construída.