8 de janeiro de 2012, 12:45

MUNDO Sarkozy ganha força contra rival socialista na França

Foto: AFP

Nicolas Sarkozy, presidente da França

O presidente da França, Nicolas Sarkozy, reduziu a liderança de seu rival socialista para a menor margem registrada até agora antes das eleições presidenciais de abril e maio, segundo pesquisa divulgada neste domingo. Porém, a pesquisa mostrou que o candidato socialista François Hollande ainda venceria Sarkozy com facilidade em um segundo turno. No primeiro turno, marcado para 22 de abril, Hollande conseguiria 28 por cento dos votos, enquanto Sarkozy teria 26 por cento, apontou a pesquisa IFOP para o jornal semanal Le Journal du Dimanche. Em outubro, depois que o Partido Socialista o escolheu como candidato, Hollande tinha uma liderança de 10 pontos para o primeiro turno. (Reuters)

8 de janeiro de 2012, 12:10

MUNDO Em crise com Evo, Reino Unido e EUA apelam ao Brasil

Foto: AFP

Evo Morales, presidente da Bolívia

Expulsos da Bolívia pelo governo de Evo Morales, os serviços de inteligência da Grã-Bretanha e dos EUA passaram a depender das operações e da influência do Brasil no país vizinho para combater o tráfico de drogas, um problema cada vez mais crítico na região. Documentos obtidos pelo jornal O Estado de S. Paulo em Londres, Viena e com o grupo WikiLeaks apontam que o País se tornou fundamental para os interesses britânicos e americanos na Bolívia nos últimos anos, levando e trazendo mensagens e mediando soluções. No entanto, acima de tudo, o governo brasileiro colocou-se na linha de frente do combate internacional contra a cocaína, que avança no país vizinho. (Agência Estado)

8 de janeiro de 2012, 10:10

MUNDO Merkel nega que esteja buscando sucessor para presidente

O porta-voz da chanceler da Alemanha, Angela Merkel, negou informações publicadas neste sábado pela mídia alemã, segundo as quais ela estaria discutindo com parceiros da coalizão de governo potenciais nomes para suceder o presidente do país, Christian Wulff, que está no centro de um escândalo. A notícia surgiu num momento em que vieram à tona novas alegações de que Wulff ameaçou editores com uma declaração de “guerra” se eles publicassem que recebeu um empréstimo em condições vantajosas da esposa de um amigo milionário. O escândalo pode abalar a imagem de Merkel – que nomeou Wulff para a presidência em 2010 – num momento delicado dos esforços que ela vem empreendendo para resolver a crise da dívida na Europa, cujo próximo capítulo começa na segunda-feira, quando o presidente francês, Nicolas Sarkozy, chega a Berlim. “Ela não vê nenhuma razão para discutir um sucessor para o presidente”, disse o porta-voz de Merkel, Steffen Seibert, ao jornal Frankfurter Allgemeine Sonntagszeitung, em resposta às alegações do jornal de que ela havia conversado sobre a substituição com o vice-chanceler Philipp Roesler. (Reuters)

8 de janeiro de 2012, 08:23

MUNDO Presidente do Irã viajará pela América Latina em busca de apoio

Foto: Daily Mail

Mahmoud Ahmadinejad, presidente do Irã

O presidente o Irã, Mahmoud Ahmadinejad, vai buscar o apoio de líderes latino-americanos de esquerda durante um tour que terá início no domingo, depois de países ocidentais terem imposto novas sanções ao setor petrolífero iraniano. De olho nas eleições parlamentares iranianas marcadas para março, Ahmadinejad vai se encontrar durante a viagem com outros presidentes anti-americanos, numa estratégia que o governo dos Estados Unidos qualificou como demonstração de que o Irã “está desesperado para ter amigos”. A primeira parada de Ahmadinejad será na Venezuela, país aliado que também é membro da Opep e onde com certeza terá uma boa acolhida do presidente Hugo Chávez. Ele também visitará Cuba e o Equador, e irá à posse do nicaragüense Daniel Ortega, reeleito para um segundo mandato presidencial. “Nós estamos deixando totalmente claro para os países em todo o mundo que agora não é o momento de aprofundar relações com o Irã, não as relações de segurança, não as relações econômicas”, disse na sexta-feira a porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, Victoria Nuland. (Reuters)

7 de janeiro de 2012, 12:17

MUNDO Cristina terá alta hoje, afirma equipe médica

O quadro médico da presidenta da Argentina, Cristina Kirchner, “não teve complicações” e ela deverá receber alta hoje, anunciou ontem a equipe médica. Cristina passou por uma tireoidectomia (remoção completa da tireoide) após ser detectado um tumor na glândula da presidente. Sondas e soros já haviam sido retirados da presidente e ela permanecia ontem sob observação, afirmou a equipe médica. Não está claro se Cristina permanecerá em Buenos Aires ou se seguirá para sua casa na cidade de El Calafate após receber alta dos médicos. (Estadão)

7 de janeiro de 2012, 11:35

MUNDO Suplicy pede que regime deixe Yoani vir ao Brasil

O senador Eduardo Suplicy (PT) enviou ontem uma carta à embaixada cubana no Brasil pedindo que o regime autorize a jornalista cubana Yoani Sánchez, autora do blog Generación Y e colunista do Estado, a vir ao Brasil para o lançamento de um documentário em que ela aparece como entrevistada. O filme é sobre as condições da liberdade de expressão e dos direitos humanos em Cuba e em Honduras. Na quinta-feira, a blogueira pediu que a presidente Dilma Rousseff intercedesse a seu favor. (Estadão)

7 de janeiro de 2012, 11:09

MUNDO Japão deve substituir ministro da Defesa em minirreforma

O primeiro-ministro do Japão, Yoshihiko Noda, decidiu fazer uma minirreforma no gabinete para substituir o ministro da Defesa, Yasuo Ichikawa, e o ministro de Assuntos do Consumidor, Kenji Yamaoka, que foram repreendidos no Parlamento no último mês, e começaram a buscar sucessores sábado, segundo fontes da área política, citadas pela agência de notícias Kyodo. Noda também considera trocar alguns executivos do seu partido (Partido Democrático, DPJ, na sigla em inglês). Depois da instrução transmitida por Noda nesta sexta-feira, para que todos os ministros compareçam à reunião de gabinete na próxima sexta-feira, Ichikawa abreviou a viagem para a Mongólia, e outros ministros também consideram cancelar ou mudar a agenda de viagens internacionais. Mas, neste sábado, um oficial sênior do DPJ afirmou que “não há necessidade para que todos os membros do gabinete compareçam à reunião”, indicando que a troca de ministros não será parte de uma reforma ministerial formal, que exigira que todos os ministros submetessem suas renúncias. (Dow Jones)

7 de janeiro de 2012, 10:22

MUNDO Obama reafirma compromisso de recuperar econômia americana

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, indicou, neste sábado, que sua resolução de fim de ano é “restabelecer a economia americana” e assegurar que as famílias de classe média “recuperem a segurança perdida” na última década. Em sua mensagem radiofônica semanal, Obama ressaltou que “o maior desafio que enfrentamos como país é restabelecer nossa economia de modo que novamente o trabalho duro obtenha resultados”. “Temos que continuar reconstruindo nossa economia de modo que todos tenham uma oportunidade justa, todos façam o que é justo fazer, e todos obedeçam às mesmas regras”, acrescentou. Neste sentido, o presidente americano reafirmou novamente a importância da nomeação de Richard Cordray, apesar da oposição republicana, para liderar a Agência de Proteção Financeira ao Consumidor. (G1)

7 de janeiro de 2012, 09:08

MUNDO Ataques contra cristãos na Nigéria matam pelo menos 31

Centenas de pessoas deixaram suas casas no norte da Nigéria neste sábado, em meio a ataques do grupo extremista islâmico Boko Haram que já deixaram pelo menos 31 mortos nos últimos dois dias. Na sexta-feira, homens armados invadiram uma reunião de um grupo cristão em Mubi, na região de Adamawa, fronteira com Camarões, e abriram fogo, matando pelo menos 17 pessoas. Depois desse incidente, os extremistas invadiram uma igreja cristã em Yola, capital de Adamawa, e abriram fogo, matando pelo menos outras oito pessoas. A reunião de integrantes do grupo Igbo, do sul da Nigéria, tinha como objetivo discutir como transportar o corpo de um amigo morto em outro ataque na quinta-feira. Em circunstâncias semelhantes, o ataque de quinta-feira feira ocorreu no momento em que fiéis cristãos acompanhavam a missa em Gombe. Pelo menos seis pessoas morreram. (BBC Brasil)

7 de janeiro de 2012, 08:37

MUNDO Papa Bento 16 transforma brasileiro em cardeal

O Brasil ganhou mais um cardeal. Ele será o catarinense dom João Braz de Aviz, de 64 anos, ex-arcebispo de Brasília e atual prefeito da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e Sociedades de Vida Apostólica (uma espécie de “ministério” do papa), em Roma. O nome dele está entre os 22 novos cardeais que serão criados no consistório de 18 de fevereiro, anunciado hoje pelo papa Bento 16. A escolha de dom Aviz era esperada pelo fato de ele presidir uma das congregações da Cúria Romana, no Vaticano. Com sua nomeação, sobe para seis o número de cardeais brasileiros que, tendo menos de 80 anos, poderiam votar num eventual conclave para a escolha de um novo papa. Além de d. João Aviz, são eleitores d. Cláudio Hummes, d. Geraldo Majella, d. Eusébio Scheid, d. Odilo Scherer e d. Raymundo Damasceno Assis. Quatro dos dez brasileiros já ultrapassaram essa idade: d. Eugenio Sales, d. Paulo Evaristo Arns, d. Serafim Fernandes Araújo e d. José Freire Falcão. Entre os 22 nomes dos novos cardeais sobressai o do chinês John Tong Hon, bispo de Hong Kong. Oito são italianos, dois americanos, dois alemães e os demais são da Bélgica, Canadá, Espanha, Holanda, Índia, Portugal, República Checa e Romênia. (Agência Estado)