30 de janeiro de 2012, 08:10

MUNDO 400 manifestantes são presos no Ocupem Oakland

Um protesto para ocupar prédios abandonados por membros do movimento Ocupem Oakland no sábado acabou em violência e ainda tinha reflexos neste domingo. Após confrontos com a polícia, 400 pessoas foram presas e três policiais ficaram feridos. Trata-se do protesto mais turbulento desde que a polícia de Oakland forçou o desmantelamento do acampamento do Ocupem em novembro passado. Os confrontos começaram pouco antes das 15h de sábado, quando manifestantes marcharam em direção ao centro de convenção Henry J. Kaiser. Segundo a polícia, eles começaram a construir barricadas e, apesar da ordem de dispersar a multidão, os manifestantes começaram a destruir o local. (O Globo)

30 de janeiro de 2012, 07:14

MUNDO Embaixador nega clima de mal-estar entre governos brasileiro e iraniano

O emissário do Brasil para o Oriente Médio mais a Turquia e o Irã, embaixador Cesário Melantonio Neto, negou que ocorra um clima de mal-estar nas relações entre os governos brasileiro e iraniano. Segundo ele, o diálogo entre as autoridades dos dois países é constante e indispensável, considerando o papel econômico do Irã – que controla o Estreito de Ormuz e mantém intenso comércio de petróleo e carvão. “Não há mal-estar algum. Para entender o que ocorre no Irã é preciso compreender que no país há três forças políticas, uma exercida pelos religiosos e guardiães, outra pelo presidente da República e uma terceira pelo Parlamento. Não há no Irã apenas um porta-voz. São pelo menos três”, disse Melantonio Neto, que foi embaixador do Brasil em Teerã, capital iraniana. No encontro, Salgado negou que as relações entre o Brasil e o Irã estejam abaladas. Segundo Salgado, os contatos comerciais entre os dois países são intensos e tendem à ampliação. No dia 23,  Ali Akbar Javanfekr, em entrevista à Folha de S. Paulo, fez críticas ao governo brasileiro. De acordo com ele, o governo não deu continuidade à política iniciada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. (Agência Brasil)

29 de janeiro de 2012, 08:45

MUNDO Merkel vai apoiar campanha presidencial de Sarkozy

Merkel e Sarkozy

O partido da chanceler alemã Angela Merkel, a União Democrata Cristã (CDU), disse que ela participará da campanha do presidente francês Nicolas Sarkozy. Embora as eleições presidenciais francesas estejam marcadas para apenas daqui a três meses, Sarkozy ainda não divulgou oficialmente sua candidatura. A maioria dos observadores políticos acredita que Sarkozy vai concorrer a um novo mandato e seu partido, o conservador União por um Movimento Popular (UMP) realizou um comício neste sábado, declarando seu apoio a ele. (Estadão)

29 de janeiro de 2012, 08:30

MUNDO Intervenção do governo e seca fecham 120 frigoríficos na Argentina

Nos últimos dois anos, 120 frigoríficos fecharam suas portas na Argentina, país conhecido no mundo, entre outras coisas, por suas carnes. A crise em que estão mergulhadas as empresas do setor começou, segundo disseram ao GLOBO alguns de seus representantes, com a política de intervenção do governo Kirchner e foi aprofundada após a terrível seca que assolou o país entre 2008 e 2010. Já foram fechados sete mil postos de trabalho e outros sete mil devem desaparecer em 2012, alertou recentemente a Câmara da Indústria e Comércio de Carnes da República Argentina (Ciccra). O assunto está sendo discutido em reuniões organizadas pelo Ministério do Trabalho e pela Secretaria de Agricultura, mas até agora não surgiram soluções contundentes para o drama dos frigoríficos e, também, dos produtores rurais do país. (O Globo)

29 de janeiro de 2012, 08:20

MUNDO Jornalistas ligados ao ‘The Sun’ e policial são presos na Grã-Bretanha

A polícia britânica prendeu cinco homens – quatro jornalistas e um policial – como parte de uma investigação sobre pagamentos ilegais feitos à polícia. A investigação tem relação com o escândalo dos telefones de celebridades e vítimas de tragédias que foram grampeados por jornalistas do grupo News International, de propriedade do magnata Rupert Murdoch. Os quatro jornalistas são ou foram empregados pelo tablóide The Sun, uma das publicações de maior circulação do país, também de Murdoch. O escândalo dos grampos levou ao fechamento do jornal News of the World no ano passado. (BBC Brasil)

28 de janeiro de 2012, 11:51

MUNDO Pirou? Chanceler brasileiro diz que direitos humanos não são urgentes em Cuba

O chanceler brasileiro Antônio Patriota afirmou ontem em Davos, na Suiça, que a situação dos direitos humanos em Cuba “não é emergencial”. Por isso, a presidente Dilma Rousseff não vai falar sobre o tema em visita à ilha na próxima semana, informa reportagem de Clóvis Rossi publicada na edição deste sábado da FolhaA íntegra está disponível para assinantes do jornal e do UOL (empresa controlada pelo Grupo Folha, que edita a Folha). Patriota também completou, durante sua participação no Fórum Econômico Mundial, que a visita vai servir para dialogar a respeito da “atualização do modelo econômico cubano”. Leia mais na edição da Folha deste sábado.

27 de janeiro de 2012, 22:52

MUNDO FBI quer monitorar Twitter, Facebook e demais redes sociais, diz site

O FBI (polícia federal americana) está de olho em você, usuário das redes sociais. Pelo menos é o que disse o site da revista “New Scientist” em notícia publicada nesta quarta-feira (25). A polícia estaria em busca de informações para monitorar e antecipar crises com base em palavras-chave relacionadas a terrorismo e crimes online, entre outras atividades vigiadas pelo FBI. Além de ser um indício das intenções de um governo – no caso, o americano – quanto a sua atuação nas redes sociais, a revelação da “New Scientist” ganha em importância justamente por expor posições que dificilmente são tratadas de forma aberta por órgãos públicos, em geral, independentemente do país. O documento completo, em inglês, pode ser lido no site Mashable.

Leia mais em FBI quer monitorar Twitter, Facebook e demais redes sociais, diz site

O Globo

27 de janeiro de 2012, 13:22

MUNDO ‘New York Times’ perde liderança entre sites de imprensa

O “New York Times” deixou de ser o jornal mais acessado na internet em dezembro, segundo a consultoria comScore. Com 44,8 milhões de visitantes, o periódico americano perdeu o posto para o Mail Online. A página na internet do periódico britânico “Daily Mail” teve 45,3 milhões de visitantes. Em novembro foram 45,3 milhões, abaixo dos 45,8 milhões do “New York Times”. O “NYT” atribui a perda da liderança ao fato de o “Mail” ter passado a incluir na conta 1,03 milhão de visitantes do seu site de finanças pessoais thisismoney.co.uk. No último mês do ano passado, o total de acessos a websites noticiosos foi de 1,4 trilhão. Completam a lista os sites do “USA Today” (3º), do “Tribune Newspaper” (4º) e do “Guardian” (5º). (Folha)

26 de janeiro de 2012, 18:58

MUNDO Na Tasmânia, fugitivos se gabam no Facebook, polícia “curte” e… os prende

Reprodução/The Hobart Mercury

Dois criminosos da Austrália perdem tempo demais na internet. Se não, o que explicaria eles serem presos após um deles postar no Facebook sobre a fuga da dupla? Kyle Lynch, 19, e James Sampson, 22, escaparam no sábado (21) de uma prisão na Tasmânia, não se sabe como. Em uma evidência anedótica de que não se deve colocar toda sua vida na web, a página de Lynch na rede social tinha um comentário comprometedor no início deste mês. Em tradução livre, dizia lá que ele “sairá antes do que vocês imaginam, moçada. Agora vai!” A polícia investiga se a dupla teve ajuda de alguém na cadeia para fugir. O Departamento de Justiça afirma que não havia jeito dos prisioneiros usarem o Facebook na prisão, e diz que a culpa decerto é de alguém usando a conta de Lynch na rede social. Os dois deveriam cumprir pouco menos de 18 meses (Lynch) e de dois anos (Sampson) de cadeia, por diferentes crimes de agressão.

26 de janeiro de 2012, 13:45

MUNDO Assistente de Hillary diz que há vaga para quem fala português

A indústria turística americana está à procura de quem fale português, de olho nos turistas brasileiros cada vez mais numerosos — e gastadores — que chegam aos EUA. O recado veio da secretária-assistente de Estado interina para Hemisfério Ocidental (Américas), Roberta Jacobson, durante um encontro com Hillary Clinton com 45 estudantes da rede pública brasileira no programa Jovens Embaixadores, que promove intercâmbio cultural. “A indústria turística está desesperada por quem fala português. Estão buscando mais informações sobre o Brasil”, afirmou ela aos adolescentes, que têm entre 15 e 18 anos, ao falar da importância do programa para estreitar laços e das portas abertas por ele. Os EUA vêm, nas últimas semanas, redobrando os acenos ao Brasil nas áreas de turismo e educação. Na semana passada, o presidente Barack Obama anunciou a simplificação do programa de vistos para brasileiros, a fim de aumentar o número de documentos emitidos. (Folha)

26 de janeiro de 2012, 12:45

MUNDO Refugiados denunciam maus-tratos em fábrica da Sadia

Ameaçado de morte pelo Talebã por se recusar a pagar propinas ao grupo, Mahmoud (nome fictício) achou por bem abandonar sua cidade, na fronteira entre o Afeganistão e o Paquistão. Pagou R$ 8.200 (US$ 5 mil) dólares a uma gangue de tráfico humano, que prometeu lhe enviar a um país do outro lado do mundo do qual sabia muito pouco, mas onde, segundo o grupo, poderia solicitar refúgio e reiniciar sua vida em paz: o Brasil. Algumas semanas depois, já em território brasileiro, ele diz ter sido vítima de uma rede de exploração de trabalhadores estrangeiros em frigoríficos nacionais. Quando completou quatro meses de trabalho e começava a se adaptar à nova vida, Mahmoud foi transferido de Estado por seu empregador. Dormia sempre em alojamentos apinhados de estrangeiros, que se revezavam nas poucas camas disponíveis. Nas fábricas, executava uma única tarefa: com uma faca afiada, degolava cerca de 75 frangos por minuto pelo método halal, selo requerido pelos países de maioria islâmica que importam a carne brasileira. (BBC Brasil)

26 de janeiro de 2012, 07:20

MUNDO Cristina Kirchner critica empresas de petróleo e Reino Unido

A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, voltou ao trabalho nesta quarta-feira, depois de 21 dias de licença médica. E deixou claro que não ficou de repouso absoluto, depois da cirurgia para retirar a glândula tireoide. Em discurso, à noite, ela criticou as empresas petrolíferas – entre elas, a Petrobras – de formarem um cartel para cobrar um sobrepreço ao óleo diesel vendido no atacado. E de não investirem no país, que este ano terá que gastar US$ 7 bilhões para importar energia. “Acabou-se a esperteza”, disse. A presidente também respondeu ao primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron. Na semana passada, ele acusou a Argentina de “colonialismo”, depois que o governo argentino conseguiu o apoio dos países vizinhos, para fecharem os portos da região a barcos com bandeiras das Ilhas Malvinas. Cristina Kirchner apareceu em público pela primeira vez, desde a sua cirurgia, no ultimo dia 4. Quando foi internada, os médicos pensavam que tinha um tumor maligno. Mas depois da operação, descobriram que não era câncer. (Agência Brasil)

25 de janeiro de 2012, 14:14

MUNDO Opositora cubana diz se sentir como Dilma durante a ditadura

Ainda sem autorização para visitar o Brasil, a jornalista cubana Yoani Sánchez afirmou que sente como a presidenta Dilma Rousseff, aos 22 anos, sendo interrogada na sede da Auditoria Militar, no Rio de Janeiro, na década de 1970. “Vi a foto da Dilma jovem sentada no banco dos réus e julgada por homens com a cara escondida. Me sinto assim – postou ela em seu perfil no twitter”. A imagem foi publicada no livro A Vida Quer Coragem, do jornalista Ricardo Amaral. Yoani enviou uma carta à presidenta Dilma na semana passada pedindo ajuda para deixar Cuba e visitar o Brasil em fevereiro, quando será lançado o documentário Conexão Cuba>Honduras, de Dado Galvão. A blogueira é uma das entrevistadas do filme. (Poder On-line/Ig)

25 de janeiro de 2012, 14:00

MUNDO Fidel Castro acusa EUA e UE de “campanha mentirosa” contra Cuba

O ex-presidente cubano Fidel Castro acusou nesta quarta-feira a União Europeia e os Estados Unidos de realizarem “uma campanha mentirosa” contra a ilha ao atacarem o país no caso da morte do preso Wilman Villar. Segundo a dissidência interna cubana, Villar era membro de um partido opositor e morreu após uma greve de fome de 50 dias. As autoridades da ilha negam a acusação. Num artigo da sua série “Reflexiones”, publicado nesta quarta-feira na imprensa cubana, Fidel, que está com 85 anos, diz que a condenação do caso por parte da UE e dos EUA é uma amostra do “incrível cinismo que gera a decadência do Ocidente”. O povo cubano “não poderá ser jamais pressionado nem chantageado pelos inimigos”, acrescenta. Fidel lamentou as acusações e condenações, que classificou como “descaradas mentiras” criadas para atacar Cuba. O líder também afirma que a UE deve se preocupar mais em “salvar o euro”, resolver o “desemprego crônico” e responder os ativistas europeus, que são tratados como caso de polícia. (EFE)

25 de janeiro de 2012, 13:52

MUNDO Fórum de Davos começa com clara preocupação com criação de emprego

O Fórum Econômico Mundial de Davos começou nesta quarta-feira com uma clara preocupação com o crescimento global e a geração de empregos em um cenário de crescimento populacional e um sistema globalizado que exige mudanças e novos modelos. Os copresidentes do Fórum de Davos de 2012 destacaram na entrevista coletiva de abertura que a prioridade atual e para os próximos dez anos é a criação de empregos. Eles lembraram que o desemprego serviu de motivação, entre outras, para as recentes tensões no norte da África. Por conta disso, o executivo-chefe do banco americano Citigroup, Vikram Pandit, ressaltou o planejamento de nos próximos dez anos a América Latina criar 40 milhões de novos empregos e os Estados Unidos 20 milhões. O executivo-chefe da multinacional britânica de alimentação Unilever, Paul Polman, lembrou a triste estatística de que diariamente ‘1 bilhão de pessoas vai dormir com fome’. (EFE)