5 de maio de 2017, 08:39

MUNDO Polícia turca prende 12 supostos membros do Estado Islâmico

A polícia da Turquia prendeu nesta sexta-feira (5) 12 supostos membros do grupo terrorista Estado Islâmico na província de Adana, a 150 quilômetros da fronteira com a Síria. A informação é da Agência EFE. A operação contou com o apoio das forças antiterroristas da polícia, que foram até as casas dos suspeitos, informou o jornal Hurriyet em seu site. Cinco dos detidos são de nacionalidade turca, cinco sírios e dois iraquianos. Nos últimos dez dias, a polícia deteve 43 supostos membros do Estado Islâmico, de acordo com informações do Ministério do Interior. Sob estado de emergência, instaurado após a tentativa de golpe, os detidos podem passar uma semana sob custódia antes de serem acusados de um crime, ou colocados em liberdade, embora em casos de suspeita de terrorismo esse prazo possa ser prorrogado.

Agência Brasil

5 de maio de 2017, 07:32

MUNDO Na ONU, Venezuela denuncia “corrupção generalizada” no governo Temer

O governo da Venezuela usou uma sabatina de direitos humanos do Brasil na Organização das Nações Unidas (ONU) para denunciar a corrupção no governo de Michel Temer, além das violações ocorridas no País. O discurso, entre os mais de cem países que tomaram a palavra, foi o mais duro, refletindo a crise diplomática que existe entre Caracas e Brasília nos últimos meses.”Estamos profundamente preocupados com a corrupção generalizada no governo”, disse nesta sexta-feira a delegação de Caracas.O governo de Nicolás Maduro tem sido criticado pelo Itamaraty por sua violência contra a oposição, em protestos nos últimos dias. O Brasil também tem alertado sobre as ameaças para a democracia, diante das medidas adotadas por Caracas. Mas, nesta sexta-feira, foram os venezuelanos quem usaram esses argumentos para atacar o Brasil.Caracas, por exemplo, pediu que o País se “abstenha do uso da força, execuções sumárias por parte de forças de ordem, principalmente na guerra contra as drogas”. “Pedimos medidas urgentes contra a tortura, mortes violentas e assassinatos, superlotação e condições degradantes em prisões”, disse.Ainda no que se refere à violência, a Venezuela cita a ocorrência de 5 mil mortes de mulheres no Brasil por ano, assim como 500 mil casos de estupros ou tentativas de violência sexual por ano. Os dados são do Ipea.Além disso, o governo de Maduro pediu o “restabelecimento da democracia e estado de direito, fundamental para os direitos humanos, afetados pelo golpe de Estado contra a presidente Dilma Rousseff”.Citando a discriminação contra mulheres, indígenas, afrodescendentes e a violência contra crianças de rua, a Venezuela ainda criticou a Emenda Constitucional 95, que congela gastos por 20 anos. A emenda, segundo Caracas, é incompatível com obrigações internacionais e vai afetar 16 milhões de pessoas.”A situação de direitos deu um passo para trás de 20 anos, com o fim do status ministerial da pasta de Direitos Humanos”, completou a delegação da Venezuela.

Estadão Conteúdo

4 de maio de 2017, 10:39

MUNDO Colômbia: autoridades investigam possível sequestro de funcionário da ONU

As autoridades colombianas investigam o possível sequestro de um funcionário da Organização das Nações Unidas (ONU) por um grupo de dissidente das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), no departamento do Guaviare (Sudeste), no momento em que integrantes do Conselho de Segurança da ONU visitam o país. O funcionário foi aparentemente sequestrado nessa quarta-feira (3) em Barranquillita, um pequeno povoado situado a duas horas de viagem por terra do município de Miraflores (Guaviare), onde trabalhava no Programa Nacional de Substituição de Cultivos de Uso Ilícito (Pins), informaram os meios locais. O secretário de Governo de Miraflores, Edwin Díaz, disse que o funcionário, cuja identidade não foi divulgada e que seria de nacionalidade colombiana, pode ter sido sequestrado por dissidentes das Farc que operam na área e que não aceitam o acordo de paz firmado com o governo em novembro. Uma fonte oficial, que não confirmou e nem desmentiu o fato, disse à Agência EFE que o funcionário “não faz parte da missão da ONU” que acompanha o processo de paz, não é “nem observador (militar) nem civil”, mas “pode ser do sistema das Nações Unidas”, ou seja, de qualquer outra agência da organização. A ONU tem na Colômbia uma missão de apoio ao processo de paz, que supervisiona o desarmamento das Farc e que atua no país paralelamente a várias agências humanitárias e em cooperação com as Nações Unidas. Ontem à noite, chegaram a Bogotá integrantes do Conselho de Segurança da ONU para manifestar apoio ao processo de paz entre o governo colombiano e as Farc. “O Conselho de Segurança vem precisamente para expressar, trazer o apoio das Nações Unidas, do conselho, brindando o processo de pacificação dos colombianos”, disse o embaixador do Uruguai, Elbio Roselli, ao chegar à Base Militar de Catam. Os membros do conselho se reúnem com o presidente colombiano, Juan Manuel Santos, e com representantes da sociedade civil. Amanhã (5), devem visitar uma das 26 regiões transitórias de normalização, onde cerca de 7 mil integrantes das Farc se preparam para deixar as armas e se desmobilizar.

Agência Brasil

4 de maio de 2017, 09:56

MUNDO Eleições presidenciais: quase 5 milhões de sul-coreanos votaram antecipadamente

Quase 5 milhões de sul-coreanos votaram nesta quinta-feira (4) de forma antecipada para as eleições presidenciais de 9 de maio, um pleito que acontece por causa do impeachment da ex-presidente Park Geun-hye pelo caso Rasputina. As informações são da Agência EFE. No total, 4,97 milhões (11% do eleitorado) aproveitaram para depositar suas cédulas nesta quinta-feira nos mais de 3,5 mil pontos habilitados para a votação antecipada, segundo dados da Comissão Nacional Eleitoral (NEC, da sigla em inglês). Este sistema está sendo utilizado pela primeira vez no país em eleições presidenciais para incentivar a participação do eleitorado. As previsões indicam aumento em torno de 4% de participação de sul-coreanos. Os eleitores podem votar antecipadamente hoje e amanhã. Pouco mais de 42,4 milhões de sul-coreanos, segundo a NEC, estão aptos a comparecer às urnas para escolher o novo presidente da república para os próximos cinco anos. As últimas eleições presidenciais, realizadas em dezembro de 2012, contaram com um nível de participação de 75,8%.

Agência Brasil

4 de maio de 2017, 08:45

MUNDO Satélite para comunicações e defesa será lançado hoje

O Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas será lançado hoje (4), às 17h, do Centro Espacial de Kourou, na Guiana Francesa. Este será o primeiro satélite geoestacionário brasileiro de uso civil e militar.Adquirido pela Telebras, o equipamento será utilizado para comunicações estratégicas do governo e para ampliar a oferta de banda larga no país, especialmente em áreas remotas. Com 5,8 toneladas e 5 metros de altura, o satélite ficará posicionado a uma distância de 36 mil quilômetros da superfície da Terra, cobrindo todo o território brasileiro e o Oceano Atlântico. A capacidade de operação do satélite é de 18 anos.Inicialmente, o lançamento estava previsto para o dia 21 de março, mas foi adiado por causa de uma greve geral na Guiana Francesa.O lançamento do satélite poderá ser acompanhado pelos sites: www.visionaespacial.com.br, www.arianespace.com ou www.paraweb.tv/visiona/1/.

Agência Brasil

4 de maio de 2017, 08:39

MUNDO Tempestade de areia atinge Pequim e preocupa governo

A cidade de Pequim, na China, amanheceu hoje (4) com níveis de contaminação considerados perigosos pelas autoridades e com pouca visibilidade em sua atmosfera urbana, por conta da tempestade de areia que afeta a região, obrigando o cancelamento de diversos voos. A tormenta, um fenômeno habitual no norte da China a cada primavera por conta da proximidade de desertos como o de Gobi, fez com que o nível de partículas PM10 (cerca de 10 mícrons de diâmetro) supere os 1 mil microgramas por metro cúbico, uma das concentrações mais altas do ano. Também é alto, embora um pouco menor (mais de 500 microgramas por metro cúbico), o nível das menores partículas PM2.5, consideradas as mais nocivas para a saúde. As autoridades de Pequim emitiram um alerta azul por conta da tempestade de areia, que atinge uma vasta região do norte do país, incluindo as regiões de Xinjiang e Mongólia Interior, nos extremos noroeste e norte do país. De acordo com meteorologistas, esta situação deve afetar a região até amanhã. Diante dos atuais níveis de contaminação, recomenda-se que grupos de risco – como crianças e idosos – não saiam de suas casas.

Agência Brasil

4 de maio de 2017, 07:40

MUNDO Em crise, Porto Rico pede moratória

Mergulhado em uma espiral negativa de contração econômica, perda de população e deterioração fiscal, o território americano de Porto Rico recorreu ao Judiciário nesta quarta-feira, 3, para suspender o pagamento de sua dívida, na maior moratória de um ente governamental da história dos EUA. A dívida de US$ 74 bilhões da ilha em bônus é mais de quatro vezes superior aos US$ 18 bilhões que levaram a cidade de Detroit a entrar em default em 2013.A decisão foi tomada depois de seis meses de negociações com os detentores de papeis emitidos pelo território, que recusaram um plano de reestruturação apresentado em março. Além dos US$ 74 bilhões em títulos, Porto Rico tem um passivo de US$ 49 bilhões em aposentadorias. A dívida total de US$ 123 bilhões supera o valor do PIB, de US$ 100 bilhões.Em Washington, o governo e o Congresso se recusaram a socorrer financeiramente a ilha e o presidente Donald Trump deixou claro que não pretende percorrer esse caminho. No ano passado, os parlamentares americanos aprovaram legislação que suspendeu todas as ações judiciais de credores contra a ilha até o dia 1.º de maio de 2017. Esse período deveria ser usado para aprovação de um plano de reestruturação da dívida, em negociação com os credores. A lei também criou mecanismos pelos quais o território poderia recorrer ao Judiciário para interromper o pagamento de seu débito, o que foi feito nesta quarta-feira.A crise de Porto Rico é resultado de décadas de má administração irresponsabilidade fiscal e distorções econômicas provocadas por políticas adotadas em Washington. “É uma situação parecida com a da Grécia”, disse o presidente emérito do Interamerican Dialogue, Peter Hakim. Segundo ele, os EUA davam isenção tributária para rendimentos de alguns dos bônus emitidos pela ilha. Além disso, fundos de investimentos em busca de retorno garantido emprestaram sem restrições ao território, apesar da crescente deterioração fiscal. “Eles achavam que estavam dando dinheiro ao Tesouro dos Estados Unidos.”Agora, Washington se comporta como a União Europeia em relação à Grécia, com a recusa de socorro e exigência de austeridade. “É uma situação terrível, da qual Porto Rico sairá com baixa credibilidade e dificuldade de acesso ao mercado internacional”, ressaltou.

3 de maio de 2017, 13:45

MUNDO Agência da ONU diz que Coreia do Norte está avançando no seu programa nuclear

O diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atômica (Aiea), Yukiya Amano, afirmou ontem (2), em Viena, durante reunião preparatória para a Conferência de Revisão do Tratado de Não Proliferação de Armas Nucleares (TNP), que está “profundamente preocupado” com o programa nuclear da Coreia do Norte. O país asiático declarou sua saída do TNP em 2003 e os inspetores da agência tiveram de deixar o território norte-coreano em 2009. As informações são da ONU News. Segundo Amano, “todas as evidências indicam que a Coreia do Norte está progredindo em seu programa atômico”. Ele disse que a Aiea continua trabalhando muito para coletar e avaliar informações relacionadas ao programa nuclear do país, incluindo monitoramento de imagens de satélite e dados relacionados ao comércio. O chefe da Aiea deixou claro que, sem acesso direto a locais importantes, a agência da ONU não tem condições de confirmar como as instalações nucleares norte-coreanas estão funcionando. Ele pediu ao governo de Pyongyang que cumpra com as resoluções do Conselho de Segurança das Nações Unidas e coopere com a Aiea na implementação do acordo de salvaguardas do TNP e resolva as questões pendentes. Amano declarou que os inspetores da Aiea estão prontos para retornar ao país se forem autorizados. O TNP é um tratado internacional que entrou em vigor em 1970. Entre seus objetivos estão evitar a proliferação de armas nucleares, promover a cooperação no uso pacífico de energia nuclear e alcançar o desarmamento nuclear.

Agência Brasil

2 de maio de 2017, 13:01

MUNDO Corpo de tripulante de embarcação naufragada é encontrado em Bertioga

O corpo do tripulante desaparecido após um naufrágio na noite de ontem (1º) no rio Itapanhaú, em Bertioga (SP), foi encontrado na manhã de hoje (2) pelas equipes do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil. Dois tripulantes estavam a bordo. Um conseguiu alcançar a margem do rio e o outro desapareceu. Em nota, a Capitania dos Portos de São Paulo, órgão da Marinha, confirmou o naufrágio do barco de pequeno porte Perb, no rio Itapanhaú, em Bertioga, por volta das 19h de ontem. “Peritos da Capitania foram enviados na manhã de hoje (2), para coletar informações. Um inquérito administrativo será instaurado para apurar causas, circunstâncias e responsabilidades”, diz a nota. Os nomes dos tripulantes não foram divulgados.

Ludmilla Souza, Agência Brasil

2 de maio de 2017, 11:57

MUNDO Putin defende investigação imparcial de ataque químico na Síria

A Rússia condena o uso de armas químicas por qualquer um e quer uma investigação completa e imparcial do ataque com gás venenoso na cidade síria de Khan Sheikhoun do mês passado, disse o presidente russo, Vladimir Putin, nesta terça-feira (2). “Aqueles que forem culpados devem ser encontrados e punidos”, disse Putin em uma coletiva de imprensa após encontro com a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, feito na cidade russa de Sochi, no Mar Negro. “Mas isso só pode ser feito após uma investigação imparcial”. “Uma solução na Síria só pode ser encontrada por meios pacíficos e sob a proteção da Organização das Nações Unidas”, disse Putin. Falando na mesma coletiva de imprensa, Merkel, convocou todos os envolvidos no conflito da Ucrânia para trabalharem em direção do cessar-fogo estabelecido pelos tratados de Minsk, dizendo que a implementação desses acordos pode levar a retirada das sanções da União Europeia contra a Rússia.

Agência Brasil

2 de maio de 2017, 10:30

MUNDO Constituinte busca condições para eleição na Venezuela, diz líder de comissão

A Assembleia Constituinte convocada pelo presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, espera criar “condições” para os processos eleitorais que estão a caminho no país, incluindo as eleições presidenciais de 2018, disse nesta terça-feira (2) o presidente da comissão para a ativação da Constituinte.Na segunda-feira (1º) a oposição se manifestou contra a Constituinte, dizendo que a intenção do processo convocado por Maduro é adiar as eleições regionais previstas para este ano e as presidenciais do final do ano que vem. Nesta terça-feira manifestantes bloquearam vias importantes em protesto.”Um dos temas que a Constituinte busca é alcançar condições de estabilidade para fazer os processos eleitorais que estão a caminho… e os que vêm em 2018, as (eleições) presidenciais”, disse Elías Jaua nesta terça-feira em uma entrevista ao canal estatal VTV. “Não há condições de normalidade, e é isso que a Constituinte busca: um mínimo de condições para fazer eleições que não terminem em uma luta fratricida entre os venezuelanos”, disse.

Agência Brasil

2 de maio de 2017, 09:03

MUNDO EUA confirmam que escudo antimísseis Thaad já está funcionando em Seul

O Exército dos Estados Unidos (EUA) confirmou nessa terça-feira (2) que seu polêmico escudo antimísseis Thaad já está em funcionamento na Coreia do Sul, em um momento de enorme tensão na Península Coreana por causa dos repetidos testes de armamento feitos pela Coreia do Norte. A informação é da Agência EFE. “As forças dos EUA na Coreia confirmam que o Sistema de Defesa Terminal de Área a Grande Altitude (Thaad) está funcionando e tem a capacidade de interceptar mísseis norte-coreanos e defender a República da Coreia (nome oficial da Coreia do Sul)”, diz comunicado enviado por e-mail à Agência EFE. A nota, assinada pelo coronel Richard Manning, é enviada uma semana depois que o Thaad começou a ser instalado em um antigo campo de golfe na região de Seongju (centro do país). A implantação do escudo antimíssseis, que foi acertada entre a Coreia do Sul e os Estados Unidos em julho do ano passado, tem como objetivo responder ao número recorde de testes de mísseis que a Coreia do Norte realizou em 2016, entre eles o de um foguete espacial, considerado pela comunidade internacional um teste de míssil disfarçado. Sua entrada em fase operacional coincide com um clima de crescente tensão na península por causa da insistência da Coreia do Norte em lançar mísseis balísticos. O último – que seria o terceiro em menos de um mês – foi disparado no último sábado (29). Além disso, o Thaad é polêmico e questionado pelos agricultores de Seongju. Eles estão preocupados com a possibilidade de a região se tornar alvo de ataques norte-coreanos e também com os efeitos que os potentes radares do escudo tenham sobre sua saúde e as plantações. Muitos sul-coreanos acreditam que a implantação está sendo feita de maneira precipitada e que o escudo foi aprovado por um governo deposto por corrupção – o da ex-presidente Park Geun-hye. O candidato favorito à presidência, Moon Jae-in, já falou em uma possível revisão do acordo

Agência Brasil

2 de maio de 2017, 07:05

MUNDO Secretário diz que OEA estará atenta para evitar que Venezuela vire ditadura

O secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), Luis Almagro, advertiu nessa segunda-feira (1º) que ele e os países que integram o órgão vão “vigiar” para que o governo de Nicolás Maduro não consolide” uma ditadura na Venezuela. A informação é da Agência EFE. “O fato de ter apresentado nota para se retirar da OEA não dá carta branca ao regime para se consolidar como ditadura. Os países garantirão que isso não vai ocorrer”, disse Almagro em mensagem divulgada nas redes sociais. Na última sexta-feira (28), a Venezuela iniciou, com a queixa da Carta da OEA (seu documento de fundação), um processo sem precedentes para retirar o país da organização, algo que, no entanto, não acontecerá nos próximos dois anos. Almagro recebeu pessoalmente a solicitação das mãos da representante da Venezuela na OEA, Carmen Velásquez. Ela disse que a saída representava “um dia de vitória, um momento histórico, uma nova independência para a Venezuela e região”. O secretário declarou que “a saída da OEA não é a solução, que deve ser a redemocratização do país”. Almagro reiterou que “o cumprimento da Carta Democrática é sim a solução” para superar a crise venezuelana.

Agência Brasil

2 de maio de 2017, 06:55

MUNDO Defesa da ex-presidente sul-coreana nega acusações de corrupção contra ela

A equipe de defesa da ex-presidente da Coreia do Sul Park Geun-hye negou nesta terça-feira (2) todas as acusações sobre ela, durante a sessão preliminar do julgamento por suposta participação na trama de corrupção da “Rasputina”. A informação é da Agência EFE. Como era esperado, Park, de 65 anos, não assistiu a essa primeira sessão, pois não era obrigada a comparecer. O advogado Yoo Yeong-ha voltou a defender a inocência da ex-governante e pediu para analisar o resumo da investigação sobre o caso, que tem mais de 120 mil páginas. Yoo argumentou que pode existir uma série de inconsistências no processo. A primeira sessão realizada hoje tinha como objetivo revisar as acusações contra a ex-presidente e começar a combinar as datas para os depoimentos das diferentes testemunhas. Nesse sentido, espera-se que o Tribunal do Distrito Central de Seul, que julga o caso, realize duas ou três sessões preparatórias antes da primeira audiência formal, prevista para junho. Park, que está cumprindo prisão preventiva desde o dia 31 de março, enfrenta 18 acusações, incluindo a revelação de segredos de Estado, coação, abuso de poder e suborno, um crime que, na Coreia do Sul, tem pena mínima de dez anos em regime fechado e pode chegar à prisão perpétua. A promotoria considera que ficou comprovado que Park criou uma rede com a amiga Choi Soon-sil, conhecida como “Rasputina”, por sua influência sobre a ex-presidente. A amiga teria, entre outras coisas, recebido propinas de pelo menos três grandes grupos empresariais no valor de aproximadamente US$ 50 milhões. O caso abalou os alicerces políticos e econômicos da Coreia do Sul, já que entre os envolvidos estão presidentes de grandes empresas, como a Samsung, cujo líder, Lee Jae-yong, cumpre prisão preventiva desde fevereiro.

Agência Brasil

1 de maio de 2017, 20:00

MUNDO Maduro convoca Assembleia Nacional Constituinte na Venezuela

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, fez nesta segunda-feira (1º) um chamado ao “poder constituinte originário” para que “a classe operária” convoque uma Assembleia Nacional Constituinte. Segundo ele, não há outra alternativa e que desta forma se atingirá a paz e será vencido “o golpe de Estado”. As informações são da agência EFE. “Anuncio que, no uso de minhas atribuições presidenciais como chefe de Estado constitucional, de acordo com o Artigo 347, convoco o poder constituinte originário para que a classe operária e o povo, em um processo nacional constituinte, convoque uma Assembleia Nacional Constituinte”, disse Maduro em um grande ato com operários em Caracas por ocasião das celebrações do 1º de Maio.

Agência Brasil