24 de maio de 2019, 07:15

MUNDO Primeira-ministra britânica anuncia renúncia

Foto: Reuters TV via REUTERS / Direitos reservados

Primeira-ministra britânica, Theresa May

A primeira-ministra britânica, Theresa May, anunciou nesta sexta-feira (24) que vai deixar, no dia 7 de junho, a liderança do Partido Conservador e que o processo de escolha de um novo líder vai começar na próxima semana. “Continuarei a servir como primeira-ministra até que o processo esteja concluído”, disse Theresa May, em entrevista em sua residência oficial. Ela argumentou que é dever dos políticos “implementar o que [o povo] decidiu”, referindo-se ao Brexit, aprovado há três anos. “Fiz tudo o que podia para convencer os deputados a apoiar o acordo de saída. Infelizmente, não consegui. É agora claro para mim que é do interesse do país que seja um novo primeiro-ministro a liderar esse esforço. Por isso, anuncio que irei me demitir do cargo de líder do Partido Conservador na sexta-feira, 7 de junho”, concluiu a primeira-ministra”. “Será sempre uma matéria de grande arrependimento que não tenha conseguido cumprir o Brexit. Será função do meu sucessor procurar um caminho que honre o resultado do referendo. Para ser bem-sucedido, ele ou ela terá de encontrar um consenso no Parlamento, que eu não consegui. Esse consenso só pode ser atingido se ambas as partes em debate estiverem disponíveis para o compromisso”, afirmou May.
Visivelmente emocionada, ela acrescentou que foi a maior honra de sua vida vida ter sido a segunda mulher primeira-ministra no Reino Unido, “mas, certamente, não a última”, e ter servido ao país que ama.

Agência Brasil

22 de maio de 2019, 13:15

MUNDO Trabalhadores da Petrobras fazem greve geral em Montevidéu

A capital uruguaia vive na manhã de hoje (22), greve geral em apoio aos trabalhadores da empresa MontevideoGas, subsidiária da Petrobras no país. A greve envolve diversos setores. As escolas públicas de ensino médio, por exemplo, não tiveram aulas no período da manhã e retomarão as atividades a partir das 13h. Também aderiram à greve os trabalhadores da Federação de Funcionários da Saúde Pública e da Confederação de Organizações de Funcionários do Estado. Os trabalhadores da Associação de Bancários do Uruguai aderiram parcialmente a paralisação, com caixas fechados até as 13h30 em algumas agências da área metropolitana da cidade. Os professores do ensino fundamental, apesar de apoiarem a greve, mantiveram suas atividades. O transporte também seguiu sem alterações. A assessoria da Petrobras informou à Agência Brasil que as operações seguem normalmente. A Central Única de Trabalhadores do Uruguai (Pit-Cnt) convocou a manifestação, que começou com uma concentração na frente da Prefeitura de Montevidéu às 10h e seguiu em caminhada até a Praça da Independência, em frente ao escritório da Petrobras, aonde realizam um ato. No encerramento da marcha, vários artistas cantarão em apoio. São eles Larbanois, Carrero, Emiliano Muñoz, Rafael Bruzzone, Freddy Gonzalez, Tabaré Rivero e Rodrigo Cabeda. De acordo com Gabriel Molina, assessor de imprensa da central de trabalhadores, a mobilização de hoje “não é apenas mais uma”. Ele afirmou que os trabalhadores defendem uma pauta complexa.

Agência Brasil

21 de maio de 2019, 18:00

MUNDO Patrimônio cultural baiano é destaque em congresso na China

Foto: Divulgação

Apresentação da Santa Casa da Bahia em Macau, na China

Na última semana, o provedor da Santa Casa da Bahia, Roberto Sá Menezes, apresentou o patrimônio cultural da instituição baiana durante o XII Congresso da Confederação Internacional das Misericórdias, em Macau, China. Na oportunidade, ele destacou a importância do Museu da Misericórdia, do Centro de Memória Jorge Calmon e do Circuito Cultural Campo Santo, mantidos pela Santa Casa da Bahia, em Salvador. A preservação dos espaços e a atuação do poder público e privado, através de Leis de Incentivo, também foram abordados durante a palestra. “Temos muitos desafios na área cultural, sobretudo pelo pouco apoio que recebemos para manutenção e restauração, mas preservar este patrimônio sempre foi uma missão da Santa Casa da Bahia. Já são 470 anos de dedicação à nossa cidade, e é por isso que estamos aqui, sendo reconhecidos internacionalmente pelo trabalho que vem sendo realizado”, declara emocionado Roberto Sá Menezes. A programação do Congresso, que reúne as Santas Casas de países como Brasil, Angola, França, Macau, Itália e Portugal, seguiu com uma extensa programação de interação entre as instituições, além de ações comemorativas pelos 450 anos da Santa Casa de Macau.

21 de maio de 2019, 14:03

MUNDO Julgamento da ex-presidente da Argentina começa hoje

Hoje (21), às 12h, começou em Buenos Aires o julgamento da ex-presidente da Argentina, Cristina Kirchner, acusada de corrupção, associação ilícita e desvio de verbas de obras públicas. É a primeira vez que ela senta no banco dos réus por esses crimes. Cristina Kirchner, senadora desde 2017, é candidata a vice-presidência da Argentina nas eleições de outubro deste ano. Sua chapa será encabeçada por Alberto Fernández, seu ex-chefe de gabinete. Ela é acusada de associação ilícita e fraude ao Estado envolvendo 52 obras públicas, por cerca de 46 bilhões de pesos, o que equivale a cerca de 1 bilhão de dólares. Com outros membros de seu governo, como o ex-ministro do planjemanto Julio De Vido, Kirchner é acusada de criar um sistema para desviar verbas de obras públicas. Pouco depois das 11h da manhã de hoje, Cristina deixou o apartamento onde vive e seguiu para o tribunal Comodoro Py, onde será ouvida. Na porta de sua casa, dezenas de apoiadores com os braços dados fizeram um cordão de segurança para a saída dela. Seu carro foi escoltado por uma moto da polícia na frente, e outro carro particular atrás. Dezenas de apoiadores também a aguardavam na porta do tribunal. Cristina chegou ao local por volta das 11h30. O julgamento tem 162 lugares abertos ao público, o que causou grande tumulto dentro do tribunal, pois havia gente desde muito cedo tentando entrar no plenário. A primeira parte do julgamento será a leitura dos autos, que deve levar cerca de duas horas. Apenas depois é que Kirchner deve ser ouvida. A expectativa é que a ex-presidente não deve deixar o tribunal, pelo menos, até as 16h.

Agência Brasil

20 de maio de 2019, 19:45

MUNDO Nicolás Maduro propõe eleições legislativas antecipadas

Foto: Marco Belo/Reuters

O presidente venezuelanao, Nicolás Maduro

O presidente venezuelanao, Nicolás Maduro, propôs nesta segunda-feira a realização de eleições antecipadas à Assembleia Nacional, controlada pelo líder opositor Juan Guaidó, que se declarou presidente interino e foi reconhecido por mais de 50 países, após denunciar que a reeleição presidencial foi fraudulenta. A oposição obteve a maioria nas eleições legislativas de 2015, mas teve suas funções vetadas pelo governo chavista. As próximas eleições legislativas estavam previstas para o final de 2020. Em um ato no Palácio de Miraflores, Maduro desafiou a oposição a medir forças nas urnas. “Vamos realizar eleições. Vamos antecipar as eleições da Assembleia Nacional”, afirmou. “Vamos realizar eleições e vamos legitimar a única instituição que não foi legitimada nos últimos cinco anos. Vamos adiantar as eleições para a Assembleia para saber quem tem mais votos. Eleições já”, desafiou, acrescentando: “Quem vai ganhar? O povo chavista, cristão e revolucionário”. O ditador fez o desafio durante um ato pelo aniversário de sua reeleição à presidência, considerada fraudada por mais de 50 países. Maduro também falou sobre o diálogo na Noruega com os enviados de Guaidó. “Mantivemos a primeira jornada com a mediação do governo da Noruega, no norte da Europa, e foi muito positiva”, afirmou. No entanto, ele acrescentou que não é “um bobalhão, um inocentão”. “Creio na paz, mas estou preparando o povo para defender a pátria como for preciso, com a força armada unida e coesa, com as milícias e o povo treinando”, ameaçou.

Estadão Conteúdo

20 de maio de 2019, 14:30

MUNDO Novo presidente ucraniano dissolve Parlamento e antecipa eleições

O novo presidente da Ucrânia, o humorista Volodimir Zelenski, tomou posse nesta segunda-feira (20) e como primeira medida anunciou a dissolução do Parlamento, antecipando para o final de julho as eleições legislativas que estavam marcadas para outubro. A medida é uma tentativa do presidente para aumentar seu apoio na Casa, já que seu partido (o Servo do Povo) atualmente não tem deputados eleitos. Há dúvidas se Zelenski tem de fato poderes para dissolver o Parlamento, mas a maior parte dos partidos disse à agência Reuters que não irá se opor a medida. A decisão fez o atual primeiro-ministro, Volodimir Groisman, anunciar que deixará o cargo a partir desta quarta (22). Segundo pesquisas realizadas no fim de abril, dias antes da eleição de Zelenski, sua sigla venceria uma eleição parlamentar com 25% dos votos. Atualmente, o bloco de apoio do ex-presidente Petro Porochenko, derrotado pelo humorista, é a maior força da casa. As pesquisas apontam que o grupo cairia para terceiro lugar, com 14% dos votos, atrás também do bloco de Oposição -que reúne políticos associados a uma atitude menos hostil ao presidente russo Vladimir Putin e que alcançaria 15%. A relação entre Kiev e Moscou foi um dos principais temas na eleição presidencial e Zelenski disse em seu discurso de posse que sua prioridade é interromper o conflito no leste do país.
“Nossa primeira tarefa é conseguir um cessar-fogo em Donbass”, disse ele, usando o nome pelo qual a região é conhecida.

Folhapress

18 de maio de 2019, 11:00

MUNDO Cristina Kirchner anuncia candidatura à vice-presidência da Argentina

Foto: Estadão

A senadora e ex-presidente da Argentina Cristina Kirchner

A ex-presidente da Argentina, Cristina Kirchner, anunciou neste sábado, 18, que integrará uma chapa para as eleições de outubro na posição de vice-presidente, com seu ex-chefe de gabinete, Alberto Fernández, como candidato à presidência. “Estou convencida de que esta chapa que propomos é a que melhor expressa o que neste momento a Argentina necessita para convocar os mais amplos setores sociais, políticos e econômicos, não só para ganhar uma eleição, mas para governar”, disse a atual senadora em um vídeo divulgado nas redes sociais. O anúncio encerra meses de conjecturas no âmbito político e nos meios de comunicação sobre o futuro político de Cristina, e direciona o foco para o advogado Alberto Fernández, que foi chefe do seu gabinete de ministros e também de seu marido, o ex-presidente Néstor Kirchner.

Estadão Conteúdo

17 de maio de 2019, 20:45

MUNDO Major do Exército venezuelano é encontrado morto em hotel

O major das forças armadas da Venezuela Jesús Alberto García Hernández foi encontrado morto no último dia 15 em um quarto de hotel situado na rodovia que liga Caracas à capital do Estado vizinho de Miranda, Los Teques, confirmou nesta sexta-feira, 17, uma fonte do Ministério Publico venezuelano. Segundo veículos de imprensa locais, o major-general, de 39 anos, era próximo do ex-diretor do Serviço Bolivariano de Inteligência (Sebin), Manuel Ricardo Cristopher Figuera, que liderou junto com o presidente do Parlamento, o oposicionista Juan Guaidó, a rebelião militar fracassada de 30 de abril contra o governo de Nicolás Maduro. Em carta aberta publicada pelo El Universal, Figuera assegurou que a morte do major foi, na verdade, um “assassinato seletivo e encomendado”, já que García Hernández lidava com informação sensível sobre os casos de corrupção mais “espantosos e escandalosos” do Sebin. Na carta, ele insta aos demais membros das Forças Armadas a “apelar para sua sensibilidade humana” e admitam que o presidente Nicolás Maduro não está mais em condições de governar e respaldem os venezuelanos que desejam ver o “fim da usurpação”. “O corpo foi encontrado no dia 15 de maio no quarto de um hotel na rodovia Pan-Americana”, disse a fonte sem dar detalhes sobre as condições em que o corpo foi descoberto, mas assinalando que o Ministério Público já iniciou uma investigação sobre o caso. A imprensa, citando informações do Corpo de Pesquisas Científicas, Penais e Criminalísticas (CICPC, na sigla em espanhol), disse que García Hernández foi encontrado morto vestido com seu uniforme, com uma arma na mão direita e um ferimento na cabeça. “O Corpo de Pesquisas Científicas Penais e Criminalísticas abriu uma investigação pela morte catalogada de suicídio, em sua fase preliminar”, relatou o site de notícias Efecto Cocuyo. O site detalhou que o militar foi encontrado no quarto de número 9 do Hotel Colonial, situado na rodovia Pan-Americana que liga Caracas a Los Teques, e que a arma que ele tinha em punho era uma pistola Glock. Além disso, o site afirmou que a investigação sobre a morte foi aberta “pela Divisão de Homicídios, apesar de ser qualificada como suicídio”. Nenhuma autoridade nem a Força Armada Nacional Bolivariana (FANB) se pronunciou publicamente sobre a morte do major-general.

Estadão Conteúdo

16 de maio de 2019, 17:45

MUNDO Em Dallas, Jair Bolsonaro diz que Doria ‘tem futuro’

Foto: Felipe Rau/Estadão

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB)

Um dia após o governador de São Paulo, João Doria, fazer críticas à comunicação do Palácio do Planalto, de Nova York, o clima exibido entre o tucano e o presidente da República era de candura nesta tarde de quinta, 16, em Dallas. Em seu discurso na solenidade como Personalidade do Ano, título concedido pela Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos, Jair Bolsonaro fez duas referências a Doria. A mais longa, em tom de brincadeira, era sobre o futuro do governador. “Doria, você tem futuro”, disse Bolsonaro, sorrindo. Também gentil, o tucano, em rede social, postou um vídeo em que ele aguarda na porta de um recinto o presidente da República chegar para ser ovacionado por convidados do evento. As informações são do BR18, blog de política do Estadão.

16 de maio de 2019, 11:59

MUNDO Governo da Venezuela conversa com parte democrática da oposição

O embaixador da Venezuela na Organização das Nações Unidas, Jorge Valero, confirmou nesta quinta-feira (16) a ocorrência de negociações na Noruega entre o governo venezuelano e uma “parte democrática” da oposição, mas não aquela apoiada pelo presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump. “Existe uma oposição que pode ser classificada como democrática, mas há outra que é composta simplesmente por marionetes do império dos EUA”, disse Valero a repórteres, sem dar maiores detalhes. “Eu posso confirmar que há conversas, mas não posso entrar em detalhes”. Valero chamou Trump de “criminoso de guerra”.

Agência Brasil

14 de maio de 2019, 14:15

MUNDO Serviços secretos invadem Assembleia Nacional e gabinete de Guaidó

Foto: Reuters/Ueslei Marcelino/Direitos Reservados

Assembleia Nacional da Venezuela

Forças da segurança da Venezuela, incluindo do Sebin, os serviços de informação do Estado, cercaram a Assembleia Nacional alegando a presença de uma bomba no local. O Sebin e elementos da Assembleia Constituinte, fiel a Nicolás Maduro, ocuparam depois todo o edifício, incluindo o gabinete do presidente da Assembleia e líder da oposição, Juan Guaidó. Foram arrombadas as gavetas da presidência e vice-presidência. Os serviços da Assembleia publicaram na sua página oficial do Twitter, um vídeo com imagens das forças de segurança em torno do palácio federal, sob o título “o que teme o regime?”.

Agência Brasil

14 de maio de 2019, 12:30

MUNDO Guarda Bolivariana cerca prédio da Assembleia Nacional da Venezuela

Os deputados venezuelanos amanheceram alarmados nesta terça-feira (14) ao receberem a notícia, vinda do subsecretário da Assembleia Nacional, Roberto Campos, de que 15 agentes do Sebin, o serviço de inteligência bolivariano, estariam desde as primeiras horas do dia dentro do Palácio Legislativo, investigando uma suposta ameaça de bomba. Campos é funcionário administrativo do parlamento, que também alertou, por volta das 7h (8h no Brasil), a chegada de um numeroso contingente de oficiais da Guarda Nacional Bolivariana, que cercaram a entrada do edifício. Jornalistas locais logo constataram que o cerco estava impedindo que funcionários e legisladores entrassem no palácio. Isso ocorre com certa frequência desde que a Assembleia Nacional, de maioria opositora ao regime de Nicolás Maduro e considerada “em desacato” desde 2017, tenta manter suas sessões regulares. Os encontros acontecem nos dias em que a Assembleia Constituinte, inteiramente governista, não mantém suas sessões.

Folhapress

14 de maio de 2019, 10:45

MUNDO Suíços votam em referendo sobre lei de armas

“Tem essa paz e calma interior de que você precisa quando atira”, observa Michele Meyenberger, enquanto o pesado som das armas de fogo ecoa pelo clube. Um magazine de munição para seu Sturmgewehr 90, um rifle semiautomático modificado utilizado pelo Exército suíço, repousa sobre a mesa enquanto ela olha o relógio, ciente de que em breve será sua vez no polígono de tiro. A atiradora de 30 anos é uma de dezenas de proprietários de rifle locais que viajaram até a localidade de Märwil, na Suíça, para um festival de tiro, onde miram um alvo que parece impossivelmente pequeno, a 300 metros de distância, campo abaixo. Como Meyenberger, muitos usam semiautomáticas, parte das quais eles tiveram permissão de manter após o serviço militar. De acordo com o resultado de um referendo a se realizar no próximo domingo (19/05), contudo, essas armas poderão ficar sujeitas a regulamentação rigorosa. A votação definirá se o país deve ou não reformar suas leis relativas a armas, a fim de adaptá-las à emendas da diretriz armamentista da União Europeia (UE). Embora não integre o bloco, se o resultado for negativo a Suíça arrisca ser excluída do Espaço de Schengen – o sistema europeu de fronteiras abertas –, assim como do Tratado de Dublin, referente ao tratamento dado às solicitações de asilo e refúgio.

Agência Brasil

13 de maio de 2019, 18:41

MUNDO Promotoria sueca reabre investigação contra Assange por suspeita de abuso sexual

A Promotoria sueca reabriu nesta segunda-feira (13) uma investigação contra o australiano Julian Assange por abuso sexual. A acusação remonta a 2010, mas a apuração do caso havia sido suspensa em 2017 porque o fundador do WikiLeaks pedira asilo na embaixada do Equador em Londres em 2012, e não havia perspectiva de que saísse do edifício. Em abril, após sete anos, o Equador expulsou Assange de sua representação diplomática e o entregou para a polícia britânica. Ele então foi preso por desrespeitar as condições de sua liberdade condicional e, dias depois, condenado a uma reclusão de 50 semanas (quase um ano) pelo mesmo delito. Em 2010, duas mulheres acusaram separadamente o australiano de estupro durante uma viagem dele a Estocolmo -o anúncio desta segunda-feira se refere a um desses casos. Com isso, as autoridades suecas iniciaram uma investigação contra Assange. Além de estupro, ele também era suspeito de abuso sexual e coação, mas estes dois crimes já prescreveram. No fim de 2010, com o avanço das investigações, o programador se entregou às autoridades do Reino Unido, pagou fiança e logo foi libertado.

Folhapress

13 de maio de 2019, 15:45

MUNDO Antonio Brito se reúne com líderes de Santas Casas na China

Foto: Divulgação

O deputado Antonio Brito se reuniu com líderes de Santas Casas na China

O presidente da Frente Parlamentar das Santas Casas, Hospitais e Entidades Filantrópicas, deputado federal Antonio Brito (PSD/BA), se reuniu nesta segunda-feira (13), em Macau, na China, com líderes mundiais das Santas Casas e membros do governo chinês durante a abertura do XII Congresso da Confederação Internacional das Misericórdias. Na ocasião, foi debatida amplamente a questão do envelhecimento contínuo da população global. Em seguida, o deputado Antonio Brito e o presidente da União das Santas Casas Portuguesas, Manuel de Lemos, estiveram com o Chefe do Executivo de Macau, Leong Vai Tac, quando trataram do intercâmbio entre as Santas Casas chinesas, brasileiras e portuguesas. A realização do Congresso em Macau, que fica situada em uma das regiões administrativas especiais da República Popular da China, teve por objetivo celebrar os 450 anos de fundação da Santa Casa da região.