6 de março de 2012, 13:27

EXCLUSIVA Zezéu continua irritadíssimo com saída da secretaria de Planejamento

Zezéu Ribeiro, que deixa secretaria esta sexta-feira

Quem conversou com o secretário estadual de Planejamento, Zezéu Ribeiro, esta semana, saiu convencido de que ele continua querendo chutar o pau da barraca, mesmo depois das declarações pesadas que deu sobre o governo Jaques Wagner ao ter que anunciar que deixaria o cargo para o ex-presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli. A postura faria parte do comportamento do petista, que não aceita ser colhido por surpresas, principalmente em sua legenda. O problema é que, de olho na irritação de Zezéu e interessados em ver o circo pegar fogo, alguns petistas passaram a plantar notas na imprensa envolvendo o nome do secretário, entre as quais a de que ele pode disputar a Prefeitura de Camaçari. Uma injustiça contra Zezéu, cujo prestígio é altíssimo no PT, onde é considerado um verdadeiro paizão do partido na Bahia.

6 de março de 2012, 12:16

EXCLUSIVA EXCLUSIVO: Operação tenta colocar Marcos Medrado na chefia da Casa Civil de João Henrique

Foto: Divulgação

Marcos Medrado se ensaia para a chefia da Casa Civil de João Henrique

O prefeito João Henrique (PP) tem sido aconselhado a avaliar a possibilidade de abrigar na chefia de sua Casa Civil o deputado federal Marcos Medrado, presidente municipal do PDT. Com a saída do cargo para a campanha, o atual titular da pasta, João Leão, que é deputado federal, desalojaria da Câmara dos Deputados o deputado federal Sérgio Carneiro (PT), irmão do prefeito. Como a possibilidade de aproveitar Sérgio em seu governo é mínima, a alternativa que tem sido proposta a João Henrique é a de chamar Medrado para o governo, o que, de quebra, ainda poderia resultar numa aliança entre os pedetistas e a pré-candidatura de Leão à Prefeitura. Medrado já não faz segredo a ninguém de que deseja… colaborar.

5 de março de 2012, 17:38

EXCLUSIVA EXCLUSIVO: Ex-deputado Félix Mendonça também pode sair candidato a vereador em Salvador

Além do ex-governador Waldir Pires (PT), 82, o ex-deputado federal Félix Mendonça, 83, do DEM, é outro que avalia seriamente a possibilidade de sair candidato a uma vaga na Câmara Municipal de Salvador. O projeto seria embalado pela desistência de sua filha, a vereadora Andrea Mendonça (PV), de tentar a reeleição, por estar desanimada com a política.

5 de março de 2012, 11:39

EXCLUSIVA EXCLUSIVO: PT teme reprovar contas de João Henrique e empurrá-lo para campanha de ACM Neto

Foto: Secom/Prefeitura

Com a caneta na mão, João Henrique continua sendo a noiva desta eleição

Apesar de ter anunciado na semana passada que votaria contra as contas do prefeito João Henrique (PP) relativas aos exercícios financeiros de 2009 e 2010, a bancada municipal do PT ainda não decidiu efetivamente como irá se posicionar na Câmara. A hesitação reflete, no fundo, um sonho dos petistas, que ainda acreditam na hipótese de sensibilizar o prefeito para a idéia de apoiar a candidatura do deputado federal Nelson Pelegrino à Prefeitura em troca de um posicionamento favorável a suas contas na Câmara.

O primeiro sinal de que os petistas não fecharam questão contra a aprovação das contas do prefeito foi o posicionamento adotado na semana passada pelo vereador Gilmar Santiago, até então um dos mais ferrenhos críticos da administração. Santiago admitiu com todas as letras que poderia rever a avaliação de que as contas de João Henrique deveriam ser reprovadas, como chegou a defender o líder do partido na Câmara, Henrique Carballal.

Mesmo que não consigam uma palavra sequer de simpatia do prefeito na direção de Pelegrino, os petistas acham que a reprovação das contas com os votos do partido poderia criar um clima de radicalismo com João Henrique que acabaria precipitando sua ida para a campanha de ACM Neto, pré-candidato do DEM a prefeito. “Não temos dúvida de que se as contas de JH forem rejeitadas, ele rompe de vez com o PT”, avalia um petista interessado em colocar panos quentes na relação do partido com o prefeito.

Segundo ele, como retaliação à reprovação das contas, o prefeito poderia automaticamente se aliar ao democrata, mesmo que seja mantida a candidatura do seu chefe da Casa Civil à Prefeitura, João Leão (PP), pensada com o objetivo de funcionar na campanha defendendo o legado de João Henrique na Prefeitura. Para o mesmo petista, “no fundo, no fundo”, o PT só aguarda o aval do governador Jaques Wagner para decidir o que fazer. “Se o governador mandar, a gente vota a favor (de João Henrique)”, completa.

Este final de semana, segundo um vereador governista revelou com exclusividade ao Política Livre, o PMDB também teria enviado um emissário ao prefeito a fim de negociar a aprovação de suas contas em troca da retirada da candidatura de Leão. Os peemedebistas avaliariam que a medida beneficiaria as candidaturas oposicionistas, espectro em que se inscrevem os nomes de ACM Neto, do peemedebista Mário Kertész e do tucano Antonio Imbassahy. O presidente do PMDB, Lúcio Vieira Lima, negou a operação.

Raul Monteiro

5 de março de 2012, 08:38

EXCLUSIVA Lula pretendia vir a posse de Gabrielli; José Dirceu deve prestigiar ex-presidente da Petrobras

Foto: Política Livre

José Sérgio Gabrielli

Pré-agendada, inicialmente, para esta sexta-feira, a posse do ex-presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, na secretaria estadual de Planejamento, deveria contar com a presença do ex-presidente Lula, caso ele não fosse acometido de uma pneumonia, segundo os médicos e os correligionários, decorrente da baixa imunidade provocada pelo tratamento contra o câncer de laringe e, por este motivo, recebesse recomendação para evitar expor-se neste mês de março. Outro que poderá dar as caras no evento, programado por correligionários de Gabrielli para ser um “estouro”, é o ex-ministro e ex-deputado José Dirceu, se já tiver retornado de Cuba até a data da posse.

5 de março de 2012, 06:49

EXCLUSIVA Lúcio nega que PMDB tenha proposto aprovar contas de JH em troca de retirada de Leão

Lúcio Vieira Lima

O presidente do PMDB estadual, Lúcio Vieira Lima, negou, em telefonema ao Política Livre, que o partido tenha enviado um emissário ao prefeito João Henrique (PP) para tratar da aprovação de suas contas. “Quem me conhece sabe que não uso mensageiro. Enquanto eu for presidente, não uso da prática de usar mensageiro. Desafio qualquer um a provar que usei um interlocutor. Minha característica é de alguém que é direto em tudo”, declarou Lúcio, acrescentando, com ironia, saber da ansiedade dos governistas em querer aprovar as contas do prefeito João Henrique. “Mas tenho dito que as contas são algo técnico, que não se prestam a conchavos políticos, como vi no PT”, declarou. Quanto à candidatura de João Leão, que, segundo contou um vereador ao site, os peemedebistas teriam pedido ao prefeito para ser retirada em troca da aprovação de suas contas, Lúcio disse que jamais faria tal pedido. “Por um motivo simples: porque acho que ela não existe. Só se retira o que existe”, declarou.

5 de março de 2012, 06:39

EXCLUSIVA Propaganda preparada pelo PMDB com Kertész é definida como “impactante”

Está pronta a propaganda com que o PMDB baiano pretende mostrar à população de Salvador que está no páreo para a sucessão municipal deste ano. O protagonista do comercial político, Mário Kertész, pré-candidato do partido à Prefeitura, assim como fizeram vários quadros peemedebistas país afora, surge na telinha dando o seu recado. Quem viu o material finalizado, o definiu como “impactante”.

4 de março de 2012, 21:21

EXCLUSIVA Lúcio nega que PMDB tenha proposto aprovar contas de JH em troca de retirada de Leão

O presidente do PMDB estadual, Lúcio Vieira Lima, negou há pouco, em telefonema ao Política Livre, que o partido tenha enviado um emissário ao prefeito João Henrique (PP) para tratar da aprovação de suas contas. “Quem me conhece sabe que não uso mensageiro. Enquanto eu for presidente, não uso da prática de usar mensageiro. Desafio qualquer um a provar que usei um interlocutor. Minha característica é de alguém que é direto em tudo”, declarou Lúcio, acrescentando, com ironia, saber da ansiedade dos governistas em querer aprovar as contas do prefeito João Henrique. “Mas tenho dito que as contas são algo técnico, que não se prestam a conchavos políticos, como vi no PT”, declarou. Quanto à candidatura de João Leão, que, segundo contou um vereador ao site, os peemedebistas teriam pedido ao prefeito para ser retirada em troca da aprovação de suas contas, Lúcio disse que jamais faria tal pedido. “Por um motivo simples: porque acho que ela não existe. Só se retira o que existe”, declarou.

4 de março de 2012, 17:39

EXCLUSIVA Propaganda preparada pelo PMDB com Kertész é definida como “impactante”

Está pronta a propaganda com que o PMDB baiano pretende mostrar à população de Salvador que está no páreo para a sucessão municipal deste ano. O protagonista do comercial político, Mário Kertész, pré-candidato do partido à Prefeitura, assim como fizeram vários quadros peemedebistas país afora, surge na telinha dando o seu recado. Quem viu o material finalizado, o definiu como “impactante”.

2 de março de 2012, 11:54

EXCLUSIVA Leitores do Política Livre souberam, mais uma vez, primeiro

Os leitores do Política Livre souberam primeiro que o deputado federal Zezéu Ribeiro perderia o cargo de secretário estadual de Planejamento, o qual está deixando, a pedido do governador Jaques Wagner, para cedê-lo ao ex-presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli. Já no dia 6 de janeiro, o site informava que Zezéu passara a balançar nas avaliações que o governador estava fazendo sobre mudanças no secretariado, conforme pode ser lido no texto EXCLUSIVO: Rui chega e especulações sobre mudança no secretariado ganham fôlego. No dia 24 de janeiro, o site avançava na apuração dos fatos para informar que o governador já teria mandado avisar a Zezéu que o Planejamento ficaria com Gabrielli, o que também pode ser comprovado no texto EXCLUSIVO: Wagner já teria mandado avisar a Zezéu que Planejamento ficará com Gabrielli. De lá para cá, o Política Livre permaneceu noticiando a operação que acabou resultado no afastamento definitivo do secretário.

2 de março de 2012, 06:39

EXCLUSIVA EXCLUSIVO: Disputa na CNB emperrava indicação de Gabrielli

Anunciada há mais de um mês pelo governo da Bahia, a vinda de José Sérgio Gabrielli para integrar a administração estadual emperrou onde o petista menos esperava: sua tendência interna, a Construindo um Novo Brasil (CNB). Na Bahia, a tendência está rachada em duas – Articulação CNB e CNB -, e as duas partes não se entenderam sobre a permanência de Zezéu Ribeiro no governo. Parte dos integrantes defendia o ingresso de Gabrielli, mas não na mesma pasta de Zezéu. O próprio secretário demissionário e seus aliados chegaram a esboçar essa tese. A ideia era ter duas pastas sob controle da corrente.

A situação ficou tão ruim na CNB que uma reunião foi marcada para esta semana a fim de discutir a situação, mas acabou não acontecendo. Integrante da CNB, o presidente estadual do PT, Jonas Paulo, se irritou ao ser questionado por este Política Livre, sobre a reunião. Disse que não falava pela tendência, que representa o partido inteiro e mandou recado: “Se alguém estiver falando pela tendência está incorrendo em grave infração do Estatuto do partido. As tendências não têm posição pública”.

De fato, publicamente, nenhum parlamentar da CNB quis confirmar as informações que integrantes da tendência divulgavam nos bastidores. Tampouco, os deputados da Articulação CNB. Ouvido por este site, o deputado federal Emiliano José, um aliado próximo de Gabrielli, colocou panos quentes. “Não confirmo (a disputa). Não temos como interferir nisso (na nomeação de Gabrielli). Não é uma coisa de corrente. O PT todo encara com muito carinho a chegada de Zé Sérgio. Essa é uma decisão do governador”, declarou Emiliano, que apostou na nomeação de Gabrielli em poucos dias, fato que se consuma agora.

A CNB, então, apontou para a secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), mas aí foi outro problema que não deixou o processo andar. Apesar de estar de saída para ser candidato em Senhor do Bonfim, o secretário Carlos Brasileiro é de outra tendência, a Reencantar. O governador Jaques Wagner se viu, então, em uma sinuca de bico. Se desse a Sedes para a CNB, desagradaria a Reencantar, que não se vê contemplada com a Casa Civil, onde Rui Costa, integrante da tendência, foi nomeado por indicação pessoal de Wagner.

Thiago Ferreira

1 de março de 2012, 19:39

EXCLUSIVA EXCLUSIVO: Disputa na CNB emperrava indicação de Gabrielli

Anunciada há mais de um mês pelo governo da Bahia, a vinda de José Sérgio Gabrielli para integrar a administração estadual emperrou onde o petista menos esperava: sua tendência interna, a Construindo um Novo Brasil (CNB). Na Bahia, a tendência está rachada em duas – Articulação CNB e CNB -, e as duas partes não se entenderam sobre a permanência de Zezéu Ribeiro no governo. Parte dos integrantes defendia o ingresso de Gabrielli, mas não na mesma pasta de Zezéu. O próprio secretário demissionário e seus aliados chegaram a esboçar essa tese. A ideia era ter duas pastas sob controle da corrente.

A situação ficou tão ruim na CNB que uma reunião foi marcada para esta semana a fim de discutir a situação, mas acabou não acontecendo. Integrante da CNB, o presidente estadual do PT, Jonas Paulo, se irritou ao ser questionado por este Política Livre, sobre a reunião. Disse que não falava pela tendência, que representa o partido inteiro e mandou recado: “Se alguém estiver falando pela tendência está incorrendo em grave infração do Estatuto do partido. As tendências não têm posição pública”.

De fato, publicamente, nenhum parlamentar da CNB quis confirmar as informações que integrantes da tendência divulgavam nos bastidores. Tampouco, os deputados da Articulação CNB. Ouvido por este site, o deputado federal Emiliano José, um aliado próximo de Gabrielli, colocou panos quentes. “Não confirmo (a disputa). Não temos como interferir nisso (na nomeação de Gabrielli). Não é uma coisa de corrente. O PT todo encara com muito carinho a chegada de Zé Sérgio. Essa é uma decisão do governador”, declarou Emiliano, que apostou na nomeação de Gabrielli em poucos dias, fato que se consuma agora.

A CNB, então, apontou para a secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), mas aí foi outro problema que não deixou o processo andar. Apesar de estar de saída para ser candidato em Senhor do Bonfim, o secretário Carlos Brasileiro é de outra tendência, a Reencantar. O governador Jaques Wagner se viu, então, em uma sinuca de bico. Se desse a Sedes para a CNB, desagradaria a Reencantar, que não se vê contemplada com a Casa Civil, onde Rui Costa, integrante da tendência, foi nomeado por indicação pessoal de Wagner.

Thiago Ferreira

1 de março de 2012, 18:55

EXCLUSIVA EXCLUSIVO: ACM Neto tenta barganhar tempo do DEM em São Paulo para obter apoio de tucanos em Salvador

ACM Neto tenta viabilizar apoio dos tucanos por cima

Informes chegados há pouco ao Política Livre dão conta de que o deputado federal ACM Neto (DEM) se encontra em São Paulo neste momento trabalhando duro para tentar negociar o apoio do seu partido à candidatura do tucano José Serra à Prefeitura em troca do compromisso do PSDB ao seu nome em Salvador. A barganha ocorreria em torno do tempo de TV que o DEM possui em São Paulo, que pode ser usado para encorpar a campanha de Serra. O informante do Democratas não informou se ACM Neto conseguiu êxito na empreitada, mas a movimentação confirmaria o que já antecipou este Política Livre: o democrata é candidatíssimo à Prefeitura de Salvador. Esta semana, o PSDB de Salvador decidiu lançar a candidatura do deputado federal Antonio Imbassahy a prefeito, numa sinalização a ACM de que poderia não apoiá-lo.

1 de março de 2012, 17:28

EXCLUSIVA Com volta de Zezéu à Câmara, Joseph Bandeira perderá mandato; Próximo da fila é Sérgio Carneiro

Bandeira e Carneiro podem perder o mandato ainda este mês

Com a confirmação de que Zezéu Ribeiro (PT) deixará a secretaria estadual de Planejamento e reassumirá sua cadeira na Câmara Federal, o ex-prefeito de Juazeiro e então deputado Joseph Bandeira (PT) perderá o mandato. Bandeira é o quarto suplente da coligação PT/PRB/PP/PDT/PHS/PSB/PCdoB. Ainda neste mês, Sérgio Carneiro (PT), terceiro suplente, também deve deixar o parlamento, pois João Leão (PP) já anunciou a sua saída da secretaria municipal da Casa Civil no próximo dia 10. Leão volta a se tornar deputado para poder concorrer a Prefeitura de Salvador. Os dois ameaçados de perderem os mandatos declararam que esse jogo de arrumação faz parte do processo político e estão tranquilos. (Victor Pinto)

1 de março de 2012, 17:16

EXCLUSIVA Zezéu confirma saída da Seplan; Gabrielli assume depois de Wagner retornar da Alemanha

Foto: Tribuna

Zezéu Ribeiro, secretário estadual do Planejamento

O secretário estadual de Planejamento, Zezéu Ribeiro, conforme antecipado por este Política Livre, confirmou que está deixando a pasta. No seu lugar, assumirá o ex-presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli. A troca deve ser confirmada após o retorno do governador Jaques Wagner (PT) à Alemanha, onde integrará a comitiva da presidenta Dilma Rousseff. Zezéu reassume o seu mandato de deputado federal.

Leia mais:

EXCLUSIVO: Wagner já teria mandado avisar a Zezéu que Planejamento ficará com Gabrielli

Gabrielli pode ir para Planejamento e Zezéu, para o Tribunal de Contas do Estado

EXCLUSIVO: Wagner pede Planejamento a Zezéu

EXCLUSIVO: Com saída de Zezéu do Planejamento, setores da CNB tentam emplacar Sedes