11 de janeiro de 2012, 13:30

ECONOMIA Saída de dólares supera entrada em US$ 700 mi na 1ª semana do ano

O fluxo de dólares (entrada e saída da moeda) para o país na primeira semana de janeiro foi negativo em US$ 707 milhões, informou o Banco Central nesta quarta-feira. O período das movimentações divulgadas corresponde ao dia 1º até 6 de janeiro. O resultado desta semana se deve à saída de US$ 859 milhões da conta financeira e a entrada de US$ 153 milhões nas operações comerciais. Em novembro e dezembro, foram registrados deficit no fluxo cambial de US$ 942 milhões e US$ 134 milhões, respectivamente. As operações comerciais são aquelas onde contratos são celebrados para exportação e importação. Já as operações financeiras incluem as atividades restantes, como IED (Investimento Estrangeiro Direto), aplicações financeiras, remessas de lucros e dividendos ao exterior. (Folha)

11 de janeiro de 2012, 09:48

ECONOMIA Eike Batista faz parceria para criar a maior empresa de energia do Brasil

Foto: Fred Prouser/Reuters

Eike Batista

A MPX Energia confirmou nesta quarta-feira, 11, que firmou um termo de compromisso com a alemã E.ON estabelecendo os principais termos e condições para a formação de uma joint venture. A participação de cada empresa no negócio será de 50%. “A parceria entre a MPX e a E.ON deverá resultar na criação da maior empresa privada de energia do Brasil, objetivando atingir uma capacidade de geração total de 20 GW. A E.ON identificou o Brasil como uma região prioritária para futuros investimentos e selecionou a MPX como a empresa melhor posicionada para uma parceria que servirá como plataforma para capitalizar o alto crescimento projetado para o País”, diz a MPX em fato relevante. A MPX informa que irá levantar R$ 1 bilhão através de um aumento de capital no qual a E.ON deverá investir, em última instância, aproximadamente R$ 850 milhões para alcançar uma participação de 10% na companhia do grupo EBX, de Eike Batista. O objetivo, segundo o fato relevante, é “alavancar as significativas complementaridades de ambas as companhias para acelerar o crescimento e desenvolver um negócio de energia maior e mais rentável no Brasil”. (Agência Estado)

11 de janeiro de 2012, 09:34

ECONOMIA Índice que reajusta aluguel fica estável na 1ª leitura do ano

O índice de preços mensurado pelo IGP-M (Índice Geral de Preços – Mercado), usado como referência na maioria dos contratos de aluguel, ficou praticamente estável ao variar -0,01% na primeira prévia de janeiro, ante alta de 0,04% no mesmo período de dezembro. As informações foram divulgadas pela FGV (Fundação Getulio Varga) nesta quarta-feira. Em 2011, o indicador acumulou alta de 5,10%, menos da metade dos 11,32% registrados em 2010. O IGP-M de janeiro foi calculado com base nos preços coletados entre os dias 21 e 31 de dezembro. As prévias do indicador são apuradas em decêndios –períodos de dez dias. A estabilidade foi influenciada pela deflação de 0,23% no IPA (Índice de Preços ao Produtor Amplo), que representa 60% do IGP-M. No mesmo período do mês de dezembro, a taxa foi de -0,16%. (Folha)

11 de janeiro de 2012, 07:18

ECONOMIA Gasolina deve aumentar em janeiro

Diante da afirmação que a gasolina vai subir, na tarde de ontem, a equipe de reportagem desta Tribuna percorreu postos de combustíveis de diversos pontos da cidade e constatou que o preço é variante entre R$ 2,71 e R$ 2,79. Porém, este valor não deve continuar até o final do mês, já que o Sindicato do Comércio de Combustíveis da Bahia (Sindicombustíveis-BA) anunciou, no início deste mês, uma alta nos preços por conta da diminuição na safra da cana de açúcar. Ainda não se sabe a data e nem o valor do acréscimo, apenas que o período de entressafra da cana de açúcar deve durar até o final de abril deste ano. Apesar de ser um país conhecido por possuir uma das maiores produções petrolíferas do mundo, o Brasil bate recorde quando o assunto é o preço dos combustíveis. Em Salvador, a população reclama do valor atual e questiona o reajuste nas tabelas. (Tribuna)

10 de janeiro de 2012, 13:15

ECONOMIA Inflação para baixa renda fica abaixo da média nacional em 2011

O IPC-C1 (Índice de Preços ao Consumidor – Classe 1) subiu 1% em dezembro, encerrando 2011 com alta de 5,98%, informou nesta terça-feira a FGV (Fundação Getulio Vargas). O indicador, que mede a inflação para famílias com renda entre 1 e 2,5 salários mínimos, ficou abaixo da inflação média nacional, que foi de 6,36% no ano passado. Em dezembro, o item que mais pesou no bolso das famílias de baixa renda foi alimentação, que acelerou de 0,63% em novembro para 1,74% no mês passado. Outras três classes de despesas intensificaram o ritmo de alta de preços entre novembro e dezembro: vestuário (de 1,27% para 1,51%), saúde e cuidados pessoais (de 0,49% para 0,79%) e educação, leitura e recreação (de 0,28% para 0,77%). O grupo transportes permaneceu estável, enquanto habitação e despesas diversas desaceleraram, passando de 0,43% para 0,42% e de 0,37% para 0,21% no período, respectivamente. (Folha)

10 de janeiro de 2012, 10:46

ECONOMIA IPC-S sobe em Salvador e mais cinco capitais, mostra FGV

O IPC-S (Índice de Preços ao Consumidor Semanal) de 7 de janeiro registrou alta de 0,93%, 0,14 ponto percentual acima da taxa de 0,79% divulgada na última apuração. Das sete capitais pesquisadas, seis registraram acréscimo em suas taxas de variação, informou nesta terça-feira a FGV (Fundação Getulio Vargas), que apura o índice. A maior alta, entre a medição anterior e a atual, foi verificada em Porto Alegre, onde o indicador passou de queda de 0,24% para alta de 0,04%. Também apresentaram aceleração de preços no intervalo as cidades de Salvador, de 0,94% para 1,10%, Belo Horizonte, de 0,79% para 0,94%, Recife, de 0,82% para 0,94%, Rio de Janeiro, de 1,16% para 1,38% e São Paulo, onde o indicador foi de 0,68% para 0,75%. Apenas em Brasília não houve alteração entre a leitura anterior e atual, com o índice permanecendo em alta de 0,40%. A próxima divulgação dos resultados regionais do IPC-S será no dia 17. (Folha)

10 de janeiro de 2012, 08:10

ECONOMIA Dívida familiar pode bater recorde em 2012

A estratégia do governo de turbinar o crescimento da economia via estímulo ao consumo, financiado em prestações a perder de vista, poderá ficar comprometida no ano que vem. Em 2012, para crescer 3,5% como projetado pelo Banco Central, os gastos dos brasileiros serão fundamentais. Com isso, o endividamento das famílias deverá superar, pela primeira vez, a metade de sua renda anual. A previsão é de estudo da consultoria Tendências, que aponta alta de 3,8 pontos no endividamento das famílias, alcançando 51,3% da renda. O percentual ainda é baixo comparado com países como EUA (125%), Canadá (151%), Japão (126%), Alemanha (98%) e França (99%). Apesar de não ser considerado preocupante pelo governo nem por especialistas, o índice faz acender uma luz amarela em relação à sustentação do ritmo de crescimento do crédito em 2013. Leia mais na Folha (para assinantes).

9 de janeiro de 2012, 10:38

ECONOMIA Alimentos e escolas mais caras pressionam inflação semanal, indica FGV

O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S), medido pelo Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da Fundação Getulio Vargas (FGV), iniciou o ano de 2012 com alta de 0,93% – variação 0,14 ponto percentual acima da apurada no encerramento de dezembro (0,79%). Essa foi a taxa mais elevada desde maio de 2011 quando o IPC-S havia ficado em 0,96%. Quatro dos sete grupos pesquisados apresentaram aumentos em índices superiores aos registrados na medição anterior. A maior variação foi constatada em alimentação que passou de 1,65% para 1,92%. Neste grupo, os destaques foram as hortaliças e os legumes com correção de 4,48% ante 0,58%. Em educação, leitura e recreação houve alta de 1,38% ante 0,42%. Entre os motivos está o reajuste de preços dos cursos formais (de 0% para 2,07%). Os cinco itens que mais contribuíram para o avanço inflacionário foram: mamão papaya (de 21,49% para 11,98%); alcatra (de 6,48% para 6,37%), tomate (de 0,45% para 8,89%), curso de ensino superior (de 0% para 1,54%) e curso de ensino fundamental (de 0% para 2,59%). (Exame)

9 de janeiro de 2012, 10:18

ECONOMIA Mercado reduz projeção de inflação pelo IPCA em 2012, diz Focus

A projeção de inflação medida pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) para este ano recuou ligeiramente, para 5,31%, após estimativa de 5,32% uma semana antes, apontou o último boletim Focus, do Banco Central, divulgado nesta segunda-feira. Há quatro semanas, o mercado previa inflação de 5,42% em 2012. Para o IGP-M (Índice Geral de Preços – Mercado), as projeções para este ano apontam para 5,07%, o que representa ligeira queda em relação à leitura anterior, quando a estimativa estava em 5,08%. Há um mês, as previsões apontavam para IGP-M em 5,19%. As expectativas para o IPC-Fipe (Índice de Preços ao Consumidor), em igual intervalo, subiram, para 5,26%, valor maior que os 5,22% previstos há uma semana. Há um mês, as projeções apontavam para 5,19%. (Folha)

9 de janeiro de 2012, 08:56

ECONOMIA Receita libera nesta segunda consulta a lotes da malha fina

A Receita Federal do Brasil libera nesta segunda-feira, às 9h, a consulta ao primeiro lote de declarações residuais do Imposto de Renda Pessoa Física 2011 que estavam na malha fina. Serão liberadas também declarações que estavam retidas referentes a 2010, 2009 e 2008. A consulta aos lotes estará disponível na página da Receita Federal na internet   ou pelo telefone 146. O dinheiro será depositado no banco no dia 16. Do exercício de 2011, serão creditadas restituições para um total de 73.878 contribuintes, corrigidas em 8,58 %. De 2010, serão pagas restituições para 10.768 contribuintes, com correção de 18,73 %. Do exercício de 2009, os valores, atualizados em 27,19%, serão pagos a 5.578 pessoas. De 2008, as restituições serão destinadas a 3.533 contribuintes, já corrigidas em 39,26 %. (Agência Brasil)

8 de janeiro de 2012, 08:58

ECONOMIA Bovespa quer banco de dados de sustentáveis

A BM&F Bovespa passou a recomendar que as empresas indiquem, em 2012, se publicam relatório de sustentabilidade ou documento similar e onde ele está disponível. Em caso negativo, devem explicar por que não o fazem. A medida, intitulada Relate ou Explique, permitirá adesão progressiva das companhias à prática de reportar resultados relacionados às dimensões social, ambiental e de governança corporativa. A meta é tornar disponível ao público o banco de dados das empresas na Rio+20, a conferência da ONU sobre desenvolvimento sustentável, que ocorrerá no Rio em junho. (Estadão)

8 de janeiro de 2012, 08:45

ECONOMIA Planalto quer que economia do país volte a crescer em 2012

Obrigada a fazer um forte ajuste fiscal para conter a inflação que acabou derrubando o crescimento logo em seu primeiro ano de governo, a presidenta Dilma Rousseff vai mudar a agenda de 2012. A alta dos preços continuará na mira, mas a ordem para a equipe econômica é fazer a economia voltar a crescer numa taxa de, no mínimo, 4%. Para isso, o plano é turbinar os investimentos e o crédito. Pelo menos R$ 90 bilhões já estão garantidos por determinação da presidenta. O valor considera o que a União quer gastar este ano com investimentos, cerca de R$ 50 bilhões, e a capitalização dos bancos públicos em torno de R$ 40 bilhões, para ampliar a oferta de crédito. Também estão previstas medidas para tentar ajudar o setor exportador a ganhar mais competitividade. A presidente quer ainda retomar os planos que ficaram para trás em 2011 por causa do agravamento da situação econômica internacional, das dificuldades no relacionamento com o Congresso e da crise política. Esses elementos, somados à pressão inflacionária, fizeram com que boa parte das promessas feitas ao setor produtivo durante a campanha de Dilma sequer saíssem do papel. Esses são os casos da tão esperada reforma tributária e da criação de uma secretaria voltada para micro e pequenas empresas. (O Globo)

7 de janeiro de 2012, 11:49

ECONOMIA Presidente da Sony deve renunciar ao cargo, diz jornal

Howard Stringer, presidente da Sony, vai renunciar ao cargo, segundo informação da mídia, neste sábado, embora deva permanecer como presidente do conselho. A decisão coloca o sucessor Kazuo Hirai, atual vice-presidente da companhia, em posição de destaque para a vaga. O objetivo da Sony é fazer uma drástica reestruturação mirando lucros, segundo o jornal Nikkei. O diário informa que a Sony deve divulgar a quarta perda consecutiva anual para o ano encerrado em março. Stringer tornou-se presidente do conselho e diretor-executivo em 2005, como o primeiro presidente estrangeiro da Sony, ao passo que a presidência executiva veio em 2009. Hirai teve papel importante no desenvolvimento do PlayStation, na década de 1990, e foi promovido a vice-presidente em abril do ano passado. No ano passado, Stringer disse que Hirai era um “candidato óbvio” para sucedê-lo. A empresa não confirmou as informações, alegando que nada foi determinado neste momento. (Agência Estado)

7 de janeiro de 2012, 08:15

ECONOMIA Bradesco avança 1,25% após captação externa

Bradesco PN subiu 1,25%, após o banco informar que conclui captação de US$ 750 milhões no exterior por meio de emissão de notas seniores. Os recursos serão usados para empréstimos em moeda estrangeira. (Estadão)

4 de janeiro de 2012, 15:00

ECONOMIA Três agências vencem licitação de publicidade do Planalto

As agências de publicidade Propeg, Nova S/B e Leo Burnett venceram a licitação para fazer publicidade para a presidência da República em 2012. Juntas, as três agências terão um montante de R$ 150 milhões da União para gastar em campanhas publicitárias a partir de abril. (Poder On-line/IG)