19 de junho de 2012, 08:46

ECONOMIA Ex-BC, Meirelles assumiu cargos em quatro companhias neste ano

Foto: Aline Lata

Henrique Meirelles

A empresa de private equity (investimento em empresas que ainda não estão na bolsa de valores) KKR anunciou a indicação de Henrique Meirelles (foto abaixo) para o cargo de conselheiro sênior. Esta é a quarta companhia privada em que o ex-presidente do Banco Central assume uma cadeira no ano. Na esfera pública, ele preside o Conselho Público Olímpico desde junho passado. O órgão é a instância máxima da Autoridade Pública Olímpica (APO), responsável pelo planejamento das obras das Olimpíadas no Rio de Janeiro em 2016. Por trás do evidente interesse pelo executivo, está sua longeva trajetória no BC, onde assumiu as rédeas da política monetária e viu a inflação arrefecer entre 2003 e 2011. Com bom trânsito no governo, Meirelles também conta com contatos empresariais de peso. Antes do cargo no governo, o executivo comandou a presidência global do Bank of Boston. Leia mais na Veja Online.

Paulo Celso Pereira, O Globo

19 de junho de 2012, 08:23

ECONOMIA Juro do cartão chega a 628% ao ano

Muito cuidado com as dívidas no cartão de crédito. O alerta vem do vice presidente da Associação Nacional de Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade, Anefac, Miguel de Oliveira. “Há bancos que cobram até 18% ao mês no cartão de crédito, o que configura taxa de 628,76% ao ano. As bandeiras mais conhecidas no mercado estão cobrando de 12,73% ao mês, perfazendo taxa de juros anual de 321,19% e 13,95% ao mês que dá 379,26% por ano. Se a pessoa faz uma compra e não paga integralmente ela entra nessa ciranda de juros e acaba saindo caro. Meu conselho para quem se endividou é procurar o banco, tomar um empréstimo pessoal e liquidar a dívida do cartão de crédito, pois ela é o primeiro passo para a inadimplência. Leia mais na Tribuna. Leia mais na Tribuna.

Alessandra Nascimento, Tribuna

18 de junho de 2012, 17:00

ECONOMIA Facebook compra empresa de reconhecimento facial

Depois de algumas semanas de especulação, foi revelada hoje a compra do Face.com pelo Facebook. O anúncio foi feito no blog oficial da empresa israelense e não menciona valores. Suspeita-se, contudo, que Zuckerberg e sua equipe tenham desembolsado entre 80 e 100 milhões de dólares pelo seu controle, conforme informa o TechCrunch. A empresa é especializada em tecnologia móvel de reconhecimento facial. No comunicado no qual anuncia a sua compra, a Face.com não dá qualquer pista acerca dos projetos que serão tocados ou as novidades irá trazer para os usuários da maior rede social do planeta. O post menciona apenas que “assim como nossos amigos no Facebook, acreditamos que mobilidade é uma parte importante da vida das pessoas”, e não explica mais detalhes. Uma das possibilidades é que a versão móvel da rede social finalmente possa vir a permitir a marcação em fotos enviadas aos servidores através de smartphones ou tablets. (Exame)

18 de junho de 2012, 12:40

ECONOMIA Mercado reduz projeção de expansão do PIB pela sexta semana consecutiva

O mercado financeiro reduziu pela sexta semana consecutiva a aposta de crescimento da economia brasileira em 2012. De acordo com a pesquisa Focus realizada pelo Banco Central, a previsão dos analistas para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) em 2012 recuou de 2,53% para 2,30%. A previsão reforça a expectativa de que a economia crescerá menos que os 2,70% do ano passado. Quatro semanas atrás, a projeção era de crescimento de 3,09% neste ano. Também piorou a previsão para 2013. De acordo com a pesquisa, a estimativa de expansão da economia brasileira recuou de 4,30% para 4,25%. Um mês atrás, economistas previam crescimento de 4,50%. Uma das principais causas do pessimismo é a indústria. Leia mais no Estdão.

18 de junho de 2012, 10:16

ECONOMIA Presidente do Carrefour diz que recuperação levará 3 anos

O presidente-executivo do Carrefour, George Plassat, afirmou a acionistas nesta segunda-feira que precisa de três anos para recuperar o maior grupo varejista da Europa em meio à deterioração do ambiente econômico. Plassat afirmou que suas prioridades são redução de dívida, avaliação de saída de certos mercados e redução de custos enquanto restaura poder para gerentes locais do grupo. “Não tenham ilusões, haverá ventos contrários… Não posso me comprometer com promessas de curto prazo”, disse Plassat durante reunião anual com acionistas. “Levará três anos para o relançamento. É preciso três anos para se conseguir algo sólido.” Plassat ingressou no Carrefour, segundo maior varejista do mundo, em abril com meta de reverter anos de performance abaixo da esperada nos mercados europeus. Leia mais na Veja.

18 de junho de 2012, 08:35

ECONOMIA Bancos privados sobem tarifas de operações de câmbio em até 240%

De janeiro a junho, os valores médios das tarifas de operações de câmbio mais que dobraram nos bancos privados. As operações de venda e compra de moeda estrangeira envolvendo cartão pré-pago de viagem e a taxa de emissão do plástico acumulam o maior aumento, de 240%. As tarifas para transações com moeda estrangeira em espécie subiram 12% para venda e 110% para compra. No cheque de viagem, a variação na venda foi de 113% e na compra de 34%. O levantamento foi realizado a partir dos dados de valores médios das tarifas de operações de câmbio manual, divulgados pelo Banco Central (BC) e apurados junto às instituições financeiras. O aumento das tarifas acompanha o cenário em que os brasileiros bateram, mais uma vez, recorde de gastos no exterior. Foram US$ 7,18 bilhões nos quatro primeiros meses do ano, crescimento de 7% em relação a igual período de 2011. Leia mais no Estadão.

Mariana Congo, do Estadão

18 de junho de 2012, 08:17

ECONOMIA Financiamento ainda emperra texto final da Rio+20, diz embaixador

Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/ABr

Embaixador Luiz Alberto Figueiredo

Apesar de demonstrar otimismo com a conclusão do texto final da Rio+20, o embaixador Luiz Alberto Figueiredo confirmou neste domingo que os meios de implementação – principalmente o financiamento aos países mais pobres – continua sendo o maior entrave no documento que traça as metas do desenvolvimento para os próximos 20 anos. “Os países doadores ainda têm dificuldade de se comprometer com cifras e até de reafirmar compromissos já assumidos. Mas já estamos convergindo’, minimizou o chefe das negociações. O embaixador brasileiro acredita que até a noite de segunda-feira o documento de 50 páginas será finalizado. “Hoje revisamos cerca de 50 parágrafos, sendo que 30 ainda não haviam sido acordados. Após muito diálogo, persistem dificuldades em não mais do que cinco. Leia mais no Terra.

Angela Chagas, Terra

16 de junho de 2012, 09:20

ECONOMIA Presidente da Petrobras quer reajustar combustível

Dois dias após o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, ter afirmado que não haveria aumento no preço dos combustíveis neste ano, a presidente da Petrobras, Maria das Graças Foster, anunciou que o reajuste será necessário para viabilizar o plano de negócios de US$ 236,5 bilhões da estatal para o período de 2012 a 2016. “Este ano tivemos uma suave queda do Brent e uma relevante subida do dólar. Continuamos com a defasagem de preços que tínhamos quando o Brent estava a US$ 125 (o barril) e o dólar entre R$ 1,65 e R$ 1,70. A defasagem (ante o preço internacional) continua próxima”, disse a presidente. Questionada sobre quando o reajuste seria aplicado, a presidente da Petrobras disse ainda não haver uma data. (O Globo)

15 de junho de 2012, 17:50

ECONOMIA Dilma sobre Europa: Não vejo luz no fim do túnel

Dilma Rousseff

Dilma Rousseff reuniu-se com os governadores nesta sexta. A conversa girou ao redor da crise. Além de estimular o consumo, a presidente deseja elevar as taxas de investimento do setor público. Abriu no BNDES uma linha de crédito de R$ 20 bilhões para os Estados. Presente à reunião, o governador capixaba Renato Casagrande (PSB) contou que, a certa altura, Dilma “usou a expressão de que ‘não há luz no fim do túnel’ em relação à crise europeia”.

Escalado para fazer uma avaliação da conjuntura, o ministro Guido Mantega (Fazenda), disse enxerga luz do outro lado do túnel. Mas a luminosidade “parece a de uma locomotiva” que vem na direção oposta. Quer dizer: os governadores que entraram no Planalto com a expectativa de que serão piores os dias que se avizinham foram como que convidados a se preparar para dias terríveis. Mais um pouco e a crise engole o próprio túnel. (Blog do Josias)

15 de junho de 2012, 16:44

ECONOMIA Governo cria linha de crédito de R$ 20 bilhões para estados

O governo federal anunciou nesta sexta-feira (15) a criação de uma linha de crédito para os estados brasileiros aumentarem os investimentos no país em um momento que a economia do país sente os efeitos da crise financeira internacional. Os recursos, que poderão ser obtidos no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), somam R$ 20 bilhões, e os juros cobrados serão balizados pela TJLP (Taxa de Juros de Longo Prazo), atualmente em 6% ao ano, mais 1,1% ao ano (com aval da União) a 2,1% ao ano. “Estamos criando uma linha especial de crédito para os estados, o Pró-Investe. Essa linha de crédito vai ter o valor de R$ 20 bilhões. Acho que é a maior linha de crédito já criada para os estados brasileiros. Poderá ser tomada por qualquer um dos 27 estados. A taxa de juros vai de 7,1% a 8,1% ao ano, uma taxa bastante baixa para esses investimentos”, afirmou Mantega. Leia mais no G1.

15 de junho de 2012, 14:45

ECONOMIA Calote do consumidor tem a terceira alta seguida em maio, segundo Serasa

O Indicador de Inadimplência do Consumidor subiu 6,2% em maio, acumulando a terceira alta consecutiva, informou nesta sexta-feira a Serasa Experian. Em relação a maio do ano passado o aumento foi de 21,4%, resultado abaixo da variação anual registrada em abril, que ficou em 23,7%. No acumulado dos cinco primeiros meses de 2012 ante o mesmo período do ano passado, o índice apontou elevação de 20%. Houve aumento da inadimplência em todos os tipos de dívida analisados, com destaque para a não bancária – cartões de crédito, financeiras, lojas em geral e prestadoras de serviços -, que puxou a alta do indicador em março ao subir 9% sobre abril. A contribuição das dívidas não bancárias para o avanço de 6,2% do indicador em maio foi de 3,6 pontos porcentuais. A inadimplência com os bancos cresceu 3,1% (contribuição de 1,5 ponto porcentual), os títulos protestados apresentaram variação de 14,8% (0,2 ponto porcentual) e os cheques sem fundos subiram 9,2% (0,9 ponto). Leia mais no Estadão.

Wladimir D'Andrade, da Agência Estado

15 de junho de 2012, 13:50

ECONOMIA Coca-Cola voltará a Mianmar após 60 anos

A Coca-Cola anunciou que voltará a fazer negócios em Mianmar após 60 anos de ausência, deixando Cuba e Coreia do Norte como os únicos países do mundo à margem de seu mercado direto. A decisão da multinacional americana acontece depois do alívio das sanções contra Mianmar anunciado pelo governo dos Estados Unidos em resposta às reformas democráticas promovidas pelas autoridades do país asiático, no qual a marca americana começou a operar em 1927. “A entrada planejada da Coca-Cola em Mianmar será guiada por nossos padrões de ética corporativa e política de direitos humanos e trabalhistas e contra o pagamento de subornos”, afirmou a companhia em comunicado. “A Coca-Cola não opera em Mianmar há mais de 60 anos. Para estabelecer-se, a companhia realizará investimentos significativos entre os próximos três e cinco anos”, acrescentou o comunicado. (Último Segundo/Ig)

15 de junho de 2012, 11:10

ECONOMIA Real deixa de ser pior moeda dos BRIC com governo

O real está abandonando a posição de moeda com pior desempenho entre os principais países em desenvolvimento. A recuperação é efeito das operações do Banco Central no mercado derivativos e da retirada de barreiras ao investimento estrangeiro. A queda de 7,2 por cento do real acumulada desde 1º de maio passou a ser menor do que a do rand da África do Sul e do rublo. A moeda russa lidera as perdas entre as maiores economias emergentes, enquanto a crise da dívida europeia se aprofunda. Títulos públicos emitidos em real perderam 5,3 por cento, em dólar, no mesmo período, em comparação com a desvalorização de 10,6 por cento dos papéis atrelados ao rublo, segundo números do JPMorgan Chase & Co. O governo está retirando medidas adotadas no início do ano para enfraquecer o real e proteger a indústria local, enquanto a crise da dívida europeia afasta investidores de moedas de países em desenvolvimento. O real deve acumular o maior ganho entre moedas de mercados emergentes, subindo 8,7 por cento no quarto trimestre, segundo mediana das expectativas de 26 analistas consultados pela Bloomberg. Leia mais.

Blake Schmidt e Josué Leonel, da Bloomberg

15 de junho de 2012, 08:43

ECONOMIA Receita paga nesta sexta maior lote de restituição do IR da história, de R$ 2,5 bilhões

A Receita Federal credita nesta sexta-feira, 15, o maior lote de restituições do Imposto de Renda da história. As devoluções são referentes ao 1º lote de 2012 (ano-calendário 2011), além de residuais de 2008, 2009, 2010 e 2011. Segundo o Fisco, aproximadamente 1,9 milhão de contribuintes serão beneficiados, totalizando R$ 2,5 bilhões. Serão sete lotes neste ano, um por mês, até dezembro. Para saber se teve a declaração liberada, é necessário acessar a página da Receita ou ligar para o Receitafone 146 e informar o número do CPF. Também é possível consultar os dados sobre a restituição por meio de smartphones e tablets. O aplicativo, lançado semana passada pelo Fisco, é destinado a aparelhos com sistema operacional Android e iOS (Apple). Leia mais no Estadão.

Bianca Pinto Lima, Estadão

15 de junho de 2012, 07:54

ECONOMIA Contribuintes incluídos no primeiro lote do IR 2012 podem sacar dinheiro

Os contribuintes com direito à restituição incluídos no primeiro lote do Imposto de Renda Pessoa Física 2012 podem sacar o dinheiro no banco a partir de hoje. Foram liberadas também restituições de declarações dos anos de 2011, 2010, 2009 e 2008, que estavam na malha fina. O lote multiexercício é o maior da história, segundo a Receita Federal. O valor total das restituições chega a R$ 2,5 bilhões. A consulta ao lote foi liberada no último dia 8 na internet, no endereço www.receita.fazenda.gov.br. É possível também obter informações por meio do Receitafone, no telefone 146. Do exercício de 2012, serão creditadas restituições para um total de 1.844.881 contribuintes, com correção de 1,74 %. Desse total, 1.467.209 foram beneficiados pelo Estatuto do Idoso. Nos lotes de 2008, 2009, 2010 e 2011, segundo a Receita Federal, foram feitas correções de 43,17%, 31,10%, 22,64% e 12,49% respectivamente.

Daniel Lima, Agência Brasil