24 de março de 2017, 09:10

BAHIA Neojiba inicia série de ações pelo aniversário de 10 anos com apresentação no TCA

Em uma noite de homenagens ao poder transformador da música, o programa Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia (Neojiba), iniciou na noite de quinta-feira (23), no Teatro Castro Alves (TCA), em Salvador, a série de ações em comemoração aos dez anos de atuação no estado. As atividades, que acontecerão ao longo de 2017, foram apresentadas pelo maestro fundador do projeto, Ricardo Castro, e pelos secretários estaduais de Comunicação (Secom), André Curvello, de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), Carlos Martins, e de Cultura (Secult), Jorge Portugal. Oito concertos serão executados ao longo deste ano. Cada um terá um tema central, que será o fio condutor para a escolha das obras e das formações musicais integrantes dos 12 Núcleos do programa, como explica Ricardo Castro. “É uma série temática. São concertos que trazem retratos do Neojiba para o palco do teatro mais importante do Bahia, dando oportunidade para que esses jovens se apresentem aqui e mostrem suas qualidade e aptidões. Uma chance também para as famílias apreciarem seus meninos e assistirem ao resultado do trabalho que estamos realizando há 10 anos”.O concerto de abertura das comemorações, ‘Alma Brasileira’, foi dedicado aos 130 anos de Heitor Villa-Lobos, um dos principais musico-educadores. O secretário Jorge Portugal, acredita que o Neojiba tem uma importância de transformação na realidade das pessoas e ampliação de seus horizontes. “A arte humaniza as pessoas, desenvolve o potencial de cada indivíduo. Esse projeto, sem dúvida nenhuma, vem fazendo isso pelos jovens da Bahia. São dez anos plantando no coração deles a possibilidades de chegar em lugares não imaginados em toda a vida”, afirmou. Ao todo, 339 jovens participaram das apresentações. Para muitos, a chance de tocar no TCA foi a realização de um sonho, como é o caso do violoncelista Peter Almeida, 19 anos. “É uma noite inesquecível, tocar nesse palco que recebeu tantos grandes artistas. Por eu, digo, mais do que tudo, o Neojiba representa uma mudança de vida. Trabalhar com música é algo lindo, e é o meu maior desejo. Desde que eu comecei a fazer parte do programa muita coisa mudou para mim. Aprendi não apenas o valor da música, mas que é possível ter uma renda fazendo algo que amo”.

24 de março de 2017, 08:03

BAHIA Rui Costa diz que Pinheiro analisa destino político

Foto: Agência Senado

Licenciado do mandato de senador, o secretário de Educação da Bahia, Walter Pinheiro (sem partido), continua sendo visto como uma incógnita para as eleições de 2018. Eleito pela chapa do governador Rui Costa em 2014, o ex-petista ainda nem diz para qual partido vai, tampouco se será candidato e que cargo pleiteará. Ele também ainda não disse se pretende deixar a secretaria, o que precisará fazer se decidir ser candidato no próximo pleito. Quem afirma é o próprio Rui. “A mim ele não falou nada”, disse o governador ontem, em entrevista coletiva após visitar as obras da Linha 2 do Sistema Metroviário de Salvador e Lauro de Freitas, na Avenida Paralela.Rui Costa afirmou que, por ora, Pinheiro parece estar pensando apenas em arranjar um novo partido. “Ele conversou comigo, disse que estava refletindo sobre filiação partidária dele, é uma reflexão dele, não vou interferir na filiação partidária, e no momento em que ele tiver chegado à conclusão ele vai informar a vocês [imprensa], informar a mim da decisão. Mas a data de saída da secretaria ele não comentou comigo. Acho que ele tem muitas coisas para fazer. Nós agora vamos ter uma sequência de agendas na educação, a abertura do programa escolas culturais, vou lançar um conjunto de editais para mais de 300 obras nas escolas, construção aí de quase 20 escolas novas”, afirmou o governador.Se decidir ser candidato e pela chapa de Rui, Pinheiro aumentaria o tamanho do problema para o PT e para o governador, pois uma das duas vagas para candidaturas ao Senado é previamente assegurada ao ex-governador Jaques Wagner (PT) – atual secretário do Desenvolvimento Econômico do Estado. A senadora Lídice da Mata (PSB) garante que será candidata à reeleição pela chapa de Rui Costa. Disputa com ela o deputado estadual Marcelo Nilo (PSL). Mas o governador afirma que não está preocupado com o assunto.“Não estamos discutindo chapa ainda. A eleição é só no final do segundo semestre do ano que vem. Nós ainda temos toda uma legislação eleitoral que pode mudar, as regras podem mudar. Vai ter coligação? Não vai ter coligação? Partidos pequenos vão continuar existindo? Vai ter tempo de TV para partido que tem representação na Câmara? Não vai ter? Isso tudo vai interferir. Não só na filiação de Pinheiro, mas de todos os deputados”. O governador se disse que é a favor da redução do número de partidos políticos no Brasil. “O Brasil tem partido demais. Não tem lugar no mundo que funcione, que tenha governabilidade, com 30 partidos na Câmara dos Deputados”, afirmou Rui Costa. (RF)

Tribuna da Bahia

23 de março de 2017, 19:27

BAHIA Governo contrata organizadora do concurso para PM e Bombeiros

Foto: Divulgação

O Governo do Estado definiu, na noite desta quinta-feira (23), a empresa organizadora do concurso público para soldados da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar. Será publicado no Diário Oficial desta sexta-feira (24) o resumo da licitação, que sinaliza a contratação do Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC) para elaboração do edital e condução das etapas do concurso. Após a publicação desta sexta, a próximo passo na divulgação do certame é a publicação do edital, previsto para o início de abril.Ao todo, serão ofertadas duas mil vagas para Soldados da Polícia Militar (PMBA) e 750 para o Corpo de Bombeiros Militar (BM). A remuneração, composta de soldo e gratificações, é de até R$ 2.484 (30h) e R$ 3.019 (40h), tanto para o PM como para o BM. Quanto à escolaridade, os candidatos devem ter o nível médio concluído. O concurso está sob a organização da Secretaria da Administração (Saeb).A empresa já organizou concursos no Estado da Bahia, como Juceb, Agerba, Seap e Embasa, além de outros concursos em outros estados, como Rio de Janeiro, Paraná, Minas Gerais e Paraíba

23 de março de 2017, 18:10

BAHIA Estado investirá R$ 4,3 milhões em duplicação de adutora

Foto: Divulgação

Ao serem recebidos em audiência na Secretaria de Relações Institucionais (Serin) do Estado da Bahia, os 8 vereadores do município de Tanquinho receberam do secretário Josias Gomes uma boa notícia. “Amanhã será conhecido – com a abertura dos envelopes com as propostas – o nome da empresa vencedora da obra de duplicação da adutora de água que abastece os municípios de Tanquinho, Santa Bárbara, e Santanópolis. O governo do Estado está investindo R$ 4,3 milhões nessa importante ação que beneficiará mais de 45 mil moradores desses 3 municípios e parte de Feira de Santana”, afirmou Josias Gomes.A informação foi confirmada por Euvaldo Santos Neto, gerente regional em Feira de Santana da Embasa – que promove esta licitação. “A adutora atual tem tubulação de 200 milímetros e a nova será feita com tubos de 400 mm, o que aumentará a vazão da distribuição de água para os municípios de Tanquinho, Santanópolis, e Santa Bárbara, atendendo ainda toda a zona rural da região norte de Feira de Santana”, informa Euvaldo Neto. Segundo ele, o prazo de conclusão da obra é de 6 meses após a assinatura da ordem de serviço com a empresa vencedora da licitação. “Estará pronta até o final deste ano de 2017. Com a duplicação vamos garantir um melhor abastecimento para toda essa região da Bahia”, conclui o gerente da Embasa.

23 de março de 2017, 17:34

BAHIA Prefeitos baianos debatem plano de carreira da educação

Foto: Divulgação

Na próxima terça-feira, dia 28, acontece a primeira edição do UPB Debate, com o tema “A Bomba Relógio do Plano de Carreira da Educação nos Municípios da Bahia”. O projeto terá início a partir das 8h, no auditório Prefeito Lomanto Junior, localizado na sede da instituição na Terceira Avenida, do Centro Administrativo da Bahia – CAB
Os municípios tiveram o prazo até 31 de dezembro de 2016 para elaborarem planos de carreira para os professores e os profissionais da educação básica de suas redes. A formação inicial e continuada, o processo de escolha de diretores das escolas, o número máximo de alunos por sala de aula, o sistema de avaliação e a progressão funcional são itens contemplados no plano. A partir deste encontro, os gestores propõem a adequação do plano à realidade de cada município e à sua estrutura.A programação do UPB Debate, que vai das 8h às 12h, contempla a mesa de abertura, com a participação do presidente da UPB, Eures Ribeiro, do Secretário de Educação do Estado da Bahia, Walter Pinheiro, da Presidente da Undime-BA e Presidente da Undime-Nordeste, Gelcivânia Mota e do Coordenador da Rede de Assistência Formativa para Elaboração/Reelaboração e Gestão de Planos de Carreira e Remuneração dos Profissionais da Educação (SASE-MEC/COPE-SEC/UNDIME-BA), Anderson Passos.Às 9h30, Anderson Passos vai falar sobre Os Planos Cargos e Remuneração dos Profissionais da Educação. Às 11h, a advogada do setor jurídico da UPB, Márcia Bittencourt, fala sobre Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef) e Precatórios: Ações judiciais. Utilização das verbas decorrentes das ações. Recomendação do Ministério Público Federal e do Tribunal de Contas dos Municípios. Como tem decidido os nossos Tribunais.A partir das 11h40 os participantes presentes iniciarão o debate sobre o tema. O público-alvo do UPB Debate é formado por prefeitos e secretários de educação. Interessados em participar da primeira edição do encontro devem confirmar presença através do e-mail upb@upb.org.br.Durante este ano de 2017, acontecerão outras edições do projeto UPB Debate, sempre contemplando temas de interesse municipalista. “Serão encontros oportunos, nos quais vamos valorizar a comunicação como via de mão dupla. Nossa intenção é compartilhar ideias, problemas e soluções entre os prefeitos”, disse o presidente da UPB e prefeito de Bom Jesus da Lapa, Eures Ribeiro.

23 de março de 2017, 12:11

BAHIA José Rocha e o presidente do INSS inauguram agência no Oeste do estado

Foto: Divulgação

Deputado José Rocha e o presidente do INSS, Leonardo Gadelha

O 1º vice-líder do PR, deputado José Rocha, o presidente do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), Leonardo Gadelha e o prefeito de Coribe, Manuel Rocha inauguram nesta sexta (24), a agência do INSS no município localizado na região Oeste. A agência vai oferecer atendimento aos diversos serviços da Previdência, como atualização de cadastro e senhas e do tempo de contribuição, revisão de benefício, simulação para cálculo de aposentadoria, certidão para saque do PIS e abertura do processo de aposentadoria, entre outros. A nova agência do INSS vai atender os municípios de Cocos, Feira da Mata e Jaborandi, além de Coribe que somam aproximadamente 50 mil habitantes. O deputado José Rocha disse que a agência vai oferecer atendimento qualificado para os moradores da região, além de evitar deslocamentos até agências do INSS localizadas em cidades mais distantes. O ato de inauguração acontece na área central da cidade, às 10h.

23 de março de 2017, 11:35

BAHIA Terceirização destrói CLT e governo age como terrorista, afirma Galo

Foto: Divulgação

A aprovação na noite de quarta-feira (22), pela Câmara Federal, do projeto de 1998, apresentado no governo FHC, que regulamenta a terceirização no país na prática flexiona a legislação trabalhista e penaliza “duramente” a classe trabalhadora brasileira. A análise critica é do deputado estadual Marcelino Galo (PT) que enfatizou ainda que aprovação da terceirização para todas as atividades “é para escravizar trabalhadores” e que a medida representa uma vitória “do governo golpista de Michel Temer, do PSDB, do DEM e de todos aqueles que financiaram o impeachment da presidente Dilma Rousseff, como a FIESP .A terceirização precariza as relações de trabalho e diminui significativamente o ganho salarial do trabalhador. Na prática, ela escraviza o trabalhador para garantir o lucro do capital e dá o ponta pé inicial para o fim da legislação trabalhista. A classe trabalhadora precisa reagir e tomar às ruas contra esses golpistas e por novas eleições diretas”, afirmou Galo. O parlamentar ratificou que o compromisso do DEM, PSDB, PMDB e dos partidos satélites que apoiam o governo é estabelecer uma agenda de reformas sociais, trabalhistas e previdenciárias, “que não passaram pelo crivo das urnas”, associado a outras medidas econômicas que penalizará duramente o trabalhador brasileiro e que já enfraquece várias cadeias produtivas nacionais.Eles já aprovaram o congelamento por 20 anos dos investimentos públicos em infraestrutura, segurança, saúde e educação para garantir o lucro do capital financeiro internacional, estão desestruturando e acabando com a engenharia nacional, a cadeia de óleo e gás e com a indústria naval brasileira. É um governo que além de golpista, age como terrorista, sem compromisso com o desenvolvimento e a soberania nacional, estabelecendo agendas que destroem a soberania e o protagonismo do Brasil, e que, por outro lado, vão elevar significativamente a exclusão socioeconômica, colocando na pobreza milhões de brasileiros. Isso retrata o grau de estupidez, de ignorância, da burguesia nacional, que não tem, historicamente, a menor capacidade de construir um projeto de nação”, pontuou Galo, antes de participar do IV seminário de governança das águas na Assembleia Legislativa da Bahia.

23 de março de 2017, 09:31

BAHIA Alex Lima comemora suspensão do aumento da taxa de GTA

Foto: Divulgação

O deputado estadual Alex Lima (PTN) comemorou a decisão do governador Rui Costa (PT) e do secretário de Agricultura, Vitor Bonfim, de adiar o aumento da taxa de Guia de Transporte Animal (GTA), por um período de 90 dias, contados a partir do último dia 28. De acordo com o parlamentar, a decisão é resultado de uma luta suprapartidária, iniciada há cerca de um mês na Assembleia Legislativa da Bahia. “Assim como eu, muitos deputados abraçaram esta luta contra o aumento do GTA. Fico feliz em saber dessa suspensão temporária, justamente em um momento tão delicado para o setor agropecuário”, disse o deputado.A GTA é um documento oficial para fiscalização do animal em trânsito, emitida pela Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia (ADAB), com a finalidade do transporte do animal. Devido a suspensão provisória do repasse para o Fundo de Apoio à Agropecuária do Estado da Bahia (FUNDAP), o valor da taxa saiu de R$ 2,20 para R$ 2,60, ao invés dos R$ 4,00 anunciados. Após o período de 90 dias, a cobrança da taxa do FUNDAP (R$ 0,70), será retomada e os produtores terão a opção de depositar o dinheiro no fundo e obter o desconto de 35% no valor da taxa, como já acontece.Alex Lima ainda ressaltou a sensibilidade política do governador Rui Costa e do Secretário Vitor Bonfim, diante da reavaliação e parabenizou os deputados que defenderam a causa. “A Bahia tem um governo atento às demandas do estado, que sabe aceitar o contraditório e reavaliar as decisões quando necessário. Quero parabenizar o governador Rui Costa, o secretário Vitor Bonfim e todos os parlamentares que abraçaram esta causa. Sabemos que os produtores precisam de incentivos para atravessar este período complicado de crise econômica e seca que assola nosso estado”, completou.

23 de março de 2017, 09:21

BAHIA Nova CAAB realiza II Encontro de Delegados

O II Encontro de Delegados da CAAB será realizado nesta sexta-feira (24/03), no Hotel Monte Pascoal, no bairro da Barra, a partir das 9h. Nessa nova edição do evento a diretoria da Caixa de Assistência visa discutir uma pauta produtiva e com itens que atendam às demandas de advogados, advogadas e estagiários, tanto da capital quanto do interior do Estado. “Em 2016, conseguimos, pela primeira vez, reunir os delegados e representantes das 34 subseções da OAB-BA, quando foram debatidos projetos e melhorias para a classe. Em 2017 vamos avançar ainda mais, sempre tendo como meta oferecer o melhor para a classe em toda a Bahia”, disse o presidente da CAAB, Luiz Coutinho, lembrando do sucesso do encontro. “Sem esquecer que o encontro é uma ótima oportunidade para congregar e aproximar os delegados, de forma que facilita a troca de experiências entre profissionais das diferentes regiões da Bahia”, acrescentou Luiz Coutinho, lembrando ainda que “o resultado dessa troca de informações contribui para melhorar e dinamizar o atendimento aos profissionais que buscam os serviços e benefícios oferecidos pela CAAB”.

23 de março de 2017, 08:34

BAHIA Leão diz que não falta dinheiro para a ponte Salvador-Itaparica

Foto: Divulgação

“Dinheiro não é o problema. O problema é conseguir os recursos do governo federal e viabilizar os parceiros”, disse o vice-governador e secretário estadual do Planejamento, João Leão, ao ser questionado ontem pelo deputado estadual Sidelvan Nóbrega (PRB) sobre a capacidade financeira dos governos estadual e federal, juntos, de construir a ponte Salvador-Itaparica e a Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol). Segundo o vice-governador, 20% dos custos da construção da ponte serão bancados pelo governo do estado, que já tem assegurados R$ 1,6 bilhão da Sudene (Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste), sob a forma de financiamento. Outros R$ 400 milhões virão da Caixa Econômica Federal (5%) e o restante, 75% aproximadamente R$ 2 bilhões, serão bancados pela CRBC chinesa. Leão pediu o apoio dos deputados no sentido de o Parlamento baiano elaborar e aprovar uma indicação solicitando ao presidente Michel Temer (PMDB) a aprovação da Proposta de Manifestação de Interesse (PMI), a fim de que seja liberado os recursos federais para tocar as obras, em especial a da ponte, que está com todos os estudos técnicos prontos. Os deputados aprovaram a realização de uma reunião conjunta da comissão de Infraestrutura e do colegiado especial da Fiol, com data ainda a ser definida, para que o documento seja confeccionado e encaminhado ao presidente da República. Segundo a deputada estadual Ivana Bastos, presidente da Comissão da Fiol, o vice-governador enfatizou que a concessão da Fiol será realizada em julho, faltando ainda a decisão sobre a modelagem do processo e o prazo de concessão para que os chineses confirmem o interesse. No modelo atual, o governo prevê um período de concessão de 20 anos, e os chineses defendem a concessão no prazo de 30 anos. Já sobre a ponte, Leão detalhou que os estudos hidráulicos, de engenharia, licença ambiental, plano urbanístico e intermunicipal já estão concluídos, assim como a modelagem da primeira concessão está pronta. De acordo com ele, a obra beneficiará substancialmente a Bahia desde a sua construção, já que só nesse período serão arrecadados pelo Estado R$ 600 milhões e R$ 1.2 bilhões pelo Governo Federal. Quando pronta, a ponte que hoje custa R$ 7.5 milhões para construir, acrescentará na receita do estado 12.5 bilhões e R$ 20 bilhões na receita da União. Além de um crescimento natural da ilha e do entorno.

23 de março de 2017, 07:19

BAHIA Rodoviários discutem pauta da campanha salarial hoje

Os trabalhadores rodoviários iniciam a mobilização da campanha salarial 2017 com uma assembleia, hoje, nos dois turnos (9h e 15h), no Ginásio de Esportes dos Bancários – Ladeira dos Aflitos. A categoria vai discutir e aprovar a Pauta de Reivindicações que será entregue ao sindicato patronal até o dia 30. Trabalhadores dos sistemas urbano, intermunicipal e fretamento farão campanha conjunta, com a proposta de unir força diante de uma conjuntura de crise econômica e política.

22 de março de 2017, 21:44

BAHIA Aprovação de terceirização é mais uma medida para sugar o sangue dos trabalhadores, diz Valmir

A Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira (22), o projeto de lei que libera a terceirização da mão de obra em qualquer atividade. Mesmo com a aprovação, a bancada do PT protestou contra a peça sob gritos de “não, não à terceirização”. Deputados federais oposicionistas, como o baiano Valmir Assunção (PT) ocuparam o centro do plenário, segurando boias com o formato de patos, em alusão ao boneco usado pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) em campanha contra a recriação da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) e outros impostos durante o governo da presidenta Dilma Rousseff. De acordo com Valmir, este projeto “fragiliza de forma radical as relações trabalhistas para privilegiar os interesses de uma elite empresarial. Significa salários mais baixos e dificuldades para obter benefícios, inclusive a aposentadoria”.Assunção diz que a quarta-feira foi um dia difícil, porque um conjunto de deputados trabalhou para tirar o direito dos trabalhadores. “Nesse projeto eles dizem que vão modernizar a relação de capital e trabalho, mas isso não é verdade. É um retrocesso, tentam voltar ao período da escravidão. A terceirização vai diminuir o salário, vai precarizar o trabalho e ameaçar até o décimo terceiro. Outro aspecto é que as mulheres têm direito à licença maternidade, e com a terceirização isso vai cair. O que vai valer é o contrato temporário de trabalho. É o acordado sobre o legislado, o que vai prevalecer não é a lei e sim o que acordar com o patrão”, detalha o petista. Ele ainda completa que votou contra o projeto, e que “a medida faz parte de uma estratégia de Michel Temer para pagar a conta do golpe contra Dilma”.

22 de março de 2017, 19:21

BAHIA Frente Parlamentar em Defesa da Saúde discute Doenças Raras na ALBA

Mais de cem pessoas participaram na tarde desta quarta-feira (dia 22), no Auditório Jornalista Jorge Calmon, localizado na Assembleia Legislativa da Bahia, da primeira Audiência Pública promovida pela Frente Parlamentar em Defesa da Saúde e Institutos de Pesquisas Afins na Bahia, que tem como presidente o deputado estadual José de Arimateia (PRB-BA). As discussões foram em torno das doenças raras e os desafios enfrentados diariamente pelos portadores. Com mais de 1000 tipos diferentes de síndromes raras, cerca de 6 a 8% da população brasileira possui algum tipo da doença.O deputado Arimateia salientou que um número relativamente pequeno da população convive com as doenças raras, seja como portadores ou cuidadores, mas, nem por isso, elas requerem menos importância, pois estas enfermidades demandam grande cuidado. O deputado, em seu pronunciamento, classificou como grande agravante a falta de medicações, que são de alto custo, e a falta de unidades médicas referenciadas para acompanhamento. “Necessitamos discutir muito mais sobre as Políticas Públicas em torno deste assunto. Quero aqui reforçar que a Frente Parlamentar em Defesa da Saúde está de portas abertas para cuidadores e portadores das doenças raras, médicos e pesquisadores, assim como toda a sociedade interessada nos debates em prol da saúde e bem estar dos nossos raros”, garantiu o parlamentar.A médica Geneticista da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Salvador, Helena Pimentel, discorreu de forma minuciosa sobre os problemas dos serviços no setor, expondo diversas doenças raras e seus agravantes, e afirmou que, das seis mil doenças raras, 80% delas são genéticas. “Desejo ter as doenças genéticas dentro do Sistema Único de Saúde (SUS). Nós que trabalhamos com essas enfermidades também somos raros e lutamos por essas pessoas”, disse.A médica Endocrinologista do Centro de Diabetes e Endocrinologia da Bahia (Cedeba), Flávia Resedá Brandão, abordou a Rede de Atenção ao Paciente de Acromegalia na Bahia e falou da importância do tratamento, pois aumenta a mortalidade de duas a quatro vezes comparado com a população geral.De acordo com Resedá, os sintomas iniciais são aumento do nariz, orelha, pés e mãos. Em muitos casos, pode ainda ocorrer suor excessivo, diabetes, aumento da oleosidade da pele, alterações sexuais e apneia do sono.A presidente da Associação Baiana Familiares e Amigos mucopolissacaridose e Doenças Raras, Márcia Oliveira, falou da falta de medicamentos específicos das doenças raras, as dificuldades no tratamento fora domicílio, esclarecimentos por meios de folhetos com informações completas das enfermidades e instituições que atendam essa parcela da população. “Precisamos do maior apoio e envolvimento do Estado, porque temos sofrido muito e a todo momento”, disse.No Ensejo, o deputado Arimateia falou do Projeto de Lei 21.178/2015, de sua autoria, que prevê a elaboração de um Guia de Especialidades de Saúde da Rede Própria, referenciada pactuada e ou terceirizada no Estado da Bahia. Segundo ele o PL resolveria muitas questões no setor, mas lamentou, pois não foi aprovado na Comissão de Constituição e Justiça da Casa. “Vou novamente cobrar e pontuar os benefícios desse Projeto para a Saúde Pública e consequentemente na vida da população baiana”, disse o republicano. Também compuseram a mesa da Audiência Pública Doutora Alcina Romero Bulhosa, Diretora de Atenção Especializada da SESAB, representando o secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas Boas, o médico Imunologista, Doutor Régis Campos, Doutor Geneticista, Diego Miguel, representado pelo diretor superintendente dos Hospital das Clínicas, Doutor Antonio Carlos Moreira Lemos, além da Doutora Aldacy Gonçalves Ribeiro, diretora de Enfermagem do Hospital Roberto Santos, representando Doutor José Admirço Lima Filho.

22 de março de 2017, 18:33

BAHIA Rui Costa participa de posse e audiência no Supremo

Foto: Divulgação

O governador da Bahia, Rui Costa, participou da posse do novo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes, na tarde desta quarta-feira (22), em Brasília. Moraes vai para a vaga deixada pelo ministro Teori Zavascki, que faleceu num acidente aéreo no início deste ano.Sobre o desafio do mais recente ministro, o governador falou do extremo compromisso que o cargo requer. “O Supremo define a configuração de muitos temas do país. É um trabalho de extrema importância para o povo brasileiro”. Assim que saiu da posse, Rui Costa seguiu para o gabinete da ministra presidente, Carmen Lúcia, acompanhado dos governadores Wellington Dias (Piauí) e Robinson Faria (Rio Grande do Norte). Mais uma vez os governadores do Nordeste defenderam conjuntamente a apreciação de matérias que impactam na vida do povo nordestino.

22 de março de 2017, 18:16

BAHIA Samuel Júnior articula retomada do Projeto Araci Norte

Garantir a retomada e conclusão das obras do Projeto Araci Norte que vai beneficiar 38 mil pessoas de 67 comunidades dos municípios de Araci e Tucano a partir da construção de um sistema integrado de abastecimento de água. Este foi o principal tema da reunião intermediada pelo deputado estadual Samuel Junior (PSC), entre o secretário de Relações Institucionais, Josias Gomes, o diretor de Saneamento da Companhia de Engenharia Hídrica e de Saneamento da Bahia (CERB), Antônio Eduardo de Matos, e quatro vereadores do município araciense na tarde desta quarta-feira (22), no Centro Administrativo. “Esta é uma das maiores obras realizadas no interior da Bahia que vai beneficiar milhares de pessoas afetadas com a falta de água. O Nordeste enfrenta a pior estiagem dos últimos 100 anos, e no nosso Estado pelo menos 60 cidades sofrem com a seca. A pior registrada na história desde 1910, quando teve início o monitoramento na região. Por isso temos que incentivar e cobrar iniciativas como a do Araci Norte, e estou muito confiante que agora iremos concluir esta grandiosa obra”, afirmou o Social Cristão.A obra faz parte do programa Água para Todos, conta com um investimento total de R$ 51 milhões e está sendo executada pela CERB em parceria como o Governo Federal, através do Ministério das Cidades. Ela foi lançada em abril de 2002, porém está paralisada desde 2016. A nova previsão é de que todo o sistema integrado deva estar concluído e em pleno funcionamento até o término do primeiro semestre deste ano. Com todo o sistema em operação, a água beneficiará moradores da zona rural através de 224 quilômetros de adutoras, 56 reservatórios, 15 estações elevatórias, três estações de tratamento, rede de distribuição de 116 quilômetros, e mais de seis mil ligações domiciliares.