17 de abril de 2014, 15:15

BAHIA PF protesta contra Cardozo: “Apoiou PEC da Corrupção”

No início da tarde desta quinta-feira (17), agentes da Polícia Federal fizeram um protesto em frente à Governadoria, no Centro Administrativo da Bahia (CAB). Um dos alvos da manifestação era o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, que visita Salvador para coordenar a ação das Forças Armadas na Bahia e aguardar o desfecho da greve da PM. Uma das faixas levadas pelos policiais continha a seguinte acusação: “Ministro da Justiça que apoiou PEC da corrupção (PEC 37)”.

Mário Pinho

17 de abril de 2014, 14:30

BAHIA Policiais e Bombeiros militares encerram greve

Foto: Divulgação

Após mais de 48 horas de muita tensão nas ruas, militares voltarão ao trabalho

Os policiais e bombeiros do estado da Bahia encerraram no início da tarde desta quinta-feira (17) a greve deflagrada na noite da última terça-feira (15). O fim da greve foi decretado há pouco em assembleia após reunião pela manhã do comando grevista com o comandante da polícia militar, vereadores e a intervenção do Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger. Ainda pela manhã, um dos líderes do movimento, o vereador Soldado Prisco, chegou a afirmar que a greve poderia acabar hoje. Mais tarde foi a vez do Comandante geral da PM, Coronel Alfredo Castro, garantir que grevistas e governo chegaram a uma pauta consensual e que o retorno dos policiais ao trabalho estava próximo.

Mário Pinho

17 de abril de 2014, 14:17

BAHIA Caixas eletrônicos são explodidos em três cidades do interior da Bahia

Três cidades do interior da Bahia tiveram caixas eletrônicos explodidos na madrugada desta quinta-feira (17). Em Camaçari, na Região Metropolitana, dois caixas do Bradesco foram explodidos dentro da Prefeitura avançada do distrito de Vila de Abrantes. A ação ocorreu por volta de 2h40. A polícia ainda não sabe quantos criminosos estão envolvidos no ataque. Em Sapeaçu, a 155 quilômetros de Salvador, quatro bandidos explodiram caixas do Bradesco e da Caixa Econômica Federal. Houve troca de tiros com policiais militares que realizavam ronda na cidade, mas a quadrilha conseguiu fugir em um Palio preto. Em Canudos, a 350 quilômetros de Salvador, foram explodidos caixas eletrônicos do Banco do Brasil e Bradesco. Os criminosos chegaram por volta de 2h10 em dois carros de passeio. Três pessoas que estavam nas proximidades das agências foram levadas como reféns e liberadas logo em seguida.

Correio 24 horas

17 de abril de 2014, 13:39

BAHIA Perfil da pesca e aquicultura são transformados no Festival Aleluia Ilhéus

Canoas do Projeto Renovar, 2º Qualitilápia, CadCidadão e o plena operacionalização do Terminal Pesqueiro Público de Ilhéus são algumas das ações programadas hoje (17) pela Bahia Pesca durante a realização do Festival Aleluia Ilhéus que segue até o dia 21 de Abril. Mais de 200 pescadores e marisqueiras serão beneficiados diretamente com as iniciativas da empresa que visa qualificar os profissionais da pesca e, ao mesmo tempo, fortalecer a cadeia produtiva, desde a saída das embarcações pelo Terminal Pesqueiro até o alimento consumido pelas famílias na região. A primeira atividade do dia é o cadastramento no CadCidadão, sistema que viabiliza benefícios oferecidos pelo Governo do Estado por meio do Programa Vida Melhor e de outros parceiros da iniciativa privada, a exemplo da redução da tarifa de energia, acesso à Telefonia Popular e desconto de até 20% na aquisição de veículos utilitários com a General Motors do Brasil para escoamento da produção. “O cadastramento de pescadores e marisqueiras na região de Ilhéus tem sido um trabalho sistemático da Bahia Pesca, ampliando nossa capacidade de atendimento às demandas, aprimorando as atividades de Ater da empresa e, assim, mudar o perfil da pesca na região de Ilhéus”, comenta o Presidente da Bahia Pesca, Cássio Peixoto, que está no município, acompanhando de perto todas as ações, incluindo a entrega de 100 mil alevinos de tambacu para 120 famílias de associações de piscicultores. O aumento da demanda e a capacitação dos pescadores e piscicultores são os dois eixos principais do 2º Qualitilápia realizado pela Bahia Pesca durante o Festival Aleluia. Das 8h às 12h os participantes do evento terão a chance de conhecer um pouco mais sobre técnicas de cultivo, manipulação e higienização do pescado, uso, de EPI, produção de alimentos e beneficiamento da tilápia, aproveitando todo o potencial do produto. Cursos, palestras e até uma cozinha show foram especialmente preparados para apresentar aos profissionais tudo o que eles podem aproveitar com o cultivo, beneficiamento e comercialização da tilápia. “O objetivo principal é que estas pessoas se tornem autossustentáveis, gerenciando e expandindo seus próprios negócios”, analisa Peixoto, lembrando que a Bahia Pesca também distribuirá kits com equipamentos de segurança, contendo botas, luvas, aventais, toucas e máscaras.

17 de abril de 2014, 13:03

BAHIA Fim de greve depende de assembleia da PM agora à tarde

Informes chegados há pouco ao Política Livre dão conta de que o comando da greve da PM e o governo do Estado, depois de uma última reunião esta manhã, chegou a uma pauta consensual para pôr fim ao impasse que impede o encerramento do movimento paredista iniciado há três dias. A proposta, no entanto, ainda será submetida agora à tarde a uma assembleia da categoria, que se encontra aquartelada no Wet’n Wild. O comandante da PM, Alfredo Castro, confirmou que agora só depende da assembleia dos PMs ratificar o acordo para o movimento acabar definitivamente. Agora pela manhã, o vereador Soldado Prisco (PSDB), um dos líderes do movimento, previu que havia possibilidade de a greve ser encerrada ainda hoje, faltando apenas o governo concordar com a anistia aos grevistas de 2012.

17 de abril de 2014, 12:56

BAHIA Leur Jr. diz que deve haver esforço para o fim da greve da PM

Leur Jr. (PMDB)

O deputado estadual Leur Lomanto Jr. (PMDB), disse hoje que o mais importante, neste momento é haver um esforço de todas as partes para que a greve da Polícia Militar possa chegar imediatamente ao fim. “Nesta hora, não adianta mais discutir se houve ou não intransigência das associações dos policiais militares ou se faltou habilidade do governo do estado para se articular melhor com as categorias e impedir que se chegasse a tal ponto. Que as conversas entre o governo e os policiais possam ser feitas sem disputas políticas ou interesses próprios para que todos cheguem a um consenso e devolvam aquilo o que mais importa: a paz dos cidadãos,” defendeu. O deputado participou ontem a noite da reunião realizada na Assembleia Legislativa da Bahia com a participação de outros parlamentares, do comando de greve e do representante do governo. “Que o equilíbrio e o entendimento possam envolver a todos na busca de uma solução imediata para que as famílias baianas possam vivenciar com muita paz a Semana Santa”, disse.

17 de abril de 2014, 12:37

BAHIA Jogo do Bahia é adiado para a próxima semana

Torcida do Bahia na Arena Fonte Nova

O jogo do Esporte Clube Bahia contra o Villa Nova-MG, previsto para acontecer nesta quinta-feira, na Arena Fonte Nova, foi adiado por conta da greve da Polícia Militar. A partida foi remarcada para a próxima quarta-feira (23), às 21h. O pedido foi feito à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) pelo presidente da Federação Bahiana de Futebol, Edinaldo Rodrigues, a exemplo do que aconteceu com o Vitória no dia anterior.

Emerson Nunes

17 de abril de 2014, 12:30

BAHIA Justiça determina fim da greve sob pena diária de mais de R$1 milhão

Foto: Divulgação

Além da decisão, a Justiça também ordenou o bloqueio dos bens do vereador Marco Prisco

Uma liminar concedida pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), em Brasília, determina o fim imediato da greve dos policiais e bombeiros militares da Bahia sob pena de pagamento de multa diária de R$ 1,4 milhões de reais. Além da decisão, a Justiça também ordenou o bloqueio dos bens do vereador Marcos Prisco, líder da Associação dos Policiais e Bombeiros do Estado da Bahia (Aspra). A multa deverá ser paga por 14 réus da ação do Ministério Público Federal da Bahia (MPF-BA) – além de Marcos Prisco e da Aspra, são citadas as Associação de Praças da Polícia Militar da Bahia (APPM/BA), Associação dos Oficiais da Polícia Militar da Bahia (AOPM/BA – Força Invicta), Associação dos Oficiais Auxiliares da Polícia Militar do Estado da Bahia (AOAPM/BA), Associação dos Subtenentes, Sargentos e Oficiais da Polícia Militar Da Bahia – (ABSSO/BA), Associação dos Bombeiros Militares da Bahia (Associação Dois de Julho/Ba), Jackson da Silva Carvalho, presidente da ABSSO/BA, Agnaldo Pinto de Sousa, presidente da APPM/BA, Edmilson Tavares Santos, presidente da AOPM/BA – Força Invicta, José Alberto da Silva, diretor financeiro da AOAPM/BA, Nelzito Coelho Oliveira Filho, presidente da Associação Dois de Julho/BA, Ubiracy Vieirados Santos, presidente da AOAPM/BA e Paulo Sérgio Simões Ribeiro, diretor financeiro da AOPM/BA – Força Invicta. A decisão foi tomada na tarda da quarta-feira (16), depois de que foi decretada a ilegalidade da greve dos PMs. O bloqueio de bens visa garantir o ressarcimento dos prejuízos causados aos cofres públicos, a exemplo do uso da Força Nacional de Segurança Pública para o estado.

Correio*

17 de abril de 2014, 12:08

BAHIA Dom Murilo e lideranças se juntam a associações para dialogar com PMs

Dom Murilo e vereador Joceval se juntam a associações para apresentar proposta a PMs

Em um momento onde toda a sociedade deve estar unida para tentar chegar a um acordo que coloque fim a greve, beneficiando cidadãos, policiais e suas famílias, o Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger, se reuniu com lideranças do movimento, no Comando Geral, quando um documento foi elaborado para ser submetido ao crivo da tropa. O vereador Joceval Rodrigues (PPS), líder do governo na Câmara Municipal de Salvador, também participa da reunião. Joceval Rodrigues contou que o clima no local da reunião é bom, mas que a greve ainda não acabou, ressaltando que apenas os policiais militares, em assembleia, é que podem definir se a greve termina ou não. “Vamos agora para o Wet levar o documento que foi elaborado para apresentar à tropa. A greve só acaba se a tropa levantar a mão concordando com a proposta”, disse. De acordo com o vereador, o Arcebispo Primaz do Brasil também segue para o Wet, onde vai fazer uma oração pelos policiais militares mortos ontem na capital baiana, além de rezar pelos baianos neste momento tão difícil. “Estou indo agora junto com o nosso Arcebispo e com as associações apresentar a proposta para a categoria. Vamos torcer que a solução encontrada seja melhor para todas as partes envolvidas no processo e que a greve possa acabar”, finalizou.

17 de abril de 2014, 11:50

BAHIA Procurador-geral afirma que policiais podem ser presos

Foto: Divulgação

Procurador-geral de Justiça da Bahia, Márcio Fahel

Em vez das tradicionais viaturas da Polícia Militar, caminhonetes do Exército e ônibus das Forças Armadas. No lugar de agentes armados com pistolas e vestidos com o uniforme marrom claro da PM, soldados preparados para uma guerra, carregando armamentos que variam de revólveres menores a fuzis. No segundo dia de greve da Polícia Militar, o cenário da Segurança Pública em Salvador começou a mudar com a entrada em ação de aproximadamente dois mil efetivos da 6ª Região Militar e cerca de 300 homens da Força Nacional de Segurança. Depois de receber um telefonema com pedido de ajuda do governador Jaques Wagner, na noite da terça-feira, a presidente Dilma Rousseff atendeu ao chamado e assinou, ontem, o decreto de Garantia da Lei e da Ordem (GLO), autorizando o emprego das Forças Armadas na segurança pública da Bahia. As operações do tipo conferem aos militares condições de patrulha, vistoria e prisão em flagrante. O comandante da 6ª Região Militar, general Racine Bezerra Lima, assumiu o comando das operações e a Polícia do Exército (PE) já está patrulhando as ruas. Segundo ele, cerca de seis mil homens que já ficam na região estão preparados para atuar, mas nem todos estão nas ruas. Efetivos vindo de outros estados também já estão em Salvador. Ao todo, o número de agentes pode chegar a nove mil. O procurador-geral de Justiça da Bahia, Márcio Fahel, afirmou, ontem, em entrevista à imprensa, na Governadoria, que os policiais e associações que permanecerem em greve podem receber uma série de punições, inclusive a detenção. “Há uma série de punições que podem ser estudadas caso a caso tanto para as pessoas, os membros efetivos, assim como para as entidades, as associações que estimulam e promovem o movimento grevista”, disse Fahel. “Sem dúvida, os policiais podem ser presos”, acrescentou, sem especificar que tipo de ação pode levar à prisão. O governador Jaques Wagner afirmou que a mera participação na greve não será equiparada a ações de vandalismo como as realizadas durante a greve de 2012. “Uma pessoa que participa da greve não terá a mesma punição de alguém que aponta a arma para a cabeça de um comandante ou depreda o patrimônio público”, disse. Leia mais no Correio.

Victor Longo, Correio*

17 de abril de 2014, 11:34

BAHIA Presidente Dilma Rousseff critica greve da PM pelo Twitter

Foto: Divulgação

Presidenta declarou o apoio do governo federal ao Estado

Em sua conta no Twitter, a presidente Dilma Rousseff comentou nesta quinta-feira, 17, situação da segurança pública na Bahia, que sofre com a greve da Polícia Militar. A presidente declarou o apoio do governo federal ao Estado com o envio de tropas federais durante a greve. “Autorizei o envio de tropas federais para dar apoio à segurança pública e garantir a paz na #Bahia. É inadmissível que a segurança da população baiana fique em risco”, escreveu a presidente. Dilma demonstrou ainda seu apoio ao governador do Estado, Jaques Wagner, seu companheiro de partido. “O governador @jaqueswagner tem todo o apoio do meu governo para garantir segurança à população da Bahia”, completou. A greve dos policiais militares começou na noite da última terça-feira (15). Com a paralisação da PM, lojas e supermercados foram arrombados e saqueados. A greve também chegou a afetar a circulação de ônibus em Salvador. Esta é a segunda greve da PM que o governador Jaques Wagner enfrenta. A anterior, entre janeiro e fevereiro de 2012, durou 12 dias, foi marcada pela ocupação da Assembleia Legislativa pelos policiais, pelo registro de mais de 100 homicídios no período e por arrastões e ondas de saques a estabelecimentos por todo o Estado.

José Roberto Castro, Estadão

17 de abril de 2014, 11:28

BAHIA Rede Sustentabilidade culpa governo por greve da PM

O diretor da Executiva estadual da Rede Sustentabilidade, Juvêncio Ruy, considera o governo do Estado como o verdadeiro responsável pela deflagração da greve da Polícia Militar na Bahia. “Usando a estupidez, que é uma característica deste mandatário, o governo deixa a população insegura e cria um clima de beligerância entre as forças que deveriam proporcionar segurança à população”, resume. Para Juvêncio, o movimento paredista da Polícia Militar traz completa insegurança para a população. “O governador fala em diálogo, mas sequer cumpre decisão judicial”, pontua, lembrando que a Associação dos Policiais entrou na justiça pleiteando o pagamento da GAP 5 e, após transitar em todos os tribunais, ganhou a ação. Ele lembra ainda que a legislação prevê isonomia com a Policia Civil. “Mas o desrespeito é tão grande que um delegado em início de carreira ganha mais do que um tenente coronel, com mais de 30 anos de serviço” compara. “Existem muitas mazelas na corporação, mas é brincadeira não tratar com o devido respeito as policias Militar e Civil. E se a segurança pública já é ruim com ela, pior sem ela”, finaliza.