18 de abril de 2015, 17:15

BAHIA Distrito Integrado reforça segurança pública em Uruçuca

Foto: Secom/Divulgação

Maurício e Rui inauguraram a unidade em Uruçuca

A segurança da população do município de Uruçuca, no litoral sul do estado, ganhou um reforço na manhã deste sábado (18) com a inauguração do Distrito Integrado de Segurança Pública (Disep). A nova unidade, entregue pelo governador Rui Costa e o secretário de Segurança Pública, Maurício Barbosa, teve investimento superior a R$ 3 milhões e integra as polícias Militar e Civil, além do serviço de emissão de carteira de identidade. O equipamento é o primeiro dos 34 a serem inaugurados na Bahia. “O distrito é uma forma de fazer a integração física e efetiva do trabalho das polícias Civil e Militar que, primeiro, oferece mais conforto para a população que recorre aos serviços e, segundo, proporciona melhores condições de trabalho para nossos profissionais de segurança”, disse Rui Costa. O Disep reúne as ações da 7ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin) e do 5º Pelotão da 72ª Companhia Independente de Polícia Militar, que integra o Comando do Policiamento da Região Sul. A estrutura é dividida em três módulos e inclui área administrativa, atendimento ao público, salas de investigação, cartório, audiências, alojamentos para policiais e custódia de presos em flagrante. Um posto do Instituto Pedro Melo do Departamento de Polícia Técnica (DPT) oferece o serviço de emissão de carreira de identidade. Para a professora Yonara da Silva, o Disep garante mais segurança e cidadania. “É muito importante poder tirar a identidade aqui, sem precisar viajar, sem falar na segurança maior para nossa cidade”. Outros quatro distritos integrados serão instalados em Capim Grosso, Bonito, Iguaí e Buritirama.

18 de abril de 2015, 13:00

BAHIA Camaçari: José Tude confirma candidatura a prefeito

Foto: Divulgação/Arquivo

José Tude

Pesquisas internas do PTN, em Camaçari, apontam a liderança do ex-prefeito José Tude na disputa pela Prefeitura em 2016. O partido já se movimenta para organizar um plano de governo baseado nas propostas apresentadas na eleição de 2012, quando o PTN disputou a Prefeitura com Maurício Bacelar, hoje diretor geral do Detran, que perdeu por uma diferença de 3% para o atual prefeito Ademar Delgado (PT). Esta semana, Tude foi surpreendido com notícias na imprensa sobre a indicação do seu nome para vice na chapa de Ademar, que tentará a reeleição. O ex-prefeito falou neste sábado (18) sobre as pesquisas e os planos para 2016. “Sinto-me honrado e feliz com a grande aceitação popular apontada nas consultas, fruto dos três mandatos que tive à frente da Prefeitura, com um trabalho voltado para a melhoria da qualidade de vida das pessoas. O resultado demonstra uma insatisfação na cidade com o atual governo, abrindo espaço para um novo modelo de gestão. Por isso, vou colocar o meu nome à disposição do PTN para ser candidato a prefeito. Quero abrir o diálogo na cidade para a construção de uma frente política comprometida com o projeto de crescimento econômico e social de Camaçari”, declarou.

18 de abril de 2015, 11:00

BAHIA Governo do Estado decreta Situação de Em­ergência nos municípios de Candeias e Sa­nto Amaro

O Governo do Estado publicou na edição d­este sábado (17) do Diário Oficial decr­etos declarando em ‘Situação de Emergênc­ia‘ os municípios de Candeias e Santo A­maro, localizados na Região Metropolitan­a de Salvador (RMS), em decorrência de ­danos causados pelas chuvas. Em Santo Amaro, onde a Superintendência­ de Proteção e Defesa Civil, vinculada ­à Secretaria da Casa Civil, constatou da­nos provados pelas inundações, o decret­o se prolonga por 180 dias, para que haj­a pleno atendimento à população e as at­ividades econômicas afetadas. Em Candei­as, atingida por deslizamento de solo/la­ma, será por 90 dias. Nos dois decretos, que homologam a soli­citação das prefeituras locais, o Gover­no justifica que compete ao Estado “pres­ervar o bem-estar da população e, nesse­ sentido, adorar as medidas que se fizer­em necessárias”. Na última quarta-feira (15) o governador­ Rui Costa, acompanhado dos prefeitos de­ Candeias, Francisco Conceição, e de San­to Amaro, Ricardo Machado, apresentou a situação e­mergencial dos municípios ao ministro da­ Integração Nacional, Gilberto Occhi, em­ audiência em Brasília. O ministério ­coordena as ações de apoio a municípios ­vítimas de desastres naturais. Na ocasião, Rui Costa informou que fora­m ­apresentados relatórios dos dois municíp­ios, solicitando ações de apoio emergenc­ial do Ministério e da Defesa Civil Naci­onal. “Em Candeias, será elaborado um pr­ojeto para construção de várias encostas­. Já em Santo Amaro foi feito projeto de­ alargamento e drenagem do rio que passa­ pela cidade. Uma outra opção para esse ­município seria a construção de uma barr­agem e, para isso, o Governo do Estado v­ai iniciar os estudos para fazer um ante­projeto e trazer ao Ministério”.

18 de abril de 2015, 09:30

BAHIA “Será muito bem recebido”, diz Heraldo Rocha sobre J. Carlos Filho

Foto: Divulgação

Presidente do DEM em Salvador, Heraldo Rocha

Oficialmente fora do Partido dos Trabalhadores, o destino político do vereador J. Carlos Filho ainda é incerto. Contudo, a possibilidade de ele seguir os passos do pai, ex-deputado petista e atual assessor especial do prefeito ACM Neto (DEM), é a maior aposta. No que depender da recepção dos democratas, o vereador já pode se considerar integrante da sigla. Apesar de ainda não ter havido tempo hábil para uma integração oficial de J. Carlos Filho ao DEM, a ausência do vereador nas últimas reuniões da oposição e as declarações e votos em favor do governo municipal fomentaram especulações de que o edil seguiria os passos do pai. No entanto, o presidente do DEM em Salvador, Heraldo Rocha, disse que não há informações sobre as negociações. “Não tenho informações sobre isso. Essa articulação vem sendo definida apenas por Neto (prefeito) e ele está viajando”, disse o presidente. Heraldo ainda aproveitou a situação e deixou claro que a possível migração de J. Carlos Filho será de agrado dele e do partido. “Se ele vier, será muito bem recebido. É um excelente quadro. O pai dele foi meu colega de Assembleia e posso dizer que é um homem inteligente e bem educado. Não conheço o menino (J. Carlos Filho), mas quem puxa aos seus, não degenera”, disse o presidente do DEM. Leia mais na Tribuna.

Daniela Pereira, Tribuna

18 de abril de 2015, 08:45

BAHIA Pedetistas levam vantagem no governo Rui Costa

Segundo o deputado Roberto Carlos, os cargos foram definidos pela qualificação

Embora o PDT tenha rompido com o governo Rui Costa (PDT), em janeiro, no imbróglio que envolveu a nomeação da ex-vereadora e ex-secretária estadual da gestão Jaques Wagner (PDT) Andrea Mendonça à prefeitura de Salvador, membros do partido, além de não terem perdido os espaços já conquistados, abocanham cada vez mais uma fatia do bolo. Quem tem se beneficiado com as indicações são os deputados estaduais do partido. Os parlamentares não só ganharam autorização para indicar nomes no segundo escalão, como alguns escolheram os filhos para ocuparem os postos ofertados. Esse é o caso do deputado Euclides Fernandes (PDT), que conseguiu integrar o filho Yann Andrade Fernandes ao cargo de diretor de Desenvolvimento Empresarial do Instituto Baiano de Metrologia e Qualidade (Ibametro), autarquia da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE). O nome de Fernandes teria sido acatado pelo presidente do Ibametro, Randerson Leal, que é filho do deputado estadual Roberto Carlos (PDT). De acordo com informações obtidas a partir de documentos alcançados pelo site Bahia Notícias, um ofício do órgão, datado de 30 de março, anexa o currículo de Yann, de 25 anos. No documento a indicação é pontuada como algo acordado entre os parlamentares do partido. “Vale ressaltar que este cargo é da cota do Partido Democrático Trabalhista, e que essa indicação foi fruto do acordo entre os deputados estaduais do PDT Euclides Fernandes, Marcelo Nilo, Paulo Câmara, Roberto Carlos e Vitor Bomfim”, diz. Esse seria o segundo filho de Euclides Fernandes empregado na máquina administrativa. O outro herdeiro, Ramon Fernandes, é diretor geral do gabinete do secretário da Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura (Seagri), Paulo Câmera (PDT).

Lilian Machado, Tribuna

18 de abril de 2015, 08:30

BAHIA Especula-se mudanças no 1º escalão para abrigar o PR

Foto: Divulgação

Nelson Pelegrino (PT) pode assumir a pasta de James

Ainda sem ter a participação definida na gestão do governador Rui Costa (PT), o PR segue à espera de uma conversa oficial, que aponte os espaços para a sigla dentro da máquina administrativa. Nos bastidores do governo são várias as especulações sobre o destino dos republicanos. Nos últimos dias, um dos burburinhos que levantam a possibilidade de o partido ser contemplado no primeiro escalão é uma suposta troca em algumas pastas. Com o anúncio da saída de James Correia da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (antiga Indústria e Comércio), o governador estaria em fase de avaliação dos nomes, sendo sondado para o cargo o empresário baiano Sílvio Pedra, muito conhecido no setor supermercadista. Entretanto, consta que diante da lacuna envolvendo o PR, cogita-se que Rui conduza o atual secretário de Turismo, Nelson Pelegrino (PT), para a pasta de James, abrindo espaço para o PR dirigir a pasta. O rumor segue na referência de que o Turismo foi ofertado inicialmente aos republicanos, mas divergências internas partidárias impediram a indicação, o que levou à ascensão de Pelegrino ao comando e o PR até hoje a aguardar uma solução. Assim que foi anunciado o desejo de James deixar o governo, o presidente estadual da legenda, deputado federal João Carlos Bacelar, cobiçou a pasta. “Com Rui participamos efetivamente de sua campanha, desde o inicio, aumentando o número de votos. Com isso queremos e exigimos o reconhecimento do governo”, disse. Ele negou ontem que tenha ocorrido a proposta que viesse equacionar a situação do PR, retirando o deputado petista e levando alguém da sigla para o espaço. “Não ouvi falar. Nada foi conversado nos últimos dias”, disse. O dirigente republicano contou que esteve com Rui em Brasília esta semana, no encontro dos governadores, porém não houve diálogos sobre o assunto. “Tem que falar é com Josias (Gomes – secretário estadual de Relações Institucionais)”, sugeriu à reportagem. Josias havia prometido acabar com a contenda envolvendo o PR essa semana, mas até ontem, a questão ainda não teria sido resolvida. À Tribuna, ele chegou a citar as dificuldades. “Estamos seguindo conversando, e as coisas estão bem resolvidas. O problema é que as definições não dependem apenas de um, mas de outros acertos com outros partidos para que possamos fechar a equação”, frisou. A reportagem tentou falar com o secretário ontem, mas não obteve êxito.

Lilian Machado, Tribuna

18 de abril de 2015, 08:00

BAHIA Imposto de renda: operação acha fraude de R$ 1,5 milhão em Feira de Santana

Uma operação em Feira de Santana foi realizada nesta sexta-feira (17) para combater um esquema de fraudes nas declarações do Imposto de Renda. Receita Federal, Polícia Federal e o Ministério Público Federal (MPT) participação da operação. A estimativa é de que o prejuízo causado pelo esquema, que envolveu cerca de 80 contribuintes, chegue a R$ 1,5 milhão. Ao todo, foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão, três em Feira de Santana e um em Conceição de Feira. Os agentes foram até a casa e escritório de um contador e em consultórios médicos e odontológicos. A fraude era realizada desde 2012, incluindo despesas falsas de saúde. Os contribuintes eram clientes de um mesmo escritório de contabilidade. Recibos com os mesmos altos valores foram usados por vários contribuintes, vindos de uma psicóloga e de um dentista. A PF começou a desconfiar que o contador estava organizando o esquema prometendo abatimentos para os clientes usando, para isso, gastos inexistentes. Ninguém foi preso na operação. Os contribuintes notificados serão notificados e terão que regularizar a situação fiscal. Autuados poderão pagar multas de até 220% sobre o valor do imposto devido.

17 de abril de 2015, 20:15

BAHIA Lidice comemora sucesso de debate sobre cultura do cacau

A senadora Lídice da Mata comemorou o sucesso da audiência realizada nesta sexta-feira (17), na sede da Ceplac, na estrada Ilhéus/Itabuna, no Litoral Sul da Bahia. O encontro – que reuniu mais de 500 participantes – discutiu os entraves relacionados à cultura cacaueira e contou com a presença da presidente da Comissão da Agricultura e Reforma Agrária do Senado, Ana Amélia Lemos, senadora pelo Rio Grande do Sul, bem como de produtores, pesquisadores e autoridades como os deputados federais Bebeto Galvão (PSB) e Davidson Magalhães (PC do B), além dos estaduais Fabíola Mansur (PSB) e Eduardo Salles (PP). Lídice disse que dois pontos são cruciais para a redenção da lavoura cacaueira: a recuperação da Ceplac, com a abertura de um concurso público e ampliação do orçamento do órgão e a aprovação do projeto, de autoria da própria parlamentar baiana, que prevê a adição de 35% de cacau no chocolate.

17 de abril de 2015, 19:45

BAHIA Em visita ao Joanes, parlamentar demonstra preocupação com situação do rio

Foto: Divulgação

Na ocasião diversos pontos do Rio foram vistoriados

Na manhã dessa sexta-feira (17), durante visita da Comissão de Meio Ambiente, Seca e Recursos Hídricos ao rio Joanes, o deputado estadual Fábio Souto (DEM) diagnosticou pontos degradados do rio, e reafirmou a necessidade de discussões sobre propostas para melhorias que ali podem ser instauradas. Com a área de aproximadamente 755 Km², o Rio Joanes nasce no município de São Francisco do Conde, localizado no recôncavo da Bahia, e desemboca na praia de Buraquinho, no município de Lauro de Freitas. O conselheiro do Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP – Rio Limpo), Caio Marques declarou sobre os atuais problemas vividos pela população. “O mal cheiro é uma coisa que nos incomoda muito e a falta de balneabilidade da água é um prejuízo patrimonial pra toda comunidade, Sendo assim, a nossa responsabilidade é fazer com que os nossos representantes possam junto ao governo do estado e ao governo municipal, adotar medidas os efeitos do crescimento da sociedade, sem a necessária organização, que faz com que o prejuízo seja muito grande para o meio ambiente”, salientou. Na oportunidade, o diretor de águas do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), Bruno Jardim, afirmou que ações para a melhoria da atual condição do Joanes e, de outros rios, estão sendo desenvolvidas. “Essa região está sendo estudada em dois momentos, no plano de bacias, essas questões são levantadas e nós também temos em curso a revisão do plano de abastecimento de águas da região metropolitana. As metas progressistas estão sendo estudadas e avaliadas, mas vão depender muito das características de cada cidade, por isso teremos avanços trabalhando etapa por etapa”, afirmou. De acordo com Fábio, a visita deixou os membros da comissão um tanto assustados com as condições do rio. “O único objetivo da nossa visita é analisar possibilidades de melhorar as condições das bacias hidrográficas do rio. Estamos muito assustados com as condições precárias as quais se encontra o rio Joanes. É uma realidade difícil e estamos aqui discutindo propostas concretas para levar o governo do estado, de forma que efetivamente possamos recuperar as matas ciliares não só do Joanes, mas de outros rios importantes para a Bahia, como o rio Ipitanga e o Paraguaçu. Precisamos que os sistemas de esgotamento sanitário sejam realmente realizados para que situação como está aqui não sejam vistas novamente”, enfatizou o democrata.

17 de abril de 2015, 19:15

BAHIA Jacobina: MPF exige publicação de critérios para Minha Casa

Foto: Divulgação

Até que as medidas sejam tomadas, a prefeitura deve suspender o processo de seleção e contemplação dos beneficiários

O Ministério Público Federal (MPF) em Campo Formoso/BA recomendou à Prefeitura de Jacobina-BA e a Secretaria de Assistência Social do município que realizem uma série de medidas para dar publicidade aos critérios de escolha dos beneficiários do Programa Minha Casa Minha Vida (PMCMV). Até que as medidas sejam tomadas, a prefeitura deve suspender o processo de seleção e contemplação dos beneficiários do empreendimento Lagoa Dourada II. De acordo com o procurador Elton Luiz Freitas Moreira, existem informações de possíveis irregularidades em alguns inquéritos civis sobre o PMCMV no município de Jacobina, exemplo e uma das causas disso é a falta de publicidade no cadastro e nos critérios de escolha das famílias para o programa. É o que aconteceu, por exemplo, na publicação da lista de pré-selecionados do Minha Casa Minha Vida – Lagoa Dourada II. O município não discriminou, nas listas publicadas, os critérios preenchidos por cada um dos cidadãos pré-selecionados, dificultando a fiscalização pública e eventuais questionamentos de outros cadastrados que se sintam preteridos indevidamente na seleção. Além disso, a lista com todos os candidatos inscritos no cadastro do PMCMV no Município não está disponível no site da prefeitura (www.jacobina.ba.gov.br).

17 de abril de 2015, 18:57

BAHIA Nilo diz que Imbassahy implorou por audiência com Wagner

Foto: Reprodução

Presidente da Assembleia Legislativa usou sua conta no Twitter para atacar o tucano

O deputado estadual Marcelo Nilo (PDT), presidente da Assembleia Legislativa, usou hoje sua conta no Twitter para atacar o deputado federal Antonio Imbassahy (PSDB), membro da CPI da Petrobras. “Quando vejo Antonio Imbassahy criticar (Jaques) Wagner. Me lembro Ele pedindo pra sentar junto de Wagner num BaVi. Implorava por uma audiência”, disse o pedetista, um dos maiores aliados do ex-governador na Bahia. Ontem, Imbassahy questionou o fato de Wagner ter defendido o ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, preso pela Polícia Federal acusado de ser o elo entre o partido e as empreiteiras no esquema do petrolão investigado na Operação Lava Jato. Nilo prossegue: “Wagner uma vez me perguntou. Será q Imbassahy vai nos trair? Ora, se traiu ACM imagine nós dois. Vamos q vamos”. Em outro Twitter, diz que o ex-senador ACM Júnior (DEM) chamou Imbassahy de mau caráter: “Ta no jornal Globo ACM Junior dizendo. Imbassahy é péssimo caráter”.

 

17 de abril de 2015, 18:45

BAHIA Herzem Gusmão cobra duplicação de trechos administrados pela Via Bahia

Os deputados Herzem Gusmão (PMDB) e Arthur Maia (Solidariedade) participaram na manhã desta sexta-feira (17) de uma audiência pública para debater as soluções para o anel viário de Vitória da Conquista, a terceira maior cidade da Bahia. Realizada na Câmara do município, a audiência foi proposta pelo vereador Hermínio Oliveira (Solidariedade). Como representante do grupo de trabalho criado pela Assembleia Legislativa para apresentar sugestões para melhorar a trafegabilidade na BR-116, uma das principais rodovias que cortam o Estado, o deputado Herzem Gusmão cobrou da Via Bahia, concessionária responsável pela rodovia, a duplicação de Vitória da Conquista até a divisa de Minas Gerais e de Conquista até Jequié. De acordo com Herzem Gusmão, que também representou o deputado federal Lúcio Vieira Lima, até o início das duas obras, a Via Bahia tem de duplicar “rapidamente” alguns trechos nas imediações de Vitória da Conquista ou, no mínimo, construir a terceira faixa nos locais onde há mais acidentes. “São 10 mil veículos trafegando todos os dias em Conquista e os acidentes gravíssimos são muito comuns. A Via Bahia precisa fazer mais por Conquista e região, até porque o contrato com a concessionária estabelece o que deve ser feito”, disse Herzem Gusmão. Também participaram da audiência Luiz Alberto Selimann (secretário de Mobilidade Urbana de Vitória da Conquista), Natal Oliveira (superintendente de Engenharia da Via Bahia), Carlos Almeida (especialista em regulação e Coordenador da ANTT na Bahia), Leandro Fonseca (inspetor do CREA), Carlos Bonini (gerente de relacionamento da Via Bahia), Francisco de Assis Carvalho (inspetor-chefe da Polícia Rodoviária), tenente Jônatas Araújo (Polícia Rodoviária Estadual) e Fernando Vasconcelos (vereador), representando os deputados José Raimundo (estadual) e Waldenor Pereira (Federal), ambos do PT.​ Ao final da audiência, ficou definida a formação de um grupo de trabalho, incluindo um representante da Assembleia Legislativa, para acompanhar os trabalhos e cobrar as melhorias na região.​