9 de agosto de 2018, 09:44

SALVADORFelipe Lucas propõe criar Conselho Municipal de Artesanato

Foto: Valdemiro Lopes / CMS

Vereador Felipe Lucas (MDB)

Planejar e orientar a criação de políticas públicas no fomento à economia gerada pelo artesanato na capital baiana. É o que pretende o vereador Felipe Lucas (MDB) ao sugerir a criação do Conselho Municipal do Artesanato através do Projeto de Indicação ao Executivo (PIN 251/2018). A iniciativa destaca que o apoio às ações de capacitação, comercialização e fomento à atividade dos artesãos deve compor ainda o programa do município na promoção do turismo. “São setores que caminham juntos. Salvador como cidade turística tem um enorme potencial a ser explorado, tanto para gerar renda por meio do artesanato quanto para fazer a memória cultural da cidade se perpetuar nas lembranças adquiridas por cada visitante”, ressalta o parlamentar. Segundo o vereador Felipe Lucas a atividade representa 3% do Produto Interno Bruto (PIB) do país e movimenta R$50 bilhões ao ano. “Trata-se, sem duvidas, de uma atividade econômica de suma importância, que garante o sustento de milhares de famílias” e completa: “em Salvador, muitos já são federados, organizados em associações, mas necessitam de uma representação mais sólida junto ao poder público municipal”. No último mês, o vereador organizou um grande encontro para discutir as demandas do setor. O evento, no Centro Cultural da Câmara, contou com a presença do prefeito ACM Neto e do presidente do Sebrae Bahia, Jorge Khoury. Ambos reafirmaram o compromisso em incentivar o artesanato local e, no caso da prefeitura, elaborar um estudo para viabilizar um ponto de comercialização dos produtos.

Comentários