5 de fevereiro de 2018, 19:06

INTERIOR DA BAHIAHospital Geral de Itaparica passa a ser administrado pela Fundação José Silveira

Foto: Política Livre

Presidente da Fundação José Silveira, Geraldo Leite

As novas instalações do Hospital Geral de Itaparica foram entregues à população nesta segunda-feira (5). A unidade passa a ser administrada pela Fundação José Silveira (FJS) e conta agora com uma estrutura moderna, novos leitos e novos serviços prestados. A Feira de Saúde, que percorre diversos municípios baianos, marcou o início da gestão da FJS no hospital. A moradora Sulamita Pereira espera que a mudança de gestão otimize os serviços, que antes eram, segundo ela, precários demais. “Era muito ruim, não havia atendimento. Espero que agora a gente possa contar com um atendimento sem precariedade”, disse em conversa com este Política Livre.

O presidente da Fundação José Silveira, Geraldo Leite, disse não ter dúvidas de que a intervenção da Secretaria de Saúde da Bahia com a FJS vai fazer com que os moradores e visitantes de Itaparica vivenciem um novo hospital. “É um hospital totalmente diferente daquele que aqui existia. Aplicamos, inicialmente, mais de R$ 500 mil em novos equipamentos e instalações. Já estamos em entendimentos bem avançados para autorização do heliponto, para o emprego de helicópteros que vai proporcionar o transporte de casos mais graves. Esperamos dar tranquilidade a todos que vivem aqui e que visitam também”, disse o presidente da Fundação.

A unidade reformada e com nova gestão vai atender a uma população de mais de 66.500 habitantes dos municípios de Vera Cruz e Itaparica, além de visitantes. Os pacientes poderão contar com uma estrutura composta por leitos, sendo 10 de emergência e 52 de internação, centro cirúrgico, centro obstétrico, unidades de urgência e emergência, exames de raios-X, ultrassonografia, eletrocardiograma, consultas ambulatoriais, entre outros. Serão oferecidos atendimentos nas especialidades de pediatria, ortopedia, clínica cirúrgica, clínica obstetrícia e clínica médica.

Comentários