10 de novembro de 2017, 08:04

INTERIOR DA BAHIAIrecê: prefeitura é acionada pelo MP por casos de nepotismo

Foto: Divulgação

A prefeitura de Irecê foi acionada pelo Ministério Público Estadual da Bahia (MP-BA) por conta dos casos de nepotismo encontrados na gestão do prefeito Elmo Vaz. Mais nove servidores municipais são alvos da ação. A ação do MP requer que a Justiça declare a nulidade do ato de nomeação e investidura do irmão e sobrinho do prefeito Elmo Vaz Bastos de Matos; da filha do secretário de Agricultura Arestides Dourado Júnior; do irmão e da esposa do secretário de Educação, Agnaldo Alves de Freitas; da irmã do vereador Fabiano Bia; de dois irmãos do vereador Murilo Franca Paiva Silva; e do filho do secretário de Assistência Social, Jilvaci Matias Dourado. Além disso, o MP requer que o município de Irecê se abstenha de nomear cônjuge, companheiro ou parente em linha reta, colateral ou por afinidade, até o terceiro grau, inclusive da autoridade nomeante ou de servidor da mesma pessoa jurídica para investidura em qualquer cargo público, à exceção daqueles em que o ato de nomeação decorra de aprovação em concurso público. A ação é de autoria da promotora de Justiça Edna Márcia Souza Barreto de Oliveira.

Comentários