22 de agosto de 2017, 09:53

MUNDOMais de 4 mil pessoas são retiradas do sudeste da China por chegada de tufão

Mais de 4 mil pessoas foram retiradas de várias províncias do Sudeste da China por causa da chegada do tufão Hato, o 13º do ano, informou nesta terça-feira (22). A informação é da agência EFE. O tufão estava sobre o Mar do Sul da China pela manhã de hoje, a cerca de 620 quilômetros do sudeste da província de Cantão, e deve tocar a terra amanhã de manhã, disse o Centro Meteorológico Nacional da China (NMC) em comunicado. O governo retirou mais de 4 mil pescadores e suas famílias da província de Fujian. As autoridades também proibiram a pesca na região e todos os barcos foram levados aos portos locais. A expectativa é de que o tufão provoque chuvas e vendavais na província, com uma velocidade máxima de até 144 quilômetros por hora (km/h). Cerca de 90 viagens de trem-bala, programadas para amanhã, entre Shenzhen e cidades próximas Fujian e Jiangxi foram canceladas. O centro meteorológico chinês emitiu hoje alerta laranja, o segundo mais alto de uma escala de quatro níveis, para quatro regiões – Guangdong, Fujian, Zhejiang e Taiwan – que serão afetadas por fortes chuvas e vendavais nos próximos dias. O órgão recomendou que os governos locais tomem precauções contra possíveis desastres e pediu que os navios nas regiões voltem aos portos.

Agência Brasil

Comentários