17 de novembro de 2017, 10:20

ECONOMIA Falta trabalho adequado para 26,8 mi de pessoas, diz IBGE

Foto: Divulgação

No terceiro trimestre de 2017, as maiores taxas foram verificadas na Bahia (30,8%), no Piauí (27,7%), em Sergipe (25,2%), no Maranhão (24,9%) e em Pernambuco (24,5%)

A taxa de subutilização da força de trabalho no país ficou praticamente estável no terceiro trimestre do ano, fechando em 23,9% do mercado de trabalho – crescimento de apenas 0,1 ponto percentual frente aos 29,8% relativos ao segundo trimestre. Os números, no entanto, significam que ainda representa 26,8 milhões de pessoas sem trabalho adequado no país. Os dados fazem parte da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) divulgados hoje (17), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A taxa de subutilização, segundo os parâmetros do IBGE, agrega a população desocupada, os subocupados por insuficiência de horas e os que fazem parte da força de trabalho potencial. Deste total apurado pelo IBGE, 18,5% (o equivalente a 19,2 milhões de pessoas) diziam respeito à taxa combinada de subocupação por insuficiência de horas trabalhadas e desocupação (pessoas ocupadas com uma jornada de menos de 40 horas semanais, mas que gostariam de trabalhar em um período maior, somadas às pessoas desocupadas). Em relação ao segundo trimestre, essa taxa combinada mostrou estabilidade, uma vez que equivalia a 18,6% do total da força de trabalho. Quando a comparação se dá com o 3º trimestre de 2016, de 16,5%, há um aumento da taxa de 2,1 pontos percentuais. No terceiro trimestre de 2017, as maiores taxas foram verificadas na Bahia (30,8%), no Piauí (27,7%), em Sergipe (25,2%), no Maranhão (24,9%) e em Pernambuco (24,5%). As menores taxas foram registradas em Santa Catarina (8,9%), no Mato Grosso (12,0%), em Rondônia (12,2%), no Mato Grosso do Sul (12,8%), Paraná (13,0%) e Rio Grande do Sul (13,0%).

Nielmar de Oliveira, Agência Brasil

17 de novembro de 2017, 10:19

BAHIA Prefeito de Teixeira de Freitas destaca caráter regional da policlínica

A Policlínica Regional do Extremo Sul, inaugurada pelo governador Rui Costa, nesta sexta-feira (17), já começa a atender a população de 13 municípios da região a partir da próxima segunda-feira (20). “Estamos satisfeitos em receber esta obra que não pertence somente a Teixeira de Freitas, mas a todo o extremo sul baiano.”, afirmou o prefeito Temóteo Alves de Brito, de Teixeira de Freitas. O presidente do Consórcio Público Interfederativo de Saúde do Extremo Sul da Bahia manifestou sua alegria por Teixeira de Freitas ter dado início à sequência de seis inaugurações que o governador Rui Costa fará na área da saúde até o dia 22 de dezembro. “Estamos ainda mais orgulhosos em saber que este povo vai receber a primeira Policlínica da Bahia”, afirmou o gestor de Teixeira de Freitas.A Policlínica Regional implantada em Teixeira de Freitas, localizada na Avenida Getúlio Vargas, 1.732, no bairro Bela Vista, também atenderá os municípios de Itanhém, Medeiros Neto, Vereda, Lajedão, Ibirapuã, Caravelas, Posto da Mata, Nova Viçosa, Mucuri, Prado, Alcobaça, Itamaraju e Jucuruçu. Sete micro-ônibus farão a rota entre os municípios participantes do consórcio e a Policlínica Regional. Na unidade, foram investidos R$ 23 milhões, entre construção, equipamentos e mobiliário. As obras e os equipamentos foram bancados com recursos do Estado. Já o custeio mensal será repartido entre Estado, que assume 40% das despesas, e os municípios consorciados, responsáveis por 60% dos custos.

17 de novembro de 2017, 10:06

BAHIA Carletto pode atrair ao menos três deputados para o PR

Perto de formalizar a mudança do PP para o PR, o deputado federal Ronaldo Carletto carregará a tiracolo ao menos três parlamentares do atual partido. Um deles é o também deputado federal Roberto Britto. Os outros integram a bancada pepista na Assembleia Legislativa da Bahia: Robinho, seu homem de confiança na Casa, e Luiz Augusto. Há ainda tratativas para convencer Aderbal Caldas a entrar no cortejo. Fora do PP, Carletto já acertou o retorno de Reinaldo Braga (PSL) ao PR. A manobra, que inclui o fortalecimento do Pros, faz parte da tática de Carletto na briga por vaga na chapa majoritária do governo ou da oposição.

Jairo Costa Jr./Coluna Satélite/Correio*

17 de novembro de 2017, 10:05

SALVADOR Salvador é uma das 15 escolhidas para competição mundial de cidades sustentáveis

A cidade de Salvador foi convocada para participar da primeira edição do “Reinventing Cities” (Cidades Reinventadas), uma competição global que estimula empreendimentos sustentáveis e inovadores nos centros urbanos. Em todo o planeta, apenas 15 municípios foram escolhidos para participar da disputa, que começou nessa quinta-feira (16). Além da capital baiana, estão na disputa as cidades de Auckland (Nova Zelândia), Cidade do Cabo (África do Sul), Chicago (EUA), Houston (EUA), Lima (Peru), Madrid (Espanha), Cidade do México (México), Milão (Itália), Oslo (Noruega), Paris (França), Quito (Equador), Reykjavik (Islândia), Rio de Janeiro (Brasil) e San Francisco (EUA). Cada um dos locais definiu espaços públicos subutilizados que possam ser desenvolvidos em estruturas mais sustentáveis e resilientes. “O Reinventing se integra a um conjunto de ações que a Prefeitura tem desenvolvido para internacionalizar nossa cidade. O concurso possibilitará ideias inovadoras e sustentáveis para áreas da cidade com potenciais transformadores”, destaca André Fraga, secretário municipal da Cidade Sustentável e Inovação (Secis). Durante a competição, as cidades escolhidas devem convidar arquitetos, construtoras, ambientalistas, grupos comunitários, inovadores e artistas para colaborar com o projeto. Por isso, a Prefeitura de Salvador, por meio da Secis, está convocando os setores públicos e privados para que trabalhem juntos, a fim de identificar novas soluções e deixar a cidade ainda mais preparada para o futuro. Os municípios finalistas serão escolhidos em junho de 2018.

17 de novembro de 2017, 09:50

BRASIL Enigma da PF procura 30 do tráfico

Foto: Dida Sampaio / Estadão

Operação foi deflagrada nesta sexta-feira, 17, contra organização que distribuía 200 quilos de cocaína e crack na região de Curitiba

A Polícia Federal deflagrou nesta sexta-feira, 17, a Operação Enigma, contra uma suposta organização criminosa dedicada ao tráfico internacional de entorpecentes oriundos do Paraguai e com destino a Curitiba e região metropolitana. Segundo as investigações, o grupo movimenta 200 quilos de cocaína por mês. Segundo a PF, o grupo adquiria entorpecentes no Paraguai e os transportava clandestinamente para o país com o objetivo de abastecer, principalmente, a capital paranaense e região metropolitana. Durante as investigações foram feitas várias prisões em flagrante e apreensão de entorpecente negociado pela quadrilha ora investigada. A PF dá conta de que, para driblar as investigações, os supostos integrantes da organização estabeleceram um esquema lavagem de dinheiro que envolvia a ocultação e fracionamento das operações financeiras, a utilização de “laranjas” para realização de negócios envolvendo bens adquiridos pelo grupo, a compra de veículos de luxo, imóveis rurais e outros de alto padrão no litoral de Santa Catarina. Um dos responsáveis por organizar todo o grupo já havia sido alvo de investigação por tráfico de drogas em outra ação da Polícia Federal e atua por muitos anos como traficante de drogas, de acordo com a corporação. Os investigadores acreditam que o grupo criminoso é responsável pelo tráfico de cerca de 200 quilos de cocaína e “crack” mensalmente para distribuição em Curitiba e região metropolitana. Cerca de 200 agentes da PF estão cumprindo 67 mandados judiciais nos Estados do Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul, sendo 37 mandados de busca e apreensão, 20 mandados de prisão preventiva e 10 mandados de prisão temporária, todos expedidos pela Justiça Federal em Curitiba. Aos investigados estão sendo imputados, dentre outros, os crimes de tráfico internacional de entorpecentes, associação para o tráfico, associação criminosa e lavagem de ativos. A Operação foi batizada de enigma porque, em seu início, eram desconhecidos dos investigadores a estrutura de atuação e forma de comunicação dos alvos.

Estadão

17 de novembro de 2017, 09:50

INTERIOR DA BAHIA Contas da Prefeitura de Itabuna de 2016 são rejeitadas

Na sessão de ontem (16), o Tribunal de Contas dos Municípios rejeitou as contas da Prefeitura de Itabuna, na gestão de Claudevane Moreira Leite, referentes ao exercício de 2016. A decisão foi tomada em razão da abertura de créditos adicionais suplementares sem autorização legislativa e do descumprimento do artigo 42 da Lei de Responsabilidade Fiscal, que trata da ausência de recursos em caixa para pagamento de despesas realizadas no último ano do mandato. O relator do parecer, conselheiro Plínio Carneiro Filho, determinou a formulação de representação ao Ministério Público Estadual contra o gestor, para seja apurada a prática de crime contra as finanças públicas.O ex-prefeito foi multado em R$12 mil pelas irregularidades apuradas durante a análise técnica das contas e terá que restituir aos cofres municipais a quantia de R$181.018,10, com recursos pessoais. Deste total, R$168.518,30 pela ausência de planilha de medição de obras e serviços e nota fiscal nos processos de pagamento relativos aos credores K R Carvalho & Cia e Modclima Pesquisa e Desenvolvimento. E R$12.499,80 provenientes do pagamento indevido de juros e multas por atraso no adimplemento das obrigações assumidas junto a EMASA.O saldo deixado em caixa, de R$35.086.588,54, não foi suficiente para cobrir as despesas dos “restos a pagar” do exercício, revelando uma ausência de recursos na ordem de R$157.868.499,22 para pagamento dos débitos, o que comprometeu o disposto no artigo 42 da LRF. Esta ilegalidade, por si só, compromete o mérito das contas, impondo o voto pela rejeição. Isto porque é vedado por lei ao gestor, nos dois últimos quadrimestres do último ano do mandato, assumir despesas que não possam ser pagas no mesmo exercício financeiro ou, caso restem parcelas a serem pagas no exercício seguinte, é obrigatório que haja disponibilidade financeira em caixa. Tal irregularidades também é tipificada como crime contra as finanças públicas, nos termos do art. 359-C do Código Penal brasileiro.Sobre os créditos adicionais, a relatoria apurou que o primeiro ato de abertura de crédito adicional suplementar, através do Decreto nº 4, de R$16.552.041,05, aconteceu em 04/01/2016, ou seja, em data anterior à publicação da Lei Orçamentária Anual – LOA. Isto porque a lei foi publicada quinze dias depois, autorizando a abertura dos créditos adicionais suplementares até o limite de 30% por anulação de dotações. As datas não deixam dúvida quanto a irregularidade do ato. Cabe recurso da decisão.

17 de novembro de 2017, 09:40

BRASIL Manifestantes comemoram 1 ano de prisão de Cabral e pedem que deputados sigam na cadeia

Foto: FABIO MOTTA/ESTADÃO

Grupo levou bolo e champanhe para 'festa de aniversário' da prisão de Cabral

Um grupo de manifestantes está desde o início da manhã desta sexta-feira, 17, na porta da Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica, na região central do Rio, comemorando um ano da prisão do ex-governador Sérgio Cabral. Ele foi preso no dia 17 de novembro de 2016 na Operação Calicute, acusado de receber milhões em propina em troca de contratos com o governo. Com cartazes, bolo de aniversário, champanhe e sambas que ironizam a corrupção, os manifestantes também dão ‘boas vindas’ aos deputados estaduais que passaram a primeira noite na cadeia: Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi. Vários protestos previstos para esta sexta, em frente à penitenciária e no entorno da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), vão tentar pressionar os demais parlamentares a decidirem pela manutenção das prisões – decretadas por unanimidade pelo Tribunal Regional Federal da 2ª Região. Desde cedo, também já havia uma pequena manifestação na porta da Alerj, com um imenso pano preto esticado na escadaria do prédio pedindo prisão para os corruptos. A sessão da Assembleia que vai decidir se mantém ou revoga a prisão dos deputados deve começar depois das 15 horas. Servidores públicos fluminenses, prejudicados pela crise financeira causada principalmente pela má gestão do Estado, prometem se reunir em frente à Alerj a partir do meio-dia. A tendência é de que a maior parte dos deputados vote por colocar em liberdade os colegas.

Estadão

17 de novembro de 2017, 09:33

BAHIA Destituição de Nilo da presidência do PSL ocorre na próxima terça

Foto: Emerson Nunes

Deputado estadual Marcelo Nilo

O deputado estadual Marcelo Nilo será destituído da presidência do PSL baiano na próxima terça-feira, um dia após expirar o prazo de validade da comissão provisória do partido junto à Justiça Eleitoral. De acordo com a coluna Satélite, do jornal Correio, seu lugar será ocupado pelo secretário-geral da sigla, Antonio Olivio, que antecedeu Nilo no posto. A troca de comando tem como pano de fundo o eventual ingresso da legenda na base aliada ao prefeito ACM Neto (DEM), cujas negociações estão em estágio avançado. Ainda de acordo com a coluna, à caça de um novo partido, Marcelo Nilo mantém conversas com o DEM e sinalizou que pode pular a cerca. Nilo reclama de promessas não cumpridas pelo governador Rui Costa (PT). Em especial, esperava indicar um substituto para Rogério Cedraz na presidência da Embasa.

17 de novembro de 2017, 09:28

BAHIA Sem ponto biométrico, cresce número de faltas dos deputados

Foto: Política Livre

Plenário da Assembleia Legislativa da Bahia

Anunciado como prioridade pelo presidente da Assembleia Legislativa, Ângelo Coronel (PSD), o cerco aos deputados faltosos não foi além do discurso de posse. Pelo contrário, a frequência em plenário caiu após o recesso de julho, em comparação com o primeiro semestre. Nas 59 sessões ordinárias realizadas até junho, foram registradas 327 faltas – média de 5,5 por encontro. Esse índice subiu para 5,9 nas 43 sessões abertas na Casa nos últimos quatro meses, quando foram contabilizadas 253 ausências sem justificativa, segundo levantamento obtido pela Satélite a partir dos dados disponíveis no site do Legislativo. A baixa assiduidade poderia ser revertida com o registro de presença por ponto biométrico, prometido por Coronel para agosto, mas adiado para 2018. Ele atribui o atraso a falhas no sistema. “A empresa contratada está fazendo testes e achou erros na identificação das digitais, mas a implantação continua em andamento e a biometria entrará em operação no início do próximo ano”, afirmou Ângelo Coronel.

Jairo Costa Jr./Coluna Satélite/Correio*

17 de novembro de 2017, 09:22

SALVADOR Vereador Carlos Muniz confirma saída do Podemos

Foto: Divulgação

Vereador Carlos Muniz

O vereador Carlos Muniz (Podemos) confirmou com exclusividade para a Tribuna que vai mesmo deixar o Podemos. “Não vou continuar. Eu vou sair do Podemos. Isso aí é um fato real”, cravou. Especula-se no meio político que o edil brigou com o deputado João Carlos Bacelar (PODE) e que deve declarar apoio, no início de dezembro, ao prefeito ACM Neto (DEM). Muniz afirma que já iniciou conversas com outra legenda, mas prefere não revelar qual. “Tenho conversado com um partido e vou conversar com vários. No futuro, até março, vou tomar uma decisão”. Ele justifica a decisão por, segundo palavras dele, “incompatibilidade com o presidente”: “Ele tem os projetos pessoais e eu acho que partido tem que ter projetos coletivos e não individuais”.Questionado pela Tribuna, ele negou que tenha brigado com Bacelar. “Numa conversa, ele tomou a decisão e disse que iria me expulsar. Eu falei que poderia expulsar, não teria problema nenhum”. O jornal, então, insistiu na tese da briga – já que houve a ameaça de expulsão. “Não houve briga, teve uma conversa e na conversa ele disse que iria me expulsar. Falei que era até melhor para que eu não tivesse problemas no futuro”, rebateu novamente.O vereador prefere não dar detalhes sobre o motivo da ameaça de expulsão, mas disse que Bacelar “só pensa em eleição”. “Eu já falei a você: incompatibilidade com ele. Ele tem um pensamento e eu tenho outro dentro do partido. Ele tem o pensamento de a eleição dele ser mais importante do que qualquer coisa dentro do partido. Eu acho que o partido tem que fazer o coletivo e não o individual. Não só pensar na campanha e na pré-campanha dele”, dispara.“O partido tem que fazer vários deputados estaduais e eu não estou vendo o partido fazer bancada para isso. Não estou vendo o partido ter interesse em fazer bancada estadual. Você vê que o partido iniciou com três deputados e hoje só tem dois. É sinal que há alguma coisa de errado. E nem por isso ele se importa. Continua agindo da mesma forma. Vejo que ele não tem interesse em fazer partido coletivamente, tem interesse em fazer individual”, completou.Sobre o apoio a Neto, Muniz nega que haja algum acerto e que não fala com Neto “há mais de 10 meses”, mas pondera: “A gente nunca pode dizer que dessa água não beberei, porque posso ir para uma fonte que estiver seca e precisar dessa fonte. Agora, neste momento, não existe essa hipótese”.

Tribuna da Bahia

17 de novembro de 2017, 09:10

ECONOMIA Empresas de alto crescimento elevam em 20% total de empregados

Em 2015, do total de 2,5 milhões de empresas ativas existentes no Brasil, 25.796, o equivalente a 1%, eram empresas de alto crescimento, o que significa que ampliaram em média 20% o número de empregados durante três anos consecutivos e tinham dez pessoas ocupadas no início do triênio. As empresas de alto crescimento representavam 5,4% das ativas com dez ou mais pessoas ocupadas assalariadas naquele ano. Em comparação a 2014, o total de companhias de alto crescimento caiu 17,4%, somando 5.427. As informações foram divulgadas hoje (17) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A coordenadora da pesquisa Estatísticas de Empreendedorismo 2015 do IBGE, economista Isabella Nunes, disse à Agência Brasil que, embora as empresas de alto crescimento correspondam a apenas 1% do total de companhias ativas em 2015, “elas respondem por 67,7% do total de postos de trabalho gerados de 2012 a 2015 [por empresas com mais de uma pessoa ocupada]”. Observou que esse é o terceiro ano consecutivo de queda do número de empresas de alto crescimento no Brasil. “O que chama a atenção em 2015 é a magnitude dessa queda”. Em 2013, o recuo foi de 5,2% em relação a 2012; em 2014, atingiu -6,4% sobre 2013 chegando a -17,4% em 2015 em comparação a 2014. A economista lembrou que a crise no país influenciou os resultados com inflação em alta, desemprego crescente e massa salarial caindo. Salientou que cumprir a condição de ser uma empresa de alto crescimento não é fácil porque ela tem que crescer, em média, 20%. Explicou que essas empresas medem o ritmo de contratação e, em épocas de crise, tendem a diminuir em termos de número.

Agência Brasil

17 de novembro de 2017, 09:02

SALVADOR Travessia Salvador-Mar Grande faz parada de duas horas nesta manhã

Foto: Divulgação

O período de parada no atendimento aos usuários da travessia marítima Salvador-Mar Grande, nesta sexta-feira (17), será das 8h às 10h. O atendimento será suspenso por força da maré baixa prolongada, que impede a atracação das embarcações no Terminal Hidroviário de Vera Cruz, na Ilha de Itaparica, cujo canal de navegação não tem profundidade suficiente. Os horários noturnos da travessia também serão afetados: hoje a última saída de Salvador será às 19h e não às 20h, como normalmente acontece. De Mar Grande para a capital, a última embarcação sai às 18h30.

17 de novembro de 2017, 08:37

MUNDO Governo britânico tramita 313 projetos relacionados com Brexit

O Governo do Reino Unido tramita 313 projetos e mil normativas relacionadas com o processo de saída da União Europeia (UE), o Brexit, revelou nesta sexta-feira (17) o Escritório Nacional de Auditoria (NAU, na sigla em inglês). A informação é da Agência EFE.A NAU afirmou que o Ministério para a saída da UE, liderado por David Davis, identificou essas 313 “linhas de trabalho individual” e entre 800 e 1 mil peças de “legislação complementar”.As tarefas incluem redigir novas normativas, assegurar que existem substitutos para os organismos reguladores atuais e impulsionar a aplicação de novos acordos comerciais, segundo a organização.A maioria destes projetos são para o Ministério de Empresas, Energia e Estratégia Industrial, com 69 iniciativas em andamento, enquanto o Ministério de Meio ambiente, Alimentação e Assuntos Rurais se ocupa de 43, de acordo com os últimos dados.A NAU explicou que o alcance e a dificuldade das tarefas varia, mas em muitos casos requerem formulações e redações de minutas de legislação, além de consultas às autonomias e ao setor privado.Os ministérios, acrescentou o escritório, devem se preparar tanto para um desenlace negociado com a UE como para a possibilidade de que as conversas terminem sem um acordo. A presidente da comissão parlamentar de Contas Públicas, Meg Hillier, disse que o relatório do Escritório de auditoria “traz a questão de se os ministérios poderão encarar uma tarefa de tal magnitude”. “Este documento deixa claro o desafio que representa para os funcionários a coordenação do Brexit”, afirmou a deputada, ressaltando o risco de que “qualquer assunto que não esteja relacionado” com a saída da UE “seja abandonado”.

Agência Brasil

17 de novembro de 2017, 08:14

SALVADOR Mototaxistas sem regulamentação não poderão circular no Réveillon

Foto: Correio 24h*

Só os mototaxistas regulamentados é que vão poder circular no entorno do local da festa de Réveillon e dos circuitos do Carnaval de Salvador de 2018. O Diário Oficial do Município (DOM) publicou na edição desta quinta-feira (16) uma lista com mais de 650 nomes dos mototaxistas que estão oficialmente regulamentados para atuar na capital baiana a partir do dia 31 de dezembro.A partir desta data, os mototaxistas que não estiverem de acordo com o regulamento para o exercício da atividade sofrerá sanções administrativas, dentre elas, a apreensão da moto. De acordo com o secretário municipal de Mobilidade, Fábio Mota, a fiscalização vai começar pelo Centro da cidade, mas gradualmente, vai atingir a cidade inteira. Após a publicação da lista, os mototaxistas serão convocados para passar por uma vistoria, que acontecerá de 4 a 15 de dezembro, na sede da Coordenação de Táxis e Transportes Especiais (Cotae). O atendimento será por ordem alfabética. Nessa etapa serão avaliados se as motos e os equipamentos de proteção individual dos mototaxistas atendem aos pré-requisitos exigidos no edital publicado pela Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob) em maio.Ao todo a prefeitura disponibilizou 2.938 vagas para mototaxistas, mas até o momento só foram preenchidas menos de 700 delas. As inscrições serão reabertas no ano que vem, entre janeiro e fevereiro. “A grande celeuma é a falta do curso de mototaxista. Os profissionais devem procurar o Detran para fazer o curso. Só vamos encerrar o processo quando preenchermos todas as vagas”, explicou o secretário de Mobilidade, Fábio Mota, acrescentando que durante o Reveillón e o Carnaval só vão passar pelas barreiras de trânsito os mototaxistas que estiverem regulamentados.O presidente do Sindicato dos Motociclistas, Motoboys e Mototaxistas (Sindmoto), Henrique Balthazar da Silveira Filho, diz que as exigências são muitas, que não contempla a maior parte da categoria e que os profissionais aguardam uma oportunidade para entrar em um acordo com a prefeitura. Para ele, o principal problema da regulamentação é o tempo de vida da moto. “Espero que aumentem a idade da moto, que é de cinco anos. Isso é absurdo, pois ninguém tem condições de comprar moto nova e atual”.Entre regras para o credenciamento, o motociclista precisa estar habilitado na categoria A, no mínimo, há dois anos; a motocicleta deverá ter, no máximo, cinco anos de uso, máximo de 250 cilindradas, estar em nome do mototaxista e ser da cor amarela. O motociclista também deverá ter curso de especialização sobre condução de passageiros em veículos motorizados de duas rodas.

Correio*

17 de novembro de 2017, 08:00

BRASIL Mais de 1,5 milhão de pessoas farão o Encceja neste domingo em todo o país

Mais de 1,5 milhão de pessoas que ainda não concluíram os cursos do ensino fundamental e médio terão neste domingo (19) mais uma oportunidade de atingir esse objetivo. O Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) 2017 será realizado em 564 municípios de todos os estados. De acordo com o Ministério da Educação, este ano serão 301.583 participantes do ensino fundamental e 1.272.279 do ensino médio. O exame será aplicado em dois turnos. De manhã, os portões serão abertos às 8h e fechados às 8h45, os testes começam às 9h e terminam às 13h, no horário de Brasília. Os candidatos do ensino fundamental farão provas de ciências naturais, história e geografia. Para o ensino médio, as provas serão de ciências da natureza e suas tecnologias,além de ciências humanas e suas tecnologias. No turno da tarde, os portões abrirão às 14h e fecharão às 15h15. O exame começa às 15h30 e vai até as 20h30. Os candidatos do ensino fundamental farão as provas de língua portuguesa, língua estrangeira moderna, artes, educação física, matemática e redação. Para o ensino médio, haverá os testes de linguagens e códigos e suas tecnologias, redação e matemática e suas tecnologias. De acordo com o MEC, as provas objetivas terão, cada uma, 30 questões de múltipla escolha. “Para obter o certificado ou a declaração de proficiência, o participante deve fazer, no mínimo, 100 dos 200 pontos possíveis em cada uma das áreas de conhecimento”. “No caso de língua portuguesa, língua estrangeira moderna, artes e educação física, para candidatos do ensino fundamental e de linguagens e códigos e suas tecnologias, para ensino médio, é preciso obter, também, a proficiência em redação. Para isso, é necessário alcançar nota igual ou superior a 5 pontos, em uma escala que varia de 0 a 10”. Para obter o certificado ou a declaração de proficiência, o candidato deve fazer, no mínimo, 100 dos 200 pontos possíveis em cada uma das áreas de conhecimento, diz o ministério. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) divulgou os locais de provas que podem ser acessados pelos candidatos no site do instituto.

Agência Brasil