24 de julho de 2017, 11:55

BRASIL Pezão discute venda da Cedae com BNDES e governo federal

Foto: DIDA SAMPAIO/ESTADAO

Governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão

O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, se reúne hoje (24) com o presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Paulo Rabello de Castro, e o ministro-chefe da Secretaria Geral da Presidência, Moreira Franco, para discutir o processo de privatização da Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro (Cedae). Também participa da reunião o vice-governador Francisco Dornelles. No último dia 20, o BNDES divulgou que seu corpo técnico já havia começado a analisar a viabilidade da compra da companhia, após ter recebido a demanda do governo federal. Sob protestos de funcionários e movimentos sociais, a venda da Cedae foi aprovada pela Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) em fevereiro. A privatização era uma das exigências do governo federal para que o estado do Rio entrasse no Regime de Recuperação Fiscal, que aguarda agora a homologação da União. Com o acordo, o estado do Rio vai adiar o pagamento de dívidas com a União por três anos. A venda da companhia servirá de garantia para a concessão de um empréstimo de R$ 3,5 bilhões ao estado.

Vinícius Lisboa, Agência Brasil

24 de julho de 2017, 11:53

MUNDO Farc anunciam que serão partido político a partir de 1º de setembro

As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) anunciaram nesta segunda-feira (24) que se transformarão em partido político a partir do próximo dia 1º de setembro, segundo uma determinação tomada pelo Plenário do Estado Maior do grupo, reunido em Bogotá. A informação é da agência EFE. “Em 1º de setembro estaremos lançando publicamente o novo movimento politico”, disse o guerrilheiro de codinome Carlos Antonio Lozada, membro do Estado Maior das Farc, em uma coletiva de imprensa. No plenário realizado, o ex-grupo guerrilheiro procurou traçar os alinhamentos para formar o seu partido politico e definir os candidatos que disputarão futuras eleições.

Agência Brasil

24 de julho de 2017, 11:40

BAHIA Chocolat Bahia 2017 reúne 60 mil pessoas e gera R$ 10 milhões em negócios na cidade de Ilhéus

Foto: Divulgação

Chocolat Bahia 2017, que teve o apoio do Governo do Estado, também bateu recordes de público e de negócios

Iniciado há nove anos com 13 expositores e apenas uma marca de chocolate regional, o Festival Internacional do Chocolate e Cacau, encerrado no domingo (23) em Ilhéus, possui, atualmente, números expressivos: 80 expositores e 40 marcas de chocolates premium do sul da Bahia. O Chocolat Bahia 2017, que teve o apoio do Governo do Estado, também bateu recordes de público e de negócios. Cerca de 60 mil pessoas visitaram o Centro de Convenções, gerando um movimento de R$ 10 milhões. Um dos destaques do festival foi o lançamento, pelo Governo da Bahia, da Estrada do Chocolate, a primeira estrada temática do estado, que irá abranger os municípios de Ilhéus e Uruçuca. No roteiro, os turistas poderão conhecer a cultura do cacau e produção do chocolate, através de visitas a fazendas/fábricas de chocolate gourmet existentes ao longo da rodovia BA-262, com sítios históricos, rios, cachoeiras e áreas de preservação ambiental. “O resultado é totalmente positivo, com a rede hoteleira ocupada, milhares de pessoas visitando os estandes, ampliação dos espaços do pavilhão de feiras, o que impulsiona a economia. Estamos consolidando Ilhéus como a capital brasileira do Cacau e do Chocolate de Origem”, destacou o secretário estadual de Turismo da Bahia, José Alves. Além dos estandes para lançamento e comercialização de chocolates produzidos no sul da Bahia, o festival abriga eventos como o Fórum Brasileiro do Cacau e Chocolate, Cozinha Show, Cozinha Kids, Ateliê do Chocolate, Pavilhão da Economia Criativa e o Espaço Cultural do Cacau, com shows de artistas regionais, além de visitas a fazendas de cacau que fabricam chocolate. O produtor de cacau, Fernando Botelho, que investiu na elaboração de chocolates premium, disse que a cada ano, o festival ganha uma nova dimensão, com o surgimento de novas marcas e a expansão dos negócios, mostrando que o caminho é a verticalização da lavoura cacaueira. “Nosso chocolate foi lançado há três anos no festival e, além das vendas diretas durante o evento, captamos nossos negócios e nos consolidamos no mercado”, afirmou Cecília Gomes. O idealizador e coordenador do Festival Internacional do Cacau e do Chocolate, Marco Lessa, ressaltou que o apoio do Governo da Bahia tem sido fundamental, não apenas na realização do evento, mas na transformação de uma região que só produzia amêndoas e hoje produz chocolates finos, com alto valor agregado. “O festival não se limita aos quatro dias do evento, ele tem desdobramentos durante todo o ano, nos negócios, no surgimento e crescimento de marcas, no estímulo ao empreendedorismo e na divulgação da região cacaueira no Brasil e no exterior. Essa é uma plataforma de fomento, de geração de emprego e renda, de estímulo à produção, de esperança na retomada do desenvolvimento em bases sustentáveis”, finalizou.

24 de julho de 2017, 11:36

ECONOMIA Economia brasileira deve crescer 0,3% este ano, avalia FMI

O aumento da incerteza política e as dúvidas sobre as próximas medidas econômicas do presidente Michel Temer vão se refletir em um ritmo de recuperação da atividade mais contido, avalia o Fundo Monetário Internacional (FMI) em relatório de atualização de projeções divulgado durante evento na Malásia nesta segunda-feira, 24. A projeção é que a economia brasileira deva crescer 0,3% este ano, um dos menores níveis entre os principais mercados do mundo.Para 2018, o FMI projeta expansão de 1,3%, abaixo do 1,7% que previa no relatório “Perspectiva Econômico Mundial” divulgado em abril, durante a reunião de primavera da instituição, em Washington. A redução da projeção é por causa da crise política e da fraca demanda doméstica, segundo o documento divulgado nesta segunda.Ao mesmo tempo, a estimativa para 2017 teve leve alta na comparação com o relatório de abril, de 0,2% para 0,3%. A razão é que os números do Produto Interno Bruto (PIB) do primeiro trimestre acabaram surpreendendo positivamente.Um dos pontos positivos ressaltados pelo FMI sobre o Brasil no relatório agora divulgado é a “forte queda” da inflação, que contrasta com o movimento de outros emergentes, onde os índices de preços têm tido comportamento mais estável e mesmo os países desenvolvidos, onde se esperava aceleração da inflação, movimento que vem ocorrendo em ritmo mais suave que o projetado.Ao mesmo tempo, o relatório do FMI ressalta que “renovadas incertezas políticas” pressionaram o real, que teve desvalorização logo após a delação da JBS vir a público. Apesar do cenário mais incerto no Brasil, os fluxos de capital internacionais tem mostrado resistência e continuaram aportando no Brasil e em outros mercados emergentes.O fim da recessão no Brasil e na Argentina deve ajudar a América Latina a voltar a registrar crescimento positivo, destaca o FMI. A projeção é que após contração de 1% em 2016, o Produto Interno Bruto (PIB) da região cresça 1% em 2017 e 1,9% em 2018. Ainda na região, as estimativas para o México foram revisadas para cima e o país deve crescer 1,9% este ano.Apesar da volta ao crescimento na América Latina, os números ainda seguem abaixo das médias históricas, afirma o economista-chefe do FMI, Maurice Obstfeld, em comentários apresentados durante a apresentação do relatório na Ásia.

Estadão

24 de julho de 2017, 11:24

BRASIL Muitos queriam fim do governo Dilma e não da corrupção, diz procurador da Lava Jato

Foto: RODOLFO BUHRER / ESTADAO CONTEUDO

Procurador da República Carlos Fernando dos Santos Lima

Em mensagem publicada em sua rede social, o procurador da República Carlos Fernando dos Santos Lima, da força-tarefa da Operação Lava Jato, afirmou nesta segunda-feira, 24, que ‘o próximo passo do PMDB’ parece ser acabar com a investigação. Carlos Lima reagiu à entrevista do vice-presidente da Câmara dos Deputados e substituto imediato de Rodrigo Maia (DEM-RJ), o deputado Fábio Ramalho (PMDB-MG), ao Estadão, na qual o parlamentar defendeu um “prazo de validade” para a Lava Jato. O procurador afirmou que ‘as investigações vão continuar por todo o País’. “Acabar com a Lava Jato. Esse parece ser o próximo passo do PMDB. Infelizmente muitas pessoas que apoiavam a investigação só queriam o fim do governo Dilma e não o fim da corrupção. Agora que Temer conseguiu com liberação de verbas, cargos e perdão de dívidas ganhar apoio do Congresso, o seu partido deseja acabar com as investigações. Mas, mesmo com todas as articulações do governo e de seus aliados, as investigações vão continuar por todo País”, escreveu. Na entrevista, Fabio Ramalho afirmou que ‘o Brasil não vai aguentar isso para o resto da vida’. “Ela (Lava Jato) não pode ser indeterminada. Ela já fez o seu trabalho”, disse o deputado. “Defendo a Lava Jato, mas tem de ter prazo de término. O Brasil não vai aguentar isso o resto da vida. Além da corrupção, tem de se avançar na desburocratização do País, na segurança jurídica do País, nas reformas.” Questionado sobre qual seria o prazo para a Lava Jato terminar, o deputado declarou. “Determina um tempo: seis meses.”

Estadão

24 de julho de 2017, 11:11

EXCLUSIVA O desespero das oposições ao pensar que Neto pode não disputar 2018

Foto: Divulgação/Arquivo

Candidatura de ACM Neto ao governo é defendida a ferro e fogo por correligionários do prefeito

Aliados e correligionários do prefeito ACM Neto (DEM) têm um motivo muito forte para defenderem com unhas e dentes sua candidatura ao governo do Estado em 2018. É que, se não for Neto o candidato, as oposições terão que se contentar com duas hipóteses: lançarem à disputa o prefeito de Feira de Santana, Zé Ronaldo (DEM), ou então simplesmente inventarem um nome. Em qualquer das duas hipóteses, acreditam que assim, sem Neto concorrendo, a eleição para o governador Rui Costa (PT) será um passeio.

24 de julho de 2017, 11:08

BAHIA Abastecimento será interrompido em Itaparica e Vera Cruz nesta terça

Foto: Reprodução

A Embasa informa que, para possibilitar realização de manutenção em equipamentos de sistema de abastecimento de água, o fornecimento será temporariamente interrompido, a partir das 8h desta terça-feira (25), nos municípios de Itaparica e de Vera Cruz. A conclusão do serviço está prevista para a noite do mesmo dia (25), quando o abastecimento começará a ser retomado de forma gradativa. O restabelecimento total se dará em até 48 horas. A Embasa recomenda aos usuários que façam o uso racional da água no período. Imóveis que contam com reservação adequada não sentirão os efeitos da interrupção.

24 de julho de 2017, 10:58

SALVADOR Carolino quer eleição direta para gerentes regionais da rede municipal de Educação

Foto: Divulgação

Vereador Toinho Carolino (Podemos)

O vereador Toinho Carolino (Podemos) alertou nessa segunda (24) para a falta de eleições diretas para gerentes regionais da rede pública de educação de Salvador. Um projeto de autoria do vereador está tramitando na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Municipal. “Se aprovada, a Lei ajudará ao prefeito a ter servidores experientes, bem preparados e validados pela comunidade escolar da região, favorecendo a melhoria dos índices da Educação Pública em nossa capital”. Carolino criticou exemplos mal sucedidos de indicação: “dessa forma, acredito que não seremos surpreendidos com tantos equívocos de gestão, a exemplo do que acontece hoje na Regional de Itapuã”. “A indicação dos gerentes, como hoje funciona, não oferece oportunidade a quem é concursado e com capacitação adequada porque o critério é a indicação e não a meritocracia. Somos a favor da alternância de poder. Por isso acredito no bom senso dos integrantes da CCJ da Câmara para apreciar e aprovar o projeto”.

24 de julho de 2017, 10:50

ECONOMIA Demanda por crédito tem queda de 0,7% no primeiro semestre, diz Boa Vista SCPC

A demanda por crédito ao consumidor no Brasil registrou queda de 0,7% no primeiro semestre deste ano, em relação a igual período de 2016. É o que informou nesta segunda-feira, 24, a Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Na passagem de maio para junho, o índice recuou 2,8%, com ajuste sazonal. Já na comparação com o sexto mês do ano passado, sem ajuste, houve estabilidade. No acumulado de 12 meses, por sua vez, foi constatado declínio de 6,3%.Por categorias, houve retração de 10,1% na procura por crédito nas instituições financeiras e de 3,6% no segmento não financeiro no acumulado de 12 meses terminados em junho.Conforme a Boa Vista, os resultados mostram o cenário de crédito ainda fragilizado, mas gradualmente o indicador retorna a um território mais neutro. Com a expectativa de retomada da atividade, “ainda que tímida”, a equipe econômica da instituição estima melhora do consumo, o que pode contribuir para aumento da demanda por crédito por parte dos consumidores.Além disso, com as recentes melhoras nas perspectivas de juros e inflação, a Boa Vista espera retomada mais consistente do indicador nos próximos meses. A estimativa é de que o índice atinja níveis positivos até o primeiro trimestre de 2018.

Estadão

24 de julho de 2017, 10:47

BRASIL Com poucos recursos, partidos vão priorizar candidatos competitivos

Com dinheiro escasso para bancar as campanhas de 2018 e sem poder contar com financiamento privado, os partidos serão obrigados a ser muito mais seletivos na hora de definir em quais candidatos colocarão recursos. Segundo o ministro da Ciência, Tecnologia e Comunicações, Gilberto Kassab, principal nome do PSD, a tendência será seguida por todas as siglas. “Não tem como ser diferente. A partir de agora, campanhas mais competitivas serão a prioridade. Ninguém vai ter dinheiro para apostar em candidaturas sem chances.” Kassab já decidiu que vai disputar as próximas eleições. Ainda reflete sobre se concorrerá ao governo de São Paulo ou uma vaga para o Senado. No limite, aceita ser vice do senador José Serra (PSDB), se ele tentar voltar ao Palácio dos Bandeirantes. Longe de terminar, a divergência interna no PSDB ganhou outro episódio. Agora, o partido rachou na decisão sobre quem deverá substituir Aécio Neves no comando do partido. Leia mais no Estadão.

Estadão

24 de julho de 2017, 10:28

BAHIA Para Trindade, avaliação da UNEB é resultado de investimento de Rui

Foto: Divulgação

A Universidade do Estado da Bahia (Uneb) está entre as 80 melhores universidades da América Latina e é a única representante baiana a ocupar o ranking da revista Times Higher Education. As instituições listadas foram avaliadas pela qualidade do ensino, da pesquisa, das ações de transferência de conhecimento e de suas perspectivas internacionais.Para o líder da oposição, vereador José Trindade (PSL), o resultado alcançado pela instituição só demonstra o esforço e o investimento que o governo de Rui Costa tem feito na educação (PSL).“Desde o início do governo Rui Costa ele estabeleceu como um dos pilares da sua administração o fortalecimento da educação, e ai está a prova disso, a UNEB sendo reconhecida como uma das melhores universidades da América Latina e a nível de Bahia, na frente até da UFBA”, lembra. O Brasil é o país latino-americano com o melhor desempenho no ranking em 2017, com 32 instituições na lista. Entretanto, a UNEB figura como única universidade do estado da Bahia.Não participam do ranking universidades que não possuem cursos de graduação, que não tiverem publicados pelo menos 200 trabalhos de pesquisa entre 2011 e 2015 ou que 80%, ou mais, das suas atividades se concentrem em apenas uma das missões consideradas pelo levantamento.

24 de julho de 2017, 10:10

MUNDO Maduro exige que oposição não proteste durante votação de Constituinte

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, exigiu que seus adversários políticos permitam que a população do país se expresse no dia 30 de julho a fim de eleger em paz os membros de uma Assembleia Nacional Constituinte, que tem como missão reescrever a Constituição venezuelana. “Exijo que a oposição tenha um pouquinho de honra e respeite o direito dos venezuelanos de votar neste 30 de julho sem violência”, disse o presidente, em um programa dominical de rádio e televisão.Dirigindo-se ao presidente da Assembleia Nacional, o deputado opositor Julio Borges, Maduro expressou que “temos grandes diferenças, mas se você tem a liderança política neste momento histórico, assuma a responsabilidade. Retifiquem a tempo e chegaremos a um acordo de paz e convivência para que este país siga em frente”.O comentário de Maduro foi feito horas depois que o deputado Freddy Guevara, vice-presidente da Assembleia Nacional e que falou em nome da coalizão de oposição, disse que, em relação à Constituinte, o povo venezuelano “já decidiu”, na consulta popular de 16 de julho, e “não permitirá” que se instaure “um comunismo” em solo venezuelano. Em uma coletiva de imprensa, Guevara deu ênfase ao chamado da oposição para uma greve geral de 48 horas entre quarta e quinta-feira desta semana, assim como outros protestos nos próximos dias, como parte de uma campanha denominada “Hora zero” e com a qual a oposição busca intensificar as pressões contra o governo Maduro. A impopular administração enfrenta, desde o fim de março, uma onda de manifestações quase diárias que deixaram, até o momento, ao menos 97 mortos.Maduro afirmou que a eleição dos membros de uma Assembleia Constituinte se realizará tal e como previsto, porque é “necessário, justo e constitucional”, embora os “governos de coalizão de direita e pró-imperialistas da oligarquia da Colômbia, do Peru, entre outros, em um só coro repitam o que diz o Departamento de Estado dos Estados Unidos” contra a iniciativa.

Estadão

24 de julho de 2017, 10:09

MUNDO Milícias curdas asseguram que tomaram rua estratégica no centro de Al Raqqa

As Forças da Síria Democrática (FSD), uma aliança armada liderada por milícias curdas, garantiram hoje (24) que tomaram o controle da estratégica rua de Seif al Daula, em pleno centro da cidade de Al Raqqa, reduto do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) no nordeste da Síria. A informação é da EFE. As FSD indicaram, através da rede do aplicativo Telegram, que expulsaram totalmente os extremistas dessa via, que separa os bairros do leste e oeste do centro antigo da cidade. O Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH), que não confirmou este progresso, indicou que as FSD já controlam 41% da superfície de Al Raqqa, onde iniciaram uma ofensiva apoiada pela coalizão internacional liderada pelos EUA a partir do dia 6 de junho. De acordo com a recontagem do OSDH, pelo menos 286 civis, entre eles 50 crianças, morreram na cidade desde essa data, enquanto que 434 integrantes do EI e 198 das FSD perderam a vida, entre eles um americano e um britânico. Por outro lado, na província vizinha de Deir ez Zor, o Observatório Sírio informou que pelo menos quatro civis morreram hoje e vários ficaram feridos por um bombardeio de supostos aviões russos na localidade da Al Mayadin, no leste da região. Nos últimos dias, a Força Aérea da Rússia, aliada do governo sírio, intensificou os bombardeios em Deir ez Zor, uma província quase totalmente controlada pelo EI, exceto por alguns bairros de sua capital homônima e seu aeroporto militar, que estão em poder dos efetivos governamentais sírios.

Agência Brasil

24 de julho de 2017, 09:48

ECONOMIA Câmbio para fim de 2017 segue em R$ 3,30, aponta Focus

O Relatório de Mercado Focus divulgado na manhã desta segunda-feira, 24, pelo Banco Central (BC), mostrou que a projeção para a cotação da moeda americana no fim de 2017 seguiu em R$ 3,30. Há um mês, estava em R$ 3,32. O câmbio médio de 2017 foi de R$ 3,24 para R$ 3,22, ante R$ 3,24 de um mês antes.No caso de 2018, a projeção dos economistas do mercado financeiro para o câmbio no fim do ano foi de R$ 3,45 para R$ 3 43. Quatro semanas antes, a previsão estava em R$ 3,40. Já a projeção para o câmbio médio no próximo ano foi de R$ 3,39 para R$ 3,38, ante os mesmos R$ 3,38 de quatro semanas atrás.

24 de julho de 2017, 09:47

SALVADOR Audiência Pública discute Reforma da Lei Orgânica do Município

Foto: Divulgação

A vereadora Lorena Brandão (PSC) é a presidente da Comissão de Reforma do LOM

A Comissão Especial de Revisão da Lei Orgânica do Município (LOM) promoverá, no próximo dia 27, uma audiência pública com os procuradores municipais. O evento ocorrerá no Centro Cultural, a partir das 8h. Presidente do colegiado, a vereadora Lorena Brandão (PSC) discorreu sobre o andamento dos trabalhos. “Já tivemos algumas reuniões internas com o relator, vereador Edvaldo Brito (PSD), onde já deixamos pronto o primeiro texto da LOM. Agora, escutando os vereadores e o que eles têm a sugerir, iremos fazer audiências públicas”, afirmou. Segundo a parlamentar, o próximo passo será certificar as comissões da Câmara e algumas secretarias para colher sugestões. “Já recebemos algumas pontuações de vereadores e estamos analisando as propostas”, acrescentou. Seguindo o cronograma elaborado pelo colegiado, ocorrerá outra audiência pública no dia 16 de agosto. Desta vez o público alvo será a comunidade acadêmica. E no dia 11 de setembro acontecerá outra audiência pública mais ampla, com a presença de representantes de secretarias municipais, procuradores e da sociedade. Lorena Brandão explicou a importância da realização das audiências públicas. “A Câmara prega a democracia e a liberdade de poder opinar. Portanto, não podemos fazer diferente na Comissão de Revisão da Lei Orgânica do Município. Vamos ouvir todos, colher o que eles têm a nos passar e pensar o que podemos encaixar na LOM”. A meta da Comissão Especial de Revisão da Lei Orgânica do Município (LOM) é entregar o documento final ao presidente da Casa, vereador Leo Prates (DEM), até o final do ano.