24 de março de 2017, 11:35

BRASIL Presidente do TSE cobra investigação de vazamentos da Odebrecht

Foto: Divulgação

Presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, cobrou hoje (24) que seja investigado o vazamento de depoimentos sigilosos de executivos da empreiteira Odebrecht, nos quais são relatados supostos repasses ilegais à campanha da chapa Dilma-Temer nas eleições de 2014. “Deploro vivamente, seriamente, e exijo que façamos a investigação desse vazamento agora lamentavelmente ocorrido”, afirmou Mendes. “Acho que isso fala mal das instituições. É como se o Brasil fosse o país de trambiques, de infrações, assim como nós não podemos praticar vazamentos aqui, ninguém pode fazê-lo, nem procuradores, nem juízes, nem ninguém.” Na última quarta-feira (22), o ministro do TSE Herman Benjamin encaminhou aos demais ministros da Corte o relatório parcial sobre a ação, relatada por ele, que pede a cassação da chapa Dilma-Temer por abuso de poder político e econômico. O objetivo foi permitir que seus pares comecem a preparar os votos no caso. No documento, constam trechos dos depoimentos de ex-executivos da Odebrecht, incluindo o de Marcelo Odebrecht, ex-presidente-executivo da empresa. As declarações encontram-se sob segredo de Justiça, por força de uma cláusula nos acordos de delação premiada firmados pelos depoentes junto à força-tarefa da Lava Jato. No dia seguinte à distribuição do relatório, no entanto, trechos dos depoimentos foram amplamente divulgados pela imprensa. Por meio de um despacho assinado por seu juiz auxiliar, Bruno Lorencini, Benjamin determinou a investigação dos vazamentos, que podem configurar crime previsto no código penal. Recentemente, Gilmar Mendes acusou a Procuradoria-Geral da República (PGR) de vazar informações sigilosas relativas à Lava Jato, e fez alusão a uma possível anulação de provas em decorrência do ato. O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, reagiu afirmando que a acusação era “mentirosa”.

Felipe Pontes, Agência Brasil

24 de março de 2017, 11:33

BAHIA Docentes protestam em frente à casa de Arthur Maia

Foto: Divulgação

Um grupo de professores municipais e estaduais protestam nesta sexta-feira, 24, em frente à casa do deputado Arthur Maia (PPS-BA), no Caminho das Árvores, em Salvador. O parlamentar é relator da reforma da Previdência na Câmara de Deputados. De acordo com o jornal A Tarde, durante o protesto, o presidente do Sindicato dos Professores da Bahia, Rui Oliveira, disse que o ato era “para dizer para esse golpista que com o povo não se brinca. Assim como ele entrou na política, pode sair”, disse em referência a Maia. Em seguida, foram ouvidos gritos de “Fora Arthur Maia”, “Fora Temer” e “Diretas Já”. O sindicalista ainda anunciou que está organizando uma romaria para Bom Jesus da Lapa, no oeste da Bahia, onde a família do deputado tem residência.

24 de março de 2017, 11:24

ECONOMIA Fiesp critica ministro por possível alta de tributos

A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) retoma o pato inflável, símbolo da campanha da entidade no ano passado contra aumento de impostos, para um recado dirigido ao ministro da Fazenda, Henrique Meirelles. Na quarta-feira, 22, o ministro deixou clara a necessidade de elevar tributos para fechar as contas deste ano e garantir o cumprimento da meta fiscal.Em anúncios publicados nesta sexta-feira, 24, na imprensa, com o título “O que é isso, ministro?”, a Fiesp afirma que “causa total indignação a fala do ministro da Fazenda, que preanuncia aumento de impostos”. O texto considera a medida “descabida”, pois vai na “contramão do momento brasileiro”.Em entrevista nesta quinta-feira, 23, à Rádio Gaúcha, de Porto Alegre, o presidente da Fiesp, Paulo Skaf, reforçou ser contrário ao aumento de impostos num momento em que “estamos apoiando a modernização da legislação, a busca de competitividade, a retomada do crescimento econômico, redução de juros, destravamento do crédito, melhor gestão governamental e combate à corrupção”.O empresário disse esperar que a fala do ministro tenha ocorrido num momento de fraqueza e que ele já tenha se arrependido. Para Skaf, um país que arrecada R$ 2 trilhões em impostos não precisa recorrer a novas altas.”Os governos devem buscar eficiência, melhor gestão, combate à corrupção, e não buscar aumento de impostos”. Skaf disse ainda que o pato estava em vigília, mas já comprou uma passagem para Brasília. “Ele estará a postos, se necessário”.

Estadão Conteúdo

24 de março de 2017, 11:10

ECONOMIA Varejistas deixam de vender carnes de marcas investigadas

Foto: Alex Silva/AE

Grandes redes de supermercados retiraram das prateleiras os produtos fabricados pelos frigoríficos interditados pela Polícia Federal (PF) na Operação Carne Fraca para blindar os clientes do risco de vender itens contaminados.O Carrefour informou, por meio de nota, que “retirou preventivamente das lojas os produtos das plantas interditadas”. A empresa frisa que procedimento se refere às fábricas investigadas, mas não às marcas. A companhia não detalhou os volumes removidos nem o destino dos produtos.O concorrente Walmart também retirou das lojas os produtos suspeitos de contaminação. Em seu comunicado, a empresa afirma que “suspendeu preventivamente a venda em suas lojas dos produtos oriundos das plantas frigoríficas interditadas na Operação Carne Fraca”. A rede varejista informou que tinha relação comercial contínua apenas com uma das três plantas que tiveram a produção interrompida, pertencente ao frigorífico Peccin. O GPA, dono das bandeiras Pão de Açúcar, Extra e Assaí, informou, por meio de nota, que também suspendeu a compra das três unidades industriais interditadas, duas no Paraná e uma em Goiás.
A rede varejista não detalhou, no entanto, se os itens fabricados nessas plantas foram recolhidos das lojas. “Recall no Brasil só pode ser determinado pela Anvisa mediante laudos técnicos comprovando contaminação ou problemas sanitários dos produtos. O que não aconteceu ainda – e continuamos aguardando para ver se há alguma orientação dos órgãos nesse sentido”, informou a nota.

Estadão Conteúdo

24 de março de 2017, 11:09

BAHIA Detran-BA preside Conselho Fiscal da Associação Nacional dos Detrans

O diretor-geral do Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran-BA), Lúcio Gomes, foi eleito presidente do Conselho Fiscal da Associação Nacional dos Detrans (AND), na última quinta-feira (23), em Brasília. O diretor-geral do Detran de Alagoas, Antônio Carlos Gouveia, assumiu a presidência da instituição. “Temos pela frente o 2° Congresso Brasileiro dos Detrans, que será realizado em Salvador, nos dias 26 e 27 de abril. Será um grande evento, onde vamos discutir os avanços tecnológicos no trânsito. Nossa missão na presidência será construir uma AND mais forte, com ações efetivas em defesa da sociedade”, disse Gouveia. Para Lúcio Gomes, “o comando da Bahia no Conselho Fiscal da entidade representa o reconhecimento do trabalho desenvolvido no estado, com projetos inovadores que estão servindo de exemplo para outros Detrans”.

24 de março de 2017, 10:45

SALVADOR Lançamento do livro ‘Carlos Marcílio: um homem plural’ acontece hoje

Será lançado hoje, às 18h, na reitoria da UFBA, o livro “Carlos Marcílio: um homem plural”, organizado pela pesquisadora Maria Thereza Oliva Marcílio, viúva do médico, professor, pesquisador e humanista Carlos Marcílio, falecido no ano passado, que ajudou a formar gerações de médicos na Universidade Federal da Bahia.

Raio Laser, Tribuna da Bahia

24 de março de 2017, 10:32

Após seis anos detido, ex-presidente egípcio Hosni Mubarak está em liberadade

O ex-presidente egípcio Hosni Mubarak, deposto em uma revolta popular em 2011, está em liberdade depois de cumprir seis anos de prisão, disse seu advogado Farid al Deeb. As informações são da Agência DPA. Al Deeb informou ao jornal Al Masry al Youm que Mubarak voltou para casa, no bairro de Heliopolis, na capital do país, Cairo. “Ele almoçou com sua família e um grupo de amigos”, acrescentou. No início de março, o Supremo Tribunal egípcio declarou que Mubarak não era responsável pela morte de centenas de manifestantes durante os protestos que levaram ao fim de seu regime, após 30 anos de governo. O ex-general da Força Aérea está, aparentemente, muito doente e ficou em um hospital militar no Cairo durante os processos contra ele.

Agência Brasil

24 de março de 2017, 10:19

BRASIL Renan diz que aumento de impostos parece ‘improvisação’

Foto: Divulgação

O líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros (AL), escolheu nesta quinta-feira, 23, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, como alvo de suas críticas e disse que a ideia do governo de aumentar impostos para evitar um corte mais robusto no Orçamento parece uma “improvisação”. Horas antes, Meirelles havia dito que entre as alternativas para elevar a arrecadação federal neste ano estão a alta de tributos e a privatização de usinas hidrelétricas. “Meirelles não pode fazer esse tipo de declaração porque isso desmerece a credibilidade dele”, afirmou Renan. “Ele é fator de estabilização, não de desestabilização. Não se pode improvisar usando esse tipo de argumento, como ‘se houver venda de hidrelétricas’, ‘se’ isso, ‘se’ aquilo…” Ex-presidente do Senado e citado pela Operação Lava Jato, Renan está em atrito com o governo desde o início do ano. Nos últimos dias, atacou a reforma da Previdência, que definiu como “exagerada”, bombardeou a escolha de Osmar Serraglio para o Ministério da Justiça e disse que o Palácio do Planalto está sob influência do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ), preso pela Lava Jato.”Comemorar a queda da inflação e dos juros, com esse nível de desemprego e essa recessão, acaba passando a ideia de que o País é apenas estatística”, criticou o senador.A equipe econômica anunciou na Quarta-feira (22) que o Orçamento para este ano tem um rombo de R$ 58,2 bilhões. Meirelles repetiu na quinta que o aumento de receitas é fundamental para evitar um corte de gastos muito alto. O governo teme que, se a tesourada for além da conta, haja paralisia administrativa, tornando inviáveis os programas sociais.

Estadão Conteúdo

24 de março de 2017, 10:15

SALVADOR Festival da Cidade começa neste final de semana em Salvador

Muitos são os destaques desta 5° edição do Festival da Cidade. Mas como sempre os grandes shows não podem ficar de fora da festa. No primeiro fim de semana, a programação musical está garantida no Rio Vermelho, Ribeira, Santo Antônio Além do Carmo, Pelourinho e São Caetano. Os shows começam no sábado (25), com a apresentação dos DJs George Ferreira e Santz, que farão uma verdadeira boate ao ar livre, no Mirante do Rio Vermelho, a partir das 18h. A Ribeira recebe, na Praça Dodô e Osmar, a dupla Juan e Ravena, o pagode do grupo Batifun e o arrocha da banda Asas Livres. Já o Largo de Santo Antônio Além do Carmo terá uma noite ao som do melhor da música instrumental da Bahia: os grupos Janela Brasileira e Chorinho Amigos da Madragoa fazem a festa para o público da região. No domingo (26), a música volta no São Caetano, onde o forró vai animar a todos e colocar os casais para dançar e curtir ao som da banda Flor Serena, que toca em cima da Rural Elétrica em desfile feito em volta da Praça ACM. Além disso, o Pelourinho recebe o projeto “Concerto nas Igrejas”, durante a manhã do domingo, o espetáculo musical acontece na Igreja Rosário dos Pretos e quem toca é o Coral Ecumênico da Bahia. Teatro, exposição e arte de rua também animam a cidade neste fim de semana. No Espaço Cultural da Barroquinha, o público poderá participar dos últimos dias do Festival de Grafiti Bahia de Todas as Cores (BTC). Haverá a pintura do Muro Oficial do projeto, feira de artes, batalha de Rap, apresentação do DJ Márcio SLAM, DJ Marve, DJ Kajaman e do Roça Sound. Essa é a terceira edição do BTC que chega a cidade com o tema “Colorida Cidade Viva”, um convite à apreciação da arte urbana e à valorização dos grafiteiros. A Casa do Benin, espaço cultural localizado no Pelourinho, abre em horário especial neste fim de semana de Festival da Cidade. Quem quiser ir apreciar a exposição “Telas da Cidade” – mostra com telas do acervo do Museu da Cidade que retratam Salvador e seus encantos, ou conhecer o Acervo Permanente de Pierre Verger, pode ir ao local das 10h às 16h. Lembrando que a entrada é totalmente franca. Para quem quer ir ao teatro há duas opções. No Teatro Gregório de Mattos, estará em cartaz a preço popular o espetáculo “O Tigre”, com apresentação no dia 25, às 19h. E na Aliança Francesa o premiado “Os pássaros de Copacabana” vai encantar o grande público, também no dia 25 ás 20h, lembrando que a entrada também é gratuita. No fim de semana ainda será possível conhecer a exposição fotográfica “Passou por aqui” que estará no Teatro Gregório de Mattos. O Mercado Modelo não vai ficar de fora. Um dos espaços culturais mais importantes da cidade vai receber no sábado o “Encontro com Baianas”, a partir das 11h, e no domingo tem o Domingão do Mercado com Ijesax às 10h30. As crianças do São Caetano irão se divertir no Circuito de Minibikes que será levado à Praça ACM pelo Movimento Salvador Vai de Bike. O circuito que recebe crianças de 2 a 7 anos e conta com monitores treinados, é o local ideal para a criançada pedalar com segurança e ficar ainda mais íntimo desse meio de transporte sustentável. O Circuito estará na praça das 8h ás 16h. No domingo, às 14h, as mamães e os papais também podem levar os meninos e meninas para o Festival de Grafiti Bahia de Todas as Cores (BTC), que acontece no Espaço Cultural da Barroquinha. Vai ter oficina de grafiti para crianças e apresentação do Playgrude, projeto infantil comandando pelas cantoras Marcela Bellas e Tais Nader, e pelo compositor Helson Hart.

24 de março de 2017, 10:02

MUNDO Fundo Abu Dhabi pede indenização à Petrobras

Foto: Tânia Rego/ABr

O multibilionário fundo soberano dos Emirados Árabes, o Abu Dhabi Investment Authority (ADIA), entrou com um processo contra a Petrobras na corte Sudeste de Nova York pedindo indenização pela desvalorização de ações e bônus da companhia de petróleo em função dos casos de corrupção apurados nos últimos anos. O fundo engrossa a lista de grandes investidores que estão pedindo ressarcimento à empresa, alegando que ela mentiu e omitiu em seus balanços os verdadeiros resultados e receitas, contaminados pelos pagamentos de propinas que vieram à tona com a Operação Lava Jato. A Petrobras já fechou 19 acordos individuais para indenizar investidores. De acordo com o balanço da companhia divulgado nesta semana foi feita uma provisão de R$ 1,2 bilhão para pagamento dos acordos já firmados. Foram 15 no ano passado e os últimos quatro fechados em fevereiro deste ano. Mas a empresa informa que não é capaz de fazer uma previsão sobre outros casos em curso. Apesar da importância e do tamanho de diversos fundos que entraram com pedido de indenização contra a empresa, como a famosa gestora Pimco, o fundo Abu Dhabi é um dos maiores investidores da companhia, segundo fontes. Não há dados públicos sobre a posição do fundo na companhia, mas a estimativa de fontes é de que o pedido de indenização poderia girar em torno de US$ 1 bilhão. Mas o número não foi confirmado já que os advogados que defendem o fundo, do escritório americano Robbins, Geller, Rudman e Dowd LLP não retornaram os pedidos de entrevista e a Petrobras também não comentou o assunto.

AE

24 de março de 2017, 09:51

MUNDO Duas pessoas são presas por suspeita de envolvimento com atentado em Londres

Duas pessoas foram presas hoje (24) por suspeita de envolvimento com o atentado terrorista que causou cinco mortes e deixou 28 feridos em Londres na quarta-feira (22). O chefe Scotland Yard (a unidade antiterrorista da polícia britânica), Mark Rowley, afirmou que as prisões aconteceram na madrugada e foram “significativas”. Os suspeitos foram presos no centro e no norte da Inglaterra. Rowley pediu o apoio da população para fornecer informações sobre o responsável pelo atentado. São nove os presos por suspeita de envolvimento com o atentado. Uma mulher presa pouco após o ataque pagou fiança e foi colocada em liberdade. As informações são da agência argentina Télam. O autor dos atentados usava o nome de Khalid Masood quando foi morto pela polícia, mas a polícia revelou que o nome verdadeiro dele era Adrian Russell Ajao. Segundo meios britânicos, ele também era conhecido como Adrian Elms, nasceu no condado de Kent (no sudeste da Inglaterra), era filho de mãe solteira e pai de três filhos. Depois de revelar a verdadeira identidade do terrorista, o chefe da Scotland Yard afirmou que a investigação se concentra em entender “a motivação, a preparação e os cúmplices” do ataque realizado com um veículo na ponte de Westminster e bateu na grade do Parlamento britânico. A polícia quer saber se ele atuou sozinho, se buscou inspiração em propaganda terrorista ou se contou com o apoio de terceiros. “Queremos ouvir quem conhecia Khalid Masood e que saiba quem eram seus cúmplices e que possa nos passar informação sobre os lugares que visitou recentemente”, completou Rowley. Rowley ainda agradeceu à imprensa por ter postergado a divulgação da identidade do agressor, mesmo tendo a informação em mãos pouco depois do atentado. A Polícia pediu que o dado fosse guardado para não prejudicar os trabalhos iniciais de investigação.

Agência Brasil

24 de março de 2017, 09:47

EXCLUSIVA O “leviano” e a mais completa cara de pau

Tem tempo para dar e vender quem se ocupa de um espectro como Dilma Rousseff, grande responsável pela desgraça econômica da qual o Brasil parece dar os primeiros passos para sair. Não fosse por seu legado, em todos os sentidos, lamentável, não seria motivo de lembrança nem para a militância mais cega do petismo. Mas a resposta que ofereceu para o fato de o ex-presidente da Odebrecht, Marcelo, ter dito que ela sabia absolutamente de tudo, impõe que se lhe devotem algumas linhas.

Dilma disse que, no que lhe compete, a delação do empreiteiro sobre o conhecimento que possuía a respeito das transações nada republicanas entre governo e a empresa que aconteciam sob o seu queixo é leviana. Mais: que não possuía relações com o ex-presidente da Odebrecht. Ora, ora! Todo mundo sabe que os dois eram próximos, trocavam figurinhas a toda hora, motivo porque o empresário foi considerado um dos seus mais constantes conselheiros. É o que a imprensa econômica relatou várias vezes.

Tudo decorrente do interesse mútuo que governo e empresa se devotavam. Além disso, não soa consistente que o ex-ministro da Fazenda, Guido Mantega, de quem Marcelo disse ter recebido vários pedidos de recursos vultosos para fins variados, agisse sem o mais pleno conhecimento da “presidenta”, de quem o mundo já sabe que a competência nunca foi o forte. Agora, a cara de pau….

24 de março de 2017, 09:47

BRASIL Em SP, metalúrgicos protestam contra reforma da Previdência

Cerca de 300 trabalhadores do setor metalúrgico realizam protesto contra a Reforma da Previdência e alterações de leis trabalhistas na Rodovia Anchieta, em São Paulo, na manhã desta sexta-feira, 24. Os manifestantes prometem iniciar uma caminhada a partir do quilômetro 12 da rodovia, ocupando uma das três faixas, no sentido São Bernardo do Campo.Eles estão concentrados em frente à sede da indústria Delga desde às 7h30. O grupo é ligado ao Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes.O trânsito, por enquanto, não é afetado na região. Havia, por volta das 9h, congestionamento normal para o horário no sentido contrário da rodovia, em direção a São Paulo. A Polícia Rodoviária monitora a mobilização

AE

24 de março de 2017, 09:25

BRASIL Ministro diz que governo vai anunciar R$ 1 bi a municípios

Foto: Agência Câmara

Ministro das Cidades, Bruno Araújo

O ministro das Cidades, Bruno Araújo, disse que o governo federal vai anunciar a liberação de R$ 1 bilhão para pavimentação e saneamento na Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios deste ano, marcada para maio. O anúncio foi feito hoje (23) na cerimônia de início das obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Beberibe II, no Recife. Segundo ele, o governo federal não vai aproveitar o nome do Programa de Aceleração do Crescimento, criado pela gestão petista.“A gente espera que o presidente da República possa anunciar em Brasília R$ 1 bilhão de recursos do FGTS para financiar projetos como esse, que envolve pavimentação, saneamento, drenagem. Os municípios que tiverem capacidade de endividamento que possam acessar esse recurso para cuidar de uma prioridade absoluta que é o saneamento no país”, disse Araújo depois da cerimônia.Araújo disse que, além do nome, o “desenho” do programa também deve mudar, mas não deu detalhes. “É um novo modelo de financiamento que estamos preparando de uma forma mais simplificada e que se ajuste ao atual momento econômico do país”.A estratégia de liberar recursos durante a marcha, que reúne milhares de prefeitos de todo o país, não é nova. Em 2013, por exemplo, a então presidenta Dilma Rousseff (PT) anunciou R$ 3 bilhões aos municípios. Na ocasião ela foi vaiada por parte dos gestores, que esperavam um aumento do repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

24 de março de 2017, 09:10

BAHIA Neojiba inicia série de ações pelo aniversário de 10 anos com apresentação no TCA

Em uma noite de homenagens ao poder transformador da música, o programa Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia (Neojiba), iniciou na noite de quinta-feira (23), no Teatro Castro Alves (TCA), em Salvador, a série de ações em comemoração aos dez anos de atuação no estado. As atividades, que acontecerão ao longo de 2017, foram apresentadas pelo maestro fundador do projeto, Ricardo Castro, e pelos secretários estaduais de Comunicação (Secom), André Curvello, de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), Carlos Martins, e de Cultura (Secult), Jorge Portugal. Oito concertos serão executados ao longo deste ano. Cada um terá um tema central, que será o fio condutor para a escolha das obras e das formações musicais integrantes dos 12 Núcleos do programa, como explica Ricardo Castro. “É uma série temática. São concertos que trazem retratos do Neojiba para o palco do teatro mais importante do Bahia, dando oportunidade para que esses jovens se apresentem aqui e mostrem suas qualidade e aptidões. Uma chance também para as famílias apreciarem seus meninos e assistirem ao resultado do trabalho que estamos realizando há 10 anos”.O concerto de abertura das comemorações, ‘Alma Brasileira’, foi dedicado aos 130 anos de Heitor Villa-Lobos, um dos principais musico-educadores. O secretário Jorge Portugal, acredita que o Neojiba tem uma importância de transformação na realidade das pessoas e ampliação de seus horizontes. “A arte humaniza as pessoas, desenvolve o potencial de cada indivíduo. Esse projeto, sem dúvida nenhuma, vem fazendo isso pelos jovens da Bahia. São dez anos plantando no coração deles a possibilidades de chegar em lugares não imaginados em toda a vida”, afirmou. Ao todo, 339 jovens participaram das apresentações. Para muitos, a chance de tocar no TCA foi a realização de um sonho, como é o caso do violoncelista Peter Almeida, 19 anos. “É uma noite inesquecível, tocar nesse palco que recebeu tantos grandes artistas. Por eu, digo, mais do que tudo, o Neojiba representa uma mudança de vida. Trabalhar com música é algo lindo, e é o meu maior desejo. Desde que eu comecei a fazer parte do programa muita coisa mudou para mim. Aprendi não apenas o valor da música, mas que é possível ter uma renda fazendo algo que amo”.