18 de outubro de 2008, 08:30

Jonas Paulo responde a acusações de autoritarismo de Paulo Souto

“Autoritário o PT?”. O presidente estadual, Jonas Paulo, mostrou-se surpreso com as acusações de autoritarismo como estão sendo tratados membros do partido pelo ex-governador da Bahia e presidente estadual do DEM, Paulo Souto. “Nós não somos autoritários e sempre lutamos em defesa da democracia, diferentemente daqueles que sustentaram o regime das trevas, dos calabouços e da violência institucionalizada como política de Estado”, disse.

O uso da “força de repressão para impor vontades, perseguição de adversários e mordaça dos poderes Legislativo e Judiciário não são práticas adotadas pelo PT”, afirmou Jonas Paulo, argumentando que, “no espelho, ele (Souto) verá quem serviu este regime e nunca se insurgiu contra o chefe”. Não foi por acaso que “nas eleições de 2006, o Brasil saudou efusivamente a democracia e a derrocada dos regimes mais retrógrados que persistiam em nosso estado”, completou.

Segundo ele, neste momento, “trata-se de dever cívico evitar que os principais agentes do regime político que infelicitou a Bahia retornem ao centro de decisões políticas, principalmente, na capital que é o coração do Estado”. Jonas Paulo argumentou que “as eleições em Salvador, por circunstancia do processo eleitoral, colocam-nos mais uma vez no desafio de derrotar, pela vontade do povo, as forças do atraso e do arbítrio.”

18 de outubro de 2008, 08:26

Lei Orçamentária de 2009 chega ao Legislativo Municipal

A mensagem do prefeito João Henrique, encaminhando ao presidente da Câmara Municipal, vereador Valdenor Cardoso (PTC), o projeto de Lei Orçamentária do Município para o exercício de 2009 foi publicada no Diário Oficial do Legislativo da última sexta-feira, iniciando a tramitação nas comissões temáticas. O projeto estima a receita no valor de R$ 2.903.253.000. Deste montante, R$ 1.695.733.000 correspondem às receitas do tesouro.

O projeto, segundo frisa o prefeito na mensagem nº 15/08, “teve sua elaboração conduzida de forma criteriosa, tendo o desenvolvimento econômico e social como foco primordial, visando às ações planejadas e que permitam ao município prestar serviços básicos ao cidadão, sem perder de vista a sua realidade financeira, bem como o atual cenário e conjuntura política observando uma atitude de respeito aos direitos e garantias fundamentais”.

18 de outubro de 2008, 08:23

Na TV: Candidatos partem para a ofensiva e discussão de projetos quase não aparece

Por Rafael Rodrigues 

Nos únicos momentos em que os candidatos se dispuseram a apresentar projetos para a cidade, ontem, no horário eleitoral, apenas repetiram o que já vem sendo anunciado desde o início da eleição, sem qualquer aprofundamento esperado em uma disputa de segundo turno, onde o tempo é dividido de forma igual entre os dois. Pinheiro, comparando a gestão soteropolitana na saúde com a de Belo Horizonte, administrada pelo PT, criticou seu adversário e, então, apresentou suas propostas para o setor. O petista falou também, rapidamente, na proposta de ronda nos bairros e nos centros de formação profissional. João Henrique, por sua vez, apresentou como proposta, também de forma discreta, a ampliação da reciclagem do lixo da cidade.

18 de outubro de 2008, 08:19

Na TV: João Henrique mira em Maria Del Carmem, do “pelo PT de Salvador”

A maior parte do programa eleitoral do candidato João Henrique (PMDB) de ontem foi dedicada a criticar a Conder, órgão “administrado por Maria Del Carmen, do PT de Salvador”. Para isso, o programa citou a obra da Conder na orla da Pituba, próximo ao tradicional largo onde trabalhavam diversas baianas de acarajé, que foi iniciada há dois anos e ainda não terminou. As obras do estádio de Pituaçu também foram alvo de críticas, já que a data de conclusão foi adiada por quatro vezes e agora a obra está embargada devido à falta de licença ambiental: “Até Wagner já perdeu a paciência”, alfinetou o narrador.

As críticas a Maria Del Carmen, citada por diversas vezes com o “sufixo” do “PT de Salvador”, se estenderam também à sua suposta postura de atrasar a chegada dos trens do Metrô em Salvador. “Parece que para a Conder não basta atrasar as próprias obras. Por decisão unilateral decidiu enviar cartas ao fabricante do trem pedindo para que não o enviassem”, endossou o programa do prefeito. “A Conder é a maior prova de que não bastar ser do time de Wagner e Lula – tem que ter competência como João Henrique”.

O prefeito apareceu no programa, logo em seguida, gabando-se da eficiência das obras executadas pela Prefeitura: “A obra do canal da Centenário fizemos em 160 dias, a da Orla da Barra, em 210 dias”. Como prometido no debate de ontem, João Henrique buscou comprovar que o projeto do Bonde Moderno de Pinheiro saiu do PDDU: “Ele pegou o projeto do PDDU, piorou muito e disse que era dele”. Por fim, o peemedebista desmentiu a informação divulgada por Pinheiro, ainda no primeiro turno, que dizia que a Prefeitura só reciclava apenas 1% do lixo da cidade.

18 de outubro de 2008, 08:15

Na TV: Pinheiro volta a culpar prefeito por demora nas obras do Hospital do Subúrbio

O programa eleitoral de Walter Pinheiro deixou claro que a estratégia petista agora é apostar na polarização que garantiu a vitória ao governador Jaques Wagner em 2006, rotulando o “outro lado” como “panelinha”. “Eu não voto mais na panelinha. Estão do lado do outro, João Henrique, César Borges e Paulo Souto”, cantarolou a personagem Zeti, do programa petista. Pinheiro apareceu logo em seguida, diferenciando as “duas cidades” existentes em Salvador: “Uma em que a Prefeitura deixa desmatar a Mata Atlântica para a construção de condomínios para os ricos, e outra em que o executivo municipal não libera a licença para construir um hospital no Subúrbio”. O candidato petista destacou negativamente também o fato de a Prefeitura realizar obras apenas “às pressa em período eleitoral”.

O programa prosseguiu criticando João Henrique, citando obras e ajudas do governo federal e estadual à sua administração que foram mal aproveitadas. “Wagner construiu 14 postos de saúde, está fazendo a sua parte. Mas a Prefeitura não faz a sua e não contrata médicos”, atacou Pinheiro. Ele completou ainda: “Um bilhão de reais. É muito dinheiro para pouca obra, faltou competência administrativa”. O programa eleitoral, então, satirizou: “Lula trabalha, Wagner trabalha e João atrapalha”. O candidato petista, em uma gravação na recém-inaugurada via exclusiva da Paralela, creditou a si os louros da obra: “Graças a recursos do governo federal, que tive a oportunidade de trazer para Salvador, obras como essa foram possíveis”.

18 de outubro de 2008, 08:05

DataFolha: João tem 54% e Pinheiro 46% dos votos válidos

A primeira pesquisa Datafolha sobre o segundo turno da disputa pela Prefeitura de Salvador mostra que o prefeito João Henrique Carneiro (PMDB) lidera com 48%, contra 41% do deputado federal Walter Pinheiro (PT). Em relação aos votos válidos, o peemedebista aparece com 54%, e o petista, com 46%, informa hoje a Folha de S. Paulo.

Para calcular os votos válidos, o Datafolha excluiu da amostra o percentual de votos brancos, nulos e de indecisos. O instituto ouviu 960 eleitores entre quinta e sexta-feira. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos. Votos brancos e nulos somam 8% e 4% dos eleitores estão indecisos.

18 de outubro de 2008, 08:02

DataFolha: Melhor desempenho de João é entre eleitores que avaliam governos Lula e Wagner como ruim ou péssimo

“Assim como aconteceu no primeiro turno, a disputa entre os dois candidatos está muito acirrada, com uma pequena vantagem para João Henrique”, disse o diretor do Datafolha, Mauro Paulino. O melhor desempenho do prefeito está entre os eleitores com mais de 60 anos (53%) e entre os que avaliam as administrações do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do governador Jaques Wagner como ruim ou péssimo (53% e 55%, respectivamente). Pinheiro se destaca entre os que têm renda de cinco a dez salários mínimos (47%) e acima deste teto (48%). Também tem bom desempenho entre os que aprovam os governos Lula e Wagner (47% e 57%, respectivamente) e os que avaliam a gestão municipal como regular (48%), ruim ou péssima (73%).

18 de outubro de 2008, 07:59

DataFolha: 51% dos eleitores de Neto votariam em João, 60% de Imbassahy em Pinheiro

Conforme o Datafolha, 51% dos eleitores de Antonio Carlos Magalhães Neto (DEM), que disputou o primeiro turno, votariam em João Henrique. Já entre os eleitores de Antonio Imbassahy (PSDB), 60% declararam voto em Pinheiro e 30% preferem João Henrique. Segundo o Datafolha, 39% do eleitorado de Salvador considera a administração de João Henrique boa ou ótima. Para 38%, seu governo é regular, e para 21%, ruim ou péssimo. Para 65% dos eleitores de Salvador, o governo Lula tem um desempenho ótimo ou bom. Outros 30% consideram regular e 4%, ruim ou péssimo. Em relação ao governo de Wagner, 48% dos eleitores dizem que é regular, 29% avaliam como bom ou ótimo, e 18% como como ruim ou péssimo.

18 de outubro de 2008, 07:50

Manchetes do dia

– A Tarde: Jovens baleadas após quatro dias de sequestro

– Correio da Bahia: João 44%xPinheiro 44%

– Globo: SP: resgate termina com refém em coma

– Folha: Kassab mantém vantagem sobre Marta

– Estadão: Governo vai garantir mercado de imóveis

– JB: Polícia erra e seqüestro acaba em tragédia em São Paulo

– Correio: Tudo errado – Desastre em operação anti-seqüestro

– Valor: Varejo e indústria discutem os repasses da alta do dólar

– Gazeta Mercantil: Sadia processará bancos por perdas com câmbio

– Estado de Minas: Cai diferença entre Quintão e Lacerda

18 de outubro de 2008, 07:46

Agenda dos candidatos

Walter Pinheiro (PT) faz caminhadas em Brotas, às 8h, e no Engenho Velho da Federação, às 11h. O prefeito João Henrique (PMDB) faz caminhada hoje em Plataforma, às 10h, carreata entre o Largo dos Mares e a Suburbana, às 17h, e comício em Periperi, às 19h.

17 de outubro de 2008, 20:06

Assessoria de prefeito nega acordo para mudar horário de debate

O comando da campanha de João Henrique, do PMDB, estranhou a notícia publicada num site da cidade de que teria havido um acordo entre os candidatos de antecipar o debate da TV Aratu para as 18 horas. “Deve ter havido algum equívoco na informação. Não houve tal acordo”, disse há pouco um assessor do candidato. O debate da Aratu ocorrerá às 21h30, conforme ata assinada pelos representantes das coligações e cujas cópias encontram-se em poder de cada coligação. O prefeito João Henrique (PMDB), por exemplo, confirma que sairá do debate da TV Itapuã diretamente para o da TV Aratu.

17 de outubro de 2008, 20:03

Ibope: Pinheiro evita comemorar empate

O candidato Walter Pinheiro comentou a última pesquisa Ibope, divulgada hoje pela TV Bahia, que o coloca em empate técnico com o adversário (44%x44%) sem fazer grandes comemorações. Pinheiro disse que está confiante, como no primeiro turno, “nas pesquisas das ruas, no contato direto com o povo nas caminhadas diárias, que garantiram a minha chegada ao segundo turno”.  Assim como a assessoria de João Henrique, a de Pinheiro teria monitorações internas o colocando à frente do prefeito. 

17 de outubro de 2008, 19:58

Ibope: Prefeito ironiza empate com Pinheiro, lembrando de Papai Noel

O prefeito João Henrique (PMDB) ironizou há pouco para o Política Livre o resultado do Ibope que o coloca empatado com o adversário do PT, Walter Pinheiro, com 44% das intencões de voto. Segundo o prefeito, o instituto lhe atribuiu o número por estar chateado com ele, desde que, em entrevista, declarou que confiar no Ibope é o mesmo que confiar em Papai Noel. As afirmações do prefeito são baseadas em pesquisas internas encomendadas pelo PMDB que estariam conferindo a ele entre seis e oito pontos percentuais à frente do candidato petista.

17 de outubro de 2008, 19:25

Ibope: João Henrique e Walter Pinheiro estão empatados com 44%

A TV Bahia acaba de divulgar os resultados da pesquisa IBOPE, confirmando os números que já haviam sido publicados aqui no Política Livre. Os candidatos João Henrique (PMDB) e Walter Pinheiro (PT) estão empatados com 44% dos votos. 8% dos eleitores declararam que irão votar branco ou anular o voto. Não souberam ou não responderam 4%. Considerando apenas os votos válidos, os dois alcançam 50% das intenções de votos. O IBOPE ouviu 805 eleitores ontem e hoje. 

17 de outubro de 2008, 18:19

Presidente do TJ diz ter recebido com naturalidade inspeção do CNJ concluída ontem

A presidente do Tribunal de Justiça da Bahia, desembargadora Sílvia Zarif, declarou, no intervalo da sessão plenária realizada hoje à tarde em Salvador que vai esperar as contribuições prometidas pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), durante a inspeção concluída ontem na Bahia, bem como o relatório dos trabalhos para tomar as providências devidas. Ela também adiantou que as medidas pontuais para solução de problemas referentes a atrasos na tramitação de processos, relatados na audiência pública presidida no auditório do Tribunal de Justiça pelo corregedor nacional de Justiça, ministro Gilson Dipp, começaram a ser tomadas no mesmo dia. “O Tribunal recebeu com naturalidade a inspeção do CNJ. Temos problemas históricos que, agora, com a ajuda do Conselho, queremos ver solucionados. A atual Mesa, no entanto, já vem enfrentando esses problemas desde a posse”, afirmou ela, enumerando, por exemplo, ações de capacitação de pessoal com treinamento e cursos na formação de Unidades Gestoras, Mediação e Direito do Estado, entre outras.