15 de dezembro de 2009, 07:52

Oposição pede vistas e votação do Orçamento fica para amanhã

Conforme previa o calendário de votações elaborado pela bancada governista, a oposição, através do deputado Paulo Azi (DEM), pediu ontem vistas ao projeto do Orçamento do Executivo para 2010, adiando a votação da matéria em 1º turno para amanhã, 16. De acordo com o calendário governista, a votação do 2º turno do projeto deverá acontecer no dia 5 de janeiro.

A bancada da oposição, em processo de obstrução, está recolhendo assinaturas para pôr em destaque cerca de 20 mil das 54,7 mil emendas apresentadas ao Orçamento. Na prática, a manobra retira o julgamento das emendas do relatório do deputado Paulo Câmara (PDT), através do qual a bancada governista derrubaria todas de uma só vez, e obriga que as emendas sejam rejeitadas uma a uma.

Esta manobra pode representar horas e horas a mais de obstrução, reduzindo ainda mais o recesso parlamentar dos deputados, já que a votação invadiria o mês de janeiro. O líder da bancada governista, Waldenor Pereira (PT), em entrevista ao Política Livre, preferiu evitar declarações quando questionado sobre qual estratégia utilizará para contornar a obstrução da oposição.

Tranqüilo e sorridente, Pereira, entretanto, deixou entender que existe uma saída regimental para evitar que as emendas tenham que ser derrubadas uma a uma.  (Rafael Rodrigues)

15 de dezembro de 2009, 07:47

Para Javier, força eleitoral de Wagner atrai Borges e Otto

Javier gerou polêmica com discurso na Assembleia

Javier gerou polêmica com discurso na Assembleia

O vice-líder da bancada governista na Assembleia Legislativa, deputado Javier Alfaya (PCdoB), elogiou ontem, em pronunciamento, a “movimentação” do senador César Borges (PR) para conseguir uma das vagas para o Senado na chapa encabeçada pelo governador Jaques Wagner (PT) nas eleições de 2010. O deputado citou o convite de Wagner a Borges para participar de solenidade da assinatura da ordem de serviço para a construção de trecho da BR 235, realizada na última quinta-feira, 10.

“César Borges mandou a polícia invadir a Faculdade de Direito da UFBA, mas, apesar de tudo isso, com sua grandeza republicana, Wagner está arrumando uma aproximação política para esse bloco”, revelou. Para ele, os ex-carlistas César Borges e Otto Alencar, “ora com mais velocidade, ora com menos, estão se movimentando para esse grande espectro de alianças capitaneado por Jaques Wagner”.

“Vemos a força eleitoral de Wagner, tão forte que até os antes adversários querem se aproximar. E eles mesmo querem renovar seus métodos, fazer uma autocrítica. Estamos abertos para receber essas adesões. A arrumação final, a forma de alinhavar essas alianças, fica a cargo do governador Jaques Wagner”, antecipou.

O deputado Elmar Nascimento (PR) afirmou que a participação de Borges na solenidade governista não teve conotação política, pois os recursos para a obra teriam sido conseguidos pelo senador, junto ao ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento (PR), sem nenhuma contrapartida financeira do Estado. “Nada mais natural que César Borges participe”, avaliou.

Em tom irônico, o deputado Rogério Andrade (DEM) respondeu a Javier: “Lamento profundamente que o seu partido tenha ficado tanto tempo comendo poeira e quando chega no governo Wagner não tenha visto um quadro do seu partido para disputar o Senado, e tenha que procurar outros nomes, como o do antes criticado César Borges e Otto Alencar. Só espero que o governador não convide Paulo Souto para ficar em seu lugar”.

15 de dezembro de 2009, 07:38

Novo presidente da Juceb foi assessor de Otto Alencar e não de César Borges

Esclarecido:  Carlos Henrique de Azevedo Martins, nomeado neste final de semana para a presidência da Junta Comercial do Estado (Juceb), pode até ser um ilustre desconhecido, mas tem padrinho forte. Ao contrário do que disse o Política Livre, ele não foi assessor do então vice-governador César Borges, mas de Otto Alencar. O atual conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) era na época vice do então governador César Borges. Desde que o site noticiou, ontem à tarde, que Azevedo Martins fora nomeado para a assessoria de César Borges, nos idos de 1999, a equipe do senador caiu em campo para tentar descobrir de quem se tratava, já que o ex-governador batia pé firme que dele não se lembrava e nem com ele tivera qualquer relacionamento. Ontem, no finalzinho da tarde, chegou-se à origem da indicação do novo presidente da Juceb. O que significa dizer que Otto Alencar marcou mais uma… no governo.

15 de dezembro de 2009, 07:34

Manchetes do dia

– Tribuna: Bahia investe R$ 3 bilhões em obras de saneamento básico

– Correio: Correios: 6,5 mil vagas de R$ 706 a R$ 3,4 mil

Globo: Decreto desapropria 3.630 imóveis para Copa de 2014 

Folha: Falta de mão de obra ameaça expansão da construção civil 

Estadão: Emergentes paralisam debate em Copenhague 

JB: Dilma e Marina em campanha na COP 15 

Correio: Câmara aprova IPTU de 2010 sem reajuste

 – Valor: Governo vê a questão cambial como superada

 – Jornal do Commercio: R$ 1 bilhão para material de construção

14 de dezembro de 2009, 21:55

Oposição pede vistas e votação do Orçamento fica para quarta-feira

Conforme previa o calendário de votações elaborado pela bancada governista, a oposição, através do deputado Paulo Azi (DEM), pediu hoje vistas ao projeto do Orçamento do Executivo para 2010, adiando a votação da matéria em 1º turno para esta quarta-feira, 16. De acordo com o calendário governista, a votação do 2º turno do projeto deverá acontecer no dia 5 de janeiro.

A bancada da oposição, em processo de obstrução, está recolhendo assinaturas para pôr em destaque cerca de 20 mil das 54,7 mil emendas apresentadas ao Orçamento. Na prática, a manobra retira o julgamento das emendas do relatório do deputado Paulo Câmara (PDT), através do qual a bancada governista derrubaria todas de uma só vez, e obriga que as emendas sejam rejeitadas uma a uma.

Esta manobra pode representar horas e horas a mais de obstrução, reduzindo ainda mais o recesso parlamentar dos deputados, já que a votação invadiria o mês de janeiro. O líder da bancada governista, Waldenor Pereira (PT), em entrevista ao Política Livre, preferiu evitar declarações quando questionado sobre qual estratégia utilizará para contornar a obstrução da oposição.

Tranqüilo e sorridente, Pereira, entretanto, deixou entender que existe uma saída regimental para evitar que as emendas tenham que ser derrubadas uma a uma.  (Rafael Rodrigues)

14 de dezembro de 2009, 21:34

Para Javier, força eleitoral de Wagner atrai Borges e Otto

Javier Alfaya gerou polêmica com discurso na Assembleia (crédito: Divulgação)

Javier Alfaya gerou polêmica com discurso na Assembleia (crédito: Divulgação)

O vice-líder da bancada governista na Assembleia Legislativa, deputado Javier Alfaya (PCdoB), elogiou hoje, em pronunciamento, a “movimentação” do senador César Borges (PR) para conseguir uma das vagas para o Senado na chapa encabeçada pelo governador Jaques Wagner (PT) nas eleições de 2010. O deputado citou o convite de Wagner a Borges para participar de solenidade da assinatura da ordem de serviço para a construção de trecho da BR 235, realizada na última quinta-feira, 10.

“César Borges mandou a polícia invadir a Faculdade de Direito da UFBA, mas, apesar de tudo isso, com sua grandeza republicana, Wagner está arrumando uma aproximação política para esse bloco”, revelou. Para ele, os ex-carlistas César Borges e Otto Alencar, “ora com mais velocidade, ora com menos, estão se movimentando para esse grande espectro de alianças capitaneado por Jaques Wagner”.

“Vemos a força eleitoral de Wagner, tão forte que até os antes adversários querem se aproximar. E eles mesmo querem renovar seus métodos, fazer uma autocrítica. Estamos abertos para receber essas adesões. A arrumação final, a forma de alinhavar essas alianças, fica a cargo do governador Jaques Wagner”, antecipou.

O deputado Elmar Nascimento (PR) afirmou que a participação de Borges na solenidade governista não teve conotação política, pois os recursos para a obra teriam sido conseguidos pelo senador, junto ao ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento (PR), sem nenhuma contrapartida financeira do Estado. “Nada mais natural que César Borges participe”, avaliou.

Em tom irônico, o deputado Rogério Andrade (DEM) respondeu a Javier: “Lamento profundamente que o seu partido tenha ficado tanto tempo comendo poeira e quando chega no governo Wagner não tenha visto um quadro do seu partido para disputar o Senado, e tenha que procurar outros nomes, como o do antes criticado César Borges e Otto Alencar. Só espero que o governador não convide Paulo Souto para ficar em seu lugar”.

14 de dezembro de 2009, 19:10

Adiada criação de comissão para analisar impeachment

Foi transferida para amanhã a sessão da Câmara Legislativa do Distrito Federal que irá decidir a composição da comissão especial que analisará os pedidos de impeachment do governador José Roberto Arruda. O presidente em exercício da Câmara, deputado Cabo Patrício (PT), comunicou o adiamento da definição sobre a questão na sessão extraordinária realizada hoje. A reunião foi adiada a pedido do deputado Rogério Ulysses (PSB), presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Ele alegou necessidade de um prazo maior para os deputados analisarem estudo dos técnicos da Câmara sobre os ritos do processo de impeachment. Informações do G1.

14 de dezembro de 2009, 19:00

Novo presidente da Juceb foi assessor de Otto Alencar e não de César Borges

Esclarecido:  Carlos Henrique de Azevedo Martins, nomeado neste final de semana para a presidência da Junta Comercial do Estado (Juceb), pode até ser um ilustre desconhecido, mas tem padrinho forte. Ao contrário do que disse o Política Livre, ele não foi assessor do então vice-governador César Borges, mas de Otto Alencar. O atual conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) era na época vice do então governador César Borges. Desde que o site noticiou, hoje à tarde, que Azevedo Martins fora nomeado para a assessoria de César Borges, nos idos de 1999, a equipe do senador caiu em campo para tentar descobrir de quem se tratava, já que o ex-governador batia pé firme que dele não se lembrava e nem com ele tivera qualquer relacionamento. Agora, no finalzinho da tarde, chegou-se à origem da indicação do novo presidente da Juceb. O que significa dizer que Otto Alencar marcou mais uma… no governo.

14 de dezembro de 2009, 18:30

Novo diretor geral da Fapesb toma posse no dia 17

O novo diretor geral da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb) será Roberto Paulo Machado Lopes. A posse vai ser realizada na quinta-feira (17), às 16h, na sede da entidade, na Estrada de São Lázaro, na Federação. Na oportunidade, o novo diretor, que é mestre em economia, anunciará propostas para a gestão em 2010 e fará um balanço das atividades até então realizadas pela fundação. Dando continuidade ao trabalho de fortalecimento da pesquisa na Bahia, Lopes diz que pretende descentralizar mais os recursos em prol dos municípios do interior do estado. Uma das medidas previstas é a criação de centros de ciência para possibilitar a iniciação científica de estudantes dos ensinos básico e médio. “Cidades como Vitória da Conquista, Feira de Santana e Juazeiro têm potencial para se desenvolver no campo da ciência”, observou.

14 de dezembro de 2009, 18:16

Estado investe mais de R$ 100 mi em abastecimento de água para o semiárido

No primeiro semestre do ano que vem, a Embasa dará início à execução de três grandes obras estruturantes de abastecimento de água na região sisaleira, beneficiando mais de 350 mil pessoas.  Os investimentos ultrapassam R$ 100 milhões e fazem parte do Água Para Todos, programa do Governo da Bahia que, até o final de 2010,  investirá R$ 3 bilhões em  abastecimento de água e esgotamento sanitário na capital e no interior do estado. A Embasa, principal executora do programa, está levando desenvolvimento e qualidade de vida a comunidades de várias regiões da Bahia, com recursos da ordem de R$ 2,45 bilhões. No semiárido, sedes e localidades de 30 municípios serão beneficiadas com a construção da Adutora de Pedras Altas, a ampliação do Sistema Integrado de Serrinha e com o reforço nos serviços de abastecimento de Conceição do Coité. Os projetos são específicos, com recursos distintos, porém se complementam e vão assegurar a oferta de água de qualidade para mais de 200 povoados e distritos do semiárido.

14 de dezembro de 2009, 18:02

Arruda acelera pagamentos a servidores do DF

O governo do Distrito Federal decidiu antecipar para o dia 18 o pagamento do salário de dezembro para todos os 45 mil servidores. A folha totaliza R$ 193 milhões e será paga antes do Natal. A decisão foi anunciada, em nota, após reunião do governador José Roberto Arruda (sem partido) e o seu novo secretariado. Também na reunião, de acordo com a nota, o governo do DF anunciou o pagamento da gratificação de policiais militares, inclusive os atrasados, numa só parcela, no valor de R$ 55 milhões. O encontro foi uma tentativa de demonstrar que as atividades do governo não ficaram paralisadas após a divulgação das denúncias sobre o esquema de distribuição de propina. Apenas nove integrantes da equipe de Arruda permaneceram no cargo após a divulgação das denúncias da Operação Caixa de Pandora. Deixaram o governo a pedido de seus partidos ou foram afastados por suspeitas de estarem vinculados ao mensalão do DF 17 secretários. Informaçõe do G1.

14 de dezembro de 2009, 17:56

EXCLUSIVO: Empolgação com Waldir no PT anima defensores de sua candidatura ao Senado

Animação por Waldir Pires tem tem se destacado em eventos do PT

Animação da militância com Waldir Pires tem chamado a atenção em eventos do PT

Os aplausos recebidos da militância petista pelo ex-governador Waldir Pires durante a reunião do diretório estadual do PT, no último sábado, em Camaçari, animaram imensamente os defensores de sua candidatura ao Senado e, num determinado momento, deixaram numa saia justa o anfitrião do encontro, o prefeito Luis Caetano, coordenador da campanha do governador Jaques Wagner à reeleição.

A empolgação com Waldir atingiu o presidente nacional eleito da legenda, José Eduardo Dutra, que deixou o encontro convencido de que a liderança do ex-governador no PT é fortíssima, conforme confessou a uma fonte petista, que repassou a informação ao Política Livre. Mais um aviso para quem ainda duvida de que o prestígio interno de Waldir no PT não será levado em conta pela legenda na discussão sobre a composição da chapa de Wagner.

14 de dezembro de 2009, 17:36

PMDB cobra declaração de Lula para desfazer mal-estar sobre escolha de vice

O PMDB cobra do presidente Luiz Inácio Lula da Silva uma manifestação pessoal para desfazer o mal-estar provocado pela sua declaração, feita na semana passada, de que os peemedebistas têm que indicar uma lista tríplice para que o PT escolha quem deve ser o candidato a vice da ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) em 2010. Apesar de Dilma, do presidente do PT, Ricardo Berzoini (SP), e de outros petistas terem entrado em campo para minimizar o mal-estar, a cúpula peemedebista continua à espera de uma declaração de Lula sobre o caso. O PMDB cobra que Lula telefone para o presidente licenciado da legenda, Michel Temer (SP), para se explicar sobre as suas declarações –o que não ocorreu até agora. O presidente designou emissários para apagar o incêndio junto ao PMDB, mas integrantes do partido não se mostraram satisfeitos com o gesto de aliados de Lula. “Falta uma palavra do presidente Lula ao Temer. Para encerrar esse episódio, é o que fica faltando. Informações da Folha Online.

14 de dezembro de 2009, 17:05

Dirceu afirma que Aécio está praticamente fora da disputa

O ex-ministro José Dirceu (Casa Civil) disse nesta segunda-feira que o governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), está praticamente fora da disputa pela Presidência da República nas eleições de 2010. Pré-candidato a presidente, Aécio disputa com o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), a indicação do PSDB para concorrer em 2010. Caso o partido não defina o candidato até janeiro, o governador mineiro já anunciou que pretende disputar o Senado. Em seu blog, Dirceu ressaltou que Aécio e Serra têm que cuidar da sucessão em seus respectivos Estados, “já que perder a Presidência e o governo significa estar fora da disputa em 2014”. Leia mais na Folha Online.

14 de dezembro de 2009, 16:23

Convenção do Clima em Copenhague, na Dinamarca, tem representante baiano

Interessado principalmente em projetos de energia limpa para o Parque Tecnológico de Salvador (TecnoBahia), em implantação na Avenida Paralela, além de um projeto global para a construção de um pólo de conhecimento autossustentável nas áreas de energia limpa, água e defesa e revitalização da Mata Atlântica, o secretário estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação da Bahia, Eduardo Ramos, está em Copenhague, na Dinamarca, participando da COP-15  15ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas. O secretário – que é pesquisador pós-doutorado pela Universidade da Pensilvânia (EUA) – permanece representando o governo do Estado na Dinamarca até a quarta-feira.  Nas discussões sobre água, o secretário pretende encontrar soluções para a despoluição da Baía de Todos os Santos e seus afluentes. Para defender e revitalizar a Mata Atlântica (trabalho confluente ao da Floresta Amazônica) será feito um trabalho de cooperação entre as Secretarias de Ciência e Tecnologia da Amazônia e da Bahia.