28 de abril de 2015, 15:15

SALVADOR Fundação Cidade-Mãe recebe doações para vítimas das chuvas

A Prefeitura, através da Secretaria de Promoção Social, Esporte e Combate à Pobreza (Semps), está recebendo doações para as vítimas das chuvas em Salvador. Qualquer pessoa pode doar na sede da Fundação Cidade-Mãe, localizada na Rua Professor Aloísio Carvalho, número 219, no Engenho Velho de Brotas, em frente ao CREA, no Ogunjá. A Prefeitura está recebendo água, alimentos não-perecíveis, materiais de limpeza e higiene pessoal. “Decidimos concentrar as doações num só local para facilitar a distribuição de tudo que for arrecadado”, afirmou o titular da Semps, Bruno Reis. Ele informou que a Prefeitura está distribuindo cestas básicas, cobertores, lençóis colchões, travesseiros e toalhas de banho, além de auxiliar o transporte de móveis e objetos pessoais. As equipes da Semps também orientam e encaminham as famílias para o pagamento do auxílio-moradia, no valor de R$300 mensais, no caso de desabrigados ou impossibilitados de retorno aos lares. No total, cerca de 100 pessoas atingidas pelas chuvas estão sendo abrigadas pela Prefeitura em locais provisórios e permanentes.

28 de abril de 2015, 13:30

SALVADOR Exército vai atuar no atendimento às vítimas da chuva

Foto: Alberto Coutinho/GOVBA

O governador Rui Costa, acompanhado do ministro da Integração, Gilberto Occhi, e do prefeito de Salvador, ACM Neto, sobrevoou, na manhã desta terça-feira (28), a capital baiana para avaliar os impactos das chuvas que atingem a cidade. Após o sobrevoo, eles concederam uma entrevista à imprensa no auditório da Governadoria, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), sobre as medidas que serão tomadas para diminuir os prejuízos e minimizar os danos à população soteropolitana e também do interior baiano. Segundo o governador, homens do Exército vão auxiliar na retirada de moradores de áreas ameaçadas. “Depois desse sobrevoo, pudemos notar e mapear pelo menos dez áreas mais críticas em Salvador, que ficam em bairros como São Caetano, San Martin, Subúrbio, Fazenda Grande e Pau da Lima. Agora o nosso esforço maior é o de elaborar ações de prevenção e de salvamento de vidas, com atuação do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Defesas Civis federal, estadual e municipal. A partir de hoje também será solicitada ajuda do Exército, inclusive para a remoção das famílias e de mobiliários e pertences que estão em casas ameaçadas pelas chuvas”, contou o governador. Rui Costa ainda fez um pedido aos moradores de áreas de risco: “O que eu peço é que a população compreenda e colabore com o trabalho das equipes que visitarão as zonas ameaçadas e que o desejo de todas as instâncias é o de salvar vidas. Essas pessoas podem ter certeza que não ficarão desamparadas e nos colocamos, todos aqui, à disposição para distribuição de aluguéis sociais e locais para abrigar quem precise deixar seus imóveis”.

28 de abril de 2015, 11:30

SALVADOR PCdoB cobra medidas estruturais para evitar mais tragédias em Salvador

A Comissão Política do PCdoB em Salvador expressa sua total solidariedade às famílias que perderam entes queridos, bem como a todos atingidos pela tragédia dos deslizamentos e inundações que atingiram a capital baiana nos últimos dias. Tragédias anunciadas, fruto do descaso da Prefeitura e da falta de um planejamento urbano que dê vazão às águas pluviais no período de fortes chuvas. Sabemos que a cidade é atingida por chuvas neste período, e a Prefeitura nada faz para prevenir as ocorrências ou, ao menos, para alertar a população em tempo hábil, que a permita sair das áreas de maior risco. Assim, o PCdoB exige do prefeito ACM Neto que, além das medidas emergenciais no sentido de amparar os atingidos, seja apresentado um plano concreto de estruturação da cidade para enfrentar, de forma permanente, as intempéries e proteja, em especial, a população mais pobre destas tragédias.

28 de abril de 2015, 09:45

SALVADOR Prefeitura realiza mais uma reunião com ambulantes hoje

Aos poucos, o comércio de rua de Salvador, que tem como característica principal a informalidade, aos poucos se transforma em um ambiente organizado e confirmando a vocação da capital baiana em ter como ponto forte o setor de comércio e serviços. O projeto Território Empreendedor, desenvolvido pela Prefeitura através da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), entidades parceiras e representantes dos ambulantes, tem como intuito fomentar o empreendedorismo junto aos trabalhadores informais, além de tornar a atividade mais organizada para trabalhadores e consumidores. A primeira área beneficiada pelo projeto é a Avenida Sete de Setembro, que está em fase final de requalificação das 14 transversais que reúnem o comércio de rua na região. Com apoio do Sebrae, CDL e Senac, estão sendo realizadas reuniões periódicas com representantes dos ambulantes sobre diversos temas, num verdadeiro fórum em prol do ordenamento do Centro da cidade. Além disso, são realizadas capacitações, sob a coordenação do Sebrae, com abordagem de assuntos como gestão, qualidade de atendimento, saneamento, dívidas, informação sobre preço e como se tornar um microempreendedor individual. O próximo encontro acontece nesta terça-feira (28), às 10h, na sede da Semop, na Rua 28 de Setembro, Baixa dos Sapateiros.

28 de abril de 2015, 09:45

SALVADOR Fundação Cidade-Mãe recebe doações para vítimas das chuvas

A Prefeitura, através da Secretaria de Promoção Social, Esporte e Combate à Pobreza (Semps), está recebendo doações para as vítimas das chuvas em Salvador. Qualquer pessoa pode doar na sede da Fundação Cidade-Mãe, localizada na Rua Professor Aloísio Carvalho, número 219, no Engenho Velho de Brotas, em frente ao CREA, no Ogunjá. A Prefeitura está recebendo água, alimentos não-perecíveis, materiais de limpeza e higiene pessoal. “Decidimos concentrar as doações num só local para facilitar a distribuição de tudo que for arrecadado”, afirmou o titular da Semps, Bruno Reis. Ele informou que a Prefeitura está distribuindo cestas básicas, cobertores, lençóis colchões, travesseiros e toalhas de banho, além de auxiliar o transporte de móveis e objetos pessoais. As equipes da Semps também orientam e encaminham as famílias para o pagamento do auxílio-moradia, no valor de R$300 mensais, no caso de desabrigados ou impossibilitados de retorno aos lares. No total, cerca de 100 pessoas atingidas pelas chuvas estão sendo abrigadas pela Prefeitura em locais provisórios e permanentes.

28 de abril de 2015, 09:30

SALVADOR Vânia Galvão diz que “não vai fechar os olhos” para a tragédia

Foto: Divulgação

Líder do PT na Câmara, Vânia Galvão

Líder do PT na Câmara, Vânia Galvão manifestou solidariedade às vítimas do desastre que aconteceu, em Salvador, na madrugada do dia 27. A vereadora cobrou, novamente, explicações e providências da Prefeitura, que, conforme afirma ela, poderia ter evitado todo o caos instalado por conta das fortes chuvas se priorizasse as áreas carentes da cidade. Ao tomar ciência das declarações do vereador Joceval Rodrigues, na tarde dessa segunda-feira, a edil lembra que sua luta é em defesa dos trabalhadores, das trabalhadoras e pelo direito à vida segura. “Quem mais é atingida com essas tragédias é a população carente. O que reafirmo é que, mesmo em luto, não podemos deixar que os aspectos econômicos, sociais e raciais sigam determinando os destinos dos nossos cidadãos. A calamidade que assola a capital baiana não veio desavisadamente. Como região litorânea, as chuvas são sempre esperadas neste período do ano em Salvador. Apesar disso, a atual gestão não se preocupou em executar ações preventivas ao problema de micro e macro drenagem”, considerou, lembrando ainda das inúmeras intervenções de recapeamento asfáltico realizadas pela Prefeitura, que cobriram bueiros e prejudicaram o escoamento pluvial. Na opinião de Vânia, o que mais agrava a situação do cidadão soteropolitano que vive nas encostas da cidade é o foco dado pela administração municipal ao destino dos investimentos. Conforme consta no descritivo das previsões para 2015, será gasto quase o mesmo valor com eventos festivos do que o previsto para obras de estabilização de encostas. “Ao contrário do que diz o vereador Joceval, estou muito bem informada sobre o que está sendo feito pela administração municipal. Sei, por exemplo, que o calendário anual de eventos e festas populares prevê um custo de R$ 32 milhões, enquanto a requalificação do sistema de micro e macrodrenagem tem um investimento de menos de R$ 20 milhões, o que considero um absurdo”, argumentou Vânia. “Como bem recordou a nota oficial emitida pelo Partido dos Trabalhadores, está previsto o investimento de R$ 32 milhões pela Prefeitura para a estabilização de encostas, enquanto o Governo da Bahia realiza a contenção de 98 encostas na nossa cidade num investimento total de R$ 156 milhões”, acrescenta a petista.

28 de abril de 2015, 09:01

SALVADOR Descarte irregular agrava quadro de encostas, diz Rui

Foto: Metropress

Governador Rui Costa (PT)

O governador Rui Costa (PT), que nesta segunda-feira (27) cancelou sua agenda no interior da Bahia para liderar o apoio do governo a Salvador, que foi atingida por fortes chuvas e enfrentou um caos, afirmou nesta manhã que o descarte irregular de lixo facilita o deslizamento de terra. “Morei 20 anos numa dessas encostas e o descarte irregular de lixo facilita o deslizamento. Agrava o quadro das encostas. O governo está executando um total de 88 encostas em Salvador. A prefeitura está cuidando de 55″, afirmou em entrevista à rádio Metrópole.

28 de abril de 2015, 08:52

SALVADOR Paulo Fontana atribui tragédias a obras irregulares

Foto: Metropress

Depois do caos provocado pelas fortes chuvas nesta segunda-feira em Salvador, o secretário municipal de Infraestrutura e Defesa Civil, Paulo Fontana disse em entrevista à rádio Metrópole nesta manhã que a construção das casas já em áreas condenadas podem provocar situação de risco em moradias. Por conta da chuva, os deslizamentos nas encostas deixaram treze mortos e 19 feridos no Barro Branco, na Avenida San Martin, e no Marotinho, Bom Juá [veja aqui]. O secretário afirmou ainda que houve um novo deslizamento em São Caetano, mas sem vítimas. “Não houve feridos, eles evacuaram rápido. A situação provocada pela chuva é terrível, parece uma praça de guerra. Hoje temos em Salvador 600 mil unidades habitacionais construídas de forma irregular, sem orientação técnica. Estive hoje nas sete residências de alto risco e conseguimos convencer os moradores a evacuar. Um apresentou resistência, mas todos saíram de lá”, disse Fontana.

28 de abril de 2015, 08:39

SALVADOR Treze pessoas morrem após desabamentos em Salvador

Foto: Marco Aurélio/Ag. A Tarde

Treze mortos, 19 feridos e uma cidade paralisada. Enquanto avenidas e ruas transbordavam, famílias rezavam nas 600 encostas da cidade – 55 delas áreas de risco iminente, como na região da Fazenda Grande do Retiro. Lá, o estrondo que traz pavor toda vez que chove deu o alerta, por volta de 6h. Depois, foram gritos de socorro abafados pela terra, sirenes, helicóptero, bombeiros e voluntários em torno de escombros onde antes existiam seis casas. Foram resgatados nove corpos na comunidade do Barro Branco, na Avenida San Martin, onde cinco pessoas permaneciam soterradas, e outros quatro na do Marotinho, no Bom Juá. A nona vítima do Barro Branco, que ainda não foi identificada, foi localizada na manhã desta terça-feira (28). Equipes de resgate estão no local tentando remover o corpo.A Defesa Civil de Salvador (Codesal) recebeu, até as 18h40 de ontem, 241 solicitações: sendo 27 alagamentos de imóveis, oito desabamentos de casas, 137 deslizamentos de terra, entre outras. Os bairros mais atingidos: São Marcos, Tancredo Neves, Fazenda Grande do Retiro, São Caetano, Pirajá e Sussuarana. Brotas, Pituba, Lobato e parte da Federação ficaram sem luz, por conta de quedas de árvores e deslizamentos. A água ocupou grandes avenidas, como Paralela, ACM e Bonocô, e invadiu até o Hospital Santo Antônio, no Largo de Roma, onde três enfermarias foram interditadas e 153 pacientes remanejados. Escolas e faculdades suspenderam aulas. Cerca de 10% dos ônibus não conseguiram deixar as garagens e o serviço de transporte público só foi normalizado meio-dia. Motoristas que ficaram retidos por causa de alagamentos relataram arrastões na Avenida Aliomar Baleeiro e BR-324. Já moradores que não conseguiram acionar a Codesal pelo número 199, pediram ajuda na Central de Polícias. A prefeitura informou que o problema foi sanado. Revoltados, moradores protestaram em Narandiba, San Martin Boca do Rio, Estrada de Campinas e Calabetão.

Correio*

28 de abril de 2015, 08:30

SALVADOR Sem restrições, travessia de Mar Grande opera com fluxo moderado

A travessia marítima do Sistema Salvador-Mar Grande opera sem restrições nesta terça-feira (28). O sistema iniciou o atendimento ao usuários às 5h e está com seis embarcações em tráfego, com fluxo moderado de passageiros passando pelos terminais Náutico da Bahia, no Comércio, e Hidroviário de Vera Cruz, na Ilha de Itaparica. As condições de navegação na Baía de Todos os Santos são normais: os ventos são fracos e o mar é calmo e as embarcações cumprem o percurso da travessia em tempo médio de 40 minutos. Hoje o último horário previsto saindo de Salvador será às 20h e de Mar Grande, às 18h30. A Astramab (Associação dos Transportadores Marítimos da Bahia) informa que devido às chuvas, as escunas que fazem o passeio turístico às ilhas da Baía de Todos os Santos vão permanecer sem operar hoje.

28 de abril de 2015, 07:43

SALVADOR Prédio desaba em Boa Vista de São Caetano

Foto: Reprodução/Bocão News

Um prédio de cinco andares desabou na rua Apoio Patrocínio, no bairro de Boa Vista de São Caetano na madrugada desta terça-feira (28). Segundo informações do Corpo de Bombeiros, as pessoas que estavam dormindo no prédio, ouviram um barulho e correram do local, onde moravam pelo menos 15 famílias. Segundo informações da Defesa Civil de Salvador (Codesal), uma pessoa ficou ferida na ocorrência, porém sem gravidade.

28 de abril de 2015, 06:40

SALVADOR Dilma se solidariza com famílias atingidas por deslizamentos em Salvador

Foto: Divulgação

Presidenta Dilma Rousseff

A presidenta Dilma Rousseff prestou solidariedade e ofereceu a estrutura do governo federal para auxiliar a recuperação das áreas atingidas por deslizamentos de terra em Salvador. Por meio de nota à imprensa, Dilma disse tomar conhecimento dos deslizamentos de terra “com grande pesar”. Ela também informou ter conversado com o governador da Bahia, Rui Costa, e com o prefeito da capital baiana, Antônio Carlos Magalhães Neto, para prestar solidariedade aos familiares das vítimas. “Coloquei o Ministério da Integração Nacional e a Defesa Civil, juntamente com os demais ministérios e as Forças Armadas à disposição para tomar todas as medidas de apoio ao povo baiano”, disse a presidenta.

Paulo Victor Chagas, Agência Brasil