17 de fevereiro de 2012, 17:45

MUNDO Empresa chinesa pede US$ 2 bilhões em indenização à Apple por uso do nome iPad

A empresa chinesa Proview Technology (Shenzhen), que se diz detentora do nome iPad, ameaça processar a Apple nos Estados Unidos por nomear o tablet da companhia com um nome que não foi licenciado. A companhia quer que a Apple pague uma indenização de US$ 2 bilhões. Os advogados da companhia informaram à agência de notícias AFP que eles querem impedir a venda de tablets na China e também fora do país. Inicialmente, a companhia conseguiu a autorização com autoridades do país para que algumas revendas parem de vender o tablet. No ano passado, a Apple já havia processado a Proview, reclamando que a empresa estava infringindo os direitos da marca. No entanto, o processo foi arquivado por falta de evidência. A Proview, empresa especializada na fabricação de computadores, já havia entrado com processo contra a Apple na China e agora quer entrar com uma ação contra a companhia nos Estados Unidos alegando que a empresa agiu de má fé pelo uso da marca. (Uol)

17 de fevereiro de 2012, 17:20

MUNDO Justiça italiana confisca US$ 6 trilhões em bônus falsos dos EUA

As autoridades italianas anunciaram nesta sexta-feira o confisco na Suíça de bônus falsos do Tesouro americano no valor de US$ 6 trilhões, durante uma investigação conduzida pela Promotoria de Potenza, no sul da Itália. Com a operação, realizada em colaboração com as autoridades suíças e batizada com o nome de “Vulcano” (Vulcão), oito pessoas foram detidas na Itália, informou a imprensa italiana. Os falsos títulos, com data de emissão de 1934, foram achados no interior de três caixas-fortes que supostamente pertenciam ao Federal Reserve dos Estados Unidos. Além disso, foi localizado um estojo que continha uma cópia falsa do Tratado de Versalhes, assinado em 1919 após a Primeira Guerra Mundial. Este último documento servia supostamente como prova utilizada pelos criminosos para provar a autenticidade dos bônus, já que eles afirmavam que os títulos faziam parte das somas de dinheiro trocadas entre as potências que entraram no conflito pelas despesas da guerra. (EFE)

17 de fevereiro de 2012, 16:01

MUNDO Brasil construirá sua ‘Itaipu’ com a Argentina

Brasil e Argentina decidiram criar uma empresa binacional, nos moldes de Itaipu, para administrar gestão de usinas hidrelétricas no Rio Uruguai, fronteira entre os países. Inicialmente, está prevista a construção de duas usinas: Garabi, com potência máxima de 1150 megawatts, e Panambi, de 1050 MW. Nesta quinta-feira, o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, recebeu em Brasília o ministro do Planejamento argentino, Julio de Vido. Após o evento, Lobão informou que a licitação do projeto executivo deve ser feita pela Argentina até o dia oito de março: “Vamos fazer nos moldes de Itaipu, com os aperfeiçoamentos que forem necessários”, disse Lobão. Pela parte brasileira, o projeto é liderado pela Eletrobras, que possui outros empreendimentos de geração de energia elétrica na América do Sul e na América Central. (O Globo)

17 de fevereiro de 2012, 14:10

MUNDO Rupert Murdoch lançará novo jornal dominical no R.Unido

Rupert Murdoch

O magnata Rupert Murdoch, proprietário do império midiático News Corporation, lançará em breve um novo jornal dominical no Reino Unido, informou nesta sexta-feira o canal britânico “Skynews”. Em e-mail enviado aos funcionários, Murdoch anunciou o lançamento da nova publicação, que se chamará “The Sun on Sunday” ocupará o espaço do extinto dominical “News of the World”, fechado em julho pelo escândalo das escutas. Murdoch está nesta sexta-feira em Londres, onde deve reunir-se com os funcionários do “The Sun”, depois de vários jornalistas serem detidos por supostos subornos às autoridades. O empresário australiano disse aos seus colaboradores que “as atividades ilegais simplesmente não podem e não vão ser toleradas, mas anunciou que as suspensões dos funcionários detidos pelos supostos subornos vão ser canceladas”. (EFE)

17 de fevereiro de 2012, 10:36

MUNDO Dilma ‘sai da sombra de Lula’, avalia ‘The Economist’

A presidente Dilma Rousseff, após um ano de mandato, sai da “sombra” de seu antecessor, Luiz Inácio Lula da Silva, e impõe cada vez mais o seu estilo pessoal ao governo brasileiro. Esta é a conclusão de um artigo publicado nesta sexta-feira pela revista britânica “The Economist”. O texto cita as demissões de sete ministros acusados de desvios éticos como uma mudança de postura do governo petista. “Em um ano de mandato, o governo Dilma mostra que é firme em seus princípios. É mais técnico, leal e, de longe, mais feminino do que foi o de Lula”. A revista avalia que “a maioria das sucessões ministeriais anunciadas pela governo foi feita por escolha pessoal”. Mas ressalta que o pragmatismo prevaleceu em algumas situações. A troca de Mário Negromonte do Ministério das Cidades por Aguinaldo Ribeiro é um exemplo citado como exceção, já que a indicação foi feita pelo PP. A aprovação de 59% de Dilma é citada como um ponto positivo para a tranquilidade do governo, bem como a maioria folgada no Congresso. (O Globo)

17 de fevereiro de 2012, 09:03

MUNDO Suspeito de corrupção, presidente da Alemanha renuncia

Foto: Adam Berry/Getty Images

Christian Wulff entregou o cargo em meio a denúncias de corrupção

O presidente da Alemanha, Christian Wulff, renunciou ao cargo na manha desta sexta-feira, em meio a acusações de envolvimento em um escândalo de corrupção. O político é suspeito de ter aceito recompensa em dinheiro por um suposto favorecimento do produtor cinematográfico David Groenewold com uma concessão de empréstimo no valor de 1 milhão de euros pelo governo da Baixa Saxônia, presidido por Wulff na época. Um ano após a liberação dos recursos, em 2007, Groenewold e Wulff passaram férias juntos na exclusiva ilha alemã de Sylt, com tudo pago pelo primeiro. O presidente alega que recompensou o produtor, que é seu amigo pessoal, em espécie. Sob pressão da imprensa e da oposição, Wulff anunciou a sua renuncia nesta manhã. De acordo com a mídia alemã, o fato é sem precedentes na história da Alemanha pós-Segunda Guerra Mundial. (Exame)

17 de fevereiro de 2012, 07:34

MUNDO Brasileiro gay casado com cônsul dos EUA tem visto diplomático no Japão

Embora o Japão ainda não permita o casamento entre pessoas do mesmo sexo, em um caso inédito no país, o governo concedeu ao brasileiro Emerson Kanegusuke, 39, o direito ao visto diplomático por ser casado oficialmente com o cônsul-geral dos Estados Unidos em Osaka-Kobe, Patrick Joseph Linehan, 59. Com a entrada de Barack Obama no governo, em 2008, Washington passou a dar tratamento igual aos casais homoafetivos. Apesar de o país também não autorizar por lei o casamento gay – somente seis estados e o distrito de Columbia permitem este tipo de união -, o governo norte-americano passou a reconhecer oficialmente os parceiros de diplomatas como membro da família. “Por isso, quando fomos transferidos para cá, o Japão me admitiu como ‘diplomata’, conforme foi solicitado pelo governo dos Estados Unidos”, contou o brasileiro à BBC Brasil. O casal chegou ao Japão em agosto do ano passado, vindo de um período na Coreia do Sul. (BBC Brasil)

17 de fevereiro de 2012, 07:13

MUNDO Jornalista do ‘New York Times’ morre na Síria, diz jornal

O jornalista Anthony Shadid morreu nesta quinta-feira aparentemente de um ataque de asma durante uma emissão de relatórios no leste da Síria, de acordo com o jornal The New York Times. Segundo o jornal americano, não está confirmado como ou onde ele morreu. Tyler Hicks, um fotógrafo que estava com Shadid, foi quem levou seu corpo ao longo da fronteira para a Turquia. Hicks disse que o colega transportava a medicação para a sua asma e apresentou alguns sintomas na manhã de quinta. Em 2011, Shadid foi capturado na Líbia por forças pró-Kadhafi enquanto cobria o conflito no país com outros três colegas. O repórter era especialista na convertura dos conflitos do Oriente Médio. (G1)

16 de fevereiro de 2012, 18:40

MUNDO Brasileiro está entre mortos em incêndio de prisão de Honduras

O Itamaraty confirmou na tarde desta quinta-feira que recebeu das autoridades de Honduras a confirmação de que um brasileiro está entre os mortos no presídio de Comayagu. O indêncio, que deixou mais de 350 mortos, é o pior já registrado em um presídio latino-americano. Ainda não se sabe o que provocou o incidente, que teve início na noite de terça-feira. O Itamaraty não divulga a identidade da vítima e diz que está tentando entrar em contato com a família. Havia 800 detentos no presídio no momento do incêndio. A prisão de Comayagua tem capacidade para 400 pessoas. Segundo o enviado da BBC Mundo a Comayagu, ainda há cadáveres aguardando transporte ao IML local por soldados hondurenhos e norte-americanos. (BBC Brasil)

16 de fevereiro de 2012, 08:55

MUNDO Em desvantagem nas pesquisas, Sarkozy anuncia candidatura

Foto: Frede Prouser/Reuters

Campanha de Sarkozy deve focar redes sociais

O presidente francês, Nicolas Sarkozy, anunciou nesta quarta-feira em um programa de TV a sua candidatura à reeleição. Pressionado pelo baixo desempenho nas pesquisas, o governante decidiu lançar sua campanha antes do previsto. Mesmo com as pesquisas indicando o socialista François Hollande de cinco a oito pontos percentuais à sua frente, Sarkozy disse que não lutar por um segundo mandato seria como “abandonar o navio” em meio à crise. — Eu sou presidente e candidato para que esta campanha seja útil para os franceses — disse Sarkozy. — Se decidi me candidatar é porque tenho coisas a dizer, propostas a fazer. O presidente em exercício tem mais deveres e direitos, e isso se impõe em minhas ações, sobre mim mesmo. Durante o programa, Sarkozy defendeu seu primeiro governo, mas disse que não é “possível fazer tudo em cinco anos”. Referindo-se à crise econômica que assola a Europa, o presidente francês propôs um referendo sobre o desemprego no país e afirmou querer instituir uma indenização para os desempregados. (O Globo)

15 de fevereiro de 2012, 16:40

MUNDO Argentina aceita mediação da ONU por Malvinas

O governo argentino anunciou nesta terça-feira que aceitou a proposta das Nações Unidas de buscar uma solução pacífica que encerre a disputa com o Reino Unido pela soberania das ilhas Malvinas. A resposta do chanceler argentino, Hector Timerman, foi enviada ao presidente da Assembleia Geral das Nações Unidas, Nassir Abdulaziz al-Nasser. “A Argentina aceita com o maior interesse e atenção as iniciativas e sugestões (…) que possam contribuir à solução da controvérsia”, diz o comunicado. A nota pede ainda que o Reino Unido cumpra as demandas da Assembleia Geral da ONU e as do Comitê de Descolonização desse órgão e que retome as negociações para conseguir uma solução pacífica à disputa de soberania. (O Globo)

15 de fevereiro de 2012, 11:08

MUNDO Obama buscará convencer Dilma a alinhar-se aos EUA na questão do Irã

Foto: Givaldo Barbosa / O Globo

Barack Obama e Dilma Rousseff

Passados quase dois anos do maior atrito entre EUA e Brasil em razão do programa nuclear do Irã, o presidente americano, Barack Obama, pretende agora “ouvir” sua colega Dilma Rousseff sobre essa questão. O tema estará na pauta americana da visita oficial de Dilma a Obama, marcada para 9 de abril, informou o secretário assistente de Relações Públicas do Departamento de Estado, Michael Hammer. Washington não esconde o interesse de convencer o Brasil a somar-se ao bloco de pressão internacional para evitar que Teerã obtenha armas nucleares. Apesar de reconhecer as divergências do passado, Hammer insistiu que o País é “um exemplo brilhante para as outras nações sobre o desenvolvimento de energia nuclear pacífica, sob a moldura legal da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA)”. Trata-se, para ele, de um “tema natural” a ser discutido entre EUA e Brasil. (O Globo)

15 de fevereiro de 2012, 10:26

MUNDO Incêndio mata mais de 200 em presídio de Honduras

Foto: AFP

Número de mortos em Comayagua, centro do país, poderia ser maior

Um incêndio na Penitenciária Central de Comayagua, na região central de Honduras, deixou pelo menos 200 mortos e dezenas de feridos, segundo as autoridades. Danilo Orellana, chefe do sistema nacional de prisões, disse que o número de mortos chega a 200. Pelo menos 40 feridos teriam sido atendidos nos hospitais locais, segundo ele. A agência Reuters afirma que, segundo as autoridades médicas locais, o número de cadáveres retirados do local chegaria a 272. “Este é um relatório preliminar, pode haver muito mais mortos”, afirmou Lucy Marder, chefe do serviço forense em Comayagua, cidade que fica a 75 quilômetros da capital, Tegucigalpa. O fogo começou às 22h30 locais de terça-feira, segundo Orellana, que declarou que não se tratou de uma rebelião. Segundo ele, um detento poderia ter iniciado o fogo, ou teria havido um curto-circuito. (G1/agências internacionais)

15 de fevereiro de 2012, 07:38

MUNDO Crise faz Itália suspender candidatura de Roma às Olimpíadas de 2020

O primeiro-ministro da Itália, Mário Monti, suspendeu a candidatura de Roma à sede dos Jogos Olímpicos de 2020. Monti explicou a decisão dizendo que seria um ato irresponsável usar dinheiro do contribuinte na organização dos Jogos em um momento em que a Itália enfrenta uma profunda crise econômica. O custo que vinha sendo estimado para a realização dos Jogos era US$ 12 bilhões. Roma já sediou a Olimpíada de 1960. Outras cidades que concorrem à sede dos Jogos de 2020 são Istambul, Madri, Tóquio, Doha e a capital do Azerbaijão, Baku.

14 de fevereiro de 2012, 19:00

MUNDO Líder finlandês defende relação comercial ‘mais profunda’ com Brasil

Foto: Roberto Stuckert Filho / Divulgação / PR

Dilma com o primeiro-ministro finlandês durante declaração conjunta

O primeiro-ministro da Finlândia, Jyrki Katainen, defendeu nesta terça-feira, após reunião com a presidente Dilma Rousseff em Brasília, uma relação comercial “mais profunda” com o Brasil. Katainen veio ao Brasil acompanhado de uma delegação de cem representantes de empresas finlandesas “de altíssima qualidade que estão interessados no mercado crescente brasileiro”, disse durante declaração à imprensa ao lado da presidente Dilma, no Palácio do Planalto. “A União Europeia também precisa de parceiros durante esta crise mundial e estamos muito interessados em construir relação mais profunda em questões de mercado externo com o Brasil, uma vez que compartilhamos dos mesmos valores fundamentais”, afirmou. Dilma afirmou que, uma vez na presidência pró-tempore do Mercosul – a partir de agosto –, o Brasil “se empenhará nas negociações e em parcerias com a Finlândia”. “Podemos aumentar [o comércio bilateral], com formação de parcerias empresariais”, disse. (G1)