23 de junho de 2012, 12:36

MUNDO Novo presidente não crê em sanções ao Paraguai

O novo presidente do Paraguai, Federico Franco, disse na manhã deste sábado (23) que não acredita que haverá sanções ao seu país após o processo em que ele substituiu Fernando Lugo no poder. Em entrevista à imprensa internacional, Franco disse que seu chanceler, Félix Fernández, já entrou em contato com seu colega brasileiro, Antonio Patriota, para explicar a situação. Ele disse que ele próprio ainda não falou com nenhum colega para explicar a situação e admitiu que o rápido processo de impeachment gerou um “impasse” com a comunidade internacional. Franco reafirmou que não houve golpe, e que o afastamento de Lugo é uma “situação legal”, permitida pela lei do país. (G1)

23 de junho de 2012, 11:08

MUNDO Novo presidente do Paraguai vai procurar Dilma para desfazer mal-estar

Foto: AFP

Novo presidente do Paraguai, Frederico Franco

O presidente recém-empossado do Paraguai, Federico Franco, quer evitar o desconforto com os países vizinhos, principalmente o Brasil e o Uruguai. Determinado a desfazer o mal-estar causado pela destituição do então presidente Fernando Lugo, Franco pretende procurar nos próximos dias a presidenta Dilma Rousseff e o presidente do Uruguai, José Pepe Mujica. Um dos receios de Franco é o eventual rompimento da União das Nações Sul-Americanas (Unasul) com o Paraguai. Franco também se preocupa com a questão energética, uma vez que a Usina Itaipu Binacional é fundamental para o abastecimento de energia para o Paraguai e a economia do país. Segundo assessores, o ministro das Relações Exteriores, José Félix Fernández, vai procurar o chanceler brasileiro, Antonio Patriota. (Agência Brasil)

23 de junho de 2012, 10:49

MUNDO Austrália busca sobreviventes de naufrágio no Oceano Índico

Os serviços médicos resgataram um total de 109 pessoas das aproximadamente 200 que viajavam em uma embarcação que naufragou na noite de quinta-feira (21) no Oceano Índico, dois dias depois de ter realizado um chamado de socorro. A autoridade australiana de segurança marítima (AMSA) disse que a busca durante a noite no norte desta ilha remota não permitiu encontrar mais sobreviventes. As últimas cinco pessoas foram resgatadas na quinta-feira à noite. O barco vinha provavelmente do Sri Lanka e seus passageiros seriam em sua maioria afegãos que buscavam asilo. (G1)

23 de junho de 2012, 09:47

MUNDO Hamas ameaça romper trégua com Israel

O braço armado do Hamas, as Brigadas Ezedin al-Qasam, ameaçou neste sábado (23) romper a trégua anunciada na quarta-feira com Israel. “Os ataques aéreos do inimigo sionista são novos crimes. Não permaneceremos silenciosos diante dos crimes” israelenses, anunciaram as Brigadas em um comunicado. Dois palestinos morreram e mais de 20 ficaram feridos nas últimas 24 horas em uma série de ataques aéreos de Israel contra a Faixa de Gaza, apesar da trégua. Abu Hammam Qadus, de 20 anos, morreu na noite desta sexta-feira (22) ao ser atingido quando circulava de motocicleta pela Faixa de Gaza. Outros dois palestinos ficaram levemente feridos no mesmo ataque. (G1)

23 de junho de 2012, 08:08

MUNDO Líderes sul-americanos rejeitam novo presidente do Paraguai

Os presidentes da Argentina, Venezuela, Equador e Bolívia disseram na noite desta sexta-feira (22) que não reconhecem a legitimidade do novo governo paraguaio após o impeachment que tirou Fernando Lugo do poder. O ex-vice, Federico Franco, tomu posse da presidência. A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, afirmou que a situação em Assunção é “inaceitável”. O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, disse que seu país “não reconhece a este nulo, ilegal e ilegítimo governo que se instalou em Assunção”. O presidente equatoriano Rafael Correa acredita que foram ignorados procedimentos no processo de destituição de Lugo. O governo do Equador não reconhecerá outro presidente do Paraguai que não seja o senhor Fernando Lugo”, criticou. Evo Morales, presidente da Bolívia, elogiou o trabalho de Lugo no comando do Paraguai. Leia mais no G1.

23 de junho de 2012, 07:38

MUNDO Novo presidente do Paraguai se diz “surpreso” com rapidez do processo

Foto: Reprodução

Frederico Franco é o novo presidente do Paraguai

O novo presidente do Paraguai, Federico Franco, se disse nesta sexta-feira (22) “surpreendido” pelo processo “rápido” de destituição contra seu antecessor Fernando Lugo. “O processo se fez de uma maneira um pouquinho rápida e surpreendeu a mim e a todos os paraguaios”, disse na sede do governo. Franco pediu aos líderes dos países vizinhos, em especial aos sócios do Mercosul, que “entendam” a situação no país. Ele disse que vai se esforçar para que a situação se normalize. Ele também anunciou dois ministros de seu gabinete: Carmelo Caballero (Interior) e José Félix Fernández Estigarribia (Relações Exteriores). Franco governará até agosto de 2013, quando assumirá o presidente eleito em abril próximo. Leia mais no G1.

22 de junho de 2012, 18:42

MUNDO Senado paraguaio aprova impeachment de Fernando Lugo

Foto: Correio do Brasil

Presidente Fernando Lugo sofre impeachment

O senado paraguaio aprovou na tarde desta sexta-feira o impeachment do presidente Fernando Lugo, após um rápido processo iniciado na quinta-feira na Câmara dos Deputados sob o argumento de que ele não exerce sua função devidamente. Com 39 votos a favor e 4 contra (2 ausências), Lugo foi destituído do cargo. Seu vice, Federico Franco, antigo aliado e atual crítico, assume o poder do país até as próximas eleições, previstas para daqui a nove meses. “Por 39 votos a 4 se declara culpado Fernando Lugo e, por isso, o presidente terá que ser destituído do cargo”, disse o presidente do Congresso. A decisão foi tomada sem a presença de Lugo, que preferiu ficar na sede do governo em vez de ir ao Senado se defender durante duas horas – tarefa que foi desempenhada pelos seus advogados. Mais cedo, Lugo se disse vítima de um golpe de Estado e tentou recorrer do processo de impeachment. Ele argumenta que o julgamento é inconstitucional por causa da velocidade com que foi aprovado. Na Câmara, 76 deputados votaram a favor do impeachment e apenas um contra. Em uma tentativa de ganhar uma sobrevida, ele teria se reunido com os integrantes do Partido Colorado na manhã desta sexta-feira para negociar apoio. (O Globo)

22 de junho de 2012, 18:00

MUNDO Ataques deixam 12 pessoas mortas no Iraque nesta sexta-feira

Uma nova série de ataques provocou a morte de pelo menos 12 pessoas nesta sexta-feira (22) no Iraque, anunciaram fontes de segurança e médicas. Uma bomba explodiu no mercado de Al-Husseiniyah, bairro de maioria xiita da periferia nordeste de Bagdá, onde um segundo artefato explosivo foi detonado após a chegada das equipes de emergência, segundo uma autoridade do Ministério do Interior. No sul de Bagdá, três policiais foram mortos em um posto de controle em Bayaa, acrescentou o alto funcionário do Ministério do Interior, em registro confirmado por fontes médicas. Em Samara, cidade de maioria sunita ao norte de Bagdá, onde está localizado um mausoléu que abriga as tumbas de dois imãs xiitas reverenciados, um atentado suicida com carro-bomba e disparos de obus de morteiro deixaram um peregrino iraniano morto e 12 pessoas feridas. (France Press/Correio Braziliense)

22 de junho de 2012, 17:30

MUNDO Merkel não vai à Rio+20, mas acompanha a seleção alemã na Euro 2012

Algumas semanas antes do início da Rio+20, a chanceler alemã Angela Merkel já havia avisado ao governo brasileiro que não viria para a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável. Mas apesar de não ter vindo ao Brasil nesta semana, a chancelar alemã viajou para Polônia nesta sexta-feira para acompanhar o jogo da seleção do seu país nas quartas-de-final da Euro 2012, contra a Grécia. Com um público quase três vezes maior do que a Rio92, a Rio+20 já é o maior evento da história da ONU. Durante os dez dias do encontro, cerca de 45,4 mil pessoas foram credenciadas, segundo informou a porta-voz da conferência, Pragati Pascale. (Última Segunda/Ig)

22 de junho de 2012, 16:57

MUNDO Defesa de Lugo diz que ele é perseguido e que processo é ilegal

Fernando Lugo

A defesa do presidente paraguaio, Fernando Lugo, alegou nesta sexta-feira (22) que ele está sendo vítima de perseguição política e que a abertura inesperada de processo de impeachment contra ele é inconstitucional. O advogado Adolfo Ferreiro, um dos que representaram Lugo em sua defesa no Senado, disse que as mortes resultantes de conflitos entre camponeses e policiais não caracterizam uma situação de mau desempenho de Lugo no cargo de presidente. “Alegam mau desempenho do presidente, mas não explicam por que razão ele teria incorrido em mau desempenho de suas funções. Não há nenhuma explicação técnica, e este processo demonstra total desconhecimento da estrutura política do Paraguai. Querem cassar um presidente eleito por professar ideias que são contrárias às ideias de seus julgadores”, afirmou Ferreiro. (Agência Brasil)

22 de junho de 2012, 16:15

MUNDO Policiais fazem motim por aumento de salário na Bolívia

Um motim de policiais de baixa patente, exigindo aumentos salariais do presidente Evo Morales, se estendeu nesta sexta-feira a cerca de 20 unidades e quartéis da Bolívia, enquanto os revoltosos saqueavam seus próprios locais de trabalho a uma quadra do Palácio Presidencial. Os militares tomaram à força na quinta-feira a Unidade Tática de Operações Especiais e outras oito unidades em todo o país, e nesta sexta-feira saquearam dois gabinetes da instituição a uma quadra da Praça de Armas, onde estão situados os gabinetes do presidente Morales. O presidente estava em seu gabinete durante os incidentes, havia informado mais cedo a direção de comunicação presidencial, realizando uma reunião com um sindicato de mineradores privados, já que o conflito policial estava sob a atenção do ministro do Interior, Carlos Romero. (Último Segundo/Ig)

22 de junho de 2012, 15:52

MUNDO Lugo confirma que acatará resultado de seu julgamento político no Senado

O presidente do Paraguai, Fernando Lugo, afirmou nesta sexta-feira (22) que acatará o julgamento político no Senado que pode provocar a sua destituição, mas advertiu que impulsionará uma resistência “a partir de outras instâncias organizacionais”, em declarações à Rádio 10, da Argentina. “É preciso acatá-lo (o julgamento político), é um mecanismo constitucional, mas a partir de outras instâncias organizacionais certamente decidiremos fazer uma resistência para que o âmbito democrático e participativo do Paraguai vá se consolidando”, afirmou Lugo. O ex-bispo de 61 anos, eleito em 2008, apresentou nesta sexta-feira uma ação de inconstitucionalidade à Suprema Corte de Justiça contra o processo de impeachment votado na véspera pela Câmara dos Deputados, anunciou o seu advogado. Leia mais no G1.

22 de junho de 2012, 14:00

MUNDO Hillary Clinton diz que liderança do Brasil foi essencial para consenso em torno de documento na Rio+20

A secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, disse hoje que a liderança brasileira permitiu que todos os países se reunissem em torno de um documento final na Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20. Segundo Clinton, a declaração final, que será assinada pelos líderes de 193 países reunidos no Rio de Janeiro, “marca um grande avanço para o desenvolvimento sustentável”. “O Brasil prestou um grande serviço ao mundo ao nos hospedar e receber aqui. Este é um momento difícil, mas graças à liderança brasileira conseguimos nos reunir em torno de um documento final, que marca um grande avanço para o desenvolvimento sustentável. É um dos momentos mais difíceis de todos os tempos. Como vamos crescer no futuro, não é o problema de apenas alguns países, é uma questão que deve ser abordada por todos os países. Graças ao Brasil, estamos no centro dos nossos esforços compartilhados para encontrarmos essas soluções”, disse Clinton, em discurso na plenária da Rio+20.

22 de junho de 2012, 11:59

MUNDO Brics cobram ação dos países ricos e defendem nações em desenvolvimento

Vinte anos depois da Eco-92, o mundo não é mais bilateral, com alinhamentos orientados de acordo com o que ditavam Estados Unidos e Rússia. Tampouco é viável dividir o planeta entre ricos e pobres. Entender o mundo em que ocorre a Rio+20 exige ter consciência de que dentro de nações extensas como Brasil, Rússia, Estados Unidos e China há regiões prósperas e zonas de pobreza com necessidades particulares. Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul têm quase metade da população mundial, 40% do território do planeta e um PIB que, segundo o Fundo Monetário Internacional, pode ser superior ao da União Europeia em 2012. Durante a Rio+20, os Brics usaram a tribuna da reunião de cúpula para cobrar que os países ricos assumam as promessas que fizeram em 1992 de poluir menos e preservar as espécies do planeta. Mostraram exemplos de desenvolvimento sustentável já alcançados internamente e defenderam que os mais pobres não podem sofrer porque os países mais ricos não souberam crescer sem destruir o planeta. Leia mais na Veja.

Marco Túlio Pires, da Veja

22 de junho de 2012, 11:48

MUNDO Em Assunção, Patriota participa de reunião sobre situação de Lugo

Ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota

O ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, está reunido na manhã desta sexta-feira na Corte Suprema de Justiça paraguaia, em Assunção, com o embaixador do Brasil no Paraguai, Eduardo dos Santos, e chanceleres de outros países para discutir a situação do presidente Fernando Lugo, que pode ter o mandato cassado. De acordo com a Embaixada do Brasil no Paraguai, todos devem acompanhar a votação no Senado paraguaio, prevista para esta tarde e que pode levar ao impeachment de Lugo. Na véspera, o Congresso aprovou a abertura de um processo “relâmpago” contra Lugo, sob acusação de mau desempenho das funções e de ser responsável por uma operação policial que terminou com 17 mortos, entre policiais e integrantes de movimentos sociais, na semana passada no interior do país. Leia mais no G1.