2 de junho de 2012, 12:15

MUNDO Irã constrói novo centro para lançar satélites

O Irã está terminando a construção de um novo central espacial que permitirá lançar mais satélites domésticos em órbita, informou hoje o ministro da Defesa do país, general Ahmad Vahidi. O comentário do ministro foi a primeira confirmação de que o Irã está investindo em uma área que já provoca problemas com as nações do Ocidente por causa do controverso programa nuclear do país. A preocupação é que o programa facilite os esforços para a fabricação de armas atômicas, o que Teerã nega, insistindo que seus propósitos são de paz, e suas possíveis aplicações militares, já que a tecnologia usada para colocar satélites em órbita também pode ser reorganizada para fazer mísseis intercontinentais. Em comentários feitos à agência oficial de notícias, IRNA, Vahidi disse que o primeiro satélite que será lançado do novo centro será o Tolo, mas não informou onde ele está localizado. (A Tarde)

2 de junho de 2012, 11:39

MUNDO Argentina: oferta de suborno chega por celular entre deputados peronistas

Daniel Scioli

As ofertas de propina via mensagem de texto de celular podem ser o novo formato para combinar a compra de votos de parlamentares na Argentina. Isso é o que indica o escândalo que veio à tona nesta sexta-feira no jornal Clarín, que denunciou as tentativas de suborno durante a sessão de quinta-feira da Assembleia Legislativa da Província de Buenos Aires. O escândalo envolve o governador peronista Daniel Scioli, que foi vice-presidente de Néstor Kirchner (2003-2007), é aliado da presidente Cristina Kirchner e governa a mais importante província do país, que tem 40% do eleitorado e 33% do PIB nacional. Os parlamentares estavam debatendo o imposto agrário do governador Scioli, que está pressionado pelos graves problemas fiscais da província, quando um fotógrafo do Clarín flagrou o deputado provincial Juan José Ottavis, vice-presidente da Assembleia e representante do Partido Justicialista (Peronista) trocando mensagens de celular com seus colegas de bloco a respeito de uma suposta proposta de dinheiro para os integrantes da oposição. Leia mais no Estadão.

Ariel Palácios, do Estadão em Buenos Aires

2 de junho de 2012, 10:12

MUNDO Em dez anos, 2012 já é o ano mais violento para jornalistas

Em apenas cinco meses, 2012 já é o mais violento para jornalistas brasileiros desde o assassinato de Tim Lopes, cuja morte completa dez anos hoje. Conforme a Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP), quatro profissionais foram mortos no País em crimes relacionados ao exercício da atividade, mesmo número registrado em todo o ano de 2011. As oito mortes neste último ano e meio totalizam quase 40% dos 21 assassinatos de jornalistas cometidos desde 2002, ano da execução, por traficantes, do jornalista da TV Globo no Complexo do Alemão, no Rio. “É uma ameaça à liberdade de expressão. Quando se cala um jornalista quem sofre é a sociedade”, diz o presidente da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), Marcelo Moreira, organização criada no mesmo ano da morte de Tim Lopes. Leia mais.

2 de junho de 2012, 08:50

MUNDO Mubarak é sentenciado à prisão perpétua, em meio a divisões no Egito

O ex-presidente do Egito Hosni Mubarak foi sentenciado neste sábado à prisão perpétua, como cúmplice da morte de 850 manifestantes na Revolução Egípcia de 2011, em um julgamento que evidencia as divisões vigentes no país. Aos 84 anos e após três décadas governando o Egito, Mubarak é o primeiro entre os líderes afetados pela Primavera Árabe a ser julgado em seu país. Ele ouviu seu veredicto com uma expressão séria, em uma maca hospitalar e usando óculos escuros. No lado de fora da corte, opositores de Mubarak e parentes de pessoas mortas durante o levante antirregime comemoravam a condenação do ex-presidente, ainda que alguns estivessem defendendo a pena de morte para o réu.  (BBC Brasil)

2 de junho de 2012, 07:47

MUNDO Falta de cooperação entre países dificulta combate ao tráfico de pessoas

A falta de cooperação entre os países ainda é um desafio para a eficácia das políticas de enfrentamento ao tráfico de pessoas, segundo o secretário nacional de Justiça, Paulo Abrão. O combate a esse tipo de crime foi discutido no Seminário Internacional Brasil-União Europeia sobre Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas, que terminou ontem. “O seminário demonstrou que ainda temos muitas tarefas para haver uma devida integração e cooperação jurídica internacional para enfrentar o tráfico de pessoas. Identificamos a necessidade de criar algum tipo de padronização na coleta de dados e de informações para subsidiar estatísticas que, por sua vez, servirão de base para formulação de políticas públicas”, disse Abrão. A estimativa do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (Unodc) é que, por ano, 2,5 milhões de pessoas sejam vítimas de tráfico de pessoas. A exploração sexual representa 79% dos casos.

1 de junho de 2012, 18:52

MUNDO China prende funcionário suspeito de espionar para os EUA

Um funcionário da segurança estatal chinesa foi detido sob suspeita de espionar para os Estados Unidos, disseram fontes ligadas ao caso, que foi mantido em sigilo por ambos os países nos últimos meses, numa tentativa de evitar uma nova crise nas relações bilaterais. O funcionário, assessor de um vice-ministro da Segurança Estatal, foi detido neste ano sob a acusação de ter transmitido a Washington, no decorrer de vários anos, informações sigilosas a respeito das atividades chinesas de espionagem internacional, de acordo com três fontes com acesso direto ao assunto. O assessor teria sido recrutado pela CIA (Agência Central de Inteligência dos EUA) para fornecer “inteligência política, econômica e estratégica”, disse uma fonte, embora não esteja claro qual fosse o nível de informação ao qual ele tinha acesso, ou se espiões chineses no exterior tiveram seu trabalho comprometido devido à atuação dele. (Reuters)

1 de junho de 2012, 18:10

MUNDO Hollande e Putin não se entendem sobre saída de conflito sírio

O presidente francês, François Hollande, afirmou nesta sexta-feira à noite que não há “solução possível” na Síria sem “a saída de Bashar al-Assad”, enquanto seu homólogo russo Vladimir Putin questionou a eficácia de sanções, durante uma entrevista coletiva em Paris. “Não há solução possível” na Síria sem “a saída” de seu presidente Bashar al-Assad, afirmou Hollande. “Sanções devem ser impostas” contra o governo sírio, declarou, acrescentando que sabe dos “riscos de desestabilização, com os riscos de guerra civil” na Síria. Ao tomar a palavra, Putin questionou a eficácia de sanções do Conselho de Segurança da ONU contra o governo sírio. “As sanções estão longe de ser sempre eficazes”, declarou Vladimir Putin. (AFP)

1 de junho de 2012, 15:10

MUNDO Google altera sistema de buscas para driblar censura na China

O Google iniciou alterações no sistema de buscas na China. A ideia é driblar a censura do país em relação a informações que circulam na internet. Segundo o Opera Mundi, chineses serão alertados sobre quais palavras têm restrições, informando também meios para evitá-las. Em comunicado no blog oficial da companhia, o Google informou que “ao longo dos últimos anos, recebeu diversas notificações de que seu serviço de buscas nas China era ‘inconsistente’ e ‘pouco confiável'”. Além disso, conforme a busca feita pelo usuário, o buscador recebia “mensagens regulares de erro”, ficando fora do ar por um minuto ou mais. A empresa divulgou ter vasculhado todo o sistema operacional e não encontrou nenhuma falha. Usuários do Google na China enfrentam dificuldades ao realizar buscas. Lijiang, cidade da província de Yunnan que sofreu confrontos entre policiais e pequenos produtores é uma das informações de difícil acesso. (Portal Imprensa)

1 de junho de 2012, 12:45

MUNDO Justiça identifica casos de europeus vítimas de tráfico de pessoas

A vontade de muitos jovens brasileiros de terem uma experiência profissional no exterior já resultou em muitos casos de vítimas de tráfico de pessoas. De acordo com o Ministério da Justiça, no entanto, com o crescimento econômico do Brasil e o aumento da fiscalização, é cada vez mais comum a identificação de cidadãos europeus vítimas desse crime no território brasileiro, iludidos por falsas oportunidades de trabalho. “Durante muito tempo os brasileiros eram as maiores vítimas, quando iam aos países centrais. Agora, temos percebido que há ocorrência de tentativas de tráfico de pessoas a partir da América Latina e dos países centrais, que estão em crise. Neles, existem ocorrências de tentativas de tráfico de pessoas enviadas ao Brasil com o mesmo propósito”, disse hoje o secretário nacional de Justiça, Paulo Abrão.O combate a esse tipo de crime foi discutido no Seminário Internacional Brasil-União Europeia sobre Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas. Leia mais no Estadão.

Pedro Peduzzi, Agência Brasil

1 de junho de 2012, 12:08

MUNDO Argentinos fazem ‘panelaço’ contra o controle da venda de dólares

Os argentinos realizaram protesto batendo panelas e tocando buzinas, na noite desta quinta-feira, em diferentes bairros da cidade de Buenos Aires. A manifestação, que foi observada em bairros de classe média e alta como Recoleta, Palermo e Belgran, foi convocada através das redes sociais contra o controle da venda de dólares pelo governo e pelo combate à corrupção. O protesto ocorre no momento em que o governo intensifica medidas econômicas como o controle da venda de dólares para os argentinos, feito pela Receita Federal. Os jornais, no entanto, dizem que apesar das medidas, as principais autoridades do país poupam em dólares, segundo suas declarações de imposto de renda. É o caso da presidente Cristina Kirchner, de ministros e de outros políticos governistas. Leia mais no BBC Brasil.

1 de junho de 2012, 09:43

MUNDO Brasileiro será encarregado pela ONU de investigar chacina em vilarejo sírio

Reunido nesta sexta-feira, em caráter de emergência, o Conselho de Direitos Humanos da ONU deve aprovar uma resolução que dá ao brasileiro Paulo Sérgio Pinheiro um mandato especial para investigar o massacre de Hula, na Síria. A resolução foi articulada por EUA, Turquia e Catar. O Brasil tem mantido silêncio sobre o massacre, mas nesta quinta-feira, 31, o Itamaraty não só apoiou a convocação da reunião como foi um dos copatrocinadores do encontro. O texto encaminhado ao Conselho de Direitos Humanos “condena nos termos mais fortes possíveis” a tragédia do fim de semana e pede a Pinheiro que revele os nomes dos responsáveis pela matança. Hula foi palco do que está sendo considerado um dos atos de maior violência em mais de 14 meses de repressão conduzida pelo regime de Bashar Assad. No vilarejo, 108 pessoas foram executadas. Segundo monitores da ONU na Síria, os envolvidos eram integrantes de milícias ligadas a Assad. A grande maioria das vítimas era de crianças e mulheres. Estima-se que 49 dos mortos tinham menos de 10 anos. (Estadão)

Jamil Chade, do Estadão em Genebra

1 de junho de 2012, 08:01

MUNDO Trabalho forçado atinge três em cada mil pessoas no mundo, diz OIT

Três em cada mil pessoas do mundo já sofreram ou sofrem com algum tipo de trabalho forçado, isto é, estão presas em empregos que lhes foram impostos por meio de coação ou de engano e dos quais não podem sair, diz um estudo da Organização Internacional do Trabalho (OIT). De acordo com o relatório “Estimativa Global de Trabalho Forçado”, divulgado nesta sexta-feira, são 20,9 milhões os trabalhadores nesta condição. Deste total, 90% (18,7 milhões) são explorados na economia privada, por indivíduos ou empresas. Segundo o estudo, eles são vítimas de exploração sexual forçada ou de exploração do trabalho em atividades como agricultura, construção civil, trabalho doméstico ou industrial. Os restantes 10% (2,2 milhões) sofrem com o trabalho forçado pelo Estado, em prisões, exércitos nacionais ou forças armadas rebeldes, diz a OIT. Leia mais no G1.

1 de junho de 2012, 07:31

MUNDO Estudante dos EUA mata colega e come seu coração e cérebro

Um estudante americano confessou à polícia ter matado seu companheiro de quarto, desmembrado seu corpo e comido o coração da vítima e parte de seu cérebro, informou a imprensa local na quinta-feira. Alexander Kinyua, um estudante de 21 anos da Morgan State University, em Baltimore (Maryland, leste), foi preso na terça-feira depois que sua casa foi inspecionada pela polícia, alertada pelo irmão de Kinyua, que encontrou uma cabeça e mãos humanas, informou o jornal The Baltimore Sun. Segundo a mesma fonte, Kinyua confessou na quinta-feira o assassinato e desmembramento de seu companheiro Kujoe Bonsafo Agyei-Kodie, reportado como desaparecido desde sexta-feira. Também admitiu ter comido partes de seu cérebro e, posteriormente, o coração completo. O motivo do crime não foi determinado, mas Kinyua foi acusado de assassinato em primeiro grau na quarta-feira. (Agência France Press)

1 de junho de 2012, 07:27

MUNDO Governo da França anula circular que expulsava universitários estrangeiros

O governo da França aboliu desde ontem a norma que estabelecia regras rígidas para que os estudantes estrangeiros pudessem permanecer no país depois da conclusão dos estudos. A chamada Circular Guéant, ou Circular de 31 de Maio, foi derrubada exatamente um ano após sua adoção, na gestão do ex-presidente Nicolas Sarkozy. A norma, que causou polêmica ao ser adotada, foi batizada de Circular Guéant devido ao ex-ministro Claude Guéant. Entidades de defesa dos direitos humanos elogiaram a decisão do presidente François Hollande e disseram esperar que os jovens estrangeiros tenham tratamento melhor pelos serviços de imigração na França. O novo presidente da França prometeu, durante a campanha, suspender o texto e ontem o ministro do Interior, Manuel Valls, anunciou o fim da circular.

31 de maio de 2012, 19:43

MUNDO Lagarde nega plano de ajuda do FMI para a Espanha

Foto: Reuters

Christine Lagarde, diretora-gerente do FMI

A diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, negou a existência de um plano de assistência para a Espanha, depois de se reunir com a vice-primeira-ministra do país, Soraya Sáen de Santamaría. “Não há tal plano. Nós não recebemos qualquer pedido para isso e não estamos fazendo qualquer trabalho em relação a qualquer ajuda financeira”, disse, ao ser questionada sobre a informação do “Wall Street Journal” de que o FMI estaria trabalhando num socorro para a Espanha. Lagarde limitou-se a dizer, segundo nota distribuída pelo FMI, que teve uma reunião “bastante produtiva” com a vice-primeira-ministra do país. (Valor)