13 de setembro de 2017, 08:45

MUNDO Coreia do Sul faz seu primeiro teste com um míssil Taurus

O Exército da Coreia do Sul informou, nesta quarta-feira (13), que realizou com sucesso seu primeiro exercício de fogo real com mísseis de cruzeiro de longo alcance, em uma manobra onde simulou bombardeios a instalações importantes na Coreia do Norte. O exercício foi feito ontem em Taean, a cerca de 150 quilômetros de Seul. Um caça F-15K disparou um míssil que voou 400 quilômetros e visou ao alvo em águas, perto da costa de Gunsan, disse a Força Aérea. O sucesso e a precisão do exercício mostram “a capacidade do Exército de responder a um ataque inimigo, bem como de realizar ataques precisos a alvos estratégicos, mesmo de longe”, disse a Força Aérea de Seul, em comunicado divulgado pela agência local Yonhap. A Coreia do Sul realizou o exercício em resposta ao sexto e mais potente teste nuclear da Coreia do Norte, executado no último dia 3. O teste aumentou a tensão na península coreana e valeu ao regime de Kim Jong-un novas sanções do Conselho de Segurança das Nações Unidas. Os mísseis Taurus, desenvolvidos pelo consórcio europeu de aeroespacial e defesa Eads – o atual Airbus -, têm categoria de 500 quilômetros e alcançam velocidade de 1.163 quilômetros por hora.

Agência Brasil

12 de setembro de 2017, 17:41

MUNDO Temer e Trump devem se encontrar em Nova York

O presidente Michel Temer deve se encontrar na próxima segunda-feira (18) com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, em Nova York. O encontro será durante um jantar, do qual devem participar também o presidente do Peru, Pedro Pablo Kuczynski, e o da Colômbia, Juan Manuel Santos.O encontro ocorre às vésperas da abertura da 72ª Assembleia Geral das Nações Unidas, razão pela qual o presidente Michel Temer vai aos Estados Unidos. Na terça-feira (19), Temer será o primeiro a discursar na Organização das Nações Unidas (ONU), seguindo a tradição da instituição de que o Brasil é o primeiro a ter palavra desde 1947, quando o ministro das Relações Exteriores brasileiro, Oswaldo Aranha, foi o primeiro a presidir o encontro.O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, acompanha Temer na viagem a Nova York. Ele e o presidente devem participar de um seminário promovido pelo jornal Financial Times na quarta-feira (20).

Agência Brasil

12 de setembro de 2017, 11:15

MUNDO Tribunal espanhol suspende lei para criação de Estado catalão

O Tribunal Constitucional (TC) espanhol suspendeu nesta terça-feira (12), a pedido do governo, a chamada Lei de Transitoriedade aprovada na semana passada pelo Parlamento catalão, que permitiria colocar em andamento um novo Estado em forma de República. As informações são da agência espanhola EFE. Ao admitir o recurso do governo federal, o Tribunal suspendeu a norma e fez uma nova advertência, sobre a obrigação de obediência, aos membros do Governo da Catalunha e do Parlamento regional. O recurso apresentado pelo Executivo espanhol contra a Lei de Transitoriedade considera que essa norma é “a maior afronta e ameaça” às bases sobre as quais se assinta a convivência na Espanha desde 1978 (data da Constituição espanhola) e o “maior ataque concebível” aos valores democráticos. A lei foi aprovada no dia 7 e o governo espanhol recorreu no dia seguinte, ao considerar que a regra desobedece a Constituição espanhola. Esta suspensão do Tribunal se soma à feita na semana passada sobre a Lei do Referendo, também aprovada pela Câmara catalã, que regula a convocação de uma consulta sobre a independência da Catalunha para 1° de outubro. No entanto, tanto o Governo catalão como o Parlamento dessa região espanhola rechaçaram a decisão do Tribunal e reiteraram a intenção de realizar o referendo, como primeiro passo para uma independência.

Agência Brasil

12 de setembro de 2017, 09:39

MUNDO China deve evacuar 500 mil pessoas por conta da chegada do Tufão Talim

O governo chinês deve evacuar áreas propensas a inundações e deslizamentos, ao longo desta terça-feira (12), diante da iminente chegada do Tufão Talim, que deve tocar a terra no sudeste do país, no final desta semana, informou o jornal independente South China Morning Post. Cerca de 500 mil pessoas devem ser afetadas pela medida. O Departamento de Meteorologia da província de Fujian anunciou hoje a chegada deste fenômeno atmosférico de força e intensidade iguais ao Irma (categoria 4-5), o furacão que castiga há dias a região do Caribe e o Sudeste dos Estados Unidos, com ventos de mais de 200km/h. Liu Aiming, engenheiro-chefe do departamento, disse ao jornal que a maioria das pessoas que seria afetada pelo tufão mora em áreas propensas às inundações e deslizamentos de terra e em locais que não seriam resistentes para aguentar a passagem do Talim.

Agência Brasil

12 de setembro de 2017, 09:09

MUNDO Eleições de governadores na Venezuela serão realizadas em 15 de outubro

O Conselho Nacional Eleitoral (CNE) da Venezuela informou na segunda-feira (11) que as eleições para governadores serão realizadas no próximo dia 15 de outubro e que a campanha dos candidatos iniciará em 23 de setembro e terminará na noite de 12 de outubro. A informação é da Agência EFE.”As eleições de governadores acontecerão no domingo, 15 de outubro, tal como foi aprovado pelo Conselho Nacional Eleitoral, cuja convocação, bem como o cronograma de atividades, estará à disposição a partir desta terça-feira” (12), disse o CNE em um comunicado publicado em seu site.Além disso, o órgão indicou que durante o período que se estipulou para a campanha dos candidatos também será realizada uma “feira eleitoral” para “praticar o voto”.Nestas eleições estão convocados a participar 18.094.065 eleitores inscritos no Registro Eleitoral e que deverão votar em 23 dos 24 estados do país onde se pode escolher governadores, pois no Distrito da Capital há um regime especial do governo “que não contempla a eleição de governador”.A CNE também apontou que as auditorias do software das máquinas de votação continuarão durante terça-feira e quarta-feira (13), “com a participação dos representantes técnicos das organizações com fins políticos que participam destas eleições”.O Poder Eleitoral explicou que esta auditoria tem como objetivo constatar que a programação da máquina de votação corresponde com a função que deve cumprir no dia da eleição.As eleições de governadores deveriam ter acontecido em dezembro de 2016, mas foram adiadas em duas ocasiões pelas autoridades.A data exata das eleições de governadores é anunciada um mês depois que a Assembleia Nacional Constituinte (ANC) decidiu que as eleições deveriam acontecer em outubro.

Agência Brasil

11 de setembro de 2017, 12:36

MUNDO Cingapura tem uma mulher como presidente pela primeira vez

A muçulmana Halimah Yacob será a primeira mulher a ocupar o cargo de presidente de Cingapura, após a Comissão Eleitoral anunciar nesta segunda-feira (11) que sua candidatura foi a única a preencher todos os requisitos para as eleições presidenciais de 23 de setembro. A informação é da EFE. A comissão previa anunciar os candidatos aprovados, dos cinco que se postularam, na próxima quarta-feira, mas ao invés disso declarará Halimah como a nova chefe de Estado. Ela sucederá de forma automática Tony Tan, que foi o sétimo presidente de Cingapura. A vencedora declarou hoje à imprensa que a sua função de governante é representar todas as raças, crenças e comunidades e atuar como “força unificadora”, segundo a emissora Channel News Asia. “O mais importante para mim será trabalhar em colaboração com todos os cingapurianos”, acrescentou a política, formada em Direito. Halimah nasceu em 1954 em Cingapura, filha de um muçulmano de origem indiana e de mãe malaia. Casada e mãe de cinco filhos, iniciou sua vida política no Partido de Ação Popular (PAP), que governa o país desde 1959, e chegou ao Parlamento em 2001. Em 2011, ela assumiu o Ministério de Esportes, Juventude e Desenvolvimento Comunitário e dois anos depois ocupou a presidência do Parlamento. No mês passado, renunciou à presidência do Legislativo e se desligou do PAP para poder concorrer às eleições presidenciais.

Agência Brasil

11 de setembro de 2017, 11:30

MUNDO China afirma que apoiará novas medidas da ONU contra a Coreia do Norte

O governo chinês afirmou nesta segunda-feira (11) que apoiará novas medidas contra o regime da Coreia do Norte na reunião do Conselho de Segurança da ONU a ser realizada hoje. A China entretanto ainda que não esclareceu se apoiará a proibição de venda de petróleo a Pyongyang como propuseram os Estados Unidos. A informação é da EFE. “A China apoia as resoluções do Conselho de Segurança da ONU para adotar novas reações e medidas necessárias em resposta ao sexto teste nuclear feito pela Coreia do Norte”, apontou em coletiva de imprensa o porta-voz de Relações Exteriores chinês, Geng Shuang. Ele não quis responder à questão se Pequim respaldará ou não a proibição de venda de petróleo ao regime de Pyongyang, solicitada pelos EUA, mas rejeitada pela Rússia, ambos membros permanentes do Conselho de Segurança, da mesma forma que a China. “Esperamos que os membros do Conselho possam tomar suas decisões com base no consenso (…) para elevar a voz da unidade para o resto do mundo”, disse Shuang.

Agência Brasil

11 de setembro de 2017, 10:23

MUNDO ONU diz que podem ter sido cometidos “crimes contra humanidade” na Venezuela

O alto comissário da Organização das Nações Unidas (ONU) para os Direitos Humanos, Zeid Ra’ad al Hussein, afirmou nesta segunda-feira (11) que podem ter sido cometidos “crimes contra a humanidade” na Venezuela durante os protestos antigovernamentais, e pediu ao Conselho de Direitos Humanos que abra uma investigação internacional. A informação é da Agência EFE. “A minha investigação sugere a possibilidade de que possam ter sido cometidos crimes contra a humanidade, algo que só pode ser confirmado por uma investigação penal posterior”, apontou o diplomata jordaniano em seu discurso de abertura da 36ª sessão do Conselho de Direitos Humanos (CDH). Zeid disse que apoia o conceito de uma Comissão Nacional da Verdade e Reconciliação, mas considerou “inadequado” o mecanismo atual, e pediu que seja remodelado “com o apoio e o envolvimento da comunidade internacional”. Além disso, pediu ao Conselho de Direitos Humanos da ONU que estabeleça uma “investigação internacional” sobre as violações de direitos humanos na Venezuela. O alto comissariado apontou que “há um perigo real” de as tensões no país se intensificarem ainda mais depois que “o Governo esmagou instituições democráticas e vozes críticas, inclusive mediante processos penais contra líderes opositores, utilizou o recurso de detenções arbitrárias, de uso excessiva da força e de maus-tratos de detidos, que em alguns casos equivale à tortura”.

Agência Brasil

11 de setembro de 2017, 08:57

MUNDO Aeroporto de Miami ficará fechado até que danos sejam avaliados

O Aeroporto Internacional de Miami (MIA), fechado para os voos comerciais desde sexta-feira (8), anunciou hoje (11) que a decisão de retomar sua atividade acontecerá assim que os danos causados pelo furacão Irma sejam avaliados. A informação é da Agência EFE. Em um aviso publicado no Twitter, as autoridades do aeroporto explicaram que não estão previstos para hoje voos comerciais e que só “algumas companhias aéreas” vão transportar por via aérea pessoal e tripulações com o fim de se preparar para o reatamento do tráfego aéreo. Na mesma rede social, Emilio T. González, diretor e chefe executivo do Departamento de Aviação do condado de Miami-Dade, disse que a água causou danos “importantes” às instalações do aeroporto, sem dar mais detalhes. De acordo com a página web do Escritório de Gestão de Desastres da Flórida, que publica uma lista atualizada de aeroportos que permanecem fechados por causa do Irma, os mais importantes, como o MIA, o de Fort Lauderdale-Hollywood e o de Orlando, estão totalmente fechados ou sem atividades comerciais.

Agência Brasil

11 de setembro de 2017, 08:20

MUNDO Irma é reclassificado na categoria 1 ao passar pela Baía de Tampa, na Flórida

O furacão Irma foi rebaixado à categoria 1 ao passar pela Baía de Tampa, na costa noroeste do Estado norte-americano da Flórida, na madrugada desta segunda-feira, 11. Os ventos mais fortes foram de 135 quilômetros por hora, registrados às 2 horas da manhã no horário local (3 horas no horário de Brasília), conforme o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC, na sigla em inglês). Os estragos devem ser conhecidos durante o dia, já que grande parte da região permanece sem comunicação. Ao menos 4 milhões de moradores da Flórida estão sem energia elétrica. O aeroporto de Miami estima reiniciar operações apenas a partir da terça-feira, 12. Apesar dos ventos de menor força, os meteorologistas alertam para o risco permanente de inundações “com risco à vida” na região de baixa altitude, próxima ao Golfo do México. O olho do furacão foi localizado a cerca de 40 quilômetros ao noroeste de Tampa, onde moram 3 milhões de pessoas. Depois das três mortes em acidentes de trânsito no domingo, não há registros de novas vítimas fatais do Irma na Flórida. O Estado avalia os danos provocados pelas tempestades, à medida em que as equipes de resgate conseguem percorrer as regiões afetadas. O fenômeno vai perdendo força ao se movimentar em direção ao norte, a cerca de 24 km/h, segundo as atualizações mais recentes. Espera-se que o Irma seja reclassificado como tempestade tropical até o final do dia, enquanto avança em direção ao Estado da Georgia.

Estadão

11 de setembro de 2017, 07:14

MUNDO EUA: Irma deixa mais de 3 milhões de casas e empresas sem energia

Cerca de 3,3 milhões de casas e empresas ficaram sem energia elétrica na Flórida enquanto o furacão Irma passa pelo estado. Este número pode aumentar nas próximas horas.As interrupções generalizadas se estendem de Florida Keys até o centro do estado. A Florida Power & Light, a maior companhia elétrica do estado, relatou quase 1 milhão de clientes sem energia somente no condado de Miami-Dade.Espera-se que as quedas de energia aumentem à medida que a tempestade avança mais para o norte. Existem cerca de 7 milhões de clientes residenciais no estado.Os ventos máximos registrados pelo Irma caíram para 168 Km/h, o que a deixa ainda na classificação de tempestade categoria 2, e ainda pode causar danos significativos.Os especialistas dizem que se o centro do Irma tivesse se deslocado apenas 30 quilômetros ao norte enquanto se movia por Cuba, poderia ter atingido o continente dos Estados Unidos como categoria 5.

Estadão

10 de setembro de 2017, 11:00

MUNDO Furacão Irma faz três primeiras vítimas na Flórida

O furacão Irma causou a morte de três pessoas na Flórida, estado que recebeu nesta madrugada o impacto do olho do ciclone em suas ilhotas no extremo sul dos Estados Unidos, informaram meios de comunicação locais. Um homem morreu no sábado (9) quando a caminhonete que conduzia sofreu um acidente no condado de Monroe, onde se encontram as ilhotas, após perder o controle do veículo devido a um golpe de vento. Segundo a emissora de televisão ABC, outras duas pessoas morreram em um acidente no condado de Hardee, no interior da Flórida, devido às fortes chuvas provocadas pelo furacão.

Agência Brasil

10 de setembro de 2017, 10:44

MUNDO Furacão Irma toca terra no extremo sul dos EUA

O furacão Irma tocou a terra hoje (10) nas ilhotas da Flórida, no extremo sul dos Estados Unidos, com ventos de até 215 quilômetros por hora (km/h), informou o Centro Nacional de Furacões (NHC). Em um boletim especial, emitido às 7h (horário local, 8h em Brasília), o NHC indicou que a parte norte do olho do furacão alcançou as ilhotas da Flórida, onde há horas se sentem com força os embates do vento. As informações são da Agência EFE. Irma, que deixou um rastro de pelo menos 25 mortos e consideráveis danos materiais no Caribe, se encontra a 25 quilômetros ao sudeste de Key West e se desloca a uma velocidade de 13 km/h. Em Miami, a força dos ventos e as chuvas geradas pelo furacão já começaram a fazer estragos na manhã de hoje. Há ruas inundadas e árvores caídas. As ruas, totalmente vazias, são iluminadas pela intensidade dos raios e o forte vento se deixa notar nos edifícios da cidade, que recebem o impacto de objetos que saem voando devido às fortes sequências. Em Miami Beach, a popular Collins Avenue também se viu inundada e se teme que os efeitos possam ser muitos piores à medida o furacão vá se aproximando e gere um possível aumento do nível do mar, o que afetaria as numerosas áreas costeiras da região. As dimensões do Irma fazem com que os seus ventos com força de furacão se estendam até 130 quilômetros de seu centro e os de força de tempestade tropical sejam sentidos a até 350 quilômetros.

Agência Brasil

9 de setembro de 2017, 12:15

MUNDO Seguradora estima perda de US$ 1,44 bi em duas ilhas do Caribe após furacão Irma

Agência de seguros públicos da França estima que o furacão Irma causou 1,2 bilhão de euros (US$ 1,44 bilhão) em danos na infraestrutura das ilhas francesas de St. Martin e São Bartolomeu, no Caribe. Em um comunicado divulgado neste sábado, a seguradora Caisse Central, que fornece cobertura para desastres naturais, disse que esse montante abrange os danos causados às casas, veículos e empresas. A empresa acrescentou que o furacão Irma é “uma das maiores catástrofes naturais que ocorreram nos territórios da França em 35 anos”. A agência disse que os residentes afetados têm 10 dias para fazer uma reivindicação a partir deste sábado, quando o status de uma catástrofe natural foi oficialmente declarado. De acordo com o diretor de Segurança Pública da França, Jacques Witkowski, “há 1.100 pessoas, entre civis e militares, implantados nas ilhas para ajudar na recuperação. Muitos deles foram encarregados a retirarem os moradores das regiões antes que o outro furacão, José, atinja a região no final deste sábado.

Estadão

9 de setembro de 2017, 12:00

MUNDO Miami registra primeiras chuvas associadas ao Furacão Irma

As primeiras chuvas associadas ao Furacão Irma chegaram neste sábado (9) a Miami, nos Estados Unidos, onde se espera que as condições climáticas piorem com a aproximação deste ciclone de categoria 4, que poderia tocar terra no sul da Flórida na próxima madrugada. As informações são da Agência EFE. Com estas chuvas chegaram também os primeiros cortes de luz, apesar de os enormes ventos do furacão, de 215 quilômetros por hora, com sequências mais fortes, quase não serem sentidos ainda em Miami. A cidade está há dias preparando-se para o possível impacto direto do – nas palavras do governador, Rick Scott, – “devastador” furacão Irma, que avança pelo norte de Cuba, onde tocou terra na noite de sexta-feira no arquipélago de Camagüey. Às 8h (horário local, 9h de Brasília), o olho de Irma estava 135 quilômetros ao leste de Caibarién, em Cuba, e 440 ao sul-sudeste de Miami, e avançava a uma velocidade 19 quilômetros por hora na direção oeste. Segundo o último boletim do Centro Nacional de Furacões (NHC) dos Estados Unidos, com sede em Miami, Irma poderia girar para o noroeste no final do dia de hoje. Desta forma, o olho do furacão se moveria perto da costa norte de Cuba ao longo do dia de hoje, chegaria às ilhotas da Flórida no domingo de manhã e depois à costa sudoeste desta península no domingo à tarde.

Agência Brasil