29 de maio de 2018, 09:56

INTERIOR DA BAHIA Itabuna: rodoviários entram em greve e cidade amanhece sem transporte

Os rodoviários do sistema de ônibus urbano da cidade de Itabuna inciaram uma greve nesta terça-feira (29). A categoria pede reajuste salarial de 8% e de 10% no valor do ticket alimentação, mas os dono das empresas propõem 2,5%. Pela legislação, 30% dos ônibus devem continuar em circulação. Além do problema do transporte público, a cidade tem sofrido também com o desabastecimento. Segundo a TV Santa Cruz, nesta segunda-feira (28) uma carreta abasteceu apenas dois postos de combustíveis.

24 de maio de 2018, 07:37

INTERIOR DA BAHIA Comitiva de Vitória da Conquista protesta contra corte de cabos de fibra ótica pela Coelba

Uma comitiva de cerca de 50 representantes de provedores de internet da região de Vitória da Conquista veio a Salvador nesta quarta-feira (23) para protestar contra o corte generalizado de cabos de fibra ótica realizado pela Coelba na cidade e municípios vizinhos. A comitiva foi recebida pelo secretário estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI), Rodrigo Hita, no CAB.”Junto com a Secretaria de Infraestrutura iremos intermediar esta situação junto à Coelba. Afinal, as empresas provedoras de internet realizam um serviço que é importante para a população. Muitas vezes os pequenos provedores de internet suprem uma carência que as grandes operadoras não resolvem”, afirmou o gestor da SECTI. De acordo com o coordenador do Movimento Pró Internet e secretário de Planejamento, Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico da Prefeitura de Lauro de Freitas, Mauro Cardim, os fios de fibra ótica são colocados nos postes da Coelba. “Ocorre que a Coelba está retirando os cabos, alegando que estão fora dos padrões”, afirmou Cardim. De acordo com ele, “este corte indiscriminado sem diálogo está causando transtornos aos provedores de internet e usuários de Vitória da Conquista e de todas as regiões da Bahia”. Cerca de 600 famílias trabalham diretamente nas empresas de provedores de internet da região. da terceira maior cidade do estado. E estes provedores também fornecem conexão para escolas e hospitais.Cardim está organizando os “seminários smart cities” nas regiões metropolitanas de Salvador, Feira de Santana e Vitória da Conquistas. “Uma das pautas destes encontros será a interlocução com os gestores públicos sobre a necessidade das fibras óticas serem instaladas pela via subterrânea”, frisou.

22 de maio de 2018, 09:55

INTERIOR DA BAHIA Juíza determina afastamento de parentes de políticos em Irecê

Foto: Divulgação

Prefeito de Irecê, Elmo Vaz

A juíza de direito Andrea Neves Cerqueira, da 1ª Vara dos Feitos de Irecê, determinou a suspensão das nomeações caracterizadas como nepotismo na prefeitura de Irecê. A ação civil pública contra os casos de nepotismo na prefeitura foi movida pelo Ministério Público do estado da Bahia (MP-BA). Além do afastamento, o prefeito de Irecê, Elmo Vaz, deve suspender o pagamento da remuneração respectiva, conferida mensalmente como contrapartida ao exercício do cargo. Elmo Vaz nomeou parentes seus e de outros agentes políticos para cargos comissionados na administração municipal. São eles: Paulo Eugênio Matos Amaral, chefe de gabinete, sobrinho do prefeito municipal; Carine Nunes Dourado, gerente de Departamento de Atenção Integral à Saúde, filha do secretário de Agricultura; Auba Alves de Freitas, auditora Geral lotada na Secretaria da Saúde, irmã do secretário de Educação; Gardência Alves de Freitas, vice-diretora da Escola Duque de Caxias, esposa do secretário de Educação; Joelson Vaz Bastos de Matos, irmão do prefeito; Naiara Oliveira SIlva dos Santos, irmão do vereador Fabiano Bia; Bruno França Paiva Silva, irmão do vereador Murilo Franca Paiva Silva; Alana França Paiva Silva, irmão do vereador Murilo Franca Paiva Silva; e Juliano Dourado Matias, filho do secretário de Assistência Social. Em sua decisão, a juíza determinou ainda uma multa diária no valor de R$ 1.000,00 (mil reais) para cada um dos requeridos-pessoas físicas, acaso não seja cumprida imediatamente a tutela provisória de urgência. “Fica determinado também que o prefeito de Irecê não poderá permitir a ocorrência de condutas caracterizadoras do nepotismo, sob pena de responsabilização criminal e multa diária correspondente ao valor do dobro da remuneração do cargo ocupado indevidamente”, diz a juíza.

15 de maio de 2018, 07:30

INTERIOR DA BAHIA Contra aumento da gasolina, vereador vai trabalhar a cavalo

Revoltado com os frequentes aumentos da gasolina, um vereador de Feira de Santana realizou, nessa segunda-feira (14), um protesto inusitado. De terno e gravata e carregando uma placa que dizia “Basta! Diga não ao combustível caro”, o vereador Edvaldo Lima (PP) saiu cavalgando em meio ao trânsito da segunda maior cidade da Bahia, com 627 mil habitantes.Montado em “Pretinho”, que pegou emprestado de um amigo, o vereador percorreu um trecho de 2 km entre o bairro Tomba, onde mora, até a Câmara de Vereadores. No trajeto, recebeu apoio de populares, com direito a buzinaço.O vereador disse que pensou em fazer o protesto de bicicleta, mas foi a cavalo para chamar mais atenção e por medo de ser alvo de agressão. O amigo dono do cavalo o acompanhou no ato, montado em outro animal.No último levantamento da Agência Nacional de Petróleo (ANP) sobre preço de combustíveis em Feira de Santana, realizado entre 6 e 12 de maio, o valor médio da gasolina na cidade está em R$ 4,55, mas o parlamentar disse que tem posto cobrando R$ 5 – no site da ANP, o preço mais alto da gasolina em Feira é de R$ 4,60.“O meu protesto é devido aos aumentos absurdos em Feira de Santana e na Bahia. Mas aqui em Feira, com mais ênfase, porque o preço da gasolina é fora da realidade”, declarou Lima, que diz gastar cerca de R$ 3 mil por mês com gasolina nas suas atividades parlamentares. Leia mais no Correio*

10 de maio de 2018, 11:10

INTERIOR DA BAHIA Zona Azul é implantada em Irecê e traz benefícios para a população

Foto: Reprodução

Depois de um processo de discussão e avaliação por parte de diversos setores da sociedade, a prefeitura de Irecê implantou em definitivo a Zona Azul na cidade. O sistema começou a funcionar nesta quarta-feira, 9, e vai contribuir para a melhoria do trânsito em um dos principais municípios da região da Centro Norte da Bahia. Com cerca de 80 mil habitantes e uma população flutuante que praticamente dobra o tráfego em horários de pico, Irecê já sentia, há anos, os problemas de trânsito que são sentidos em grandes cidades. Congestionamentos e falta de local adequado para estacionar eram as principais reclamações, inclusive de comerciantes e de consumidores, já que o centro da cidade era um dos mais prejudicados com a falta de organização do trânsito. De acordo com o prefeito de Irecê, Elmo Vaz, a Zona Azul vai garantir a disciplina do sistema e a obediência das regras de estacionamento. “A cobrança será realizada pelos agentes de trânsito nas ruas, responsáveis pelo atendimento e cobrança, ou pelo aplicativo Digipare, que pode ser baixado gratuitamente no smartphone”, explica o prefeito. O estacionamento rotativo foi instituído para promover a alternância das vagas, racionalizando o uso do sistema viário em áreas adensadas, para organizar e disciplinar o espaço urbano de forma a aumentar a oferta de locais para estacionar. “As pessoas tinham muita dificuldade em parar seu carro no centro da cidade. É uma demanda histórica que estamos, enfim, resolvendo”, explica o prefeito. “Irecê é uma cidade moderna, e, como tal, precisa atualizar seu trânsito. Os principais centros do país hoje têm Zona Azul”. O projeto foi avaliado e aprovado pela Câmara de Dirigentes Lojistas do município. “A chegada da Zona Azul é muito esperada pela população, em especial por comerciantes e clientes de lojas. Muitas vezes, quem vai às compras acaba deixando o carro de lado, porque sabe que não vai ser fácil estacionar”, detalha o prefeito. O gestor chama atenção ainda para o fato de Irecê ser um polo regional e receber veículos de diversos municípios. “É inviável que todos esses veículos fiquem rodando ao mesmo tempo em busca de um local para estacionar”, conclui. Um dos principais benefícios com a implantação da Zona Azul, segundo o prefeito, é a contribuição para diminuir o congestionamento na cidade. “Essa melhora resulta em qualidade de vida, com redução de poluição do ar e sonora, além de trazer benefícios para o comércio e turismo, fomentando a economia da nossa cidade”. A Zona Azul foi aprovada, inclusive, por quem faz oposição à atual gestão de Irecê. Em um grupo formado hegemonicamente por opositores ao governo, seus componentes foram convidados a opinar em enquete sobre a importância da implantação da Zona Azul. Ao todo, 268 pessoas se manifestaram: 125 foram favoráveis e 43 foram contra. Dentro desse total, 118 opinaram como “ótima iniciativa”, 40 como “desnecessária”, 7 como “boa para a cidade” e 3 como “ruim para a cidade”. A fiscalização da Zona Azul é responsabilidade da Superintendência de Trânsito e Mobilidade de Irecê. As principais dúvidas sobre o sistema podem ser esclarecidas na seção de perguntas e respostas na página da prefeitura de Irecê – www.irece.ba.gov.br.

8 de maio de 2018, 12:46

INTERIOR DA BAHIA Festa da Cebola movimenta João Dourado nesse final de semana

Esse final de semana promete ser de muita festa e agitação em João Dourado. Após quatro anos, a Prefeitura local volta a promover o maior festival de música da região Centro-Norte da Bahia. A tradicional Festa da Cebola que comemora os 33 anos de emancipação da cidade, localizada a 488 quilômetros da capital. De acordo com o prefeito Celso Loula, “este é um importante evento de impulsionamento da economia local, gerando empregos diretos e indiretos na cidade que tem mais de 26 mil habitantes”, comemorou o alcaide responsável pela retomada da festa. O evento que acontece nos dias 11, 12 e 13 de maio, chega a sua 9ª edição com atrações de peso como Chiclete com Banana, Katê, Som D’Black, Chicana, Edson Lima, além de outras bandas locais e encontros filarmônicos. Os shows acontecerão na praça localizada no Centro da cidade e serão totalmente gratuitos. A Festa da Cebola é uma promoção da Prefeitura de João Dourado com o apoio do Governo do Estado da Bahia.

4 de maio de 2018, 18:29

INTERIOR DA BAHIA Câmara de Vitória da Conquista suspende pagamento de gratificação concedida irregularmente a servidores

Foto: Reprodução

Câmara Municipal de Vitória da Conquista

A Câmara de Vereadores de Vitória da Conquista acatou recomendação expedida pelo Ministério Público estadual e suspendeu o pagamento da Gratificação de Condição Especial de Trabalho (GCET) concedida irregularmente aos servidores do órgão. Segundo a promotora de Justiça Lucimeire Carvalho Farias, autora da recomendação, ficou comprovado através de inquérito civil público, “a inexistência de lei criadora da GCET para os servidores pertencentes aos quadros do Poder Legislativo Municipal”. Ela complementou que a Lei n° 1.396/2007, que instituiu a gratificação, de iniciativa do prefeito de Vitória de Conquista, restringe sua aplicação para o quadro de servidores do Poder Executivo Municipal.

4 de maio de 2018, 10:08

INTERIOR DA BAHIA Polícia Civil retoma buscas pelo ex-prefeito Ricardo Machado

Foto: Divulgação

Ex-prefeito de Santo Amaro Ricardo Machado (PT)

A Polícia Civil retoma na manhã de hoje as buscas para capturar o ex-prefeito de Santo Amaro Ricardo Machado (PT), que teve a prisão preventiva determinada ontem pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TJ). Acusado pelo Ministério Público do Estado como pivô do esquema de desvios e fraudes em licitações e contratos com a prefeitura da cidade de 2013 a 2016, Machado teve habeas corpus negado pela Primeira Turma da Segunda Câmara Criminal do TJ, em um dos processos originados pela Operação Adsumus.

Coluna Satélite/Correio*

4 de maio de 2018, 09:05

INTERIOR DA BAHIA Bandidos explodem dois bancos e fazem moradores reféns em Ipirá

A população de Ipirá, cidade localizada a 202 quilômetros de Salvador, acordou na madrugada desta sexta-feira (04) com fortes explosões e rajadas de tiros. Cerca de 25 bandidos fortemente armados, colocaram fogo em um veículo em frente a sede da 98ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) e em seguida, explodiram as agências dos bancos Bradesco e do Brasil.Moradores relatam que depois de explodir o Bradesco, os criminosos fizeram passageirosde um ônibus que leva pacientes para tratamento de saúde em Salvador como reféns. Eles retiraram as mulheres do veículo e levaram os homens no veículo para a frente do Banco do Brasil.Não há informações sobre feridos. Com essas duas novas agências atingidas, este ano, esse é o 28º ataque a instituições bancárias na Bahia.

2 de maio de 2018, 20:21

INTERIOR DA BAHIA Ex-prefeito de Alcobaça denunciado ao MPE por fraude com diárias

Foto: Divulgação

O ex-prefeito da cidade de Alcobaça (BA), Bernardo Oliveira

O ex-prefeito de Alcobaça, Bernardo Olívio Oliveira, foi denunciado ao Ministério Público Estadual, para que seja investigado e se instaure processo criminal, porque dobrou o valor dos subsídios anuais a que tinha direito, com diárias. No total, ao longo do ano de 2016, ele recebeu da prefeitura, R$120 mil de subsídios – a que fazia jus pelo cargo de prefeito – e nada menos que R$141 mil em diárias, por viagens que realizou para “defender os interesses do município”. A decisão de punir o ex-prefeito foi tomada pelos conselheiros do Tribunal de Contas dos Municípios, na sessão desta quarta-feira (02.05). Além de se haver com o MPE ele terá que pagar multa no valor de R$10 mil. E ainda devolver aos cofres de Alcobaça, R$569.550,00 que gastou, em razão da não comprovação das despesas equivalente a 850 diárias. Os benefícios foram pagos ao próprio gestor e a 13 agentes públicos municipais. O relator, conselheiro substituto Antônio Emanuel, determinou a formulação de representação ao Ministério Público Estadual contra o gestor para que se apure a eventual prática de ato de improbidade administrativa. O relator concluiu que o ex-prefeito usou diárias para complementar seus subsídios, dos seus secretários e de alguns servidores do município. Ele, pessoalmente, recebeu o montante de R$141.500,00 a título de diárias no exercício, que corresponde a quase 25% de todas as diárias concedidas no ano. Essa conduta era corriqueira – constatou-se -, já que nos anos anteriores, o gestor também percebeu valores excessivos em diárias, na quantia de R$45.000,00 (2013), R$84.250,00 (2014) e R$118.750,00 (2015). Também não foram comprovadas a real ocorrência das viagens. O Ministério Público de Contas, em seu pronunciamento, também opinou pela procedência do processo com aplicação de multa ao gestor municipal e o ressarcimento ao erário do dano causado, além da representação ao Ministério Público Estadual. Cabe recurso da decisão.

2 de maio de 2018, 19:00

INTERIOR DA BAHIA Unidades Básicas de Saúde em Araci estão abandonadas, diz ex-vereador

Foto: Divulgação

Unidade Básica de Saúde abandonada no povoado de Lajinha, na cidade de Araci (BA)

Entre 2014 e 2015 foram construídas diversas Unidades Básicas de saúde (UBS) no município de Araci. As obras foram resultado de um convênio entre o Ministério da Saúde e a Prefeitura de Araci. Ocorre que os postos de saúde das localidades de Serra Branca, Lajinha, Poço Grande, Várzea da Pedra, Matadouro de Lagoa do Boi estão totalmente abandonados. Na ocasião, o prefeito da cidade, Antonio Carvalho da Silva Neto (atual chefe do Executivo municipal local) pleiteou junto ao Governo Federal a construção de 12 UBS. “Ocorre que nada menos do que seis UBS não estão funcionando e as obras, realizadas com recursos do Governo Federal e da Prefeitura de Araci, estão se deteriorando”, afirma o ex-vereador e ex-secretário de Esportes e Lazer do município, Leonardo Barreto de Pinho. A ausência de funcionamento e seguranças dessas UBS tem facilitado a ação de vândalos, que já furtaram lâmpadas, pias e vasos sanitários, dentre outros objetos, de acordo com a Associação dos Moradores de Várzea da Pedra. “Essas obras custaram cerca de R$ 6 milhões. É um dinheiro público que está sendo jogado no lixo e, pior, a população destas localidades está totalmente desassistida na área da saúde”, frisou Pinho. Ele encaminhará uma denúncia neste sentido nesta semana ao Ministério Público Federal.

25 de abril de 2018, 18:45

INTERIOR DA BAHIA Prefeito de Baixa Grande é punido por nepotismo

Na sessão desta quarta-feira (25/04), o Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) julgou parcialmente procedente a denúncia contra o prefeito do município de Baixa Grande, Heraldo Alves Miranda, pela prática de nepotismo. No exercício de 2016, o gestor nomeou parentes seus e do vice-prefeito para diversos cargos municipais. O relator, conselheiro Fernando Vita, aplicou multa no valor de R$8 mil e determinou que fosse formulada representação ao Ministério Público do Estado da Bahia para que se apure a prática de ato de improbidade administrativa e que seja feita denúncia à Justiça. A relatoria considerou ilegal a nomeação de Elieide Borges Santana, Leila Simone Silva Almeida Pamponet, Rejane Magalhães Miranda Rios, Noranei Ferreira Nascimento Miranda e Guilherme Pamponet Kuhn Pereira para os cargos de secretários municipais, vez que o gestor não comprovou a capacidade técnica dos nomeados para as funções. Segundo o Mistério Público de Contas, “ainda que fosse possível admitir a qualificação técnica dos servidores nomeados para ocupar as secretarias da municipalidade, causa certa estranheza, o fato de o município de Baixa Grande possuir dez secretarias, nas quais cinco são ocupadas por servidores que possuem algum parentesco com o prefeito ou com o vice-prefeito”. Também foi considerada irregular a nomeação de Anatalia Francisca Pereira Neta e de Celso Gonçalves Araújo, parentes de vereadores do município. Apesar de não caracterizar a prática de nepotismo, pois não são parentes do prefeito ou do vice, persiste a possibilidade de favorecimento face a figura política dos vereadores, caracterizando ofensa aos princípios constitucionais da razoabilidade e moralidade.

25 de abril de 2018, 08:30

INTERIOR DA BAHIA Associação Comercial de Jacobina realizará plenária Lula Livre

Os deputados Marcelino Galo e Jorge Solla (PT), ao lado do ex-deputado federal Amauri Teixeira, realizam na próxima sexta-feira (27), a partir das 18 h, a Plenária #LulaLivre. O evento acontece na Associação Comercial e Industrial de Jacobina (ACIJA), e promete reunir lideranças políticas dos municípios que formam o território de identidade do Piemonte da Diamantina. O evento gerou enorme polêmica entre os empresários e sociedade civil. Muitos defendem o cancelamento da plenária, pois entendem que o ato “é uma grave afronta a Justiça brasileira”. Alguns empresários já declararam que podem se desligar da entidade por não concordarem com o evento. Em comunicado emitido pela entidade, declarou-se que a solicitação pelo uso do auditório da associação empresarial seria usada apenas para divulgar as ações dos mandatos dos deputados Solla e Galo. Desconhecia-se o tema “Lula Livre”. Ainda, segundo o comunicado da ACIJA, a entidade não compactua com manifestações que “afrontam ou pretendem afrontar decisões judiciais”. Mesmo assim, a Plenária pró-Lula deve ser realizada. A direção da ACIJA entendeu que a palavra empenhada do presidente Arthur Teixeira deveria ser respeitada.

25 de abril de 2018, 07:42

INTERIOR DA BAHIA Vice-prefeita de Morpará nega desacato à PM

A vice-prefeita de Morpará, no oeste baiano, Solange Pereira Martins de Novais, negou que tenha desacatado a Polícia Militar no caso em que resultou na prisão dela na madrugada de domingo (22). Em nota enviada ao portal G1 nesta terça-feira, 24, Solange afirmou que foi de forma espontânea à delegacia de Ibotirama, na mesma região, para tratar de assuntos particulares. A vice-prefeita diz que, após prestar depoimento, retornou para casa na companhia de amigos. A versão da Polícia Militar é que a vice-prefeita discutiu com agentes por conta de um carro. Ao ser conduzida para a delegacia de Ibotirama, ela teria se negado a entrar na repartição e xingado os policiais, fato em precisou ser algemada. Ainda conforme a PM, a vice-prefeita apresentava sinais de embriaguez. Na mesma nota de Solange, ela disse que os seres humanos podem errar, mas nem por isso merecem ser “vítimas de falácias e calúnias de pessoas maldosas e de oportunistas de plantão”

15 de abril de 2018, 12:43

INTERIOR DA BAHIA Irecê: Ex-prefeito denuncia juiz a CNJ e Corregedoria por “parcialidade”

Foto: Divulgação

Luizinho Sobral

O ex-prefeito de Irecê e pré-candidato a deputado estadual, Luizinho Sobral, fez representações contra o juiz Jose Onofre Alves Júnior, titular da 95ª Zona Eleitoral e do 2º Juizado Especial da cidade, junto ao CNJ – Conselho Nacional de Justiça -, Conselho da Magistratura, Corregedoria do Tribunal de Justiça da Bahia, Ministério Público Eleitoral e Corregedoria do TRE (Tribunal Regional Eleitoral). Na denúncia, o ex-prefeito apresenta fotografias divulgadas nas redes sociais de, segundo ele, momentos de lazer e convívio familiar entre o magistrado e o Procurador do Município de Irecê, Alex Machado, membro do grupo político que faz oposição a Sobral, alegando que a situação tem “comprometido a sua imparcialidade, a obrigação de cumprimento do exercício do dever legal e favorecimento ilegal em favor do mesmo, mediante a prolação de decisões contraditórias e tendenciosas, antecipação de informações processuais, além do excesso de prazo para prática de atos processuais praticados com o objetivo de ocasionar prejuízos ao ex-prefeito, condutas vedadas por Lei”. De acordo com Luizinho Sobral, “o juiz tem agido com o fim exclusivo de persegui-lo politicamente e vem dando decisões judiciais nulas e contraditórias, que afrontam a legislação processual, como no caso em que no mesmo mês ele aplica uma multa de 53 mil reais ao Site Caraíbas Fm, por publicação de pesquisa eleitoral sem registro, mas em outras decisões, ele arquiva processos movidos contra o Instituto de Pesquisa João Gonçalves – ME, de propriedade do atual secretario de Governo de Irecê, João Gonçalves, e um out ro contra o atual prefeito de Irecê, Elmo Vaz, que cometeu o mesmo crime eleitoral ao divulgar pesquisa impugnada pela Justiça na véspera da eleição de 2016”.