1 de novembro de 2017, 09:23

EXCLUSIVA Oito querem disputar sucessão de Maria do Socorro no Tribunal de Justiça dia 16

Foto: Reprodução/Arquivo

Muita gente quer a vaga hoje ocupada pela desembargadora Maria do Socorro, que já tem candidato

Os candidatos aos cargos de presidente, 1o. vice-presidente, 2o. vice-presidente, corregedor-geral e corregedor das Comarcas do Interior do Tribunal de Justiça da Bahia, em eleições que ocorrem no próximo dia 16, já estão definidos. Em alguns casos, os magistrados disputam mais de um cargo. Para a vaga de presidente se inscreveram oito nomes: desembargadores Carlos Roberto Santos Araújo, Cynthia Maria Pina Resende, Gesivaldo Brito, Cícero Landim, José Olegário Monção Caldas, Lourival Trindade, Maria da Graça Pimentel e Rosita Falcão. Ao posto de 1o. vice, também oito desembargadores vão concorrer: Augusto Bispo, Carlos Araújo, Lisbete Santos, Maria da Graça Pimentel (que também disputa a presidência), Maurício Kertzman, Osvaldo Bonfim, Pilar de Claro e Sandra Inês Azevedo. Já ao cargo de 2o. vice, são seis os candidatos: Carlos Araújo, Lisbete Santos, Maria da Graça Pimentel, Maurício Kertezman, Osvaldo Bonfim, Sandra Inês Azevedo. Para Corregedor-Geral, inscreveram-se Carlos Araújo, Lisbete Santos, Maria da Graça Pimentel, Mauricio Kertezman, Sandra Inês Azevedo. Disputarão o cargo de corregedor das Comarcas do Interior cinco candidatos: Carlos Araújo, Salomão Resedá, Jefferson de Assis, Maria da Graça Pimentel e Osvaldo Bonfim. No TJ, se comenta, extraoficialmente, que o candidato da presidente é Gesilvado Brito.

31 de outubro de 2017, 18:47

EXCLUSIVA Schmidt comemora decisão contra Marcelo Guimarães: “Estou de alma lavada”

Foto: Divulgação/Arquivo

Fernando Schmidt foi interventor do Esporte Clube Bahia por pouco mais de um ano

O ex-presidente do Esporte Clube Bahia, Fernando Schmidt, disse há pouco a este Política Livre que a decisão da Justiça acatando a denúncia por falsidade ideológica, crime contra a ordem tributária e falsidade ideológica contra seu antecessor, Marcelo Guimarães Filho, e mais três é uma vitória que o deixa de “alma lavada”. “Isso (a decisão judicial) é a confirmação do processo de transparência que buscamos para o Clube desde o momento em que pisamos lá como interventores”, disse o ex-presidente, lembrando do trabalho que fez, segundo ele, para restabelecer a instituição depois de anos de desmandos da parte do antecessor. Schmidt lembrou ainda da perseguição que sofreu da parte de Guimarães Filho, recordando que chegou a se defender em nove instâncias – até o Supremo Tribunal de Justiça – contra ações movidas pelo ex-presidente destituído com o objetivo de tirá-lo, na época, do comando do clube. “Vencemos todas as ações e chicanas que ele (Marcelo Guimarães) tentou. Agora, temos mais esta vitória, que é uma vitória da sociedade, dos torcedores e do Ministério Público”, afirmou Schmidt, referindo-se ao fato de a denúncia ter sido feita pelo Ministério Público Estadual e acatada na sua integralidade pela Segunda Turma da 1a. Câmara Criminal do Tribunal de Justiça da Bahia.

Leia também: Câmara do TJ-BA aceita denuncia por formação de quadrilha contra ex-presidente do Bahia e mais três

31 de outubro de 2017, 15:19

EXCLUSIVA Ida de Carletto para PR deve selar sua aproximação com Neto, se diz no governo

Foto: Reprodução/Arquivo

Ronaldo Carletto deve deixar PP pelo PR com um grupo de políticos

No entorno do governador Rui Costa (PT), ninguém acredita que o movimento do deputado federal Ronaldo Carletto (PP) na direção do PR não inclua um plano para que passe a integrar a chapa de ACM Neto (DEM) ao governo em 2018. “Ninguém faria uma operação dessa sem apalavrar direito com quem de direito”, afirma um aliado do governador, referindo-se indiretamente ao próprio prefeito e ao presidente do PR, José Carlos Araújo, responsável pela atração de Carletto e seu grupo para o partido. A mesma fonte diz que, no governo, todo mundo sabe que Araújo tem comunicação “fluida” com o grupo do prefeito. Por isso, estão de olho nele também.

31 de outubro de 2017, 11:34

EXCLUSIVA Mais um sinal de que ACM Neto é candidato ao governo

Foto: Divulgação/Arquivo

Neto cumpre a agenda do "a cada dia sua agonia", na visão dos apoiadores de seu projeto de concorrer ao governo

Aliados do prefeito ACM Neto (DEM) aprovaram a crítica que ele fez na semana passada ao fato de o governo Michel Temer (PMDB) estar, em sua avaliação, descolado da população. Concluíram que quem busca descolar de Temer é Neto, na esteira do afastamento que o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), pavimenta em relação ao presidente da República. Mas por que a alegria? Porque ela aponta para mais um sinal de que Neto pretende se candidatar ao governo em 2018, uma confirmação que ainda não chegou na medida que os apoiadores do prefeito gostariam.

31 de outubro de 2017, 09:42

EXCLUSIVA Até José Carlos Aleluia tentou assumir controle do PMDB da Bahia

Foto: Reprodução

O prócer do DEM da Bahia, Aleluia, agora se sabe, pensou em aproveitar a oportunidade para ficar com o PMDB baiano

Agora que a pressão pela tomada do PMDB baiano passou, integrantes da legenda relacionam, com mágoa, os nomes daqueles que praticaram os ataques especulativos contra a direção atual da legenda. A lista passa por Antonio Imbassahy (PSDB), Arthur Maia (PPS) e…. surpresa… José Carlos Aleluia (DEM). Isso mesmo, o líder democrata teria procurado o senador Romero Jucá (RO) em Brasília com uma conversinha mole em torno da importância de um partido ilustre como o PMDB da Bahia passar para mãos, digamos, mais confiáveis. Voltou com as mãos abanando.

30 de outubro de 2017, 19:39

EXCLUSIVA Com afastamento de Geddel, Rui sonda PMDB para eventual apoio em 2018

Foto: Paula Fróes/Agecom

Rui, que não é bobo nem nada, está de olho no PMDB, com o afastamento da família Vieira Lima

Com o afastamento da família Vieira Lima do comando do PMDB baiano, o partido voltou a interessar imensamente ao grupo do governador Rui Costa (PT), principalmente com vistas a um entendimento para a sucessão estadual de 2018. Para petistas, a eventual conquista do apoio do partido para a chapa de Rui equivaleria a colocar uma pá de cal na candidatura do democrata ACM Neto (DEM) ao governo da Bahia, no ano que vem, algo considerado impensável antes devido às fortes relações dos peemedebistas com o democratas na Bahia e à animosidade existente entre o ex-ministro Geddel Vieira Lima e o ex-governador Jaques Wagner (PT), um dos líderes do PT na Bahia. Por este motivo, antes de viajar para Cuba, Rui teria autorizado gente ligada ao próprio Wagner a buscar contato com os deputados do PMDB na Assembleia a fim de iniciar um processo de aproximação. Os deputados do PMDB negam qualquer contato com a equipe de Rui, mas este Política Livre sabe que a tentativa de entendimento já foi iniciada.

30 de outubro de 2017, 19:01

EXCLUSIVA Transparência na eleição do TJ, por Raul Monteiro

Foto: Reprodução

Há sinais de que a disputa pela sucessão da desembargadora Maria do Socorro na presidência do Tribunal de Justiça da Bahia tende a se acirrar internamente nos próximos dias

Há sinais de que a disputa pela sucessão da desembargadora Maria do Socorro na presidência do Tribunal de Justiça da Bahia tende a se acirrar internamente nos próximos dias. Com pelo menos seis interessados na presidência, os candidatos conversam com seu eleitorado, traçam planos para arregimentar apoios e conquistar votos, enfim, envolvem-se em articulações dignas de disputas majoritárias pesadas em regimes presidencialistas, prometendo o que podem e o que não podem cumprir, como acontece em cenários eleitorais típicos.

Mas isso é o de menos no plano da disputa no TJ. Por enquanto, faltando 16 dias para a eleição, as primeiras avaliações são de que certamente estará em patamar mais seguro para obter uma eventual vitória aquele em que Maria do Socorro puser a mão, situação que coloca como favorito o desembargador Gesivaldo Brito, nome com o qual a presidente passou a trabalhar desde que investigações conturbaram o caminho de seu então candidato preferido, Olegário Monção Caldas. A apuração foi concluída e inocentou Olegário, mas o tempo já havia passado.

Precisando avançar com o processo de sua própria sucessão de forma a que não fosse atropelada pelo curso dos fatos, Socorro escolheu rapidamente um outro nome a quem apoiar e por este motivo passou a trabalhar a candidatura do colega Gesivaldo. O ponto mais interessante da disputa é que, reabilitado, Olegário voltou ao palco da sucessão, mas já sem a colaboração da presidente, que comprometeu-se com o outro candidato. Além disso, tudo indica que a corrida sucessória não vai ficar restrita a eles dois. Desembargadores como Lourival Andrade, Cícero Landim, Rosita Falcão e Ivete Caldas estão igualmente interessados em concorrer.

Este é um dos motivos porque a dia de hoje não se sabe se a eleição será por meio de chapa única ou por bate-chapa, com disputa até o dia da eleição. O curioso, no entanto, é que faltando pouco mais de 15 dias para o pleito, pouco se sabe do que os candidatos pensam para o Tribunal de Justiça. Na semana passada, o desembargador Nilson Castelo Branco, uma das reservas morais do Tribunal, discursou em plenário cobrando que o “sol da democracia” imperasse no órgão, ao pedir que os candidatos apresentassem suas plataformas de campanha para os colegas.

Mais do que legítimo, o pedido deveria ser encarado como uma exigência fundamental para quem quer se habilitar para comandar o Tribunal de Justiça da Bahia nos próximos dois anos. Afinal, em nada o TJ da Bahia difere dos seus congêneres estaduais e federais, o que confirma a marca do Judiciário como Poder mais opaco da República. Aproveitar a oportunidade que a eleição proporciona para conversar de frente sobre a qualidade do serviço que presta à sociedade e em que medida a transparência pode ajudar em sua melhora é um primeiro passo.

* Artigo publicado originalmente no jornal Tribuna da Bahia

Raul Monteiro

30 de outubro de 2017, 18:12

EXCLUSIVA Candidatura presidencial do PSD coloca Otto e líderes do partido na Bahia em saia justa

Foto: Reprodução/Arquivo

Otto Alencar teria peito para enfrentar o PSD e ficar com o candidato presidencial do PT?

A decisão do PSD nacional de trabalhar a candidatura presidencial do hoje ministro Henrique Meirelles (Fazenda) vai colocar uma saia justa nos principais líderes do partido na Bahia, a exemplo do senador Otto Alencar, que jura amor eterno ao PT de Rui Costa. É o que dizem aliados do governador. Será que Otto teria peito para desafiar o comando nacional da legenda e ficar com o candidato presidencial do PT?, eles questionam.

30 de outubro de 2017, 10:31

EXCLUSIVA Depois de Dauster, campeã de queixas no governo é Elisa Pellegrini

Foto: Facebook

Secretária de Rui Costa deixa aliados nervosos e irritados

Depois de Bruno Dauster (Casa Civil), criticado por 10 entre 10 aliados de Rui Costa (PT), a campeã de queixas na equipe do governador é sua secretária particular, Elisa Pellegrini. O mínimo que dizem dela – pelas costas, obviamente – é que quer ser “a governadora”.

27 de outubro de 2017, 10:24

EXCLUSIVA Antonio Imbassahy deve permanecer ministro até março do ano que vem

Foto: Brizza Cavalcanti/Arquivo

Ministro Antonio Imbassahy permanece firme com o presidente Michel Temer

Com a decisão do Palácio do Planalto de redistribuir os ministérios do PSDB só em março, o ministro Antonio Imbassahy (secretaria de Governo) pulou uma fogueira, devendo permanecer no posto até lá. Reproduzindo discurso do presidente Michel Temer (PMDB), seus aliados mais próximos dizem que qualquer mudança agora poderia colocar em risco a aprovação de propostas que contam com o apoio dos tucanos. A troca será feita às vésperas do limite do prazo para que candidatos deixem cargos públicos.

 

27 de outubro de 2017, 09:07

EXCLUSIVA Sucesso de público, evento da UPB evita ataques a Temer e Neto e irrita governo

Foto: Reprodução/Arquivo

Presidente da UPB, Eures Ribeiro

Presidente da União dos Municípios da Bahia (UPB), Eures Ribeiro (PSD), prefeito de Bom Jesus da Lapa, pode ter saído bem na foto com os colegas por conta da mobilização que parou o Centro Administrativo da Bahia e parte da cidade, na manhã de ontem, mas tem sido alvo de fortes críticas, ainda que veladas, do governo estadual desde a quinta-feira, quando mais de duas mil pessoas pararam o CAB.

Primeiro, porque a pauta sobre a qual os prefeitos se debruçaram, relativa ao pagamento do royalties do Petróleo e do repasse do transporte escolar, já havia sido objeto de encontro entre ele e o governador Rui Costa (PT), na semana passada. Segundo, porque desconsiderou a orientação para focar os ataques na direção do governo federal, que já anunciou cortes nos programas sociais para o ano que vem de mais de 90%, em alguns casos.

“Como as Prefeituras vão se ver com a diminuição do orçamento da SUAS, que engloba os programas sociais, e do SUS, por exemplo, no ano que vem? Será que os prefeitos não estão vendo isso?”, questionava, irritado, agora de manhã, ao Política Livre, importante aliado do governador, lembrando que, perto do impacto dessas medidas sobre as gestões municipais em 2018, a pauta em que o evento da UPB se concentrou ontem foi “secundária”.

Outro ponto que interessava ao governo que fosse abordado é o do empréstimo de R$ 600 milhões para obras do metrô e estradas, cuja dificuldade para ser liberado o PT atribui ao DEM do prefeito ACM Neto. “Isso seria dinheiro na veia para as prefeituras no interior”, disse a mesma fonte. Por sugestão do governo, o deputado estadual Luciano Almeida (PSB) chegou a preparar uma moção contra os governos federal e de Neto.

Mas o assunto acabou recebendo pouca atenção do presidente da UPB e de seus assessores, que o governo esperava que abrissem espaço para críticas à postura do prefeito de Salvador no encontro. “É como não se levasse em conta uma questão importante para a Bahia, que está sendo travada por esta turma do DEM, de Rodrigo Maia (presidente da Câmara), e de ACM Neto”, disse o mesmo aliado do governador.

26 de outubro de 2017, 11:54

EXCLUSIVA O novo Centro de Convenções, por Raul Monteiro

Foto: Montagem Política Livre

A disputa entre Neto e Rui é cada vez mais acirrada a um ano da eleição estadual

Na disputa que travam por espaço e visibilidade com vistas claramente à sucessão estadual de 2018, o governador Rui Costa (PT) e o prefeito ACM Neto (DEM) têm se notabilizado por jogadas constantes com que pretendem desestabilizar o adversário e melhorar sua própria posição na disputa, utilizando-se do senso de oportunidade que possuem e produzindo um indisfarçável clima de torcida entre seus respectivos apoiadores. Esta semana não foi diferente. E quem parece ter levado a melhor, pela segunda vez, nos últimos meses, foi o prefeito de Salvador.

Acompanhando na surdina a discussão que se travava no governo sobre o que fazer com o Centro de Convenções, um dos equipamentos de apoio ao turismo mais importantes de Salvador interditado há mais de um ano desde um desabamento ocorrido numa de suas alas, para desespero de todo o trade turístico, ACM Neto lançou o projeto de construir um novo espaço com o mesmo propósito na área do antigo Aeroclube, praticamente sem função e perspectiva desde o fracasso do chamado Parque Atlântico, colocando-se à frente do governo na apresentação da solução para uma grave problema para a capital e sua economia.

A iniciativa explicitou a dificuldade que o governo vinha tendo para construir uma alternativa e solucionar o impasse criado com o desabamento do Centro de Convenções, decorrente da incompetência da equipe que assessora o governador em área tão delicada e importante para a Bahia. Desde a interdição do equipamento, o máximo que se ouviu do governo com relação ao Centro de Convenções foram especulações, tanto em relação a seu destino, com infindáveis discussões sobre o que fazer com relação ao seu atual endereço, quanto sobre onde erigir um novo espaço com o mesmo propósito.

Nesse período, puxada pelo governo, a maioria das discussões apontava que o empreendimento seria erguido no Comércio, numa área que pertence à Marinha, até que se apresentou como alternativa a área onde funciona hoje o Parque de Exposições, embora sem muita firmeza, além da forte resistência de setores do agronegócio, o que levou a idéia lançada pelo prefeito, apoiada por um projeto bem elaborado e acompanhado de todos os esclarecimentos sobre sua viabilidade e investimento, da ordem de R$ 123 milhões, a se colocar como solução definitiva para o impasse.

Ao sugerir que um outro Centro de Convenções será construído pelo governo no mesmo Parque de Exposições, sem maiores detalhamentos da proposta, e indicar que o prefeito deveria estar preocupado com investimentos em educação e saúde, ao invés de apostar na construção do equipamento no antigo Aeroclube, o governo não só demonstrou que ficou à reboque da Prefeitura no quesito como ainda deu a ACM Neto o argumento que ele queria para se apresentar como “o cara”, como já o chama o trade turístico. Espera-se que Rui Costa, que é um bom governador e tem crédito junto à população, tire do caso a lição de que, sem uma boa equipe, fica difícil avançar e concorrer com o prefeito por idéias.

* Artigo publicado originalmente na Tribuna da Bahia, de autoria do editor Raul Monteiro.

Raul Monteiro*

25 de outubro de 2017, 19:07

EXCLUSIVA Imbassahy diz a comando do PSDB que pretende permanecer no partido

Foto: Reprodução/Arquivo

Antonio Imbassahy retornou à Câmara para votar a favor de Michel Temer

De volta à Câmara dos Deputados para votar contra a abertura de processo contra o presidente Michel Temer (PMDB), o deputado federal Antonio Imbassahy procurou hoje os líderes do partido na Bahia, João Gualberto e Jutahy Magalhães Jr., para dizer que não tem planos de deixar a legenda. Da bancada tucana baiana formada pelos três, Imbassahy será o único a votar a favor de Temer, ao passo que Jutahy e Gualberto vão votar contra o presidente, repetindo o que fizeram na primeira denúncia contra Michel Temer.

25 de outubro de 2017, 16:40

EXCLUSIVA Prefeitura recebe mais R$ 75 milhões da Caixa para o Hospital Municipal

Foto: Divulgação/Arquivo

Prefeito ACM Neto é uma alegria só com a notícia da liberação de mais recursos para a cidade

O prefeito ACM Neto (DEM) recebeu hoje a notícia de liberação de mais R$ 75 milhões, oriundos da Caixa, para as obras do Hospital Municipal. Com o montante, sobe para quatro a quantidade de empréstimos a que a Prefeitura fez jus só este ano. É dinheiro em caixa para obras causando extrema alegria no time do prefeito. O projeto pedindo autorização para contrair o empréstimo já chegou à Câmara Municipal.

25 de outubro de 2017, 09:12

EXCLUSIVA Aliados de Rui Costa usam trecho de reportagem da Globo contra ACM Neto

Foto: Reprodução

Vídeo sugere que Neto e Temer querem prejudicar a Bahia

Trecho de reportagem exibida ontem no Jornal Hoje, da Rede Globo, sobre as medidas adotadas pelo presidente Michel Temer (PMDB) para escapar da segunda denúncia contra ele na votação marcada para hoje na Câmara dos Deputados caiu como uma luva para a estratégia do governo Rui Costa (PT) de responsabilizar o prefeito ACM Neto (DEM) pela suspensão da liberação de um empréstimo federal com recursos que seriam destinados às obras do metrô e na recuperação de estradas baianas. Na matéria, uma repórter faz um off nas dependências do Legislativo afirmando que, para não desagradar o Democratas, partido do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (RJ) e do prefeito de Salvador, o presidente da República ainda não cumpriu o acordo que deputados do PSD da Bahia dizem que teria sido feito para a liberação do dinheiro ao governo baiano. Ela ainda acrescenta que, na semana que passou, o líder do PSD na Câmara, Marcos Montes (MG), avisou ao presidente que ele pode perder até sete votos na bancada por causa da postura. Quem lidera a distribuição do vídeo com o trecho da reportagem da Globo via redes sociais é o vereador José Trindade (PSL), líder da oposição na Câmara Municipal.