28 de maio de 2019, 09:52

EXCLUSIVA Deputados esperam também definição de cargos regionais e municipais por Rui Costa

Foto: Divulgação/Arquivo

Na Assembleia, a conversa sobre as indicações a cargos do governo correm soltas

Não é apenas a demora na nomeação dos titulares de órgãos importantes do 2° escalão que preocupa deputados da base de apoio do governador Rui Costa (PT). Eles aguardam com ansiedade também a escolha dos cargos regionais e municipais em áreas como as da Saúde e Educação, Adab e Ciretrans, alegando que nunca se demorou tanto para se completar as nomeações da máquina estadual no interior. Um deputado estadual chega a comparar o governador, neste particular, ao presidente Jair Bolsonaro (PSL), que trava briga com o Centrão por não querer aceitar as indicações de políticos para cargos federais. “São quase seis meses de governo e Rui nada”, acrescenta, antecipando que os deputados só irão ao happy hour marcado com o governador para amanhã, no Palácio de Ondina, a fim de ouvir uma posição dele sobre as indicações. Até agora, permanecem sem direção, entre outros órgãos do 2° escalão, a Embasa, o Detran, o Procon, a Fundação Luis Eduardo Magalhães e a Fundação Cultural.

27 de maio de 2019, 18:12

EXCLUSIVA Prates pode deixar DEM para se posicionar melhor para 2020; Esquerdista PCdoB está na mira

Foto: Política Livre/Arquivo

Leo Prates é deputado licenciado e secretário municipal de Combate à Pobreza

Autointitulado plano B à Prefeitura de Salvador no grupo do prefeito ACM Neto (DEM), o deputado estadual licenciado e secretário municipal de Combate à Pobreza, Léo Prates (DEM), planeja mudança de partido, a partir do qual pode não só se lançar candidato à sucessão municipal como compor, na condição de vice, a eventual chapa do hoje vice, Bruno Reis (DEM), ao Thomé de Souza. Algumas legendas estão passando por severa avaliação de Prates, mas uma delas, em especial, chamou a atenção de seus correligionários. Seria o PCdoB, partido de esquerda, controlado na Bahia pelo deputado federal comunista Daniel Almeida. Trata-se de sigla com a qual a família do secretário, originária de Vitória da Conquista, tem antiga relação. A conferir!

27 de maio de 2019, 17:00

EXCLUSIVA Deputados esperam que Rui Costa anuncie nomes do 2° escalão em happy hour

Foto: Divulgação/Arquivo

Pelo menos cinco órgãos do 2° escalão do governo não foram até agora definidos, cinco meses depois de iniciada a gestão

As bancadas estadual e federal do governo Rui Costa (PT) aguardam com ansiedade o happy hour programado para esta quarta-feira com o governador, no Palácio de Ondina. Segundo confidenciou hoje um parlamentar estadual a este Política Livre, há expectativa “genuína” de que Rui anuncie os nomes da Embasa, do Procon, da Fundação Luis Eduardo Magalhães, da Fundação Cultural e do Detran. Órgãos importantes do 2° escalão, eles estão sem definição cinco meses depois de iniciado o governo, o que deputados consideram um verdadeiro recorde. O encontro foi agendado a fim de promover um distensionamento na relação entre o governador e os parlamentares.

24 de maio de 2019, 21:21

EXCLUSIVA Elmar foi recebido com palmas em evento de colega depois de ter criticado Bolsonaro

Foto: Divulgação/Arquivo

Deputado federal Elmar Nascimento, líder do DEM na Câmara dos Deputados

Depois do duro discurso que fez anteontem na Câmara dos Deputados, dizendo que o governo Jair Bolsonaro utiliza procedimento “moleque” e “canalha”, o deputado federal Elmar Nascimento, líder do DEM na Câmara dos Deputados, passou pela casa do amigo e presidente do Legislativo, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e depois foi a uma festa de um colega deputado em Brasília. Na chegada, foi recebido com palmas.

24 de maio de 2019, 18:17

EXCLUSIVA Deputados prevêem dificuldade para aprovação de projeto do ISS dos ônibus na Câmara

Foto: Divulgação/Arquivo

A Câmara Municipal será o palco da votação, mas a notícia sobre a eventual "dificuldade" chegou na Assembleia Legislativa

Reunidos informalmente na Assembleia Legislativa, na quinta-feira, numa roda, um pequeno grupo de deputados do governo e da oposição falava abertamente sobre eventuais dificuldades para a votação, pela Câmara Municipal de Salvador, do projeto de lei que prevê a isenção do Imposto Sobre Serviços (ISS) para empresas de transporte público, antecipando que, se a matéria não for aprovada, será a primeira derrota da Prefeitura na Casa nesta legislatura. Ao notarem a aproximação do jornalista, disfarçaram e mudaram de assunto. O objetivo da isenção é cumprir cláusulas do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado entre o executivo municipal, o Ministério Público e as concessionárias de ônibus para a definição da tarifa dos ônibus e a renovação da frota de veículos.

23 de maio de 2019, 12:26

EXCLUSIVA Discurso de Elmar contra governo bomba e Bolsonaro chama Neto às pressas para conversa

Foto: Divulgação/Arquivo

Prefeito ACM Neto

O prefeito ACM Neto, que é também presidente nacional do DEM, foi obrigado a suspender sua viagem de volta hoje a Salvador e permanecer em Brasília devido a um chamado de urgência do presidente Jair Bolsonaro (PSL). O presidente teria pedido a Neto para encontrá-lo hoje à noite. Em Brasília, especula-se que o motivo do chamado teria sido o duro discurso feito ontem, no plenário da Câmara, pelo líder do DEM na Casa, o deputado federal Elmar Nascimento, que acusou o governo de utilizar procedimentos de “moleque” e “canalha” no relacionamento com o Parlamento.

23 de maio de 2019, 10:42

EXCLUSIVA Mais uma pista na direção de Bellintani, por Raul Monteiro*

Foto: Luana Bernardino/GovBA/Arquivo

Governador Rui Costa também dá sinais de que pode ir de Guilherme Bellintani

Aliados do governador Rui Costa para os quais a conquista da Prefeitura de Salvador em 2020 é muito mais importante do que o nome ou o partido no grupo liderado por ele que venha a sair vitorioso gostaram de ouvir de sua própria boca que o eventual candidato a prefeito que apoiará não precisa necessariamente ser do PT. Especialmente para o time próximo a Rui e à direção do PT que aposta no nome de Guilherme Bellintani para a disputa, não teria sido necessária sinalização mais clara de que, nos bastidores, o governador está afinado com o projeto de eleição do presidente do Esporte Clube Bahia ao Palácio Thomé de Souza.

Não deve ter sido por acaso que Bellintani teria avançado, nos últimos dias, nos contatos com os partidos da base em busca de definir sua filiação. A preferência é por uma legenda mais à esquerda, o que tornaria o apoio do governador a ele mais palatável, principalmente para a ala mais radical da militância petista, e as chances de ele escolher o PSB, controlado na Bahia pela deputada federal Lídice da Mata, cresceram exponencialmente, ainda que qualquer decisão neste sentido, conforme o que deixou claro para as lideranças da sigla, Bellintani só pretenda tomar, de fato, no princípio do próximo ano.

A muito provável opção pelo PSB ocorre depois de uma extensa rodada de conversas que o presidente do Esporte Clube Bahia teve com vários partidos da base do governador, nas quais expôs sua decisão de disputar a Prefeitura de Salvador e explicou a decisão de procurar um partido do campo governista, apesar de ter surgido na vida pública como secretário, primeiro de Turismo e depois de Educação, do prefeito ACM Neto (DEM). A todos ele teria argumentado que, além de se identificar com o projeto da esquerda, desenvolveu o sonho de trabalhar pela cidade e rapidamente percebeu que, no lado do prefeito, a escolha já tinha sido feita.

Para os aliados de Rui que participam do projeto-Bellintani, como a ele têm se referido tanto seus apoiadores quanto seus críticos, o governador tem deliberadamente procurado evitar expor abertamente quais são seus planos para 2020, porque considera que ainda é cedo, mas vem dando sinais internamente de que considera fundamental ganhar a Prefeitura para o grupo de ACM Neto. Rui avaliaria que, sem a presença de um representante de Neto como Bruno Reis no comando da capital baiana, poderá tomar decisões com muito mais tranquilidade com relação à própria sucessão, em 2022, momento considerado crucial para todo o time que hoje lidera, exatamente por que será necessário escolher um outro nome para comandá-lo a partir de então.

A estratégia explicaria sua decisão de até agora não ter chamado para uma conversa sobre a sucessão municipal as principais lideranças eleitorais do seu grupo em Salvador, entre as quais se destacam a deputada Lídice e os deputados federais Bacelar (Podemos) e Pastor Sargento Isidório (Avante), além da deputada federal Alice Portugal (PCdoB), todos – mas especialmente Bacelar e Isidório – campeões de votos nas eleições do ano passado na capital baiana. Afinal, há consenso na classe política de que, do lado do governo, a disputa em Salvador passará necessariamente por eles.

* Artigo do editor Raul Monteiro é editor publicado na edição de hoje da Tribuna.

Raul Monteiro*

22 de maio de 2019, 12:38

EXCLUSIVA Guilherme Bellintani avalia ingresso no PSB para disputar Prefeitura de Salvador

Foto: Divulgação/Arquivo

Guilherme Bellintani pode disputar a Prefeitura de Salvador pelo PSB

Informes chegados há pouco a este Política Livre dão conta de que avançaram imensamente os entendimentos entre Guilherme Bellintani e o PSB, dos deputados federais Lídice da Mata e Marcelo Nilo, com vistas a uma eventual filiação à legenda do atual presidente do Esporte Clube Bahia e ex-secretário municipal de Educação de ACM Neto (DEM). De toda sorte, se confirmado, o movimento só seria concretizado no início do ano que vem. Figuras próximas aos núcleos dos governo estadual e do PT articulam a candidatura de Bellintani a prefeito de Salvador em 2020.

 

 

22 de maio de 2019, 09:15

EXCLUSIVA Investidor precisa saber que país tem comando, diz Jonga Bacelar sobre Previdência

Foto: Divulgação/Arquivo

Deputado Jonga Bacelar diz que, se tiverem 50 votos pela aprovação da reforma da Previdência, um seguramente será seu

O deputado federal Jonga Bacelar (PR) disse a este Política Livre que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) precisa se ajudar e ao seu governo, se não quiser levar o país ao caos. “Estou aqui, disponível para votar os projetos que ajudem a tirar o país da crise, sem pedir nada em troca, mas o presidente precisa colaborar com o seu governo”, afirmou Jonga, assegurando que, se existirem hoje 50 votos pela aprovação da reforma da Previdência na Câmara dos Deputados, um deles seguramente será seu. “O país está com 15 milhões de desempregados. Meu gabinete e os dos colegas viraram um muro de lamentações, frequentado por pessoas de bem que estão na pior, sem dinheiro para nada. É um crime deixar o país numa situação dessas”, afirmou o parlamentar baiano, acrescentando que fez um giro pela Europa há 15 dias, oportunidade em que se encontrou com o presidente da Organização Mundial do Comércio (OMC), o brasileiro Roberto Azevedo, de quem ouviu que, neste momento, o valor a ser poupado com a reforma da Previdência é secundário. “O que os investidores e o mercado querem ver com a aprovação da reforma, e isso me foi dito claramente, é que o Brasil tem comando, tem rédea. Sem esta demonstração, estaremos perdidos”, declarou, referindo-se ao bate-cabeça em que virou a governo Jair Bolsonaro.

22 de maio de 2019, 08:43

EXCLUSIVA Rui abre portões de Ondina para distensionar relação com deputados da base

Foto: Divulgação/Arquivo

Governador Rui Costa

O governador Rui Costa (PT) resolveu abrir os portões do Palácio de Ondina para receber os deputados estaduais e federais da base na quinta-feira da próxima semana. Será um happy hour sem horário para acabar. De acordo com um deputado estadual governista, Rui finalmente compreendeu que não pode ficar tão distante dos parlamentares como passou a se comportar desde o pleito do ano passado, quando se reelegeu com 76% dos votos válidos. “O governador precisa mostrar que não está com o nariz pra cima e que precisa da Assembleia, ainda mais nesta crise”, brinca o deputado.

21 de maio de 2019, 17:57

EXCLUSIVA Rui usou expressão de “Dama de Ferro” ao criticar “desvios” em universidades baianas

Foto: Divulgação/Arquivo

Rui Costa repetiu frase famosa da "mãe do neoliberalismo" ao criticar corporativismo em universidades estaduais

Em meio à crise gerada no PT por causa das declarações do governador Rui Costa defendendo que as universidades públicas cobrem mensalidades de alunos que podem pagar, não faltou quem se lembrasse que, ontem pela manhã, numa entrevista ao radialista Mário Kertész, da Rádio Metrópole, ele usou uma expressão da ex-primeira-ministra britânica Margaret Thatcher, a famosa “Dama de Ferro”, para criticar os abusos que, segundo ele, por conta do corporativismo de professores e funcionários, são cometidos nestas instituições. “Não existe isto de dinheiro público”, afirmou Rui a Kertész, repetindo uma das mais famosas frases da chamada “mãe do neoliberalismo”, para quem o que existe é o dinheiro do pagador de impostos que, por esta razão, deve ser muito bem empregado. Rui criticava distorções como a licença sabática, que permite a professores ficarem seis meses sem trabalhar, e o fato de universidades como a UEFS, de Feira de Santana, terem gastos maiores com empresas de segurança do que com salários. O governador enfrenta uma greve de mais de um mês nas universidades estaduais, com as quais ele afirma que só retoma negociações depois que o movimento for encerrado.

17 de maio de 2019, 09:51

EXCLUSIVA Plano de Caetano de lançar “mulher-poste” em Camaçari revolta petistas da cidade

Foto: Divulgação/Arquivo

Ex-deputado federal Luiz Caetano

Não é nada bom o clima no PT de Camaçari com relação ao ex-deputado federal e ex-prefeito Luiz Caetano, maior liderança do partido no município. Os petistas estão indóceis com a perspectiva de Caetano lançar a atual mulher, Ivoneide, como candidata à Prefeitura no ano que vem.

A estratégia teria sido pensada como saída para Caetano retomar o poder na cidade porque, à luz da legislação eleitoral, ele pode estar, à época da sucessão municipal, inelegível. Ocorre que os petistas alegam que não têm boa lembrança do período em que Caetano lançou um outro “poste” no município.

Trata-se do ex-prefeito Ademar Delgado, que Caetano havia tirado de sua secretaria da administração para fazer seu sucessor. Eles acabariam rompendo logo no início da administração de Delgado, o que é apontado, entre petistas, como responsável pela vitória do atual prefeito, Antonio Elinaldo (DEM).

Para reforçar ainda mais a identificação política com Caetano, Ivoneide vai se casar oficialmente com ele, adquirindo seu sobrenome. Curioso é que o PT aproveitou a proximidade da festa, programada para junho, para mandar um duro recado ao ex-prefeito.

No primeiro ensaio para o evento, que terá como tema a festa junina, realizado no sítio do ex-prefeito, as lideranças petistas de Camaçari decidiram não comparecer como forma de demonstrar o descontentamento com a hipótese a “doutora” Ivoneide, como é conhecida, concorrer.

16 de maio de 2019, 08:30

EXCLUSIVA E a rua começou a se movimentar, por Raul Monteiro*

Foto: Reprodução

Manifestantes tomaram as ruas do país contra os cortes para a Educação

O fantasma das manifestações de 2013, hoje consideradas o embrião do movimento de insatisfação popular que culminou no impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), de triste memória, ainda está muito vivo na memória dos políticos para que o governo Jair Bolsonaro (PSL) trate os protestos que correram o país ontem, contra o corte de recursos para as universidades federais, como simples reação de militantes de esquerda. É óbvio que adversários do atual governo, além de tê-las incentivado, participaram delas, mas com certeza não só eles se associaram ao protesto contra os cortes na área de educação.

O contigenciamento, ou nome mais bonito que se queira dar para a suspensão do dinheiro inicialmente previsto para irrigar custeio e investimento da educação superior, tem tudo para se tornar uma pauta agregadora contra um governo que tem oferecido muito pouca esperança ao país, além daquela com que o capitão reformado acenou na campanha tanto ao seu eleitorado raiz quanto àquele que buscava se ver livre do risco de uma nova gestão petista. Principalmente se as justificativas apresentados por quem o lidera são revistas com a rapidez típica do que é inconsistente.

No caso em tela, mudaram de revanche contra a balbúrdia de unidades cujos reitores eram abertamente de esquerda à necessidade de priorizar o ensino básico, passando depois à tese, provavelmente a verdadeira, de que, com a queda na arrecadação, o governo terá dificuldades para cumprir seus compromissos, sendo obrigado a remanejar e conter gastos, entre outros malabarismos, enquanto “emergem” os recursos capazes de fazer frente às obrigações. E aí reside talvez o problema de fundo mais grave com que o governo sequer tem conseguido lidar na medida da sua urgência e complexidade: a reativação da economia.

Pela desqualificação evidente de seu líder maior e a balbúrdia, esta sim verdadeira, em que a articulação política se transformou, janelas de oportunidade têm sido perdidas e, mais do que elas, iniciativas que possam influir positivamente em decisões de consumo e investimentos privados, sem os quais a economia não se move, atravancando tudo, inclusive, a capacidade de pagamento do governo. Parte do problema vem da dificuldade do presidente em entender que precisa assumir a paternidade das reformas de cujo desgaste, de forma infantil, tenta fugir.

Em matéria de economia, quando os dados são tratados de forma transparente, não há engano de si nem de outros. Todos os indicadores à disposição de quem tenha disposição de olhá-los são de que o ano está perdido do ponto de vista do crescimento, o que significa que o país entrará em seu sexto ano de recessão, sem mais gorduras a queimar. Algo que pode ser traduzido pela frase dita muito recentemente pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, segundo a qual “chegamos ao fundo do poço”, uns, naturalmente a maioria, muito mais do que outros.

* Artigo do editor Raul Monteiro publicado na edição de hoje da Tribuna.

Raul Monteiro*

14 de maio de 2019, 19:05

EXCLUSIVA Só dois baianos votam contra convocação de ministro da Educação à Câmara

Foto: Reprodução/Instagram

A deputada federal Dayane Pimentel (PSL-BA)

Só dois deputados baianos votaram hoje contra a convocação do ministro da Educação, Abraham Weintraub, ao plenário da Câmara dos Deputados no dia de amanhã: Dayane Pimentel, do PSL, e João Roma, do PRB. Originalmente, o ministro fora convidado para uma sessão na Comissão de Educação da Câmara. Aproveitando o fato de que amanhã estudantes e professores de universidades e colégios públicos e particulares fazem um protesto contra o corte de recursos para a Educação, deputados acabaram sugerindo a convocação de Weintraub, à qual a liderança do PSL na Casa não se opôs. A convocação foi aprovada por 307 votos a 82.

14 de maio de 2019, 17:40

EXCLUSIVA Jatinho de Angelo Coronel vai e volta de Brasília com colegas ilustres

Foto: Divulgação/Arquivo

Senaador Angelo Coronel

Acostumado a fazer viagens mais longas à bordo do mesmo jato particular que possui há pelo menos 10 anos, o senador Angelo Coronel (PSD) tem levado e trazido de Brasília semanalmente pelo menos três figuras ilustres: o deputado federal Elmar Nascimento, líder do DEM na Câmara, e os senadores Otto Alencar (PSD) e Jaques Wagner (PT).