18 de junho de 2018, 16:30

EXCLUSIVA Em conversa com correligionários, Neto admite apoio a Ciro para presidente

Foto: Reprodução/Arquivo

Prefeito ACM Neto

O prefeito ACM Neto (DEM) admitiu este final de semana durante um evento de campanha em favor do pré-candidato ao governo José Ronaldo (DEM) no interior que o partido pode vir a apoiar a candidatura do ex-ministro Ciro Gomes (PDT) à Presidência da República. Disse que a prioridade é o nome da sigla, Rodrigo Maia (RJ), presidente da Câmara dos Deputados, e que, na hipótese de ele não disputar, simpatizaria com o ex-governador de São Paulo, mas não descartou a idéia de a legenda ir de Ciro em outubro. Recentemente, Ciro atacou o prefeito e, ao ser questionando, disse que dirigia a crítica também a seu avô, já falecido. Para quem por acaso não se lembra, Neto é o presidente nacional do DEM.

18 de junho de 2018, 10:27

EXCLUSIVA Rui anuncia hoje à tarde ao mundo político chapa com Coronel, Wagner e Leão

Foto: Divulgação/Arquivo

Governador Rui Costa acha que é chegada hora de todo mundo saber quem serão seus companheiros de chapa

Apesar de previsto para amanhã, o anúncio da chapa completa com que o governador Rui Costa (PT) vai disputar a reeleição pode sair hoje, durante a festa de confraternização de São João que ele programou para os aliados no Palácio de Ondina, no final da tarde. A expectativa, pelo menos, é dos deputados federais, que, junto com os estaduais, foram convidados para o encontro, o qual será fechado à imprensa, como tradicionalmente acontece. Liderada por Rui, a chapa será composta pelo ex-governador Jaques Wagner (PT) e o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Angelo Coronel (PSD), como candidatos ao Senado, e o atual vice-governador, João Leão (PP), que chegou ontem da China, para a mesma posição. A novidade devem ser os candidatos a suplente de senador – Bebeto, deputado federal do PSB, que ocupará a suplência de Wagner, e o deputado federal Davidson Magalhães, do PCdoB, que deve sair como suplente de Angelo Coronel.

13 de junho de 2018, 10:29

EXCLUSIVA “Favorita” em licitação de Centro de Convenções fazia obra quando antigo desabou

Foto: Divulgação/Arquivo

Maquete do Centro de Convenções que deve ser erigido no espaço do Antigo Aeroclube

Responsável pela apresentação de uma proposta com valor 21% abaixo do estipulado pela licitação, a empreiteira Metro Engenharia e Consultoria, que lidera um consórcio interessado na construção do novo Centro de Convenções na Orla de Salvador, é a mesma que executava o serviço de revitalização no antigo espaço na Boca do Rio quando ele acabou desabando, em setembro de 2016, o que provocou sua interdição pelo governo do Estado.

O consórcio liderado pela Metro é integrado ainda pela Construtora BSM, a Qualy Engenharia, a BMF Engenharia e a Controltec Engenharia. Além de a proposta, bem abaixo do que o que previsto para a construção da obra pela Prefeitura, ter classificado o grupo em primeiro lugar, no quesito preço, chamando bastante a atenção do mercado de construção na Bahia, outro detalhe tem intrigado especialistas do setor.

É o fato de, segundo eles, o grupo não ter apresentado os atestados técnicos exigidos pela concorrência. Seriam itens de “steel deck”, estrutura metálica e esquadrias em pele de vidro em proporções e medidas tais a que a proposta formulada pelo consórcio não atenderia. Depois da abertura dos valores, assumiu o segundo lugar na concorrência o consórcio formado pela Andrade Mendonça e a Axxo, empatado com um outro da MRM.

O aparente favoritismo do consórcio liderado pela Metro, por causa da proposta de preço mais baixo, teria possivelmente motivado a circulação de uma mensagem apócrifa, distribuída pelo WhatsApp, em que se chama a atenção para o risco de o grupo se tornar vitorioso e assumir uma obra de porte tão grande com destinação pública pela qual circularão milhares de pessoas, quando estiver funcionando plenamente.

Como o governo demorou em apresentar uma solução para o problema na época da interdição do Centro de Convenções, quando anunciou que faria um novo espaço, na área em que funcionou o Aeroclube, a Prefeitura foi bastante elogiada pelo trade turístico. Depois de sugerir vários locais para reerguer o Centro de Convenções, em seguida, a secretaria estadual de Turismo também anunciou que o reconstruiria no Parque de Exposições, na Paralela.

Em 2017, um ano depois do desabamento, um laudo pericial solicitado pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA) ao Departamento de Polícia Técnica (DPT), a pedido do jornal Correio, indicou que o desmoronamento ocorreu por falta de manutenção. “(…) a falta de manutenção adequada da estrutura proporcionou efeitos irreversíveis na oxidação do aço, o que causou o rompimento da estrutura no local do acidente”, disse trecho do documento.

12 de junho de 2018, 08:02

EXCLUSIVA Transferência de anúncio de chapa de Rui para sábado ainda gera insegurança

Foto: Divulgação/GOVBA

Governador Rui Costa

A mais nova versão dá conta de que o governador Rui Costa (PT) só atrasou o anúncio da composição da chapa com que vai disputar a reeleição, previsto para a semana passada, porque o vice-governador, João Leão (PP), que deve permanecer na mesma posição, estava no Exterior. A nova aposta é de que Rui dará conhecimento ao grande público do time com que vai concorrer de novo ao governo até o próximo sábado, se nada sair do controle. Mas mesmo a nova data não é vista pelos correligionários como certa.

11 de junho de 2018, 12:08

EXCLUSIVA Wagner é agora lembrado para vice de Ciro, o que pode recolocar Lídice na chapa

Foto: Divulgação/Arquivo

Lídice da Mata pode vir a se tornar candidata ao Senado, se Wagner sair à disputa presidencial, agora como vice de Ciro

Aliados da senadora Lídice da Mata (PSB) continuam achando que ela ainda tem chances de emplacar uma das vagas ao Senado na chapa do governador Rui Costa (PT) e apontam que este seria um dos motivos porque o petista ainda não anunciou formalmente o nome de todos os seus postulantes. O espaço a ser ocupado por Lídice, no entanto, seria aberto com a eventual saída de Jaques Wagner para a disputa presidencial, não mais como substituto de Lula no pleito, mas como vice do presidenciável do PDT, Ciro Gomes.

11 de junho de 2018, 07:56

EXCLUSIVA Demonstração de humildade de premier holandês roda o mundo há uma semana

Foto: Reprodução

Mark Rutte, premier holandês, limpa ele próprio o café que derramou na entrada do Parlamento da Holanda

Há uma semana uma das imagens mais exibidas nas TVs européias é a do primeiro ministro da Holanda, Mark Rutte, limpando, com vassoura, rodo e um pano de chão, a sujeira que provocou na entrada do Parlamento holandês depois de ter deixado um copo com café cair acidentalmente. A demonstração de cidadania e humildade do chefe de Governo da Holanda, que curiosamente não foi exibida no Brasil, mereceu considerações de usuários das redes sociais em todo mundo. Um deles escreveu: “Imagine se todos os políticos fossem atacados por tamanha humildade”. E não era um brasileiro.

8 de junho de 2018, 08:33

EXCLUSIVA Articuladores de Ronaldo preferem Haddad como candidato a presidente do PT

Foto: Ag. Brasil

Fernando Haddad, ex-prefeito de São Paulo, é o preferido do time de José Ronaldo para candidato a presidente do PT

Como não é possível escalar o time adversário, a articulação política do pré-candidato do DEM ao governo, José Ronaldo, pelo menos torce para que o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, seja o candidato a presidente do PT no lugar do ex-presidente Lula. Acha que, assim, ao invés de ser puxado pela campanha nacional, como aconteceu em sua primeira eleição, o governador Rui Costa (PT), candidato à reeleição, teria que empurrar o candidato presidencial petista, além de ficar mais vulnerável no caso de a candidatura nacional aliada de José Ronaldo ter chances de ganhar.

7 de junho de 2018, 20:16

EXCLUSIVA Leonelli dá argumento para Rui rejeitar de vez Lídice na chapa, dizem petistas

Foto: Paula Fróes/GOVBA

O governador Rui Costa (PT)

As críticas dirigidas pelo ex-deputado e ex-secretário estadual de Turismo, Domingos Leonelli, ao governador Rui Costa (PT) por causa da exclusão da correligionária Lídice da Mata (PSB) da chapa com que disputará a reeleição, acabaram inviabilizando de vez qualquer tipo de entendimento entre o petista e a política socialista em torno de sua indicação para uma das vagas ao Senado.

De acordo com um político petista ouvido hoje por este Política Livre, no afã de defender a escolha de Lídice, no lugar do presidente da Assembleia Legislativa, o deputado Angelo Coronel (PSD), Leonelli acabou dando argumento para Rui justificar tanto na militância petista quanto entre os aliados de esquerda, aos quais a senadora é ligada, a decisão de não coloca-la na chapa.

“Depois da agressividade com que Leonelli se comportou, se Rui aceitar Lídice vai perder sua autoridade. Uma negociação dessas não pode se dar por rede social”, disse a mesma fonte, muito ligada ao governador, referindo-se ao fato de o representante do PSB ter utilizado sua conta no Facebook para atacar a escolha de Rui pelo presidente da Assembleia Legislativa.

Para um ex-secretário de Rui, Leonelli chutou o pau da barraca, numa atitude típica de quem viu que as chances de fazer a correligionária candidata a senadora se esvaírem, possivelmente por ter sabido, antecipadamente, que ela não participará da chapa. O problema, acrescentou, é que, com a atitude, o político socialista acabou dinamitando a ponte que ainda havia entre ela e Rui.

“Em termos de inabilidade política, foi um show”, acrescentou, avaliando que a animosidade existente entre o governador e a senadora só se ampliou depois da postagem de Leonelli, já que ficou muito difícil acreditar que ela não tenha estado por trás da iniciativa do ex-secretário. Segundo ele, o quadro ficou tão difícil para Lídice que nem substituir Jaques Wagner na chapa na eventualidade de o ex-governador sair candidato à Presidência da República é mais pensado no governo.

“Se havia alguma chance de Lídice ser indicada ao Senado eventualmente substituindo Wagner, isso foi por água abaixo”, declarou a mesma fonte, afirmando que Rui acabou obtendo apoio dos deputados do partido para não indicar Lídice em hipótese nenhuma ao Senado. “Agora, se for indicada e se eleger, Lídice não vai agradecer mais ao governador e sim a Leonelli”, completou.

7 de junho de 2018, 10:06

EXCLUSIVA PP se articula para colocar Carletto como suplente de Wagner ao Senado

Foto: Reprodução

Deputado federal Ronaldo Carletto

De olho na possibilidade de o ex-governador Jaques Wagner substituir Lula na corrida presidencial, o PP se articula para emplacar o deputado federal Ronaldo Carletto em sua primeira suplência como candidato ao Senado. Isso colocaria Carletto como candidato automático a senador, caso Wagner seja convocado pelo PT para disputar a sucessão presidencial. A outra hipótese, mais remota, é Carletto assumir como senador, se Wagner, na hipótese de a eleição à Presidência ser ganha por um quadro de esquerda, virar ministro.

7 de junho de 2018, 08:52

EXCLUSIVA “República de Feira” começa a irritar aliados de José Ronaldo

Foto: Divulgação/Arquivo

Apontado como um dos quatro membros da "República de Feira", Geilson não leva a sério acusação

É grande a insatisfação entre deputados aliados ao prefeito ACM Neto (DEM) contra a chamada “República de Feira”, como é chamado o grupo mais próximo do pré-candidato do DEM ao governo, José Ronaldo, formado pelos deputados Tom Araújo, Carlos Geilson e Targino Machado, além do candidato a federal Zé Chico. A eles, dizem os insatisfeitos, estariam sendo dirigidas todas as benesses – leia-se facilidades para eleger-se – que a proximidade com o candidato majoritário pode proporcionar. Este Política Livre ouviu o deputado Carlos Geilson, que disse ter visto com surpresa as críticas ao quarteto. “Nós, inclusive, estamos reclamando que não conseguimos falar com ele (José Ronaldo), mas entendendo que ele tem que dar atenção a todo Estado da Bahia”, diz o parlamentar, observando que todos os colegas deputados estão igualmente sem oportunidade de andar com o pré-candidato até para conversar, porque Ronaldo tem que priorizar outras regiões do Estado, “enquanto nós fazemos a campanha dele em Feira e região”. Para Geilson, o suposto ciúme de alguns deputados tem que ser encarado como algo folclórico”.

7 de junho de 2018, 07:34

EXCLUSIVA Flerte de Ronaldo com Bolsonaro adiantado, por Raul Monteiro*

Foto: Divulgação/Arquivo

O pré-candidato ao governo do DEM, José Ronaldo, que flerta com Bolsonaro para o caso de Maia e Alckmin não subirem

Com uma candidatura ao governo ainda por consolidar, segundo as primeiras pesquisas de opinião sobre a sucessão estadual, o pré-candidato do DEM, José Ronaldo, tem feito algumas apostas para poder alavancar seu nome que dependem, numa parte, dele mesmo, mas também de circunstâncias de que não conseguirá ter controle no processo político. A montagem de uma chapa com nomes que agreguem musculatura na opinião pública assim como a criação de fatos políticos que possam projetá-lo para além do que construiu de imagem até agora no eleitorado são algumas alternativas.

A mais forte delas, no entanto, parece ser o grau de articulação que terá com um eventual nome nacional que poderá puxá-lo na corrida sucessória. É fato que tanto o DEM, partido de Ronaldo, quanto o PSDB, segunda sigla mais importante da coligação que lhe dá suporte, não conseguiram até agora convencer ninguém de que seus respectivos representantes, Rodrigo Maia (RJ), presidente da Câmara dos Deputados, e Geraldo Alckmin, ex-governador de São Paulo, um veterano em disputas presidenciais, vão assumir a liderança das intenções de voto à Presidência.

Por este motivo, os estrategistas do pré-candidato do DEM ao governo da Bahia já decidiram que ele deverá manter seu palanque no Estado aberto a todas as candidaturas presidenciais de legendas que o apóiam. Trata-se de um senha sutil para uma eventual aproximação pública em momento oportuno com o pré-candidato à Presidência Jair Bolsonaro, do PSL, partido que fincou sua base no Estado em Feira de Santana, por meio de Daiane Silva, figura com que Ronaldo tem relações política antigas no município que, mais recentemente, governou por dois mandatos consecutivos até a renúncia que o colocou como candidato ao governo das oposições.

A união entre os dois – Ronaldo e Bolsonaro – não precisa ser oficializada agora. Mesmo porque, neste momento inicial de ajustes, só anteciparia o que todo candidato quer empurrar com a barriga até o ponto de não poder mais acontecer, que são as críticas que muitas vezes podem inviabilizar sonhos e projetos, ainda mais envolvendo um figura polêmica e de posições políticas inaceitáveis, como a da defesa da ditadura militar. Mas é certo que, se Bolsonaro se mantiver na liderança das intenções de voto para presidente, o flerte entre eles poderá virar compromisso sério, sobretudo se o presidenciável moderar o discurso de ultra-direita.

A perspectiva de entendimento entre os dois pode ser percebida mais de perto por ocasião de um evento em que Bolsonaro esteve em Salvador, há duas semanas, e foi saudado por seus apoiadores como apoteótico. Com toda a discrição, algumas pessoas ligadas a Ronaldo se envolveram diretamente na preparação e organização da festa, com o cuidado, no entanto, de manterem o candidato a governador distante da linha de frente do evento e – mais importante – de qualquer aparição pública com o candidato do PSL. A relação poderá sair do armário, no entanto, caso Bolsonaro se torne a única forma de puxar Ronaldo para cima.

* Artigo do editor Raul Monteiro publicado originalmente na Tribuna.

Raul Monteiro*

6 de junho de 2018, 12:41

EXCLUSIVA Tia Eron desautoriza Roma e diz que quem lembrou de Ireuda para chapa foi ACM Neto

Foto: Divulgação/Arquivo

Deputada federal Tia Eron, que é presidente estadual do PRB

A deputada federal Tia Eron, presidente estadual do PRB, praticamente desautorizou hoje o colega de partido João Roma, ex-chefe da Casa Civil do governo ACM Neto (DEM), ao afirmar que o primeiro a citar o nome da vereadora em Salvador Ireuda Silva (PRB) para integrar a chapa do pré-candidato democrata ao governo, José Ronaldo, foi o próprio prefeito de Salvador. “Quem primeiro falou no PRB para compor a chapa foi o prefeito. O PRB não cede nem disputa nada. Agora, tem que ser convidado ou não ser”, afirmou a parlamentar, conhecida pelo estilo “despachado”, sutilmente rebatendo a afirmação de Roma de que o partido não seria empecilho para a formação da chapa. Para ela, se a idéia nasceu da cabeça de Neto e não no próprio partido, não cabe ao PRB contestá-la. “Foi o prefeito que falou que o nome era o de Ireuda”, frisou, lembrando que estudos mostram que a escolha de uma mulher, com as características de Ireuda para a chapa, só fortaleceria a candidatura de José Ronaldo. O nome da vereadora é lembrado para uma das vagas ao Senado – a outra já está destinada ao deputado federal Jutahy Magalhães Jr. (PSDB) -, posto disputado também pelo PSC, que gostaria de ocupá-la com a candidatura do deputado federal Irmão Lázaro.

6 de junho de 2018, 11:39

EXCLUSIVA Articulação de José Ronaldo quer definir sua chapa no final de julho ou em agosto

Foto: Divulgação

Deputado federal Jutahy Magalhães Jr e pré-candidato do DEM ao governo, José Ronaldo

A possibilidade de o governador Rui Costa (PT) anunciar a chapa com que vai disputar a reeleição ainda esta semana não deve alterar o calendário com que a articulação política do pré-candidato do DEM ao governo, José Ronaldo, trabalha. A idéia do democrata é estender ao máximo o anúncio da formação da sua própria chapa, jogando-o possivelmente para o final de julho ou mesmo agosto, na expectativa de que até lá as candidaturas e o cenário nacionais estejam mais definidos, podendo, inclusive, ajudar nas futuras composições locais. Atualmente, só um nome está definido na chapa, além do do candidato a governador. É o do deputado federal Jutahy Magalhães Jr. (PSDB), que disputará uma das vagas ao Senado.

6 de junho de 2018, 09:21

EXCLUSIVA João Henrique cobra aumento de teto na Bahia ao ver decisão de Assembleia de SP

Foto: Divulgação/Arquivo

João Henrique é pré-candidato a governador da Bahia pelo PRTB

A notícia de que a Assembleia Legislativa de São Paulo aprovou uma PEC (Proposta de Emenda Constitucional) aumentando o teto do funcionalismo estadual animou pré-candidatos a governador como João Henrique Carneiro (PRTB), que pretende fazer uma campanha lembrando que ele, quando prefeito de Salvador, e o pai, João Durval, na época em que governou o Estado, fizeram os melhores governos para o funcionalismo de que se tem notícia da Bahia. Em São Paulo, a medida elevou o teto do funcionalismo público do Executivo e Legislativo estadual de R$ 21 mil, salário do governador, para R$ 30 mil, remuneração de um desembargador, com seu conhecido efeito cascata sobre o funcionalismo. Na Bahia, João Henrique acha que está na hora de Assembleia Legislativa fazer o mesmo, liderada pelo governador Rui Costa (PT). “Se ele não fizer, eu faço como governador”, diz o pré-candidato.

6 de junho de 2018, 07:54

EXCLUSIVA PRB vê chance maior de indicar senador com ameaça de candidatura avulsa do PSC

Foto: Divulgação/Arquivo

Ao dizer que poderia sair sozinho ao Senado, deputado favoreceu plano do PRB de indicar candidato na chapa do DEM

Interessado na segunda vaga ao Senado na chapa do pré-candidato a governador José Ronaldo (DEM), o PRB comemorou a notícia de que o deputado federal Irmão Lázaro, do PSC, partido que disputava o mesmo espaço com ele ao lado do democrata, pode sair como candidato avulso a senador. O PRB tem como um dos nomes prioritários para indicar ao Senado a vereadora em Salvador Ireuda Silva, embora não descarte outras alternativas. Acha, no entanto, que o PSC blefa ao falar numa candidatura independente de Irmão Lázaro, mas que, com a ameaça, acabou enfraquecendo enormemente a estratégia de indicá-lo para a chapa de José Ronaldo, abrindo espaço para um nome do PRB.