15 de outubro de 2013, 22:32

EXCLUSIVA Wagner já teria escolhido novos desembargadores

Foto: Divulgação/Arquivo

Roberto Frank teria sido um dos escolhidos pelo governador

Informes chegados há pouco ao Política Livre dão conta de que o governador Jaques Wagner (PT) já escolheu os dois novos desembargadores do Tribunal de Justiça da Bahia, a partir das duas listas tríplices que lhe chegaram às mãos, uma oriunda da OAB e a outra, do Ministério Público Estadual. Para a vaga de advogado no TJ, o governador teria escolhido Roberto Frank, terceiro colocado na lista tríplice encaminhada ao governador pelos desembargadores. Para a vaga destinada ao Ministério Pùblico, teria sido escolhida Iloma Reis, a mais votada na lista tríplice que Wagner recebeu. O governador teria antecipado as indicações porque estaria viajando entre hoje à noite e amanhã pela amanhã para a Alemanha. Caso a notícia se confirme, são esperados desdobramentos de forte impacto no Judiciário. A confirmar!

15 de outubro de 2013, 11:01

EXCLUSIVA Mídia nacional critica mais dinheiro para metrô

Foto: Política Livre

Cópia de chamada para matéria do UOL crítica à situação do paralítico metrô de Salvador

A mídia nacional é crítica com relação à vinda da presidente Dilma Rousseff (PT) à Bahia hoje para assinar a ordem de serviço das obras do metrô de Salvador, que já duram 13 anos sem que o sistema nunca tenha funcionado. Em chamada de capa, o site UOL chama a atenção exatamente para o fato de o empreendimento já ter consumido R$ 1 bi sem nunca ter funcionado em Salvador, tendo passado por vários governos. As obras também estão sob investigação do Tribunal de Contas da União (TCU), que recomendaram sua suspensão. A nova participação do governo federal no metrô é resultado de um acordo celebrado no início do ano entre a Prefeitura de Salvador e o governo do Estado pelo qual o Estado da Bahia assumiu o empreendimento, tocado desde o governo municipal Antonio Imbassahy (PSDB), quando foi iniciado, pela Prefeitura. Na semana passada, Dilma teve que adiar a vinda à capital baiana para o evento porque nem a Câmara Municipal nem o governo estadual tinham aprovado a autorização para isentar as obras de cobrança do ISS.

13 de outubro de 2013, 12:25

EXCLUSIVA Escolha de desembargador pode sofrer novo revés

Foto: Divulgação

Nova escolha de desembargador poderá esperar ainda mais

Caso o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) considere procedente o questionamento segundo o qual advogados investidos da condição de juízes eleitorais não podem concorrer à vaga de desembargador, pelo menos um candidato será diretamente atingido. Trata-se de Roberto Frank, terceiro mais votado na lista tríplice escolhida pelo Tribunal de Justiça para decisão do governador Jaques Wagner (PT). Mas não só ele. Como Maurício Kertezman, que entrou na sêxtupla da OAB, mas não passou na tríplice, também é juiz do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), a decisão vai afetar a toda a lista, promovendo uma mudança nas indicações que os advogados fizeram ao TJ. Por esta visão, subiriam ao lugar de Frank (na tríplice) e Maurício (na sêxtupla) os advogados Paulo Damasceno e Lia Barroso, que empataram em número de votos na indicação à lista escolhida pela OAB. Como os desembargadores terão que escolher um entre os dois para recompor a tríplice, Barroso pode ser a bola da vez, principalmente pelo fato de ser a primeira mulher a ser indicada pela OAB ao Quinto Constitucional. Com a insegurança na eleição criada com o questionamento ao CNJ, se o governador Jaques Wagner (PT) já vinha sinalizando motivos para avaliar com mais vagar a escolha do próximo desembargador oriundo da advocacia baiana, agora ganhou mais um.

11 de outubro de 2013, 10:12

EXCLUSIVA Petistas já estão de olho em cargos do PSB no governo

Domingos Leonelli (PSB)

Apesar de se negarem a tratar do assunto, os petistas visam outro alvo ao mirarem a senadora Lídice da Mata (PSB), cuja candidatura ao governo se tornou imperiosa com o projeto do governador pernambucano Eduardo Campos de concorrer à presidência da República. Tratam-se dos cargos que o PSB mantém no governo. Entre eles, o mais cobiçado é a secretaria estadual de Turismo, cujo titular, Domingos Leonelli (PSB), setores do PT querem ver pelas costas.

10 de outubro de 2013, 19:05

EXCLUSIVA Wagner chama cúpula petista e anuncia nome de Rui

Foto: Manu Dias/Arquivo/Agecom

Governador Jaques Wagner: tom mais impositivo que o normal para defender legado

O governador Jaques Wagner (PT) deu uma “senhora” enquadrada na cúpula petista numa reunião que convocou para o Palácio de Ondina, na última segunda-feira, para discutir a sua própria sucessão e a escolha do comando do partido em Salvador.

Logo na abertura do encontro, para o qual foram convidados representantes de todas as tendências petistas, Wagner disse que todo o PT sabe quem é seu candidato a governador para 2014, embora não tenha citado nominalmente Rui Costa, chefe da Casa Civil do governo. Nem precisava.

Wagner reafirmou seu controle sobre o processo sucessório na Bahia, descartando interferências externas que passem, por exemplo, pela presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula, e ainda disse que não há hipótese de aceitar prévias para a escolha do nome do PT à sua sucessão.

Seguindo o que lhe indicam pesquisas de intenção de voto e o apelo de experientes quadros partidários, o governador também sugeriu que o partido deve escolher até o próximo dia 9 de novembro quem deve concorrer a governador no grupo. A idéia é não perder mais tempo.

Nem deixar que a oposição bote o seu bloco na rua antes do do governo. Na conversa, Wagner deixou claro também que não quer saber de briga com relação às eleições para a escolha do comando do PT em Salvador, apesar de dizer que não vai se intrometer no assunto.

Mandou, entretanto, um recado indicativo de que não quer que o partido passe por mais desgastes: – Voces se acertem!, disse. Participaram do encontro o presidente do PT, Jonas Paulo, seu virtual sucessor, Everaldo Anunciação, e os deputados federais Nelson Pelegrino, Afonso Florence e Valmir Assunção.

Os nomes representam o cardinalato petista e as quatro mais importantes correntes petistas. Houve quem, minoritariamente, deixasse o encontro descontente com o tom impositivo assumido na reunião por Wagner, fato quase inédito na relação do governador com o partido e suas principais lideranças.

Mas ninguém sequer insinuou que pretende descumprir as recomendações de Wagner.

Raul Monteiro

7 de outubro de 2013, 19:10

EXCLUSIVA Vereadores resistem a votar projeto do metrô de Salvador

Foto: Divulgação/Arquivo/Secom

As obras do metrô de Salvador continuam difíceis

O comentário correu solto agora à tarde na Câmara Municipal: o governo do Estado terá dificuldades grandes para arregimentar os 29 votos que representam a maioria absoluta para votar o projeto que isenta as obras do metrô de Salvador de ISS e também equipara o valor do tributo sobre o futuro serviço ao mesmo utilizado nos ônibus, que é de 2%.

O motivo para as dificuldades é simples: além de a ida à Câmara do chefe da Casa Civil do governo estadual, Rui Costa, acompanhado do secretário estadual de Desenvolvimento Urbano, Cícero Monteiro, ter sido considerada insuficiente para convencer os vereadores da importância da medida, conseguir a maioria absoluta não é tarefa fácil na Casa.

“Acabamos de arrochar a população com o aumento do IPTU. Não faz sentido dar isenção para empreiteiro”, diz um vereador que procurou o Política Livre para se queixar do projeto. Mais explícito, outro revelou que não é possível que as negociações para a votação envolvam apenas o governo e a Prefeitura, excluindo a Câmara.

“Quem Rui Costa pensa que é? Que tem os olhos azuis de Brad Pitt para fazer os vereadores aqui votarem por amor?”, questionou um outro vereador extremamente irritado. Os vereadores julgam que pelo menos 19 deles estariam determinados a votar contra o projeto, esvaziando a possibilidade de ser aprovado num universo de 43 membros da Câmara.

Entre eles, estariam vereadores do próprio PT e da base do prefeito ACM Neto (DEM), como integrantes da bancada do PTN, que discutiu o assunto hoje à tarde, quando vários vereadores criticaram a proposta. Prevendo as dificuldades, o governo do Estado teria tomado a iniciativa de cancelar a vinda da presidente Dilma Rousseff a Salvador, nesta quarta-feira.

Entre os projetos que ela deveria assinar, estaria um relacionado diretamente ao metrô, iniciativa que perderia o sentido no caso de a Câmara não aprovar antes a proposta do governo estadual. Hoje, a matéria se encontra sobrestando a pauta, jargão utilizado para justificar que nada se vota na Casa antes do projeto.

5 de outubro de 2013, 19:11

EXCLUSIVA Bombeiro sofre queimaduras em combate a incêndio

Foto: Reprodução

Bombeiro teria sofrido queimaduras de 2º grau no rosto e nos braços

Informes chegados há pouco ao Política Livre dão conta de que, durante o combate a um incêndio florestal de grande proporção no município de Barra, cerca de 650 km de Salvador, no Oeste da Bahia, um cabo do Grupamento de Bombeiros Militares teria sofrido queimaduras de 2º grau, sendo o rosto e os braços as regiões mais afetadas pelas chamas. Ainda segundo a fonte, o bombeiro de nome Jackson Pereira faz parte da Campanha Bahia Sem Fogo, mas seria inexperiente em combates a incêndios florestais, tendo a sua qualificação voltada a incidentes em grandes cidades. “O bombeiro estava combatendo as chamas na região que é mata de caatinga e cerrado, quando pela inexperiência foi cercado pelo fogo”, diz a fonte. Para o Política Livre o coronel José Nilton Nunes, comandante de operações dos Bombeiros Militares da Bahia,  negou que o efetivo seja inexperiente. “O efetivo que está combatendo o incêndio em Barra é experiente nesse tipo de combate.  Inclusive demos prioridade a bombeiros que são instrutores nesse tipo de caso”, salientou o coronel. Pereira está internado em um hospital local e passa bem. Amanhã será avaliada a necessidade de uma transferência para Salvador.

Mário Pinho

2 de outubro de 2013, 11:11

EXCLUSIVA João Henrique pode perder apoio do PTN na Câmara

Foto: Arquivo/Secom

Medida seria uma resposta a João Henrique por causa da filiação do vereador Geraldo Jr. ao Solidariedade

O PTN, aliado de primeira hora da gestão do ex-prefeito João Henrique (PSL), na qual indicou o deputado João Carlos Bacelar à secretaria municipal de Educação, vai lavar as mãos com relação à votação de suas contas relativas ao exercício financeiro de 2012, que ainda não foram votadas pela Câmara. A decisão seria uma resposta à desfiliação do vereador Geraldo Jr. para integrar a bancada do novo partido Solidariedade no Legislativo Municipal. No PTN, assim como nos meios políticos de maneira geral, ninguém acredita que João Henrique não tenha estado por trás da desfiliação de Geraldo Jr., o que enfraquece a bancada do PTN. Geraldo é o vereador mais ligado ao prefeito na Casa. O presidente do partido na Bahia, Maurício de Tude, e o deputado estadual João Carlos Bacelar foram provocados pelos vereadores a tomar uma decisão em relação ao assunto. Uma reunião entre eles deve ser marcada no mais tardar até a próxima semana.

2 de outubro de 2013, 10:33

EXCLUSIVA Governo recua na tentativa de tomar PROS de Trindade

Foto: Política Hoje

Maurício Trindade escapou por pouco de perder o partido que conquistou na Bahia

A articulação política do governo Jaques Wagner (PT) recuou na decisão de tomar o PROS do deputado federal Maurício Trindade, secretário municipal de Ação Social. A alegação oficial, passada por uma importante fonte do governo ao Política Livre, é que a articulação de Wagner teria encontrado dificuldades em arrumar parlamentares da base interessados em se abrigar na nova legenda dado o fato de ser nova e representar naturalmente dificuldades para viabilizar a eleição de quadros se não tiver uma boa bancada de candidatos. “Hoje, no limite para a filiação, as novas legendas assumem uma importância enorme, mas daqui a pouco não terão tanta importância”, disse a fonte. Assim, apesar de ser aliado nacional do governo Dilma Rousseff (PT), na Bahia o PROS começará ao lado do prefeito ACM Neto (DEM), de quem Trindade é aliado. A articulação política do governador também avalia que ganhou o apoio do Solidariedade, liderado na Bahia pelo deputado federal Marcos Medrado, e reforçou o núcleo ao qual é mais ligada no PDT, partido ao qual o mesmo parlamentar era filiado.

1 de outubro de 2013, 18:33

EXCLUSIVA Wagner lança ofensiva para tomar PROS na Bahia

Foto: Emerson Nunes/ Arquivo/ Política Livre

Mauricio Trindade pode perder o PROS

A articulação política do governador Jaques Wagner lançou hoje uma ofensiva para tomar das mãos do deputado federal Maurício Trindade, secretário de ação social da Prefeitura de Salvador, o Partido Republicano da Ordem Social (PROS), nova agremiação criada no mesmo dia que o Solidariedade. Os petistas avaliam que seria muito perigoso permitir que a legenda caísse em mãos de um aliado importantíssimo do prefeito ACM Neto (DEM). O combustível para a iniciativa foi uma entrevista que Trindade deu esta semana à Tribuna da Bahia, fazendo restrições ao governo Jaques Wagner. A operação tem sido facilitada pelo fato de, nacionalmente, o PROS estar vinculado ao governo Dilma Rousseff (PT).

1 de outubro de 2013, 11:03

EXCLUSIVA Solidariedade deve ganhar três vereadores em Salvador

Foto: Montagem/PoliticaLivre

Geraldo Jr., Trindade e Marcell Moraes

Recém criado pela Justiça Eleitoral, o Solidariedade faz uma ofensiva esta semana sobre três vereadores de Salvador que pensam em se candidatar a deputado estadual nas próximas eleições. A legenda comandada na Bahia pelo deputado federal Marcos Medrado deve convidar para integrar suas fileiras os vereadores Geraldo Jr. (PTN), José Trindade (PSL) e Marcell Moraes (PV). Hoje, sob a articulação do deputado federal Arthur Maia, que deixou ontem o PMDB, o partido realiza uma reunião com a líder do governo Dilma Rousseff no Senado, Ideli Salvatti (SC), na qual os novos membros da legenda pretendem dar uma demonstração de apoio à presidente da República. “A posição do partido será a da maioria da bancada”, antecipa Arthur, um dos favoráreis ao apoio à presidente. Segundo ele, o presidente nacional do Solidariedade, o deputado Paulinho da Força (SP), apesar de ser favorável à candidatura presidencial do tucano Aécio Neves (MG), já vem conversando com o governador da Bahia, Jaques Wagner, deixando claro que a posição da agremiação na Bahia será aquela definida pelos três deputados federais da legenda – além de Medrado, Arthur e Luiz Argolo, que deixou o PP, que querem apoiar o candidato do governo à sucessão de 2014.

27 de setembro de 2013, 09:55

EXCLUSIVA Até releitura de Antígona ironiza helicóptero de Wagner

Foto: Lais Cavalcante

Vôo rasante de helicóptero de Wagner quase derruba construção secular do Teatro XVIII!!!!?????

A preferência do governador Jaques Wagner (PT) pelo uso praticamente exclusivo do helicóptero em seus deslocamentos por Salvador e o interior já se tornou tão folclórica que mereceu até uma citação bem humorada na releitura de Antígona, da irreverente dramaturga baiana Aninha Franco, no Teatro XVIII, no Pelourinho, na estréia desta semana. Na reinterpretação do clássico de Sófocles, Creonte, personagem do ator Ricardo Bittencourt, desceu ao palco à bordo de uma aeronave numa simulação executada pelo efeito inconfundível da rotação das hélices. Foi o suficiente para o público que lotou a Casa aplaudir demoradamente e de pé o instigante espetáculo que faz críticas contra a tirania e o poder. No mesmo dia, Wagner acompanhava em Nova York a presidente Dilma Rousseff, que se hospedou num hotel cuja diária era de U$ 10 mil, uma bagatela de quase R$ 25 mil. Quanto a Aninha, uma mulher espetacular, é a mesma cuja feroz sagacidade cunhou no também diretor teatral Márcio Meirelles o epíteto de “Macbeth de Província” para designar suas lamentáveis estripulias na condição de secretário estadual de Cultura, o que, graças aos exclusivos desígnios divinos, já passou. Amém!

25 de setembro de 2013, 19:03

EXCLUSIVA Solidariedade deve integrar base de Wagner na Bahia

Foto: Reprodução/ PDT

O comandante do partido na Bahia é o deputado federal Marcos Medrado

Comandado na Bahia pelo deputado federal Marcos Medrado (PDT), o partido Solidariedade, cuja criação foi autorizada ontem pela Justiça Eleitoral, vai integrar a base de apoio ao governo Jaques Wagner (PT).  O partido começa com três parlamentares federais na Bahia – além de Medrado, já decidiram se filiar à nova legenda os deputados federais Arthur Maia, do PMDB, e Luiz Argolo, hoje no PP do deputado federal Mário Negromonte. Embora o presidente nacional do Solidariedade, Paulinho da Força (SP), seja simpático à candidatura presidencial do tucano Aécio Neves, a tendência do partido é liberar as seções estaduais da legenda para se posicionar como acharem mais adequado à sua realidade. Na próxima semana, Medrado deve realizar uma reunião com Arthur e Argolo para definir os próximos passos da legenda na Bahia, o que inclui uma aliança com o governo Wagner.

24 de setembro de 2013, 15:09

EXCLUSIVA Marta retira candidatura e inviabiliza Pelegrino para 2016

Foto: Divulgação

Marta Rodrigues é a atual presidente do PT de Salvador

Candidata do deputado federal Nelson Pelegrino à presidência municipal do PT, a ex-vereadora Marta Rodrigues renunciou hoje à disputa, apoiando o candidato do senador Walter Pinheiro, Edson Valadares, ao cargo. No partido, a decisão de Marta foi vista como um recuo de Pelegrino na tentativa de manter o controle da legenda em Salvador por meio da correligionária.  Também foi interpretada como um reconhecimento antecipado por parte do parlamentar de que não conseguirá mais se viabilizar como candidato do PT à prefeitura de Salvador em 2016. Pelo contrário, na hipótese de Valadares se eleger, Pelegrino estará delegando automaticamente a candidatura a prefeito em 2016 no partido a Pinheiro. Hoje Valadares comemorou o apoio de Marta em seu Facebook. “Mantida minha candidatura à presidente do PT de Salvador. Só que desta vez ela ganhou o importante apoio da companheira Marta Rodrigues que retirou seu nome na busca de uma unidade mais ampla que potencialize a intervenção do partido na cidade. Continuamos abertos ao diálogo.”

edson valadares

17 de setembro de 2013, 17:33

EXCLUSIVA Candidato a desembargador é investigado por STJ

Foto: TRE/Divulgação

Roberto Frank responde a processo no STJ

Da relação de advogados sobre a qual o Tribunal de Justiça vai se debruçar amanhã a fim de eleger a lista tríplice que será enviada ao governador Jaques Wagner (PT) para a escolha do novo desembargador baiano, pelo menos um deles é investigado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ). Trata-se de Roberto Frank, acusado pela American Airlines de “apropriação indébita”, em notícia-crime datada de 2006 e posteriormente encampada pelo Ministério Público Estadual, sob a lavra do Procurador de Justiça Adjunto, Rômulo de Andrade Moreira.

Além dele, são mencionados no mesmo inquérito as empresas Link Representações e Turismo Ltda, MSC Representações Ltda e os advogados Manoel Cerqueira de Oliveira Netto e Maria Cristina Barbosa de Carvalho. O processo também cita os juízes Ary Nonato de Pinho e Cláudio Fernandes de Oliveira e foi encaminhado para o Superior Tribunal de Justiça dada a condição privilegiada de Frank como juiz do Tribunal Regional Eleitoral (TRE). A American Airlines se queixa de uma indenização, paga, segundo a empresa, indevidamente, que ultrapassaria a casa dos R$ 20 milhões.

Apesar de correr em segredo de Justiça, o processo ganhou publicidade em decisão da então presidente do Tribunal de Justiça da Bahia, desembargadora Sylvia Zarif, publicada no Diário Oficial do Judiciário, em maio de 2009, que cita os “noticiados” nominalmente, relata todo o percurso do processo no Judiciário baiano até aquela data, lembra que o hoje presidente do TJ, Mário Alberto Hirs, declarou-se, naquele momento, impedido de apreciar a matéria por questões de “foro íntimo”, e cobra, em tom duro, a apuração das denúncias em nome da preservação do Judiciário baiano.

“Da análise detida dos autos, depreende-se que os fatos merecem uma apuração mais aprofundada, visando, inclusive, resguardar o bom nome do Judiciário”, diz Zarif na decisão, pedindo que o processo retornasse na época para a relatoria do desembargador Eserval Rocha. O documento, obtido com exclusividade por este Política Livre, pode ser lido na íntegra clicando aqui. Este Política Livre tentou, sem sucesso, contato com os advogados citados na notícia-crime, bem como com as empresas e os desembargadores Sylvia Zarif e Eserval Rocha.