18 de janeiro de 2012, 16:10

EXCLUSIVA EXCLUSIVO: Cinco deputados estaduais e três federais baianos podem mudar de partido

Vice-presidente nacional do PEN disse que as negociações estão avançadas com alguns deputados

Se homologado em fevereiro pelo TSE, o Partido da Ecologia Nacional (PEN) poderá, rapidamente, brigar pelo título de terceira maior legenda do Estado. A informação foi dada pelo vice-presidente nacional, Mário Felipe de Franco, e pelo presidente soteropolitano da sigla, Adilson Ferreira, que foram vistos circulando nos corredores da Assembleia Legislativa da Bahia esta semana.

Em conversa com o Política Livre, Franco garantiu que existem negociações com parlamentares baianos, inclusive com acordos já fechados. Ele acredita que cinco deputados estaduais e três federais vão compor o PEN baiano, mas preferiu não divulgar os nomes para não comprometer as negociações. Também afirmou que quando for criada, de fato, a sigla terá uma posição independente nas casas Legislativas.

“Já entregamos todas as documentações, inclusive a quantidade necessária de assinaturas ao TSE e agora só esperamos a homologação da sigla, que deve acontecer em fevereiro. Não poderemos lançar candidatos nas eleições deste ano, mas temos a possibilidade de compor coligações”, informou o vice-presidente nacional do PEN.

Franco declarou ao Política Livre que tem como meta ajudar a eleger em 2012 cerca de 50 prefeitos e 150 vereadores na Bahia.

Victor Pinto

18 de janeiro de 2012, 14:58

EXCLUSIVA Gildásio enaltece redução do número de homicídios

Foto: Evilásio Jr.

Gildásio Penedo

O deputado estadual Gildásio Penedo, líder do PSD na Assembleia, enalteceu hoje, em conversa com o Política Livre, a redução do número de homicídios, divulgada pela Secretaria Estadual de Segurança Pública (SSP). Antigo crítico da área, na época da oposição, Penedo fez questão de ressaltar que mantem o fato de se posicionar com base em números e, por isso, ficou satisfeito com a informação sobre a redução de 7% no número de assassinatos, apesar de reconhecer que “muito ainda precisa ser feito”. “É preciso reconhecer, de alguma forma, que o governo Wagner vem tentando reverter essa situação e conseguiu inverter a tendência (de crescimento nos homicídios) que já tinha 10 anos. Apesar de o governo reconhecer que muito há para fazer, já se mostra que há uma luz no final do túnel”, declarou. Penedo elogiou a atuação do secretário Maurício Barbosa e a criação das Bases Comunitárias de Segurança. (Thiago Ferreira)

18 de janeiro de 2012, 13:59

EXCLUSIVA TJ escolhe Sara Brito e acirra disputa no TRE

Sara Brito, escolhida para o TRE, deverá bater chapa contra Dultra Cintra na presidência da Justiça Eleitoral

Quem assumirá a vaga de desembargador do Tribunal Regional Eleitoral será a magistrada Sara Brito, que na manhã de hoje, venceu por 18 votos a 17 a sua adversária Dayse Lago, em uma eleição bem acirrada no Tribunal de Justiça do Estado. Sara, com a vitória, assume um cargo importante que terá reflexo na atuação do órgão durante as eleições desse ano. Ela ainda se torna forte candidata para competir, contra o desembargador Carlos Alberto Dultra Cintra, a presidência da Justiça Eleitoral. Dayse recebia o apoio de Dultra Cintra, já Sara contou com a colaboração de um grupo de desembargadores ligados a ex-presidente do TJ, Sylvia Zarif.

Victor Pinto

18 de janeiro de 2012, 12:16

EXCLUSIVA Rosemberg Pinto coloca lenha na fritura de Zezéu Ribeiro

Tão logo o deputado estadual Rosemberg Pinto (PT) confirmou as especulações, veiculadas em primeira mão por este Política Livre, de que a secretaria do Planejamento é avaliada como uma das opções de emprego para o atual presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, praticamente se confirmaram os rumores, antecipados hoje pela coluna Raio Laser, da Tribuna, de que o atual titular da pasta, Zezéu Ribeiro, está sendo fritado por dentro na administração estadual. De acordo com fontes governistas, é nítido o desconforto da cúpula do governo com Zezéu, o que pode ter sido decorrente da condução das discussões com a Prefeitura a cerca do PDDU da Copa, da Arena Fonte Nova e do metrô da Paralela, atualmente envolvido num imbróglio de grandes proporções com a resistência do prefeito João Henrique (PP) em assinar o termo de anuência para uma tomada de empréstimo que viabilizará sua construção. Por este motivo, convém observar o ritmo da pasta do Planejamento a partir de agora e o humor do próprio secretário Zezéu.

18 de janeiro de 2012, 11:30

EXCLUSIVA EXCLUSIVO: Termo de anuência do Metrô da Paralela não será assinado amanhã

Foto: Tiago Melo/BN

Prefeito João Henrique

Tanto quanto o prefeito em exercício, Edvaldo Brito (PTB), o prefeito João Henrique (PP), em viagem de trabalho à Espanha (hoje está em Bilbao) também foi surpreendido pela notícia divulgada hoje pelo Jornal A Tarde de que Prefeitura e o governo do Estado, nas figuras do próprio Edvaldo e de Jaques Wagner, assinariam amanhã o termo de anuência para a tomada de empréstimo para construção do metrô da Paralela. “O que ficou acertado entre o João Henrique e Edvaldo Brito é que o professor Edvaldo junto com a procuradora do município, Angêlica Guimarães, deveriam estudar os termos do contrato e só na volta do prefeito da Espanha uma decisão seria tomada”, informou um assessor próximo a João Henrique. Segundo este mesmo assessor, em contato com o Política Livre, seria um “descortesia” com o governo da Espanha a assinatura do termo de anuência enquanto o prefeito viaja junto com o ministro Mario Negromonte, das Cidades, para tratar do mesmo assunto a convite do próprio governo espanhol – que tem interesse em operar o metrô da capital baiana. Neste momento, o prefeito João Henrique está entrando em contato com Edvaldo Brito e Angélica Guimarães e tudo indica que a possível solenidade de assinatura do termo de anuência marcada para amanhã com o governo Estado, “só quando João Henrique voltar da Espanha”.

18 de janeiro de 2012, 09:22

EXCLUSIVA EXCLUSIVO: Se for escolhida para TRE, Sara pode enfrentar Cintra

Foto: Montagem/Política Livre

Sara Brito e Dultra Cintra

O Tribunal de Justiça do Estado escolhe logo mais, em votação, o representante do Tribunal Regional Eleitoral na vaga de desembargador. As desembargadoras Dayse Lago e Sara Brito disputam o posto, que assume grande importância dado o fato de que terá repercussão imediata sobre o magistrado que será escolhido para comandar as eleições municipais deste ano. Lago é apoiada pelo grupo do desembargador Carlos Alberto Dultra Cintra, que tentará se reeleger presidente do TRE, e Sara tem o apoio do desembargadores agrupados em torno da ex-presidente do TJ, Sylvia Zarif. Isto significa que, se for a escolhida, Sara vai enfrentar Cintra nas eleições para a presidência da Justiça Eleitoral.

18 de janeiro de 2012, 06:39

EXCLUSIVA EXCLUSIVO: DVD comprovaria que cinco vereadores poupados por MP aprovaram urgências na Câmara

Governistas prometem surpreender promotora Rita Tourinho

A bancada governista na Câmara, responsável pela aprovação da LOUS e do PDDU da Copa, sancionados ontem pelo prefeito João Henrique (PP), preparam uma surpresa nada agradável para a promotora Rita Tourinho, do Ministério Público Estadual, e os cinco vereadores poupados por ela na ação por improbidade administrativa contra as votações. Eles estão de posse da cópia do DVD com imagens que comprovariam que os cinco vereadores aprovaram a urgência para a votação dos projetos, ou seja, apesar de não terem votado nas matérias de interesse da Prefeitura e do governo do Estado, garantiram a votação e a legitimidade de todo o processo. Quem viu as imagens, diz que Rita Tourinho irá se arrepender de ter excluído os vereadores da ação, o que poderia, em tese, caracterizar parcialidade do MP na iniciativa, e os cinco vereadores, de estarem o tempo todo dizendo que foram contrários à LOUS e ao PDDU da Copa.

17 de janeiro de 2012, 17:01

EXCLUSIVA Tendência do PT firma pré-candidaturas para vereador em Salvador

A tendência Esquerda Popular Socialista (EPS) do PT, em reunião interna que durou toda a manhã de hoje no Pituba Plaza, firmou, entre filiados, dirigentes do partido, sindicatos e organizações sociais, o nome de três pré-candidatos a vereador. Em conversa com o Política Livre, o vice-presidente do PT soteropolitano, Paulo Mota disse que o seu nome foi um dos escolhidos junto com o de Suíca, representante do Sindilimpe e Marco Resende que é ligado as associações de terreiros de candomblé. “Nós debatemos e saímos com esses nomes, mas ainda podemos fechar os três num candidato único”, declarou Mota que já concorreu ao cargo de edil nas eleições de 2008. Ele ainda informou que foram indicados duas pessoas, Ivan Alex e Marivaldo, para compor a coordenação de campanha do pré-candidato a prefeito, Nelso Pelegrino (PT). (Victor Pinto)

17 de janeiro de 2012, 14:35

EXCLUSIVA Geddel nega ter disputado eleição para síndico

Foto: Política Livre

Geddel Vieira Lima

Em telefone há pouco ao Política Livre, o ex-ministro Geddel Vieira Lima negou que tenha perdido a eleição para síndico do condomínio Interlagos. Geddel disse que tem casa de praia no local há mais de 30 anos e que nunca pensou em disputar as eleições para administrar o local. Declarou não saber de onde partiu a informação, atribuindo-a a setores que além de não gostar dele, não tem apreço pela verdade.

Leia mais: Nem para síndico

17 de janeiro de 2012, 12:46

EXCLUSIVA Nova enquete: Por que TJ não quer divulgar nome do super-milionário?

Afinal, por que o Tribunal de Justiça da Bahia resiste em divulgar o nome de seu membro acusado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) de ter movimentado quase R$ 150 mi? Esta é a pergunta da mais recente enquete do Política Livre, a segunda desde o lançamento do novo leiaute do site, a qual você pode responder aí ao lado. Será que é por medo de que o super-milionário seja sequestrado ou por não está nem aí para o CNJ nem para a opinião pública? Esperamos seu voto. 

17 de janeiro de 2012, 06:40

EXCLUSIVA Em demonstração de confiança na Prefeitura, Estado municipaliza mais duas escolas

Foto: Tiago Melo

Bacelar ajuda João Henrique a mudar conceito da educação junto ao governo baiano

Enquanto Prefeitura e governo do Estado batem cabeça em várias áreas – o episódio do Metrô é o mais recente deles – na Educação o clima é de entendimento e parceria. Ontem, no Palácio Rio Branco, o secretário estadual de Educação, Osvaldo Barreto, assinou um convênio com o prefeito interino Edvaldo Brito (PTB) para a municipalização de quatro escolas da rede estadual que abrigam cinco mil alunos. A decisão eleva o número de unidades de ensino público municipal para 425, o que coloca Salvador entre as maiores redes municipais de educação do país. Como historicamente o governo do Estado sempre resistiu à tese, consensual no país, de que o ensino fundamental deve ficar com o município, o convênio sinaliza, no mínimo, para uma demonstração pública de confiança no trabalho que o prefeito João Henrique começou a fazer neste setor, o que não deixa de valer ponto para o secretário municipal de Educação, João Carlos Bacelar.

16 de janeiro de 2012, 21:56

EXCLUSIVA Em demonstração de confiança na Prefeitura, Estado municipaliza mais duas escolas

Foto: Tiago Melo

Bacelar ajuda João Henrique a mudar conceito da educação junto ao governo baiano

Enquanto Prefeitura e governo do Estado batem cabeça em várias áreas – o episódio do Metrô é o mais recente deles – na Educação o clima é de entendimento e parceria. Ontem, no Palácio Rio Branco, o secretário estadual de Educação, Osvaldo Barreto, assinou um convênio com o prefeito interino Edvaldo Brito (PTB) para a municipalização de quatro escolas da rede estadual que abrigam cinco mil alunos. A decisão eleva o número de unidades de ensino público municipal para 425, o que coloca Salvador entre as maiores redes municipais de educação do país. Como historicamente o governo do Estado sempre resistiu à tese, consensual no país, de que o ensino fundamental deve ficar com o município, o convênio sinaliza, no mínimo, para uma demonstração pública de confiança no trabalho que o prefeito João Henrique começou a fazer neste setor, o que não deixa de valer ponto para o secretário municipal de Educação, João Carlos Bacelar.

13 de janeiro de 2012, 19:40

EXCLUSIVA Jornalista nega liderança de protesto em praça no bairro de Ondina

Foto: Leonardo Pastor/Labfoto FACOM

Nadja Vladi nega ser a líder do protesto

A jornalista, editora do jornal A Tarde, Nadja Vladi , em um post publicado em seu perfil do Facebook, negou ser a líder do protesto na Praça de Ondina contra o Camarote Salvador, como consta na liminar expedida pela juíza Lisbete Maria Almeida, da 7ª Vara da Fazenda Pública, que proíbe o movimento. Nadja declara que “o conteúdo da liminar noticia suposta ameaça de risco de turbação e esbulho da posse do citado camarote. Como cidadã expressando seu direito pacífico de manifestação, saliento que jamais estimulei a utilização de violência ou ameaça área ocupada pelo Camarote Salvador. Defendo apenas a livre manifestação de pensamento, no sentido de que a praça deveria ser disponibilizada durante todo ano a população” e completa: “Por fim, em respeito a decisão judicial, informo-lhes que com objetivo de prevenir eventual responsabilidade por descumprimento da dita medida liminar, apesar de ter ciência de que não tenho qualquer legitimidade para figurar como liderança do movimento, não comparecerei a manifestação pacífica”. Os organizadores da manifestação, marcada para amanhã, ainda não se pronunciaram oficialmente sobre o caso.

Leia mais: Justiça proíbe manifestação contra fechamento de praça em Ondina

Victor Pinto

13 de janeiro de 2012, 17:41

EXCLUSIVA Justiça proíbe manifestação contra fechamento de praça em Ondina

Praça de Ondina

A juíza Lisbete Maria Almeida, da 7ª Vara da Fazenda Pública, expediu uma liminar proibindo a manifestação que estava prevista para acontecer amanhã às 18 horas na Praça de Ondina. Os manifestantes, que estavam se mobilizando através das redes sociais, questionam o fechamento da área, sob a administração de uma empresa privada, para a construção de um camarote. A juíza apontou ainda a jornalista Nadja Vladi, editora do jornal A Tarde, como autora do movimento, decidindo que sejam pagos R$ 5 mil diários, caso a decisão seja desrespeitada. (Thiago Ferreira)

13 de janeiro de 2012, 15:44

EXCLUSIVA Itamaraju: PT se divide entre lançar candidatura ou apoiar atual prefeito

Foto: Vitor Fernandes e SulBahiaNews

PT de Itamaraju dividido entre Dalvadísio e Campineira

Existe um desentendimento entre os membros do PT da cidade Itamaraju, no extremo sul da Bahia, quando o assunto é candidatura a Prefeitura. O grupo está dividido entre apoiar a reeleição do atual prefeito Pedro Campineira (PSD) ou lançar candidato próprio. O nome cotado para assumir a chapa seria o de Dalvadísio Lima. A queda de braço só será decidida no próximo domingo, onde no encontro municipal, o partido definirá os caminhos futuros com relação às eleições deste ano. Segundo informações, na divisão, de um lado está os movimentos sociais e grupos históricos do partido, como o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), a Central Única dos Trabalhadores (CUT), a Juventude do PT (JPT), professores, trabalhadores rurais e, inclusive, os deputados Marcelino Galo (PT) e Valmir Assunção (PT), já do outro está a máquina da Prefeitura que, segundo alguns filiados, tenta impedir a candidatura própria e quer que a sigla apóie Campineira.

Victor Pinto