17 de janeiro de 2012, 14:35

EXCLUSIVA Geddel nega ter disputado eleição para síndico

Foto: Política Livre

Geddel Vieira Lima

Em telefone há pouco ao Política Livre, o ex-ministro Geddel Vieira Lima negou que tenha perdido a eleição para síndico do condomínio Interlagos. Geddel disse que tem casa de praia no local há mais de 30 anos e que nunca pensou em disputar as eleições para administrar o local. Declarou não saber de onde partiu a informação, atribuindo-a a setores que além de não gostar dele, não tem apreço pela verdade.

Leia mais: Nem para síndico

17 de janeiro de 2012, 12:46

EXCLUSIVA Nova enquete: Por que TJ não quer divulgar nome do super-milionário?

Afinal, por que o Tribunal de Justiça da Bahia resiste em divulgar o nome de seu membro acusado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) de ter movimentado quase R$ 150 mi? Esta é a pergunta da mais recente enquete do Política Livre, a segunda desde o lançamento do novo leiaute do site, a qual você pode responder aí ao lado. Será que é por medo de que o super-milionário seja sequestrado ou por não está nem aí para o CNJ nem para a opinião pública? Esperamos seu voto. 

17 de janeiro de 2012, 06:40

EXCLUSIVA Em demonstração de confiança na Prefeitura, Estado municipaliza mais duas escolas

Foto: Tiago Melo

Bacelar ajuda João Henrique a mudar conceito da educação junto ao governo baiano

Enquanto Prefeitura e governo do Estado batem cabeça em várias áreas – o episódio do Metrô é o mais recente deles – na Educação o clima é de entendimento e parceria. Ontem, no Palácio Rio Branco, o secretário estadual de Educação, Osvaldo Barreto, assinou um convênio com o prefeito interino Edvaldo Brito (PTB) para a municipalização de quatro escolas da rede estadual que abrigam cinco mil alunos. A decisão eleva o número de unidades de ensino público municipal para 425, o que coloca Salvador entre as maiores redes municipais de educação do país. Como historicamente o governo do Estado sempre resistiu à tese, consensual no país, de que o ensino fundamental deve ficar com o município, o convênio sinaliza, no mínimo, para uma demonstração pública de confiança no trabalho que o prefeito João Henrique começou a fazer neste setor, o que não deixa de valer ponto para o secretário municipal de Educação, João Carlos Bacelar.

16 de janeiro de 2012, 21:56

EXCLUSIVA Em demonstração de confiança na Prefeitura, Estado municipaliza mais duas escolas

Foto: Tiago Melo

Bacelar ajuda João Henrique a mudar conceito da educação junto ao governo baiano

Enquanto Prefeitura e governo do Estado batem cabeça em várias áreas – o episódio do Metrô é o mais recente deles – na Educação o clima é de entendimento e parceria. Ontem, no Palácio Rio Branco, o secretário estadual de Educação, Osvaldo Barreto, assinou um convênio com o prefeito interino Edvaldo Brito (PTB) para a municipalização de quatro escolas da rede estadual que abrigam cinco mil alunos. A decisão eleva o número de unidades de ensino público municipal para 425, o que coloca Salvador entre as maiores redes municipais de educação do país. Como historicamente o governo do Estado sempre resistiu à tese, consensual no país, de que o ensino fundamental deve ficar com o município, o convênio sinaliza, no mínimo, para uma demonstração pública de confiança no trabalho que o prefeito João Henrique começou a fazer neste setor, o que não deixa de valer ponto para o secretário municipal de Educação, João Carlos Bacelar.

13 de janeiro de 2012, 19:40

EXCLUSIVA Jornalista nega liderança de protesto em praça no bairro de Ondina

Foto: Leonardo Pastor/Labfoto FACOM

Nadja Vladi nega ser a líder do protesto

A jornalista, editora do jornal A Tarde, Nadja Vladi , em um post publicado em seu perfil do Facebook, negou ser a líder do protesto na Praça de Ondina contra o Camarote Salvador, como consta na liminar expedida pela juíza Lisbete Maria Almeida, da 7ª Vara da Fazenda Pública, que proíbe o movimento. Nadja declara que “o conteúdo da liminar noticia suposta ameaça de risco de turbação e esbulho da posse do citado camarote. Como cidadã expressando seu direito pacífico de manifestação, saliento que jamais estimulei a utilização de violência ou ameaça área ocupada pelo Camarote Salvador. Defendo apenas a livre manifestação de pensamento, no sentido de que a praça deveria ser disponibilizada durante todo ano a população” e completa: “Por fim, em respeito a decisão judicial, informo-lhes que com objetivo de prevenir eventual responsabilidade por descumprimento da dita medida liminar, apesar de ter ciência de que não tenho qualquer legitimidade para figurar como liderança do movimento, não comparecerei a manifestação pacífica”. Os organizadores da manifestação, marcada para amanhã, ainda não se pronunciaram oficialmente sobre o caso.

Leia mais: Justiça proíbe manifestação contra fechamento de praça em Ondina

Victor Pinto

13 de janeiro de 2012, 17:41

EXCLUSIVA Justiça proíbe manifestação contra fechamento de praça em Ondina

Praça de Ondina

A juíza Lisbete Maria Almeida, da 7ª Vara da Fazenda Pública, expediu uma liminar proibindo a manifestação que estava prevista para acontecer amanhã às 18 horas na Praça de Ondina. Os manifestantes, que estavam se mobilizando através das redes sociais, questionam o fechamento da área, sob a administração de uma empresa privada, para a construção de um camarote. A juíza apontou ainda a jornalista Nadja Vladi, editora do jornal A Tarde, como autora do movimento, decidindo que sejam pagos R$ 5 mil diários, caso a decisão seja desrespeitada. (Thiago Ferreira)

13 de janeiro de 2012, 15:44

EXCLUSIVA Itamaraju: PT se divide entre lançar candidatura ou apoiar atual prefeito

Foto: Vitor Fernandes e SulBahiaNews

PT de Itamaraju dividido entre Dalvadísio e Campineira

Existe um desentendimento entre os membros do PT da cidade Itamaraju, no extremo sul da Bahia, quando o assunto é candidatura a Prefeitura. O grupo está dividido entre apoiar a reeleição do atual prefeito Pedro Campineira (PSD) ou lançar candidato próprio. O nome cotado para assumir a chapa seria o de Dalvadísio Lima. A queda de braço só será decidida no próximo domingo, onde no encontro municipal, o partido definirá os caminhos futuros com relação às eleições deste ano. Segundo informações, na divisão, de um lado está os movimentos sociais e grupos históricos do partido, como o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), a Central Única dos Trabalhadores (CUT), a Juventude do PT (JPT), professores, trabalhadores rurais e, inclusive, os deputados Marcelino Galo (PT) e Valmir Assunção (PT), já do outro está a máquina da Prefeitura que, segundo alguns filiados, tenta impedir a candidatura própria e quer que a sigla apóie Campineira.

Victor Pinto

13 de janeiro de 2012, 11:46

EXCLUSIVA No twitter, Moema diz que Bonfim mostrou que popularidade de Wagner “está a mil”

Foto: SINDAE-BA

Moema Gramacho

A prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho (PT), participou ontem do cortejo do Bonfim ao lado do governador Jaques Wagner (PT) e da primeira-dama Fátima Mendonça. Depois, fez questão de registrar no twitter o “carinho” que disse ter sentido na população pelo primeiro mandatário do Estado. “O povo se aproxima, quer tocar em Wagner, tirar foto junto, conversar. A popularidade de Wagner está a mil”, destacou. A prefeita também foi muito cumprimentada e ficou surpresa com o volume de informação que moradores de outros municípios têm sobre sua gestão em Lauro de Freitas.

12 de janeiro de 2012, 11:03

EXCLUSIVA EXCLUSIVO: Vereadores contra PDDU podem responder na Comissão de Ética com ajuda do Estado

O bicho vai pegar na Câmara, onde vereadores são ameaçados de cassação com apoio velado do governo do Estado

A votação do PDDU da Copa não abriu apenas uma crise no PT, onde o vereador Gilmar Santiago chegou a ameaçar o colega recém-filiado ao partido Alcindo da Anunciação de expulsão. Entre os vereadores, de maneira geral, o clima ficou péssimo, principalmente depois que descobriu-se que, mesmo aqueles que afirmam não terem concordado com a aprovação da matéria, participaram de acordos que os liberavam da votação, fato revelado pelo próprio Alcindo.

Para piorar a situação, a promotora Rita Tourinho, do Ministério Público estadual, ainda excluiu da ação contra a votação do PDDU cinco vereadores sob a alegação de que eles não votaram a favor do projeto, o que, na visão de alguns juristas e dos demais vereadores, é uma ilegalidade. Motivo: apesar de terem se manifestado contra o projeto, eles participaram da sessão e, como tal, criaram as condições para que o processo fosse concluído pelo Legislativo. Em alguns grupos, ela também é acusada de, com isso, ter assumido posição na Casa.

Ontem, o Política Livre teve acesso a informações sobre um encontro reservado na Câmara em que pela primeira vez a maioria discutiu seriamente a possibilidade de entrar com um pedido na Comissão de Ética da Casa, pedindo a cassação dos vereadores que alegam serem contrários ao PDDU e têm dado munição ao MP e à mídia contra a aprovação da matéria pela Câmara. Como deu todo o apoio à votação da matéria, até a articulação política do governador Jaques Wagner (PT) teria sido informada da medida.

E, pelo jeito, não se manifestou contra a iniciativa radical. O processo contra os vereadores se basearia exatamente no fato de que, todos, exatamente todos eles, mesmo os dos partidos de oposição, estavam conscientes da votação e participaram de um acordão, em suas respectivas bancadas, que os liberava para votar como quisessem.

“Temos prova de que houve reuniões nas bancadas onde havia resistências ao projeto e todos concordaram. Agora, se aliam ao MP para atacar a Câmara. Isso não ficar assim. (Os vereadores) terão que responder na Comissão de Ética”, disse um vereador ao Política Livre, lembrando que o petista Henrique Carballal – parlamentar usado pelo governo do Estado para articular reuniões em defesa do PDDU na Câmara – foi um dos que explicitou a situação.

“Carballal foi claro quando declarou que, pelo fato de a maioria na bancada do PT ter sido favorável à aprovação do PDDU da Copa, ela poderia ter fechado questão e exigido que todos votassem favoravelmente, mas preferiu, por uma questão de democracia interna do partido, liberar os colegas contrários para votar como quisessem. Isso prova que houve acordo em todas as bancadas”, concluiu.

12 de janeiro de 2012, 09:52

EXCLUSIVA Governo não doa trens do metrô para Prefeitura porque quer assumir sistema, acusa Lúcio

Lúcio revela "plano" por trás da não-doação do metrô

O governo do Estado não doou os trens do metrô de Salvador para a Prefeitura da capital. É o que garante o deputado federal Lúcio Vieira Lima (PMDB). Segundo Lúcio,  a única medida que o governo tomou foi transferir a guarda dos trens do metrô para a administração municipal. “Até este momento, a Prefeitura tem pressionando pela doação, mas nada. Ela tem apenas o ônus de manutenção. O governo estadual está fazendo isso visando tomar todo o sistema. Fica nesta queda de braço. Não comprou? Por que não doa os trens para a Prefeitura?”, questionou o deputado, em conversa com o Política Livre. (Thiago Ferreira)

11 de janeiro de 2012, 16:35

EXCLUSIVA Margareth Menezes diz que vai se empenhar na defesa dos marisqueiros prejudicados por APCP

Foto: Chame Gente/ A Tarde

Margareth Menezes sai em defesa dos marisqueiros

A cantora Margareth Menezes afirmou, em conversa com o Política Livre, que vai se empenhar na defesa dos marisqueiros, prejudicados pela aprovação de uma Área de Proteção Cultural e Paisagística (APCP), que proíbe esta prática em algumas ilhas de Salvador. Margareth afirmou que vai se debruçar mais sobre o assunto. “Vamos levar pra frente sim. É preciso que haja manifestação. Eu e outras pessoas somos descendentes de marisqueiros. Tem muitas pessoas que sobrevivem disso”, declarou. (Thiago Ferreira)

11 de janeiro de 2012, 06:43

EXCLUSIVA 2012: João Leão afirma que poderia ser vice de Edvaldo Brito

Foto: Thiago Ferreira/Política Livre

João Leão e Mário Negromonte

O secretário da Casa Civil da Prefeitura de Salvador, João Leão, afirmou que poderia abrir mão de sua candidatura para ser vice do vice-prefeito da capital baiana, Edvaldo Brito (PTB). Provocado por este Política Livre sobre não admitir o mesmo com relação ao pré-candidato do PT à Prefeitura, Leão disse que se trata de “afinidade”, apesar de dizer que não tem muito o perfil de ser vice. As afirmações de Leão reforçam o namoro existente entre o PP e o PTB com vistas à eleição municipal deste ano. Os dois partidos, inclusive, vão desfilar juntos durante a Lavagem do Bonfim. Questionado se poderia desfilar ao lado do PT, Leão declarou que os petistas e o governador Jaques Wagner (PT) estavam convidados para participar do desfile ao lado dos pepistas. (Thiago Ferreira)

10 de janeiro de 2012, 17:56

EXCLUSIVA 2012: João Leão afirma que poderia ser vice de Edvaldo Brito

Foto: Thiago Ferreira/ Política Livre

João Leão e Mário Negromonte

O secretário da Casa Civil da Prefeitura de Salvador, João Leão, afirmou que poderia abrir mão de sua candidatura para ser vice do vice-prefeito da capital baiana, Edvaldo Brito (PTB). Provocado por este Política Livre sobre não admitir o mesmo com relação ao pré-candidato do PT à Prefeitura, Leão disse que se trata de “afinidade”, apesar de dizer que não tem muito o perfil de ser vice. As afirmações de Leão reforçam o namoro existente entre o PP e o PTB com vistas à eleição municipal deste ano. Os dois partidos, inclusive, vão desfilar juntos durante a Lavagem do Bonfim. Questionado se poderia desfilar ao lado do PT, Leão declarou que os petistas e o governador Jaques Wagner (PT) estavam convidados para participar do desfile ao lado dos pepistas. (Thiago Ferreira)

10 de janeiro de 2012, 16:28

EXCLUSIVA Ilhéus: Lei obriga alunos a rezarem o “Pai-Nosso” nas escolas

Foto: Divulgação

Prefeito Newton Lima (PT)

Uma lei publicada no Diário Oficial da cidade de Ilhéus, sul da Bahia, provoca polêmica: o decreto nº 3.589/2011, de autoria do vereador Alzimário Belmonte Vieira (PP), aprovado pela Câmara Municipal e sancionado pelo prefeito Newton Lima (PT), obriga estudantes e professores a orarem o “Pai-Nosso” antes das aulas em todas as escolas municipais. O ponto polêmico da questão é a liberdade religiosa, pois existem outras denominações que não proferem a oração cristã por questões de princípios históricos de cada doutrina e também há pessoas que não acreditam em religiões. O internauta Ramon Davi, estudante de Salvador, ateu, acredita que a lei é anticonstitucional. “Não é possível que em pleno século XXI um país que se diz andar a passos largos rumo ao primeiro mundo seja capaz de aceitar e até mesmo obrigar garotos em formação a terem de realizar tal ato”, declarou no Facebook. Outros usuários de redes sociais, que comentam o caso, questionam o papel laico do Estado.

Victor Pinto

10 de janeiro de 2012, 16:27

EXCLUSIVA Carballal diz que Gilmar não pode ameaçar Alcindo com expulsão

Foto: Jornal A Tarde

Carballal diz que bancada poderia ter fechado questão para aprovar PDDU da Copa

O vereador Henrique Carballal (PT) discorda da opinião do colega Gilmar Santiago de que o petista Alcindo da Anunciação possa ser expulso da legenda por ter votado a favor do PDDU da Copa. Carballal lembra que a maioria dos vereadores do PT decidiu pela aprovação da matéria, o que poderia ter levado, inclusive, a bancada a fechar questão em torno do assunto. “Em respeito a alguns colegas que tinham necessidade de dar uma satisfação às bases, optamos por liberar a bancada para votar como achasse conveniente, mas, como os defensores da votação eram maioria, poderia ter sido fechada questão em torno do assunto”, declarou Carballal, observando não ver motivo para a ameaça de Gilmar a Anunciação.