17 de fevereiro de 2012, 14:02

ECONOMIA Otimismo dos empresários da indústria aumenta em fevereiro

O otimismo dos empresários cresceu 0,9 ponto em fevereiro sobre janeiro, atingindo 58,2 pontos, segundo informou a Confederação Nacional da Indústria (CNI). Mesmo com o ligeiro aumento em relação ao início do ano, o indicador está 3,4 pontos abaixo da pontuação de fevereiro de 2011 e 1 ponto abaixo da média histórica. Os dados do Índice de Confiança do Empresário Industrial (Icei) foram divulgados hoje pela entidade. O ICEI varia de 0 a 100 pontos. Acima de 50 pontos, há confiança do empresariado e, abaixo, pessimismo. Na avaliação dos técnicos da CNI, o otimismo nos primeiros meses do ano é normal . Os destaques da pesquisa de fevereiro são as indústrias de transformação, extrativa e de construção civil. Os industriais nordestinos são os mais otimistas, em comparação com os empresários das regiões Norte, Sudeste, Sul e Centro-Oeste. A CNI informou ainda que, mesmo com a queda 1,1 ponto no ICEI do Nordeste em relação a janeiro, a confiança dos industriais da região atingiu 61,7 pontos, considerado um indicador elevado. O ICEI de fevereiro foi calculado com base em entrevistas feitas em 2.192 empresas entre 1º e 14 de fevereiro, das quais 773 de pequeno porte, 852 médias e 567 de grande porte.

17 de fevereiro de 2012, 10:49

ECONOMIA Indústria e varejo pedem alívio no IPI

Indústria e varejo já pediram ao governo a reedição da medida que reduziu, no fim do ano passado, o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para itens da linha branca, como geladeiras, fogões e máquinas de lavar. Para o presidente da Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos (Eletros), Lourival Kiçula, o ideal é que a medida — que expira em março — seja estendida pelo menos por mais três meses. Segundo ele, a redução da alíquota só traz vantagens. Kiçula disse que desde que o IPI foi reduzido, no início de dezembro de 2011, a indústria contratou duas mil pessoas para atender aos pedidos do varejo. Antes da redução do IPI, os fabricantes de linha branca programavam férias coletivas. A redução do imposto, tomada também em 2008, faz parte de um pacote para estimular o aumento do consumo das famílias no Brasil e valerá até 31 de março deste ano. (O Globo)

17 de fevereiro de 2012, 09:14

ECONOMIA Brasil se consolida como 3º maior mercado de computadores do mundo

O mercado de computadores apresentou um crescimento de 12% no ano passado, com a comercialização de 15,4 milhões de notebooks, netbooks e desktops, segundo o estudo Brazil Quarterly PC Tracker, divulgado hoje pela consultoria IDC Brasil. Segundo a consultoria, o ano passado consolidou o Brasil como o terceiro maior mercado de computadores, atrás apenas de China e Estados Unidos. Apenas no quarto trimestre do ano passado foram vendidos 4,2 milhões de computadores, sendo 40,8% de desktops e de 59,2% notebooks e netbooks. Isso representou um aumento de 10% sobre o mesmo período de 2010. “O quarto trimestre foi bom, mas poderia ter sido ainda melhor se não fosse a alta do dólar e dificuldade para a aquisição de hard disk (HD), devido às enchentes na Tailândia”, disse, em nota, o IDC. (Agência Estado)

17 de fevereiro de 2012, 08:37

ECONOMIA ‘Economist’ vê presidente fora da ‘sombra de Lula’

A nomeação de Maria das Graças Foster para presidir a Petrobrás e de Eleonora Menicucci para a Secretaria de Políticas para Mulheres mostra que Dilma Rousseff está “saindo da sombra” de Lula, opina The Economist na edição que chega às bancas do Reino Unido hoje. A revista lembra que Dilma trocou sete ministros, mas nenhum teria sua cara, enquanto a escolha de Graça Foster foi “particularmente notável”. (O Estado de S. Paulo)

16 de fevereiro de 2012, 13:40

ECONOMIA Consumo de combustíveis cresce 3% em 2011; etanol cai 29%

O consumo de combustíveis no Brasil em 2011 atingiu 121 bilhões de litros, volume 3,4% superior ao verificado em 2010, quando ficou em 117 bilhões de litros, segundo dados divulgados nesta quinta-feira pela ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis). O consumo de gasolina foi de 35,4 bilhões de litros no ano passado. O montante foi 18,8% maior do que o registrado um ano antes (29,8 bilhões de litros). Já o consumo de etanol hidratado –o que vai diretamente no tanque– caiu 28,9% na mesma base de comparação. Foram consumidos 10,7 bilhões de litros em 2011 contra 15 bilhões no ano anterior. No caso do etanol anidro (que é misturado na gasolina), o mercado registrou aumento de consumo de 18,3%, chegando a 8,3 bilhões de litros. (Folha)

16 de fevereiro de 2012, 11:51

ECONOMIA Juros para pessoa física recuam para menor nível desde 1995

A taxa de juros média para pessoa física atingiu em janeiro o menor nível desde 1995, segundo levantamento da Anefac (Associação Nacional de Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade) divulgado nesta quinta-feira. Em dezembro, isso já havia ocorrido. A taxa ficou em 6,4% em janeiro, um recuo de 2,74% em relação ao nível registrado em dezembro. Esse valor representa uma taxa de 110,52% ao ano. De acordo com o coordenador do trabalho e vice-presidente da entidade, Miguel José Ribeiro de Oliveira, as reduções são resultado de medidas que o Banco Central e o Ministério da Fazenda vêm promovendo para incentivar o consumo. “Destacamos a última redução da taxa básica de juros (Selic) promovida pelo Banco Central em 18 de janeiro e a queda do IOF nas operações de crédito”, diz em nota. Das seis linhas de crédito pesquisadas, uma se manteve estável (cartão de crédito rotativo) e as demais foram reduzidas no mês. (Folha)

16 de fevereiro de 2012, 11:28

ECONOMIA Grupo hoteleiro francês vai investir R$ 150 mi na Bahia

Salvador vai ganhar o primeiro empreendimento da rede Adagio City Aparthotel dos cinco que serão lançados em breve no Brasil pela rede hoteleira francesa Acoor em parceria com a Setin Empreendimentos Imobiliários, trazendo o conceito de hotéis de estadias prolongadas. O Adagio Salvador será lançado entre março e abril deste ano, em um terreno de aproximadamente seis mil metros quadrados na Avenida Tancredo Neves, na Pituba, com um investimento de R$ 150 milhões. As obras estão previstas para iniciar seis meses após o lançamento e a entrega para o primeiro semestre de 2014. Os demais empreendimentos serão construídos na Grande São Paulo e capital, totalizando um investimento de R$ 317 milhões. (A Tarde)

16 de fevereiro de 2012, 09:19

ECONOMIA Gasolina paga por brasileiro é uma das mais caras do mundo, apesar de subsídios

Mesmo com o controle de preço dos combustíveis pelo governo — uma tentativa de estabilizar a inflação ao consumidor no país — o motorista brasileiro paga um dos litros de gasolina mais caros do mundo. Uma pesquisa da consultoria americana Airinc, obtida pelo GLOBO, mostra que a gasolina comum vendida nos postos do país (R$ 2,90 por litro) custa 40% a mais do que em Buenos Aires (R$ 2,08) e 70% acima do comercializado em Nova York (R$ 1,71). Os dados foram coletados em 35 países, no mês de janeiro, e revela que a gasolina brasileira ocupa a 13ª posição entre as mais caras do mundo, próximo de países desenvolvidos. Como na Noruega, onde o combustível chega a custar R$ 4,49. Também estão à frente do Brasil, Inglaterra e Itália. Segundo especialistas, os impostos cobrados sobre o produto nas bombas são os responsáveis pela distorção. O preço do combustível ao consumidor é atualmente composto por 39% de carga tributária (ICMS, Cide, PIS/Pasep e Cofins). Outros 18% são a margem da distribuidora e revendedora; 9% são o custo do álcool anidro (que é adicionado à gasolina) e mais 34% referem-se ao custo da refinaria. Segundo Alisio Vaz, presidente do Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Combustíveis e Lubrificantes (Sindicom), o principal problema está no imposto na esfera estadual. (O Globo)

16 de fevereiro de 2012, 08:46

ECONOMIA Economia cresce 0,57% em dezembro e 2,79% em 2011, diz índice do BC

Indicador divulgado nesta quinta-feira pelo Banco Central mostra elevação de 0,57% da atividade econômica brasileira, em dezembro (resultado com ajuste sazonal, que desconsidera efeitos de determinado período do ano). No ano, o crescimento acumulado foi de 2,79%, mesmo resultado para os últimos 12 meses. O resultado já era esperado pela maioria dos analistas que previam um crescimento entre 2,7% e 2,9%. Na série sem ajustes, o indicador de dezembro mostra retração de 0,77%. De acordo com o IBC-BR (Índice de Atividade Econômica do Banco Central), o indicador passou de 140,33 pontos em novembro para 141,13, em dezembro. Em outurbro, o indicador registrou queda de 0,32%. O IBC-BR foi criado pelo BC para antecipar dados sobre o desempenho da economia. O indicador mostra a tendência do PIB (Produto Interno Bruto), índice oficial divulgado pelo IBGE. (Folha)

15 de fevereiro de 2012, 10:50

ECONOMIA Crédito para veículos deve subir 10% em 2012

O crédito para financiamento de veículos teve um crescimento de 7,9% em 2011 e totalizou R$ 200,6 bilhões, de acordo com dados da Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras (Anef). O resultado está dentro das projeções da entidade, que esperava uma desaceleração depois do crescimento recorde de 19,9% registrado no ano anterior, e foi influenciado pelas medidas macroprudenciais adotadas pelo Banco Central (BC) no fim de 2010, abrandadas apenas em novembro. (Tribuna)

15 de fevereiro de 2012, 09:15

ECONOMIA Governo quer medidas para expansão do mercado de derivativos

Um grupo técnico para avaliar medidas que induzam a expansão do mercado de derivativos no país foi criado em portaria assinada pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, e pelo presidente do Banco Central, Alexandre Tombini. A equipe terá ainda a participação da CVM (Comissão de Valores Mobiliários). Conforme a portaria, o foco do grupo técnico será propor regras que promovam o “crescimento equilibrado do mercado de derivativos”, que monitorem a evolução das exposições financeiras das empresas e instituições participantes neste mercado, “bem como realizar estudos e pesquisas objetivando maior eficiência e segurança às operações realizadas no mercado de derivativos”. Haverá um comitê gestor coordenado pelo secretário-executivo da Fazenda, pelos diretores de política monetária e de regulação do sistema financeiro nacional do BC e pelo presidente da CVM. A portaria não fala em prazos para a implementação das medidas. (Valor)

15 de fevereiro de 2012, 07:09

ECONOMIA Receita deposita restituição de lote multiexercício do IR

A Receita Federal deposita nesta quarta-feira a restituição do lote multiexercício do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física (exercícios 2011, 2010, 2009 e 2008). Ao todo, segundo a receita, serão contemplados 66.709 contribuintes, totalizando a liberação de pouco mais de R$ 148 milhões. Para a consulta, os interessados devem acessar a página da Receita na Internet ou ligar para o Receitafone 146. (Veja)

14 de fevereiro de 2012, 15:00

ECONOMIA Mordida do Leão chega a 45% até nos produtos de Carnaval

De cada R$ 100 gerados pela economia do país, em 2011, R$ 35,13 foram parar nos cofres públicos em forma de impostos, segundo um levantamento do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT). A carga tributária no Brasil, equivalente a 35,13% do PIB, rendeu aos cofres públicos R$ 1,5 trilhão no ano passado. E nem no Carnaval a mordida do Leão dá uma trégua. O IBPT fez um levantamento com os principais produtos alusivos à data e descobriu, por exemplo, que um colar havaiano traz embutido no preço 45% de impostos. No confete e na serpentina, a carga tributária é de 43%. Outros produtos também muito consumidos na festa, também trazem carga de imposto muito elevada. A cerveja, por exemplo, que é tem 54% de imposto, enquanto o refrigerante embute 45% no preço final. Na água mineral, a carga é de 43%.(O Globo)

14 de fevereiro de 2012, 11:37

ECONOMIA Vendas no varejo fecham 2011 com crescimento de 6,7%

As vendas no comércio varejista cresceram pelo quarto mês consecutivo em dezembro do ano passado e registraram alta de 0,3% na comparação com novembro. Com isso, o setor fechou o ano de 2011 com elevação acumulada de 6,7% no volume de vendas. Em relação a dezembro de 2010, também houve aumento de 6,7%. Os dados foram divulgados hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No que se refere à receita, o IBGE apurou aumento de 0,3% na passagem de um mês para o outro; crescimento de 10,1% na comparação com o mesmo período do ano anterior; e alta acumulada de 11,5% em 2011. De acordo com o IBGE, sete das dez atividades pesquisadas tiveram resultado positivo em dezembro, em relação ao mês anterior, com destaque para equipamentos e material de escritório, informática e comunicação (6,9%), móveis e eletrodomésticos (2,6%) e artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (1,3%).

14 de fevereiro de 2012, 11:34

ECONOMIA Cerca de 30% dos medicamentos que circulam no Brasil são falsificados

Foto: Divulgação/Anvisa

Medicamento falsificado difere do original pelas datas de fabricação e validade

Cerca de 30% dos medicamentos que circulam no Brasil são medicamentos falsificados. O alerta vem do presidente-executivo do Instituto Brasileiro de Ética Concorrencial, ETCO, Roberto Abdenur, com base em dados oriundos da Organização Mundial da Saúde, OMS. “Esse comércio ilegal envolve cifras que oscilam anualmente entre R$ 5 bilhões e R$ 8 bilhões, provenientes do comércio de medicamentos que resultam de roubo, contrabando, distribuição de remédios falsos ou ilegais. Apenas os falsos chegam a cerca de 30% dos remédios em circulação no Brasil, de acordo com a OMS”. E acentua, “no mundo, a taxa média é de 10%. Para se ter uma ideia da força dessa indústria do risco, apenas no primeiro semestre de 2011 a apreensão de mercadorias por contrabando, falsificação e pirataria aumentou em 51% em relação ao mesmo período de 2010, segundo a Receita Federal”, e acrescenta: “Um dado por si só alarmante, mas que fica ainda pior quando se dirige um olhar apenas às cargas de medicamentos apreendidas e se chega ao assustador crescimento de 180,5% em comparação com o ano anterior”. Leia mais na Tribuna.