31 de março de 2012, 09:41

ECONOMIA Preços dos ovos de Páscoa variam até 82,5%

O consumidor vai precisar pesquisar bastante para não pagar mais caro pelos ovos de Páscoa. Produtos da mesma marca e tamanho chegam a ter diferenças de até quase R$ 20 no preço nos principais supermercados e lojas. A maior variação foi encontrada na pesquisa do Procon-BA: o ovo Nestlé Classic ao Leite (500 g), comercializado por R$ 43,79 no Extra da Rótula do Abacaxi, sai por R$ 23,99 nas Lojas Americanas do Shopping Center Lapa. A reportagem visitou ontem quatro grandes supermercados na região do Iguatemi: Hiper Bompreço, Extra (Rótula), GBarbosa e Atakarejo. Na média geral, o consumidor encontra ovos de Páscoa com preços mais baixos nas lojas do Hiper Bompreço. A grande novidade deste ano é o ovo de colher, lançado pelas principais fabricantes. O Nestlé Suflair de Colher (375 g) está custando R$ 28,18 no Bompreço, enquanto que o preço mais alto encontrado por ele foi no Extra, vendido a R$ 43,29. (A Tarde)

Alana Fraga, A Tarde

31 de março de 2012, 08:14

ECONOMIA Varejo terá ‘dia de frete grátis’ na internet

Os sites brasileiros realizam no próximo dia 12, o “Dia do Frete Grátis”. A iniciativa traz para o País o “Free Shipping Day”, que ocorre nos Estados Unidos há quatro anos. Em anos anteriores, sites brasileiros realizaram o “Black Friday”, um dia com grandes descontos. Entre os 30 sites que vão participar do “Dia do Frete Grátis” estão o Walmart, Submarino, Shoptime, Fnac e Netshoes. Com informações da Folha.

30 de março de 2012, 14:40

ECONOMIA Inec registra alta de 0,4% na confiança dos consumidores

Confiança dos consumidores registrou alta de 0,4% na comparação com o mês de fevereiro, segundo o Índice Nacional de Expectativa do Consumidor (Inec), divulgado hoje, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). No mês passado, o índice teve queda de 0,7% e na comparação com o mesmo período de 2011 há uma queda de 1,1%. Este mês o índice ficou em 113,2 pontos percentuais e em fevereiro situou-se nos 112,8 pontos. Quanto mais distante de 100 pontos melhor a expectativa. Segundo os dados da pesquisa, o índice tem mostrado estabilidade desde novembro do ano passado. A maior preocupação dos entrevistados é com o desemprego. O índice ficou em 125,4 pontos em março e no mês de fevereiro ficou em 127,4 pontos, uma queda de 1,6% na comparação com fevereiro e 5,6% abaixo do registrado no mesmo período do ano anterior.

30 de março de 2012, 11:47

ECONOMIA Dilma não tratou da questão dos caças na Índia

A presidente Dilma Rousseff não tratou da questão da compra dos caças franceses Rafale, que conta com o apoio da Índia, durante as conversas que manteve com seus interlocutores indianos, afirmaram à AFP fontes ligadas à presidência brasileira. “Não se falou do Rafale”, assegurou uma fonte da equipe presidencial, antes de acrescentar que “não era o lugar para isso”. “A decisão brasileira não será tomada antes de maio”, depois do segundo turno da eleição presidencial francesa, acrescentou a fonte. Indagada pelos jornalistas sobre seus eventuais contatos sobre o tema durante sua visita à Índia, a presidente se limitou a manter silêncio. A imprensa brasileira contava que, no encontro de Rousseff com o primeiro-ministro indiano, Manmohan Sighn, o tema fosse abordado. O Brasil deve definir este ano uma licitação para a compra de 36 aviões caças no valor de 5 bilhões de dólares, num negócio em que competem o Rafale, da francesa Dassault, o F/A-18 Super Hornet, da americana Boeing, e o Gripen NG, da sueca Saab. Leia mais na Veja.

29 de março de 2012, 15:30

ECONOMIA Salário mínimo maior impulsiona vendas de supermercados

Os supermercados brasileiros devem fechar o primeiro trimestre de 2012 com as vendas crescendo em níveis acima do esperado, favorecidas pelo reajuste do salário mínimo, ocorrido em janeiro, e pelas vendas de Páscoa, o que pode levar a uma elevação da estimativa anual para o setor. As vendas reais dos supermercadistas em março devem crescer cerca de 7 por cento na comparação com o mesmo mês do ano passado, mantendo o ritmo de alta visto em fevereiro, segundo previsão da associação que representa o setor, Abras. “Em março contra março devemos ter pelo menos 7 por cento de alta”, disse a jornalistas o superintendente da Abras, Tiaraju Pires, nesta quinta-feira. O resultado deste mês deve ser beneficiado pela comemoração da Páscoa no início de abril, enquanto em 2011 o feriado foi celebrado no final do mês. A Páscoa representa a segunda melhor data de vendas para o setor supermercadista depois do Natal. (Reuters)

29 de março de 2012, 14:45

ECONOMIA Facebook abrirá seu capital em maio

A rede social de Mark Zuckerberg está preparando para o mês de maio sua oferta inicial de ações, segundo o Wall Street Journal. A ação deve ser a maior abertura de capital de uma empresa de internet na história dos EUA. A comissão de valores imobiliários SEC é a responsável pelas negociações com a Facebook. Embora incerta a data exata da abertura de capital, após a novidade o valor de mercado da empresa subiu para US$ 105 bilhões em algumas transações do mercado secundário. O site de 845 milhões de usuários entrou com o pedido de abertura no início de fevereiro, podendo captar até US$ 10 bilhões. (Portal Imprensa)

29 de março de 2012, 14:14

ECONOMIA Gasolina no Brasil custa mais caro do que nos Estados Unidos

Os consumidores brasileiros pagam mais caro pela gasolina do que os dos Estados Unidos. Segundo o diretor de Política Econômica do Banco Central (BC), Carlos Hamilton Araújo, o preço no Brasil é 50% mais caro, uma vez que o preço do galão, com 3,8 litros, custa em torno de US$ 4 nos Estados Unidos e no Brasil chega a US$ 6. No Relatório de Inflação, divulgado hoje pelo BC, a instituição manteve a previsão de que não haverá reajuste no preço da gasolina no país este ano. Também foi mantida a previsão de reajuste zero para o botijão de gás. As projeções para as tarifas de telefonia fixa e de eletricidade, este ano, foram mantidas em 1,5% e 2,3%, respectivamente. Para os preços administrados, foi mantida a previsão de 4%.

29 de março de 2012, 12:26

ECONOMIA Previdência tem déficit de R$ 5,1 bilhões em fevereiro, diz ministério

O déficit da Previdência em fevereiro de 2012 foi de R$ 5,1 bilhões, informou nesta quinta-feira o Ministério da Previdência. O valor é 47,1% maior do que o registrado em fevereiro de 2011 (R$ 3,4 bilhões) e 70,5% superior do que o verificado em janeiro de 2012. A arrecadação líquida total no período foi de R$ 18,8 bilhões, sendo R$ 18,4 bilhões da arrecadação de trabalhadores urbanos e outros R$ 356,5 bilhões dos trabalhadores rurais. Jás as despesas com o pagamento de benefícios foi de R$ 23,9 bilhões. A diferença entre a arrecadação e o pagamento, gerou o déficit de R$ 5,1 bilhões. Leia mais no G1.

Fábio Amato, G1

29 de março de 2012, 11:17

ECONOMIA Brasil crescerá menos que o esperado pelo governo

Foto: Ana Araujo/VEJA

Sede do Banco Central, em Brasília. BC mantém mesma projeção de crescimento de dezembro de 2011

O país vai crescer este ano menos que o esperado pela equipe econômica. Isso é o que mostra o Relatório Trimestral de Inflação (RTI) divulgado nesta quinta-feira pelo Banco Central (BC). A autoridade monetária manteve a projeção de crescimento de 3,5% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2012 – a mesma estimativa divulgada no relatório de dezembro. A projeção mostra que será mais difícil para equipe econômica alcançar a meta de crescimento de pelo menos 4% desejada pela presidente Dilma Rousseff. O ministro da Fazenda, Guido Mantega, tem prometido um crescimento ainda maior, de 4,5%. Para atingi-lo, planeja lançar na semana que vem novas medidas econômicas. Para o BC, porém, o crescimento de 3,5% é compatível com o equilíbrio interno e externo e consistente com o cenário de convergência da inflação para a meta de 2012, de 4,5%. Leia mais na revista Veja.

28 de março de 2012, 11:51

ECONOMIA Mantega anuncia medidas na próxima semana, dizem deputados

Ministro da Fazenda, Guido Mantega

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, deve anunciar novas medidas para estimular a atividade da indústria, que sofre os efeitos da crise financeira internacional, na próxima semana, segundo relato de deputados da base aliada que se reuniram com ele nesta quarta-feira. “A desoneração da folha de pagamentos, que já começou a ser feita no ano passado, e medidas para a ampliação de investimentos para a indústria devem ser anunciados na próxima semana”, disse o deputado Hugo Leal (PSC-RJ), vice-líder do governo na Câmara. De acordo com ele, o ministro Mantega pediu que a votação da divisão dos “royalties” do petróleo aconteça somente no segundo semestre deste ano, após as eleições municipais. “Ele acha que deveria ficar mais para o fim do ano. A ministra Ideli Salvati [das Relações Institucionais, que também participou do encontro] quer discutir também outras questões do pacto federativo, como o Fundo de Participação dos Estados [FPE], o ICMS e a dívida dos estados”, declarou Leal a jornalistas. Leia mais no G1.

Alexandro Martello, G1

28 de março de 2012, 09:33

ECONOMIA Gol e TAM tiveram perdas de mais de R$ 1 bilhão no ano passado

Após três adiamentos, a Gol divulgou nesta terça-feira seu balanço de 2011, que trouxe um dos piores resultados de sua história — prejuízo de R$ 710,4 milhões, invertendo lucro líquido do R$ 214 milhões no ano anterior. Os números da Gol são uma versão amplificada do desempenho de sua maior rival, a TAM, que fechou o ano passado com perda líquida de R$ 335,1 milhões, depois de lucrar R$ 637 milhões em 2010. Juntas, as perdas das duas maiores companhias aéreas nacionais somou R$ 1,045 bilhão. O valor de mercado também despencou — uma redução conjunta de mais de R$ 11 bilhões desde 2007. Por trás desses péssimos desempenhos estão fatores que vão da guerra tarifária no mercado doméstico no primeiro semestre à disparada dos preços do querosene de aviação, que subiu 23,7%, passando pelo dólar, cuja cotação média variou 12,6% ao longo de 2011. Leia mais em O Globo.

27 de março de 2012, 21:08

ECONOMIA Inadimplência na compra de veículos é a maior desde 2000

O chefe do Departamento Econômico do Banco Central (BC), Túlio Maciel, informou que a inadimplência de 5,5% dos financiamentos para compra de veículos registrada em fevereiro é a maior da série, que teve início em 2000. Segundo ele, esse patamar de inadimplência é o mesmo registrado em junho de 2009 (até então o mais elevado). Questionado se esse crescimento da inadimplência não traz riscos para a economia brasileira, Maciel destacou que o crescimento da economia, o fim do aperto monetário e da retirada das medidas macroprudenciais contribuem para a melhoria da inadimplência de uma forma geral. Leia mais no Estadão.

Adriana Fernandes e Fernando Nakagawa, da Agência Estado

27 de março de 2012, 19:25

ECONOMIA Brasil pede combate a ‘tsunami cambial’ em reunião da OMC

O Brasil pediu nesta terça-feira na Organização Mundial do Comércio (OMC) que sejam estabelecidos mecanismos para combater o “tsunami cambial” que afeta as economias emergentes e evitar assim “uma onda de protecionismo”. Nesta terça-feira aconteceu o primeiro de dois dias de um seminário a portas fechadas da OMC para analisar o impacto das taxas de câmbio no comércio internacional a pedido do Brasil, que se sente prejudicado pela valorização de sua moeda e pelo que considera uma desvalorização artificial de divisas como o dólar, o euro e o yuan. O embaixador do país na organização, Roberto Azevedo, afirmou que o primeiro dia serviu para constatar que ninguém nega a existência desalinhamento cambial como o que está afetando as exportações brasileiras, embora haja divergências sobre suas causas e raízes. Neste contexto, Azevedo considerou que, uma vez determinado que esse desequilíbrio existe, a OMC deve proporcionar “os mecanismos, disciplinas, existentes ou novas, que permitam enfrentar a situação, evitando uma espiral de protecionismo”. (EFE)

27 de março de 2012, 14:25

ECONOMIA Inadimplência de pessoa física permanece alta

Apesar de apresentar média estável de 5,8% tanto em janeiro quanto em fevereiro, a inadimplência permanece em patamar alto e é, de acordo com o Banco Central (BC), um dos principais fatores responsáveis pela alta do spread bancário, que é a diferença entre a taxa Selic e os juros cobrados pelos bancos no mercado. Números apresentados hoje, pelo BC mostram que a taxa de inadimplência para pessoas físicas (7,6%) é bem superior à registrada para pessoas jurídicas ( 4,1%). “A estabilidade da inadimplência de fato veio crescendo gradualmente em 2011. Essa resistência ao declínio, apesar do crescimento da renda e do emprego, se reflete em spreads e, naturalmente, vai  repercutir nas taxas de juros”, disse o chefe do Departamento Econômico do BC, Túlio Maciel.

27 de março de 2012, 11:55

ECONOMIA Antecipação de impostos leva arrecadação a novo recorde em fevereiro

A antecipação do pagamento de impostos por parte das empresas fez a arrecadação bater novo recorde em fevereiro. No total, foram pagos à Receita Federal R$ 71,902 bilhões em impostos federais e contribuições previdenciárias no período. Trata-se de um volume maior que o saldo positivo verificado um ano antes, de R$ 67,891 bilhões (já corrigido pelo IPCA) — até então o maior para meses de fevereiro. A quantia resulta, principalmente, do pagamento de Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ) e CSLL relativos ao ajuste anual que apura o lucro das empresas em 2011. Segundo a Receita Federal, foram as empresas do setor financeiro as que optaram pela antecipação do pagamento, já que o prazo legal vence apenas em março. (Agência Estado)