21 de janeiro de 2012, 09:02

ECONOMIA Dilma quer antecipar gasto para reanimar economia

Foto: Wilson Dias/EXAME.com

Dilma Rousseff

O governo planeja usar investimentos públicos e privados para reanimar a economia nos primeiros meses deste ano, concentrando despesas no primeiro semestre e adiando para depois de julho a maior parte do sacrifício que precisará fazer para equilibrar as contas do governo. O calendário do governo está espremido por causa das eleições municipais. Por lei, não será possível contratar novos projetos e convênios no setor público a partir de julho, três meses antes das eleições de outubro. Em meio à discussão sobre o tamanho do corte de gastos que fará no Orçamento de 2012 -estuda-se algo próximo a R$ 60 bilhões-, a presidente Dilma Rousseff decidiu inverter a lógica adotada em anos anteriores para calibrar as despesas oficiais. Em vez de começar o ano segurando mais fortemente as despesas e acelerar os gastos no final do ano, a presidente cogita fazer o contrário. Dilma quer conhecer a lista de prioridades dos ministros para só então avaliar qual volume será bloqueado. (Folha)

20 de janeiro de 2012, 13:00

ECONOMIA Produção de óleo da Petrobras fecha 2011 abaixo da meta

Foto: Marcelo Sayão/EFE

Petrobras: produção abaixo da meta

A produção de petróleo da Petrobras no Brasil atingiu média em 2011 de 2,021 milhões de barris por dia, ficando 3,7% abaixo da meta anual de 2,1 milhões, conforme antecipado em dezembro pelo presidente da estatal. Em 2011, paradas não programadas das plataformas entre julho e outubro afetaram o desempenho da empresa no Brasil, assim como alguns problemas técnicos e atrasos na entrega de plataformas. Em 2010, a produção da Petrobras no Brasil também havia ficado abaixo da meta. A produção de petróleo da Petrobras no ano passado cresceu somente 0,9% na comparação com 2010, de acordo com nota da estatal divulgada no final da noite de quinta-feira. Considerando petróleo e gás, a produção atingiu média em 2011 de 2,37 milhões de barris de óleo equivalente ao dia (boed) no Brasil, alta de 1,7% ante o ano anterior. A produção média de petróleo e gás natural da Petrobras em 2011, no Brasil e no exterior, foi de 2,62 milhões de barris de óleo equivalente por dia, um aumento de 1,4% em relação à média de 2010.

20 de janeiro de 2012, 12:02

ECONOMIA Banco do Brasil conclui compra de banco da Flórida

Depois de sete meses, o Banco do Brasil (BB) concluiu o processo de compra do Eurobank, banco de varejo que opera no estado americano da Flórida. A instituição brasileira anunciou que terminou de pagar os US$ 6 milhões do valor da aquisição e transferiu os certificados de 100% das ações. Com a operação, o BB tornou-se o único acionista do Eurobank, que atualmente tem três agências em funcionamento nas regiões de Coral Gables, Pompano Beach e Boca Raton, no estado norte-americano. De acordo com o Banco do Brasil, os órgãos reguladores dos Estados Unidos e do Brasil concederam as autorizações para a aquisição depois que todos os trâmites regulamentares exigidos nos dois países foram cumpridos. Em comunicado, o BB informou que remodelará a subsidiária norte-americana, que se chamará Banco do Brasil Américas. A agência concentrará as operações no atendimento das comunidades brasileiras, latinas e hispânicas nos Estados Unidos. O BB prometeu ainda ampliar a oferta e a variedade de serviços bancários. (Agência Brasil)

20 de janeiro de 2012, 09:17

ECONOMIA Dilma sanciona Orçamento com receitas previstas de R$ 535 bi

Dilma Rousseff

Sancionada a lei do Orçamento da União para 2012, o governo estima que receitas e despesas orçamentárias em 2012 devem somar valor igual a R$ 2,257 trilhões, conforme publicado hoje no “Diário Oficial da União”. Os orçamentos fiscal e de seguridade têm receitas previstas de R$ 2,15 trilhões. A diferença entre receitas e despesas de seguridade, sendo a maior parcela da área previdenciária, é um dEficit de R$ 63 bilhões. A receita é estimada em R$ 535,79 bilhões ante gastos no valor de R$ 598,19 bilhões. Os investimentos da estatais estão previstos no montante de R$ 106,8 bilhões. A publicação da lei orçamentária vai permitir que os ministérios do Planejamento e Fazenda discriminem receitas e despesas para cada ente da União, e trabalhe no decreto de execução orçamentária e financeira para o ano, devendo anunciar quanto o governo vai cortar e contingenciar nos gastos aprovados pelo Congresso Nacional. (Valor)

20 de janeiro de 2012, 08:34

ECONOMIA Bancos liberam crédito para antecipação do 13º

O ano de 2012 mal começou e alguns bancos já oferecem aos correntistas a possibilidade de antecipar o recebimento do 13º salário. Entretanto, vale o aviso: antecipar o dinheiro extra previsto para o final do ano pode custar até 25% do valor do benefício previsto. Além disso, o uso do serviço pode representar a necessidade de enfrentar as despesas típicas do final do ano – como a compra de presentes, a realização de melhorias em casa e a atualização do guarda-roupas – sem o providencial auxílio do 13º, que já terá sido gasto por muitos. Quanto mais cedo for procurado o crédito, maiores serão os juros cobrados. Na Caixa Econômica Federal (CEF), por exemplo, é possível tomar o empréstimo desde agora, mas neste caso, os juros correspondem a 25% do 13º. A quatro meses do final do ano, a taxa cairá para 10%. O Santander oferece a antecipação de até 100% do valor, entretanto cobra taxas a partir de 3,49% por mês. No site, o Banco do Brasil informa que cobra taxas entre 3,21% e 4,55% ao mês. Em todos os casos, é preciso ter atenção para o Imposto sobre Operações Financeiras, que pode chegar aos 3% ao ano. (A Tarde)

19 de janeiro de 2012, 15:15

ECONOMIA Em 10 anos investimento em educação infantil aumentou 0,1% do PIB

O Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais (Inep) divulgou um balanço do investimento público em educação nos últimos 10 anos, incluídos os esforços dos governos federal, estadual e municipal. O porcentual que o Brasil reserva do Produto Interno Bruto (PIB) para a área é de 5,1%, apenas 1,2 ponto porcentual do que há 10 anos. A etapa com a menor fatia é a educação infantil que recebia 0,3% do PIB em 2000 e uma década depois chegou a 0,4%. Os anos iniciais do ensino infantil, 1º ao 5º ano, ficam com 1,6% do PIB contra 1,3% que tinham na virada do milênio e os anos finais, 6º ao 9º ano, saíram de 1,1% para 1,5%.(Último Segundo/Ig)

19 de janeiro de 2012, 07:32

ECONOMIA Cobrança fracionada de estacionamento só após o Carnaval

As fiscalizações nos estacionamentos privados de Salvador para o cumprimento da Lei 8.055/2011, que prevê o pagamento fracionado, só serão iniciadas cerca de sete meses após a sua publicação. Em reunião, nesta quarta, 18, entre o vereador Alcindo Anunciação (PT), autor do projeto, e o titular da Secretaria Municipal de Serviços Públicos (Sesp), Marcelo Abreu, foi definido que, após o Carnaval, serão iniciados os processos para adaptação das empresas e, em seguida, as fiscalizações para o cumprimento da lei. O projeto de lei foi aprovado na Câmara e publicada no Diário Oficial do Município (DOM) do dia 1º de agosto de 2011, e está em processo de regulamentação pela Sesp para a definição de valores de multas, reincidências e prazos para implantação. “A gente quer dissecar todos os pontos da lei para que ela entre em vigor e seja fiscalizada sem deixar nenhuma brecha ou dúvida. Estamos trabalhando nela agora, em janeiro e, logo após o Carnaval, a gente começa a implementação. A lei já foi aprovada e remetida para o Executivo. Agora, só falta a parte da execução”, disse Abreu. (A Tarde)

18 de janeiro de 2012, 14:50

ECONOMIA Entrada de dólares supera saída na 2ª semana do ano

O fluxo de dólares (entrada e saída da moeda) para o país na segunda semana de janeiro foi positivo em US$ 3,72 bilhões, informou o Banco Central nesta quarta-feira. Com este resultado, o fluxo volta a ficar positivo com entrada de 3,018 bilhões. Na primeira semana do mês, o saldo havia registrado saída de US$ 707 milhões de dólares. Na relação com o mesmo período do ano passado, quando o saldo foi positivo em US$ 5,185 bilhões, houve um decréscimo de 41,7%. As operações comerciais são aquelas onde contratos são celebrados para exportação e importação. Já as operações financeiras incluem as atividades restantes, como IED (Investimento Estrangeiro Direto), aplicações financeiras, remessas de lucros e dividendos ao exterior etc. (Folha)

18 de janeiro de 2012, 13:30

ECONOMIA Déficit da Previdência do servidor deve superar R$ 60 bilhões em 2012

O ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves, informou nesta quarta-feira que o déficit do Regime Próprio de Previdência Social (RPPS), que atende aos servidores públicos, deve ultrapassar a barreira dos R$ 60 bilhões em 2012. No ano passado, o resultado negativo somou R$ 56 bilhões, contra R$ 51 bilhões em 2010. O valor do déficit da Previdência do setor público supera, em muito, o resultado negativo em R$ 36,5 bilhões do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), que atende aos trabalhadores do setor privado. Em dezembro do ano passado, o INSS pagava benefícios para 29 milhões de pessoas, enquanto que, no caso do setor público, a previdência atende a cerca de um milhão de trabalhadores. (G1)

18 de janeiro de 2012, 11:01

ECONOMIA Alpinista se perde e queima dólares para se salvar do frio

Foto: AP

Yong Chun Kin ficou preso em meio à neve em montanha de Estado americano

Um alpinista de 66 anos contou ter sobrevivido dois dias a temperaturas negativas durante uma tempestade de neve ‘queimando dinheiro e sonhando com sauna’. Yong Chun Kim se perdeu durante uma tempestade em uma montanha do Estado americano de Washington, o Mount Rainier, no sábado, enquanto liderava um grupo de 16 pessoas que percorriam trilhas pela montanha. Após cair e deslizar por uma encosta durante a caminhada, o alpinista acabou se separando do grupo. Em vez de tentar subir de volta para a trilha, ele avisou pelo rádio aos outros membros que os encontraria em um determinado local. Como Kim não apareceu no ponto de encontro, as equipes de resgate iniciaram as buscas. Ele só foi encontrado, no entanto, na tarde de segunda-feira. Para sobreviver durante todo este tempo, Kim se escondeu embaixo de árvores, cavou um túnel na neve e queimou notas de dólares, além de sonhar com a esposa, Sue, e com uma sauna. ‘Ele é um sobrevivente. Ele é de aço. Tem 66 anos e acabou de vencer o câncer’, disse o filho do alpinista, Malcom An, ao jornal ”The Seattle Times’. (BBC)

18 de janeiro de 2012, 10:14

ECONOMIA Famílias gastam mais que o governo com saúde, diz IBGE

As famílias brasileiras respondem por mais da metade dos gastos com saúde no país, segundo dados divulgados nesta quarta-feira (18) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). De 2007 a 2009, as famílias responderam, em média, por 56,3% das despesas com consumo final de bens e serviços de saúde. Em 2009, de acordo com a pesquisa “Conta Satélite de Saúde”, as famílias gastaram R$ 157,1 bilhões em bens e serviços de saúde. No mesmo ano, as despesas da administração pública com o mesmo setor ficaram em R$ 123,6 bilhões – o equivalente a 3,8% do Produto Interno Bruto (PIB) daquele ano. Incluindo as despesas de instituições sem fins lucrativos, os gastos com saúde em todo o país em 2009 alcançaram R$ 283,6 bilhões – 8,8% do PIB. (G1)

18 de janeiro de 2012, 08:01

ECONOMIA Copom define hoje nova taxa básica de juros

O Comitê de Política Monetária (Copom) define hoje a nova taxa básica de juros que remunera os títulos públicos depositados no Sistema Especial de Liquidação e Custódia (Selic). De acordo com a expectativa dos analistas de mercado entrevistados pelo Banco Central na última sexta-feira (13), a Selic deve cair dos atuais 11% para 10,5% ao ano. As reuniões do Copom ocorrem a cada 45 dias, em média, no total de oito por ano, e são desdobradas em dois dias, sempre às terças e quartas-feiras. O resultado do colegiado é conhecido quarta-feira, no início da noite.

17 de janeiro de 2012, 15:40

ECONOMIA Desaceleração da inflação deve prosseguir, diz FGV

Para o coordenador de análises econômicas do Ibre/FGV (Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas), Salomão Quadros, a alta de 0,08%, registrada em janeiro noIGP-10 (Índice Geral de Preços-10), demonstra que a desaceleração da inflação deve prosseguir. Em dezembro, o índice registrou alta de 0,19%. “Após a queda registrada em dezembro no IGP-M [-0,12%] e no IGP- DI [-0,16%], a alta de 0,08% do IPG-10 mostra que talvez a deflação registrada em dezembro tenha sido passageira”, afirma o economista. (Folha)

17 de janeiro de 2012, 13:45

ECONOMIA Copom se reúne para decidir nova taxa básica de juros

O Copom (Comitê de Política Monetária) se reúne nesta terça-feira, em Brasília, para decidir sobre a mudança ou manutenção da Selic (a taxa básica de juros). O anúncio, no entanto, é sempre divulgado no segundo dia da reunião, ou seja, nesta quarta-feira. A estimativa do mercado é de que a taxa seja reduzida em 0,5 ponto percentual, o que levaria a taxa anual aos 10,5%. (Folha)

17 de janeiro de 2012, 11:24

ECONOMIA Preços no atacado ajudam IGP-10 a desacelerar a 0,08%

A inflação medida pelo IGP-10 (Índice Geral de Preços-10) desacelerou a 0,08% em janeiro, após alta de 0,19% em dezembro, informou a FGV (Fundação Getúlio Vargas) nesta terça-feira. O IPA (Índice de Preços ao Produtor Amplo) caiu 0,27%, contra deflação de 0,03% em dezembro. O IPA industrial passou de leve alta de 0,01% para recuo de 0,53%, enquanto o IPA agropecuário reverteu a queda de 0,12% para elevação de 0,44%. As principais quedas individuais de preços no atacado foram de minério de ferro (-6,04%), bovinos (-3,85%) e carne bovina (-3,06%). Já as maiores altas foram de mandioca (9,5%), banana (13,42%) e soja em grão (1,29%). O IPC (Índice de Preços ao Consumidor) avançou 0,92%, frente a elevação de 0,65% no mês passado. Contribuíram para o aumento os grupos Educação, Leitura e Recreação, com alta de 1,92%, e Alimentação, com incremento de 1,77%. (Folha)