18 de maio de 2012, 19:25

BRASIL “Perdeu a credibilidade”, diz comunista sobre Vaccarezza; Pinheiro quer que ele saia da CPI

Fechou o tempo para o lado de Cândido Vaccarezza na CPI mista do Cachoeira. Senadores que integram o bloco de apoio ao governo no Senado (composto por PT, PDT, PSB, PCdoB e PRB) estão falando cobras e lagartos do petista depois do flagrante da mensagem de celular enviada a Sérgio Cabral. Vanessa Grazziotin diz que Vaccarezza “perdeu a credibilidade” e constrangeu os colegas governistas que não compactuam com o esquema de blindagem vendido pelo petista a Cabral. Para a senadora, Vaccarezza tentou se cacifar, ficar bem na foto com Cabral, ao “vender um serviço que não tinha”. “O que o Vaccarezza fez foi de uma insensibilidade, criou uma confusão sem precedentes. Um membro da CPI não deve discutir essas coisas, porque vai perdendo a credibilidade. Ele tentou vender um serviço que ele não tinha e agora ele vai ter que dar explicações”. Os senadores se reúnem na noite de segunda-feira para discutir o que fazer com Vaccarezza. Walter Pinheiro (PT) já disse aos colegas do bloco que a atitude mais digna ao deputado petista, para não expor os colegas, seria pedir para deixar a CPI. Resta saber como está o humor dos outros sete integrantes do bloco. (Radar on-line/ Veja)

18 de maio de 2012, 19:09

BRASIL Depois de ameaçar fundir-se ao PSB, o PSD agora aposta em vitória no TSE

Secretário-geral do PSD, o ex-deputado Saulo Queiroz diz ter “absoluta certeza” da vitoriosa, na semana que vem, quando o Tribunal Superior Eleitoral decide a ação em que a legenda cobra uma participação no Fundo Partidário proporcional à sua bancada na Câmara. Se perder a ação, o PSD perde também a possibilidade de obter um tempo na propaganda eleitoral do rádio e da TV equivalente ao tamanho de sua bancada. Antes, Saulo não estava tão otimista. Mas depois que ameaçou com a fusão do partido ao PSB do governador de Pernambuco, Eduardo Campos, seu humor mudou completamente. (Poder On-line/Ig)

18 de maio de 2012, 19:06

BRASIL PMDB se queixa do socorro de Dilma a Haddad

A cúpula do PMDB está aborrecida com Dilma Rousseff. O desgosto é maior entre os integrantes do grupo mais fiel a Michel Temer. Nesse núcleo, a presidente é acusada de descumprir um compromisso que assumira com seu vice. No início do ano, Dilma dissera a Temer que não se envolveria na campanha para prefeito de São Paulo. Candidato do PMDB à prefeitura da capital paulista, o deputado Gabriel Chalita soltara fogos. Para a turma de Temer, ficara entendido que, onde houvesse mais de um candidato governista, a presidente não se meteria na disputa. De repente, Dilma pôs-se a servir de alavanca para Fernando Haddad, o candidato do PT. Leia mais no Blog do Josias.

18 de maio de 2012, 18:44

BRASIL Wagner discute com governadores do Nordeste e presidentes do BID e BNB desenvolvimento da região

O governador Jaques Wagner encontra-se reunido no Palácio da Abolição, sede do governo do Ceará, em Fortaleza, com os demais governadores do Nordeste e com o presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Luis Moreno, e do Banco do Nordeste do Brasil (BNB), Jurandir Vieira Santiago, para apresentação e discussão de projetos para o desenvolvimento da região Nordeste, a partir do Prodepro –– Programa de Desenvolvimento Produtivo do Nordeste, desenvolvido pelo BID e BNB em parceria com os governos estaduais. Na reunião, está sendo apresentado aos nove governadores nordestinos, pelo Banco do Nordeste, o Prodepro, programa desenvolvido para financiar obras de infraestrutura econômica da região e reduzir os custos de produção e logística, ampliar a atração de investimentos, fomentar as exportações e promover a geração de emprego. O programa é desenvolvido em parceria com o BID, e prevê recursos da ordem de US$ 1,2 bilhão, a serem repassados para os estados. Atualmente, aproximadamente 50% dos financiamentos do Banco Interamericano estão localizados no Nordeste.

18 de maio de 2012, 16:30

BRASIL Lula participa do “Programa do Ratinho” do SBT

Na próxima terça-feira, o ex-presidente Lula participará ao vivo do “Programa do Ratinho” no SBT, informou o UOL. O programa do SBT é o primeiro a receber Lula após sua recuperação. Entre os assuntos que serão discutidos no “Programa do Ratinho” estão a doença do ex-presidente, os planos políticos e a participação nas próximas eleições do ex-presidente brasileiro. (Portal Imprensa)

18 de maio de 2012, 16:10

BRASIL Polícia prende oito dos dez vereadores de cidade do Alagoas

Pelo menos oito dos dez vereadores do município de Rio Largo, localizado na Grande Maceió, foram presos no início da noite desta quinta-feira, por policiais da Força Nacional de Segurança Pública, acusados de corrupção e desvio de dinheiro. A prisão, realizada por determinação da 17ª Vara Criminal da Capital após denúncia do Grupo Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gecoc) do Ministério Público Estadual, foi realizada no momento em que os políticos participavam de sessão ordinária na Câmara Municipal. Os oito vereadores presentes no plenário tiveram a prisão decretada e foram levados ao Instituto Médico Legal (IML) de Maceió, onde passam, neste momento, por exames de corpo de delito.

18 de maio de 2012, 14:54

BRASIL Pinheiro comemora aumento do acesso à banda larga

De 2010 para 2011, a banda larga no Brasil cresceu quase 100%, segundo o senador Walter Pinheiro (PT). Ele disse ontem que, nesse período, o número de acessos subiu de 20,6 milhões para 41,1 milhões, segundo pesquisa da Consultoria Teleco. Para este ano, afirmou, a estimativa é 73 milhões de acessos em banda larga. Para 2014, a previsão é de que alcancem 124 milhões. Pinheiro lamentou, no entanto, que o Brasil ainda ocupe a 63ª posição no ranking de domicílios com acesso à internet, entre 154 nações. (Jornal do Senado)

18 de maio de 2012, 14:18

BRASIL PSDB pede abertura de processo contra Fernando Pimentel

A bancada do PSDB no Senado pediu nesta sexta-feira que o Conselho de Ética Pública da Presidência abra um processo administrativo contra o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Fernando Pimentel. O requerimento se baseia em reportagem do portal “Terra”, que afirmou que o ministro teria utilizado avião de um empresário durante viagem com comitiva da Presidência na Europa, em outubro de 2011. O pedido, do senador Alvaro Dias (PSDB-PR), é para que o colegiado apure se houve “possível prática de ato atentatório aos princípios éticos que norteiam as atividades dos órgãos superiores da Administração Pública federal e a provável quebra de decoro”. Baseando o pedido de abertura de processo na reportagem, o partido afirma que a assessoria do ministro teria reconhecido que Pimentel utilizou o avião do empresário João Dória Jr., sem divulgar se o uso desse avião foi custeado. “Não se tem notícia alguma sobre publicidade do pagamento dessas despesas. Pelo contrário, o empresário João Dória Junior negou a repórteres o custeio privado desse transporte”, afirma o partido no requerimento. (O Globo)

18 de maio de 2012, 13:30

BRASIL Perfil do País exige nova relação com imigrante

Depois de passar décadas exportando mão de obra ao mundo desenvolvido, o Brasil volta a ser um país de imigração. Ao redor de 2030, a população brasileira começará a encolher e terá idade avançada. Com os brasileiros tendo cada vez menos filhos, o País poderá depender de trabalhadores imigrantes para sustentar os aposentados. Nos países que já passaram por isso, essa equação tem gerado grandes tensões sociais. Neste momento, o governo brasileiro está definindo uma nova política de imigração, para fazer frente a essa nova realidade. — O Brasil foi o país da imigração, e hoje é de novo. É o que observa Duval Fernandes, pesquisador da PUC de Minas Gerais. — Aqueles que têm dificuldade de aceitar o imigrante vão ter de aceitá-lo para pagar a aposentadoria deles. Para ele, o Brasil deve se preparar para receber imigrantes garantindo seus direitos, incluindo o acesso a serviços públicos. (Agência Estado)

18 de maio de 2012, 13:00

BRASIL MPF recorrerá da pena de racismo aplicada a estudante

O MPF (Ministério Público Federal) vai recorrer da decisão judicial que condenou a ex-estudante de Direito Mayara Petruso a 1 ano, 5 meses e 15 dias de reclusão por veicular mensagem de preconceito e discriminação contra nordestinos no Twitter. Para o MPF, a pena é insuficiente para punir a jovem que postou a seguinte frase em sua página: “Nordestino não é gente. Faça um favor a SP: mate um nordestino afogado!” A ofensa foi publicada no dia 31 de outubro de 2010, no domingo de votação do segundo turno da eleição presidencial, logo após a vitória eleitoral de Dilma Rousseff sobre José Serra. O Nordeste foi a região em que a petista abriu maior vantagem em relação ao tucano. A pena foi definida pela juíza federal Mônica Camargo, da 9.ª Vara Federal Criminal em São Paulo. A punição, porém, foi convertida em prestação de serviço comunitário e pagamento de multa e indenização de R$ 500 à ONG Safernet, que atua na prevenção de crimes cibernéticos. (Agência Estado)

18 de maio de 2012, 12:48

BRASIL Para presidente do PSDB, Cachoeira não é um ‘monstro’ e fala demais

Presidente nacional do PSDB, Sérgio Guerra

O presidente nacional do PSDB, Sérgio Guerra, falou sobre a não convocação dos governadores, parlamentares e da empreiteira Delta à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) mista que investiga Carlinhos Cachoeira. Na manhã desta sexta-feira, o deputado federal criticou a investigação e afirmou que o vazamento teve como objetivo danificar a oposição. Além disso, Guerra afirmou ainda que o bicheiro não é “o monstro de vários braços” que aparenta: “ele apenas fala demais”. “Na minha opinião, a CPI deveria investigar o Cachoeira, que é um fato relevante, mas não desse tamanho. Acho que ele é muito mais um provinciano que fala demais. As investigações têm que se dar onde de fato tem sentido fazer, como em todas as áreas em que há contrato da Delta e interferência de amigos seus”, afirmou Guerra. Para o presidente do PSDB, as investigações começaram de maneira errada. “Essa CPI tem problemas graves para resolver. Ela começa ao contrário de outras comissões, com as investigações desenvolvendo a agenda e não a agenda desenvolvendo as investigações. É preciso ter outra tecnologia para trabalhar em uma CPI dessa maneira”.

Thiago Tufano, Terra

18 de maio de 2012, 12:34

BRASIL Sistemas de cotas é ‘ultrapassado’, afirma deputado ao rejeitar proposta

Foto: Leonardo Prado/SEFOT-SECOM

Deputado Raul Henry (PMDB-PE)

A Comissão de Educação e Cultura rejeitou proposta que altera regras do Fundo de Financiamento ao estudante do Ensino Superior (Fies) a fim de priorizar alunos afrodescendentes e ameríndios na concessão de bolsas de estudos. A proposta, do Senado, dá nova redação à lei que criou o Fies. Ao recomendar a rejeição do projeto, o relator, deputado Raul Henry (PMDB-PE), disse que o Brasil tem uma agenda de grandes desafios pela frente e o tema das cotas raciais não se incorpora a esse conjunto por ser inadequado, divisionista e ultrapassado. “Para combater o preconceito, o instrumento mais adequado não é uma lei racial, a qual poderia gerar ainda mais preconceito e fragmentação”, argumentou Henry. “O preconceito deve ser combatido com educação pública de qualidade, com o aprimoramento das instituições democráticas e com mais ativismo da cidadania”, acrescentou. (Blog do Claudio Humberto)

18 de maio de 2012, 12:18

BRASIL Em discurso na Câmara, Jutahy ataca tentativa do PT de calar a imprensa brasileira

Jutahy Magalhães Jr (PSDB)

O deputado federal Jutahy Magalhães Jr. (PSDB) criticou, nesta sexta-feira, durante discurso na Câmara, as declarações do presidente nacional do Partido dos Trabalhadores, Rui Falcão, contra a liberdade de imprensa. Segundo o tucano, integrantes do Partido dos Trabalhadores, “alguns, desavisados, outros mensaleiros e seus aliados, querem utilizar a CPI [do Cachoeira] para esconder o julgamento que deverá ocorrer ainda este ano no Supremo Tribunal Federal dos implicados no mensalão”.

Para Jutahy, “as denúncias publicadas pela revista ‘Veja’ e pelo jornal ‘Folha de São Paulo’’ e as provas de sua veracidade não puderam ser refutadas pelo PT de tão evidentes, ao contrário, a maior parte delas resultou na demissão ministros e funcionários”. Ele também questionou a “tentativa de desqualificar o Procurador Geral da República com o objetivo de levá-lo a depor na CPI do Cachoeira. O pretexto usado foi uma observação do delegado da Polícia Federal que fez as investigações, ao dizer que o Procurador Geral retardou por dois anos o inquérito contra Cachoeira”.

O deputado lembrou momentos vividos pela imprensa em outros países da América do Sul e a maneira como alguns veículos de comunicação foram tomados pelos chefes de Estado. “É preciso exaltar a importância da liberdade de expressão e afirmar que não há democracia sem liberdade de imprensa, assim como não há democracia sem oposição. Por esse motivo, vim à tribuna defender o Estado Democrático de Direito em nosso país, hoje, seriamente ameaçado pelo aparelhamento do Estado pelo PT e seus ataques à imprensa livre”, concluiu.

18 de maio de 2012, 12:14

BRASIL Petista envia SMS para Cabral e diz: ‘Não se preocupe; você é nosso’

Governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB)

O deputado federal Cândido Vaccarezza (PT-SP) foi visto na quinta-feira, durante sessão da CPI do Cachoeira, enviando uma mensagem para o governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB). A mensagem foi registrada por um cinegrafista do SBT. Nela, Vaccarezza escreve: “A relação com o PMDB vai azedar na CPI. Mas não se preocupe você é nosso e nós somos teu (sic)”. Nesta quinta, a maioria dos integrantes da Comissão Parlamentar de Mista de Inquérito decidiu suspender a sessão sem votar requerimentos para convocar Cabral e os governadores de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), e do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT). Procurado pelo G1, Vacarezza diz que não há tentativa de “blindar” Cabral (leia mais abaixo). Sérgio Cabral não aparece nem foi citado em gravações da investigação da Polícia Federal que motivou a criação da CPI. Nessas gravações, aparecem conversas do bicheiro Carlinhos Cachoeira e de pessoas de seu grupo com políticos e agentes públicos. Leia mais no G1.

18 de maio de 2012, 11:47

BRASIL Mensalão em agosto

Os ministros do STF estão prevendo o início do julgamento do mensalão para depois do recesso, em agosto. O revisor do processo (são 60 mil páginas), ministro Ricardo Lewandowski, quer concluir sua parte até o final de junho. Há quem duvide que os ministros do STF ficarão imunes às pressões da opinião pública. Mas eles próprios consideram que o mensalão será um dos julgamentos mais técnicos da Corte, pois esta é sua tradição em matéria criminal.

Ilimar Franco, O Globo