16 de janeiro de 2012, 14:56

BRASIL Sul do País amplia estado de emergência devido à seca

Passa de 370 o número de municípios da região sul do País que estão em situação de emergência devido à estiagem que atinge os três estados nos últimos meses. A situação mais alarmante é do Rio Grande do Sul, onde 282 cidades tiveram o estado de emergência decretado. Outras 16 cidades do Estado já enviaram à Defesa Civil estadual a notificação de desastre. No total, 1.622.530 pessoas foram afetadas. Em Santa Catarina, subiu para 80 o número de municípios atingidos que também decretaram situação de emergência, com 489.814 pessoas afetadas pela estiagem. A cidade com situação mais crítica é Chapecó, que tem uma população de 183.530 habitantes. São Lourenço do Oeste e Pinhalzinho também estão entre as que maior prejuízo contabilizam, com 21.797 e 16.235 habitantes respectivamente. No Paraná, a escassez de chuvas dos últimos meses atinge 137 municípios do Estado, afetando 1.357.899 pessoas. Até o momento, 15 municípios decretaram situação de emergência. (Agência Estado)

16 de janeiro de 2012, 14:12

BRASIL Equipe de zoonoses faz vistoria nas dependências do Senado

Uma equipe da Gerência de Controle de Zoonoses do Distrito Federal vistoriou as dependências do Senado na manhã desta segunda-feira. O pedido de vistoria foi feito pela direção da Casa, depois que uma funcionária da Secretaria-Geral foi mordida no pé, na última quarta-feira, por um animal que não conseguiu idenficar, segundo a secretária-geral da Mesa Diretora, Claudia Lyra. De acordo com a assessoria do Senado, a equipe de zoonoses vai produzir um relatório e deve prestar informações sobre a inspeção ainda nesta tarde. Nesta sexta-feira, a Secretaria-Geral do Senado dispensou os servidores do trabalho para que fosse feita uma desratização e dedetização em parte das dependências da Casa. Em nota, o Senado afirmou que obedece a um “calendário regular de limpeza” e de prevenção, que inclui dedetização e desratização. Esse trabalho compreende ainda, de acordo com a nota, a limpeza de bueiros, latas de lixo externas e isolamento de frestas e caixas externas. (G1)

16 de janeiro de 2012, 13:59

BRASIL Por telefone, Kassab lança ofensiva para convencer petistas sobre aliança

Foto: Agência Estado

Gilberto Kassab (PSD), prefeito de São Paulo

O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (PSD), parece estar levando a sério a possibilidade de fechar aliança com o PT nas eleições municipais deste ano. Neste fim de semana, o fundador do PSD ligou para dirigentes petistas, desde vereadores até deputados estaduais e federais do PT em São Paulo, para defender a proposta de que um vice de seu partido pode ser um bom negócio para o candidato do PT à Prefeitura, Fernando Haddad. Na quinta-feira, Kassab telefonou para o próprio ministro da Educação e deixou claro que o PSD pode lhe indicar um vice. O prefeito de São Paulo explicou a Haddad que prioriza fechar uma aliança com o PSDB. No entanto, caso o ex-governador José Serra não saia candidato – como ele mesmo tem dito que não sairá – e o governador Geraldo Alckmin não aceite Guilherme Afif Domingos (PSD) como cabeça de chapa, não haverá acordo entre o PSD e os tucanos. (Terra Magazine)

16 de janeiro de 2012, 13:36

BRASIL Centrais sindicais realizam ato na quarta-feira pela queda dos juros

As centrais sindicais realizam, na manhã de quarta-feira, um ato em frente ao Banco Central, em São Paulo, reivindicando a queda na taxa básica de juros. No mesmo dia, o Copom (Comitê de Política Monetária) divulgará a nova taxa Selic. “Vamos pressionar para que o Copom mantenha a política de redução da taxa Selic. Baixar os juros funciona como um estímulo para a criação de novos empregos e para o aumento da produção no país”, disse Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), o Paulinho da Força Sindical. Em dezembro, na ata de sua última reunião, o Copom reduziu a Selic para 11% ao ano. (Folha)

16 de janeiro de 2012, 13:33

BRASIL Presidente uruguaio visita Lula amanhã em São Paulo

O presidente do Uruguai, José Pepe Mujica, chega amanhã a São Paulo exclusivamente para visitar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Diplomatas uruguaios informaram à Agência Brasil que Pepe Mujica passará apenas a terça-feira no Brasil com esse único compromisso. O local do encontro ainda está sendo definido. Pepe e Lula se tratam de “amigos”. A assessores, Mujica disse que quer prestar solidariedade a Lula, que faz tratamento de combate ao câncer de laringe. Diagnosticado há três meses com o tumor, o ex-presidente segue um rigoroso tratamento que começou com quimioterapia e agora está na fase de radioterapia, no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. O ex-presidente optou por revelar em detalhes todos os procedimentos médicos a que vem se submetendo. Ele raspou o cabelo e a barba no começo do tratamento. Bem-humorado, disse que estava se antecipando aos efeitos dos medicamentos. Em dezembro do ano passado, Lula concluiu o ciclo da quimioterapia principal. De acordo com a equipe médica que o acompanha, o tumor na laringe, que tinha três centímetros de diâmetro, teve uma redução de 75%. (Agência Brasil)

16 de janeiro de 2012, 13:15

BRASIL Edição do BBB12 ignora possível caso de estupro

Foto: Reprodução/TV Globo

Monique, na manhã deste domingo: sem saber o que aconteceu de fato

Se houve ou não abuso sexual no Big Brother Brasil 12, a Globo não viu. Ou fez que não viu. Durante todo o domingo, as redes sociais discutiram e compartilharam vídeos de mais de sete minutos em que a estudante gaúcha é agarrada pelo modelo paulista Daniel sob o edredom na casa do reality show. Os arquivos, retirados do Youtube devido a um acordo que a Globo mantém com o Google desde a novela Insensato Coração, mostram uma Monique estática, como se estivesse dormindo, a maior parte do tempo. Daniel, que não parou de se mexer por vários minutos sob a coberta, teria tirado proveito da estudante sem seu consentimento, afirmaram os usuários do Twitter, que pediram a saída do modelo do programa. Na edição que foi ao ar neste domingo, porém, nada disso foi mostrado. Nos poucos segundos do episódio exibidos, Monique corresponde à investida de Daniel. Leia mais no site da revista Veja.

16 de janeiro de 2012, 12:03

BRASIL Tião Viana recebe diretora para falar de filme sobre Marina Silva

A cineasta Sandra Werneck viaja hoje para Rio Branco, no Acre, para encontrar Tião Viana (PT), governador do Estado. Na pauta, as filmagens do longa sobre a vida da ex-senadora Marina Silva, 53. O filme começa a ser rodado em julho. Em novembro, Marina aceitou ter uma fase da sua vida retratada no filme da diretora. A proposta já vinha sendo feita há algum tempo pela diretora de cinema e Marina conta que só aceitou “porque a proposta é que o filme registraria um período, não viria pra essa coisa da política”. Marina disse que isso a deixou mais confortável. “Claro que as pessoas vão saber de quem se trata. Mas será muito mais um testemunho de vida para dialogar com os temas e as causas.” Marina nasceu em Breu Velho, no Acre. Com a saúde frágil, aprendeu a cozinhar e a lavar roupa enquanto dava os primeiros passos na alfabetização. Estudar foi a motivação para deixar, aos 16 anos, o seringal Bagaço, onde ajudava o pai na extração da borracha. (Folha)

16 de janeiro de 2012, 11:47

BRASIL Casa da Moeda abre concurso para 1.015 vagas

A Casa da Moeda do Brasil lançou concurso que oferece 27 vagas para posse imediata e 988 para formação de cadastro de reserva. As oportunidades são para cargos de nível médio e superior com rendimentos que variam entre R$ 1.395 e R$ 3.592. O concurso será organizado pela Fundação Cesgranrio e as inscrições podem ser feitas de 12 a 31 de janeiro pelo site www.cesgranrio.org.br. As taxas variam de R$ 45 (nível médio/técnico) a R$ 90 (nível superior). Em todo o país, mais de 43 mil vagas a serem preenchidas por concurso público estão com inscrições abertas esta semana. Leia mais no Congresso em Foco.

16 de janeiro de 2012, 11:35

BRASIL Dilma discute cortes no orçamento com Miriam Belchior

Foto: Agência Brasil

Miriam Belchior

A presidente Dilma Rousseff despacha hoje à tarde com a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, que retorna de férias. Na pauta, o corte de despesas no orçamento da União e investimentos para 2012. O tema será discutido em reuniões setoriais que a presidente pretende realizar na quinta, sexta-feira e sábado, como preparatória para a primeira reunião ministerial do ano, marcada para a próxima segunda-feira. O Ministério da Fazenda defende um corte drástico nos gastos, na casa de R$ 60 bilhões, para cumprir a meta cheia de superávit primário, de 3,1% do Produto Interno Bruto (PIB). Mas a presidente quer novos cálculos para preservar os investimentos neste ano de eleições. (Agência Estado)

16 de janeiro de 2012, 11:26

BRASIL Dilma sanciona lei que regulamenta emenda da saúde

Com 15 vetos, a presidente Dilma Rousseff sancionou nesta segunda-feira (16) a regulamentação da emenda constitucional que fixa os gastos obrigatórios do governo federal, dos Estados e dos municípios com o sistema público de saúde. A nova lei define quais ações podem ser contabilizadas como gastos em saúde e prevê punição para quem descumprir as novas regras. Pelo texto aprovado pelo Congresso em dezembro, permanece para a União a regra segundo a qual o governo deve aplicar na saúde o valor empenhado (reservado para gasto) no orçamento anterior, acrescido da variação nominal do PIB (Produto Interno Bruto). Um dos vetos da lei, sugerido pelos ministérios do Planejamento e da Fazenda, retirou o artigo que prevê “créditos adicionais” para a saúde na hipótese de revisão do valor nominal do PIB. Segundo os ministérios, “a necessidade de constante alteração nos valores a serem destinados à saúde pela União pode gerar instabilidade na gestão fiscal e orçamentária”. A proposta terá maior impacto nos cofres dos Estados. O percentual obrigatório que eles devem investir é 12% da receita. Mas, a partir de agora, eles não poderão contabilizar como gastos de saúde despesas como o pagamento de aposentadorias e restaurantes populares para alcançar esse percentual. A expectativa é que para cumprir as novas regras os governadores e prefeitos vão desembolsar R$ 3 bilhões ao ano.(Folha)

16 de janeiro de 2012, 11:24

BRASIL Sem citar problemas no Enem, Dilma elogia Haddad no rádio

No programa de rádio “Café com a Presidenta” desta segunda-feira, Dilma Rousseff falou sobre o Sisu (Sistema de Seleção Unificada) e aproveitou para parabenizar o ministro Fernando Haddad. Sem mencionar os problemas ocorridos no Enem, Dilma afirmou que o pré-candidato do PT à Prefeitura de São Paulo é “responsável por essa grande realização [Sisu]”. Além do vazamento de questões, após a correção, alunos entraram na Justiça para ter acesso à correção da redação. (Folha)

16 de janeiro de 2012, 11:21

BRASIL Brasileiro gasta menos com educação e mais com lazer, aponta pesquisa

O consumidor diminuiu seus gastos com educação e leitura na última década, o que levará à perda de peso do grupo Educação, Leitura e Recreação, de 8,74% para 7,37%, no cálculo dos indicadores da família dos Índices de Preços ao Consumidor (IPCs). A atualização de ponderação entrará em vigor em fevereiro, e leva em conta o novo perfil do consumidor brasileiro apurado pelo IBGE em sua Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF) de 2008 -2009. Segundo a Fundação Getúlio Vargas (FGV), com a atualização de pesos, a participação do sub-grupo educação, dentro de Educação, Leitura e Recreação, cairá de 5,7% para 3,8% a partir do mês que vem. No caso do sub-grupo leitura, o peso diminuirá de 0,4% para 0,3%. Em contrapartida, o brasileiro tem usado mais de seu orçamento familiar em atividades recreativas. O sub-grupo Recreação aumentará seu peso de 2,5% para 3,1%, a partir de fevereiro, dentro de Educação, Leitura e Recreação. As informações são da Agência Estado.

16 de janeiro de 2012, 11:05

BRASIL Governo nomeia novo responsável pelo Brasil sem Miséria

A Casa Civil publicou, nesta segunda-feira, a nomeação do novo secretário extraordinário para Superação da Extrema Pobreza, responsável pelo programa Brasil sem Miséria, Tiago Falcão Silva. Ele substitui a pesquisadora da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) Ana Fonseca. A iniciativa, que pretende tirar 16 milhões de brasileiros da extrema pobreza, é uma das principais bandeiras do governo de Dilma Rousseff. Falcão é economista formado pela Universidade de Brasília e mestre em desenvolvimento econômico pela Unicamp. Ele já ocupava o cargo de secretário nacional de Renda de Cidadania no MDS (Ministério do Desenvolvimento Social). O posto será assumido agora por Luis Henrique da Silva de Paiva. (R7)

16 de janeiro de 2012, 10:38

BRASIL Paulo Bernardo e Dilma conversam sobre concessões

Paulo Bernardo e Dilma Rousseff

O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, deve retomar hoje à tarde, com a presidente Dilma Rousseff, a discussão sobre a mudança das regras para a licitação de concessões de rádio e TV. Ele se reuniu na última sexta-feira com a presidente, para esse fim. Mas Dilma, segundo a assessoria do ministro, solicitou novas alterações no texto do decreto que deve ser assinado nesta semana. O objetivo, segundo o ministro é tornar as licitações mais transparentes e rigorosas. “No ano passado, recebemos denúncia de que pessoas ganharam licitações sem ter a mínima capacidade financeira para isso.”, afirmou o ministro à Agência Estado. Desde então, os leilões de concessão estão suspensos. O encontro de Paulo Bernardo com a presidente está marcado para as 17 horas. (Agência Brasil)

16 de janeiro de 2012, 10:33

BRASIL Começa hoje julgamento de acusados de assassinar deputada Ceci Cunha

Deputada federal alagoana foi morta a tiros na varanda da casa da irmã em 1998

O júri popular do caso Ceci Cunha, deputada federal alagoana que foi morta a tiros na varanda da casa da irmã em 1998, começa nesta segunda-feira. De acordo com o Ministério Público, o crime teve motivação política, pois o primeiro suplente da vaga, o ex-deputado Talvane Albuquerque, queria ocupar o posto na Câmara dos Deputados para retardar o julgamento de outros processos a que respondia na Justiça. A deputada foi assassinada em dezembro de 1998 pouco após ser diplomada no cargo. Ela visitava a irmã, que havia acabado de ganhar um bebê. Três assessores de Talvane invadiram a varanda onde todos conversavam e dispararam dezenas de tiros. Além de Ceci, foram mortos seu marido, o cunhado e a mãe do cunhado. Apenas a irmã da política e o bebê escaparam com vida. Talvane assumiu a vaga de Ceci Cunha, mas foi cassado por quebra de decoro por suposto envolvimento com pistoleiros em 1999. Também são acusados os assessores de Talvane, considerados os executores do crime: Jadielson Barbosa da Silva, Alécio César Alves Vasco, José Alexandre dos Santos e Mendonça Medeiros da Silva. Todos respondem o processo em liberdade. (O Globo)