15 de março de 2012, 15:35

BRASIL Popó é o novo comentarista de boxe da Record

Acelino Popó Freitas, ex-lutador de boxe, foi convidado pela Record para integrar seu time de comentaristas. Ex-boxeador e deputado federal comentará lutas de boxe nos Jogos Olímpicos de Londres. Popó irá atuar como comentarista na transmissão das lutas de boxe das Olimpíadas de Londres, que acontecem este ano. De acordo com a Veja, o ex-lutador aceitou o convite mas ainda não acertou o cachê com a emissora. “É um momento bom para o boxe e vai ser uma experiência boa para mim”, disse Popó. (Portal Imprensa)

15 de março de 2012, 15:00

BRASIL Regras de privacidade do Google pretendem explorar o internauta, sugere deputado

A Comissão de Defesa do Consumidor vai realizar audiência pública para discutir as novas regras de privacidade do Google e seus impactos. A reunião ainda não tem data marcada. A nova política de privacidade do Google, em vigor desde 1º de março, unificou os termos de serviço de seus produtos – mais de 60 conjuntos de regras são substituídos por um único texto. A nova política permite que o site de buscas relacione todas as informações que os usuários fornecem a diferentes serviços da empresa. A iniciativa do debate é do deputado Paulo Pimenta (PT-RS). “Como forma de justificar a mudança, mas sem revelar claramente o real interesse da empresa, o Google divulgou que a integração dos dados dos internautas permitirá uma melhor seleção de busca, de acordo com o perfil e o histórico deixado pelos usuários na internet”, diz. “Segundo especialistas, o que o Google pretende, na verdade, é obter o máximo de informações para repassar aos seus anunciantes, gerando maior lucro com base na exploração das preferências de cada pessoa, ao acessar a internet”, afirma. Pimenta quer avaliar também se os Termos de Serviço contrariam o Código de Defesa do Consumidor. Ele afirma que, pela nova política de privacidade da Google, são proibidas ações judiciais de usuários contra a empresa fora da Comarca de Santa Clara, na Califórnia, local sede do Google. (Agência Câmara)

15 de março de 2012, 14:45

BRASIL Queixas de consumidores no Twitter crescem 379% em 1 ano

Reclamar de uma empresa no serviço de microblog Twitter está cada vez mais na moda entre os consumidores. Estudo da E.life, que presta consultoria para companhias que se relacionam com seus clientes na web, revela que de 2010 para 2011 o número de mensagens na rede social com a hashtag #fail — falha, em inglês — cresceu 379%, de 56.778 para 272.181 tweets. Por meio de um software que varre a plataforma do site de microblog, a E.life detectou que as cinco categorias com mais reclamações (ou #fail) no ano passado foram a de alimentos, que inclui restaurantes e marcas de comida e bebida (com 119.524 ocorrências); operadoras de telefonia fixa e móvel (56.740); eletroeletrônicos (18.182); bancos, seguradoras e cartões (16.252); e provedores de internet (14.838). Leia mais no Estadão.

Nayara Fraga, do Estadão

15 de março de 2012, 14:30

BRASIL Advogados de Heraldo Pereira pedem que Paulo Henrique Amorim faça nova retratação

O jornalista Heraldo Pereira, da TV Globo, ainda não está satisfeito com as retratações de Paulo Henrique Amorim. Os advogados de Pereira afirmam que no acordo firmado, Amorim se comprometia a publicar a retratação nos jornais Folha de S. Paulo e Correio Braziliense, mas as notas não foram adequadas à determinação da Justiça. Segundo a Band, o advogado de Heraldo Pereira, Rafael Klier da Silva Oliveira, afirmou que o texto publicado em Brasília havia sido alterado e que a publicação da Folha foi realizada um dia após o prazo, além de ter sido veiculada apenas na edição local do jornal. Rafael Klier afirma que Heraldo está pedindo que sentença seja cumprida, já que ela especificava que caso Paulo Henrique Amorim descumprisse a decisão judicial, a retratação deveria ser publicada uma pela segunda vez. Já o advogado de Amorim, Cesar Marcos Klouri, diz que seu cliente cumpriu o acordo. E afirma desconhecer um novo pedido de retratação. “Uma coisa é certa, Paulo Henrique Amorim não descumpre determinação judicial, não descumpriu, e eu, como seu advogado não o aconselharia a isso. Se eles [advogados de Pereira] estão entendendo de modo contrário vamos deixar que a Justiça resolva”, concluiu. (Portal Imprensa)

15 de março de 2012, 14:29

BRASIL Líderes do Senado pedem que relator retire indicação de diretor da ANTT da pauta

A liderança do governo no Senado e o líder do PT, Walter Pinheiro (BA), pediram ao relator Vicentinho Alves (PR-TO) que retire da pauta da Comissão de Infraestrutura a mensagem presidencial indicando o nome de Mário Rodrigues Júnior para uma das diretorias da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). “Não iria ter clima [para qualquer votação nesta semana], por isso deixamos para a semana que vem”, disse o líder do PT, Walter Pinheiro. Ele acrescentou que não adianta marcar qualquer sabatina se a base do governo não teria o que falar. O parlamentar disse, ainda, que o objetivo do adiamento foi evitar que “alguém se vingasse [politicamente] no sabatinado”. Na semana passada, o Senado rejeitou a recondução de Bernardo Figueiredo à diretoria-geral da ANTT.

15 de março de 2012, 14:07

BRASIL Dilma vistoria obras e visita túnel da Ferrovia Norte-Sul

A presidenta Dilma Rousseff percorreu hoje, em um tipo de vagão chamado de auto de linha, usado para inspecionar trilhos, um trecho da Ferrovia Norte-Sul, na cidade de Anápolis, em vistoria às obras. A visita, que durou cerca de 20 minutos, também foi acompanhada pelo governador de Goiás, Marconi Perillo, e pelos ministros do Planejamento, Miriam Belchior, e dos Transportes, Paulo Sérgio Passos. Por volta das 11h40, os integrantes da comitiva visitaram o túnel 2 da ferrovia e ouviram explicações dos engenheiros que trabalham na obra. De Anápolis, a presidenta seguiu de helicóptero para Goianira, onde tem uma reunião de trabalho com técnicos no canteiro de obras do lote 1 da Ferrovia Norte-Sul. A ferrovia é uma das obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e, quando concluída, terá cerca de 3 mil quilômetros de extensão que farão a integração de regiões do país, reduzindo o custo do transporte de cargas e favorecendo o crescimento de projetos agropecuários e agroindustriais nesse eixo.

15 de março de 2012, 14:00

BRASIL Governo só volta a dialogar se PR deixar oposição, diz líder no Senado

O líder do governo no Senado, Eduardo Braga (PMDB-AM), afirmou nesta quinta-feira que o “diálogo” do governo com o PR só terá continuidade se os senadores do partido voltarem atrás na decisão integrar a oposição. “Não dá para conversar dessa forma. […] É necessário nesse momento que o PR faça uma reavaliação dessa posição para que possamos retomar qualquer tipo de diálogo”, disse Braga. Nesta quarta, o líder do PR no Senado, Blairo Maggi (MT), afirmou que rompeu com o governo da presidente Dilma Rousseff devido à demora na indicação de um nome apoiado pelo partido para o comando do Ministério dos Transportes. Desde que o senador Alfredo Nascimento (PR-AM) deixou o cargo, em julho, em razão de denúncias de irregularidades, o ministro dos Transportes é Paulo Sérgio Passos. Embora filiado ao PR, Passos não é reconhecido pelos senadores como uma indicação do partido.

Nathalia Passarinho, do G1, em Brasília

15 de março de 2012, 13:00

BRASIL Presidente da Previ empresta R$ 190 mil em dinheiro para comprar casa

O presidente da Previ, Ricardo Flores, emprestou R$ 190 mil em dinheiro para comprar uma casa em Brasília em 2010, segundo informou o jornal Folha de S.Paulo. Segundo ele, quantia foi emprestada de um empresário famoso, que nega a informação. Flores já havia assumido à Previ, ainda em 2010, ter ativos de R$ 150 bilhões. O ex-vice-presidente do Banco do Brasil comprou a casa da dentista Angela Françolin por R$ 1,65 milhão. Em entrevista, Flores afirmou ter pago R$ 900 mil com empréstimo da Previ e R$ 750 mil com os próprios recursos. Ricardo Flores, atualmente, ganha R$ 50 mil bruto por mês. A dentista confirmou que parte do pagamento foi em espécie. “Fui um dia, à tarde, buscar na imobiliária. O dinheiro estava num envelope pardo.” Leia mais no Estadão.

15 de março de 2012, 12:39

BRASIL Carlinhos Cachoeira negocia delação premiada

O bicheiro Carlinhos Cachoeira negocia com o Ministério Público um acordo de delação premiada. Cachoeira foi preso no dia 29 de fevereiro. O Palácio do Planalto foi informado do início das negociações e acompanha o caso. (Leandro Loyola/ Felipe Patury/Época)

15 de março de 2012, 12:23

BRASIL Negociação sobre bebida na Copa teve ‘grande confusão’, diz Maia

Presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PT-RS)

O presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia, disse nesta quinta-feira que houve uma “grande confusão” nas negociações sobre a liberação de bebidas na Lei Geral da Copa. Nesta quarta, após reunião de líderes, deputados governistas disseram que o Brasil não se comprometeu com a Federação Internacional de Futebol (Fifa) a permitir a venda de álcool nos estádios durante a Copa do Mundo. Horas depois, o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, divulgou uma nota em que desmente a versão dos parlamentares e diz que negociará para manter a previsão de comercialização de bebidas nos jogos do mundial. “O que eu ouvi de ontem até hoje foi uma grande confusão em relação a essa matéria. Inclusive, há temas que foram assinados pelo governo, compromissos assumidos com a Fifa”, disse Marco Maia. Leia mais no G1.

Nathalia Passarinho, G1

15 de março de 2012, 11:46

BRASIL STJ mantém bloqueio de bens de conselheiro do TCE

Foto: Época

Eduardo Bittencourt Carvalho

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) manteve ontem o bloqueio total dos bens do conselheiro Eduardo Bittencourt Carvalho, do Tribunal de Contas do Estado (TCE), sob suspeita de enriquecimento ilícito e ato de improbidade administrativa. O patrimônio de Bittencourt, supostamente amealhado pelo caminho da corrupção, é estimado em R$ 50 milhões. A ordem é da ministra Laurita Vaz que, na mesma decisão, em caráter liminar, devolveu a Bittencourt a cadeira de conselheiro do TCE, da qual ele havia sido afastado em 22 de novembro. Laurita mandou, ainda, suspender a ação civil contra Bittencourt, aberta pela 1.ª Vara da Fazenda Pública da Capital. O sobrestamento dos autos vai prevalecer até julgamento de mérito da reclamação apresentada pela defesa do conselheiro. Ao manter a indisponibilidade de bens de Bittencourt, a ministra alertou que “o desfazimento dessas providências pode gerar sérios empecilhos ao futuro e eventual ressarcimento ao erário”. Bittencourt vai se aposentar em 1.º de abril, aos 70 anos. Leia mais no Estadão.

Fausto Macedo, Agência Estado

15 de março de 2012, 10:58

BRASIL Partidos se unem contra norma TSE por barrar candidaturas

Para garantir que 21 mil políticos que tiveram suas contas rejeitadas possam ser candidatos, 18 partidos da base aliada do governo e da oposição se uniram na quarta-feira para pedir ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) que revogue a decisão de barrar nas eleições deste ano os políticos que tiveram prestações de contas rejeitadas em eleição anterior. A proibição consta da resolução do TSE aprovada dia 1º de março último, por 4 votos a 3. Eles decidiram por unanimidade, reunidos na liderança do PMDB, apoiar o pedido de reconsideração da medida feito pelo PT no último dia 8. Alegam que a decisão ignora o prazo da anualidade, pela qual a legislação eleitoral deve ser adotada pelo menos um ano antes do pleito. Se for mantida a proibição, o próprio tribunal avalia que 21 mil candidatos que tiveram contas reprovadas não poderão disputar, em outubro, as eleições para prefeitos e vereadores. Leia mais no R7.

15 de março de 2012, 10:39

BRASIL Governo lança site que permitirá ao consumidor receber alerta de recall

Consumidor poderá se cadastrar e receber informações dos chamamentos

O Ministério da Justiça anunciou nesta quinta-feira um novo site de sistema de alertas de recall que permite ao consumidor se cadastrar para o recebimento de informações sobre as manutenções nos produtos. O site é o www.mj.gov.br/recall. O consumidor poderá acompanhar de forma eletrônica os chamamentos sobre manutenção de diversos produtos. Segundo o ministério, o maior número de recalls no Brasil é de veículos. Nos primeiros dois meses de 2012 foram registrados pelo Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor oito campanhas recalls de diversas montadoras. O anúncio ocorre em comemoração ao Dia Mundial do Consumidor, 15 de março.O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, dará na manhã desta quinta mais detalhe sobre o novo site. Ele vai assinar uma portaria com detalhes da ação. (G1)

15 de março de 2012, 10:30

BRASIL Major-brigadeiro da Aeronáutica defende punição aos torturadores da ditadura

A Comissão da Verdade aprovada pelo Congresso é uma novidade positiva para esclarecer o passado, mas é fundamental punir quem torturou e matou durante a ditadura militar. Mais: é “burrice” das Forças Armadas defender o contrário, já que a maior parte dos que fazem parte delas hoje não participou das violações de direitos humanos. As opiniões não são de nenhum militante de esquerda ou familiar de morto ou desaparecido político. São de um militar da Força Aérea Brasileira (FAB), detentor da segunda maior patente da Aeronáutica e herói da Segunda Guerra Mundial. Maranhense radicado no Rio de Janeiro, o Major-Brigadeiro-do-Ar Rui Moreira Lima, 92 anos, participou de 94 missões de guerra na Itália. Ele não gosta de se definir nem como de esquerda nem como de direita, mas como um democrata. Em 1964, foi um dos poucos militares a resistir ao golpe que deu início a 21 anos de ditadura. No dia 31 de março, pegou um avião e foi localizar as tropas que o general Olympio Mourão Filho guiava de Minas Gerais para derrubar o presidente João Goulart, no Rio de Janeiro. Chegou a fazer alguns voos rasantes sobre as tropas de Mourão. Sem autorização para atirar, voltou para a base de Santa Cruz, no Rio. Cassado, passou cerca de quatro meses preso e ficou proibido de voar por mais de 17 anos. Leia mais na Época.

Ângela Pinho, Época

15 de março de 2012, 10:03

BRASIL O governo, a base e as baratas

A presidente Dilma Rousseff designou o deputado Arlindo Chinaglia, do PT, para líder do governo no Senado Federal. Pelo menos foi isto o que o Diário Oficial da União publicou. Mas ela designou também o senador Eduardo Braga, do PMDB, para líder do governo no Senado Federal.

Claro que essa foi apenas mais uma trapalhada, quase se poderia dizer um descuido. Tem importância? Tem, como sinal. Trata-se de um ato formal da presidente da República que, pretendendo designar um deputado para a importante função de líder do governo na Câmara, o faz para a liderança do governo no Senado, para a qual havia sido designado logo antes, e neste caso sem trapalhada, um senador. Também é claro que o erro na publicação ocorreu em nível de assessoria, mas é desconcertante que ninguém acima haja notado o descuido a tempo de corrigi-lo. Uma gestão muito distraída. Ou atrapalhada.

A impressão que se tem é que o ambiente no Palácio do Planalto, pelo menos no que diz respeito às relações do governo com o Congresso Nacional, melhor dizendo, com sua base de sustentação no Congresso, é de “barata voa”. Uma coisa mais ou menos assim: o predador pretende matar as baratas da crise na base governista, mas elas voam, assustando o predador e levando-o a reagir no susto, que o baratina.

E susto grande houve quando o Senado Federal, onde a base governista representa mais de 70 por cento da Casa, rejeitou uma indicação pessoal da presidente Dilma Rousseff para o comando da Agência Nacional de Transportes Terrestres, exatamente o homem enfronhado nos trilhos do absurdo projeto do trem- bala, que tem a estima da presidente. A rejeição, em voto secreto, resultou de uma rebelião liderada por peemedebistas para pressionar o governo.

Mas tem sido susto atrás de susto. Enquanto o novo líder do governo no Senado dizia ontem que sua missão é de “unificar e pacificar o PMDB” e “ampliar a interlocução da base com o governo” – esta expressão está na moda –, um outro foco de crise que vinha se manifestando informalmente tornou-se ostensivo, declarado e formal: os senadores do PR, partido que tem sete das 81 cadeiras do Senado, decidiram encerrar as negociações com o Palácio do Planalto para indicar o ministro dos Transportes e imediatamente romperam com o governo, passando a oposição. O PR era governo e tinha nos Transportes o ministro Alfredo Nascimento, alvo de denúncias e por isto exonerado em julho.

O PR queria voltar ao Ministério dos Transportes, mas as negociações não progrediam. O senador Blairo Maggi, do Mato Grosso, principal negociador pelo lado do PR, chegou a ser convidado para o cargo, mas não aceitou. Havia uma expectativa de que o PR indicasse e a presidente nomeasse o ex-senador César Borges, presidente do PR na Bahia, contra o qual não existem denúncias de improbidade ou quaisquer outros “malfeitos”, como diz Dilma Rousseff.

Uma eventual nomeação de César Borges seria até uma espécie de compensação para a Bahia, que perdeu importantes postos – ministérios dos Esportes, das Cidades, do Desenvolvimento Agrário e presidência da Petrobras –, mas havia um obstáculo a superar, o fato de Borges e o governador Jaques Wagner estarem em campos políticos diferentes, adversários nas eleições de 2010.

O senador Blairo Maggi explicou as coisas de forma lapidar, após a reunião da bancada do PR que tomou as decisões já descritas: “Fui lá hoje. Não tinha definição. Eu não quero mais negociar porque o negócio não desenvolve. Então, resolvemos (os senadores do PR) que estamos fora da discussão e isso significa que estamos na oposição”.

Ivan Carvalho, Tribuna da Bahia