8 de julho de 2012, 08:42

BRASIL Para acusação, carta desmascara o goleiro Bruno

Os advogados de acusação estão convencidos de que a defesa do goleiro Bruno montou uma estratégia para tentar inocentar o ex-jogador, contando com a colaboração de Luiz Henrique Romão, o Macarrão, para assumir toda a culpa pelo sequestro, tortura e morte da jovem Eliza Samudio. Em entrevista ao site de VEJA, o advogado José Arteiro Cavalcante de Lima, que atua junto ao Ministério Público de Minas Gerais no processo, afirmou nesta tarde que pretende anexar ao processo uma cópia da carta escrita por Bruno, endereçada ao amigo, falando do “plano B” e pedindo desculpas por ter que agir dessa maneira. O documento foi revelado pela edição de VEJA que chegou às bancas neste sábado. Bruno está preso desde julho de 2011, aguardando julgamento. Para Arteiro, a carta comprova a tese de que a polícia e o Ministério Público haviam formulado ainda no início do processo: a de que em algum momento do processo a defesa dos envolvidos no sumiço de Eliza tentaria tirar de Bruno a responsabilidade pelo crime, usando para isso até uma possível confissão de Macarrão. Desta forma, Bruno estaria livre para voltar a atuar no futebol e, como sempre fez, sustentar as famílias dos envolvidos e arcar com os custos de defesa. Leia mais na Veja.

Andréa Silva, Veja

8 de julho de 2012, 08:20

BRASIL Mega-Sena acumula e deve pagar R$ 27 milhões no próximo sorteio

Nenhuma aposta acertou as seis dezenas do concurso 1.404 da Mega-Sena, sorteado na noite deste sábado (7) em Unaí, Minas Gerais. Desta forma, o prêmio está acumulado e deve chegar a R$ 27 milhões para o próximo concurso, cujo sorteio está programado para quarta-feira. As dezenas sorteadas neste sábado foram: 07 – 08 – 27 – 31 – 32 – 51. Acertaram a quina 88 apostadores, que receberão cada um R$ 25.404,89. A quadra foi feita por 7.470 pessoas, que irão faturar R$ 427,54 cada. (Último Segundo/Ig)

8 de julho de 2012, 08:10

BRASIL Gabriel García Márquez ‘sofre de demência’ e não escreve mais

O irmão do escritor colombiano Gabriel García Márquez confirmou que o vencedor do prêmio Nobel de Literatura está sofrendo de demência. Jaime García Márquez disse a estudantes em Cartagena que o escritor, de 85 anos, está perdendo a memória e não escreve mais. Mas ele insistiu que seu irmão estava em boas condições de saúde. A obra-prima do realismo fantástico de Gabriel García Márquez, Cem anos de solidão, começa com a história de uma família que não consegue cuidar do patriarca senil. (BBC Brasil)

8 de julho de 2012, 07:30

BRASIL Mais uma “herança maldita” de Gabrielli no colo de Graça Foster

Gabrielli

Seis meses já se passaram desde que a Petrobras anunciou o resultado da concorrência para a construção de 26 sondas de perfuração de petróleo. Um investimento monstro de 70 bilhões de reais. De lá para cá, no entanto, nada aconteceu. Os contratos com as duas empresas vencedoras — a Sete Brasil (21 sondas) e a Ocean Rig (cinco sondas) — ainda não foram assinados. A demora, que impacta diretamente na capacidade de produção de Petrobras, está ligada a problemas com a Sete Brasil. É mais uma herança maldita deixada por José Sérgio Gabrielli que está explodindo no colo de Graça Foster. (Radar On-line/Veja)

8 de julho de 2012, 07:00

BRASIL As manchetes deste domingo

– A Tarde: Homens queimam e matam morador de rua em Salvador

– Globo: Brasil tem 82 escolas de 1º Mundo em áreas pobres

– Folha: Pessimismo trava crescimento, diz chefe do BNDES

– Estadão: Governo tem R$ 59 bi para investimento, mas não consegue gastar

– Correio: Cidadanias são vendidas até pela internet

– Veja: Menor + Álcool – proibido mas ninguem liga

– Época: Reportagem Especial – O Universo, Deus e você

– IstoÉ: Ciência – o que representa a descoberta da partícula de Deus

– CartaCapital: O progresso volta ao litoral

7 de julho de 2012, 18:47

BRASIL Uma CPI programada para fracassar (Editorial)

Frustrado o plano de um grupo do PT de instalar a CPI do Cachoeira para manipulá-la a fim de ajudar mensaleiros e tentar emparedar a imprensa profissional, a comissão passou a ser um trambolho do qual o governo tenta se livrar.

Tem obtido êxito até agora. Criada a partir de duas operações da Polícia Federal, Monte Carlo e Las Vegas, a CPI reúne farto material para empreender uma ação histórica no Congresso contra a infiltração do crime organizado nos poderes republicanos. E por isso ela não evolui.

O esquema do contraventor goiano Carlinhos Cachoeira, investigado pela PF, parece bem conectado com a gestão do tucano Marconi Perillo, em Goiás, mas também com a administração do petista Agnello Queiroz, em Brasília, assim como no Congresso — vide Demóstenes Torres — e em meandros da administração federal responsáveis por contratar obras. Neste braço do esquema está a empreiteira Delta. Há, ainda, registros de contatos no Judiciário e no Ministério Público.

O material levantado pela PF, repleto de registros de ações criminosas, muitas na esfera da subtração do dinheiro público, mereceria um profundo trabalho de garimpagem, pela CPI, na reconstituição desta enorme trama montada a partir do contraventor.

Assim, seria possível propor alterações de legislação para evitar a repetição dos delitos. Tudo ilusório. Mas espera-se, pelo menos, que a Justiça e o MP consigam desmentir a ideia de que no Brasil reina a impunidade, ainda mais quando se trata de punir poderosos ou pessoas articuladas com poderosos.

Leia mais em Uma CPI programada para fracassar

O Globo

7 de julho de 2012, 18:44

BRASIL Legalização de dinheiro ilícito (Editorial)

É decerto do interesse do Brasil receber os impostos sobre quantias transferidas por seus cidadãos ou empresas para paraísos fiscais. Mas não da forma como propõe a Suíça.

Em entrevista a Jamil Chade, correspondente do Estado em Genebra, a presidente da Confederação Suíça, Eveline Widmer-Schlumpf, propôs um acordo fiscal ao Brasil, a exemplo dos que seu governo já concluiu com a Áustria e o Reino Unido, pelo qual os bancos suíços em que brasileiros tiverem conta remetam de volta os impostos incidentes sobre os depósitos lá efetuados, mantendo, no entanto, sigilo absoluto sobre o total das contas e os nomes de seus titulares.

Encerrando-se aí as pendências, isso significaria que o País renunciaria a seu direito de processar os depositantes por lavagem de dinheiro e sonegação de impostos e desistiria de tentar recuperar recursos públicos desviados.

Ou seja, o País trocaria uma certa receita por um indulto àqueles que infringiram a lei, o que representaria, na verdade, um incentivo à corrupção.

Quem conseguir transferir para a Suíça dinheiro sujo, teria a segurança de que o máximo que lhe poderia acontecer é ter parte dele devolvida a título de pagamento de impostos.

Por meio desse esquema, o governo da Suíça estaria procurando fugir de uma regulamentação internacional sobre os paraísos fiscais, pela qual o Grupo dos 20 (G-20) vem pressionando.

Eveline Widmer-Schlumpf, que é também ministra das Finanças, disse que já discutiu a ideia com o ministro da Fazenda, Guido Mantega, em janeiro deste ano, durante o Fórum Econômico Mundial, em Davos, e que pretende voltar à carga em setembro durante a reunião do Fundo Monetário Internacional (FMI), em Tóquio.

Encarando o tema sob o ponto de vista estritamente financeiro, a presidente suíça considera que “será um acordo que trará ganhos para ambos os lados. Não queremos dinheiro de pessoas que não tenham pago os seus impostos”.

Seria uma proposta construtiva, se não ignorasse os aspectos jurídicos e morais da questão.

Leia a íntegra em Legalização de dinheiro ilícito

O Estado de S.Paulo

7 de julho de 2012, 12:15

BRASIL Ronaldo Cunha Lima morre na Paraíba

O ex-governador da Paraíba Ronaldo Cunha Lima morreu aos 76 anos neste sábado na casa da família, em João Pessoa. Ele lutava contra um câncer no pulmão desde 2011. O senador Cássio Cunha Lima (PSDB), filho de Ronaldo, confirmou a morte pelo twitter. “Os Poetas não morrem! O Poeta Ronaldo Cunha Lima, após uma vida digna, descansou”, afirmou Cássio. Ele também agradeceu a solidariedade dos amigos. “Louvamos a Deus pela bela existência do Poeta Ronaldo e agradecemos a todos por toda solidariedade.” (Último Segundo/Ig)

7 de julho de 2012, 12:00

BRASIL Esquenta a campanha em Minas Gerais

Aécio Neves

A irmã do senador Aécio Neves (PSDB-MG), jornalista Andréa Neves, coordenará a área de comunicação da campanha de reeleição do prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda (PSB). O ingresso de Andréa Neves na campanha de Lacerda revela o empenho que Aécio, pré-candidato a presidente da República, pretende dar a questão.

“Era para ser uma eleição morna. De repente, virou um plebiscito entre o PSDB e o PT e uma prévia da 2014″, diz um dos chefes da campanha de Lacerda. Daqui a dois anos, Aécio deve disputar o Planalto com a presidente Dilma Rousseff.

_ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _

O PT quer que o marqueteiro João Santana assuma a campanha de Patrus Ananias em Belo Horizonte. Poucos movimentos são tão reveladores da importância que o partido passou a dar a uma eleição que tinha tudo para estar entre as mais mornas deste ano. Há uma semana, tanto PT quanto PSDB apoiavam a reeleição de Márcio Lacerda (PSB).

O PT lançou candidato próprio. Quer Santana, seu guru eleitoral, no comando da campanha mineira para ter mais chances de infligir uma derrota ao prefeito Lacerda e seu padrinho, o senador Aécio Neves (PSDB-MG).Em 2014, Aécio deve disputar o Planalto com a presidente Dilma Rousseff.

Neste momento, Santana já está à frente de duas campanhas: de Fernando Haddad para prefeito de São Paulo e de Hugo Chávez, que tenta reeleição na Venezuela.

Felipe Patury, ÉPOCA

7 de julho de 2012, 11:58

BRASIL Comissão da Verdade: procura-se, por Ilimar Franco

Tanto critério para escolher os integrantes da Comissão da Verdade e eis que um dos sete, o jurista pernambucano José Paulo Cavalcanti Filho, não apareceu em nenhuma das reuniões do órgão. Esteve na posse, abraçou a presidente Dilma, tirou fotos e … sumiu.A Comissão da Verdade já é alvo de críticas. Movimentos de Direitos Humanos observam que, em 2 anos, a comissão se reunirá apenas 48 vezes; que as oitivas são sigilosas quando deveriam ser públicas; que não há cronograma de reuniões abertas e externas, e que é baixo o número de técnicos disponibilizados. São 14, enquanto a Comissão da Verdade da África do Sul teve 450.

Ilimar Franco, O Globo

7 de julho de 2012, 11:45

BRASIL Candidatos estão proibidos de participar de inauguração de obras a partir deste sábado

Com o início da campanha eleitoral, fica proibido aos candidatos a prefeito, vice-prefeito e vereador participarem de inauguração de obras públicas ou fazer pronunciamentos em rádio e TV fora do horário eleitoral, a não ser em casos de emergência a critério da Justiça Eleitoral. A regra também vale para postulantes à reeleição. Além disso, quem for prefeito, vice-prefeito ou vereador não poderá autorizar propaganda de produtos e serviços de seu governo, salvo para o que tenha concorrência no mercado. A exceção fica para cargos em comissão e designação ou dispensa de funções de confiança; nomeação de cargos do Poder Judiciário, do Ministério Público, dos tribunais ou conselhos de contas e dos órgãos da Presidência da República; aprovados em concursos públicos homologados até 7 de julho deste ano; nomeação ou contratação necessária à instalação ou ao funcionamento inadiável de serviços públicos essenciais; transferência ou remoção de militares, de policiais civis e de agentes penitenciários. Leia mais no UOL.

7 de julho de 2012, 11:30

BRASIL Mega-Sena acumulada pode pagar R$ 10 milhões neste sábado

Mega-sena

O concurso número 1.404 da Mega-Sena, que será sorteado na noite deste sábado, poderá pagar R$ 10 milhões ao ganhador. O sorteio ocorre às 20h e as apostas podem ser feitas até as 19h. Na última quarta-feira, ninguém acertou as seis dezenas do concurso 1.403. Confira os números sorteados: 13 – 16 – 20 – 26 – 39 – 42. Segundo a Caixa Econômica Federal, 95 apostas acertaram cinco dezenas e vão levar R$ 19.010,85 cada. Outras 6.176 fizeram a Quadra e vão receber R$ 417,75 cada. (Terra)

7 de julho de 2012, 10:30

BRASIL Governo libera R$ 421 milhões só nos cinco primeiros dias de julho

Na reta final das liberações de recursos orçamentários por conta do prazo imposto pela legislação eleitoral, que terminava à meia-noite de sexta-feira, o governo acelerou o empenho de emendas parlamentares para favorecer prefeituras. Para conter uma rebelião pela baixa liberação de verbas até maio, só nos primeiros cincos dias de julho o governo empenhou R$ 421,5 milhões. Com isso, conseguiu elevar o atendimento dos pedidos para R$ 1,4 bilhão, apenas 7% dos R$ 20,8 bilhões aprovados no Orçamento da União de 2012 para emendas individuais e coletivas de senadores e deputados. A área técnica do governo só atualizará os números finais dos empenhos feitos ontem na próxima semana, mas a expectativa dos parlamentares é de que o Planalto tenha cumprido a promessa de que, pelo menos, R$ 2,4 bilhões tenham sido empenhados no ano.

Isabel Braga e Cristiane Jungblut, O Globo

7 de julho de 2012, 10:15

BRASIL Governo federal vai cortar ponto de servidores em greve

O governo vai cortar o ponto dos servidores federais em greve. A orientação foi repassada pelo Ministério do Planejamento aos órgãos públicos. Segundo a assessoria da pasta, as negociações com os servidores não serão interrompidas. O Planejamento alertou os órgãos públicos para a necessidade de cumprir a lei de greve (Lei 7.783, de junho de 1989) que vale para os trabalhadores do setor privado e é aplicada ao funcionalismo na falta de uma lei específica para a categoria. (O Globo)

7 de julho de 2012, 10:00

BRASIL Em MT, 90% dos magistrados recebem acima do teto

Vannildo Mendes, Estadão.com.br No Tribunal de Justiça do Mato Grosso, a folha salarial de abril divulgada na Internet mostra que, de um total de 370 magistrados ativos e inativos, inclusive pensionistas, 322 (quase 90% deles) receberam valores acima do teto constitucional, que é de R$ 26,7 mil, o equivalente ao que ganha um ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). Os valores variaram de R$ 27 mil a 68 mil, recebido por um desembargador. Em Sergipe, o quadro se repete e 190 magistrados aparecem na folha de janeiro com salário acima do teto. O maior deles, pago a um desembargador, somou R$ 118.529,02. Entre os servidores, 15 marajás faturaram entre R$ 27 mil e R$ 52 mil. Em São Paulo, a folha de janeiro mostra 381 com vencimentos entre R$ 27 mil e R$ 52 mil. Em Rondônia, 42 magistrados, de um total de 131 também registraram valores acima do permitido. No Acre, a folha divulgada não registra extrapolação de valores.