18 de janeiro de 2012, 07:26

BRASIL Crescem as chances de Raupp assumir Ministério de Ciência e Tecnologia

Até ontem defensor da nomeação de um deputado petista para o cargo, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva admitiu a interlocutores que o Ministério da Ciência e Tecnologia deverá ser ocupado pelo técnico Marcos Raupp. Presidente da Agência Espacial Brasileira, Raupp foi indicado pelo ministro Aloizio Mercadante, que deixará a pasta para assumir a Educação. A posse está prevista para o dia 24, terça-feira. Integrantes do governo também dão como altas as chances de Raupp ser anunciado para o cargo. Apoiado por Lula, o deputado federal Newton Lima (PT-SP) vem perdendo força nas últimas horas. Sua nomeação abriria uma vaga para que o petista José Genoino assumisse uma cadeira na Câmara dos Deputados, já que é o primeiro suplente do partido. Mas, segundo petistas, Genoino foi informado nesta terça-feira que deverá permanecer na assessoria do Ministério da Defesa. A própria presidente Dilma Rousseff disse a seu vice, Michel Temer, que pretende indicar um técnico para a pasta. (Folha)

18 de janeiro de 2012, 07:09

BRASIL Dilma gasta R$ 13,7 bi sem licitação no 1º ano e bate recorde de Lula

O governo da presidente Dilma Rousseff manteve a tendência do antecessor de priorizar gastos públicos feitos sem licitação, opção criticada pelos órgãos de controle interno e que limita a competição entre fornecedores. Segundo os dados mais recentes do Ministério do Planejamento, as compras e contratações de serviços com dispensa ou inexigibilidade de licitação cresceram 8% em 2011, atingindo R$ 13,7 bilhões na administração federal, autarquias e fundações. A assinatura de contratos com empresas escolhidas sem concorrência nos dez primeiros meses de gestão de Dilma atingiu 47,84% do total, quase metade do orçamento dessas despesas, a maior fatia desde 2006. No último ano de mandato de Luiz Inácio Lula da Silva (2010), as compras sem licitação corresponderam a 45,25% do total. Desde o início do segundo mandato de Lula, a dispensa e inexigibilidade de licitação vêm crescendo mais do que outras modalidades de gastos. No primeiro ano do governo Dilma, os gastos feitos sem procedimento licitatório foram 94% maiores do que em 2007. Ao mesmo tempo, o governo de Dilma reduziu o uso de outras modalidades previstas na Lei de Licitações que permitiram maior competição: a tomada de preços e a concorrência, por exemplo. (Estadão)

18 de janeiro de 2012, 06:30

BRASIL Manchetes do dia

- A Tarde: João sanciona leis polêmicas e compra briga com MP

- Tribuna: Um mar de motos vai a leilão

- Globo: Estados terão de investir mais R$ 3 bi em Saúde

- Folha: Aumenta o número de aeroportos superlotados

- Estadão: Dilma gasta R$ 13,7 bi sem licitação em seu 1º ano

- Correio: PF quer leiloar carros de fraudadora do TRT

- Valor: Oi muda estratégia para recuperar espaço perdido

- Zero Hora: Fugas do semiaberto caem 28% na Região Metropolitana

17 de janeiro de 2012, 20:45

BRASIL Eles viajam pelo mundo e nós pagamos

Quantos casais os caros leitores do Balaio conhecem que podem viajar 114,2 mil quilômetros (três voltas e meia ao redor da Terra) pelo mundo todo sem gastar um tostão do próprio bolso?

Fora os que têm amigos muito ricos e magnânimos, com recursos próprios para convidar a família e a turma toda numa viagem de boca livre total, este milagre, certamente, só acontece com suas excelências do Congresso Nacional, os por nós eleitos senadores e deputados.

Entre eles, o campeão é o casal Valdir Raupp, presidente nacional do PMDB, e Marinha Raupp, ambos de Rondônia, donos do recorde de milhagem citado na abertura desta matéria.

Das seis viagens internacionais que os Raupp fizeram nos últimos sete anos, cinco foram pagas por nós, os pródigos contribuintes.

“Qual é o problema?”, perguntou o doutor Valdir Raupp à repórter Andrea Jubé Vianna, autora da reportagem publicada nesta segunda-feira, na página A6 do “Estadão”.

Como se ninguém tivesse nada a ver com isso, o senador foi romântico ao explicar o motivo das coincidências que colocam o casal nas mesmas “missões oficiais” do Congresso Nacional: “É uma forma de ficarmos mais tempo juntos. Se ela é deputada e pode participar, qual é o problema?”.

O problema é que nós, simples mortais contribuintes e eleitores, quando quisermos fazer viagens internacionais com as nossas mulheres precisamos enfiar a mão no bolso para comprar passagens, pagar hotéis, passeios, restaurantes, etc.

Leia mais em Eles viajam pelo mundo e nós pagamos 

Blog do Kotscho

17 de janeiro de 2012, 20:42

BRASIL Oposição por dentro

Os aliados dão mais trabalho ao governo Dilma Rousseff do que a oposição formal. Favorecimento das bases eleitorais, empreguismo de correligionários, disputas pelo poder entre diferentes alas governistas e mau uso de dinheiro público resultaram na maior parte do noticiário negativo para a presidente.

O principal problema político de Dilma está dentro, e não fora do governo.

Como previsto, a tensão permanente entre petistas e peemedebistas (e “socialistas” e “comunistas”), ou mesmo entre governistas de um mesmo partido, tem sido a principal fonte de vazamentos, intrigas e más notícias para Dilma.

É o tradicional fogo amigo, uma instituição tão brasiliense quanto a autoincineração da grama.

Dos potenciais adversários da presidente em 2014, um parece estar usando mais a oposição interna do governo do que o outro. Enquanto José Serra (PSDB) faz seu discurso oposicionista em voz alta em toda tribuna que encontra, o também tucano Aécio Neves usa toda a experiência que herdou das raposas políticas mineiras para comer pelas beiradas.

Cabo eleitoral. Ao aproximar-se do governador Eduardo Campos, o todo-poderoso do PSB, Aécio criou uma potencial fragilidade para a aliança PSB-PT que nem uma centena de discursos seria capaz de produzir.

Não é à toa que Dilma tem demonstrado tanto zelo para manter um dos cabos eleitorais de Campos no ministério, a despeito da penca de denúncias que pesa sobre ele.

Se o PSB é o nervo exposto do momento, o maior problema de Dilma está em outro partido, o que chegou ao Palácio do Planalto junto com ela. Também lá Aécio andou metendo sua colher ao propor uma improvável aliança do PSDB com o PMDB do vice-presidente Michel Temer na eleição de prefeito da capital paulista.

Leia a íntegra em Oposição por dentro

José Roberto de Toledo (O Estado de S.Paulo)

17 de janeiro de 2012, 19:00

BRASIL DEM promete cabo-de-guerra para derrubar veto de Dilma

O líder do DEM na Câmara, deputado ACM Neto, disse hoje que a oposição pretende pressionar o Congresso a derrubar os vetos da presidente Dilma Rousseff ao projeto que regulamentou os gastos com saúde. O principal veto é sobre uma cláusula que previa investimentos adicionais da União na área caso o Produto Interno Bruto (PIB) fosse revisado para cima. “Isso vai manter na pauta o debate sobre o financiamento da saúde, que continua insuficiente. Vamos fazer um cabo-de-guerra para votar os vetos”, afirmou o parlamentar. ACM Neto admite que, diante da enorme vantagem numérica, será difícil derrubar a decisão de Dilma, mas destaca que o veto dará discurso para a oposição. “O assunto vai continuar no embate político e provocando desgaste para o governo”. (Agência Estado)

17 de janeiro de 2012, 18:55

BRASIL Ministério das Comunicações vai investigar imagens

O Ministério das Comunicações solicitou à Rede Globo, nesta terça-feira, as imagens exibidas na TV aberta do programa Big Brother Brasil entre os dias 14 e 15 de janeiro. O governo vai analisar se a transmissão feriu o contrato de outorga, que proíbe imagens “contrárias à moral familiar e aos bons costumes”. De acordo com a assessoria do ministério, caso as imagens estejam em desacordo com o Código Brasileiro de Telecomunicações, um processo contra a Globo pode ser aberto. As penalidades variam entre multa de até R$ 76 mil e até mesmo a cassação do sinal da emissora. O ministério também encaminhou pedido semelhante à Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) para que faça a mesma investigação sobre as imagens transmitidas na TV por assinatura, inclusive no pay-per-view. (R7)

17 de janeiro de 2012, 18:50

BRASIL Facebook passa Orkut e vira maior rede social do Brasil, diz pesquisa

O Facebook se tornou a maior rede social no Brasil, ultrapassando o Facebook, durante o mês de dezembro de 2011, segundo dados da comScore divulgados nesta terça-feira. Pesquisa da companhia mostrou que a rede fundada por Mark Zuckerberg atraiu 36,1 milhões de visitantes durante o período, superando os 34,4 milhões registrados pela rede social do Google. Em 2011, o Ibope já havia encontrado números semelhantes com dados de agosto. O estudo mostrou que, naquele mês, houve 30,9 milhões de usuários únicos para o Facebook contra 29 milhões para o Orkut. “O rápido crescimento do Facebook no mercado brasileiro foi uma das histórias mais interessantes de 2011”, disse Alex Banks, analista da comScore no Brasil, segundo comunicado da empresa. Houve aumento de 192% do número de visitantes ao Facebook no último ano. (G1)

17 de janeiro de 2012, 18:24

BRASIL Mudança no regime de licitação das concessões de rádio e TV anima setor

A Associação Brasileira de Rádio e Televisão deve soltar ainda hoje uma nota apoiando o decreto publicado pela presidenta Dilma Rousseff com as novas regras para concessão de rádio e televisão. Segundo o diretor-geral da entidade, Luis Roberto Antonik, um dos principais avanços é o pagamento antecipados das outorgas. Antonik afirma que a medida inviabiliza a atuação de atravessadores, que antes conseguiam as licenças e depois as revendiam. (Poder On-line/Ig)

17 de janeiro de 2012, 18:10

BRASIL Verba de combate à corrupção subiu apenas 1,2% em 2011

A verba destinada pelo governo federal para seu programa de combate à corrupção ficou praticamente estagnada no primeiro ano de mandato da presidente Dilma Rousseff. O valor investido no Programa de Controle Interno, Prevenção e Combate à Corrupção em 2011 foi de R$ 50,5 milhões, segundo dados do Portal da Transparência. A quantia representa um aumento de apenas 1,2% em relação a 2010, último ano do governo Lula – quando foram aplicados R$ 49,9 milhões. No mesmo período, o total de gastos diretos do governo federal subiu 13%. No ano passado, pouco mais de 70% de toda a verba investida no programa de combate à corrupção coordenado pela Controladoria Geral da União (CGU) foi usada em ações burocráticas e administrativas, como manutenção de veículos, conservação de imóveis, despesas com viagens, realização de eventos e publicidade. (Estadão)

17 de janeiro de 2012, 17:50

BRASIL PSDB sonda Alvaro Dias para disputa no DF e RJ

Foto: Agência Senado

Senador Álvaro Dias

O líder do PSDB, senador Alvaro Dias (PR), foi sondado pelo presidente de honra do PSDB do Rio de Janeiro, Marcelo Alencar, e pelo diretório regional do partido no Distrito Federal para disputar o governo do Estado ou do DF. No terceiro mandato de senador, Dias diz que somente no ano que vem é que vai avaliar o rumo que adotará politicamente. Mas ele praticamente descarta a opção de concorrer às eleições fora do Paraná. “Embora esteja disposto a cumprir missões que o partido me impuser, tenho de considerar que a prioridade é o meu Estado”, afirma o senador. Com mais três anos de mandato no Senado, Alvaro Dias já foi vereador, deputado e governador de seu Estado. “Tenho compromissos com a minha origem, não tenho pretensão de deixar o Paraná”, acrescenta. O senador admite que se sentiu “prestigiado” pela sondagem. “O convite gratifica, acredito que seja a repercussão do meu trabalho no Senado, de não fazer medir esforço para destacar o trabalho da oposição”, justifica. (Agência Estado)

17 de janeiro de 2012, 17:43

BRASIL Alagoas é o Estado brasileiro mais vulnerável a problemas sociais, diz Ipea

O Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) divulgou nesta terça-feira um levantamento sobre o índice de vulnerabilidade dos brasileiros. Os dados identificam os obstáculos que ainda impedem parte da população de viver com qualidade. De acordo com a análise, baseada em dados do Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), em 2009 a população estava 14% menos vulnerável a riscos sociais que em 2003. Para calcular o índice, são considerados os fatores de acesso a conhecimento e a trabalho, a escassez de recursos, desenvolvimento infanto-juvenil, vulnerabilidade e condições habitacionais dos brasileiros. Quanto maior for o índice, pior o resultado. O tópico que apresenta a menor taxa é o acesso ao conhecimento, com 51%. O melhor número registrado foi o desenvolvimento infanto-juvenil, com somente 4,1% de vulnerabilidade. De acordo com a pesquisa, Alagoas registrou o mais alto índice de vulnerabilidade do país (33,3%), o que indica que os fatores considerados para o cálculo ainda são precários no Estado. (R7)

17 de janeiro de 2012, 17:15

BRASIL Ministro do Turismo vai à Europa mostrar ações para Copa e Olimpíadas

Gastão Vieira

O ministro do Turismo, Gastão Vieira, desembarca amanhã em Madri para participar da Feira Internacional de Turismo (Fitur), o segundo maior evento do setor no mundo e o maior da Espanha. Além de prestigiar o estande brasileiro, Gastão tem encontros agendados com representantes de países do Mercosul. O ministério do Turismo tem centrado esforço em apresentar para o público europeu o trabalho que está sendo feito no Brasil para receber turistas durante os jogos da Copa do Mundo de 2014 e Olimpíadas de 2016. (Poder On-line/Ig)

17 de janeiro de 2012, 16:30

BRASIL Ministério Público quer cópias das fitas de suposto abuso no BBB

O Ministério Público Federal do Rio de Janeiro, por meio da Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão, vai abrir um procedimento para investigar o suposto abuso sexual ocorrido no BBB 12 na madrugada do último domingo. O ministério vai solicitar à Rede Globo cópia das fitas e do áudio de tudo o que ocorreu na casa naquela noite. De acordo com o MPF do Rio, investigar um abuso ou estupro é competência do Ministério Público Estatual. A entidade federal, porém, vai analisar a classificação indicativa do programa e como ele está sendo transmitido. O objetivo do MPF é analisar que tipo de medidas preventivas a direção da emissora toma ou poderia ter tomado para evitar esse tipo de situação na casa. Um processo como esse pode sugerir desde a transferência do programa para outro horário como, em última instância, a solicitação de retirá-lo do ar. (Último Segundo/Ig)

17 de janeiro de 2012, 16:20

BRASIL Meia história

Um conselheiro do CNJ destrinchou as contas de Marco Aurélio Mello, segundo as quais há 900 mandados de segurança no STF contra decisões do conselho. Desse total, pelo menos 80% deles são recursos de cartórios não aprovados em concurso que querem voltar ao cargo. Resumiu esse conselheiro: “Mandado de segurança movido por magistrado condenado pelo CNJ é muito pouco. Você já viu a classe nos criticar por termos punido um bom juiz?” (Radar On-line/veja)