23 de dezembro de 2012, 11:25

BRASIL Internet brasileira segue parcialmente sem lei

O Brasil adentrará 2013 sem uma legislação definida para a internet. Emperrado no Congresso, o projeto do Marco Civil para a rede só voltará a entrar na pauta de votação em fevereiro. Enquanto isso, já foram sancionadas pela presidente Dilma Rousseff duas leis que tratam de crimes digitais — a lei Carolina Dieckmann (12.737), inspirada pelo vazamento de fotos da atriz nua na internet este ano, e a lei Azeredo (12.735), o que já configura ao menos um passo na direção da regulação on-line no país. Segundo o relator do Marco Civil, deputado federal Alessandro Molon (PT-RJ), o atraso na votação do projeto de lei é prejudicial à internet brasileira. Ele foi retirado da pauta pelo menos três vezes na Câmara, devido a controvérsias sobre pontos como a neutralidade da rede (que reza que o tráfego de dados se deve dar igualitariamente) e a guarda de informações dos internautas.

Leia mais em Internet brasileira segue parcialmente sem lei com esvaziamento do Marco Civil

André Machado, O Globo

23 de dezembro de 2012, 11:03

BRASIL Matrículas crescem nas federais, mas meta de eficiência continua longe

A expansão das universidades federais aumentou as matrículas e o quadro de professores nas instituições mantidas pelo governo, mas pouco ou nada contribuiu para melhorar um dos principais indicadores de eficiência no ensino superior: a quantidade de alunos por docente nos cursos de graduação. Consideradas apenas as turmas presenciais, a proporção oscilou negativamente de 11,2 para 11 alunos por professor, no período de 2001 a 2011, conforme o censo do Ministério da Educação (MEC). Foi justamente por considerar essa taxa baixa que o então presidente Luiz Inácio Lula da Silva deu prazo de cinco anos para que as universidades federais atingissem a média de 18 alunos por docente. Lula fez isso em 2007, ao lançar um programa bilionário de investimentos destinados a ampliar a rede federal de ensino superior.

Leia mais em Matrículas crescem nas federais, mas meta de eficiência continua longe

Demétrio Weber e Antonio Goes, O Globo

23 de dezembro de 2012, 10:20

BRASIL Dilma deve ir a sete países em 2013 e agenda internacional começa em janeiro

Foto: Agência Brasil/Divulgação

Presidente Dilma Rousseff

A presidenta Dilma Rousseff retoma sua agenda internacional no fim de janeiro de 2013, quando participa  da Cúpula da Comunidade dos Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac) e União Europeia, em Santiago, capital chilena. Até setembro, Dilma deve ir a pelo menos seis países: Chile, Guiné Equatorial, África do Sul, Índia, Rússia e Estados Unidos. A presidenta passará o Natal e o Ano-Novo no Brasil. Ela pretende ficar em Brasília no Natal e ir para a Base Naval de Aratu, na Bahia. A agenda internacional da presidenta costuma ser alterada com frequência, pois há convites que surgem de última hora e fatores internos que acabam interferindo, como questões que ela quer acompanhar de perto. Porém, a cada fim de ano é organizada uma agenda com uma série de programações. No Chile, durante a Cúpula Celac-União Europeia, o tema que deve prevalecer nas discussões é a questão econômica e comercial. Alguns países sul-americanos reclamam das barreiras econômicas impostas pelos europeus aos seus produtos. Porém, outros, como a Bolívia, mantêm acordos de livre comércio com a União Europeia (que reúne 27 países). Nos dias 22 e 23 de fevereiro, a presidenta deve participar da Cúpula América do Sul-África, na cidade de  Malabo, capital da Guiné Equatorial. A cúpula foi adiada algumas vezes em decorrência da instabilidade interna em alguns países da região, como o Egito, a Guiné-Bissau, Tunísia, Madagascar, o Níger e Mali.   No fim de março, Dilma deve participar da Cúpula do Brics (grupo formado pelo Brasil, a Rússia, Índia, China e África do Sul), em Durban, na África do Sul. Em junho, será a vez de ela participar da Cúpula Ibas (Índia, Brasil e África do Sul), em Nova Délhi, na Índia. Leia mais na Agência Brasil.

23 de dezembro de 2012, 08:55

BRASIL Eduardo Campos anuncia seu apoio a Dilma em 2014

Foto: O Globo

Eduardo Campos governador de Pernambuco

Eduardo Campos [governador de Pernambuco e presidente do PSB] – Não há dúvida, não. Qual é a dúvida? Estamos na s base de sustentação. Não tenho duas posições. Quem defende a presidenta Dilma neste momento deseja cuidar em 2013 do Brasil. Quem pode cuidar do Brasil é Dilma. Nós temos de ajudá-la a ganhar 2013. Ganhando 2013, Dilma ganha 2014. Então a forma de ajudar Dilma é dizer: em 2014 todos nós vamos estar com Dilma. Claro. Por que não vamos estar com Dilma? Nós rompemos com Dilma? Saímos do governo de Dilma? Saímos da base dela? Você conhece algum programa criado pelo PSB constrangendo algum programa, alguma decisão da presidenta Dilma? Não existe nenhum. Agora, entendemos que é a hora de cuidar do Brasil. Temos muitas ameaças e possibilidades pela frente.

Leia mais em Eduardo Campos anuncia seu apoio a Dilma em 2014

23 de dezembro de 2012, 08:23

BRASIL Filho de Alencar é cobiçado por PT e PMDB para 2014

Foto: Luis Ushirobira/ Valor

O empresário Josué Christiano Gomes da Silva

O PT mineiro pretende filiar ao partido o empresário Josué Christiano Gomes da Silva, filho do ex-vice-presidente José Alencar (PRB), que morreu em março do ano passado. A filiação de Josué, presidente da Coteminas, é pretendida também pelo PMDB estadual. O filho de Alencar é visto pelas legendas como um quadro técnico para as eleições majoritárias de 2014. Um dirigente do PT teve pelo menos três encontros com o empresário nos últimos 15 dias, nos quais o assunto foi tratado com discrição, como manda a tradição da política em Minas. Embora tenha como “candidato natural” ao Palácio Tiradentes o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, a sigla petista estuda novos nomes para confrontar a hegemonia do PSDB no Estado. Josué é visto como opção para o Executivo ou para o Senado. “O nome do Josué tem sido lembrado no meio político. O pai dele, o José Alencar, é o único filiado honorário do PT”, observou o presidente do diretório estadual petista, deputado federal Reginaldo Lopes. “Ele é um nome a ser considerado.” A doença de Alencar – que travou uma longa luta contra um câncer abdominal – aproximou nos últimos anos o filho empresário do meio político, no qual o ex-vice-presidente conquistou uma verdadeira legião de admiradores, principalmente no primeiro escalão do governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Leia mais no Estadão.

23 de dezembro de 2012, 08:01

BRASIL Rosemary, a mulher do ano, por Guilherme Fiúza

Foto: Divulgação

Nesses tempos de devoção às minorias, não é justo deixar de destacar a contribuição de Rosemary Noronha para a causa feminina. O Brasil progressista explode de orgulho por ser governado por uma mulher — que aliás deu a Rosemary sua chance de brilhar — e não pode agora se esquecer de reverenciar mais uma expoente do gênero. Assim como Dilma, Rose chegou lá. O fato de estar enrolada com a polícia é um detalhe. Rose e Dilma escreveram seus nomes na história do Brasil por serem, ambas, utensílios de Lula. A finalidade de cada uma para o ex-presidente não vem ao caso. O que importa é que ambas funcionaram muito bem. Como se nota pelo ufanismo nacional em torno de Dilma, não se espera mais da mulher moderna opinião própria, autonomia e iniciativa. Basta botar um tailleur vermelho, um colar de pérolas e decorar suas falas. E muito importante: falar o mínimo, para errar pouco. Até outro dia isso era piada entre Miguel Falabella e Marisa Orth (“cala a boca, Magda!”). Hoje é sinal de poder.

Leia a íntegra em Rosemary, a mulher do ano

Guilherme Fiuza, O Globo

23 de dezembro de 2012, 07:00

BRASIL Manchetes do dia

– A Tarde: Um terço dos baianos vive do Bolsa Família

– Correio: Três PMs baleados por bando do novo cangaço

– Globo: Universidades federais não cumprem metas

– Folha: Lei vai triplicar cotas nas universidades federais

– Estadão: Kassab sai com a mais baixa avaliação desde Celso Pitta

– Correio: Concursos oferecem 49,3 mil vagas em 2013

– Zero Hora: A vida dupla do barão do crime em Gramado

– Veja: Retrospectiva 2012: O ano da justiça

– Época: Jesus, um mistério que vai além da história

– IstoÉ: Retrospectiva 2012: O ano da verdade

– IstoÉ Dinheiro: As lições de 2012

– CartaCapital: Um mundo cada vez mais gordo

– Exame: Ideias, líderes, produtos 2013

22 de dezembro de 2012, 12:33

BRASIL Em Roraima, Eduardo Campos pede ‘nova pauta para o Brasil’

Foto: Hélia Scheppa/JC Imagem

Governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB)

Homenageado pela Assembleia Legislativa de Roraima, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), voltou a defender a revisão do Pacto Federativo – tema que tem incomodado a base aliada da presidente Dilma Rousseff (PT), da qual o socialista faz parte. Tido como possível presidenciável, o governador elogiou FHC e Lula, sem deixar passar a oportunidade de afirmar que a hora é de “uma nova pauta para o Brasil”. O socialista, acenando para os tucanos, mas sem largar a mão de Lula, elogiou os dois ex-presidentes, Fernando Henrique Cardoso (PSDB) e seu padrinho político petista. “Construímos uma ordem democrática superando anos de autoritarismo. Construímos uma transição que foi além da política e fizemos a estabilidade econômica. Em seguida, conseguimos, sob a liderança do presidente Lula, colocar a questão da desigualdade no centro do debate nacional”. No complemento, o socialista afirmou que “é chegada a hora de colocar na ordem do dia uma nova pauta para o Brasil”. Para ele, o ponto principal desta nova etapa passa pela reconstrução da Federação Brasileira, rediscutindo o pacto federativo – justo a bandeira que ele tem levantado e tanto tem incomodado as hostes petistas.

Leia a íntegra em Em Roraima, Eduardo Campos pede “nova pauta para o Brasil”

22 de dezembro de 2012, 12:22

BRASIL Em Caxias do Sul, Dilma diz que medidas para crescimento do país “vão amadurecer em 2013”

Foto: Agência Brasil/Divulgação

Presidente Dilma Rousseff

A presidenta Dilma Rousseff inaugurou hoje (22) em Caxias do Sul (RS) a barragem do Sistema Marrecas, que faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). No evento, Dilma ressaltou as medidas que o governo tem tomado para desenvolver o país e que, segundo ela, “vão amadurecer em 2013”. Na lista estão as ações para a erradicação da pobreza extrema e para redução de juros e impostos. “Este é um país que precisa de todas as coisas que um país de economia avançada precisa simultaneamente de desenvolver a competitividade da sua indústria, do seu setor de serviços, da sua agricultura. E isso significa que nós, junto com a redução dos juros, junto com uma taxa de câmbio mais real, junto com a redução dos impostos, que nós iremos continuar a perseguir em 2013, nós começamos a superar alguns gargalos fundamentais para que o Brasil pudesse crescer de forma sustentável”. A presidenta também falou dos investimentos que vão ser feitos na aviação regional brasileira.Outra preocupação do governo são os investimentos em educação. “Nosso país tem de dobrar a renda per capita num prazo mais curto possível e, para isso, precisa ter educação”, disse. Leia mais na Agência Brasil.

22 de dezembro de 2012, 11:58

BRASIL Aeroportos brasileiros registram mais de cem voos atrasados neste sábado

Foto: R7

Balcões de check-in no aeroporto de Congonhas, em SP, permaneceram movimentados durante toda a manhã deste sábado

O fim de semana do feriado do Natal é de movimento intenso nos principais aeroportos do País. Segundo a Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária), às 12h deste sábado (22), 129 dos 1.064 voos programados tinham sofrido atrasos superiores à meia hora. Outras 44 partidas foram canceladas. O aeroporto internacional Tom Jobim (Galeão), no Rio de Janeiro, era o que mais registrava cancelamentos de voos domésticos por volta de 12h. Das 72 partidas programadas, 11 não aconteceram. No aeroporto Santos Dumont, aconteceram 63 partidas, com seis atrasos e quatro cancelamentos. Em Congonhas, na zona sul de São Paulo, os atrasos atingiram 26% dos 87 voos entre 6h e 12h. No aeroporto internacional de São Paulo, em Guarulhos, os atrasos aconteceram, principalmente, no terminal internacional. 13 dos 49 voos programados partiram fora do horário. Leia mais no R7.

22 de dezembro de 2012, 11:46

BRASIL Trabalho de inteligência da polícia será melhorado, diz Geraldo Alckmin

Foto: O governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin

Rodrigo Sargaço/EPTV

O governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), disse nesta sexta-feira (21), durante inaugurações em São João da Boa Vista (SP), que o trabalho de inteligência da polícia será melhorado para diminuir os casos de explosões de caixas eletrônicos no interior. Alckmin também comemorou a queda dos índices de criminalidade. “O trabalho é Polícia Militar ostensiva, preventiva, na rua. Polícia Civil investigativa e judiciária. Então o trabalho é inteligência. São quadrilhas especializadas que vão migrando”, disse. O tucano assinou contratos de parceria com São João da Boa Vista para a construção de 926 casas populares. Ele também inaugurou a duplicação de três quilômetros do trecho urbano da Rodovia Governador Dr. Adhemar Pereira de Barros (SP-342). Também anunciou a duplicação de outros seis quilômetros até Águas da Prata. Leia mais no G1.

22 de dezembro de 2012, 11:01

BRASIL Mascote da Copa, tatu-bola poderá ser extinto em 50 anos

Mascote da Copa do Mundo de 2014 classificado como espécie “vulnerável” em uma tabela internacional de animais em risco de extinção, o tatu-bola (Tolypeutes tricinctus) será rebaixado para a categoria “em perigo de extinção”, um nível mais próximo da extinção. A mudança de status do tatu-bola deverá ser anunciada no início do ano que vem, quando o governo brasileiro fará uma atualização da situação de espécies brasileiras na lista vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN). Segundo o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), o tatu-bola foi uma das 1.818 espécies brasileiras analisadas em levantamento concluído em outubro deste ano. A mudança de status do animal aguarda a aprovação do Ministério do Meio Ambiente. De acordo com a escala usada pela IUCN, o risco de extinção do mamífero, que já era considerado “alto”, passa a ser considerado “muito alto”. A vice-presidente do grupo de pesquisa sobre Xenartros (tatus, tamanduás e preguiças) da IUCN, a brasileira Flávia Miranda, que participou do levantamento do ICMBio, disse à Agência Brasil que a espécie perdeu mais de 50% de seu habitat nos últimos dez anos. “Na última avaliação do Brasil, esse status caiu. A situação ficou bem mais crítica. Conseguimos sentar com alguns pesquisadores do Nordeste e vimos que está havendo declínio populacional”, disse Flávia. Leia mais na Agência Brasil.

22 de dezembro de 2012, 10:40

BRASIL Com a chegada do verão, prevenção à dengue deve ser reforçada

Foto: Agência Brasil/Divulgação

Características climáticas típicas do verão, que começou esta semana, são sinal de alerta para a transmissão da dengue no país. Para o coordenador do Programa Nacional de Controle da Dengue, Giovanini Coelho, o período de chuvas intensas e de maior umidade exige reforço dos cuidados de prevenção por parte dos gestores municipais e também da própria população. O último Levantamento de Índice Rápido de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa), do Ministério da Saúde, mostra que 77 cidades brasileiras estão em situação de risco para a dengue. Dessas, em dez, a situação de risco prevalece desde 2011. Em entrevista à Agência Brasil, Giovanini Coelho lembrou que pesquisas recentes demostram que o brasileiro se sente bem informado em relação à doença e às medidas de prevenção. O grande desafio, segundo ele, é transformar esse conhecimento em mudança de comportamento. “É fácil prevenir a dengue, mas é importante que a população efetivamente adote mudanças de comportamento por meio de ações que ela conhece muito bem”, explicou. Leia mais na Agência Brasil.

22 de dezembro de 2012, 09:12

BRASIL Aloprados, nova versão, por Mino Carta

Foto: Divulgação

Gilberto Carvalho. Este não se cala

O ministro Gilberto Carvalho, secretário-geral da Presidência da República, convoca os militantes petistas para se manifestarem a favor de Lula depois das festas de Natal e Ano-Novo. Diz Carvalho ser preciso dar um basta aos ataques “sem limite” que, ao alvejarem o ex-presidente, também se dirigiram contra o governo e o Partido dos Trabalhadores, para “destruí-los” na perspectiva das eleições de 2014. Os ataques partem da casa-grande e são executados diligentemente por seus porta-vozes. Palavras, palavras, palavras. Impressas e faladas. Nem sempre miram exclusivamente em Lula, às vezes balas da saraivada são reservadas à presidenta Dilma. Certa a expressão “ataque sem limite”. Pergunto, porém, aos meus atentos botões qual seria o peso específico desta campanha midiática. Pacientes, convidam-me a atentar para uma recentíssima pesquisa do Datafolha, divulgada domingo 16. Segundo o instituto, no caso acima de qualquer suspeita, houvesse hoje o pleito presidencial, Dilma, ou Lula eventualmente candidato, ganhariam com tranquilidade no primeiro turno.

Leia a íntegra em Aloprados, nova versão

Mino Carta, Carta Capital

22 de dezembro de 2012, 08:50

BRASIL Um obscuro contrato do governo de Brasília

Não há justificativa aceitável, sob todos os aspectos envolvidos na questão, para a decisão do governo de Brasília de entregar, sem concorrência pública, a uma empresa de arquitetura de Cingapura o planejamento estratégico da capital federal nos próximos 50 anos. Anunciada em outubro e já consolidada pelo governador Agnelo Queiroz (PT), com a contratação do escritório Jurong Consultants, a iniciativa foi recebida com indignação por associações de arquitetos brasileiras e internacionais. E não por razões corporativistas. Não passa despercebida a ironia de Brasília — Patrimônio da Humanidade há 25 anos, por decisão da Unesco — ser um símbolo da excelência da arquitetura nacional, um legado, celebrado internacionalmente, da obra de Oscar Niemeyer e Lúcio Costa. O Brasil tem excelentes arquitetos e urbanistas, escritórios altamente capacitados — e certamente mais identificados culturalmente com a cidade — para planejar o futuro da capital. Mas, se a opção por uma empresa estrangeira tivesse o propósito de marcar uma posição não xenófoba do governo — postura saudável —, a reserva de mercado poderia ser confrontada pelo crivo da competência, com a abertura de uma concorrência internacional que recebesse propostas de candidatos de todo o mundo, inclusive, se o desejasse, do escritório de Cingapura. Leia mais no O Globo.