2 de janeiro de 2019, 09:40

BAHIA Angelo Coronel se despede da Assembleia Legislativa rumo ao Senado

Foto: Divulgação

Angelo Coronel (PSD)

Na posse do governador reeleito Rui Costa (PT) ontem, o senador eleito Angelo Coronel (PSD) se despediu da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), que comandou por dois anos. “A nossa gestão deixa uma AL-BA mais moderna tecnológica e mais confortável para deputados e servidores. Fecho o meu ciclo de quase dois anos na presidência, com sentimento do dever cumprido”, afirmou, em seu discurso. “Vinte quatro anos depois, eu deixo essa Casa. Quase metade da minha vida. Vou sentir saudades, vou sentir falta deste ambiente onde costurei laços fortes e lancei pontes em direção ao entendimento e à amizade. Tenho somente a agradecer e a celebrar, aonde estiver, esta valorosa e calorosa Assembleia Legislativa da Bahia”, acrescentou. Coronel pediu mudanças na prática política. “Políticos precisam se livrar dessa aura de semideuses, de que podem tudo, de que são mais especiais do que os outros. somos ungidos pelo mandato popular, concedido pelo povo: não somos os enviados de deus. Talvez, por isso a classe política esteja desacreditada, achando que pode tudo. Que é superpoderosa e que ficará impune por seus atos […] Não pode mais, amigos e amigas. os tempos são outros. O povo, nas últimas eleições, mostrou que quer mudanças, acertando ou não, quer transformação. E quem não perceber essa mudança dos ventos para outra direção, vai penar na vida pública”, salientou. Coronel será substituído na presidência da Assembleia pelo deputado Nelson Leal (PP). O progressista vai assumir a Casa em fevereiro após um acordo da bancada. Pelo pacto, ele chefiará a AL-BA no biênio 2019-2020. Já o parlamentar Adolfo Menezes (PSD) no período 2021-2022. Coronel fez uma ponderação sobre essa articulação. “Sei que daqui a dois anos vamos ter Adolfo Menezes como candidato, mas que outros deputados começam a ensaiar uma candidatura. Acho prematuro lançar um presidente com dois anos de antecedência, mas foi lançado e vamos torcer para que Adolfo Menezes consiga costurar para manter o seu nome até chegar a vez de suceder Nelson Leal”, disse recentemente, em entrevista à imprensa. Eleito senador, Coronel afirmou que vai para uma Casa Legislativa que é vista como “sisuda”, mas ressaltou que não pretende mudar a postura. Ele defende que o presidente do PSD na Bahia, o senador eleito Otto Alencar, seja o candidato a sucessão de Rui Costa em 2022, mas não descarta a hipótese dele próprio concorrer. “Se for missão, estarei pronto para cumprir. Se não for, tenho uma missão de tentar fazer Otto governador da Bahia”, declarou.

Tribunal da Bahia

2 de janeiro de 2019, 09:33

BAHIA Wagner diz que eleição presidencial está “maculada”

Foto: João Ramos / Estadão

Senador Jaques Wagner (PT)

O ex-governador da Bahia e senador eleito Jaques Wagner (PT) afirmou que a eleição do presidente Jair Bolsonaro (PSL), que foi empossado ontem em Brasília, está “maculada”, pois, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi proibido de competir na corrida eleitoral. Condenado em segunda instância por corrupção e lavagem de dinheiro, Lula teve a candidatura indeferida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), com base na Lei da Ficha Lima. Em entrevista à imprensa, antes da posse do governador reeleito Rui Costa (PT) na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), Wagner reiterou que a história mostrará que a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) sofreu um golpe com a aprovação pelo Congresso Nacional do impeachment em 2016. “A história verdadeira se conta 10 ou 15 anos depois. Que é um golpe, ninguém tem dúvida. Pelo menos, aqueles que sabem que a democracia tem leis que devem ser cumpridas. Não há crime nenhum configurado da presidente Dilma. Evidentemente, que, no caso da eleição do atual presidente, ele foi eleito numa eleição que também está maculada. A história vai contar se interdição do presidente [Lula] foi política ou não. Se foi política, a eleição não correu na sua normalidade”, avaliou. Em mensagem de Ano Novo, o ex-presidente Lula, que está preso na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, voltou a reclamar de ser impedido de concorrer na eleição. “Em 2018, nós lutamos nas urnas para mudar esta situação de forma democrática. Mas fizeram de tudo para impedir que os eleitores se pronunciassem livremente. A começar pela proibição ilegal da minha candidatura, desrespeitando a vontade da maioria e até uma decisão da ONU [Organização das Nações Unidas] que garantia meus direitos políticos. […] Eles podem prender uma pessoa, como fizeram comigo, mas não podem encarcerar nossas ideias, muito menos impedir o futuro. 2019 será um ano de muita resistência e muita luta, para impedir que o nosso povo seja ainda mais castigado do que já foi”, disse no texto que foi divulgado anteontem. Wagner, ainda, falou sobre a eleição pela presidência do Senado, que tem Angelo Coronel (PSD) como um dos candidatos. “No fundo, essas questões serão decididas praticamente nos dias imediatamente anteriores a posse [dos parlamentares]”, declarou, ao contar que informou ao PT sobre a candidatura de Coronel. Além do baiano, aspiram a principal cadeira da Câmara Alta do Congresso Nacional: Renan Calheiros (MDB), Esperidião Amin (PP), Tasso Jereisatti (PSDB), Davi Alcolumbre (DEM) e Sérgio Petecão (PSD).

Tribunal da Bahia

1 de janeiro de 2019, 17:13

BAHIA Rui Costa assume o governo da Bahia prometendo responsabilidade fiscal

Rui Costa

Ao tomar posse hoje (1º) à tarde, no plenário da Assembleia Legislativa da Bahia, para o segundo mandato, o governador Rui Costa (PT) disse que ao longo dos próximos quatro anos espera manter o equilíbrio entre investimentos e responsabilidade fiscal, financeira e orçamentária conseguido na sua primeira gestão como governador do estado, de 2014 a 2018. “Buscando ser um dos principais estados em investimento no país, mas não abrindo mão da responsabilidade fiscal, financeira e orçamentária”. Costa elegeu como prioridade para seu novo governo o tripé formado por educação, saúde e segurança. Em relação especial à educação, Rui Costa disse que pretende “virar o jogo”, porque a Bahia “carrega indicadores que não são bons há muitas décadas”. A mobilização de pais e professores, a contratação de professores e coordenadores pedagógicos e a ampliação da educação profissional são algumas ações que ele quer empreender. Indagado sobre a expectativa em relação ao novo presidente, Jair Bolsonaro, Costa disse que, “como brasileiro que sou, eu sempre torço pelo Brasil, em qualquer situação. Então, pelo bem do povo brasileiro, vou torcer para o Brasil encontrar o seu caminho, para retomar a economia e as coisas darem certo”. O economista Rui Costa assumiu o primeiro cargo público em 2004, sendo o vereador mais votado do PT daquele ano, com 8.901 votos. Venceu as eleições para o governo da Bahia, em 2014, no 1º turno, com 3,5 milhões de votos. Foi reeleito este ano, tornando-se o chefe do Executivo mais votado da história do estado, com 70% de votos.

Agência Brasil

1 de janeiro de 2019, 10:37

BAHIA No Ceará, Nilo comunica a Rui Costa que não poderá prestigiar sua posse hoje

Foto: Política Livre/Emerson Nunes/Arquivo

Marcelo Nilo viajou com a família para passar o Reveillon no Ceará

O ex-presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Marcelo Nilo (PSB), não irá à posse do governador Rui Costa (PT), hoje à tarde, na Casa. Ele está com a família no Ceará, onde passou o Reveillon. Nilo, que se elegeu deputado federal, teve o cuidado de comunicar a Rui, por mensagem, que lamentavelmente não conseguiria prestigiar o ato, mas está desde sempre torcendo pelo sucesso do seu governo.

31 de dezembro de 2018, 16:13

BAHIA Omega fecha acordo para compra de complexo eólico na Bahia por R$ 1,9 bi

A Omega Geração, uma das empresas líderes em energia renovável no Brasil, assinou hoje um acordo vinculante para adquirir 100% do Complexo Eólico Assuruá, no interior da Bahia, que pertencia ao Fundo de Investimentos em Participações (FIP) IEER. Em comunicado publicado na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) a Omega também anunciou um acordo de direito de primeira oferta para adquirir os projetos a serem desenvolvidos pelo FIP IEER na região. O Complexo Assuruá tem capacidade instalada de 303 MW e é formado por 13 centrais eólicas vencedoras dos leilões de energia de reserva (LER) de 2013 e 2014, com início da operação comercial em abril de 2016 e fevereiro de 2018, respectivamente. Além disso, o FIP IEER possui na mesma região uma área vasta com potencial de desenvolvimento de ativos de geração eólica e solar superior a 2,0 GW, projetos sobre os quais a Omega Geração passa a ter o direito de primeira oferta na aquisição após entrada em operação dos ativos. O preço total da aquisição (enterprise value) foi avaliado em R$ 1,9 bilhão e será pago por meio da assunção de dívida líquida no valor de R$ 1,018 bilhão mais pagamento com recursos de caixa e linhas de financiamento. O comunicado detalhada que 28% da parcela em caixa poderá ser paga em ações, em até três anos, a critério da Omega. Os valores mencionados poderão sofrer ajustes em função de variação de capital de giro dos ativos entre a data atual e a data final da aquisição e correção monetária das parcelas diferidas. Com a aquisição destes 303 MW e dos complexos eólicos Delta 5 e Delta 6, a Omega superará a marca de 1GW de capacidade operacional. “O Complexo Assuruá tornou-se 100% operacional no início desse ano e, de forma cautelosa e abrangente, conduzimos nos últimos meses o trabalho de diligência para poder finalmente concluir a negociação nesta data com a convicção de termos adquirido ativos de alta qualidade técnica em região de ótimo recurso eólico”, afirmou o presidente da Omega, Antonio Bastos Filho, no comunicado. “Com ventos médios de 9,73 m/s, o desempenho dos projetos tem validado nossos estudos e o perfil da incidência eólica naquela região tem complementariedade sazonal e diária ao portfólio eólico da Omega. Os recursos sólidos com máquinas de primeira qualidade tornam o cluster altamente atraente, além do grande potencial de expansão na região”, acrescentou.

Estadão Conteúdo

31 de dezembro de 2018, 12:43

BAHIA Campanha eleitoral para prefeito em Lauro de Freitas já está a todo vapor

Foto: Divulgação

Vice-governador João Leão em encontro com vereadores de Lauro de Freitas

Em 2020 há eleições para prefeito e a campanha em Lauro de Freitas já começou. Desde 1989, ano em que João Leão iniciou seu mandato como prefeito da cidade, todos os chefes do Executivo da cidade eram do seu grupo político, com exceção da atual prefeita Moema Gramacho. A novidade é que recentemente o secretário de Planejamento, Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico de Lauro de Feitas, Mauro Cardim, ingressou no partido que João Leão preside na Bahia, o PP. Leão tem na Câmara de Lauro o apoio do vereador e correligionário de partido César Nascimento e de outros vereadores, que serão oposição ao projeto de reeleição de Moema Gramacho em 2020. Eles apostam na renovação. Moema Gramacho já exerce o seu terceiro mandato como prefeita da cidade.

30 de dezembro de 2018, 11:00

BAHIA Wagner defende que PT abra mão de exclusividade em candidatura para 2022

Foto: Divulgação

Jaques Wagner

Em entrevista ao jornal A Tarde, o senador eleito Jaques Wagner (PT) disse acreditar que o governador Rui Costa, reeleito neste pleito, vá conseguir manter a aliança com os partidos que estão na base, bem como com os que estão apoiando o presidente eleito Jair Bolsonaro, a exemplo do PP e do PR. “Ele [Bolsonaro] não tem tido muita atenção para a política. Então, eu acho que a questão baiana não vai se abalar em função do governo federal”, afirmou Wagner. Ex-governador do Estado, o petista também defendeu que o seu partido abra mão da exclusividade de concorrer ao Palácio de Ondina em 2022. “Não é proibido que o candidato seja do PT. Mas seria de bom tom que fosse uma alternativa entre aliados”, declarou.

28 de dezembro de 2018, 19:14

BAHIA Rui encerra agenda 2018 no interior com vistoria na Ponte Ilhéus-Pontal

Foto: Mateus Pereira/GOVBA

O empreendimento recebeu a visita do governador Rui Costa nesta sexta-feira (28)

Com 55% das obras concluídas e previsão de entrega para o segundo semestre de 2019, a Ponte Ilhéus-Pontal vai ligar o centro urbano de Ilhéus, no Sul do estado, à zona sul da cidade, no trecho da BA-001 entre a Praia do Cristo e o Morro de Pernambuco, passando sobre a Baía do Pontal. O empreendimento recebeu a visita do governador Rui Costa nesta sexta-feira (28), em sua última agenda do ano no interior do estado. Rui vistoriou o canteiro de obras junto com a equipe técnica da Secretaria de Infraestrutura (Seinfra) e o titular da pasta, o secretário Marcus Cavalcanti. “É a primeira ponte estaiada da Bahia, e além da ponte vamos completar com obras de urbanismo dos dois lados, fazendo o viário, permitindo maior acessibilidade, não só com uso da ponte, mas todo o sistema viário e a estrutura ao redor, com paisagismo nas duas orlas. É um investimento forte pra melhorar o turismo, a renda e geração de empregos na região.” A primeira ponte estaiada – suspensa por cabos – da Bahia reúne investimentos de mais de R$ 98 milhões. Com 533 metros de comprimento e 24,6 metros de largura, o projeto inclui passeio, canteiro central, uma ciclovia e pista dupla nos dois sentidos, além de um acesso viário ao Centro e Litoral Sul, com cercas de 2,7 quilômetros, que também está em execução. “A obra já está com toda parte de acesso e estrutura concluídas, e em fevereiro vamos começar o lançamento dos estais, que são os cabos que sustentam o vão central da ponte”, afirmou o secretário de infraestrutura, Marcus Cavalcanti. Além de se tornar um novo cartão-postal, a ponte vai beneficiar cerca de 511 mil moradores de Ilhéus, Itabuna, Una, Canavieiras, Buerarema, Itacaré e Uruçuca. A economia da região também terá ganhos com o desenvolvimento do turismo, a atração de novos empreendimentos e o escoamento da produção agrícola, principalmente do cacau. Rui também visitou a Indústria de Chocolate da Bahia (ICB), instalação que faz parte Plano Operacional para o Cacau e Chocolate da Bahia 2018 – 2022, lançado pelo Governo do Estado. O plano, que atende cerca de 20 mil agricultores, prevê o desenvolvimento de ações estratégicas que permite elevar, em cinco anos, a produção de cacau na Bahia para 240 mil toneladas/ano, até 2022, e consolidar a fabricação de chocolates finos, com certificado de origem no Sul da Bahia, por meio da instalação de 20 agroindústrias. Os investimentos do Governo do Estado no plano devem atingir R$ 80 milhões. O Governo do Estado também investiu na Estrada do Chocolate, um roteiro turístico por fazendas de cacau pela BA-262, entre Ilhéus e Uruçuca. Os visitantes podem percorrer sítios históricos, rios, cachoeiras e áreas de preservação ambiental. O roteiro inclui ainda as fábricas do parque moageiro de cacau, no Distrito Industrial de Ilhéus, fazendas com fábrica de chocolate gourmet, fazendas de cacau com acervo histórico-arquitetônico, Estação Rio do Braço, da sede do antigo distrito de Ilhéus e a Biofábrica do Cacau, dentre outros atrativos.

28 de dezembro de 2018, 18:38

BAHIA Fabio Vilas Boas deve “informar-se melhor para evitar opiniões infundadas”, diz Colbert

Foto: Divulgação

O prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins Filho

“O secretário de Saúde do Estado não dirige o consórcio e não pode falar pelo órgão”, diz o prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins Filho. Ele reagiu a nota, na imprensa, em que a Sesab informa “estranhar” declarações atribuídas a ele segundo as quais “suspendeu o município do consórcio de saúde Portal do Sertão, que administra a policlínica Regional de Saúde”, instalada ao lado do Hospital Geral Clériston Andrade. A Secretaria de Saúde do Estado diz que as faturas referentes aos serviços vêm sendo “geradas normalmente para pagamento” e que “eventuais atrasos dos repasses de Feira constituem dívida em aberto que deverá ser quitada pra não ocasionar interrupção dos atendimentos à população”. Colbert afirma que, na verdade, decidiu não efetuar pagamentos ao Estado em razão de o Município não estar recebendo a quantidade mensal de exames que deveriam ser oferecidos à população pela Policlínica Regional proporcional ao valor repassado. Em 23 de outubro, ao justificar a medida, o prefeito informou que o Município já havia efetuado pagamento da ordem de R$ 1 milhão, enquanto a Policlínica havia prestado serviços à população feirense com um gasto de aproximadamente R$ 600 mil. “O dinheiro que investimos não corresponde ao serviço oferecido”, disse Colbert. Na ocasião, ele decidiu “gerenciar o pagamento de acordo com a quantidade de atendimentos efetivamente prestados no mês”. Para o prefeito de Feira, Vilas Boas está interferindo indevidamente na questão. “O presidente do Consórcio Regional de Saúde é o prefeito Edmário Paim e não o secretário. Deveria estar cuidando do caos na saúde da Bahia, como o grave problema das regulações, que o Estado não consegue administrar”. “De qualquer forma”, observa Colbert, “seria interessante que o secretário se informasse melhor sobre o que está acontecendo, para, quem sabe, poder contribuir, e não, em vez disso, dar opiniões infundadas”.

28 de dezembro de 2018, 18:20

BAHIA Estado antecipa R$ 297,9 milhões do ICMS aos 417 municípios baianos

Foto: Divulgação

O governador Rui Costa (PT)

O Governo do Estado antecipou hoje (28) aos 417 municípios baianos R$ 297,9 milhões de arrecadação do ICMS que, de acordo com o calendário das transferências constitucionais, só seriam repassados em janeiro. O governo também antecipou aos municípios o aporte de R$ 180,4 milhões ao Fundeb – Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação, com recursos provenientes dos três impostos estaduais (ICMS, IPVA e ITD). A antecipação total de R$ 478,3 milhões foi possível após entendimento do Estado com o Banco do Brasil, e diz respeito à arrecadação estadual entre os dias 22 e 27 de dezembro. Em 2 de janeiro serão repassadas as cotas relativas à arrecadação dos impostos estaduais no dia 28 de dezembro, último com expediente bancário em 2017. A antecipação foi anunciada no último dia 19 pelo governador Rui Costa em atendimento a uma solicitação da União dos Municípios da Bahia (UPB), para que as prefeituras pudessem contar assim com novos recursos para o fechamento das contas de 2018. Entre os grandes municípios do Estado, coube a Salvador o maior volume do ICMS antecipado: R$ 40,3 milhões. Outros repasses significativos contemplaram Camaçari (R$ 24,1 milhões), São Francisco do Conde (R$ 20,8 milhões), Feira de Santana (R$ 12,9 milhões), Paulo Afonso (R$ 7,8 milhões) e Simões Filho (R$ 7,7 milhões). “Ao antecipar quase meio bilhão de reais aos municípios, o Estado reforça o caixa dos municípios na virada de ano. Sob a orientação do governador Rui Costa, este esforço leva em conta o difícil cenário econômico, que vem desafiando todas as esferas da administração pública,”, afirma o secretário da Fazenda do Estado, Manoel Vitório. Ele ressalta o grande esforço do fisco estadual para manter o ritmo da arrecadação dos impostos estaduais, mesmo com a persistência da crise econômica.

28 de dezembro de 2018, 12:56

BAHIA Terreiro vai à Justiça para trazer corpo de Mãe Stella para Salvador

Foto: Alan Tiago Alves/G1

Mãe Stella de Oxóssi

A Sociedade Cruz Santa, entidade civil que mantém e administra o Ilê Axé Opô Afonjá, entrou com duas petições no Tribunal de Justiça da Bahia em Nazaré solicitando a transferência do corpo de Mãe Stella de Oxóssi para Salvador. Como há resistência da companheira de Mãe Stella, a sociedade pede que a Justiça determine a transferência para que o corpo passe pela primeira fase do Axexê, o ritual fúnebre do candomblé. As petições foram protocoladas durante a madrugada desta sexta-feira (28), enquanto o corpo de Mãe Stella é velado na Câmara Municipal de Nazaré. Parentes da mais influente líder do candomblé do Brasil, integrantes do Ilê Axé Opô Afonjá e de outros terreiros também ingressaram com petições na Justiça de Nazaré, que está analisando os pedidos. “Só queremos um sepultamento digno e à altura do que representa Mãe Stella”, diz o presidente da Sociedade Cruz Santa, entidade civil que mantém e administra o Ilê Axé Opô Afonjá, o ogã Ribamar Daniel. O enterro está previsto para acontecer às 16h no cemitério do município nesta sexta. Mãe Stella morreu na tarde desta quinta-feira (27) aos 93 anos. Ela estava internada desde a sexta-feira (14) na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Incar (INCAR) de Santo Antônio de Jesus, no Recôncavo, onde estava internada desde o último dia 14. As informações são do jornal Correio*.

28 de dezembro de 2018, 09:15

BAHIA Corpo de Mãe Stella de Oxóssi é velado na Câmara de Vereadores de Nazaré

Foto: Alan Tiago Alves/G1

Mãe Stella de Oxóssi

O corpo de Maria Stella de Azevedo Santos, mais conhecida como Mãe Stella de Oxóssi, que morreu na quinta-feira (27), está sendo velado na Câmara de Vereadores da cidade de Nazaré, no recôncavo baiano, nesta sexta-feira (28). O enterro será realizado às 16h, também no Cemitério Municipal de Nazaré. O velório é aberto ao público. Mãe Stella morreu aos 93 anos, no Hospital INCAR, em Santo Antônio de Jesus, também no recôncavo da Bahia, onde estava internada desde o dia 14 de dezembro, quando deu entrada com uma infecção. Desde 2017, Mãe Stella estava morando na cidade de Nazaré, a cerca de 210km de Salvador. Ela se mudou de Salvador para lá depois de um desentendimento entre filhos de santo do terreiro Ilê Axé Opô Afonjá, na capital, e a companheira dela, Graziela. As informações são do site G1/Bahia.

28 de dezembro de 2018, 09:10

BAHIA Zé Neto contesta crítica de Colbert Martins Filho à extinção de Centro Industrial

Foto: Divulgação/Arquivo

Deputado estadual Zé Neto contesta críticas de Colbert Martins Filho à reforma administrativa de Rui Costa

Líder do governo na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Zé Neto (PT) contestou ontem a crítica do prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins Filho (MDB), à extinção do Centro Industrial do Subaé, argumentando que o órgão não foi extinto, mas transformado numa superintendência, que manterá normalmente suas funções e continuará colaborando com o desenvolvimento da cidade. Segundo Zé Neto, Colbert anda muito abafado com temas como “as cooperativas e o shopping municipal” de Feira, motivo porque não “teve tempo” para compreender a reforma administrativa do governo.

28 de dezembro de 2018, 09:00

BAHIA Ex-governador César Borges assume presidência da Liga Bahiana Contra o Câncer

Foto: Divulgação

O ex-governador César Borges

O ex-governador da Bahia, César Borges, assume a presidência da Liga Bahiana Contra o Câncer, no próximo dia 7 de janeiro. O primeiro vice-presidente será o publicitário Fernando Barros e o segundo vice-presidente será o médico e atual presidente da entidade, Aristides Maltez Filho. A solenidade de posse será no auditório do Hospital Aristides Maltez, às 17h. César Borges, que foi ministro dos Transportes no governo da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), estava à frente da Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR).

27 de dezembro de 2018, 21:59

BAHIA Rui decreta três dias de luto pela morte de Mãe Stella

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

O governador Rui Costa (PT)

O governador Rui Costa (PT) decretou luto oficial de três dias pela morte de Mãe Stella de Oxóssi. A Ialorixá falece na tarde desta quinta-feira (27), na cidade de Santo Antônio de Jesus. “Está decretado luto oficial de três dias na Bahia pela morte de Mãe Stella de Oxóssi. Que os ensinamentos dela permaneçam entre nós”, escreveu Rui na sua conta do Twitter.