17 de março de 2017, 17:52

BAHIA Estrada que liga Aratuípe a Maragogipinho será recuperada

O trecho da BA 001, que liga o município de Aratuípe ao distrito de Maragogipinho, vai ser recuperado. O anúncio foi feito nesta sexta-feira (17), durante reunião entre o deputado federal Nelson Pelegrino (PT-BA), a deputada estadual Maria del Carmen e o secretário de Infraestrutura da Bahia, Marcus Cavalcanti.A recuperação da estrada é um pedido que Pelegrino e Maria haviam feito ao governador Rui Costa. “Um pleito importante para toda a região. Essa obra é um valoroso benefício para os moradores, para a economia e para o turismo da Bahia”, comemorou Pelegrino. A deputada Maria del Carmen reforçou a necessidade da obra destacando que a localidade é responsável por uma parcela representativa da produção de artesanato do Estado. “Aratuípe é o maior polo cerâmico da América do Sul e oferecer condições de trafegabilidade é essencial, além de ser muito importante para o escoamento da produção cerâmica”, disse Maria.Durante a reunião, os parlamentares também tomaram conhecimento de que o governador vai dar ordem de serviço para execução da estrada que liga Serrinha a Biritinga, intervenção que Maria e Nelson já vinham cobrando há algum tempo do Governo do Estado. Na oportunidade, Pelegrino também pediu a requalificação da estrada que liga a BR 101 ao município de Dom Macedo Costa. “Um trecho curto, que precisa ser feito para melhorar as condições de trafegabilidade e segurança da população”, disse ele.Os deputados cobram ainda a recuperação dos trechos que ligam Lages do Batata (Jacobina) a Várzea Nova e Várzea Nova a Morro do Chapéu. “Uma intervenção essencial já que essa via está em condições precárias”, avaliou Maria del Carmen.

17 de março de 2017, 16:00

BAHIA Detran-BA troca experiências tecnológicas no trânsito com o Paraná

O diretor-geral do Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran-BA), Lúcio Gomes, e a superintendente de Gestão e Inovação da Secretaria da Administração do Estado (Saeb), Cristine Araújo, estiveram nesta semana em Curitiba, onde visitaram a Companhia de Tecnologia e Comunicação do Paraná (Celepar) e o Detran-PR. O objetivo foi trocar experiências e discutir avanços nos serviços tecnológicos oferecidos pelos órgãos de trânsito. Temas como a renovação automática da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), o videomonitoramento dos exames práticos de direção e terminais de autoatendimento dominaram as conversas. A realização do 2° Congresso Brasileiro dos Detrans, nos dias 26 e 27 de abril, em Salvador, com o tema “Tecnologia no Trânsito e Cidades do Futuro”, esteve em pauta também. O diretor administrativo-financeiro do Detran-PR, Ivaldo Patrício, destacou a importância do intercâmbio entre os estados, na busca de soluções para os problemas do trânsito. “Muito oportuna esta visita da comitiva baiana, às vésperas do nosso encontro, na bela e multicultural Salvador. O diálogo abre caminhos para as soluções. Temos sintonia em projetos que oferecem comodidade aos usuários dos serviços dos Detrans e melhoram a segurança viária”. Para o diretor-geral do Detran-BA, “essa aproximação com o Paraná enriquece os estudos do governo baiano para alcançar resultados ainda mais positivos no atendimento à população e reduzir o número de acidentes, questões que estarão em debate no grande congresso que iremos realizar em abril”.

17 de março de 2017, 15:30

BAHIA Sessão Especial reflete ligação entre desmatamento de Biomas e crise hídrica

Com a presença do arcebispo primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger, a Assembleia Legislativa da Bahia realizou, nesta sexta-feira (17), Sessão Especial da Campanha da Fraternidade 2017, Biomas Brasileiros e Defesa da Vida. A atividade proposta pelo deputado Marcelino Galo (PT) refletiu a necessidade de maior conscientização da sociedade para proteção dos Biomas Brasileiros, fundamentais à biodiversidade, à produção de água e para a vida. Na Bahia estão presentes os biomas Cerrado, Mata Atlântica e Caatinga, esse que ocupada 54% do território do estado, mas tem 50% de sua área destruída. Para Galo, que coordena a Frente Parlamentar Ambientalista, a Campanha da Fraternidade 2017 é “importantíssima” porque “apresenta um debate e provoca uma reflexão necessária, não só para os católicos, mas para toda sociedade da necessidade de preservarmos as nossas riquezas naturais”. O parlamentar, que fez duras criticas ao desmatamento e ao uso indiscriminado de agrotóxicos na produção de alimentos, avaliou que preservar o meio ambiente é garantir também a produção de água, “já que água não se produz em barragens”, e “assegurar, portanto, a vida”.
O desmatamento dos biomas brasileiros tem conexão, enfatizou o arcebispo Primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger, com a crise hídrica vivida no país. “A gente percebe que com a água tudo ressuscita, tudo se renova, mostrando que o que temos que fazer é a aprender a preservar a natureza. Preservando cada vez mais o que a natureza nos dá e que tem relação direta com nossas vidas”, refletiu o arcebispo, que elogiou a realização da atividade na Assembleia Legislativa. “Precisamos multiplicar inciativas como esta da sessão para que esse tema tome conta do país e a sociedade discuta sobre algo que é muito importante e que tem relação direta com nossas vidas”, pontuou Dom Murilo.
Professor e pesquisador do Departamento de Zoologia do Instituto de Biologia da Universidade Federal da Bahia, Ricardo Dobrovolski avaliou, com base em trabalhos apresentados, que quando se destrói o meio ambiente, não há melhora no desenvolvimento humano. “Depois da destruição, na verdade, estamos mais pobres”, pontou o acadêmico, ao refletir que há como aumentar a produção agrícola, com o uso de tecnologias, sem que seja preciso aumentar áreas desmatadas.
Também participaram da atividade os secretários de Meio Ambiente, Geraldo Reis, da Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social, Carlos Martins, e a Secretária de Promoção da Igualdade Racial, Fabya Reis, os deputados Nelson Pelegrino e Maria Del Carmen, o ex-deputado Yulo Oiticica, Padre Zé Carlos, Padre Jorge Brito, representantes da Pastoral da Saúde, da Renovação Carismática Católica e de grupos ambientalistas.

17 de março de 2017, 14:45

BAHIA Sefaz-Ba chega aos 50 mil seguidores e faz campanha no Facebook

Com um volume crescente de seguidores no Facebook, a Secretaria da Fazenda do Estado da Bahia (Sefaz-Ba) está veiculando, exclusivamente nesta mídia social, campanha ilustrada com obras e investimentos estaduais que são fruto do imposto pago pelos baianos. São destacadas obras como o metrô de Salvador, a recuperação de estradas em todo o estado, o HGE 2, os novos hospitais do Cacau e da Chapada e o programa Água para Todos, entre outras. A fan-page da Sefaz acaba de chegar à marca de 50 mil seguidores. “As redes sociais tornaram-se ferramentas muito importantes para as organizações e com o poder público não é diferente, pois elas ampliam e modificam a forma de se relacionar com a população”, comenta o secretário da Fazenda do Estado, Manoel Vitório. Ele acrescenta que a campanha no Facebook constitui, além disso, uma iniciativa de educação fiscal, ao veicular o reconhecimento, por parte do poder público, pela participação de cidadãos e empresas no desenvolvimento do Estado. O secretário lembra outra campanha da Sefaz-Ba, voltada para o público interno, que reconheceu o empenho dos servidores fazendários para garantir o desempenho das receitas próprias em meio à recessão econômica e às instabilidade nas transferências da União. Vitório ressalta que, a despeito da crise, a Bahia vem mantendo os salários dos servidores rigorosamente em dia, segue honrando os compromissos com os fornecedores e ampliou os investimentos em 45,09%: de R$ 2,198 bilhões em 2015 para R$ 3,189 bilhões em 2016. “Somados, os investimentos nos dois primeiros anos da gestão do governador Rui Costa chegam a R$ 5,387 bilhões”, ressalta. Os recursos impulsionaram obras e ações em todo o Estado, ampliando a infraestrutura necessária ao desenvolvimento econômico e contribuindo também para gerar emprego e renda, lembra Vitório.

17 de março de 2017, 14:00

BAHIA Rui entrega sistema de abastecimento de água que beneficia a região de Santo Estêvão

Foto: Manu Dias/GOVBA

Evento de inauguração ocorreu em Santo Estêvão, com a participação do secretário de Infraestrutura Hídrica e Saneamento (Sihs), Cássio Peixoto

Mais de 116 mil baianos da zona rural dos municípios de Santo Estêvão, Anguera, Ipecaetá e Santa Preta, no Território de Identidade Portal do Sertão, passaram a ter acesso à água tratada, com a entrega de mais um sistema integrado de abastecimento de água realizada pelo governador Rui Costa, nesta sexta-feira (17). O evento de inauguração ocorreu em Santo Estêvão, com a participação do secretário de Infraestrutura Hídrica e Saneamento (Sihs), Cássio Peixoto. De acordo com o governador, “foram investidos quase R$ 29 milhões para duplicar a produção e a água chegar na casa de todo mundo. Água é sinônimo de vida e de saúde. Não faz sentido investirmos em posto de saúde e não investir em abastecimento e esgoto. Por isso, o governo Wagner criou o programa Água para Todos e fez o maior investimento em abastecimento da história da Bahia. E nós estamos dando prosseguimento a este programa”. A capacidade de vazão do sistema dobra, com a ampliação de 120 mil para 240 mil litros por segundo. A água é captada no lago da Barragem de Pedra do Cavalo. O sistema conta com quatro estações elevatórias, uma adutora de água bruta e outra de água tratada, uma estação de tratamento de água e outra de lodo, dois reservatórios e uma rede de distribuição de quase 15 quilômetros, alcançando 1.345 novas ligações domiciliares. O investimento é de R$ 28,4 milhões, sendo R$ 25,5 milhões financiados pelo BNDES e R$ 2,8 milhões investidos pela Embasa. Ainda na cidade de Santo Estêvão, o governador Rui Costa visitou a estação de tratamento de água e também uma estação de tratamento de esgoto, construída por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). As duas passarão a ser administradas pela Embasa. Segundo Rui, o sistema de esgotamento, que está em fase de testes, deve ser inaugurado em 60 dias. “Eu volto ao município para a inauguração da obra, que custou R$ 19 milhões. A Embasa agora vai começar a fazer a ligação nas casas e Santo Estevão vai chegar a ser uma das cidades com maior cobertura de esgotamento do Brasil. No início, serão 50% de cobertura, mas a capacidade do sistema é para uma cobertura de 100%”, afirmou o governador. Durante a solenidade, na sede do município, Rui também entregou três viaturas, duas para a Polícia Civil e uma para a Militar, que servirão aos municípios de Irará, Conceição do Jacuípe e Terra Nova.

17 de março de 2017, 12:23

BAHIA Após publicação em revista europeia, fisioterapeuta do HGRS apresenta três trabalhos científicos na Flórida

Após publicação em revista europeia, fisioterapeuta do HGRS apresenta três trabalhos científicos na Flórida. Depois de publicar artigo sobre preditores de quedas recorrentes em pessoas com doença de Parkinson e proposta de uma escala preditiva no europeu Journal of Parkinson’s Disease, a fisioterapeuta Lorena Almeida representou o Hospital Geral Roberto Santos, em Salvador, no 1º Congresso Panamericano de Doença de Parkinson e Distúrbios do Movimento, na Flórida. Ela, que é uma das responsáveis pelo Ambulatório de Transtornos do Movimento e Doença de Parkinson do HGRS, apresentou três trabalhos científicos no evento, realizado em Miami no mês de fevereiro. No trabalho intitulado “Implementation process of the translation and adaptation of the European Physiotherapy Guideline for Parkinson’s Disease to Portuguese” (Processo de implementação da versão em português da diretriz europeia de fisioterapia para doença de Parkinson, em livre tradução), foram abordadas as estratégias de implementação da Versão em Português da Diretriz Europeia de Fisioterapia para a doença de Parkinson no Brasil e em Portugal, que incluíram apresentações em congressos e cursos nacionais e internacionais. “O nível de conhecimento da Diretriz ainda é baixo e os profissionais que a conheciam não utilizavam na prática clínica por não se sentirem seguros, o que reforça a necessidade de intensificar as estratégias de implementação dela”, pontua Lorena, que é uma das três autoras da Versão em Português. Já no trabalho “Predicting multiple falls in people with Parkinson’s disease: a statistical approach” (Predição de quedas múltiplas em pessoas com doença de parkinson: uma abordagem estatística), realizado em parceria com um grupo de pesquisa de Sydney, Australia, foram discutidos preditores de quedas múltiplas em pessoas com Parkinson. Tema relevante, de acordo com a fisioterapeuta, pelas inúmeras consequências que as quedas podem trazer: “a identificação de fatores de risco de quedas múltiplas podem direcionar programas de prevenção de quedas em pessoas com Parkinson, serviço que é realizado por mim no ambulatório do HGRS”.

17 de março de 2017, 12:04

BAHIA Bahia Farm Show 2017 chega com a perspectiva de bons resultados

O clima é de otimismo entre os organizadores da Bahia Farm Show 2017, a maior feira de tecnologia agrícola e de negócios do Norte/Nordeste do Brasil. Tudo porque as chuvas bem distribuídas e no momento certo prometem uma boa safra para os agricultores que investem na região do Matopiba. E o resultado de uma colheita farta se reflete diretamente nos números finais da Feira, com a expectativa de fechar bons negócios.Há dois meses e meio para o início da 13ª edição da Bahia Farm, os espaços estão praticamente ocupados, mais de 90% estão garantidos por expositores habituais e novos, que, de 30 de maio a 03 de junho, irão demonstrar seus produtos e serviços em um dos maiores eventos do agronegócio. De acordo com a organização, este ano houve um incremento de 15% na procura de novos expositores.”A feira está consolidada como uma importante vitrine para que grandes empresas e também pequenos investidores associem suas marcas, e a procura pelos espaços cresceu bastante em relação ao ano passado graças à força que a Bahia Farm Show ocupa no cenário dos eventos do agronegócio nacional”, comentou a coordenadora, Rosi Cerrato.A última edição da Bahia Farm Show reuniu cerca de 200 expositores de maquinários, software, veículos, sementes, defensivos e insumos agrícolas. Ao todo, cerca de 600 marcas foram expostas, atraindo um público de mais de 60 mil visitantes ao longo de cinco dias de Feira, o que movimentou R$ 1,014 bilhão.A participação de agentes financeiros públicos e privados também está garantida. Eles prometem desembarcar na Feira com um “cardápio” de opções em financiamentos e linhas de crédito específicas para o setor agropecuário, taxas de juros convidativas, além de condições elásticas e facilitadas de pagamento.A Bahia Farm Show é organizada pela Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), com o apoio da Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa), Fundação Bahia, Associação dos Revendedores de Máquinas e Equipamentos Agrícolas do Oeste da Bahia Ltda. (Assomiba) e Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães.

17 de março de 2017, 11:35

BAHIA Deputado critica prefeito de Boa Vista do Tupim “por perseguir professores da gestão anterior”

Foto: Agência Câmara

Valmir Assunção

A situação da Educação no município de Boa Vista do Tupim, na Chapada Diamantina, chegou a Brasília e foi alvo de críticas do deputado federal Valmir Assunção (PT-BA), nesta sexta-feira (17). Conforme relata o parlamentar, os professores que fizeram parte do mandato do ex-prefeito Gidu do PT estão sendo perseguidos pela atual gestão do tucano Helder Lopes Campos, o Dinho do PSDB. “Todos que tinham cargos de confiança, além de candidatos a vereador, parentes dos postulantes e até mesmo correligionários políticos estão sendo transferidos para a zona rural. Alguns são efetivos do município por mais de 17 anos, tendo inclusive 22 anos de concurso público”, frisa o parlamentar munido de carta aberta encaminhada para seu gabinete pelos educadores. Valmir considera a questão como perseguição política e diz que a administração ainda tenta expor os profissionais em viagens com veículos velhos, sem condições para fazer trajetos de 100 a 144 quilômetros por dia em estradas de chão. “O prefeito precisa entender que muitos desses profissionais são mães de famílias com crianças ainda pequenas e algumas têm relatório médico que comprova problemas de saúde e carga horária de apenas 20 horas semanais”, descreve. Conforme os educadores, alguns saem de suas casas às 6h da manhã, só retornando aos seus lares por volta das 19h às 20h e não têm uma casa de apoio na localidade para o qual foram transferidos. O gestor tucano, por meio da Secretaria de Educação, só publicou até agora portarias destes professores, quando deveria ter publicado todas as portarias no Diário Oficial do município. “Eles afirmam que as transferências foram sem critério e seguem ‘motivação política’, mas publicaram na imprensa local matéria contestando o repúdio dos professores com as novas lotações. Publicaram matéria no dia 4 de março e os professores só receberam suas portarias no dia 6″, apontam os educadores em carta aberta. Em Boa Vista do Tupim, os profissionais denunciam que ainda há escolas fechadas por falta de professores, transporte escolar e merenda.

17 de março de 2017, 11:24

BAHIA “A reforma significa perda de direitos, especialmente para as mulheres”, diz Fabíola

“A reforma significa perda de direitos para todos, especialmente para as mulheres”, diz Fabíola em encontro da APLB
A presidente da Comissão de Educação, Cultura, Ciência, Tecnologia e Serviço Público da Assembleia Legislativa da Bahia, Fabíola Mansur (PSB), participou na manhã desta quinta-feira (16), no município de Amélia Rodrigues do Encontro da Regional Metropolitana da APLB Sindicato.A convite da diretora regional, Maria Raimunda, a parlamentar participou de um debate sobre a Reforma da Previdência. Fabíola fez duras críticas a reforma como está apresentada, chamando atenção para o fato de as mulheres serem as mais prejudicadas, em função do aumento da idade mínima, desconsiderando o fato de que, em função da dupla jornada, as mulheres trabalham em média 7h a mais que os homens.”A obrigatoriedade de 49 anos de contribuição para o trabalhador ter direito a totalidade do valor da aposentadoria, bem como a equiparação da idade mínima de 65 anos para homens e mulheres é um grave retrocesso em direitos adquiridos. Esta reforma, do jeito que está não pode acontecer, precisamos de um profundo debate com a sociedade”, disse ela que convocou todos a lutarem pela manutenção de seus direitos.

17 de março de 2017, 08:00

BAHIA Aleluia se defende após ser citado em lista de Janot

Foto: Divulgação

Um dos quatro políticos baianos citados na lista do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, o deputado federal José Carlos Aleluia (DEM) afirmou que todas as doações que recebeu para as suas campanhas foram dentro da legalidade e registradas na Justiça Eleitoral. “Todas as doações feitas às minhas campanhas estão devidamente registradas e explicitadas nas prestações de contas aprovadas pela Justiça Eleitoral”, declarou por meio de nota, acrescentando que, no caso de 2010, quando foi candidato e não se elegeu ao Senado Federal, a legislação não exigia que o candidato especificasse em sua prestação de contas o nome do doador original ao partido, como passou a ser feito a partir de 2014. “Todos os recursos arrecadados estão declarados e aprovados pela Justiça Eleitoral”.Já a senadora Lídice da Mata (PSB), também por meio de nota, ressaltou que tem a consciência tranquila e “a confiança de que tudo será esclarecido, porque os 33 anos de correção na minha vida pública falam por mim. É preciso a imediata quebra do sigilo para que não se fique à mercê de vazamentos seletivos. Quem não deve não teme. Espero que as investigações avancem e as responsabilidades sejam devidamente apuradas”. Procurada pela Tribuna, a assessoria da parlamentar disse que ela não concederia entrevistas sobre o fato.Ontem, dois nomes de peso da política baiana saíram em defesa da socialista. O primeiro foi o prefeito ACM Neto (DEM), que publicamente disse acreditar na inocência da adversária, bem como na do correligionário Aleluia. “Ninguém conhece ainda o conteúdo da delação, então é impossível fazer qualquer juízo de valor, é impossível se estabelecer qualquer tipo de avaliação. A gente não pode avaliar o que está por trás, tem que saber o conteúdo. Leia mais na Tribuna da Bahia.

17 de março de 2017, 07:50

BAHIA Nilo diz desconhecer encontro de deputados do PSL com Rui

Foto: Divulgação

Presidente do PSL na Bahia, o deputado estadual Marcelo Nilo disse à Tribuna que desconhece encontro marcado entre os outros seis parlamentares da legenda com o governador Rui Costa (PT), o qual discutirá, sobretudo, a possibilidade de o grupo (que formou um bloco independente) voltar para a base do governo na Assembleia Legislativa (AL-BA). “Eu não sei de nada disso. Primeira vez que ouço falar. Agora, se acontecer e eu for convidado, vou participar com o maior prazer”, disse Nilo. Ele se mantém na base do governador e garante que o PSL oficialmente ainda integra a bancada.O desgaste entre Nilo e a maioria absoluta do PSL é nítido e vem se acentuando. Mas em reiteradas entrevistas à Tribuna, o ex-presidente da Assembleia Legislativa se mostra tranquilo, e que, por ora, não vê risco de perder o comando da legenda na Bahia. Ele explicou que em todos os estados o PSL é dirigido por meio de comissões provisórias. Portanto, é o diretório nacional da legenda que designa o presidente de cada comissão estadual. “Se a executiva do partido quiser me tirar da presidência na Bahia, tudo bem. Mas até lá, sou o presidente do PSL na Bahia, e ninguém pode falar coisa alguma dizendo que está falando pelo PSL”, diz Nilo com tranquilidade.Tudo gira em torno de cargos no governo de Rui Costa. Os dois maiores articuladores da saída dos parlamentares da base do governador foram os deputados Manassés e Alan Castro, líder do PSL na Casa. Castro inclusive participou de reunião entre os demais líderes partidários e o Rui Costa na segunda-feira (13). Na pauta o momento da Assembleia Legislativa, com um novo presidente após dez anos (Ângelo Coronel – também presente). Também foi abordada a nova sistemática de trabalho implantada na Casa Legislativa, que facilitará a apreciação das matérias de iniciativa parlamentar e dos projetos de lei de interesse da administração estadual.

16 de março de 2017, 20:44

BAHIA Desembargador Jatahy Júnior é empossado membro efetivo do TRE-BA

Em sessão solene que lotou o auditório do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), o desembargador Edmilson Jatahy Fonseca Júnior foi empossado membro da Corte Eleitoral baiana. Durante a cerimônia, realizada nesta quinta-feira (16/3), foi também aclamado presidente do TRE baiano o desembargador José Edivaldo Rocha Rotondano.O magistrado ingressa na Corte para ocupar uma das vagas destinadas aos desembargadores durante o biênio de 2017-2019. Em seu discurso, o desembargador falou das suas expectativas para os próximos anos. “Espero, no exercício do meu mandato, contribuir para a elevação do nome do Poder Judiciário, exercendo as minhas funções com total e irrestrita honestidade, imparcialidade e respeito. Assim agindo, confio estar fazendo a minha parte, por mínima que seja, na busca de um Brasil melhor, mais justo, digno e igual, eliminando e reduzindo o câncer social que é a corrupção”. Em nome dos colegas de toga, o juiz membro da Corte Eleitoral, Paulo Roberto Lyrio Pimenta deu as boas vindas ao recém-empossado. “O desembargador Jatahy Júnior é juiz de carreira que, sem dúvida, trará enorme contribuição para esta Casa no desenvolvimento de suas atividades”.

16 de março de 2017, 20:04

BAHIA Por unanimidade, José Edivaldo é eleito presidente do TRE-BA

Foto: Divulgação

Por unanimidade, o desembargador José Edivaldo Rocha Rotondano foi eleito, nesta quinta-feira, 16, presidente do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA). A eleição aconteceu durante posse do desembargador Jatahy Junior como membro efetivo do órgão. Por seis votos, Rotondano deixa de ser presidente interino e passa a ser presidente eleito da Corte com o mandato para os próximos dois anos.

16 de março de 2017, 19:51

BAHIA OAB-BA obtém liminar que determina pagamento de alvarás no BB

A OAB da Bahia obteve, nesta quarta-feira (15), decisão liminar do Tribunal Regional Federal da Primeira Região determinando ao Banco do Brasil o pagamento dos alvarás judiciais no prazo máximo de 48 horas, em qualquer agência do território nacional, respeitando ainda a “Lei dos 15 minutos” (Lei do Município de Salvador Nº 5978/1) nas agências situadas na capital baiana. Amanhã (17/03), às 9h, haverá audiência pública com o tema “Forma indevida do pagamento dos alvarás judiciais pelo Banco do Brasil”, promovida pela OAB da Bahia, para discutir os próximos passos após esta vitória. O encontro acontece na sede da Escola Superior de Advocacia Orlando Gomes (ESA-BA), no Ed. Centro de Cultura João Mangabeira, Rua do Carro, nº 136, ao lado do Fórum Ruy Barbosa.

16 de março de 2017, 19:48

BAHIA Bahia perde 1,7 mil vagas formais no mês de fevereiro

Foto: Divulgação

Na contramão da média nacional, a Bahia perdeu postos de trabalho formais em fevereiro. Enquanto o Brasil apresentou saldo positivo (ou seja, criação) de 35.612 vagas em fevereiro, a Bahia registrou, no mesmo mês, saldo negativo (extinção) de 1.704 vagas com carteira assinada.Os números foram apresentados nesta quinta-feira (16) pelo Ministéri do Trabalho e fazem parte do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho. O cadastro só mede o emprego e desemprego nas vagas formais, que são aquelas com carteira assinada e que garantem o acesso a benefícios trabalhistas como férias e 13º salário, entre outros.Em termos de desempenho, a Bahia foi o 19º estado na geração de emprego em fevereiro. O primeiro lugar ficou para São Paulo, que criou 25.412 vagas com carteira. A última posição ficou com Pernambuco, que perdeu 16.342 postos. Na Bahia, em fevereiro, foram admitidos um total de 44.017 trabalhadores, enquanto outros 45.721 foram demitidos. Em termos relativos, a variação, frente a janeiro , foi negativa de 0.1%. Em 2017 (janeiro e fevereiro), o saldo de desligamentos e contratações está negativo em 1.992 ( 92.818 admissões contra 94.810 desligamentos), uma variação negativa de 0,12% em relação aos dois primeiros meses de 2016. No acumulado de 12 meses (março de 2017 a fevereiro de 2017), a Bahia registrou a extinção de 65.378 postos formais, fruto de 577.402 contratações e 642.780 demissões, variação também negativa de -3,72% frente aos 12 meses anteriores.Dos setores analisados pelo Caged, o que mais perdeu empregos formais em fevereiro na Bahia foi a Construção Civil (2.533), seguido pelo Comércio (1.263) e pela Industria Extrativa e Mineral (139). Criaram mais vagas que extinguiram o setores de Administração Pública (positivo em 747), Indústria de transformação ( 575), Agropecuária (499), Serviços (254), e Serviços Industriais de Utilidade Pública – SIUP (156).

Correio*