21 de setembro de 2017, 17:47

BAHIA José Rocha reúne prefeitos e lideranças para assinatura da Ordem de Serviço da BR 135

O líder da bancada do PR, deputado José Rocha e o ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella assinaram na presença de prefeitos e lideranças da região Oeste e Sudoeste da Bahia a Ordem de Serviço para obras na BR 135, nesta quinta(21), em Brasília. O documento prevê a elaboração do projeto executivo e a execução das obras no trecho de 38 km entre Correntina, Jaborandi e o entroncamento com a BA 172, no município de Coribe. As obras incluem a construção do anel viário de Correntina, acesso a Jaborandi, pontes, drenagem, acostamento, asfaltamento e sinalização entre outros serviços. “É uma reivindicação de muitos anos que estamos transformando em realidade, pois os recursos já estão garantidos no orçamento”, comemorou o deputado José Rocha. Foram alocados R$ 108,8 milhões para a obra. Participaram da cerimônia no gabinete do ministro o diretor-geral do Dnit, Valter Casimiro Silveira, superintendente do Dnit na Bahia, Amauri Sousa Lima, prefeitos Dr. Marcelo(Cocos), Manuel Rocha(Coribe), Ezequiel Barbosa( ex-prefeito de Correntina) e vereadores Jon Félix(Correntina) e Chiquinho Falcão(Cocos), entre outros.

21 de setembro de 2017, 13:30

BAHIA Em Jacobina, Rui assina convênios e entrega equipamentos para fortalecer agricultura do semiárido

Foto: Mateus Pereira/GOVBA

Assinatura aconteceu na manhã desta quinta-feira (21)

A agricultura do semiárido baiano recebeu mais um reforço do Governo do Estado. Em visita ao município de Jacobina, nesta quinta-feira (21), o governador Rui Costa assinou convênios do Pró-Semiárido, e entregou equipamentos e veículos que vão beneficiar mais de três mil famílias de pequenos agricultores da região. Rui também autorizou a Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) a transferir R$ 221 milhões à Companhia de Engenharia Hídrica e de Saneamento da Bahia (Cerb), para implantar, ampliar e recuperar mil sistemas simplificados de abastecimento de água e implantar módulos sanitários residenciais, através do Projeto Bahia Produtiva. “Hoje foi mais um dia de muitas ações e muitas entregas, tendo como carro chefe a assinatura de convênios do programa Pró-Semiárido, que reúne intervenções para melhorar a infraestrutura e a produção na zona rural. Também anunciamos R$ 221 milhões para levar água às regiões de Jacobina, Senhor do Bonfim e Juazeiro. Serão mil sistemas simplificados de abastecimento, que vão melhorar a vida das pessoas”, afirmou o governador. Para o Projeto de Desenvolvimento Rural Sustentável na Região Semiárida da Bahia (Pró-Semiárido), foram assinados 24 convênios com associações de pequenos produtores. A iniciativa é parte de um conjunto de ações do Governo, que tem o objetivo de erradicar a pobreza na região, com o apoio e o fortalecimento às principais cadeias produtivas dos agricultores familiares na região, como a fruticultura de espécies nativas, a apicultura, a caprinovinocultura e a bovinocultura de leite.

21 de setembro de 2017, 12:27

BAHIA PF pega até zelador de escola com salário nove vezes ‘inchado’

Foto: Divulgação

Operação Inflet, deflagrada nesta quinta-feira, 21, em parceria com a Controladoria-Geral da União revela que ex-prefeita de Apuarema, a 220 quilômetros de Vitória da Conquista, liderou esquema de desvios de verbas públicas por meio da contratação de servidores da área de educação

A Polícia Federal e a Controladoria-Geral da União deflagraram nesta quinta-feira, 21, a Operação Inflet, que investiga a ex-prefeita de Apuarema, a cerca de 220 quilômetros de Vitória da Conquista (BA), Lene Ribeiro, sob suspeita de desvio de recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) por meio do ‘inchaço’ da folha salarial de servidores. A investigação revela que na gestão de Lene foi montado um esquema no qual servidores públicos municipais eram contratados formalmente por salários muito superiores aos vencimentos normalmente pagos para aquelas funções. A diferença chegava a nove vezes. A PF identificou até zelador de escola que recebia efetivamente R$ 300, mas que tinha um holerite de R$ 2.860 e, formalmente, constava como ‘coordenador de educação’. O grupo atuava desde 2013. Além da ex-prefeita, a PF suspeita do filho dela, Iago Novaes, que foi secretário de Administração de sua gestão. A Justiça autorizou a PF a cumprir cinco mandados de busca e apreensão e 14 de condução coercitiva em Apuarema. Quanto ao nome da operação, Inflet, segundo a PF, é o termo em latim que significar inchar, inflacionar, ‘uma referência ao procedimento utilizado para o desvio das verbas públicas’. Segundo o delegado Rodrigo Souza Kolbe, que comanda a PF em Vitória da Conquista, ‘a ex-prefeita comandava todo o esquema junto com o filho, ex-secretário de Administração’. “Houve um inflacionamento dos salários dos servidores contratados no município de Apuarema, na gestão passada.” “A gente tinha pessoas que foram contratadas como zeladores, que recebiam na prática R$ 300 por mês, ou seja menos que um salário mínimo, mas foram contratadas, recebiam na folha de pagamento, R$ 2.860 por mês. Pessoas que não tinham conclusão do ensino fundamental e estavam alçadas a cargos de coordenadores de educação no papel”, destacou o delegado. Segundo a PF, ‘os envolvidos já confirmaram essa prática’. “O que era suspeita, hoje já é uma confirmação. Eles sacavam todo mês o dinheiro inteiro para entregar ao secretário de Administração ou à ex-prefeita”, afirma o delegado Rodrigo Kolbe. “Alguns trabalhavam em cargos menores, como zelador, assistente de limpeza, outros nem trabalhavam, não chegavam nem a trabalhar. A gente tem caso de uma pessoa que residia em São Paulo. É uma situação bem esdrúxula que aconteceu na gestão passada.” O inquérito da PF foi presidido pelo delegado Rômulo Sossai Berger. A investigação mostra que o dinheiro desviado, ao invés de depositado diretamente em contas bancárias dos servidores, eram canalizados para contas de outros funcionários previamente aliciados, os quais tinham a incumbência de sacá-los e repassá-los à própria Lene Ribeiro ou a outros integrantes do esquema.

Estadão

21 de setembro de 2017, 11:25

BAHIA Autoridades e personalidades são homenageadas com medalha “Amigo do Detran”

Em continuidade às comemorações da Semana Nacional de Trânsito, o Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran-BA) homenageia, nesta sexta-feira (22), em Salvador, autoridades e personalidades, com a entrega da medalha “Amigo do Detran”, pelos serviços em prol da segurança viária no estado. O evento será realizado no Centro de Operações e Inteligência de Segurança Pública 2 de Julho, no Centro Administrativo ( CAB), na Avenida Paralela, a partir das 9h. Entre os agraciados estão o arcebispo de Salvador e primaz do Brasil, dom Murilo Krieger, a primeira-dama do Estado e presidente das Voluntárias Sociais, Aline Peixoto, os secretários estaduais da Administração e Segurança, Edelvino Góes e Maurício Barbosa, respectivamente, e o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Anselmo Brandão. Políticos, artistas, jornalistas e representantes de segmentos parceiros do Detran completam a lista.

21 de setembro de 2017, 11:10

BAHIA Josias Gomes empossa os integrantes do Conselho Estadual de Fomento e Colaboração

O secretário Josias Gomes, titular da Secretaria de Relações Institucionais do Estado da Bahia (Serin), empossou nesta quarta-feira (20) os representantes do Conselho Estadual de Fomento e Colaboração (Confoco-Ba). A comissão é paritária, sendo metade dos componentes do Confoco composta por representantes da sociedade civil organizada e outros 50% por representantes de secretarias e órgãos do governo do Estado. A solenidade aconteceu no Auditório do Centro de Operações e Inteligência da Secretaria de Segurança Publica (SSP) no Centro Administrativo da Bahia (CAB), e contou com a participação de representantes das Organizações da Sociedade Civil, gestores, técnicos da administração pública estadual, parlamentares, e representantes de conselhos. Entre os presentes, os deputados estaduais Zé Neto, Fátima Nunes, Neusa Cadore, Joseildo Ramos, e Bira Côroa. Também participaram do evento – além de Josias Gomes (Serin) – os secretários Fábio Vilas-Boas (Sesab), Edelvino Góes (Administração), Cássio Peixoto (Recursos Hídricos), a representante da Procuradoria Geral do Estado (PGE), Luciane Rosa Croda, e o coronel Admar Fontes, diretor do Departamento de Polícia Comunitária e Direitos Humanos – representando o coronel Anselmo Brandão, comandante geral da Polícia Militar (PM) do Estado da Bahia. “É muito importante a presença de todos vocês aqui nesse evento de posse dos integrantes do Confoco. Quero destacar o trabalho de Mary Cláudia e sua equipe – que durante quase oito meses, trabalhou para organizar e implantar o que agora vemos como promissora realidade. Essa ação aprofundou a relação do Estado da Bahia com as organizações da sociedade civil. Este Confoco estadual é o primeiro do Brasil a ser oficializado e deverá servir de modelo para os demais Estados brasileiros. Agora, as propostas feitas pelos integrantes desse órgão tem a possibilidade de virarem leis e decretos”, afirmou Josias Gomes, titular da Serin.

21 de setembro de 2017, 10:39

BAHIA CGU e PF investigam fraudes na folha de pagamento de servidores na Bahia

Foto: Divulgação

A Polícia Federal (PF) e a Controladoria Geral da União cumpriram hoje (21), em uma força-tarefa, 19 mandados na cidade de Apuarema, no interior da Bahia. A Operação Inflet busca indícios e depoimentos para investigar desvio de recursos federais do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) e de Valorização dos Profissionais da Educação, praticados pela ex-prefeita da cidade, pelo ex-secretário de Administração (filho da ex-prefeita) e ex- servidores municipais.Segundo a PF, os servidores eram contratados formalmente “por salários muito superiores à complexidade da atividade desempenhada”. O dinheiro, no entanto, era depositado na conta de outros servidores aliciados, que o sacavam e repassavam para a ex-prefeita e outros integrantes do esquema. Assim, apenas uma “pequena parte” do valor era realmente repassada ao servidor contratado.A Polícia Federal informou que o valor desviado chegava a ser oito vezes superior ao valor realmente pago aos servidores contratados para prestar serviço. Além da ex-gestora e de servidores da prefeitura, a polícia descobriu que a então supervisora de Educação e a ex-chefe do Setor de Acompanhamento de Programas de Assistência ao Estudante eram coniventes e auxiliavam nos desvios.Entre os 19 mandados, 14 são de condução coercitiva e cinco de busca e apreensão. Caso os investigados sejam condenados, devem responder pelo crime de responsabilidade e por “apropriar-se de bens ou rendas públicas, ou desviá-los em proveito próprio ou alheio”, de acordo com a Lei dos Prefeitos. O nome da Operação Inflet refere-se ao termo em latim que significa inchar ou inflacionar, que tem relação com as práticas Ilícitas dos investigados.

Agência Brasil

21 de setembro de 2017, 10:08

BAHIA Juiz ordena bloqueio dos bens de dono da Cavalo Marinho I

Foto: Marina Silva/CORREIO

O juiz Maurício Lima de Oliveira, da 16ª Vara das Relações de Consumo de Salvador, decidiu nesta quarta-feira (20) pelo bloqueio provisório e preventivo dos bens da empresa CL Empreendimetos e de seu sócio, Lívio Garcia Galvão Júnior. A empresa é a proprietária da lancha Cavalo Marinho I, que naufragou no dia 24 de agosto na Baía de Todos os Santos, deixando ao menos 19 mortos.O pedido de bloqueio havia sido feito no dia 14 pela Defensoria Pública do Estado, a fim de garantir a disponibilidade financeira para o pagamento de futuras indenizações às vítimas.Na decisão, além da “constrição provisória e indisponibilidade preventiva de bens móveis e direitos creditícios”, o juiz determina o “bloqueio de 5% da renda auferida mensalmente com a venda de bilhetes de transporte marítimo” da travessia Salvador-Mar Grande e vice-versa e a “restrição judicial sobre as embarcações que integram a frota da empresa ré”.A decisão será comunicada ao Incra, aos tribunais de Justiça dos estados e ao Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

Correio*

21 de setembro de 2017, 09:58

BAHIA Sem Lula, o PT perde a preferência, por Rogaciano Medeiros

Foto: Divulgação/Arquivo

Rogaciano Medeiros fala sobre a situação atual do PT

Evidentemente, o candidato mais competitivo para representar as forças democráticas e progressistas nas eleições do próximo ano é o ex-presidente Lula. Quanto a isso, não há o que discutir. As pesquisas eleitorais demonstram claramente. No entanto, a conjuntura exige análises e atitudes que levem em conta outros cenários, principalmente porque depois de 31 anos de democracia (1985-2016), o Brasil volta a conviver com a excepcionalidade, com a anarquia institucional.

As regras do jogo, a partir do impeachment, têm sido constantemente desrespeitadas e os acontecimentos recentes deixam claro que os setores ultraconservadores concentram esforços em dois objetivos. Um é inabilitar Lula, líder disparado na corrida presidencial, em completo desrespeito às leis e a vontade popular. O outro, com um grau de dificuldade bem maior, pois nem todas as elites apoiam o golpismo e mesmo entre as golpistas não há unidade, é a suspensão da eleição presidencial de 2018.

Para enfrentar a primeira hipótese, a mais provável, começa a ganhar força uma articulação encabeçada por personalidades de expressão nacional, conhecidos defensores da democracia, entre os quais se destacam o senador Roberto Requião (PMDB-PR) e o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB). Esse grupo defende a montagem, o mais rápido possível, de uma segunda alternativa no campo progressista.

Claro que a prioridade é lutar para garantir a candidatura de Lula, inclusive porque alijá-lo da disputa no “tapetão” ameaça, e muito, a legitimidade do futuro governo. Legitimidade que o país tanto necessita para reencontrar a normalidade política, a economia voltar a crescer e recuperar o sentimento de nação. A última pesquisa do Instituto Paraná mostra que 62,8% dos brasileiros não enxergam ninguém para substituir Lula. Significa quase dois terços da população.

Ainda conforme a mesma pesquisa, em um cenário sem Lula, o ex-ministro Ciro Gomes (PDT), com 15% de preferência, assume a dianteira sobre Fernando Haddad (10,7%) e Jaques Wagner (5%), ambos do PT, para encarnar uma candidatura das forças progressistas. Está claro ser grande a probabilidade de o ex-presidente ser excluído da disputa. Afinal, deixá-lo no jogo é atirar o golpe na lata do lixo. Os golpistas podem ser tudo, menos imbecis.

Pois bem, sem Lula, que vai muito além da legenda, o PT mantém o protagonismo enquanto partido de massa, no processo político e, consequentemente, eleitoral, mas perde a preferência na indicação do nome para a cabeça da chapa das esquerdas. As duras críticas de Ciro ao PT, ultimamente, deixam a impressão de ele já ter a confirmação de que o Partido dos Trabalhadores lançará mesmo candidato próprio, com ou sem Lula. Se realmente fizer essa opção, sem um amplo debate com as demais forças, pode dividir as esquerdas, em uma conjuntura bastante desfavorável para as representações e interesses populares.

Em uma coalizão centrada em princípios programáticos, voltada prioritariamente para a estabilidade política com desenvolvimento econômico e justiça social, como o Brasil tanto precisa no momento, o partido majoritário não tem, necessariamente, de indicar o candidato, caso não disponha de um nome competitivo que justifique a indicação. Sem Lula, o PT terá de ter a responsabilidade histórica de contribuir na busca e formação da melhor e mais compatível alternativa à realidade eleitoral do momento. Em uma correlação de forças tão desigual, se fazem imperativos racionalidade e espírito público.

É claro que o partido tem ainda bons nomes, pode até consolidá-lo no processo de construção da candidatura, mas não é nada inteligente querer assumir, antecipadamente, a primazia da indicação. Afinal, a frente democrática precisa estar ajustada, unificada, com força máxima, se quiser derrotar os fortes segmentos neoliberais e fascistas que hoje detêm o controle não apenas do governo, mas principalmente do Estado, do sistema de comunicação de massa, da formação da opinião pública, ou seja, do poder. São amplamente hegemônicos.

Esse entendimento sobre o delicado momento histórico que o país atravessa, é preponderante. Seja para conferir legitimidade a um possível novo governo eleito pelas forças populares, em 2018, ou então para fortalecer a resistência democrática, na hipótese de o golpismo ter a audácia de suspender a eleição do próximo ano.

A democracia é frágil, complexa, contraditória, dialética, exige cooperação, sacrifício, diversidade, renovação, sabedoria, pois o arbítrio e a tirania, sob o disfarce sedutor do belo e da felicidade, estão sempre à espreita, prontos para dar o golpe. E esse, ao longo da história, tem sido o grande risco da democracia: degenerar para o despotismo, para a barbárie.

* Rogaciano Medeiros é jornalista.

Rogaciana Medeiros*

21 de setembro de 2017, 09:51

BAHIA Turistas pagarão tarifa para entrar em Morro de São Paulo, Boipeba, Moreré e Garapuá

Os turistas que visitarem Morro de São Paulo, Boipeba, Moreré e Garapuá, os mais procurados destinos do Arquipélago de Tinharé, serão obrigados a pagar nos próximos dias uma taxa de acesso entre R$ 15 e R$ 20. A tarifa foi instituída por lei aprovada em 22 de agosto pela Câmara de Vereadores de Cairu, cidade do Baixo-Sul que abriga os principais pontos turísticos da região de Tinharé, e publicada pelo Diário Oficial do Município na última sexta. Contudo, a cobrança deve reacender a polêmica iniciada em 2013, quando a prefeitura de Cairu taxou a entrada de visitantes em Morro, derrubada em dezembro do passado pelo Tribunal de Justiça da Bahia. Agora, com maior intensidade, já que a medida será válida para os demais roteiros. “Cairu tem mais de 400 anos e vasto patrimônio histórico e ambiental. Para manter tudo preservado, há um custo já partilhado hoje com turistas, como em qualquer lugar do mundo, através de taxas para uso dos terminais náuticos e visita a monumentos. O que fizemos foi unificar todas em uma tarifa”, explica o advogado Alcides Bulhões, subprocurador no município.

Jairo Costa Jr., Correio*

21 de setembro de 2017, 09:45

BAHIA Nilo sai a federal e admite ficar neutro se não gostar da chapa de Rui

Foto: Divulgação

Deputado estadual Marcelo Nilo

O ex-presidente da Assembleia Legislativa Marcelo Nilo (PSL) confirmou nesta quinta-feira, 19, que vai lutar por uma vaga na Câmara dos Deputados em 2018. “Estou com Rui (Costa) e (Jaques) Wagner por minha causa. Quero ser candidato a federal, mas quero opinar na majoritária. Eu vou apoiar Rui Costa, mas se for uma chapa que eu não engula, eu fico neutro”, disse em entrevista à Rádio Metrópole. Nilo comentou ainda sobre a disputa passada pela presidência da Casa e admitiu que um sexto mandato seu no comando da Assembleia seria “um erro”. “Respeito muito a divergência, o contraditório. As pessoas não são obrigadas a concordar. Sexto mandato é um erro, claro”, disse.

21 de setembro de 2017, 08:30

BAHIA Em Ubaitaba, Rui autoriza obras do Centro de Canoagem e novos serviços

Nesta sexta-feira (22), o governador Rui Costa visita Ubaitaba, no sul do estado, onde assina ordem de serviço para a construção do Centro de Treinamento para Canoagem. O objetivo é alavancar o desenvolvimento da canoagem na região e estimular a prática esportiva entre crianças e jovens. Serão investidos pelo governo um total de R$ 2 milhões nos dois centros de treinamento. Durante o evento em Ubaitaba, que ocorre às 10h na Avenida Beira Rio, onde será construído o Centro de Canoagem, Rui também assina autorização para a Secretaria de Desenvolvimento Rural celebrar convênio no âmbito do Programa Bahia Produtiva e lança a licitação para Chamada Pública para aquisição de produtos da agricultura familiar destinada à merenda escolar.

21 de setembro de 2017, 07:09

BAHIA Rui anuncia Jusmari Oliveira na Secretaria de Desenvolvimento Urbano

Foto: Divulgação

Jusmari Oliveira

O governador Rui Costa anunciou em suas redes sociais na manhã desta quinta-feira (21) que a Secretaria de Desenvolvimento Urbano do Estado passa a ser comandada por Jusmari Oliveira. A nomeação está publicada no Diário Oficial desta quinta e a cerimônia de posse será nesta sexta-feira (22), às 15h, no Salão de Atos da Governadoria. Jusmari ocupa a vaga deixada por Fernando Torre,s que entregou ao governador uma carta de exoneração. Torres pediu para voltar pra Brasília e reassumir o mandato de deputado federal, cuidando de suas emendas parlamentares voltadas para Feira de Santana. “Vou para novos desafios em Brasília neste momento muito delicado no cenário nacional”, comentou Torres. O governador agradeceu os serviços prestados por Fernando Torres e disse que o convite feito a Jusmari fortalece a representatividade do interior do estado. A ex-prefeita de Barreiras disse que ficou muito honrada com o convite do governador. “Sei que este será um grande desafio e vou assumir com muita garra e vontade. Quero aprender muito com o governador neste momento. A cada dia ele corre mais”, declarou Jusmari Oliveira.

20 de setembro de 2017, 21:45

BAHIA Comissão da ALBA aprova moção de repúdio contra juiz que autorizou terapia de reversão sexual

Foto: Divulgação

A deputada Luiza Maia é presidente da Comissão dos Direitos da Mulher da Assembleia Legislativa da Bahia

Uma moção de repúdio ao juiz federal Waldemar Cláudio de Carvalho, responsável pela liminar que autoriza psicólogos a realizarem a terapia de reversão sexual, chamada “cura gay”, foi aprovada, nesta quarta-feira (20), pela Comissão dos Direitos da Mulher da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA). “Nossa sociedade não pode retroceder assim, por um entendimento conservador como este. Este tratamento é proibido pelo Conselho Federal de Psicologia desde 1999, porque doença é o preconceito, o desrespeito, a homofobia e não a homossexualidade”, disse a deputada Luiza Maia (PT), presidente da comissão.

20 de setembro de 2017, 20:43

BAHIA Delimitação de bairros por Salvador abre crise com vizinho Lauro de Freitas

Foto: Divulgação

Prefeitura Municipal de Lauro de Freitas

A Prefeitura de Lauro de Freitas vai entrar na Justiça contra a aprovação na Câmara Municipal de Salvador do projeto de lei que reordena bairros da capital baiana incorporando áreas do município da RMS e que foi sancionado hoje em ato público pelo prefeito ACM Neto (DEM). De acordo com o documento, a competência para definir ou delimitar territórios é da Assembleia Legislativa da Bahia. A Prefeitura da cidade da região metropolitana já encaminhou ofício à Comissão de Divisão Territorial da Assembleia Legislativa e à SEI, órgão responsável pelos estudos dos limites territoriais, reivindicando a revisão dos limites e o cumprimento do que determina a lei, segundo a qual, não havendo consenso entre os municípios, quem decide é a Assembleia Legislativa do Estado, baseada em critérios que valorizam “o histórico administrativo, os serviços prestados, a identidade e pertencimento”.

20 de setembro de 2017, 20:05

BAHIA Deputado afirma que Rui Costa destrói Adab com nomeações políticas

Foto: Divulgação

O deputado Heber Santana (PSC) é membro da Comissão de Agricultura e Política Rural da Assembleia Legislativa

Membro efetivo da Comissão de Agricultura e Política Rural da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), o deputado Heber Santana (PSC) afirma que o governador Rui Costa está destruindo a Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), com nomeação de cargos importantes de pessoas sem formação técnica. “Exemplo disso é a nomeação do ex-prefeito de Alagoinhas para o cargo de diretor geral, contrariando todo o corpo técnico da Adab”, disse Heber, ao lembrar que por causa disso os funcionários da agência entraram em greve. “A Adab é um órgão de vital importância para a agropecuária baiana e não pode ser tratada com tanta irresponsabilidade”, afirmou o deputado, ao destacar que o cargo de diretor-geral deve ser ocupado por alguém com formação em agronomia ou veterinária. De acordo com declarações da Associação dos Fiscais Agropecuários da Bahia (Afa-Ba), o diretor nomeado por Rui Costa não possui qualquer tipo de experiência na área de defesa agropecuária. A entidade denunciou que já é a terceira vez que o governador Rui Costa faz indicação política e não técnica para diretoria-geral da Adab. Heber Santana aplaudiu a decisão da Comissão de Agricultura e Política Rural de celebrar um pacto para fortalecer a Adab, e de se colocar como mediadora para solucionar o conflito criado pelo governo com a instituição.