15 de janeiro de 2018, 12:30

Governo recorre ao Supremo contra decisão sobre privatização da Eletrobras

Foto: Wilton Júnior / Agência Brasil

O governo enviou hoje (15) uma reclamação ao Supremo Tribunal Federal (STF) contra a decisão da Justiça Federal em Pernambuco que suspendeu o trecho de uma medida provisória (MP) que autorizou a União a seguir com o processo de privatização da Eletrobras. Na peça, escrita pela advogada-geral da União, Grace Mendonça, o governo alega que o juiz federal Carlos Kitner, da 6ª Vara Federal do Recife, usurpou a competência do STF ao deliberar sobre a constitucionalidade de uma MP, atribuição que seria exclusiva do Supremo. Segundo Grace, a MP em questão só poderia ter sido questionada em ação direta de inconstitucionalidade aberta no Supremo. Ela pediu por uma liminar (decisão provisória) urgente para suspender os efeitos da determinação do magistrado. O mesmo pedido foi feito pela Câmara dos Deputados, em reclamação assinada pelo assessor jurídico Leonardo Barbosa e também protocolada nesta segunda-feira. A decisão sobre o pedido de liminar da AGU deve ser da ministra Cármen Lúcia, presidente do STF, que despacha em regime de plantão. A ministra pode ainda deixar para que qualquer decisão para ser tomada pelo relator, Alexandre de Moraes, no retorno do recesso da Corte, em fevereiro. Na semana passada, o juiz Carlos Kitner, da Justiça Federal em Pernambuco, concedeu uma liminar para suspender o Artigo 3º da Medida Provisória (MP) 814, editada em 29 dezembro de 2017, que retirava de uma das leis do setor elétrico a proibição de privatização da Eletrobras e de suas subsidiárias. A ação popular foi aberta na terça-feira (9) pelo advogado Antônio Accioly Campos. Ele questionou a revogação, pela MP, do Artigo 31 da Lei 10.848/2014, que excluía a Eletrobras e suas controladas (Furnas, Companhia Hidroelétrica do São Francisco, Eletronorte, Eletrosul e a Companhia de Geração Térmica de Energia Elétrica) do Programa Nacional de Desestatização. Na decisão, Kitner afirma que o governo federal não justificou a urgência de editar uma MP, “no apagar das luzes” do ano passado, “para alterar de forma substancial a configuração do setor elétrico nacional”. Ele argumentou que as leis sobre o setor elétrico não poderiam ser modificadas sem a “imprescindível” participação do Congresso Nacional. Em nota, o Ministério de Minas e Energia rebateu os argumentos do juiz, afirmando que, em sua exposição de motivos ao Congresso Nacional, o governo deixou claro que a MP 814 não tinha o objetivo de antecipar “discussões de mérito relacionadas ao tema”, que ainda serão alvo de outro projeto de lei.

Felipe Pontes, Agência Brasil

12 de janeiro de 2018, 20:25

Exposição retrata prostituição no Centro Histórico de Salvador nos anos 60

Com retratos do universo da prostituição no Centro Histórico de Salvador na década de 60, a Exposição Mulher-Dama, está em exibição de 10 de janeiro a 10 de março, no Museu da Cultura Afro-Brasileira (Muncab), no centro da capital. São 42 fotografias inéditas da Rua do Maciel, no Pelourinho, e uma projeção com outras 53 fotos do Cabaré Meia-Três, na Ladeira da Montanha, que marcam a primeira mostra individual do fotógrafo Flávio Damm, fotógrafo gaúcho, que fez diversos trabalhos em Salvador, com publicações nos livros do escritor Jorge Amado. “Foram fotos feitas em 1966 para um livro que seria chamado Mulher-Dama, com fotos de Flávio Damm com texto de Jorge Amado. Foi um ensaio proposto pelo próprio Jorge. Neste intervalo entre fazer as fotos e publicar o livro, aconteceu o Ato Iinstitucional nº 5. A partir dali seria muito complicado fazer um livro simpático à prostituição, então Jorge desistiu do projeto e ficaram essas fotos guardadas e que pouquíssimas pessoas conheciam”, explicou a curadora da exposição, a arquiteta Silvana Olivieri. Após algumas demolições de prédios antigas na Ladeira da Montanha e na Conceição da Praia, em 2015, a arquiteta teve a ideia de expor o material. “Eu achei que seria muito pertinente a gente mostrar esse material, que trata de espaços de prostituição pra gente discutir a questão da memória, esse apagamento de memória de lugares incômodos para a sociedade e também colocar em questão a prostituição, que até hoje sofre um enorme estigma”, completou Silvana.

8 de janeiro de 2018, 18:02

Praia de Patamares foi considerada imprópria durante 90% do ano

O mau cheiro na praia de Patamares pode até ter começado nas últimas semanas, mas a situação do mar nas proximidades da foz do Rio Jaguaribe já não é boa há algum tempo. Um levantamento feito pelo CORREIO mostrou que, durante 90% do último ano, a praia foi considerada imprópria pelo Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema). Das 53 semanas entre a primeira de 2017 e a primeira de 2018, Patamares foi notificada como imprópria 48 vezes pelo órgão – ou seja, durante 90,5% do ano. De acordo com o diretor de águas do Inema, Eduardo Topázio, a situação em Patamares é um problema crescente e que vem sendo refletido em anos anteriores. “Essa bacia (do Jaguaribe) tem sofrido com a grande pressão de crescimento na cidade, com grande contribuição da falta de esgotamento sanitário. As pessoas invadem áreas que não têm como fazer rede de esgoto. É uma questão de natureza social e econômica, não é porque o pessoal é ‘malvadinho’. É porque eles não têm alternativa”, explicou, em entrevista ao CORREIO nesta segunda-feira (8). A situação na praia de Patamares chamou atenção de frequentadores desde a semana passada – na sexta-feira (6), a rede coletora de esgoto da região parou de funcionar. O esgoto estava sendo lançado no Rio Jaguaribe e, consequentemente, na praia onde fica a foz do rio – a da Terceira Ponte. Na semana passada, a Empresa Baiana de Água e Saneamento (Embasa) recomendou que banhistas evitem o mar da área por pelo menos cinco dias. A previsão é que a manutenção seja concluída até quarta-feira (10).

Correio*

3 de janeiro de 2018, 18:10

Governo nomeia novo presidente da Ancine

O governo federal nomeou o produtor de cinema Christian de Castro Oliveira para exercer o cargo de diretor-presidente da Agência Nacional do Cinema (Ancine), vinculada ao Ministério da Cultura.Oliveira é formado em Engenharia de Produção Mecânica pela Universidade Paulista (Unip) e em Engenharia Aeronáutica pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), pós-graduado em Film & Televison Business pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e em Gestão do Conhecimento e Inteligência Empresarial pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e tem mais de 18 anos de experiência acadêmica e profissional no setor audiovisual.A indicação de Oliveira para o cargo de diretor da Ancine foi aprovada em outubro do ano passado pelo Senado. O mandato dele como presidente da agência vai até 19 de outubro de 2021.

Estadão

11 de dezembro de 2017, 08:02

Lauro de Freitas receberá show e oficina do Caravana da Música

Depois de percorrer seis municípios, a Caravana da Música chegará a Lauro de Freitas, no dia 16 de dezembro, sábado, com apresentação única do Samba Chula João do Boi, às 16h, na Praça da Matriz. Além do show, gratuito e aberto ao público, neste dia será oferecida a oficina Samba no Pé e Samba na Mão, realizada pelos músicos do grupo, na Casa Paroquial Santo Amaro de Ipitanga, das 9h às 12h. Realizado pela Maré Produções Culturais, com patrocínio da Vivo e Governo da Bahia, por meio do Fazcultura, programa de incentivo fiscal da Secretaria da Fazenda e da Secretaria de Cultura do Estado, o projeto conta com o apoio institucional da Prefeitura Municipal de Lauro de Freitas por intermédio da Secretaria de Cultura e Secretaria de Governo do município.A oficina ministrada pelo Samba Chula João do Boi contará com 30 vagas e é aberta a músicos, estudantes e pessoas interessadas em mergulhar no universo do samba chula e nas raízes da Música Popular Brasileira. Para participar, as pessoas interessadas deverão enviar email, com dados (nome completo, RG, idade) para contato@mareproducoes.com.br
O Caravana da Música já passou por Senhor do Bonfim, Juazeiro, Vitória da Conquista, Lençóis, Itacaré e Ilhéus. Em janeiro, o projeto passará por Euclides da Cunha, Cachoeira e Santo Amaro, recebendo apresentações de nomes como Bando Velho Chico, Grupo Botequim, Lucas Santtana.

7 de dezembro de 2017, 21:19

Cabral diz que sua campanha contou com mais de R$ 100 milhões não declarados

O ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, disse hoje (7) que sua campanha em 2010 custou cerca de R$ 100 milhões a mais do que foi declarado de forma oficial. A alegação foi feita ao juiz federal Marcelo Bretas, durante interrogatório na Operação Ratatouille. Trata-se de um dos desdobramentos da Operação Lava Jato no Rio de Janeiro. Segundo o Ministério Público Federal (MPF), Cabral teria liderado uma organização que recebeu propina de R$ 16,7 milhões de empresas do ramo da alimentação.De acordo com a acusação, os recursos foram pagos pelas empresas Mazan e Milano. Ambas são fornecedoras de merenda escolar e alimentação para presídios e mantinham contratos com o governo de Rio de Janeiro. Elas eram representadas pelo empresário Marco Antônio de Luca, que está preso desde junho. O ex-governador, que já soma 72 anos de prisão em condenações de primeira instância envolvendo esquemas apurados em outros três processos, nega as acusações.Cabral afirma nunca ter pedido propina, mas reconhece ter recebido, de diversas empresas, recursos de forma não declarada para campanhas eleitorais. Ele também assume que usou parte desta verba para despesas pessoais. “Sou o único político do Brasil que está falando com essa franqueza. (…) A campanha para governador em 2010, para citar minha última eleição, deve ter girado em um valor, vou chutar um número, R$ 25 milhões. Não sei se estou perto do número oficial. Mas, na verdade, ela custou R$ 130 milhões ou R$ 120 milhões”, disse.No caso das empresas Mazan e Milano, porém, ele diz que nem dinheiro para campanha recebeu. “Nesse caso, nunca houve nem propina e nem caixa dois. Propina eu rejeito em todas as denúncias, porque eu jamais pedi. E caixa dois também, não com o Marco de Luca, porque a nossa relação é de amizade e eu diria que nunca falamos sobre esse assunto”. Segundo Cabral, ambos tinham um convívio familiar.

Agência Brasil

30 de novembro de 2017, 10:32

Seminário marca atuação das Voluntárias Sociais no apoio à primeira infância

Reforçar a importância da primeira infância, e, deste modo, ampliar os espaços de discussão e mobilização em favor da cultura da infância no estado da Bahia é o objetivo do 1º Seminário Estadual Mais Infância, que acontece na próxima terça-feira (dia 5), no Cimatec, na Avenida Orlando Gomes, em Itapuã. A abertura do evento, às 8h30, contará com a presença da presidente da entidade e primeira-dama do Estado, Aline Peixoto. Promovido pelas Voluntárias Sociais da Bahia (VSBA), o seminário contará com palestrantes de renome, que, ao longo de todo o dia, irão tratar do tema infância em todas as suas vertentes. Dentre os palestrantes estão as professora Maria Thereza Marcílio, representante da Rede Nacional Primeira Infância, e Tânia Zagury, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e membro da Academia de Letras Carioca, além de autora de diversos livros sobre educação e comportamento de pais e educadores. O evento tem estimativa de um público de mil pessoas e é direcionado a primeiras-damas dos municípios, prefeitos, educadores, professores e dirigentes de creches comunitárias de Salvador, assistidas pelo Programa Mais Infância.

23 de novembro de 2017, 07:54

Jornalista Luis Guilherme lança livro sobre a imprensa baiana nesta quinta no IGH

Foto: Divulgação

Jornalista e professor Luis Guilherme Pontes Tavares

O livro “Anotações sobre Cincinnato José Melchiades e a sua Typographia Bahiana”, do jornalista e professor Luis Guilherme Pontes Tavares, será lançado nesta quinta-feira (23/11), às 17h, no Instituo Geográfico e Histórico da Bahia (IGHB). Publicação resgata a importância do editor e gráfico cachoeirano Cincinnato Melchiades (1856-1920) para a consolidação da imprensa baiana e brasileira.Além da vida dedicada às artes gráficas, quando começou no ofício aos 14 anos, Cincinnato teve destacada atuação no Jornal de Notícias, onde assinava os textos com o apelido de “Kalamisteko”.Antes da sessão de autógrafos, o autor e outros três pesquisadores participam de uma mesa redonda sobre o tema “Panorama histórico dos impressos baianos”. O debate mediado pelo jornalista Luis Guilherme, será dividido em 3 temas. A professora Vanilda Mazzoni (UFBA), falará sobre “Contribuição da Memória & Arte na preservação de impressos raros da Bahia”. O jornalista Nelson Varón Cadena, diretor da ABC+ Comunicação e Estratégia, abordará a “A construção da história da imprensa da Bahia”. Já o jornalista Jorge Ramos, diretor de Cultura da Associação Bahiana de Imprensa (ABI), falará sobre “Jornais e jornalistas cachoeirano”.&nb sp;
Com ‘Anotações sobre Cincinnato José Melchiades e a sua Typographia Bahiana’ o jornalista, produtor editorial, professor-doutor e pesquisador da história da imprensa no Brasil, Luis Guilherme Pontes Tavares, 65 anos, chega a sua 22ª publicação, entre trabalhos autorais e participação em publicações coletivas.

22 de novembro de 2017, 09:20

Sebrae Bahia apresenta no Paraná tecnologia para pequenos negócios

O Sebrae Bahia é um dos destaques do 5º Congresso Paranaense de Cidades Digitais, que acontece nesta quinta e sexta-feira (23 e 24), em São José dos Pinhais, reunindo gestores de todo o Estado para tratar de desenvolvimento local dos pequenos e médios municípios através de investimentos nas Tecnologias da Informação e Comunicação.Para a gerente da Unidade de Negócios do Sebrae Bahia, Cecília Fonseca e Miranda, as cidades digitais e inteligentes, que utilizam a tecnologia para modernizar a gestão e os serviços públicos, precisam pensar também nos pequenos negócios, que movimentam a economia local e se mantêm como os principais responsáveis pelo saldo positivo de empregos no Brasil em 2017 – foram gerados 389 mil novos postos de trabalho, enquanto as médias e grandes apresentaram saldo negativo de 200 mil.Cecília ressalta a necessidade das Prefeituras direcionarem o potencial das cidades digitais para desburocratizar os processos e na criação de políticas públicas para o setor. “São os pequenos negócios que acreditam nas cidades. A gente precisa entender que essa pegada digital precisa acontecer incluindo o desenvolvimento econômico, transformando a cidade a partir das pessoas e nas necessidades”, afirma a gerente, que fala sobre o tema a prefeitos, gestores e vereadores no Congresso na quinta-feira, no período da tarde.

17 de novembro de 2017, 10:39

Prefeitura de Camaçari anuncia requalificação total da orla

A partir deste verão, o turismo será o mais novo grande vetor do progresso de Camaçari. É que foi lançado nesta quinta-feira (16/11) o “Costa de Camaçari – Sua praia é aqui”, projeto que traz um novo conceito para os 42 quilômetros de orla do município. A cerimônia de lançamento ocorreu em grande estilo e reuniu o trade turístico, a imprensa segmentada, além de diversas autoridades no Vila Galé Marés, resort localizado em Guarajuba. A iniciativa marca um novo momento para o litoral do município, que receberá um aporte de ações de entretenimento, serviços, comunicação visual e infraestrutura, por parte do governo, que vão consolidar a orla como rota de viagens turísticas.Para tanto, a prefeitura realiza a Operação Verão 2018, iniciativa de requalificação da orla, que faz parte do projeto Costa de Camaçari e que, além de proporcionar lazer e diversão durante a estação mais quente do ano, tem o objetivo de transformar a capital industrial do Nordeste num destino turístico reconhecido internacionalmente. Atualmente, a região atrai 102.000 visitantes durante o verão.Esta é a primeira vez que Camaçari conta com uma ação ampla e ordenada de fomento ao turismo na orla do município. O prefeito Antonio Elinaldo acredita que o seu primeiro verão como gestor será marcante. “Faço questão de deixá-lo marcado como o momento em que Camaçari voltou as suas vistas para a orla marítima, para dizer a Bahia, ao Brasil e ao mundo, que aqui está um pedaço do paraíso”, concluiu.A Costa de Camaçari, localizada a 10 quilômetros do Aeroporto Internacional Deputado Luís Eduardo Magalhães, possui um destino diferenciado no Litoral Norte baiano, com vilas atrativas e agradáveis, uma rede hoteleira diversa e de qualidade, ou seja, itens essenciais para garantir uma ótima estadia para turistas e veranistas. Trata-se de um imenso potencial turístico, praticamente inexplorado.O secretário do Desenvolvimento Econômico, Sérgio Vilalva, explicou que “várias ações estarão sendo iniciadas, nas áreas de infraestrutura e de serviços, para fortalecer e valorizar ainda mais a Costa de Camaçari”.

7 de novembro de 2017, 17:26

Pelourinho ganha Feira Agroecológica a partir desta quinta-feira

Produtos da agricultura familiar, como hortaliças, frutas, legumes, verduras, mudas de plantas, sequilhos, doces em compotas e artesanato, além de rodas de conversa e até baianas de acarajé, vão compor a 1ª Feira Agroecológica do Pelourinho, que acontece a partir desta quinta-feira (9), das 9 às 16h, na Praça das Artes. O evento tem entrada gratuita e a ideia é que ocorra todas as quintas de cada mês. O projeto leva o nome de ‘Feira Agroecológica Nkaanda’, que significa família, nas línguas kimbundu e kikoongo, de origem bantu.A iniciativa é da Secretaria de Desenvolvimento Rural do Estado (SDR), em parceria com a Associação Nacional Cultural de Preservação do Patrimônio Bantu (Acbantu), Associação Sol Nascente, Awá Ações Afirmativas e a Secretaria de Cultura (Secult), por meio do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (Ipac). A Praça das Artes tem entrada pela Rua Gregório de Mattos (em frente à sede do Olodum) e é administrada pelo Ipac. A ação integra o Programa de Dinamização de Espaços e Museus do instituto, que é responsável pelos principais espaços museológicos de Salvador e equipamentos como Passeio Público e Palácio da Aclamação, entre outros.O projeto da feira tem como foco a geração de emprego e renda, divulgar o potencial da agricultura familiar que existe na Bahia e dinamizar ainda mais o Pelourinho e adjacências. “Essa parceria é fundamental para ocupação dos espaços públicos, oferecendo à população um serviço diferenciado como feira agroecológica, artesanato de várias localidades da Bahia, além de lazer e cultura”, afirma o coordenador de Acesso ao Mercado da SDR, Ronaldo Silva. As rodas de conversa foram criadas para se discutir a importância do projeto para a sociedade, a alimentação saudável, o baixo custo dos produtos da agricultura familiar, entre outros temas. Para a coordenadora de etnodesenvolvimento da Acbantu, Ana Maria Placidino, além da dinamização do espaço, a feira proporciona promoção, divulgação e acesso ao mercado. Segundo ela, “o diferencial da feira é que os produtos são da agricultura familiar e, sem o uso de qualquer tipo agrotóxico no processo de plantação, o que torna os alimentos muito mais saudáveis”. Na Bahia, os agricultores familiares cultivam 90% da mandioca plantada no estado. Cada região tem sua particularidade. A Bahia é o estado com maior número de estabelecimentos de agricultura familiar de todo o País (15,2% do total) de acordo com dados da Secretária de Agricultura Familiar do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA).

6 de novembro de 2017, 13:15

Em reuniões com aliados, Temer discute Eletrobrás e projetos em pauta na Câmara

Foto: Estadão

Presidente Michel TEmer em pronunciamento no Palácio do Planalto Foto

O presidente Michel Temer reúne líderes da base aliada nesta segunda-feira, 6, para tratar de projetos que devem ser votados nos próximos meses. O convite para o encontro também será feito aos presidentes do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), e da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Segundo interlocutores do Planalto, a previsão é de que a reunião ocorra às 18 horas. “Hoje me reunirei com líderes da base aliada no Congresso. Temos uma boa pauta e muito trabalho pela frente”, escreveu há pouco Temer no Twitter, usando a hastag “#juntosfaremos”. Na tarde desse domingo, Temer se reuniu no Palácio do Jaburu com Maia e os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil), Moreira Franco (Secretaria-Geral), Antonio Imbassahy (Secretaria de Governo), além do líder do governo na Câmara, Aguinaldo Ribeiro, e o líder do PMDB, deputado Baleia Rossi. Segundo o Planalto, na reunião falou-se sobre a pauta da semana na Câmara. Na manhã desta segunda, o presidente deu início a uma reunião com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, o de Minas e Energia, Fernando Bezerra Coelho Filho, além de Padilha e Moreira. Segundo fontes, a reunião deve tratar da Eletrobrás. Leia mais no Estadão.

Estadão

6 de novembro de 2017, 11:00

Alexandre barra habeas de médicos peritos do INSS condenados por fraude em benefícios por invalidez

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, negou seguimento – julgou inviável – ao habeas corpus 147237, ajuizado contra acórdão do Superior Tribunal de Justiça, em que cinco condenados por fraudes na concessão de benefícios previdenciários por invalidez pretendiam anular a sentença alegando cerceamento de defesa. Alexandre apontou a impossibilidade de, por meio de habeas corpus, avaliar provas para mensurar a relevância da diligência suscitada pela defesa com o objetivo de invalidar a sentença condenatória. As informações foram divulgadas no site do Supremo – Habeas Corpus 147237. De acordo com o processo, os réus, entre os quais três médicos peritos do INSS que atuavam em Dourados (MS), foram condenados por estelionato majorado e formação de quadrilha – artigos 171, parágrafo 3.º, e 288, caput, do Código Penal. Segundo a acusação, eles obtiveram ‘vantagens ilícitas para a concessão de benefícios indevidos de aposentadoria por invalidez mediante a homologação e revisão fraudulentas de perícias médicas’. Segundo o Ministério Público Federal, o esquema, que operou entre janeiro de 2001 a novembro de 2003, foi descoberto após uma varredura em 30 aposentadorias concedidas pelo grupo, das quais 18 eram fraudulentas. Leia mais no Estadão.

Estadão

6 de novembro de 2017, 10:47

‘Não tenho, como alguns políticos, obsessão de ser presidente da República’, diz Meirelles

Foto: Estadão

Henrique Meirelles, ministro da Fazenda

“Não posso descartar nada, até porque preciso gastar tempo pensando nisso”, respondeu ao apresentador Ricardo Boechat. O ministro reafirmou ter “total consciência” de que foi tornado um presidenciável, por ser questionado a todo momento sobre a possibilidade. “Não tenho, como alguns políticos, obsessão de ser presidente da República”, ponderou. O ministro também declarou que, apesar da redução da taxa de desemprego nos últimos meses, “não é possível o País viver com o número atual de desempregados” – 13 milhões, segundo o levantamento mais recente divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). “Se no próximo ano o País estiver crescendo, terei gratificação de dever cumprido”, disse. “Não tenho minha atenção desviada para o próximo ano. Se ano que vem a missão já tiver cumprida, a etapa seguinte é pensar nessa oportunidade”, afirmou o ministro. Meirelles ainda disse que recebeu manifestação de apoio e engajamento de mais de 40 parlamentares. Ele ainda voltou a defender a reforma da Previdência durante o governo Temer, ressaltando o risco de o gasto do INSS chegar a 80% do orçamento do País nos próximos anos.

Estadão

15 de outubro de 2017, 13:09

Atentado a bomba mata quatro soldados no Paquistão

Um atentado com bomba neste domingo (15), matou quatro soldados e feriu três em áreas tribais do Paquistão. O ataque ocorreu quando tropas paquistanesas buscavam os sequestradores do casal Joshua Boyle e Caitlan Coleman e de seus três filhos, cuja libertação nessa região foi anunciada na quinta-feira passada.O Departamento de Comunicação do Exército paquistanês informou, em comunicado, que os quatro soldados morreram na explosão de um artefato explosivo improvisado em Kharlachi, na zona tribal de Kurram, no noroeste do país. “As tropas faziam parte de uma equipe de busca dos sequestradores dos estrangeiros resgatados no outro dia”, informou o comunicado.O principal grupo talibã paquistanês, Tehrik-i-Taliban Pakistan (TTP), reivindicou a autoria do atentado em um comunicado emitido por seu porta-voz, Mohammed Khurasani.O primeiro-ministro paquistanês, Shahid Khaqan Abbasi, também divulgou nota na qual lamenta a morte dos soldados, “que sacrificaram a vida defendendo a mãe-pátria das forças do mal”.O Exército paquistanês tinha anunciado quinta-feira o resgate da família na zona de Kurram. O casal e os três filhos foram sequestrados no Afeganistão em 2012.Ao chegar a Toronto, Joshua Boyle pediu ao governo afegão que persiga a rede Haqqani, grupo guerrilheiro vinculado aos talibãs, e disse que os sequestradores chegaram a estuprar sua mulher e mataram uma filha, que nasceu em cativeiro, como os outros três filhos do casal, que sobreviveram.A liberdade da família ocorre em um momento de tensão entre o Paquistão e os Estados Unidos, após o presidente americano, Donald Trump, ter afirmado em 21 de agosto que Islamabad tinha “muito a perder” caso continuasse “abrigando” terroristas.

Agência Brasil