Frase do dia

A maior parte do ministério é fraca, com honrosas exceções. Ela tem uma imagem de quem dialoga e delega pouco e isso não é uma boa imagem para um presidente na democracia

RENATO JANINE RIBEIRO, NOVO MINISTRO DA EDUCAÇÃO, EM ENTREVISTADA AO O GLOBO NO ÚLTIMO DIA 7 comentar

28 de março de 2015, 11:15

SALVADOR Travessia Salvador-Mar Grande registra bom movimento de embarque

Os passageiros que desejam fazer a travessia marítima Salvador-Mar Grande encontram embarcações saindo a cada trinta minutos – ou de 15 em 15 minutos – da capital para a Ilha de Ilha de Itaparica na manhã deste sábado (28). O fluxo de passageiros embarcando no Terminal Náutico é maior que no sentido de Mar Grande para a capital. O sistema está operando com oito embarcações, que fazem a travessia em boas condições de navegação na Baía de Todos os Santos, que tem mar calmo e ventos fracos. Neste sábado, a última viagem saindo de Mar Grande será às 18h30 e de Salvador, às 19h30. A linha Salvador-Morro de São Paulo também está sendo bem requisitada e os catamarãs vão deixar o terminal com boa ocupação, de acordo com a previsão da Astramab.

28 de março de 2015, 11:05

BAHIA Direção do PSB pode desligar vereador detido pela Polícia Federal

Sobre o acontecimento que envolveu o vereador do PSB em Porto Seguro, Antônio Geraldo Ferreira Couto, detido pela Operação Patchouli, da Polícia Federal, ontem, a direção estadual do PSB esclarece que a comissão provisória foi destituída desde novembro de 2014 naquele município e, assim que tomou conhecimento dos fatos, designou um representante que será enviado a Porto Seguro para tomar conhecimento das acusações. O partido também solicitará à Polícia Federal os autos do processo para acompanhar o andamento das investigações e a abertura do processo administrativo disciplinar contra o vereador. A direção do partido efetuará o desligamento do vereador Antônio Geraldo do PSB, caso as acusações se comprovem.

28 de março de 2015, 11:00

BRASIL PSDB convida opositora venezuelana para ida ao Brasil

Foto: Divulgação

Aécio Neves (PSDB)

O esforço demonstrado pelo PSDB nos últimos dias para se envolver na causa da oposição da Venezuela faz parte de uma estratégia do partido para ocupar um “vácuo” deixado pelo que os tucanos consideram “omissão cúmplice” do governo brasileiro em relação à escalada de repressão de Nicolás Maduro contra seus opositores. Essa foi a explicação dada à reportagem pelo senador Aécio Neves para sua participação no Seminário Internacional América Latina: Desafios e Oportunidades, onde o tucano deu palestra na manhã de ontem. Aécio convidou as mulheres de dois líderes opositores venezuelanos presos – o ex-prefeito Leopoldo López e o ainda prefeito de Caracas Antonio Ledezma – para uma visita ao Congresso. Caso a ideia avance, Lilian Tintori e Mitzy Capriles Ledezma devem viajar ao País no fim de abril. O plano é que, após a passagem por Brasília, as duas regressem à Venezuela acompanhadas por uma comissão de parlamentares brasileiros. Aécio afirmou que está à disposição para integrar o grupo, que deve ser definido no âmbito da Comissão de Relações Exteriores da Casa e, segundo o tucano, precisa ser suprapartidário.

28 de março de 2015, 10:45

BAHIA Rui lança projeto que leva qualidade de vida para 70 mil baianos

Foto: Divulgação/GOV-BA

A estimativa é que 70 mil pessoas serão beneficiadas com o investimento de R$ 61 milhões

Transformar água imprópria ao uso em fonte para o consumo de milhares de famílias da zona rural do nordeste baiano. Esta é a meta da implantação de 145 sistemas de dessalinização da água de poços artesianos do Programa Água Doce, autorizada nesta sexta-feira (27), em Minuim, distrito de Santa Brígida – um dos 28 municípios da microrregião de Paulo Afonso que vão ser contemplados. A ordem de serviço para a primeira etapa da ação, viabilizada por meio da parceria entre o governo federal e do Governo da Bahia, foi assinada pelo governador Rui Costa e pela ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira. A estimativa é que 70 mil pessoas serão beneficiadas com o investimento de R$ 61 milhões. Integrado ao Água para Todos, o Programa Água Doce prevê a construção e recuperação de 385 sistemas de dessalinização, ampliando a oferta de água potável para 150 mil pessoas na Bahia. “Entre grandes investimentos e ações capilares como essa, a Bahia já investiu R$ 4 bilhões em abastecimento, nos últimos anos. Esses sistemas trazem, além de água para o consumo, renda para a população”, disse Rui. Os sistemas seguem o modelo da unidade demonstrativa implantada há cinco anos no povoado de Minuim, na zona rural de Santa Brígida. Após o processo de dessalinização, a água do poço chega às 130 famílias da comunidade pura e pronta para beber.A água salinizada é aproveitada na produção de peixes e irrigação da forrageira erva-sal para a alimentação de caprinos e ovinos. Tudo é administrado pelos moradores por meio de uma associação comunitária. “É uma das únicas fontes de renda que temos e é bom porque a água salgada, que poderia prejudicar a terra, é aproveitada. Para a natureza é uma riqueza”, disse a presidente da associação, Íris Feitosa.Na Bahia o programa é desenvolvido pela Secretaria do Meio Ambiente (Sema) e pela Companhia de Engenharia Ambiental e Recursos Hídricos da Bahia (Cerb), que já diagnosticaram 215 dos 700 poços a serem visitados em mais de mil localidades. Ao todo, 41 municípios já estão selecionados para receber o programa. São prioridades as regiões onde há grupos de famílias e pequenas comunidades não atendidas por qualquer sistema de abastecimento de água potável. Para a ministra, a implantação do sistema “significa dar autonomia a essas comunidades, que passam a gerir um recurso que pertence a elas”.

28 de março de 2015, 10:30

BRASIL Empresas dizem não saber de investigação da PF

Empresas citadas como envolvidas no esquema de desvios da Receita Federal [veja aqui] foram procuradas pela reportagem, mas a maioria informou não ter conhecimento do assunto. O Grupo RBS informou que “desconhece a investigação e nega qualquer irregularidade em suas relações com a Receita Federal”. O Bradesco e a seguradora especializada em saúde do grupo Bradesco Seguros informaram, por meio de nota, que não comentam assuntos sob investigação das autoridades judiciais. O banco BTG Pactual, sucessor do antigo banco Pactual, também afirmou, via assessoria, que não comentaria. Entre as instituições financeiras, Santander e Banco Safra foram procurados, mas não se manifestaram. O BankBoston não foi encontrado. A Gerdau afirmou que não foi contatada por nenhuma autoridade pública a respeito da Operação Zelotes. “A empresa reitera que possui rigorosos padrões éticos na condução de seus pleitos junto aos órgãos públicos”, informou, por meio de nota. A Embraer afirmou que não tem nenhuma informação a respeito do assunto. A Camargo Corrêa também informou desconhecer “informações suscitadas pela reportagem”. A Petrobras não quis se pronunciar, da mesma forma que a concessionária Light, do Rio de Janeiro. A Copersucar disse que desconhece o teor das informações e reitera que cumpre rigorosamente com todas as normas e legislação vigente.

Estadão

28 de março de 2015, 10:16

BRASIL MP pede suspensão de créditos do BNDES à Sete Brasil

Foto: Reprodução

O Ministério Público que atua no Tribunal de Contas da União (TCU) pediu a suspensão imediata de empréstimos que o BNDES tenha se comprometido a fazer para a Sete Brasil, empresa criada para construir as sondas da Petrobrás, mergulhada numa crise financeira. Na representação do MP, à qual o Estado teve acesso, o procurador Júlio Macedo de Oliveira pede que qualquer tipo de operação de crédito prevista pelo banco público seja paralisada por medida cautelar, até que as negociações passem por um filtro técnico do tribunal e sejam comprovados os atendimentos a todas as regras impostas pelo BNDES. Paralelamente, o Ministério Público requer que todas as operações de crédito anteriores entre o banco e a Sete Brasil sejam alvo de auditorias. O pedido do MP baseia-se nas incertezas sobre o plano de negócios da empresa e nas acusações de corrupção que, cada vez mais, passam a envolver a atuação da Sete Brasil. Além disso, o MP teme que a ingerência política do Palácio do Planalto possa influenciar nas decisões de empréstimo do BNDES para a empresa, evitando que a Sete Brasil se afunde de vez num colapso financeiro.

Estadão

28 de março de 2015, 10:00

BAHIA Novo ministro fez palestra sobre trabalho e ética no TCE

Foto: Divulgação

Novo ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro

O novo ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, anunciado oficialmente pelo Palácio do Planalto nesta sexta-feira (27), foi em Salvador, há pouco mais de um mês, para proferir uma palestra na sede do Tribunal de Contas do Estado (TCE), sobre o tema “Trabalho com amor e paixão”. O evento aconteceu no dia 23 de fevereiro e marcou o lançamento do Código de Ética dos membros e servidores do TCE da Bahia. Na palestra, além de elogiar muito o conteúdo do código de ética do TCE, o professor de ética e filosofia política da Universidade de São Paulo falou também sobre corrupção e destacou a importância dos Tribunais de Contas no combate a este flagelo que tanto mal tem causado ao Brasil. Renato Janine observou que os Tribunais de Contas são ferramentas importantes para o regime republicano e alertou que eles não devem apenas combater a corrupção, mas se preocupar em melhorar a qualidade do serviço público para que não haja má gestão e desperdício de recursos. Sem dúvida que, pela sua experiência teórica com o tema, o novo ministro poderá dar uma boa contribuição ao País nestes conturbados tempos de lava jatos e outros escândalos.

28 de março de 2015, 09:42

SALVADOR Salvador terá programação litúrgica e cultural na Semana Santa

Foto: Max Haack

A Arquidiocese de Salvador, com apoio da Prefeitura, apresentou nesta sexta-feira (27) a programação litúrgica e cultural da Semana Santa (29 de março a 5 de abril), que inclui a Procissão de Ramos, show do padre Fábio de Melo, exposições, missa eucarística e a peça teatral “A Paixão de Cristo”. O prefeito ACM Neto esteve presente na apresentação, ao lado do arcebispo Dom Murilo Krieger, e representantes da Igreja Católica. Neto destacou que incentivar os eventos religiosos mobiliza os baianos e atrai milhares de turistas, servindo com um elemento a mais para a economia da cidade. “Estamos trabalhando para organizar os eventos religiosos com todo planejamento e cuidado que eles merecem, para que possam ser um atrativo não só da religiosidade, mas também um elemento cultural e turístico. Tudo isso vai permitir que tenhamos um calendário anual com atividades no campo do turismo religioso com a força não só de mobilizar os baianos , mas também atrair os turistas”, salientou. Para o arcebispo-primaz do Brasil, a parceria com a Prefeitura fomenta o turismo religioso da cidade. “Podemos colaborar juntos para tornar essa cidade cada vez mais atraente, porque mesmo que o turista venha aqui com intuito de passear, ele descobre outras riquezas, como varias capitais no mundo que vivem do turismo religioso”, disse Dom Murilo Krieger. Ele ressaltou ainda que a Semana Santa “é um momento para viver hoje o que aconteceu no passado, e se tem uma cidade que deve valorizar bem essas celebrações é Salvador, porque seu nome significa o empenho e compromisso de transformá-la realmente no lugar do Salvador”. O inicio das comemorações da Semana Santa coincide com os festejos do aniversário da cidade. Domingo de Ramos, 29 de março, Salvador completa 466 anos e na Praça Castro Alves terá o show do padre Fábio de Melo como parte da programação do Festival da Cidade 2015. Neto ressaltou a conexão entre os dois eventos. “A cidade comemora 466 anos exatamente no Domingo de Ramos e esperamos que a procissão, pela força que tem, possa bater todos os recordes de público. O evento abre o calendário religioso para a Semana Santa e nós casamos com a realização do show do padre Fábio de Melo que mobiliza fies no Brasil inteiro”. Dom Murilo afirmou que são esperadas 50 mil pessoas para a procissão, que sai da praça do Campo Grande e segue até a Castro Alves. Esse público corresponde ao dobro do evento de 2014. O espetáculo teatral “A Paixão de Cristo” será apresentado no Farol da Barra, nos dias 1º a 5 de abril, às 19h. Confira em anexo toda a programação.

28 de março de 2015, 09:25

BAHIA PR traça estratégia para atrair novos filiados na Bahia

Foto: Divulgação

Presidente do PR, João Bacelar

O Partido da República já organizou um cronograma de busca por novos filiados em todas as cidades da Bahia. Segundo o deputado federal e presidente do partido, João Bacelar, a meta da ala é conquistar novos filiados comprometidos com a ideologia da legenda e que possuam propostas políticas inovadoras e focadas ao interesse dos cidadãos. A campanha de filiação do Partido da República aqui no estado da Bahia tem como propósito deixar a ala preparada para as próximas eleições municipais. “Nossa meta é que a legenda lance candidaturas próprias nas principais cidades da Bahia, inclusive, em Salvador. Atualmente temos 233 vereadores, 16 prefeitos e 9 vice-prefeitos. Nosso intuito é dobrar esses números”, disse o presidente da ala. O presidente também organiza um seminário com lideranças políticas, deputados, prefeitos e republicanos de peso para discutir sobre o partido e suas expectativas. ” Vamos abordar as possibilidades de coligações com outros partidos para as eleições de 2016, além de falar sobre as alternativas para o crescimento do PR. A disputa eleitoral é um processo que tem data definida para terminar, mas não tem data definida para iniciar. Eu defendo que temos que começar imediatamente a preparar um bom quadro de filiados para as eleições de 2016″, afiançou.

28 de março de 2015, 09:15

ECONOMIA Novo cálculo melhora relação dívida/PIB

Com a mudança na metodologia para calcular o Produto Interno Bruto (PIB), que gerou revisões para cima do resultado nos últimos anos, os indicadores de solvência do Brasil melhoraram de forma substancial, disse ao ‘Broadcast’, serviço em tempo real da ‘Agência Estado’, o economista-chefe da consultoria LCA, Braulio Borges. Segundo ele, a dívida bruta como proporção do PIB atingiu 63,5% em 2014 antes da adoção do atual método, mas agora deve baixar para 58,9%. Nesse contexto, ele avalia que, em 2015, esse passivo do governo deverá baixar de 65% para 61%. “O patamar menor da dívida bruta diminui o risco de o Brasil perder o grau de investimento pelas três principais agências internacionais de rating”, disse. “A Moody’s, por exemplo, já deixou explícito que o nível de 70% da dívida bruta em relação ao PIB poderia provocar a perda da nota soberana. No caso da agência, pode ser que rebaixe o País em uma nota neste ano. Mas não acredito que faria uma nova redução de rating, o que levaria a retirar o grau de investimento”, acrescentou. De acordo com Borges, a revisão para cima do PIB nos últimos anos eleva o PIB potencial de longo prazo, que considera ser de cinco anos à frente. Ele acredita que subiu de 2,3% para perto de 2,7% o nível do crescimento da economia que não causa pressões expressivas sobre a inflação. “Mas, mesmo com a nova metodologia do PIB, 2015 será um ano de retração, que deverá registrar um recuo próximo a 1%”, comentou Borges. Na avaliação do economista, um dos principais fatores que definirão esse desempenho desfavorável do PIB neste ano será uma queda de 4% a 5% da construção civil. “Isso deverá ser provocado por vários elementos, como ajuste fiscal, alta dos juros pelo Banco Central, impactos da Operação Lava Jato para o setor e o fim do boom de construção que ocorreu por vários anos até meados de 2013, o que está relacionado a um ciclo econômico em desaceleração.”

Estadão

28 de março de 2015, 09:00

BRASIL Bancos e empresas são alvo da Operação Zelotes

Foto: Veja

Na relação das empresas listadas na Operação Zelotes também constam Petrobras, Camargo Corrêa e a Light, distribuidora de energia do Rio

Os bancos Bradesco, Santander, Safra, Pactual e Bank Boston, as montadoras Ford e Mitsubishi, além da gigante da alimentação BR Foods são investigados por suspeita de negociar ou pagar propina para apagar débitos com a Receita Federal no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf). Na relação das empresas listadas na Operação Zelotes também constam Petrobras, Camargo Corrêa e a Light, distribuidora de energia do Rio.”Aqui no Carf (Conselho Administrativo de Recursos Fiscais) só os pequenos devedores pagam. Os grandes, não”, resumiu um ex-conselheiro do Carf, com cargo até 2013, numa conversa interceptada com autorização da Justiça, segundo relato dos investigadores. Procuradas pela reportagem, a maioria das empresas informou não ter conhecimento do assunto. A fórmula para fazer o débito desaparecer era o pagamento de suborno a integrantes do órgão, espécie de “tribunal” da Receita, para que produzissem pareceres favoráveis aos contribuintes nos julgamentos de recursos dos débitos fiscais ou tomassem providências como pedir vistas de processos. O grupo de comunicação RBS é suspeito de pagar R$ 15 milhões para obter redução de débito fiscal de cerca de R$ 150 milhões. No total, as investigações se concentram sobre débitos da RBS que somam R$ 672 milhões, segundo investigadores. O grupo Gerdau também é investigado pela suposta tentativa de anular débitos que chegam a R$ 1,2 bilhão. O banco Safra, que tem dívidas em discussão de R$ 767 milhões, teria sido flagrado negociando o cancelamento dos débitos. Estão sob suspeita, ainda, processos envolvendo débitos do Bradesco e da Bradesco Seguros no valor de R$ 2,7 bilhões; do Santander (R$ 3,3 bilhões) e do Bank Boston (R$ 106 milhões).

Agência Estado

28 de março de 2015, 08:42

ECONOMIA Brasil fará parte do AIIB, banco chinês de desenvolvimento

O governo brasileiro anunciou nesta sexta-feira, 27, que fará parte do Asian Infrastructure Investiment Bank (AIIB), o banco de desenvolvimento criado pela China que, mais do que o Banco dos Brics, deverá ser um dos principais competidores de estruturas como o Banco Mundial e o Fundo Monetário Internacional. Em nota, o Palácio do Planalto informou que a presidente Dilma Rousseff respondeu positivamente ao governo chinês e que o Brasil “tem todo o interesse de participar desta iniciativa, que tem como objetivo garantir financiamento para projetos de infraestrutura na região da Ásia”. O AIIB terá capital inicial de US$ 50 bilhões e começa com a participação, além do Brasil, de países europeus, entre eles o Reino Unido, Alemanha, França e Itália. Não foi revelado ainda qual será a participação brasileira. O AIIB começa com um capital cinco vezes maior do que o banco do Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), cuja criação foi assinada em julho do ano passado durante a Cúpula de Fortaleza, mas ainda não foi ratificada por todos os governos – no Brasil, por exemplo, está parado no Congresso Nacional. O banco chinês, no entanto, é interessante para o Brasil como para outros países emergentes por concentrar mais recursos para projetos de desenvolvimento.

Agência Estado