Frase do dia

As instituições é que investigam. Que triste é o país em que o presidente manda investigar. Isso pode funcionar em algumas ditaduras amigas do seu governo.

AÉCIO NEVES (PSDB), DURANTE DEBATE DA REDE RECORD comentar

20 de outubro de 2014, 21:01

BRASIL Ex-diretor da Petrobras pede suspensão das investigações da Operação Lava Jato

A defesa de Paulo Roberto Costa, ex-diretor da Petrobras, pediu a suspensão das investigações da Operação Lava Jato, atualmente feitas pela 13ª Vara da Justiça Federal de Curitiba. O pedido, protocolado no Supremo Tribunal Federal (STF), pede que Costa seja solto e que todas as investigações da operação sejam de responsabilidade do STF. A justificativa da defesa é que a operação envolve pessoas com foro privilegiado, ou seja, só podem ser julgadas no STF. De acordo com o pedido, esse é motivo suficiente para que toda a investigação seja levada para o Supremo. A solicitação está nas mãos do ministro Teori Zavaski. O julgamento da Ação Penal 470, o processo do mensalão, utilizava essa prática. No entanto, o excessivo número de julgamentos de suspeitos de envolvimento no esquema, mesmo aqueles sem foro privilegiado, levou a decisão da Corte em mudar a forma de atuar. Hoje, a prática é desmembrar os julgamentos, mantendo no Supremo apenas os investigados com foro privilegiado.

Marcelo Brandão, Agência Brasil

20 de outubro de 2014, 20:49

BRASIL TSE cassa tempo de propaganda do PT e PSDB

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu aumentar ainda mais o rigor e concedeu liminares para cassar o tempo de propaganda no rádio e na televisão da candidata à reeleição, a petista Dilma Rousseff, e do seu adversário, o tucano Aécio Neves. O tribunal tirou nesta segunda-feira 6 minutos e meio de inserções dos dois candidatos na TV: Dilma perdeu 4 minutos na TV e Aécio, 2 minutos e 30 segundos. A punição mais dura da Corte Eleitoral às vésperas do segundo turno é uma resposta à insistência das campanhas presidenciais de continuar com ataques nas propagandas, sem usar o espaço para apresentar propostas ao eleitorado. Até o início da noite de hoje, foram concedidas três liminares para não só proibir reprises de programas mas também retirar o tempo das coligações. Na última quinta-feira, o TSE decidiu adotar uma postura mais interventora para coibir as peças com ataques pessoais que vinham sendo veiculadas desde o primeiro turno das eleições. O entendimento anterior da Corte, mais “minimalista”, permitiu que as campanhas de Dilma e Aécio atacassem diretamente a então candidata do PSB, Marina Silva, chamada de inexperiente e até comparada aos ex-presidentes Fernando Collor e Jânio Quadros, que não terminaram os mandatos. Com Marina fora do segundo turno, a agressividade continuou na disputa entre a petista e o tucano, o que levou a uma primeira mudança de postura do TSE. Contudo, o entendimento reservado dos ministros é de que as decisões tomadas pelo tribunal de apenas suspender liminarmente as propagandas das duas campanhas desde quinta-feira têm sido inócuas para acabar com os ataques de parte a parte. Por essa razão, os ministros discutiram entre eles o endurecimento das decisões. E aí entenderam que, além de suspender as peças, seria necessário cassar o tempo das propagandas dos candidatos. “Primeiro tentamos informar as campanhas qual é o limite, mas vimos que as propagandas (com ataques) prosseguiram. Tivemos preocupação de não haver um descumprimento do entendimento do tribunal”, disse o ministro Admar Gonzaga, do TSE. “Serve para as campanhas entenderem que a regra é para valer.”

Ricardo Brito e Beatriz Bulla, Estadão Conteúdo

20 de outubro de 2014, 20:37

BRASIL Vox Populi: Dilma aparece com 52% e Aécio com 48%

Foto: Divulgação

Aécio Neves (PSDB) e Dilma Rousseff (PT)

Em pesquisa Vox Populi divulgada na noite desta quarta-feira (20), a presidenta e candidata à reeleição, Dilma Rousseff (PT), assim como na pesquisa Datafolha, se mantém à frente do candidato Aécio Neves (PSDB). A petista tem 52% das intenções de votos contra 48% dos votos válidos do tucano. Visando a margem de erro de 2,2 pontos, os candidatos estão tecnicamente empatados. Eleitores que disseram optar por voto nulo ou branco somaram 5%, assim como também os candidatos indecisos. Vox Populi ouviu 2.000 eleitores em 147 municípios. O levantamento tem nível de confiança de 95% e foi registrado no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) com o número BR-01136/2014.

20 de outubro de 2014, 20:24

BAHIA STF julga amanhã liminar que pleiteia queda de restrições a Prisco

Foto: Emerson Nunes/Arquivo/Política Livre

Deputado eleito Soldado Prisco (PSDB)

O Supremo Tribunal Federal (STF) julga, nesta terça-feira (21), pedido de liminar do deputado eleito Soldado Prisco, do PSDB, que pleiteia a queda das restrições judiciais que o impossibilitam de estar fora do seu domicílio após as 20 horas de segunda a sexta-feira, e aos sábados, domingos e feriados a qualquer hora do dia. O pedido dos advogados do parlamentar se baseia na falta de necessidade de manutenção das restrições, já que Soldado Prisco não oferece risco à ordem pública. Para os defensores, como a prisão era por noventa dias, as restrições não poderiam se estender para além do prazo. “O próprio presidente do STF, Ricardo Lewandowski, negou o pedido da Procuradoria Geral da República de manter a prisão do soldado Prisco por não mais haver motivo para tal. A manutenção da restrição é política, assim como a prisão foi política. Prisco foi condenado antes de ser julgado. Tal situação trata-se de infração do direito constitucional de contraditório e ampla defesa”, analisou a advogada do parlamentar, Marcele Maron.

20 de outubro de 2014, 20:10

BRASIL Datafolha: avaliação boa ou ótima do governo Dilma é 42%

A avaliação do governo Dilma Rousseff (PT) apresentou uma nova melhora segundo pesquisa do Datafolha divulgada há pouco pela TV Globo. Os que avaliam o governo como ótimo ou bom saíram de 39% em 8 e 9 de outubro para 40% em 14 e 15 de outubro e agora são 42%. No mesmo período, a avaliação regular ficou em 38% em duas pesquisas e agora está em 37%. Os que avaliam o governo como ruim ou péssimo saíram de 22% para 21% e agora são 20%. A pesquisa Datafolha, contratada pelo jornal Folha de S. Paulo e pela TV Globo, ouviu 4.389 eleitores nesta segunda-feira, 20. A margem de erro é de dois pontos porcentuais e o nível de confiança, de 95%. Isso significa que, se forem realizados 100 levantamentos, em 95 deles os resultados estariam dentro da margem de erro prevista. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-01140/2014.

Estadao Conteúdo

20 de outubro de 2014, 19:57

BAHIA Dirigente do PSOL apoia Dilma no segundo turno

Foto: Divulgação

Secretário geral do PSOL-BA, RInaldo Santos

“Vou votar em Dilma no segundo turno”. É o que declara Ronaldo Sanros, candidato a vice-governador da Bahia nas últimas eleições e secretário geral do PSOL-BA além de integrante do Diretório Nacional do partido. Ronaldo vê com preocupação “a votação da direita no primeiro turno e teme que uma eventual vitória de Aécio Neves fortaleça os projetos dos empresários e latifundiários enfraquecendo bandeiras históricas do PSOL”, como as reformas agrária e urbana e os direitos dos indígenas, além de estimular “o ódio aos nordestinos, à diversidade social e aos direitos humanos”. O dirigente do PSOL considera que a crise econômica e as contradições do governo petista agravaram a divisão na sociedade brasileira. Afirma que “é uma grande ilusão acreditar que os banqueiros e a grande mídia empresarial vão apostar num projeto mudancista”. Pensa que, ao contrário disto, uma eventual vitória de Aécio Neves irá de encontro aqueles “que querem ampliar a terceirização, deixar de regulamentar a PEC das domésticas, acabar com a punição ao trabalho análogo a escravidão e impedir a reposição do salário mínimo”.

20 de outubro de 2014, 19:41

BRASIL TSE cassa 4 minutos de inserções de Dilma

Foto: Reprodução

Essa é uma decisão inédita do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) desde o início da campanha eleitoral

Numa decisão inédita desde o início da campanha eleitoral pelo rigor, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu conceder liminar para suspender uma propaganda e, ao mesmo tempo, cassar quatro minutos de inserções da campanha da presidente Dilma Rousseff. A decisão atendeu a pedido da coligação do tucano Aécio Neves que questionava propaganda da petista que sustenta que o adversário não respeitava as mulheres. O TSE passou a adotar uma postura mais contundente desde a quinta-feira da semana passada. Na ocasião, a maioria dos ministros decidiu intervir mais nas propagandas dos candidatos a presidente a fim de inibir ataques pessoais entre os adversários. As inserções questionadas foram veiculadas no dia 18 de outubro e mostravam recortes de trechos de dois debates. Segundo a campanha de Aécio, houve uma edição “absolutamente” descontextualizada para afirmar de forma direta e expressa que Aécio teria dificuldades para respeitar adversárias do sexo feminino, pois teria tratado com agressividade a candidata do PSOL, Luciana Genro, e Dilma Rousseff. Na peça, um narrador diz que Aécio tem mostrado “dificuldade” em respeitar as mulheres ao mostrar declarações do tucano em relação a adversárias. Numa delas, o candidato do PSDB diz para Dilma: “A senhora está sendo leviana candidata. Leviana!” Com base no novo entendimento do TSE adotado a partir de quinta-feira, mais rigoroso, o ministro Admar Gonzaga, relator do processo, afirmou que a propaganda tinha “claro propósito de enfuscar (manchar de preto) a imagem” da campanha de Aécio. E decidiu cassar quatro minutos distribuídos nos quatro blocos de inserções de TV, com a obrigatoriedade de que, no espaço reservado à coligação de Dilma, não seja veiculada qualquer peça da propaganda, mas sim apresentado que a não divulgação resulta de infração à legislação eleitoral. Em caso de descumprimento, a campanha da petista será mudada.

20 de outubro de 2014, 19:29

BRASIL Ibope: no Rj, Dilma tem 56% e Aécio, 44% dos votos

Foto: Reprodução

Levantamento foi contratado pela TV Globo

A presidente Dilma Rousseff (PT), candidata à reeleição, lidera no Rio, com 56% dos votos válidos, conforme pesquisa divulgada nesta segunda-feira, 20, pelo Ibope. O candidato a presidente Aécio Neves (PSDB) tem 44%. O levantamento foi contratado pela TV Globo. No cálculo dos votos válidos, são suprimidos os em branco, nulos e os entrevistados que se dizem indecisos, mesma fórmula usada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na divulgação da apuração. Se forem considerados os em branco e nulos e os indecisos, os votos totais da sondagem estimulada mostram Dilma com 48% e Aécio com 37%. Nesse caso, os votos em branco e nulos totalizam 11% e não sabem e não responderam 4% dos eleitores. O instituto entrevistou 2.002 eleitores em 46 cidades de sexta-feira, 17, a este domingo, 19. A margem de erro é de 2 pontos porcentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95% – se for levada em conta a margem de erro de 2 pontos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Eleitoral Regional (TRE) sob o protocolo RJ-00073/2014 e no Tribunal Superior eleitoral sob o registro BR-01137/2014.

20 de outubro de 2014, 19:20

BRASIL Datafolha: Dilma aparece numericamente à frente de Aécio

Foto: Divulgação

Petista aparece com 52% dos votos válidos contra 48% de tucan

Segundo pesquisa Datafolha, Dilma Rousseff e Aécio Neves continuam empatados tecnicamente. A novidade é que a petista aparece numericamente à frente do tucano pela primeira vez na campanha do segundo turno. De acordo com resultado divulgado pelo instituto, a candidata à reeleição teria 52% dos votos válidos contra 48% do adversário. Contabilizando os votos brancos e nulos (que somam 5%) e os que não souberam responder a pesquisa (6%), Dilma tem 46% contra 43% de Aécio. O Datafolha ouviu 4.389 eleitores, todos nesta segunda-feira, 20 de outubro. O registro no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) é BR 01140/2014.

Estadao Conteúdo

20 de outubro de 2014, 19:12

BRASIL Alta de casos de chikungunya leva País a lançar cartilha

Diante da perspectiva do expressivo aumento de número de casos de febre chikungunya no Brasil, o Ministério da Saúde decidiu preparar um manual para pacientes afetados pela doença. A infecção pode provocar dores fortes nas articulações, com risco de o problema se tornar crônico. A ideia é fazer uma cartilha explicando para o paciente as medidas que ele deve adotar para reduzir as dores, como movimentos ideais e quando usar gelo. Um manual para profissionais de saúde também está sendo preparado, com informações sobre como auxiliar o paciente a superar as dores. A propagação da febre chikungunya no País vem ocorrendo de forma rápida. Menos de um mês depois de o primeiro caso de transmissão em território nacional ter sido comprovado, a doença já é epidêmica em Feira de Santana, na Bahia. De acordo com o último boletim, 299 casos de transmissão dentro do País haviam sido confirmados. Do total, 281 ocorreram na Bahia, 17 no Amapá e 1 em Minas. “É como se tivéssemos um novo sorotipo de dengue circulando no País. Todos são suscetíveis”, comparou o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Jarbas Barbosa. Ele afirmou que um cuidado redobrado deve ser adotado em regiões que enfrentam falta d’água. “Diante da necessidade do armazenamento, é necessário que pessoas tampem os recipientes, as caixas d’água para reduzir o risco da doença”, disse.

20 de outubro de 2014, 19:08

BAHIA Entre o bem e o mal, por Rogaciano Medeiros

Na busca pelo melhor governo, Aristóteles, no livro A República, faz uma marcante distinção entre o bom homem e o bom cidadão. Estabelece uma clara separação entre a conduta do indivíduo na vida pessoal e o comportamento enquanto ser social e político. Assim, eleva a ação do sujeito perante o coletivo, diante da nação, do Estado.
Evidentemente, a felicidade pessoal é indispensável e os valores individuais são preponderantes. Mas, independentemente da formação e concepção de mundo de cada um, o grande diferencial na existência do ser humano está justamente na capacidade da ação social, no agir do indivíduo em busca da construção de um mundo mais justo e fraterno.

Um mundo onde as oportunidades sejam, obviamente, mais generosas e abundantes exatamente para quem mais precisa, para os mais pobres e desafortunados. Inclusive porque, nem sempre a igualdade de oportunidade significa justiça.
Durante toda a vida, o filósofo buscou, incessantemente, qual o melhor caminho para se chegar ao governo dos justos. No comando do reino, é preciso estar os melhores, aqueles com capacidade de promover o bem comum, priorizar a superação das desigualdades, afirmar a justiça e, acima de tudo, garantir o cumprimento das leis e o respeito à Justiça.

O segundo turno da eleição presidencial não é uma peleja entre o bem e o mal, até porque a vida é dialética. Mas, sem dúvida, hoje a sociedade brasileira experimenta o drama de Aristóteles. Definir, entre Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB), quem pode fazer um governo melhor para o povo.

As dúvidas do filósofo jamais chegaram a um termo definitivo e ainda movem a humanidade. Por isso mesmo, para não se arrepender depois, é fundamental para o eleitor analisar a história de vida de cada um dos candidatos, identificar quem tem compromisso com os trabalhadores e os menos favorecidos e quem está a serviço dos milionários e poderosos. Afinal, são dois projetos completamente antagônicos.

*Rogaciano Medeiros é jornalista.

Rogaciano Medeiros*

20 de outubro de 2014, 19:00

ECONOMIA Bolsas de NY fecham em alta; ação da IBM cai 7,11%

As Bolsas dos EUA fecharam em alta nesta segunda-feira, 20, revertendo as perdas da manhã. O índice Dow Jones foi pressionado pela queda das ações da IBM, que perderam 7,11% depois da divulgação de seu informe de resultados do terceiro trimestre. O Nasdaq subiu mais do que os outros índices devido à expectativa positiva em relação ao balanço da Apple que seria divulgado depois do fechamento; as ações da empresa subiram 2,14%. Traders disseram que investidores compraram ações que haviam caído muito na semana passada. “Os ingredientes para os mercados subirem estão aí, assim que deixarmos para trás essa última série de preocupações”, disse Keith Goddard, da Capital Advisors. Entre os destaques da sessão estavam as ações da Sears, que subiram 23,06% depois de a empresa anunciar que planeja levantar capital; as das da Halliburton, que divulgou resultados e anunciou um aumento no dividendo, subiram 0,61%. No setor ferroviário, as ações da CSX caíram 1,03% e as da Canadian Pacific recuaram 1,54%, depois do anúncio do encerramento das conversas para uma fusão. O índice Dow Jones fechou em alta de 19,26 pontos (0,12%), em 16.399,67 pontos. O Nasdaq fechou em alta de 57,63 pontos (1,35%), em 4.316,07 pontos. O S&P-500 fechou em alta de 17,26 pontos (0,91%), em 1.904.02 pontos.

Dow Jones Newswires