Frase do dia

O que precisamos entender é que existe uma revolta do povo contra as elites. Um voto contra a perda de empregos e contra a austeridade. É assim que temos de entender o que ocorreu.

MICHELINE CALMY-REY, EX-PRESIDENTE E EX-CHEFE DA DIPLOMACIA SUÍÇA, SOBRE O REFERENDO QUE DECIDIU A SAÍDA DO REINO UNIDO DA UNIÃO EUROPEIA comentar

26 de junho de 2016, 20:05

BRASIL Maranhão muda agenda de novo e marca sessões para esta semana

Após idas de vindas na definição da agenda da próxima semana na Câmara, o presidente interino da Casa, Waldir Maranhão (PP-MA), disparou um comunicado na manhã deste domingo (26) marcando sessões ordinárias para a próxima terça-feira, 28, e quarta-feira, 29. No aviso, encaminhado às lideranças partidárias e a integrantes da Mesa Diretora, Maranhão faz a ressalva, contudo, de que os deputados que faltarem não terão os dias descontados do salário no final do mês. “Senhor (a) Deputado (a), comunico a Vossa Excelência que haverá sessões deliberativas ordinárias, sem efeito administrativo, nos dias 28 (terça-feira) e 29 (quarta-feira) de junho, às 14h. Ficam cancelados os comunicados anteriores referentes ao cronograma de sessões na semana compreendida entre os dias 27 de junho a 1º de julho”, diz trecho do documento assinado por Maranhão. Na véspera de disparar o comunicado, o presidente interino da Casa comunicou integrantes da Mesa Diretora que iria recuar da decisão inicial de cancelar todas as sessões da próxima semana, em decorrência dos festejos juninos. Pela determinação prévia do presidente interino, a próxima semana teria apenas sessões solenes, de debates e audiências públicas. Informalmente, o motivo do cancelamento das sessões se deve ao Dia de São Pedro (29 de junho). O recuou foi comemorado por parte da cúpula da Câmara e por auxiliares do presidente em exercício, Michel Temer. “Fomos informados pela Secretaria-geral da Mesa. Maranhão recuou. Era um desgaste muito grande. Se a Casa parar para homenagear cada um dos Santos que existe, ela não terá mais nenhuma sessão de votação”, considerou ao jornal O Estado de S. Paulo o primeiro secretário, Beto Mansur (PRB-SP).

Estadão Conteúdo

26 de junho de 2016, 20:00

BRASIL Com cena política melhor, câmbio pode voltar para níveis mais baixos

À medida que a situação política brasileira for melhorando, o câmbio pode registrar recuos significativos, segundo avaliação do ex-diretor do Banco Central e economista-chefe do Brasil Plural, Mário Mesquita. “Como a sinalização mais recente do Federal Reserve é de que a elevação dos juros vai ser ainda mais lenta do que se esperava, e a gente não vê um ‘crash’ na China, se a situação política aqui for melhorando a tendência é do real se fortalecer perante o dólar”, comentou em entrevista para o programa “Entre Nós”, da TV Estadão. Mesquita disse acreditar que o Banco Central, agora sob o comando de Ilan Goldfajn, vai gradativamente zerar seu estoque de swaps cambiais, atualmente em cerca de US$ 62 bilhões, o que pode retardar um pouco o processo de valorização do real. Mesmo assim, questionado sobre os investimentos que está fazendo como pessoa física, ele citou em primeiro lugar a posição comprada em real ante dólar. O economista disse que o Brasil passa por um momento de transição, provavelmente chegando ao fundo do poço da recessão mais intensa da história e começando a vislumbrar sinais de recuperação. Ele comentou que a transição também ocorre na gestão da economia, com uma equipe econômica que atribui ao setor privado preeminência na condução do movimento econômico. Outra transição é na política fiscal, que nos últimos anos se baseou no aumento de impostos e agora, sob o comando de Henrique Meirelles, busca a estabilização das contas públicas por meio do controle de gastos. “Meirelles se notabilizou ao longo de sua carreira pela capacidade de montar grandes equipes, e desta vez não foi diferente. Ele tem um time excepcional no Ministério da Fazenda e fez uma escolha muito feliz para o Banco Central. Não vai ser por falta de talento e capacidade de trabalho da equipe econômica que o governo vai ter problemas. Se houver problemas, será pela falta de apoio político”, comentou.

Estadão Conteúdo

26 de junho de 2016, 13:00

MUNDO Sanders afirma que apoiará Clinton se ela adotar algumas de suas propostas

Foto: Divulgação

Hillary Clinton

O senador pelo estado de Vermont, Bernie Sanders, recuou novamente em dar a Hillary Clinton o seu apoio total na eleição para presidente nos Estados Unidos. Neste domingo, Sanders afirmou que a ex-secretária de Estado precisa abraçar plenamente muitas das suas propostas em primeiro lugar, tal como um salário mínimo de US$ 15 por hora, universidade gratuita e um sistema de saúde que tenha um único remunerador para os médicos. A equipe da campanha presidencial de Sanders conversa com a campanha de Clinton negociando uma maneira para que os dois rivais democratas a se unam. Em entrevista à rede de televisão CNN, Sanders disse que a iniciativa tem que partir do lado de Clinton. Uma pesquisa divulgada no mês passado revelou que cerca de um terço dos eleitores de Sanders nas primárias não apoiariam Hillary. “O que estamos tentando dizer para Clinton e sua equipe é: “Vamos lá, seja mais ousada do que tem sido até agora, e assim, muitos desses eleitores podem dar seu apoio”, disse Sanders. “Essas pessoas votaram em mim, creio eu, porque elas disseram que é hora de ter um presidente que tem a coragem de ir contra os grandes interesses das forças econômicas”. Sanders afirma que também gostaria de ver uma postura mais agressiva de Hillary Clinton a favor da implementação de um imposto sobre emissão de carbono, o fim do fracking (fraturamento hidráulico utilizado para realizar perfurações e extração de gás xisto) e novos investimentos em infraestrutura. Agora que o processo das primárias democratas terminou, Sanders está tentando empurrar a plataforma do partido para a esquerda, antes da convenção presidencial do partido, marcada para julho na Filadélfia. Na entrevista, Sanders deixou claro que esperava um apoio mais claro às suas propostas por parte do Partido Democrata e de Clinton, antes de dar seu apoio incondicional à candidatura. No entanto, Sanders afirmou que provavelmente votará em Clinton, na eleição de novembro. “Nós estamos tentando dizer para Clinton e sua campanha: Deixe claro de que lado você está”, disse Sanders.

Estadão

26 de junho de 2016, 12:45

MUNDO Líder populista da Áustria defende referendo sobre adesão à União Europeia

Um líder do populista Partido da Liberdade da Áustria sugeriu que o país realize um referendo sobre a sua adesão à União Europeia, caso o bloco não consiga, em um ano, focar no seu papel original de se tornar uma aliança econômica e comercial. “Os fundadores [da UE] queriam estabelecer relações econômicas estreitas, porque os estados que trabalham em conjunto economicamente evitam entrar em guerra uns com os outros”, disse o ex-candidato presidencial do Partido da Liberdade, Norbert Hofer, em entrevista ao jornal diário austríaco Tageszeitung publicada neste domingo. Esse aspecto da UE “estava funcionando muito bem por conta própria até que a união política foi fundada”, disse ele. “Se no próximo ano o curso for no sentido de uma maior centralização”, então devemos perguntar aos austríacos se eles querem permanecer no bloco, disse Hofer. Na eleição presidencial da Áustria no mês passado, Hofer defendeu um programa anti-imigrantes e que pretendia colocar a Áustria como prioridade, contra um candidato independente. A votação foi vista por políticos e analistas em toda a UE como uma prévia do referendo do Reino Unido, mas também como um termômetro para as próximas eleições em todo o continente que registram cadidaturas de políticos populistas contra o sistema de governo. Hofer perdeu por pouco para o seu adversário Alexander van der Bellen. O Partido da Liberdade tem questionado os resultados em um tribunal constitucional da Áustria.

Estadão

26 de junho de 2016, 12:30

MUNDO Escócia pode impedir Brexit, diz primeira-ministra

Edimburgo pode vetar a saída do Reino Unido da União Europeia (UE), declarou Nicola Sturgeon, a primeira-ministra da Escócia, em uma entrevista à BBC. De acordo com a primeira-ministra, isso é possível porque, apesar de 51,9% dos cidadãos britânicos terem se manifestado a favor da saída da UE no referendo do dia 23 de junho, 62% dos escoceses votaram contra a ruptura das relações. Sturgeon acrescentou que planeja iniciar nos próximos dias as negociações diretas com Bruxelas para defender os interesses da Escócia. No referendo do dia 23 de junho no Reino Unido, 51,9% dos eleitores se pronunciaram a favor de abandonar a União Europeia. No entanto, tanto a Escócia (62%) como a Irlanda do Norte (55%) votaram a favor de permanecer no bloco europeu. No sábado, Sturgeon declarou que o governo da Escócia redigirá um projeto de lei para preparar um outro referendo sobre a independência.

Agência Brasil

26 de junho de 2016, 12:15

MUNDO Vídeo mostra morte de cinco ativistas de mídia na Síria pelo Estado Islâmico

Um vídeo divulgado neste domingo mostra a morte de cinco ativistas de mídias sírias capturados pelo grupo Estado Islâmico no ano passado. O Observatório Sírio para os Direitos Humanos baseado no Reino Unido diz que os cinco foram sequestrados em outubro e acredita-se terem sido morto em dezembro, durante a cobertura de eventos na cidade síria oriental de Deir el-Zour, da qual metade está sob domínio do EI. O chefe do Observatório, Rami Abdurrahman, explicou que a notícia da detenção e morte dos ativistas não foi divulgada antes porque nenhum corpo tinha aparecido e as famílias temiam represálias por relatar as mortes. No vídeo, um narrador do Estado Islâmico diz que o grupo está a enfrentar uma guerra de mídia, e adverte quem comunica aos “cruzados” e “inimigos de Deus”. O narrador diz que jornalistas que cobrem o EI podem ser alvo, mesmo que residam na Europa. Abdurrahman disse que um dos ativistas, Sami Jawdat, de 28 anos, enviou informações ao Observatório desde a eclosão da guerra civil em 2011, e continuou depois que o grupo tomou metade de Deir el-Zour em 2014. Segundo o chefe do Observatório, Jawdat havia sido detido pelo grupo extremista em ocasiões anteriores. Segundo ele, desde as informações sobre o sequestro e assassinato dos ativistas, o seu grupo tem pedido a outros ativistas que evitem tirar fotos ou gravar vídeo em áreas controladas pelo EI. No vídeo, cada ativista explica o que fez para mandar relatos da área, às vezes agindo escondidos para tirar fotografias ou entrevistar pessoas no mercado da cidade. Um dos ativistas diz fazer reportagens para a Al-Jazeera, e o outro diz que contribuiu para a Human Rights Watch baseado em Nova York. A Síria é o terceiro país mais mortal no mundo para jornalistas, após Iêmen e Iraque, de acordo com o Comitê para a Proteção dos Jornalistas. Pelo menos 95 jornalistas foram mortos na Síria desde 2011. Quase não há organizações internacionais de notícias com cobertura direta na Síria por causa de sequestros por militantes, que muitas vezes matam os reféns.

Estadão

26 de junho de 2016, 12:00

MUNDO Começa movimentação para substituição de Cameron como primeiro-ministro

A decisão de David Cameron de renunciar como primeiro-ministro do Reino Unido põe em movimento uma batalha pela liderança do Partido Conservador, atualmente no governo, e que também irá determinar o próximo ocupante do cargo de Cameron. Entre os possíveis candidatos estão o ex-prefeito de Londres, Boris Johnson, que liderou a campanha para a saída do país da União Europeia, e a Ministra para assuntos internos Theresa May, que ficou ao lado de Cameron em seu apoio à continuidade do Reino Unido no bloco. O futuro econômico e político do Reino Unido, e também se o país continuará unido, vai direcionar a forma como os candidatos vão lidar com o fim da relação de 43 anos com a UE. Outro partido político importante do Reino Unido, o oposicionista Partido Trabalhista também enfrenta turbulência, já que alguns de seus legisladores pedem a renúncia do líder Jeremy Corbyn. Depois da derrota no referendo da semana passada, Cameron disse que vai permanecer no cargo nos próximos três meses, e que o objetivo é escolher um novo líder durante a conferência anual do Partido Conservador em outubro. “Quem quer que seja, existem dois desafios reais”, disse Richard Ottaway, um antigo político do partido conservador, que deixou o cargo de parlamentar no ano passado. “Uma delas é, obviamente, para liderar as negociações sobre a Europa, mas a segunda é a de unir o Partido Conservador. Ambas as questões representam desafios sérios.” O momento para a disputa pela liderança é definida pelo Comitê 1922, um grupo influente de todos os legisladores conservadores com posições secundárias no Parlamento, e que se reúne semanalmente. Graham Brady, presidente do órgão, disse que seu comitê executivo provavelmente vai fixar um calendário para a competição amanhã (27). A diretoria do partido, que é composto por membros e legisladores, pode ratificar o cronograma na terça-feira.

Estadão

26 de junho de 2016, 11:45

BRASIL Temer passa o domingo em São Paulo e volta a Brasília no final da tarde

O presidente em exercício, Michel Temer, passa a manhã deste domingo em sua residência em São Paulo, no bairro de Alto de Pinheiros. O retorno do peemedebista para Brasília está previsto para o final da tarde, de acordo com a assessoria de imprensa. Temer não tem agenda oficial e passa o fim de semana com a família.

Estadão

26 de junho de 2016, 11:30

BRASIL Dilma anda de bicicleta em Porto Alegre na manhã de domingo

Foto: Reprodução

Retorno a Brasília deve ocorrer na tarde de hoje

A presidente da República afastada, Dilma Rousseff, andou de bicicleta na manhã deste domingo na capital gaúcha. Ela passa o fim de semana ao lado da família, que mora na cidade, e não tem compromissos oficiais. O retorno a Brasília deve ocorrer na tarde de hoje. Para fugir do frio e da neblina, Dilma saiu para se exercitar pouco antes das 9 horas, mais tarde do que costuma fazer. Ela deixou seu apartamento, na zona sul de Porto Alegre, e pedalou pela Orla do Guaíba acompanhada de seguranças. Retornou cerca de uma hora depois. Os termômetros marcavam 12 graus. Dilma chegou a Porto Alegre no sábado e passou a tarde na casa do ex-marido, Carlos Araújo, onde teve a companhia da filha deles, Paula, e dos netos, Gabriel e Guilherme. Não houve contato com a imprensa. A capital gaúcha tem sido o principal destino de descanso da petista desde que foi afastada da presidência, em decorrência do processo de impeachment que está em andamento no Congresso. No último fim de semana, ela também viajou a Porto Alegre, depois de realizar um giro pelo Nordeste para defender seu mandato.

Estadão

26 de junho de 2016, 11:15

BRASIL Metade dos brasileiros com diabetes não sabe que tem a doença

No Dia Nacional de Combate ao Diabetes, especialistas alertam que metade dos cerca de 14 milhões de brasileiros que têm o diabetes não sabe que tem a doença. Segundo o endocrinologista João Salles, da Sociedade Brasileira de Diabetes, uma das dificuldades em identificar a doença é que ela não apresenta sintomas no início, como é o caso do tipo dois de diabetes. No estágio avançado, podem aparecer sinais como boca seca, vontade de urinar com frequência e perda de peso espontaneamente. “Pessoas com mais de 40 anos, obesas, principalmente com a circunferência abdominal elevada, pessoas com pressão alta, altas taxas de triglicérides e com o HDL, o colesterol bom, baixo, devem ficar mais atentas pois estes são fatores de risco do diabetes tipo dois”, alertou Salles. Cegueira, insuficiência renal e amputação de membros inferiores são outras consequências. Leia mais na Agência Brasil.

Aline Leal, Agência Brasil

26 de junho de 2016, 11:00

MUNDO Espanha promove hoje repetição inédita de eleições parlamentares

Os espanhóis vão às urnas neste domingo para uma repetição sem precedentes nas eleições do país que visa quebrar seis meses de impasse político, depois que a votação de dezembro deixou o país sem um governo eleito. As pesquisas de opinião nas últimas semanas previam, por unanimidade, que a nova votação também vai deixar de entregar votos suficientes a qualquer partido para tomar o poder sozinho. Se este cenário for confirmado, a Espanha passará por um novo período de negociações políticas prolongadas – e eventualmente uma outra eleição, se não houver nenhum avanço. Pesquisas são proibidas na última semana de campanha, mas as mais recentes mostraram que o conservador Partido Popular ganharia mais votos, mas voltaria a ficar aquém da maioria parlamentar que teve de 2011 a 2015. O líder do partido, Mariano Rajoy, espera ser reeleito como primeiro-ministro. De acordo com a Constituição espanhola, um governo deve ganhar um voto de confiança no Parlamento, com mais de 50% dos possíveis 350 votos antes de tomar posse. Se essa meta não for atingida, há uma segunda votação 48 horas depois, e o partido deve obter 50% dos votos válidos, que não contam as abstenções – isso permite que os membros que se abstiverem negociem concessões com o governo eleito. Uma nova rodada de negociações políticas pode ser complicada pelo crescimento de uma nova aliança de extrema-esquerda chamado Unidos Podemos. Esse grupo, que inclui radicais de esquerda, comunistas e verdes, estava em segundo lugar nas pesquisas. Isso levaria o Partido Socialista, de centro-esquerda moderada e que tradicionalmente se reveza no poder com o Partido Popular, para o terceiro lugar e o Partido Cidadãos para a quarta posição.

Estadão

26 de junho de 2016, 10:45

BAHIA Cantor e ator, Lucas Lucco faz estreia no São João de Irecê

Foto: Divulgação

Lucas Lucco apresentou o show da turnê “Advinha”, CD lançado no final de 2015

O cantor, ator, galã e astro pop Lucas Lucco foi a grande atração do São João de Irecê, nesta quarta noite do Arraiá das Caraíbas 2016. Pela primeira vez na cidade, ele mostrou porque foi incluído pela revista Forbes na lista “30 abaixo de 30”, com personalidades com menos de 30 anos que demonstram grande iniciativa, talento e criatividade. Na penúltima noite do melhor São João do Brasil, Lucas Lucco apresentou o show da turnê “Advinha”, CD lançado no final de 2015 – com 16 canções inéditas e participações de Gusttavo Lima e Nego do Borel. Antenado com as novas tecnologias e com grande interação nas redes sociais, o intérprete de Uodson na novela Malhação (Rede Globo) é considerado um artista multimidiático. Pela empolgação das fãs e reações da plateia, a estreia em Irecê foi com o “pé direito”: músicas como “Foi Daquele Jeito”, “Toda – Toda”, “Mozão”, “Batom Vermelho”, “Papo Reto”, “Quando Deus Quer”, dentre outras do set lits, foram cantadas do começo ao fim pelo público, que lotou a Praça Clériston Andrade. Pablo Marques e Forró Mil Lokura completam a programação oficial da quarta noite do Arraiá das Caraíbas 2016. No Mercadão, segundo circuito do melhor São João do Brasil, a animação vai ser garantida por Eduardo Freitas, Banda Papilon, Samba da Gente, Ki Balanço, Cassio André e Bartô Galeno. Como já é tradição, os shows começam sempre às 6h. E no último dia de festa na Praça Clériston Andrade se apresentam Junior Maciel, Sandro Becker, Amado Batista, Lucas Camaro e Gabriel e Asa Branca.

26 de junho de 2016, 10:30

BAHIA Cachoeira se torna sede do Governo pelo nono ano consecutivo

Foto: Divulgação

Cerimônia de transferência contou com a presença do vice-governador, João Leão, dos secretários estaduais da Cultura, Jorge Portugal, e da Educação, Walter Pinheiro

Com direito a honras militares e desfile cívico, o município de Cachoeira, no Recôncavo baiano, se tornou sede do Governo do Estado, neste sábado (25), pelo nono ano consecutivo. A cerimônia de transferência contou com a presença do vice-governador, João Leão, dos secretários estaduais da Cultura, Jorge Portugal, e da Educação, Walter Pinheiro, dentre outras autoridades. Após passar em revista à tropa, na Praça da Aclamação, Leão presidiu a solenidade. “Este ato é uma das coisas mais importantes da Bahia, que é um celeiro de tradições. E Cachoeira é uma das cidades que despontam em primeiro lugar. Nos sentimos muito honrados de estar aqui fazendo este trabalho, levando adiante estas tradições para que isto continue”, disse o vice-governador, que também participou da Sessão Magna na Câmara Municipal. Em Cachoeira, no dia 25 de junho de 1822, foi antecipado o Grito do Ipiranga, que resultou na libertação baiana do domínio português, em 2 de Julho do ano seguinte. Para o secretário Jorge Portugal, a transferência da sede do Governo por um dia é uma forma de relembrar momentos importantes para a história baiana e brasileira. “Estamos aqui recapitulando um fato histórico, que foi quando Cachoeira tornou-se capital da Bahia por conta do sitiamento da cidade de Salvador, por Bandeira de Melo. E aí, as forças de resistência vieram pra cá formar o exército que iria libertar definitivamente o Brasil de Portugal”. Como de costume, o hino ao 2 de Julho foi executado pela Banda da Polícia Militar da Bahia. A exemplo do Te Deum, ato religioso em memória aos que lutaram pela independência, na Paróquia Nossa Senhora do Rosário, a unidade móvel do Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC), marca presença todos os anos no município, para emitir documentos de moradores da região, como RG, CPF, Certidão de Antecedentes Criminais e recadastramento de pensionistas e aposentados. Segundo a coordenadora do serviço itinerante, Neide Barreto, “as pessoas já esperam o SAC Móvel aparecer nesta data, geralmente 25 de junho, aniversário da cidade”. O administrador de empresas, Moisés Pinheiro, levou o filho Bruno, 7 anos, para emitir a primeira carteira de identidade. Ele elogiou a agilidade na expedição do documento. “Este serviço do SAC é sempre bem aproveitado. A gente recebe o documento no ato. Para fazer um documento hoje na cidade demoraria alguns dias para receber”.

26 de junho de 2016, 10:15

BAHIA Sucessos de Paula Fernandes encerram São João em Paripe

Foto: Pedro Moraes / GOV BA

No palco montado na praça João Martins, também se apresentaram os grupos Forrozão, Canários do Reino, Kart Love e Cangaia de Jegue

Com um repertório dançante, a cantora Paula Fernandes, que tradicionalmente canta músicas mais românticas, surpreendeu o público de aproximadamente 30 mil pessoas, neste sábado (25), segundo dia do São João da Bahia em Paripe. No palco montado na praça João Martins, também se apresentaram os grupos Forrozão, Canários do Reino, Kart Love e Cangaia de Jegue. Paula Fernandes também foi surpreendida pelo público, que tinha seu repertório na ponta da língua. “Já tive a oportunidade de participar do São João da Bahia outras vezes. É uma festa folcloricamente importante e sou muito ligada a essas raízes. Sou mineira, mas me sinto um pouco nordestina também. É bom poder trazer meu romantismo e também fazer parte desse universo um pouco mais dançante e divertido”, afirmou a cantora. Desde sexta-feira (24) o público prestigia o evento no Subúrbio Ferroviário de Salvador. A primeira noite contou com um público de 40 mil pessoas e teve como atrações Filomena Bagaceira, Torres da Lapa, Jeanne Lima, Jonas Esticado e Simone e Simaria. A enfermeira Graça Silva, 47, amiga de Naílson, disse que adorou a festa. “Eu me preocupo com a violência, mas está tranquilo. Vim ontem também e gostei muito dos shows da Cangaia de Jegue, Torres da Lapa, e hoje, claro, da Paula Fernandes”. O dançarino Naílson Teixeira, 27 anos, que foi com quatro amigas curtir as apresentações neste sábado, disse que o São João é a festa que ele mais gosta. “É uma data marcante, a gente espera esse friozinho, a fogueira e as comidas típicas. É muito gratificante ter essa festa aqui, porque no subúrbio nem todo mundo tem condição de viajar para o interior”, destacou.

26 de junho de 2016, 10:13

SALVADOR Prefeitura lança Réveillon Salvador 2017 nesta segunda-feira

O prefeito ACM Neto (DEM), acompanhado do presidente da Empresa Salvador Turismo (Saltur), Isaac Edington, lança o Réveillon Salvador 2017 nesta segunda-feira (27), às 9h30, em coletiva a ser realizada no Palácio Thomé de Souza. Na ocasião, serão anunciadas as atrações artísticas da festa e a programação, que está sendo antecipada para dar tempo ao trade turístico e à rede hoteleira trabalharem os pacotes para a ocasião. A festa acontecerá no circuito Daniela Mercury, na Praça Cairu, no Comércio.