Frase do dia

Se até o Lula se arrependeu de ter escolhido ela, imaginem aqueles que ela fez de idiota, mentindo na eleição. Para ela, apenas uma frase: tchau querida.

EDUARDO CUNHA, PMDB-RJ, SOBRE DILMA comentar

30 de maio de 2016, 22:59

MUNDO Deputados europeus pedem suspensão de negociação com Mercosul

Às vésperas dos primeiros encontros do chanceler José Serra com negociadores comerciais em Paris, um grupo de deputados do Parlamento Europeu pede que a União Europeia (UE) interrompa as negociações comerciais com o Mercosul por conta do afastamento da presidente Dilma Rousseff. Numa carta enviada à Comissão Europeia, os deputados alertam o bloco que estará negociando com um “um governo sem legitimidade”. “Tendo em vista a situação política no Brasil, temos dúvidas de que este processo tem a legitimidade democrática necessária para um acordo de tal magnitude”, aponta a carta enviada à chefe da diplomacia da UE, Federica Mogherini. O documento, obtido pelo Estado, insiste que o governo de Michel Temer “carece de legitimidade”. No total, 34 deputados assinaram o documento, de um total de 751 representantes no Parlamento Europeu. A assessoria do grupo diz que vai intensificar o lobby para obter um maior número de assinaturas e incluir o assunto na agenda oficial do Parlamento nas próximas semanas.

Estadão Conteúdo

30 de maio de 2016, 22:34

BRASIL Jamais intercedi junto a órgãos públicos em favor de terceiros, diz Silveira

O ministro da Transparência, Fiscalização e Controle, Fabiano Silveira, afirmou em carta de demissão enviada ao presidente em exercício, Michel Temer, que por sua trajetória “de integridade no serviço público, não imaginava ser alvo de especulações tão insólitas”. “Não há em minhas palavras nenhuma oposição aos trabalhos do Ministério Público ou do Judiciário, instituições pelas quais tenho grande respeito”, disse. Segundo ele, as conversas gravadas com o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado e com o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), foram “comentários genéricos e simples opinião”. “Não sabia da presença de Sérgio Machado. Não fui chamado para uma reunião. O contexto era de informalidade baseado nas declarações de quem se dizia a todo instante inocente”, afirmou. Nos áudios, divulgados no último domingo pelo Fantástico, da TV Globo, Silveira aconselha Machado e o presidente do Senado sobre como deveriam agir em relação às investigações da Operação Lava Jato, da Polícia Federal. Na época, Silveira ainda era do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Até hoje, ele comandava pasta estratégica para medidas de combate à corrupção no País.

Estadão Conteúdo

30 de maio de 2016, 22:00

BRASIL ‘Gravações revelam que conspiração contra Dilma é antiga’, diz Lídice

Senadora Lidice da Mata (PSB)

A senadora Lídice da Mata (PSB-BA) disse nesta segunda-feira (30), em entrevista aos jornalistas Uziel Bueno e Evilásio Jr, na Rádio Vida FM, de Salvador, que os áudios gravados pelo ex-presidente da Transpetro, Sergio Machado, divulgados recentemente, revelam que o impedimento da presidente Dilma Rousseff foi uma conspiração e foi sacramentado como um “golpe político e parlamentar”. Embora tenha sido crítica do Governo Dilma e fizesse parte de um bloco de parlamentares independentes no Senado, Lídice afirmou que as chamadas pedaladas fiscais não foram o real motivo para a admissibilidade do‪ ‎impeachment, mas sim a motivação política dos partidos de oposição juntamente com o partido do presidente interino (Michel Temer). Lídice da Mata também criticou as propostas de ajustes da equipe econômica de Michel Temer. “Os trabalhadores serão penalizados com o suposto motivo de deter a crise econômica. O atual governo e seus aliados querem implantar “soluções” que lhes tiram os direitos , a exemplo do retardo na idade para aposentadoria e outros pacotes de maldades”, finalizou.

30 de maio de 2016, 21:46

BRASIL Meirelles: governo pode adotar novas medidas para aumentar arrecadação

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse hoje (30) que o governo tem de criar condições macroeconômicas para que todos possam trabalhar, produzir e investir para que o país volte a crescer. As primeiras medidas tomadas pelo governo Michel Temer vão nessa direção, destacou o ministro na Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan). Ele adiantou que outras medidas podem ser adotadas para aumentar a arrecadação e citou a venda de ativos, as concessões e privatizações. Segundo o ministro, há muito trabalho a fazer, e a finalidade do governo é promover o crescimento econômico do país. De acordo com Meirelles, isso significa criar emprego, aumentar a renda e a produção das empresas e, principalmente, o número de empregos e a renda média da população brasileira. “Isso é o que deve nortear o trabalho de todos.” Ele ressaltou que as primeiras medidas visam à correção do crescimento das despesas e da dívida pública. Meirelles disse que, de 1997 a 2015, o crescimento anual médio da despesa pública atingiu quase 6% ao ano acima da inflação, enquanto o gasto do governo federal subiu de 14% para 19% do Produto Interno Bruto (PIB), que é a soma dos bens e serviços produzidos no país. “A sociedade brasileira não tem como sustentar uma trajetória de gasto nessa direção”, destacou o ministro, lembrando que o endividamento foi uma consequência.

Estadão Conteúdo

30 de maio de 2016, 21:26

BRASIL PGR nega pedido do PT para anular nomeação de ministros de Temer

O Procuradoria-Geral da República negou o pedido do PT para abrir a investigação e suspender a nomeação de ministros do presidente em exercício Michel Temer que não possuíam foro privilegiado e já haviam sido citados na Operação Lava Jato. Autor da peça, o deputado Paulo Pimenta (PT-RS) argumentava que a PGR deveria adotar o mesmo entendimento que houve em relação à nomeação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para a Casa Civil, que foi classificada pelo órgão como “desvio de finalidade” e com o intuito de “obstrução da Justiça”. No despacho, porém, o procurador Wellington Saraiva afirmou que “a postulação não merece prosperar, porquanto o requerente realiza equiparação de situações díspares e, daí, busca extrair a mesma consequência jurídica”. Para ele, “no caso do senhor Luiz Inácio Lula da Silva havia uma série de aspectos factuais levados em conta globalmente na análise do Procurador-Geral da República, para chegar à conclusão de ter havido desvio de finalidade naquela nomeação”.

Estadão Conteúdo

30 de maio de 2016, 21:15

BRASIL Vítima de estupro e família entram em programa de proteção a ameaçados

A jovem vítima de estupro coletivo e sua família ingressaram no Programa de Proteção à Criança e Adolescente Ameaçados de Morte (PPCAAM), do governo federal. A adolescente vinha sofrendo ameaças e desde sexta-feira, 27, estava sob acompanhamento de escolta da Polícia Militar. “Havia um risco potencial à segurança da jovem, por isso achamos providencial a sua entrada no programa de proteção. A ameaça de morte era real”, afirmou o secretário de Estado de Assistência e Direitos Humanos, Paulo Melo, que desde de quinta-feira monitorava o esquema de proteção à adolescente. Depois que ela ingressa no programa de proteção, nenhuma autoridade é informada da localização da vítima. A adolescente pode, inclusive, ter sua identidade mudada. A jovem já havia apagado suas contas nas redes sociais. Em nota, a secretaria de Estado de Assistência e Direitos Humanos informou que o PPCAAM é mantido com recursos do Governo Federal com contrapartida do Governo do Estado e é gerenciado por conselho ligado ao Ministério da Justiça. “Não há período previsto para a manutenção da família no programa, que depende da avaliação dos profissionais de Segurança, e dos técnicos do programa e do desejo da vítima em continuar”, diz o texto.

Estadão Conteúdo

30 de maio de 2016, 20:51

BRASIL Situação de Renan não é muito diferente da situação de Romero Jucá , diz senadora

A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) disse que a situação do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), “não é muito diferente da situação de Romero Jucá (PMDB-RR)”. Na semana passada, a divulgação de um áudio entre Jucá e o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado derrubou o senador do cargo de ministro do Planejamento. Vanessa disse que os fatos são “tão complexos” que todo o conteúdo das gravações precisa ser discutido na comissão do impeachment da presidente Dilma Rousseff na Casa na próxima quinta-feira, 2. Ela também defendeu o afastamento imediato do ministro da Transparência, Fabiano Silveira, do cargo. Vanessa defende a suspensão das atividades da comissão do impeachment até que os áudios sejam esclarecidos. “Só a partir daí poderemos adotar medidas drásticas em relação a todos os envolvidos.” Segundo Vanessa, todos os áudios divulgados até agora “apresentam a mesma linha”, de tirar a presidente Dilma do cargo para aplicar uma outra política econômica e impedir as investigações da Operação Lava Jato. Vanessa também negou que haja algum tipo de “acordão” para proteger Renan na Casa. “Este mesmo Senado que cassou o mandato do ex-senador Delcídio Amaral (sem partido-MS) não poderia agir com dois pesos e duas medidas em outro caso”, defendeu.

Estadão Conteúdo

30 de maio de 2016, 20:25

BRASIL Após operação Aequalis, PSDB-MG diz que irregularidades devem ser investigadas

O PSDB-MG publicou uma nota defendo investigações após a operação Aequalis, em Belo Horizonte, em que ex-secretário do governador e agora senador Antonio Anastasia (PSDB) foi preso. “O partido defende que, havendo indícios de irregularidades, elas sejam investigadas pelos órgãos competentes e, em havendo comprovação de crime, eles sejam punidos”, diz a nota. De acordo com o texto, o PSDB-MG desconhece detalhes da operação deflagrada nessa segunda-feira, 30, pelo Ministério Público de Minas Gerais. Seis mandados de prisão foram cumpridos durante a operação Aequalis, em Belo Horizonte. Um dos detidos é o ex-deputado federal Nárcio Rodrigues da Silveira (PSDB), que foi secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais durante o governo de Antonio Anastasia (PSDB), entre dezembro de 2010 e novembro de 2014. Nárcio Rodrigues também foi presidente do partido em Minas.

Estadão Conteúdo

30 de maio de 2016, 20:19

BAHIA Chineses anunciam fábrica de motos em Una, no sul da Bahia

Foto: Secom

Governador Rui Costa em reunião com representantes da montadora chinesa Yasuna Motors

“Mesmo com a instabilidade econômica pela qual está passando o País, a Bahia continua garantindo a atração de investimentos, que resultam em emprego e renda para os baianos”, destacou o governador Rui Costa após reunião, na tarde desta segunda-feira (30), com representantes da China Yasuna Group. A empresa asiática está pronta para iniciar, em julho, as obras da Montadora Yasuna Motors do Brasil, a primeira fábrica de motos da empresa chinesa em território brasileiro. Com recursos da ordem de R$ 62 milhões, o empreendimento será instalado no município de Una, no sul baiano, e deve gerar inicialmente cerca de 300 empregos diretos e 150 indiretos. A nova fábrica na Bahia é resultado da missão do Governo do Estado na China, em março deste ano, quando Rui e comitiva buscaram atrair investimento estrangeiro para o desenvolvimento econômico do estado. A previsão de término das obras é de 12 meses. Assim que o empreendimento estiver funcionando, 100 concessionárias devem ser instaladas em diversos municípios do estado, ampliando a capacidade de geração de emprego e renda. Outro compromisso firmado pela empresa é o de garantir capacitação profissional. “O benefício será imediato. Será uma fábrica de montagem de motos muito modernas, inicialmente, de 50 a 125 cilindradas para atender bem a população. A montadora vai aumentar a capacidade do estado de empregar pessoas e capacitá-las”, afirma o secretário da Casa Civil, Bruno Dauster.

30 de maio de 2016, 20:05

BRASIL Aliados de Cunha pressionam por punição branda, mas relator deve pedir cassação

Às vésperas da entrega do relatório final sobre o processo por quebra de decoro parlamentar do deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o relator Marcos Rogério (DEM-RO) vem sendo pressionado por aliados do peemedebista para propor uma punição mais branda. Rogério sinalizou a disposição de pedir a cassação do mandato, mas a “tropa de choque” alega que a medida extrema resultaria em uma série de recursos e, por consequência, o prolongamento do processo. A alternativa proposta pelo grupo de Cunha é que o deputado afastado seja punido apenas com a perda de prerrogativas, ou seja, deixe definitivamente o cargo de presidente da Câmara. Desta forma, se resolveria a questão da falta de comando do presidente interino Waldir Maranhão (PP-MA) com a convocação de nova eleição para a Mesa Diretora. “Estou recebendo um apelo para resolver o problema da Casa”, comentou. O relator não adiantou o conteúdo do parecer que será entregue nesta terça-feira, 31, mas avisou que vai acatar a decisão de Maranhão que limitou seu escopo à imputação aprovada no parecer prévio, de que o peemedebista teria mentido à CPI da Petrobras no ano passado sobre a existência de contas no exterior. Assim, Rogério deve se ater ao artigo 4º do Código de Ética, que versa sobre procedimentos incompatíveis com o decoro parlamentar puníveis com a perda de mandato, mais especificamente no inciso 5º (sobre omitir intencionalmente informação relevante ou prestar informação falsa nas declarações). “Minha decisão é acatar o Maranhão para não eternizar o processo”, justificou.

Estadão Conteúdo

30 de maio de 2016, 19:59

BRASIL Operação do MP prende ex-presidente do PSDB mineiro

Foto: PSDB Minas

Ex-presidente do PSDB de Minas, Nárcio Rodrigues da Silveira

O ex-presidente do PSDB de Minas Gerais Nárcio Rodrigues da Silveira foi preso hoje (30) sob suspeita de participar de um esquema de desvio de recursos públicos investigado pela Operação Aequalis (termo em latim que significa igual), deflagrada pelo Ministério Público de Minas Gerais (MP-MG). Secretário de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior mineiro durante o governo Antonio Anastasia, Silveira é pai do deputado federal Caio Nárcio Nárcio (PSDB-MG). Além do tucano, foram presos temporariamente Neif Chala, ex-servidor da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Minas; Alexandre Pereira Horta, engenheiro do Departamento de Obras Públicas do estado; Luciano Lourenço dos Reis, funcionário da CWP Engenharia Ltda; Maurílio Reis Bretãs, sócio administrador da CWP Engenharia Ltda; e o português Hugo Alexandre Timóteo Murcho, diretor no Brasil da multinacional portuguesa Yser e da empresa Biotev Biotecnologia Vegetal ltda. De acordo com o Ministério Público mineiro, o grupo é suspeito de desviar, entre os anos de 2012 e 2014, mais de R$ 14 milhões em recursos públicos que deveriam ser destinados à construção e a projetos da Cidade das Águas, desenvolvida no município mineiro de Frutal pela Fundação Hidroex, vinculada à Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Minas.

Agência Brasil

30 de maio de 2016, 19:50

BRASIL Após áudio, ministro da Transparência pede demissão do cargo

Ex-ministro da Transparência, Fiscalização e Controle, Fabiano Silveira

O ministro da Transparência, Fiscalização e Controle, Fabiano Silveira, pediu demissão do cargo no governo Michel Temer. A decisão foi anunciada agora há pouco através de uma carta. O pedido de demissão aconteceu depois de uma conversa entre Fabiano e o presidente interino, Michel Temer (PMDB). Durante a tarde, Temer havia dito que tinha confiança no no ministro e o manteria no cargo “por enquanto”. A declaração de Temer tentava minimizar os efeitos da gravação divulgada no domingo (29), onde Silveira aparece orientando investigados pela Operação Lava-Jato enquanto era conselheiro no Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Fabiano é o segundo ministro de Temer a pedir demissão do cargo depois da divulgação de áudios da operação comandada pelo juiz federal Sérgio Moro.

Silveira teve áudios de conversas com ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado divulgados no domingo, 29 pelo Fantástico, da TV Globo. Nas conversas, ocorridas há cerca de três meses, quando Silveira ainda era do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ele aconselha Machado e o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), sobre como deveriam agir em relação às investigações da Operação Lava Jato, da Polícia Federal. Nesta segunda-feira, Silveira se reuniu com o presidente em exercício no Palácio do Jaburu para se explicar. Essa é a segunda semana seguida que o governo Temer começa tendo que resolver problemas relacionados ao alto escalão. Na segunda-feira passada, após o então ministro do Planejamento, Romero Jucá, ser flagrado em áudios com Machado falando em “estancar a sangria” na Lava Jato, Temer teve a primeira baixa em sua equipe. Jucá ficou apenas 12 dias no cargo e pediu licença do Planejamento, segundo ele, para esclarecer os fatos.

Com informações do Estadão

30 de maio de 2016, 19:49

BRASIL Petroleiros marcam paralisação de 24h contra o governo de Michel Temer

Os petroleiros vão cruzar os braços no próximo dia 10 de junho. A Federação Única dos Petroleiros (FUP) decidiu parar por 24 horas em protesto contra o governo do presidente da República em exercício, Michel Temer. A federação cobre as principais unidades operacionais da Petrobras, como as plataformas da Bacia de Campos, onde são produzidos 80% do petróleo brasileiro. “As representações sindicais petroleiras, reunidas nesta segunda-feira, 30, no Conselho Deliberativo da FUP, alertaram para o risco iminente de perda de direitos e de grave retrocesso que a categoria já vive e que serão intensificados com as intenções de privatização da Petrobras e de entrega do pré-Sal, reveladas por Michel Temer”, informou a FUP, em comunicado. Segundo os sindicalistas, com a nomeação de Pedro Parente na presidência da Petrobras, que acontecerá até a próxima quinta-feira, 2, “será retomada a agenda de desmonte de direitos e de privatização iniciada por Fernando Henrique Cardoso nos anos 90, que foi estancada durante o governo Lula”.

Estadão Conteúdo

30 de maio de 2016, 19:36

BRASIL Aliados de Cunha pressionam por punição branda, mas relator deve pedir cassação

Às vésperas da entrega do relatório final sobre o processo por quebra de decoro parlamentar do deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o relator Marcos Rogério (DEM-RO) vem sendo pressionado por aliados do peemedebista para propor uma punição mais branda. Rogério sinalizou a disposição de pedir a cassação do mandato, mas a “tropa de choque” alega que a medida extrema resultaria em uma série de recursos e, por consequência, o prolongamento do processo. A alternativa proposta pelo grupo de Cunha é que o deputado afastado seja punido apenas com a perda de prerrogativas, ou seja, deixe definitivamente o cargo de presidente da Câmara. Desta forma, se resolveria a questão da falta de comando do presidente interino Waldir Maranhão (PP-MA) com a convocação de nova eleição para a Mesa Diretora. “Estou recebendo um apelo para resolver o problema da Casa”, comentou. O relator não adiantou o conteúdo do parecer que será entregue nesta terça-feira, 31, mas avisou que vai acatar a decisão de Maranhão que limitou seu escopo à imputação aprovada no parecer prévio, de que o peemedebista teria mentido à CPI da Petrobras no ano passado sobre a existência de contas no exterior. Assim, Rogério deve se ater ao artigo 4º do Código de Ética, que versa sobre procedimentos incompatíveis com o decoro parlamentar puníveis com a perda de mandato, mais especificamente no inciso 5º (sobre omitir intencionalmente informação relevante ou prestar informação falsa nas declarações). “Minha decisão é acatar o Maranhão para não eternizar o processo”, justificou.

Estadão Conteúdo

30 de maio de 2016, 19:34

BRASIL Alckmin nomeia Elias Rosa para Justiça

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) nomeou nesta segunda, 30, o procurador de Justiça Márcio Elias Rosa para o cargo de secretário de Estado da Justiça e Defesa da Cidadania. Elias Rosa foi procurador-geral de Justiça de São Paulo nos últimos quatro anos. Em duas ocasiões, ele foi nomeado por Alckmin para chefiar o Ministério Público paulista.

Estadão Conteúdo