6 de setembro de 2019, 17:41

EXCLUSIVA“Não só vou votar, como encaminhar a favor na bancada”, diz Otto, líder do PSD no Senado, sobre Aras para PGR

Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

O senador Otto Alencar, líder do PSD, anunciou, nesta sexta-feira (6), com exclusividade ao site Política Livre, que encaminhará o voto da bancada do partido para confirmar o nome do baiano Augusto Aras na Procuradoria-Geral da República. “Não só votarei a favor, como também vou pedir aos meus colegas que façam o mesmo. No meu partido, sou líder do PSD, são nove senadores e eu vou encaminhar o voto a favor. Não só vou votar, como encaminhar a favor o voto na bancada. E olha que ele não precisa e não pediu voto, estou fazendo espontaneamente”, disse.

Sobre o método escolhido pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) que escolheu um nome fora da lista tríplice, o senador disse que não discute o método, já que o presidente tem o direito ou não de escolher na lista eleita pela Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR). Esta é a primeira vez, em 16 anos, que isso não ocorre. No entanto, Otto lembrou que quando foi governador da Bahia em 2002, escolheu o primeiro da lista para procurador-geral do Estado, contrariando, inclusive, na época o poderoso senador Antonio Carlos Magalhães (ACM).

“São duas coisas, uma delas é o método escolhido, isso é problema do Bolsonaro. Se estivesse no lugar dele, eu escolheria o primeiro da lista. No meu caso, quando fui governador em 2002, eu escolhi. Agora, fora o método de escolha, Augusto Aras, que conheço, tem todas as condições de fazer um ótimo trabalho pelas suas qualidades, conhecedor de toda a parte jurídica que compete ao procurador. É um homem muito correto, decente e, além de tudo, é baiano. Então, vai representar muito bem a Bahia”, pontuou o senador que também acumula a presidente estadual do PSD.

Raiane Veríssimo