11 de setembro de 2019, 15:40

BAHIAEm julho, vendas no comércio varejista baiano crescem 3,5%

As vendas no comércio varejista baiano cresceram em 3,5% em julho de 2019, na comparação com igual mês do ano anterior. Na análise sazonal, o comércio varejista no estado baiano registrou taxa positiva de 2,4%. Variação mais expressiva desde novembro/18 (11,4%). Esses dados foram apurados pela Pesquisa Mensal de Comércio (PMC) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), realizada em âmbito nacional, e analisados pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia vinculada à Secretaria do Planejamento. Segundo o secretário estadual do Planejamento, Walter Pinheiro, mesmo num cenário nacional de crise na economia, a Bahia apresenta saldo positivo no comercio varejista. “Isto está diretamente relacionado à geração de emprego, com a criação de 28.086 novos postos de trabalho formal no ano e melhoria das condições de crédito que mantém a Bahia na liderança no nordeste neste ano de 2019”. Pinheiro relaciona ainda a recuperação do comércio varejista, em julho, à realização da 8ª edição do “Liquida Bahia” que contou com o apoio do Governo do Estado. Outros fatores influenciaram as vendas do varejo baiano: o efeito calendário, já que houve um dia útil a mais em julho de 2019 (23 dias) em relação ao mesmo mês de 2018 (22 dias) e a recuperação do Índice de Confiança do Comércio (ICOM) que de acordo a Fundação Getulio Vargas (FGV) subiu 2,3 pontos em julho, ao passar de 93,2 para 95,5 pontos. Ressalta-se também o acréscimo de 0,8% da massa de rendimento e o aumento da ocupação em 2,2% no segundo trimestre em relação ao mesmo período anterior.

Comentários